Jump to content

zent

Membros
  • Content Count

    886
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

1,377 Repórter de vacas bravas na CMTV

About zent

  • Rank
    Sou palmista no Você na TV

Recent Profile Visitors

1,470 profile views
  1. zent

    Sexualidade

    Na minha opinião e experiência é uma mistura de realidades, à semelhança de Lisboa/Portugal também Londres é um caso à parte do resto do país, até porque tem uma população estrangeira tão grande e diversificada. Em geral acho que a atitude face a Portugal é bastante mais aberta, respeitadora e menos importada com que cada um faz na sua vida pessoal, nomeadamente em relação a colegas, vizinhos, desconhecidos,etc., mas varia também entre as grandes cidades e vilas pequenas. Apesar disso, a nível familiar as coisas mudam um pouco. Uma coisa são os outros, outra é um filho/a, aí ainda existe muita gente com problemas e que prefere não ter um filho gay e há, aliás, ainda vários casos de filhos expulsos de casa por isso. E mesmo aqueles que aparentam "não ter nenhum problema com isso" existe alguma hipocrisia, como publicamente não é correto dizer que não gostam/aceitam não a exprimem em público mas em privado a homofobia/transfobia/etc. continua lá. Mas se por um lado a atitude geral no Reino Unido é mais aberta e tolerante do que em Portugal também tens o lado oposto e é mais fácil teres uma situação de abuso ou violência grave no Reino Unido. Vão havendo vários casos de situações graves no Reino Unido, sendo o caso do casal lésbico agredido num autocarro de Londres o exemplo que maior repercussão internacional teve recentemente.
  2. zent

    Sexualidade

    É preciso também não efabular a realidade de outros países. Há muitas vezes uma grande diferença entre a imagem que se cria/tem de outros locais, seja pela experiência de umas férias ou pelo relato de um amigo. Crescer e viver num país é muito diferente, e mesmo dentro do mesmo país a realidade é muitas vezes diferente consoante a zona. Independentemente, mesmo nos locais mais abertos e livres continuam a existir crimes de ódio, continua a haver preconceito, continua a haver discriminação. O que difere essencialmente é o número de pessoas que tem esses preconceitos.
  3. zent

    Governo Sombra

    O objetivo será possivelmente ter alguma flexibilidade. Se quiserem mostrar/usar algo virtual (mais pequeno) durante o jornal podem usar aquela parte e não precisam de ir para outro lugar. Além disso é possível que também faça parte da estratégia ligado ao entretenimento. Um objetivo a médio/longo prazo que já foi referido é trazer os estúdios de entretenimento para Paço de Arcos e esse terceiro estúdio pode já fazer parte dessa estratégia e ser algo a usar para as várias componentes de programação dos vários canais.
  4. zent

    Governo Sombra

    Aquando da estreia dos novos estúdios, foi referido que eram 3 estúdios, o dos jornais da sic, o multifuncional da sic notícias e um terceiro para a componente virtual. Eu pensava que era o que é usado para programas como o Eixo do Mal e não este com chroma a 360 graus. (deve ser usado também para algum entretenimento da SIC, como o Não Há Crise que usava o estúdio de informação em Carnaxide) Contudo, acho que publicamente nunca tinha sido mostrado, ou pelo menos eu nunca o tinha visto.
  5. zent

    Notícias TVI

    Nada de novo, mas aqui fica a informação. "Há uma semana, o ECO Insider revelou que a Cofina está a discutir com a CMVM a possibilidade de mudar as condições de uma OPA obrigatória lançada sobre 5,31% das ações da Media Capital por um valor em torno dos dez milhões de euros, mas o processo vai ser longo e está longe de ser um dado adquirido que o supervisor de mercado aceite os argumentos do grupo dono do Correio da Manhã. Mas a Media Capital não parou por causa destas movimentações. Agora, tem uma nova estrutura de capital, com a entrada de Mário Ferreira com mais de 30% das ações, e começaram as mudanças. Sérgio Figueiredo deixou de ser o diretor de informação da TVI e Pedro Pinto é o diretor interino, enquanto não chega o novo diretor, que só deverá começar a 1 de setembro. Mas há um novo homem-forte na TVI: Nuno Santos, que entrou há meses para a função de diretor de programas, passará a ter poderes de diretor-geral, e toda a gestão de antena passará por ele. " (ECO Insider newsletter)
  6. zent

    Informação TVI

    Essa mesa é a que é usada habitualmente com chroma, por exemplo em programas desportivos, e não a do estúdio principal como chegou a ser dito.
  7. zent

    Informação TVI

    É impressionante como o estúdio virtual continua com uma péssima qualidade de som há tantos anos. Tem imenso eco e ouve-se muitos dos barulhos dos bastidores.
  8. zent

    Informação TVI

    Se a TVI24 continuar a usar o estúdio principal, e apenas os jornais da TVI o virtual é possível que a razão seja porque estão a fazer algo na redação e daí não poderem/quererem mostrar o que está para lá do vidro.
  9. 6000 parece-me mais plausível. 2 mil era o que a Maria Cerqueira Gomes supostamente recebia no Porto Canal, um canal de cabo. Além disso, tendo em conta que isso é o valor bruto e de um trabalhador independente, ou seja é preciso descontar IVA, segurança social, etc., o valor líquido seria entre 1000 e 1500 euros, um valor baixo para um dos principais apresentadores da RTP 1.
  10. zent

    Notícias TVI

    Vem aí uma OPA à Media Capital? E é outra vez da Cofina e depende apenas da CMVM
  11. zent

    Teletexto

    Não, não havia nenhuma comunicação de volta. As salas de chat funcionavam com os participantes a enviar mensagens sms para um número específico, tendo um custo associado. O teletexto continua a funcionar ainda hoje na televisão digital terrestre, a forma de funcionamento é exatamente a mesma. Contudo, nos operadores de de TV paga o serviço penso que só está disponível no serviço de cabo. Além disso muitos dos conteúdos não estão atualizados.
  12. É extamente a minha posição, a mim não me apela minimamente e não faço intenções de subscrever. Como já foi dito, e também na minha opinião, é um serviço bastante limitado em conteúdo (quer em quantidade quer em diversidade) e com pouco conteúdo novo. Eu não tenho duvida que haverá público para ele, agora tenho muitas dúvidas que no seu formato atual seja bem sucedido no médio-prazo como muitos esperam. Quantos aos números iniciais, são positivos mas é preciso lê-los com cuidado porque há o fenómeno da curiosidade inicial, a isso junta-se a gratuitidade do período inicial, assim como a inclusão/oferta do serviço ao subscrever outros serviços, como acontece com a O2 no Reino Unido, por exemplo. O verdadeiro teste vai ser se consegue manter os subscritores durante um período alargado sem uma constante renovação/inclusão de novos conteúdos em quantidade suficiente.
  13. zent

    Profissionais TVI

    Sim é. Verdade seja dita a coleção de facas já tinha começado há algumas semanas. Apesar disso, uma revista responsável teria suspendido esta semana ou algo do género... mas vindo de quem vem nem me admirava se pintassem parte da faca de vermelho para simular sangue.
  14. Obviamente a plataforma irá evoluir, mas há duas grandes diferença à partida. A Netflix não era uma produtora de conteúdos, era uma alugadora de filmes e afins que deixou os DVDs e passou para o online. Além disso, ia tendo conteúdos novos das várias produtoras com quem foi fazendo contratos. Só mais tarde é que começou a produzir as suas coisas, nomeadamente com "House of Cards".
  15. zent

    Profissionais TVI

    Só uma correção, "Os Serranos" foi uma série da TVI e não da RTP.
×
×
  • Create New...