Jump to content

zent

Membros
  • Content Count

    760
  • Joined

Community Reputation

1,164 Repórter de vacas bravas na CMTV

About zent

  • Rank
    Sou palmista no Você na TV

Recent Profile Visitors

1,194 profile views
  1. zent

    CM TV

    Não será só a CMTV porque o Miguel Fernandes no Você na TV!, algo meio de passagem, mencionou que agora não podiam ir dentro dos carros de patrulha, por isso será uma diretriz geral.
  2. Como os últimos programas de entretenimento na TVI têm sido feitos na Plural em vez de na Venda do Pinheiro, será que há possibilidade de mudarem as coisas para lá?
  3. zent

    Informação TVI

    Essa notícia também mistura alhos com bugalhos... O Você Na TV! por exemplo começou primeiro em Portugal e o A Tarde é Sua, terá sido sobretudo uma adaptação de "As Tardes da Júlia" com a saída da Júlia Pinheiro do que uma cópia de um programa pouco conhecido da Rede TV!. É verdade que o uso do mesmo nome era desnecessário, mas é a mesma língua por isso não é de estranhar que haja programas com nomes semelhantes ou iguais em vários países. Como existem, por exemplo, vários programas nos PALOPs que têm nomes iguais a programas portugueses. Não existindo uma patente a ser infringida para mim é uma não notícia.
  4. Acabaste de confirmar que a notícia não diz de facto que a saída se deve ao concurso "ser muito gay", que foi o ponto feito anteriormente. É diferente um jornalista dizer algo ou dizer que outra pessoa disse algo. A primeira é algo que o jornalista pode confirmar, enquanto a segunda está dependente da opinião, da visão, da interpretação da outra pessoa, muitas vezes inconfirmável pelo jornalista. O primeiro parágrafo de qualquer notícia é suposto resumir a informação e responder às questões básicas: o quê, quando, quem, etc, e é isso exatamente que faz. Diz claramente que é especulação, e mais à frente diz quais são as suas fontes e que posições governamentais parecem confirmar essa especulação. Quanto às motivações do jornalista, ou à sua forma de trabalhar, isso é a tua interpretação, é a especulação da especulação mas ao contrário do artigo sem qualquer base de sustentação na minha opinião.
  5. A notícia do The Guardian não diz nada disso. É dito claramente que não existe razão oficial, é sim dito que tem havido um aumento da retórica anti-LGBT citando medidas e declarações políticas concretas. Quanto ao funcionário que é citado o que ele diz é que não houve numa explicação para o caso mas a inferência dos funcionários do canal de televisão é que é por causa da associação à comunidade LGBT. Em momento o The Guardian diz que a suspenção da participação é porque é demasiado gay, é sim referido um site Hungaro que especulou uns dias antes que essa seria a razão. É depois citado um editor e comentador de meios de comunicação pró-governo que se regozija com a não participação ligando a Eurovisão a um grupo de homossexuais, travestis e mulheres barbudas. https://www.theguardian.com/tv-and-radio/2019/nov/27/hungary-pulls-out-of-eurovision-amid-rise-in-anti-lgbt-rhetoric
  6. ERC recomenda separação entre informação e opinião em estudo sobre canais generalistas e CMTV O recurso a elementos sensacionalistas na construção das peças é “residual” nos telejornais de todos os canais, à excepção do CM Jornal 20h, concluiu a ERC. https://www.publico.pt/2019/11/27/sociedade/noticia/erc-recomenda-separacao-informacao-opiniao-estudo-canais-generalistas-cmtv-1895304
  7. Até há pouco tempo tanto a novela a seguir ao jornal das 20 horas tinha mais de um milhão tanto na SIC como na TVI, e as novelas de segundo horário estavam mais equilibradas, mas o conjunto de SIC e TVI tinham mais do que acontece atualmente. E o que estou a dizer é que a quebra das novelas, e não só, continua a se acentuar e daqui a um ano possivelmente não haverá uma única novela em horário nobre com 1 milhão de espectadores, e se existir é uma e por pouco.
  8. Daqui a pouco tempo a única novela que terá mais de 1 milhão de espectadores é a do primeiro horário. Aliás, daqui a um ano os números de Terra Brava serão provavelmente os resultados da novela de primeiro horário. E se as coisas entre a SIC e a TVI ficarem mais equilibradas então aí é que não há nenhuma novela a fazer 1 milhão de espectadores muito em breve.
  9. Como tinha dito na Marktest eram eles que contactavam diretamente as pessoas, por telefone penso eu. A GFK não deve ser muito diferente, mas se tens assim tanto interesse manda email ou telefona à GFK e eles devem te dizer o que podes ou não fazer.
  10. O universo é tão pequeno, cerca de 1000 famílias, que é difícil conheceres. Eu cheguei a conhecer alguém que tinha feito, em tempos, parte do painel da Marktest. Essencialmente tinha sido contactado diretamente pela Marktest para fazer parte e depois tinham uma compensação em vales de compras, acho que era 50 euros mensais no Continente. Não sei como é que a GFK opera, mas não deve ser muito diferente.
  11. zent

    Notícias TVI

    Isto não faz sentido nenhum, uma suposta diretora para 3 ou 4 meses, até porque a compra e criação de programas faz-se de um dia para o outro... E se o Bruno Santos e a Felipa Garnel não tiveram dinheiro para gastar, de repente a Gabriela vai fazer milagres... Isto se não é uma grande mentira para tentar destabilizar a TVI e a direção, é então um mega devaneio do Luís Cabral...
  12. zent

    Profissionais TVI

    Sinceramente não acredito muito nisso. Estando a Media Capital no processo de ser comprada pela Cofina não iriam mudar a direção de programas para daqui a um ou dois meses o Paulo Fernandes potencialmente mandar tudo embora, a menos que já tenha a mão "escondida" dele... E a ser verdade era no mínimo curioso o tempo infinito que aguentaram o Bruno Santos enquanto que a Felipa nem aquece o lugar...
  13. A próxima mudança vai ser colocar na grelha todas as novelas já produzidas em sequência, cada uma com uns 5 minutos, e assim não têm que se mexer durante uns anos...
  14. Esse é um terreno um pouco complicado porque há vários conflitos entre aquilo que é tecnicamente correto e os termos que se popularizam ou que são promovidos por departamentos de marketing, etc. Por exemplo, as redes móveis 4G aquando do lançamento e que as que ainda fazem exclusivo uso do LTE, não são tecnicamente redes de quarta geração uma vez que o 3GPP só preconiza a norma LTE-Advance como a quarta geração pelo débito máximo teórico que permite, mas isso não impediu o uso na sigla 4G pelo marketing apesar das equipas técnicas não concordarem. O mesmo se aplica às boxes, o termo "descodificador" foi importado do uso que já era feito para as "caixas" usadas no cabo, e que de facto descodificavam mas também decifravam o sinal DVB-C. Contudo, as caixas no caso do sinal da TDT (DVB-T) apenas o descodificam, e o problema advém é do uso errado em que se associa descodificar=decifrar. Além disso, o uso receptor também é incorreto porque o equipamento não é responsável por fazer a receção do sinal, isso é a função da antena, é preferível o uso da palavra "leitor" do que "receptor".
  15. Tecnicamente codificar/descodificar, e consequente descodificadores, está correto neste caso, porque o sinal da TDT, assim como todos os outros sinais digitais, têm uma codificação binária, ou seja a informação analógica da imagem e som é codificada em 0s e 1s. O que não existe é a cifragem (ou mais vulgarmente encriptação) do sinal, tal como existia na maioria dos canais de cabo, em que só era possível decifrá-los com a chave correta.
×
×
  • Create New...