Jump to content

zent

Membros
  • Content Count

    790
  • Joined

Community Reputation

1,209 Repórter de vacas bravas na CMTV

About zent

  • Rank
    Sou palmista no Você na TV

Recent Profile Visitors

1,248 profile views
  1. zent

    TVI em Direto

    Eu pelo muito que já vi, diria que a maioria dos canais generalistas da Europa quando emitem noticiários os poucos grafismos que têm são o nome do jornalista ou coisas de última hora. Rodapés e descrições de notícias normalmente é só em canais de notícias. Aliás, até há uns 10 anos os noticiários portugueses também tinham rodapé permanentemente, mas agora só nos canais de informação.
  2. zent

    TVI em Direto

    O que eu estou a dizer é que tenho pena que o mercado português ainda esteja nestes artimanhas. Que não haja uma programação definida e estruturada em que o espectador sabe com o que contar e escolhe o que achar melhor. Este é o tipo de estratégia que no passado ainda era desculpável mas hoje com a possibilidade de ver quando se quer, o que se quer só cria muitas vezes confusão no espectador e ajuda à sua dispersão por outros meios. Hoje o maior concorrente da SIC, da TVI ou da RTP não são os outros canais generalistas são todas as outras ofertas audiovisuais que estão à distância de um botão ou clique.
  3. zent

    TVI em Direto

    Em mercados maduros esse tipo de jogada não acontece nem tem, felizmente, grande efeito. Os programas têm uma duração fixa e os intervalos são quase sempre à mesma hora e com a mesma duração. Os programas valem por si e não por começarem 5 minutos mais cedo ou mais tarde.
  4. zent

    Rádio

    Segundo a notícia o fim vai ser gradual por isso parte da grelha, pelo menos, deve-se manter durante algum tempo.
  5. zent

    Você na TV!

    A democracia funciona para os dois lados. Uma coisa é querer impedir a presença de determinadas pessoas num programa ou no espaço público, outra é criticar as suas afirmações e a sua presença. A produção tem legitimidade para convidar a Maria Vieira e a Suzana Garcia mas depois também tem direito às respetivas críticas e elogios. As pessoas têm direito a criticar o que foi dito, a criticar a escolha das pessoas e ter uma opinião negativa do programa. Isto também é a democracia a funcionar. Só não podem é impedir o programa de fazer as suas escolhas, por muito que discordem deles.
  6. zent

    Você na TV!

    Eu que não sou fã da personagem, aliás já uma vez ou outra aqui escrevi negativamente sobre ela, mas também esta cultura de querer calar quem discorda de nós é algo que não concordo, ou suporto sequer. Há limites para a liberdade de expressão, nomeadamente quando existe a apologia do ódio por alguém. No entanto, no caso da advogada o que eu já assisti foi sobretudo a discursos simplistas (como ontem ao dizer que quem não defende a utilização de CCTV é criminoso ou apoiante dos mesmos) onde não há meio termo, tudo só pode ser ou branco ou preto, uma certa arrogância onde só a sua opinião é a correta e também alguma manifestação de ódios de estimação que parece associada a alguns preconceitos da própria. Pessoalmente nunca assisti a algo que fosse claramente discurso de ódio, verdade seja dita que também não sou telespectador assíduo da dita, apenas a coisas que são potencialmente preconceituosas. Todos têm direito a exprimir a sua opinião, dentro da lei, mesmo que seja contra o pensamento maioritário o que deve haver é um contrário e balanceamento de opiniões o que muitas vezes não acontece, então no Você na TV! não acontece demasiadas vezes. E depois chateia-me a vitimização do lado de quem faz parte do programa. Ainda hoje o Manuel referiu o "problema" do politicamente correto e como foram vítimas há um ano, uma alusão ao caso do Mário Machado, escudando-se no facto de fazer o contraditório. A questão é que não o fazem, contraditório não é lançar uma provocação "Então és racista?", "Tem problemas comigo (por ser gay)?" Contraditório é quando alguém diz que não há racismo em Portugal citar, por exemplo, o facto de, de acordo com um relatório europeu (Being Black in the EU), 1/4 das pessoas de ascendência africana dizer que experienciou racismo em Portugal nos últimos 5 anos. Quando alguém diz que as câmaras de videovigilância são a solução para todos os males fazer o contraditório é nomeadamente referir os abusos que a mesma permite. Quando alguém diz que falar de autodeterminação sexual e sobre identidade de género nas escolas é uma forma de promoção ou facilitamento da pedofilia, fazer o contraditório é referir os dados que mostram inequivocamente que os abusos acontecem na sua quase totalidade no seio familiar, nomeadamente por parentes mais ou menos próximos ou pessoas que têm uma relação de proximidade com a criança. É também citar a ciência ao referir que a atração ou o enamorado é algo que o ser humano não controla e por isso a sua orientação sexual não é uma escolha, não é um devaneio ou uma mania. Isto é algo que pouco ou nada vi feito no programa, nomeadamente com os convidados ditos polémicos.
  7. A SIC dificilmente o fará se não tiver um incentivo financeiro. A RTP também tem-no feito porque estava previsto no seu contrato de concessão, caso contrário não estaria a gastar recursos na abertura do arquivo.
  8. zent

    Profissionais TVI

    Seja com a Felipa Garnel, com o Nuno Santos ou com quem quer que seja sem dinheiro para gastar não vai haver milagres... Esta decisão já será da Cofina, embora não o possa dizer porque ainda faltam alguns formalismos, mas com da aprovação da compra por parte da Autoridade da Concorrência já devem estar a contar os dias até o Paulo Fernandes entrar oficialmente no edifício de Queluz de Baixo. Nuno Santos é um nome mais consensual e com muito mais experiência do que a Felipa, incluindo internacional (é por causa dele que existe a TVI África), mas a Felipa com 5 meses de chefia, sem orçamento e com uma semi-paralisação por causa da compra não havia muito mais que ela pudesse fazer, a única coisa indesculpável são as mil e uma repetições sem sentido.
  9. zent

    Notícias SIC

    Um programa de sátira e crítica, sobretudo política, é algo que falta, com regularidade, na televisão portuguesa. A mudança vale sobretudo se for uma aposta prolongada no tempo e não apenas algo pontual.
  10. zent

    Profissionais TVI

    Falta saber se haverá programa na TSF ou se faz uma pausa até ao regresso na SIC.
  11. zent

    Notícias SIC

    Exato, e que os mesmo que criticam este tipo de ações quando são na concorrência ou em meios de comunicação social que não gostam que também o façam quando é o oposto... Mas na maioria são críticas vazias e hipócritas de criticar os outros mas esquecer o que acontece com os seus.
  12. zent

    Profissionais TVI

    Essa é provavelmente a maior crítica que pode ser feita ao Daniel. Ele tem sido muito eficaz, disso não há dúvida, mas genericamente tem replicado o modelo do Moniz sem grandes novidades, usando muitas vezes as mesmas artimanhas de programação e contra programação. Não há algo de revolucionário ou realmente diferente feito pelo Daniel, os maiores feitos são a contração de profissionais à concorrência e a capacidade de construir/fortalecer o espírito de equipa nos vários programas. No curto/médio prazo garante resultados à SIC mas contribuirá ainda mais para a quebra da televisão generalista e ao esgotamento do público.
  13. zent

    Governo Sombra

    Tendo em conta a rapidez com que o programa "reestreia" o mais provável é o programa ser feito num dos estúdios de informação. Talvez mais para a frente tenha direito a um cenário próprio, nem seja a reutilização de um já existente.
  14. zent

    Você na TV!

    Pois é, essa brigada que tende a defender pessoas e grupos ostracizados, que acham que todos têm direito às mesmas oportunidades e a ser como são e como querem ser sem prejudicar os outros são de facto do pior que há...
  15. zent

    A Tarde é Sua

    Exato é a mesma estrutura. Essencialmente pintaram umas coisas, mudaram o papel de parede/telas e uns elementos decorativos.
×
×
  • Create New...