Jump to content
Colorida

Festival Eurovisão da Canção 2019

Ruben Fonseca

Para assuntos relacionados com o Festival Eurovisão da Canção 2020:
https://forum.atelevisao.com/topic/10005-festival-eurovisão-da-canção-2020/

Message added by Ruben Fonseca

Recommended Posts

há 1 hora, Gabriel disse:

E NA FINAL FLOPA SEBI EM 25 LUGAR, NINGUÉM QUER SABER DAQUELE CASAL FORÇADO, MÚSICA SECANTE ESCORADA NO UNIVERSO PARA ALGUÉM SE LEMBRAR DELA. COLORIDA SENSATA

GOSTOU?

GOSTOU DE EU ESTAR A DEITAR ABAIXO A SUA MOOD?

É TUDO INVEJA POR SUA FAVE NÃO TER VOCAIS LENDÁRIOS E FOGO?

O MACHISMO A DEITAR ABAIXO MULHER EMPODERADA

VERGONHA

Se manca garota, o auge de falar mal da Eslovénia. Parece que ainda não recuperou as horas de sono perdidas mesmo.

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sei que não dá na RTP em direto, mas visto que também transmite (mesmo que com 1h de atraso), comentem no tópico RTP1 em Direto.

Para quem quiser ver em direto e não sabe onde, poderá acompanhar pelo livestream no canal oficial da Eurovisão:

 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hour ago, srcbica said:

A Sia, mais do que cantora, por opção própria, é uma grande compositora. Muitos sucessos foram feitos por ela. No entanto, quando a música torna-se sucesso, não se torna porque o povo sabe que ela foi composta pela Sia. Torna-se sucesso porque, obviamente, é do gosto do público. E a senhora dona Sia tem a bela capacidade de fazer músicas para este e para aquele artista que depois viram sucesso.  (...)

 

Portanto, o que interpretei dos comentários do @Cable Guy é que o povo não precisa saber quem compõe. Mas há compositores que sabem melhor do que outros o que o povo quer.

Claro que também existem exceções. Nem todas as músicas da Sia deram a volta ao mundo e "Amor à Vida" também não correu tão bem quanto as outras novelas do Walcyr. Os bons também se enganam, mas é o conjunto do repertório que dá status à pessoa.

Basicamente.

Uns músicos sabem melhor compor canções que sejam memoráveis, que fiquem no ouvido, tenham letras que põem as pessoas a quererem cantarolar.  Outros, nem tanto.

Até mesmo o Salvador Sobral revelou, em entrevista, admiração pelos compositores que conseguem compôr sucesso após sucesso, admitindo que "há toda uma ciência para conseguir isso" e muito trabalho por detrás, não é para qualquer um.  Não é fácil.

Na minha opinião, um evento que visa escolher uma canção para representar Portugal numa competição internacional deve ter várias canções compostas por compositores com provas dadas, com experiência e sucesso comercial e noção daquilo que pode funcionar bem musicalmente e junto do público. Não apenas estes, é claro -- há espaço para apresentar novos talentos promissores, ou algo mais experimental ou alternativo. Mas considero uma mais-valia convidar compositores e produtores que tenham sido responsáveis por vários sucessos comerciais, pois creio que isso aumenta as hipóteses de existir uma canção que seja forte o suficiente para agradar ao grande público quando competir na Eurovisão e levar Portugal a um bom resultado.

Interpretaste muito bem o que disse :)  

Mas pelos vistos não é a opinião popular neste tópico. 

  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 4 minutos, Ana Maria Peres disse:

Resumo da noite:

- Tive dois avc's com Malta a ser deixada para último lugar a ser anunciada. :cryhappy: Não se faz. :cryhappy: MAS CHAMELEON ESTÁ NA FINAL! :yahoo: 
- Holanda, tive de buscar lenços, que não me controlei.
- Arménia injustiçada e eu posso-o provar.
- Suécia arrasadora, Suíça MUITO melhor do que esperava. :O Contender para o top5.
- Foi uma semifinal excelente. Mesmo muito boa, 15 países mereciam qualificar-se. :yes: 

E depois vês uma Estónia na final, um San Marino kkkkk

  • Like 1
  • LOL 1
  • Sad 3

Share this post


Link to post
Share on other sites
agora mesmo, Duarte disse:

E depois vês uma Estónia na final, um San Marino kkkkk

Ver a Srbuk eliminada na semifinal e esses dois na final

:triste:

  • Sad 3

Share this post


Link to post
Share on other sites

Venho aqui prestar os meus sentimentos ao @Duarte. Ela não merecia, mas também desafinou como uma desgraçada.

Áustria e Roménia de fora. Esta Europa anda mesmo surda. Pouca vergonha

  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Quando perdi a confiança em Telemóveis, entra uma Chameleon como a sua substituta. Força, Vodafone Malta!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Enfim, que semifinal extraordinária. Com músicas pops e agitadas como Suíça e Malta, mas o que se destacou mesmo foram as baladas. Tudo muito acirrado, uma semifinal fortíssima em que umas 15 músicas mereciam passar. E que lote de finalistas maravilhoso, apesar de termos perdido a Arménia pelo caminho. 

Arménia: Música extraordinária, staging bom (embora com leds pobres) e dramático. Mesmo assim, a performance necessitava bailarinos, tal como no videoclip, e os backing vocals deveriam ter sustentado mais o resto da canção. Para piorar, a voz da Srbuk estava muito frágil e insegura, o que culminou na não passagem. Ainda que tenha sido uma boa performance, acabou por ser esquecida pelas outras atuações fortíssimas. Ser ela a abrir não ajudou nada e, caso estivesse mais pelo fim da semifinal, acredito que o desfecho tivesse sido outro. Mas será lembrada para sempre por ter sido completamente roubada, a par de Portugal (dupla icónica e unida para sempre).

Irlanda: Gente, achei um ultraje ter sido a 2ª atuação da noite. Não percebi mesmo o porquê de ter sido este o lugar escolhido pela EBU. Enfim, a música deveria ter estado mais para o fim da 1ª metade da semifinal, quando os europeus começam a sentir vontade de beber um café ou fazer xixi.

Moldávia: Boa proposta de staging. Tive pena da cantora da Moldávia, viu-se a sua tristeza pela performance. Pelo que foi dito pela própria ilustradora de areia, a KAN arruinou a atuação e mudou tudo o que tinham planeado (desde luzes a planos de câmara). A música é má, todavia não me incomodaria que fosse à final.

Suíça: Se bem que a música seja um mico e a letra seja um mico ainda maior, a performance foi boa visualmente. Uma cópia, frame a frame, de Chipre 2018 (muito mais do que acusam Replay de ser). Entrada sozinho, chegam os dançarinos, umas luzes vermelhas de fundo, depois os dançarinos saem de novo, ele faz a bridge da música a dançar sozinho, uns lasers pelo meio e depois acaba com todos. Nada de novo, coreografia nada de especial e nada perto da performance de Fuego, mas bom ainda assim, principalmente aquelas barras pretas ao estilo de Dance You Off.

Letónia: Gosto da música, porém é muito rasa e plana. Não impacta plateias. Acho que nem eles acreditavam na passagem.

Roménia: Roménia como sempre foi: leds rascas, props rascas, figurinos rascas, maquiagens rascas, coreografias rascas,... rasquice ao mais alto nível. Uma música que eu adoro, mas a performance foi totalmente circense. Não acreditava na passagem antes do ensaios e veio a cumprir-se o que eu já esperava.

Dinamarca: Muito água com açúcar, com um staging fofo e carismático, uma mensagem totalmente batida e que todos adoram ouvir ano após ano, pessoas em palco escolhidas para representar várias "etnias". Enfim, tudo muito inclusivo e doce como a Europa gosta. Já esperava que passasse.

Suécia: Ainda prefiro a versão do Melodifestivalen. Não que a atuação tenha sido pior, contudo a equipa técnica sueca é muito melhor do que a israelista. Principalmente a nível de luz e realização (o momento em que as backing vocals aparecem não teve metade do impacto-quase não deu para ver com o plano de câmara). Mas muito bom como sempre, acredito no top 2 dos júris.

Áustria: A surpresa da noite. Adorei. Totalmente emocionante. Staging lindo. Era uma canção que achava rasa e repetitiva e conseguiu cativar-me totalmente (foi a minha performance favorita da 1ª metade). Extraordinário. Foi roubada, mas confesso que já esperava. @Gabriel, deitei, pena que a Europa não. Hino indie incompreendido :cryhappy:

A seguir faço o comentário da 2ª metade.

  • Like 1
  • Love 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Albânia, Holanda e Macedonia do Norte ... 1st half. 

  • Sad 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Macedónia e Albânia na final! :party:  Mais que feliz por elas! :D  

Suécia foi bom e vai voltar ao top5, mas a única que me deu winner vibes foi a Holanda. É quase impossível não ficar emocionado com a parte final de Arcade. Foi lindo. :cryhappy:  

Áustria teve das melhores prestações da noite, por momentos achei mesmo que pudesse ser finalista. O palco intimista beneficiou imenso o canção. De resto, tirando a Arménia (que teve uma performance muito esquecível), acho que todos os apurados eram previsíveis. Só trocava mesmo a Dinamarca pela Arménia (a par de Portugal, são as únicas músicas do meu top10 a falharem a final).

E a Austrália ultrapassou a Suécia nas odds! :dance: 

---

Por aqui:

WbaF3k5.png

Suíça, Países Baixos e Azerbaijão empatados no topo. Segue-se Malta, Suécia e Rússia, com 22 votos. Os restantes apurados: Arménia, Noruega, Roménia, Dinamarca/Albânia.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Vou agora ver o que me falta, ainda não levei spoiler e comentarei assim que acabar de ver :cryhappy: pelo menos Holanda e Arménia são certas na final <3 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Posted (edited)

Resumo desta semifinal, a nível do meu gosto pessoal:

- Muito contente por Albânia e Macedónia. Dois países que não dei chavo antes do live shows e conseguiram dar-nos duas atuações muito, muito boas. Finalmente a Macedónia conseguiu colocar algo com pés e cabeça e passar à Final. Muito merecido!

E, para quem não sabe, a Macedónia em 2008 ficou a uma unha negra de passar, com a Tamara deste ano. É uma bela "vingança".

 

- Holanda está mais que soberba. Tinha medo do palco quando vi os ensaios, mas lá, os ensaios não preveram nada. Está tudo perfeito. Go to victory Duncan, sempre acreditei!
- Rússia está excelente, mas não me deu winner vibes. 
- Áustria pensava que ia ser um dark horse, o palco estava qualquer coisa de linda. Penso que terá sido a Dinamarca a roubar o lugar... Não percebi a qualificação. 
- Suécia foi ok, a perfomance está no ponto mas acho que pode melhorar ainda mais. Mesmo assim o Top 5 é do Lundvik. Noruega ok, já esperava a qualificação mas tinha algum receio.
- Suíça muito melhor do que esperava, e também mereceu a Final. Já estavam a penar por uma desde 2014... E depois dos últimos lugares de 2015 e 2016, esta qualificação é excelente para pôr o país de regresso às boas classificações. Well done!
- Muito desiludido com a não qualficação da Arménia, a Srbuk esteve tão bem vocalmente... Já em 2014 perdi o meu 2º lugar... Mas bem, moving on.
- Azerbaijão passou, muito facilmente, mas eu acho aquela atuação um bocado cringe. Mais cringe foi a paneleirice (desculpem o termo, eu sei que é homofóbico, mas foi o que honestamente senti) da Croácia. Ainda bem que não passou.
- Lituânia e Letónia previsivelmente a ficar para trás. Irlanda não sei se não se safou do último lugar, com um palco que não transmite em nada o que a música, dificilmente, transmite. Com os problemas que o país teve com as sucessivas tentativas de boicote, não se podia esperar mais.
- Roménia e Moldávia a não passarem pelas atuações, simplesmente. Too much, e feias. 
- E, finalmente, meu Deus. Malta. O tombo que dei quando vi que passou. Ainda bem que a Chameleon está na Final, o país merece pela constante aposta no ESC. :dance: 

E bem, sábado já é a Final. #teamArcade #teamHatridMunSingra

Edited by Bloody
  • Like 1
  • Love 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 13 minutos, AGUI disse:

Enfim, que semifinal extraordinária. Com músicas pops e agitadas como Suíça e Malta, mas o que se destacou mesmo foram as baladas. Tudo muito acirrado, uma semifinal fortíssima em que umas 15 músicas mereciam passar. E que lote de finalistas maravilhoso, apesar de termos perdido a Arménia pelo caminho. 

Arménia: Música extraordinária, staging bom (embora com leds pobres) e dramático. Mesmo assim, a performance necessitava bailarinos, tal como no videoclip, e os backing vocals deveriam ter sustentado mais o resto da canção. Para piorar, a voz da Srbuk estava muito frágil e insegura, o que culminou na não passagem. Ainda que tenha sido uma boa performance, acabou por ser esquecida pelas outras atuações fortíssimas. Ser ela a abrir não ajudou nada e, caso estivesse mais pelo fim da semifinal, acredito que o desfecho tivesse sido outro. Mas será lembrada para sempre por ter sido completamente roubada, a par de Portugal (dupla icónica e unida para sempre).

Irlanda: Gente, achei um ultraje ter sido a 2ª atuação da noite. Não percebi mesmo o porquê de ter sido este o lugar escolhido pela EBU. Enfim, a música deveria ter estado mais para o fim da 1ª metade da semifinal, quando os europeus começam a sentir vontade de beber um café ou fazer xixi.

Moldávia: Boa proposta de staging. Tive pena da cantora da Moldávia, viu-se a sua tristeza pela performance. Pelo que foi dito pela própria ilustradora de areia, a KAN arruinou a atuação e mudou tudo o que tinham planeado (desde luzes a planos de câmara). A música é má, todavia não me incomodaria que fosse à final.

Suíça: Se bem que a música seja um mico e a letra seja um mico ainda maior, a performance foi boa visualmente. Uma cópia, frame a frame, de Chipre 2018 (muito mais do que acusam Replay de ser). Entrada sozinho, chegam os dançarinos, umas luzes vermelhas de fundo, depois os dançarinos saem de novo, ele faz a bridge da música a dançar sozinho, uns lasers pelo meio e depois acaba com todos. Nada de novo, coreografia nada de especial e nada perto da performance de Fuego, mas bom ainda assim, principalmente aquelas barras pretas ao estilo de Dance You Off.

Letónia: Gosto da música, porém é muito rasa e plana. Não impacta plateias. Acho que nem eles acreditavam na passagem.

Roménia: Roménia como sempre foi: leds rascas, props rascas, figurinos rascas, maquiagens rascas, coreografias rascas,... rasquice ao mais alto nível. Uma música que eu adoro, mas a performance foi totalmente circense. Não acreditava na passagem antes do ensaios e veio a cumprir-se o que eu já esperava.

Dinamarca: Muito água com açúcar, com um staging fofo e carismático, uma mensagem totalmente batida e que todos adoram ouvir ano após ano, pessoas em palco escolhidas para representar várias "etnias". Enfim, tudo muito inclusivo e doce como a Europa gosta. Já esperava que passasse.

Suécia: Ainda prefiro a versão do Melodifestivalen. Não que a atuação tenha sido pior, contudo a equipa técnica sueca é muito melhor do que a israelista. Principalmente a nível de luz e realização (o momento em que as backing vocals aparecem não teve metade do impacto-quase não deu para ver com o plano de câmara). Mas muito bom como sempre, acredito no top 2 dos júris.

Áustria: A surpresa da noite. Adorei. Totalmente emocionante. Staging lindo. Era uma canção que achava rasa e repetitiva e conseguiu cativar-me totalmente (foi a minha performance favorita da 1ª metade). Extraordinário. Foi roubada, mas confesso que já esperava. @Gabriel, deitei, pena que a Europa não. Hino indie incompreendido :cryhappy:

A seguir faço o comentário da 2ª metade.

Meu Deus AGUI. @Gabriel é nosso pastor, o senhor que nos guia pela escuridão. Ele sempre disse "Áustria é hino" e nós debochamos. Eis que vem o live e deitamos os dois para a Paenda. Pois Gabriel é um anjo e a sua palavra é verdade. 

  • Love 1
  • Sad 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Adoro a Moldávia, que sabe que tem de arranjar alguma coisa para distrair as pessoas da música horrível que levam :cryhappy:

  • Love 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 1 minuto, Francisco Félix disse:

Adoro a Moldávia, que sabe que tem de arranjar alguma coisa para distrair as pessoas da música horrível que levam :cryhappy:

E ainda por cima plagiada. hehehe

Sinceramente, o plágio foi horrível. Aquilo parecia algo gravado do que propriamente a ser feito naquele momento.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

A 2ª rodada de comentários:

Croácia: Existe justiça neste mundo. Odiei desde o 1º segundo em que ouvi. Os meus tímpanos quase se furavam com tamanho instrumental de terror. Felizmente aquele Roko voou dali para fora e esperemos que nunca mais volte, esperemos que esse Roko fique rouco para não cantar mais tamanho terror auditivo. Volta Franka do @Miguel S.. Estás perdoada.

Malta: Já sabemos para onde foi o dinheiro da Segurança Social de Malta. A população de lá, este ano, vai estar ao Deus-dará. Muito bom staging, impactante, pop. Gostava mais daquele do exclusive rehearsal, mas penso que este tenha sido o inicial e fico feliz que o tenham conseguido realizar (depois de tantos problemas com a KAN). Contudo, se os níveis de dinheiro e suborno estão na altura da nota mais aguda da Kate Miller-Heidke, o carisma da Mixela está ao nível das aptidões vocais do Serhat. Ela parecia que tinha os pais em cativeiro e estava ali, forçada, para os salvar, sem poder fazer nenhum sinal ou algo de estranho, de modo a que ninguém desconfiasse. Mas fiquei feliz pela passagem, ela tem 18 anos e viu-se que estava quase a chorar, a pensar que ninguém tinha votado nela. Começo da carreira, idade tenra: necessita aprovação dos outros.

Lituânia: Que faça uma maratona selvagem com os leões e nunca mais volte. Haja paciência para estas patetices.

Rússia: Staging fraco para o que o Sergey nos habituou em 2016. Ideia boa, mas a produção israelista fez com que parecessa mal executada. O vidro parecia plástico (que era na verdade, todavia não era suposto evidenciar), luz excessiva, maus planos de câmara,... demasiadas expectativas e dinheiro para, na final, estagnar fora de um top 3 ou até top 5. Mas era completamente previsível a passagem.

Albânia: Esperava que não passassem. O staging não foi muito impactante (embora eu tivesse gostado) e pareceu-me que o microfone dela estava com o som demasiado baixo, porque a voz ouvia-se pouco e duvido que tenha sido um problema da Jonida. Mas ainda bem que passou, a música é extraordinária, a sua roupa arrasadora e merece totalmente. Albânia mais uma vez mostrando o seu poder, mesmo numa semifinal tão forte.

Noruega: Muito bom staging, com leds muito bons (feitos por um forista de um fórum brasileiro que eu frequento, com quem já tive o prazer de trocar alguns posts nos últimos dias) e luzes perfeitamente escolhidas. Enfim, o que eu odeio mesmo são aqueles grunhido daquele homem careca. Sem isso, seria um mico mais audível, embora pimba nível Somos Portugal. Duvidei da sua passagem nesta semana, mas fizeram um grande trabalho e foi expectável (mas a música é má mesmo).

Holanda: Gente, deem já o troféu :cryhappy: Felizmente foi o primeiro mood que pus e nunca mais tirei :cryhappy: Acreditei desde o 1º dia :cryhappy: Por mais que me tenha desiludido (o que eu era óbvio, afinal a música é perfeita e nada satisfazeria tanta perfeição), foi arrasador, emocionante, a plateia foi ao rubro, a Europa alucinou :cryhappy: Amesterdão 2020, né amores? :cryhappy:

Macedónia: Eu gostei da música desde a 1ª vez que ouvi. Uma mensagem espantosa, emocionante. E o staging fez-me delirar. Uma das que mais me impactou nesta semifinal. Staging encantador, voz poderosíssima, figurino adequado,... um staging nada complexo, mas tão inspirador e que enche a visão. A Macedónia acertou em tudo e I'M PROUD I'M PROUD I'M PROUD :cryhappy: Gritei com a sua passagem. Arrasador. Deliciante. Emocionante. E, mais do que tudo, cheio de identidade (coisa que a Macedónia quase nunca teve). Espero que Escópia esteja em festa total :cryhappy:

Azerbaijão: Milhares só na pirotecnia. Depois da não passagem do ano passado, atiraram para todos os lados. Acertaram. Uma música boa, embora a voz do Chingiz estivesse desafinada. Não me surpreendeu (depois da atuação da Holanda e Macedónia, acho que só uma Austrália era capaz de o fazer) e confesso que achei os comentários dos ensaios exagerados. Uma boa performance, digna da final, contudo não vejo aquilo num top 5 como alguns da imprensa disseram.

  • Love 2
  • LOL 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

:triste:

Gente. Como? Arménia não passou? Áustria não passou? Roménia não passou? Mas isto não é normal. Portugal ficar pela semifinal a gente não aceita mas compreende, agora isto? Tem como compreender? Eu nem tenho como comentar mais alguma coisa, não dá. :crying:Mas ver ali a Srbuk quase a chorar antes de revelarem o último classificado para a final, eu queria chorar junto, eu juro que queria. :crying: Eu amo Arménia, Áustria e Roménia, mas a maior surpresa para mim foi mesmo a Arménia, não estava nada, nada, à espera, completamente chocado. 

Oh Mahmood, leva o troféuzinho para casa, dá lá dignidade à coisa :crying:À falta de Rome 2020, que venha Amsterdam 2020. Também era o que mais faltava nenhuma destas duas vencer né, era o cúmulo mesmo. Para que é que eu vejo a Eurovisão? Gosto de sofrer mesmo porra. :crying:

:triste:

há 25 minutos, Duarte disse:

Meu Deus AGUI. @Gabriel é nosso pastor, o senhor que nos guia pela escuridão. Ele sempre disse "Áustria é hino" e nós debochamos. Eis que vem o live e deitamos os dois para a Paenda. Pois Gabriel é um anjo e a sua palavra é verdade. 

Agora vêm as cadelinhas todas aclamar a Áustria não é? Deviam era ter aclamado antes e espalhar a aclamação por essa internet fora, agora não vale a pena não é? 

:triste:

  • Like 1
  • Love 1
  • Sad 3

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


×
×
  • Create New...