Jump to content
Rodolfo

Sexualidade

Recommended Posts

há 50 minutos, André disse:

Bem, eu nunca pensei vir aqui fazer o meu coming out. Na verdade nem sei bem o que escrever. Aliás, eu sempre pensei que era uma fase, que estava confuso, que ia passar e que se encontrasse uma rapariga e “tentasse gostar dela” ia saber ou não. Mas a verdade é que já há muito as raparigas não me dizem nada... Já há uns bons anos. Eu já há 10 anos que sentia qualquer coisa diferente em mim.

Nestas últimas férias que fui, é que a coisa “piorou” e eu fiquei um pouco mais nervoso, pensativo com tudo isto e só pensava que tinha que falar com a minha psicóloga logo que chegasse a Portugal. E pronto, tive mesmo a confirmação. Na verdade eu já sabia, mas não queria acreditar, mas só agora é que me caiu a ficha.

Sei que fazer isto tudo é parvo e isso, mas só agora é que estou a assimilar isto tudo e ainda não me aceito. Depois da consulta andei (e ainda ando um pouco) nervoso e a minha mãe entranhou e acabei por contar apenas a ela. Curiosamente sabia que ela me aceitaria melhordo que eu. 

Tenho consciência que isto não é uma doença, que é uma coisa perfeitamente normal como tantas outras, mas a mim  está-me a custar mesmo muito. Não sou nem nunca fui homofóbico, mas estou-me a recriminar muito. 

Agora estou na fase de me aceitar, mas sei que vai ser um processo moroso até chegar ao dia em que diga “eu sou (ainda nem consigo bem dizer a palavra) e aceito-me como sou). 

Peço desculpa, mas sentia que tinha que desabafar e sendo este fórum como que uma casa e havendo muita gente aqui com a mesma orientação sexual, sei lá, podiam dar sugestões ou dicas ou sei lá. Nem sei se de facto devia ter escrito tudo. 

Peço desculpa por qualquer coisa. 

O tio está aqui para o que precisares ;) 

  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 2 horas, André disse:

Bem, eu nunca pensei vir aqui fazer o meu coming out. Na verdade nem sei bem o que escrever. Aliás, eu sempre pensei que era uma fase, que estava confuso, que ia passar e que se encontrasse uma rapariga e “tentasse gostar dela” ia saber ou não. Mas a verdade é que já há muito as raparigas não me dizem nada... Já há uns bons anos. Eu já há 10 anos que sentia qualquer coisa diferente em mim.

Nestas últimas férias que fui, é que a coisa “piorou” e eu fiquei um pouco mais nervoso, pensativo com tudo isto e só pensava que tinha que falar com a minha psicóloga logo que chegasse a Portugal. E pronto, tive mesmo a confirmação. Na verdade eu já sabia, mas não queria acreditar, mas só agora é que me caiu a ficha.

Sei que fazer isto tudo é parvo e isso, mas só agora é que estou a assimilar isto tudo e ainda não me aceito. Depois da consulta andei (e ainda ando um pouco) nervoso e a minha mãe entranhou e acabei por contar apenas a ela. Curiosamente sabia que ela me aceitaria melhordo que eu. 

Tenho consciência que isto não é uma doença, que é uma coisa perfeitamente normal como tantas outras, mas a mim  está-me a custar mesmo muito. Não sou nem nunca fui homofóbico, mas estou-me a recriminar muito. 

Agora estou na fase de me aceitar, mas sei que vai ser um processo moroso até chegar ao dia em que diga “eu sou (ainda nem consigo bem dizer a palavra) e aceito-me como sou). 

Peço desculpa, mas sentia que tinha que desabafar e sendo este fórum como que uma casa e havendo muita gente aqui com a mesma orientação sexual, sei lá, podiam dar sugestões ou dicas ou sei lá. Nem sei se de facto devia ter escrito tudo. 

Peço desculpa por qualquer coisa. 

Compreendo perfeitamente a tua situação. Nunca e fácil aceitar mas esse dia vai chegar!! O que importa é ser feliz com a pessoa que se ama, e o que importa o que dizem (se bem que a sociedade já se começa a abrir). Não tens que te sentir mal por seres o que és!  E perfeitamente normal, e como vês até tens o apoio da tua mãe (a minha ainda não sabe). 

Qualquer desabafo podes contar comigo!

  • Like 1
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 4 horas, Black & White disse:

Ao início nunca é fácil. O amor próprio é uma luta diária, com uns melhores dias que outros, falo por mim.

Mas ao longo do tempo vais habituar-te à ideia. Teres o apoio da tua mãe é ótimo, tiveste sorte nesse aspeto.

Não precisas odiar-te porque não és nenhuma aberração. És um ser humano que ama. Simples.

Se precisares de alguma coisa conta comigo.

:)

 

há 3 horas, Manu Tenreiro disse:

O tio está aqui para o que precisares ;) 

 

há 1 hora, MariaJoão Vacosa disse:

Compreendo perfeitamente a tua situação. Nunca e fácil aceitar mas esse dia vai chegar!! O que importa é ser feliz com a pessoa que se ama, e o que importa o que dizem (se bem que a sociedade já se começa a abrir). Não tens que te sentir mal por seres o que és!  E perfeitamente normal, e como vês até tens o apoio da tua mãe (a minha ainda não sabe). 

Qualquer desabafo podes contar comigo!

Muito obrigado a todos! :) 

Nos entretantos, o meu pai também descobriu. Não gostei muito que a minha mãe tenha dito, mas por outro lado não tenho que passar pelo sofrimento de contar a outra pessoa, e agradeço-lhe por isso. Também aceitou super bem. :yes:

Na verdade não tinha dúvidas que eles me aceitassem, era mais o filme que estava a criar.

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 3 minutos, André disse:

 

 

Muito obrigado a todos! :) 

Nos entretantos, o meu pai também descobriu. Não gostei muito que a minha mãe tenha dito, mas por outro lado não tenho que passar pelo sofrimento de contar a outra pessoa, e agradeço-lhe por isso. Também aceitou super bem. :yes:

Na verdade não tinha dúvidas que eles me aceitassem, era mais o filme que estava a criar.

Tens muita sorte nesse aspeto mesmo! Aproveita.

Muitos no lugar deles punham-te fora de casa. Infelizmente é uma realidade.

No meu caso devem saber mas eu nem me preocupo se sabem ou não. Mas com certeza que não me iriam expulsar de casa.

Aliás, basicamente nem pai tenho, mas isso é uma coisa que não é para aqui chamada.

Edited by Black & White
  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 2 minutos, Black & White disse:

Tens muita sorte nesse aspeto mesmo! Aproveita.

Muitos no lugar deles punham-te fora de casa. Infelizmente é uma realidade.

No meu caso devem saber mas eu nem me preocupo se sabem ou não. Mas com certeza que não me iriam expulsar de casa.

Aliás, basicamente nem pai tenho, mas isso é uma coisa que não é para aqui chamada.

Eu a contar sobre isto só me sinto na “obrigação de contar” aos meus pais e irmão. Avós, tios, primos, nem pensar. Se calhar até aceitavam (não tão bem como os pais, acredito). Isso a acontecer será se algum dia conhecer alguém, e mesmo assim...

No entanto pedi aos meus pais para que não voltem a tocar mais no assunto, ainda não me sinto preparado para falar mais acerca disto. Vou primeiro interiorizar isto tudo, aprender, respeitar-me, amar-me e depois então viver bem com isto tudo.

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 13 minutos, André disse:

Eu a contar sobre isto só me sinto na “obrigação de contar” aos meus pais e irmão. Avós, tios, primos, nem pensar. Se calhar até aceitavam (não tão bem como os pais, acredito). Isso a acontecer será se algum dia conhecer alguém, e mesmo assim...

No entanto pedi aos meus pais para que não voltem a tocar mais no assunto, ainda não me sinto preparado para falar mais acerca disto. Vou primeiro interiorizar isto tudo, aprender, respeitar-me, amar-me e depois então viver bem com isto tudo.

Eu partilho da opinião de ser eu próprio. Eu sou mais que a minha sexualidade. Isso é que importa. Só as pessoas com quem eventualmente me possa envolver é que vão saber, pois ninguém tem nada a haver com quem eu me envolvo certo? Só o parceiro em questão.

Eu não me sinto na obrigação...

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 1 minuto, Black & White disse:

Eu partilho da opinião de ser eu próprio. Eu sou mais que a minha sexualidade. Isso é que importa. Só as pessoas com quem eventualmente me possa envolver é que vão saber, pois ninguém tem nada a haver com quem eu me envolvo certo? Só o parceiro em questão.

Eu não me sinto na obrigação...

Sim, não é bem obrigação. Tipo, como contei à minha mãe, sentia-me mal não dizer ao meu pai e ao meu irmão. Agora fora do seio familiar mais pequeno, não em sinto na obrigação de contar ao resto da família. 

Não sei se me fiz entender. :mosking:

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 4 horas, André disse:

Bem, eu nunca pensei vir aqui fazer o meu coming out. Na verdade nem sei bem o que escrever. Aliás, eu sempre pensei que era uma fase, que estava confuso, que ia passar e que se encontrasse uma rapariga e “tentasse gostar dela” ia saber ou não. Mas a verdade é que já há muito as raparigas não me dizem nada... Já há uns bons anos. Eu já há 10 anos que sentia qualquer coisa diferente em mim.

Nestas últimas férias que fui, é que a coisa “piorou” e eu fiquei um pouco mais nervoso, pensativo com tudo isto e só pensava que tinha que falar com a minha psicóloga logo que chegasse a Portugal. E pronto, tive mesmo a confirmação. Na verdade eu já sabia, mas não queria acreditar, mas só agora é que me caiu a ficha.

Sei que fazer isto tudo é parvo e isso, mas só agora é que estou a assimilar isto tudo e ainda não me aceito. Depois da consulta andei (e ainda ando um pouco) nervoso e a minha mãe entranhou e acabei por contar apenas a ela. Curiosamente sabia que ela me aceitaria melhordo que eu. 

Tenho consciência que isto não é uma doença, que é uma coisa perfeitamente normal como tantas outras, mas a mim  está-me a custar mesmo muito. Não sou nem nunca fui homofóbico, mas estou-me a recriminar muito. 

Agora estou na fase de me aceitar, mas sei que vai ser um processo moroso até chegar ao dia em que diga “eu sou (ainda nem consigo bem dizer a palavra) e aceito-me como sou). 

Peço desculpa, mas sentia que tinha que desabafar e sendo este fórum como que uma casa e havendo muita gente aqui com a mesma orientação sexual, sei lá, podiam dar sugestões ou dicas ou sei lá. Nem sei se de facto devia ter escrito tudo. 

Peço desculpa por qualquer coisa. 

Não tens que pedir desculpa, isto é um fórum onde podes partilhar a tua opinião de livre vontade por isso nunca te sintas proibido de o fazer. Fizeste bem em partilhar e fico contente que a tua mãe, pelo menos, aceite. Isso é muito importante um dos pilares da nossa vida nos apoiar no processo e já é meio caminho andado para te aceitares. Custa sempre ao início, principalmente pelo medo que temos em poder ser "rejeitados" ou que olhem para nós de outra forma (mesmo que não o digam, mas conseguimos sentir), até mesmo os mais chegados mas não podes nem deves de maneira nenhuma contrariar a tua natureza e essência. Também é importante ter amigos mais próximos que nos apoiam nesse sentido, por isso também deves procurar algum amigo que saibas que ir-te-á aceitar tal como és. Não és o primeiro nem serás certamente o último a fazer um "coming out", por isso relaxa rapaz! Qualquer coisa que precises, eu estou aqui. :)

  • Like 1
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 39 minutos, SecretNavy disse:

Não é privado, por isso não têm de seguir nem nada do género para ver. Isto é, se tiverem paciência, pois ainda são 6 páginas ahahah 

Acho que isso não ajuda muito quem se pode rever nela. xD Coitados, só de ver, já pensam que não vale a pena. :haha:

Edited by srcbica
  • LOL 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 20 minutos, SecretNavy disse:

Por falar em coming out, este mês de Setembro tem sido tão bom para mim :D Finalmente assumi-me ao meu pai e decidi contar um pouco da minha história no meu Instagram, pois sei que há outras pessoas que podem rever-se nela e que até as pode ajudar.

Se alguém quiser ver, o meu Instagram é pedro_m_monteiro .

Não é privado, por isso não têm de seguir nem nada do género para ver. Isto é, se tiverem paciência, pois ainda são 6 páginas ahahah 

Muito obrigado pela partilha :) 

Revi-me em alguns pontos. Curiosamente há quase um ano atrás fui pedir ajuda a uma psicóloga (por motivos que em nada tinham a haver com a minha sexualidade) e ela também me diagnosticou-me depressão. Só na última sessão é que falei acerca de tudo aquilo que falei num post que escrevi mais atrás e desde aí, e especialmente desde que os meus pais sabem, que me sinto bem mais leve.

Do nada começo a sorrir feito parvo nem sei bem porquê :haha: Não era uma pessoa assim mal encarada, mas sei lá. É uma leveza que ae ganha quando nos aceitamos um pouco mais ou falamos com alguém...

Mesmo assim sinto que tenho ainda muito a aprender e a trabalhar com tudo isto e muito ainda a aceitar, mas claro, um passo de cada vez. :mosking:

  • Love 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 2 horas, SecretNavy disse:

Por falar em coming out, este mês de Setembro tem sido tão bom para mim :D Finalmente assumi-me ao meu pai e decidi contar um pouco da minha história no meu Instagram, pois sei que há outras pessoas que podem rever-se nela e que até as pode ajudar.

Se alguém quiser ver, o meu Instagram é pedro_m_monteiro .

Não é privado, por isso não têm de seguir nem nada do género para ver. Isto é, se tiverem paciência, pois ainda são 6 páginas ahahah 

Eu li o teu texto e devo dizer que admiro te. Tiveste imensa coragem e eu espero que daqui para a frente te corra tudo bem (que vai correr). 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Por falar em coming out, este mês de Setembro tem sido tão bom para mim  Finalmente assumi-me ao meu pai e decidi contar um pouco da minha história no meu Instagram, pois sei que há outras pessoas que podem rever-se nela e que até as pode ajudar.
Se alguém quiser ver, o meu Instagram é pedro_m_monteiro .
Não é privado, por isso não têm de seguir nem nada do género para ver. Isto é, se tiverem paciência, pois ainda são 6 páginas ahahah 
Parabéns, sobretudo por teres pedido ajuda, algo aparentemente tão fácil e corriqueiro mas que muitas vezes é o mais difícil.
Tens tudo para a partir de agora viver melhor e mais tranquilo. E perante um advservidade pensa que todos as temos, podem não ser visíveis ou serem diferentes mas todos as vamos encontrando ao longo da vida.

Share this post


Link to post
Share on other sites
On 25/09/2018 at 20:34, SecretNavy disse:

Por falar em coming out, este mês de Setembro tem sido tão bom para mim :D Finalmente assumi-me ao meu pai e decidi contar um pouco da minha história no meu Instagram, pois sei que há outras pessoas que podem rever-se nela e que até as pode ajudar.

Se alguém quiser ver, o meu Instagram é pedro_m_monteiro .

Não é privado, por isso não têm de seguir nem nada do género para ver. Isto é, se tiverem paciência, pois ainda são 6 páginas ahahah 

Há pouco também li o que partilhaste e devo dizer que és uma pessoa determinada e corajosa. Nunca deixes de ser quem és para agradar aos outros e quem é verdadeiro apoiar-te-á sempre. Fizeste bem em pedir ajuda, às vezes precisamos de uma luz para nos guiar no nosso caminho! Desejo-te felicidades :)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Feliz que não vou ter que andar atrás de bichos nojentos que entrem em casa para os enxutar. :cryhappy:

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 7 horas, Maya_1992 disse:

O que acham desta teoria, reveem-se nela? xD

Sim, e essa teoria já é bem antiga, remonta pelo menos á escala de Kinsey. Acho que os rótulos são mais por questões práticas e para simplificar a cabeça das pessoas, mas a sexualidade é mais num espectro, eu acho que sim.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Não sei se encaixa aqui a pergunta, mas já experimentaram poppers? Eu experimentei na semana passada pela primeira vez e a verdade é que adorei, mas não quero voltar a usar tão cedo porque embora aquilo não vicie, tenho medo de depois querer sempre usar durante o sexo.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 7 horas, John Doe disse:

Não sei se encaixa aqui a pergunta, mas já experimentaram poppers? Eu experimentei na semana passada pela primeira vez e a verdade é que adorei, mas não quero voltar a usar tão cedo porque embora aquilo não vicie, tenho medo de depois querer sempre usar durante o sexo.

Acho que encaixa, sim. Não, nunca experimentei. Acho que a maior parte das pessoas nem sabe o que isso é. xD

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


×
×
  • Create New...