Jump to content

Recommended Posts

  • Replies 2.6k
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

Top Posters In This Topic

Popular Posts

Malta, parem de reagir com o icone "Haha" da Cristina, em tópicos da SIC é ofensivo. 

Uma pessoa incrível. Uma alma como nunca conheci. É minha. Para sempre. Estes são os meus. Os únicos. Os verdadeiros. Os que nunca me deixam. E os que nunca deixo também. A *inserir nome da senhora qu

Uma boa dupla para perder para a CMTV

Partilho, agora no tópico do programa,  um apontamento para o futuro:

- Definir melhor o papel do João e da Diana. Ele tem o quádruplo da energia dela e já não está habituado a partilhar espaço. Ela está a começar, precisa que o João lhe dê esse espaço e mais tempo. Tem que ganhar confiança... Durante a emissão foi evidente a sua hesitação em intrometer-se em alguns momentos ou conversas. 

- Fazer alterações no cenário, que é totalmente Cristina. Eliminar o quarto, o closet e a casa de banho. Nem pensem em vender a ideia de que esta é a casa dos apresentadores do programa. Funcionava com a Cristina, não funcionará com o Baião e a Diana. Aproveitem para equilibrar o espaço dos estúdios, dando um cenário maior à Júlia Pinheiro. Criem uma sala de estar maior e centrem o programa nessa sala e na cozinha. É suficiente...

- Criem vários segmentos com colaboradores fixos do programa. Escolham-os a dedo, e mantenham a ideia de vizinhança. O programa pode fazer-se com os “amigos” dos apresentadores. É algo que cria proximidade com o público. 

- Se decidirem manter este lado de sitcom, façam-no com um guião mais definido e com “personagens” fixas (complementando a ideia do ponto anterior). A Cristina conseguia improvisar na condução do programa, porque era responsável por toda a sua formatação e porque sabia exatamente para onde queria ir. Além disso, fazia-se valer dos colaboradores fixos / frequentes, que conseguiam dar-lhe a contracena que ela pretendia. Talvez seja importante que, nesta nova fase, o guião seja mais definido. 

- O programa tem de ser do João e da Diana entre as 10h e as 13h. Não faz qualquer sentido que nenhum dos dois conduza o segmento de maior audiência das manhãs da SIC. O Hernâni já vale como comentador. É contraproducente que do seu espaço de análise e comentário sejam excluídos os apresentadores do programa. Hoje, perderam a oportunidade de mostrar a nova dupla das manhãs num espaço que, facilmente, tem picos próximos do milhão de telespectadores. Não foi bem pensando! A manter esta estrutura, o Casa Feliz devia terminar às 12h, iniciando-se um programa de análise criminal pelas 12h15.

- É importante que alterem os oráculos! Não gostei do logotipo e acho que a identidade do programa também passa pela criação de uma linha gráfica consistente e marcante. A parte instrumental que, neste conceito, tem um papel fundamental, também tem de ser aprimorada. 

Concluindo:

Limando arestas, e sendo certo que a perda da Cristina é difícil de se superar, podem conseguir manter um bom nível nas manhãs, com um conceito original que, rapidamente, se tornará imagem de marca da SIC. E é para isso que têm que trabalhar... Para associar este conceito à SIC e não à Cristina! 
Devem apostar bastante no treino e na formação da Diana, que tem potencial, mas falta de tempo de preparação para um desafio exigente e inesperado. É importante que se aposte também na sintonia entre os apresentadores que, naturalmente, hoje foi ainda desproporcionada e muito pouco sólida. Mas com potencial para evoluir.

Relembro que o tempo de preparação do seu programa mais difícil dos últimos anos foi, para a SIC, muito pouco.  A máquina precisa de ser oleada, mas pode funcionar bem... Tempo, crédito e tolerância... é disso que agora precisam! Mas, mais uma vez, o Daniel mostra que é capaz de  fazer omeletas sem ovos. E baixar os braços, não é algo que possamos ver nos próximos tempos! 

  •  
Edited by fab
  • Like 4
Link to post
Share on other sites

Fui acompanhando o programa e achei que o João Baião esteve muito bem, este homem ganhou uma segunda vida sem dúvida e está a tornar-se um caso de sucesso! A Diana esteve apagada e nervosa, aceita-se é normal, tem muito potencial, tem um ar simpático e humilde, pode crescer muito, acredito que na próxima semana estará muito melhor! 

  • Like 1
Link to post
Share on other sites

Mesmo nos teatrinhos a Diana tevr muito apagada. Claramente tava nervosa. 

Agora é ver como ela se comporta num programa mais "normal". 

  • Like 3
Link to post
Share on other sites

Daquilo que vi, eu gostei, embora, sim, sente-se a falta da Cristina e quem disser que não, está a mentir, desculpem. :haha: 

O Baião esteve muito bem, a proposta mais humorística do programa encaixa que nem numa luva nele. Já a Diana esteve demasiado tímida, acho que ontem não lhe deviam de ter dado o Domingão, de modo a que ela pudesse preparar melhor, nos próximos dias, terá a sua prova de fogo.

Quanto ao momento da Joana Pais de Brito, meteu piada e foi genial, ela é uma grande atriz,  a questão é que foi uma coisa que não deveria de ter aberto o programa. Não achei ofensivo de todo, mas podiam ter esperado mais uns momentos para evitar confusões. O público ficou dividido, mas não aceitou tão mal como pensei que iria aceitar.

Quanto ao desfile de estrelas da SIC, devia de ter sido durante a semana, acho que até reforçava mais o espírito de família SIC.

Edited by EFernando
  • Like 2
Link to post
Share on other sites

Não tinha por hábito assistir ao programa apresentado pela Cristina com grande frequência, mas hoje espreitei a "estreia" por curiosidade e tenho a dizer que a Diana Chaves foi uma surpresa agradável. Senti que ela trouxe uma energia e frescura que fazem falta aos talk-shows portugueses. São reciclados sempre os mesmos apresentadores até que os espectadores percam a conta, quando deveriam dar mais vezes oportunidades a apresentadores mais obscuros ou despercebidos de poderem mostrar as suas capacidades. Contudo, concordo com comentários já feitos que dizem que ela deverá tentar ter uma intervenção maior durante as emissões futuras.

  • Like 2
Link to post
Share on other sites

Dentro dos possíveis, conseguiram dar bem a volta por cima. Vejo potencial para o programa continuar além de setembro nestes moldes. Apesar de ter sido uma emissão especial e um pouco fora do habitual, notasse que o formato por si só tem imensa força além Cristina. O problema que se levanta com a permanência dele em grelha é que ficará com a Síndrome A Tarde é Sua, um programa que deriva dos restos do seu antecedente. E tem depois o conflito de agendas do Baião que está em muitas frentes do daytime.

 

 

  • Like 3
Link to post
Share on other sites
há 8 minutos, Jão disse:

Dentro dos possíveis, conseguiram dar bem a volta por cima. Vejo potencial para o programa continuar além de setembro nestes moldes. Apesar de ter sido uma emissão especial e um pouco fora do habitual, notasse que o formato por si só tem imensa força além Cristina. O problema que se levanta com a permanência dele em grelha é que ficará com a Síndrome A Tarde é Sua, um programa que deriva dos restos do seu antecedente. E tem depois o conflito de agendas do Baião que está em muitas frentes do daytime.

 

 

Isto faz-me pensar em 2 possibilidades: como alternativa temporária que dará lugar a um novo formato que estará a ser já estudado e, eventualmente, será apresentado por alguém que virá da concorrência, ou  a aposta na  Diana Chaves como a sucessora natural na apresentação do formato daqui a alguma tempo  quando libertarem o João Baião para os programas de que é apresentador titular. 

Link to post
Share on other sites

Balanço geral muito positivo. A dinâmica entre apresentadores foi satisfatória, com o Baião a sobrepor-se à Diana. Esta tem margem para progressão, se apostar na sua formação enquanto apresentadora. Os conteúdos mantêm a linha a que fomos habituados com a falecida, necessitando apenas de serem limados no tempo e espaço onde são inseridos. Joana Pais de Brito brilhante, como já é seu apanágio. Um louvor à produção que manteve a qualidade do produto final, mostrando que são eles (um dos) responsáveis pelo sucesso, e não totalmente a Cristina, como muitos querem acreditar. Um shoutout à SIC por não baixar os braços e continuar a apostar na diversidade com o profissionalismo, criatividade e isenção habituais.

Edited by frankoak
  • Love 3
Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

×
×
  • Create New...