Jump to content

Televisão [Tópico Geral]


_zapping_

Recommended Posts

  • Replies 2.6k
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

Top Posters In This Topic

Popular Posts

Maciel

Como o ano está a acabar acho que podiamos fazer um balanço deste ano em que tanto mudou na TV portuguesa.  Vou lançar algumas categorias: PROGRAMAS (inclui novelas, talks, ...) - O sucesso do ano - O flop do ano - A surpresa do ano (algum programa que nem davamos muito mas surpreendeu) - A desilusão do ano (não sendo mau/flop, esperava-se mais) - O injustiçado do ano (programa bom que foi um nao teve os resultados pretendidos) - Já deu o que tinha a dar (

miguelalex23

PROGRAMAS  - O sucesso do ano: Casados à Primeira Vista Também podia ser a surpresa do ano, mas quis fazer referência a outro programa nessa categoria. Mesmo não sendo o programa de entretenimento mais visto, acho que é o programa do ano, tal como Pesadelo na Cozinha foi em 2017.  - O flop do ano: Alma e Coração É um "prémio" que podia ser partilhado com Valor da Vida. Sim, eu sei que VdV é líder de audiências e que AeC até nem tem estado muito longe, mas para mim o flop do ano é a

afonsogageiro

Como alguns sabem, chamo-me Afonso Gageiro, e possuo uma grande coleção de material gravado da TV. Algum já circula pela internet, mas a vasta maioria não (e o que circula é maioritariamente devido a trocas feitas com outros). For the record, nunca enviei nada para o LUSITANIATV (vi alguém a mencionar isso algures no fórum). Antes de mais, queria só clarificar uma coisa: eu nunca fui um dos privilegiados que possuía um gravador nos anos 70/80, até porque não era nascido na altura (bem longe

há 58 minutos, Maciel disse:

Como o ano está a acabar acho que podiamos fazer um balanço deste ano em que tanto mudou na TV portuguesa. 

Vou lançar algumas categorias:

PROGRAMAS (inclui novelas, talks, ...)

- O sucesso do ano

- O flop do ano

- A surpresa do ano (algum programa que nem davamos muito mas surpreendeu)

- A desilusão do ano (não sendo mau/flop, esperava-se mais)

- O injustiçado do ano (programa bom que foi um nao teve os resultados pretendidos)

Já deu o que tinha a dar (o programa que nao deve continuar na grelha no próximo ano)

PERSONALIDADES DO ANO

Escolham as personalidades que se destacaram no ultimo ano. Pela positiva ou pela negativa

tentei citar o maximo que consegui xD só para chamar o povo para um tópico pouco visitado.

@Forbidden

@rodrigoo @Cable Guy @AGUI @ATVTQsV @miguelalex23 @MASS @luismvsilva97 @iBoy @Manu Tenreiro

@DOCA @Pedro M. @SIM @D007 @PedroTexas @skizzo @O Informador @tjspy @Duarte com D @Ana Maria Peres @Tiago Madeira @Rafael A. @Free Live @Ricardo Coelho @João Fernandes @Ivo @VascoSantos @Fernandovisão @HugoMiguel

@HHHugo @João 94 @JoãoCruz @msm0

Acho que conseguem adivinhar qual foi a minha desilusão do ano. Mas logo logo dou a minha opinião.

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

- O sucesso do ano: Pesadelo na Cozinha/ Casados à Primeira Vista
Embora reconheça que o Casados é também um sucesso acho que ele enquandra-se noutra categoria que não esta. Aproveito para dizer, caso uma alminha da TVI esteja a ler isto, que apostem em formatos do género deste mas não sempre o mesmo porque a queda da primeira série para a segunda já foi o que foi, por isso, apostem noutra coisa e descansem um pouco o formato.

- O flop do ano:  Valor da Vida/ Alma e Coração
Do pouco que vou vendo e lido de ambas as novelas são as duas ótimas mas são dois autênticos flops porque tem ratings baixíssimos. É uma pena isto acontecer mas é o reflexo e uma consequência do que as generalistas andaram a fazer durante este ano.

- A surpresa do ano: Casados à Primeira Vista/ Joker
São dois programas que ninguém dava as audiências que deu. Um é o sucesso dos últimos anos da SIC, apesar de não assistir muito e de nem gostar acho que é louvável as suas audiências, e o outro é um programa que está a deixar a sua marca e a ameaçar a liderança há muito disputada pela SIC e TVI. É um programa que acho ótimo e super bem apresentado.

- A desilusão do ano: Dança com as Estrelas/  Novelas do Primeiro Horário
O Dança para mim é uma desilusão pelas suas audiências e também pelo Teixeira. O programa está ótimo para quem tem na apresentação e também pelo investimento que teve, a Rita Pereira está muito bem na apresentação, obvio que ainda lhe faltam uns acertos. No entanto, as audiências são fracas não só pela concorrência que tem, mas também pelo desgaste do programa. Outro ponto negativo vai para o Teixeira e para o Cifrão que são ambos insuportáveis.
As novelas de primeiro horário já foi tudo dito num dos pontos anteriores!

- O injustiçado do ano: Vidas Opostas/ Dança com as Estrelas / Sara

Para mim VO é uma desilusão mas também é a maior injustiça do ano, é uma novela incrível, com potencial e com uma das minhas atrizes favoritas a protagonizar: a Joana Santos. Eu deixei de acompanhar em Maio, no entanto, pretendo pegar de novo na novela e vê-la porque pelo que já fui lendo está incrível e merece ser vista!
O Dança, como já disse, é um injustiçado porque pelo esforço da Rita e pelo investimento merecia um pouco do que as audiências mostram. Talvez em Janeiro suba!
A série Sara para mim foi das melhores coisinhas que vi este ano, eu vi a série há cerca de duas semanas e adorei. Muito bem escrita, super satírica mas as audiências foram um autentico flop porque primeiro passou na RTP2 num domingo à noite e segundo a promoção deve ter sido muito pouca. Mas as criticas foram ótimas e são louváveis!

Já deu o que tinha a dar: The Voice/ Love On Top
Um é um programa que a fórmula é sempre a mesma, não muda, júri igual, regras idênticas. O programa está a piorar os resultados porque simplesmente não se renovou e também porque a concorrência é mais forte. Talvez para o ano a RTP aposte noutra coisa!
O LOT nem vale a pena falar, eu até vou assistindo mas para mim chegava uma edição por ano e acabava. Não há necessidade de fazer 3 ou mais edições. É um programa que tem má fama, muito por culpa de quem metem lá dentro e também reconheço que se o programa fosse internacional a maioria das criticas não existia, há programas bem piores que passam na cabo e que a critica negativa é nula. O LOT é um programa que devia acabar tal como o contrato da NOS que o sustenta!
 

PERSONALIDADE DO ANO

Todos estão a reconhecer a Cristina, no entanto, para mim a personalidade do ano foi a Filomena Cautela pelo seu fantástico trabalho no ESC. Ela é a minha apresentadora favorita, acho que ela só não é mais falada porque está na RTP. As criticas internacionais provam que ela é ótima e que talvez a RTP devesse apostar mais nela para outros formatos, invés de estar sempre a insistir na mesma pessoa ou nas mesmas pessoas. E depois é uma apresentadora que, para mim, tem dos programas melhores em antena que é o 5PaMN. É uma apresentadora que pode brilhar muito mais, se quiser. E espero eu que seja muito mais reconhecida porque é uma apresentadora que merece mais voz!
No entanto, também reconheço a Cristina como uma personalidade relevante em 2018 mas não a principal, a mudança é apenas uma gota do que vem aí. Veremos o que para o ano virá e se ela será a personalidade do ano. 

Edited by EFernando
  • Like 4
Link to comment
Share on other sites

Para mim:

- O sucesso do ano: Casados à Primeira Vista: Podia colocar na surpresa do ano. Nem tanto pelos resultados de domingo à noite (que para mim já eram esperados), mas pelo facto de ter conseguido por a SIC a liderar num horário super importante e que estava mais que morto há anos. Conseguir os melhores resultados na faixa desde 2013 é um feito! Claramente o público estava farto de realities com pessoas fechadas dentro de casa. O que se quer é formatos novos!

- O flop do ano: Vidas Opostas: Inadmissível uma novela emitida em HN fazer 6 de rat! O público claramente rejeitou a novela. Mas o flop do ano podia-se aplicar a praticamente toda a ficção nacional produzida. A ficção nacional está estagnada. O formato novela de longa duração está moribundo. Já ninguém se mete a ver uma novela achando que vai ter levar com aquilo 1 ano, com montes de mortes e cenas estapafúrdias. Já sei que vão dizer: "Valor da Vida tem menos episódios e é um flop", sim é verdade, mas tirando nós que estamos informados, as pessoas pensam que é outra igual. No entanto, posso destacar pela positiva A Teia, uma narrativa diferente, que só não está ter mais sucesso por má gestão da TVI

- A surpresa do ano: O Outro Lado do Paraíso: Quando se achava que a faixa da meia noite estava estagnada, eis que chega uma novela e lidera desde o 1º dia com resultados bastante superiores às suas antecessoras. Envergonhou a 2ª linha de ficção nacional produzida pelo canal e é a prova que a SIC está(ou estava) a subvalorizar os produtos da Globo.

- A desilusão do ano: Secret Story 7:  Quando se esperava uma edição diferente, fazendo lembrar os tempos aureos das 1ªs edições, vem mais uma edição lowcost, sem investimento e com concorrentes que não se faziam valer por si. Marcou a estreia do MLG nas andanças, mas nem isso me fez ganhar entusiasmo ao longo das semanas, uma vez que ao Manuel faltou a garra e capacidade de analisar um reality como deve ser. Esta edição pelo fator novidade aguentou relativamente os domingos com resultados medianos, mas duvido que a próxima, nos mesmo moldes, tenha a mesma sorte.

- O injustiçado do ano: Dança com as Estrelas. Apesar da vergonha que foi a apresentação da 2ª gala por parte do Pedro Teixeira, o programa veio com um refresh e um elenco relativamente atrativo. Não merecia de todo o insucesso que está a ter. 

Já deu o que tinha a dar: The Voice: Já deu o que tinha a dar há mais de 3 edições! Emoções pré-fabricadas, painel de jurados já insuportável e mais que gasto! Sugestão: para o próximo ano regressar só com o The Voice Kids e uma nova edição de adultos voltava só em 2020 com um juri totalmente renovado.

PERSONALIDADE DO ANO

Destaque +: Cristina Ferreira e Daniel Oliveira. 
Não preciso repetir o que já disse noutros topicos. Eles "revolucionaram" a monotonia que se encontrava a nossa TV. 

Destaque -: Gabriela Sobral e Bruno Santos
A primeira estava totalmente desgovernada achando que estava a gerir um canal temático de ficção nacional e não uma TV generalista. A sua substituição pelo Daniel Oliveira foi a melhor coisa que podia ter acontecido à SIC e à TV em geral!
O 2º vai passando pelos pingos da chuva, mas duvido que se aguente muito tempo. Liderar frente a uma Gabriela Sobral/ Júlia Pinheiro era fácil, contra uma dupla como o Daniel+Cristina, não. A ver vamos o que o futuro reserva para a Bruno Santos. 

  • Like 4
Link to comment
Share on other sites

- O sucesso do ano: Casados à Primeira Vista

- O flop do ano: Alma e Coração/Vidas Opostas

- A surpresa do ano: Casados à Primeira Vista/Joker

- A desilusão do ano: Valor da Vida (antecedida por um grande sucesso, lidera, mas com números fracos).

- O injustiçado do ano: Alma e Coração - Uma novela bastante agradável, das melhores dos últimos anos (do canal), merecia fazer melhores audiências e liderar mais vezes. Valor da Vida também é uma boa novela, por isso a liderança até não está mal entregue, mas Alma e Coração merecia melhor a nível audiométrico.

Já deu o que tinha a dar: Dança com as Estrelas, Love On Top, Apanha se Puderes, A Tarde É Sua.

PERSONALIDADES DO ANO

Cristina Ferreira, Goucha e Daniel Oliveira

  • Like 2
Link to comment
Share on other sites

PROGRAMAS 

- O sucesso do ano: Pesadelo na Cozinha.
O CaPV poderia perfeitamente estar aqui, mas se a palavra é sucesso, temos que trazer o PnC à baila. Nem é preciso justificar muito, os resultados falam por si, mais uma vez.

- O flop do ano: Alma e Coração

Não há muito a dizer. A novela nem parece má.

- A surpresa do ano: Casados à Primeira Vista
Eu sempre achei que aos domingos o programa ia resultar. Nunca na minha cabeça passava sequer que o programa pudesse sair dos domingos à noite e passar para as 19:00 que foi onde, na minha ótica, o programa desabrochou e aí sim me surpreendeu. Aos domingos, o programa tem o seu (muito mérito), mas levou com muitas borlas da TVI que deram ao DCAE um péssimo lead in. Desde o último episódio de JD ao 50 Horas. Mas em suma, o CaPV foi uma grande surpresa e um indiscutível sucesso.

- A desilusão do ano: Dança com as Estrelas
Desilusão no que aos resultados diz respeito. No resto, acho o elenco agradável e eles esmeraram-se na produção. O estúdio está excelente. A Rita foi, para mim, uma muito agradável surpresa. Esperava bem menos. O Teixeira e o Cifrão são os pontos fracos do programa. Veremos a evolução dos resultados com o final do CaPV.

- O injustiçado do ano: Valor da Vida
Já há um bom tempo que não via novelas e esta novela desde o início que me atraiu, logo na promoção. E as minhas expectativas foram superadas. Tem lugar cativo no top10 de melhores novelas portuguesas, na minha ótica, e no top3 dos últimos 5 anos. É um novelão, com todos os ingredientes. Elenco excelente, com muito boas revelações, ótima narrativa e diários e mistura o clima de clássico com novela leve e moderna. Para não falar que marca o início das produções mais curtas da TVI. Acho uma injustiça os resultados que tem, mas é a vida :(

Já deu o que tinha a dar: The Voice Portugal
O formato está podre. Gasto. Plástico. Tudo parece falso. Não há muito a dizer. 

PERSONALIDADES DO ANO

Se tivesse que escolher uma seria a Cristina Ferreira. Por tudo e mais alguma coisa. Para o bom e para o mau. Mas vou eleger mais duas. 


Daniel Oliveira, não pela transferência da Cristina, ou pelo menos, não só. Acima de tudo pela vida que ele trouxe à SIC, um canal morto e moribundo, que agora pelo menos se dá conta. Ele sabia que o day time tinha que ser a base das mudanças e fez o que tinha a ser feito. Júlia nas tardes (apesar que com um programa meh), Novela da Globo às 18:00 (na minha ótica, a faixa que lhe vai dar muitas alegrias) e o CaPV às 19:00 (eu não me acredito que ele esperasse que acontecesse o que aconteceu, mas de qualquer maneira a aposta foi dele) e depois claro, as manhãs, com a Cristina ou sem Cristina, a mudança teria que acontecer e ele com isso fez a transferência da década. 

Manuel Luís Goucha. O Goucha está a fazer história na nossa televisão. Ele é a primeira pessoa que depois dos 60 é um autêntico apresentador hit. Com a idade que tem, ele está em todas as frentes, competitivo e pronto para inovar. Porra, o homem tem 63 anos e chega ao instagram e em menos de um ano já tem mais de 370K seguidores). Além disso apresentou o SS. E isso foi um dos choques do ano (não existisse a transferência da Cristina e esse seria sem dúvida o acontecimento do ano na nossa TV). A ideia do Monte do Manel... Pronto, uma série de fatores que fazem dele quem é.

  • Like 3
Link to comment
Share on other sites

PROGRAMAS (inclui novelas, talks, ...)

- O sucesso do ano CASADOS À PRIMEIRA VISTA

- O flop do ano ALMA E CORAÇÃO

- A surpresa do ano CASADOS À PRIMEIRA VISTA

- A desilusão do ano VALOR DA VIDA

- O injustiçado do ano VALOR DA VIDA e 5 PARA A MEIA NOITE

Já deu o que tinha a dar THE VOICE PORTUGAL

PERSONALIDADES DO ANO

CRISTINA FERREIRA

  • Like 2
Link to comment
Share on other sites

PROGRAMAS (inclui novelas, talks, ...)

- O sucesso do ano Pesadelo na Cozinha

- O flop do ano Divertidamente 

- A surpresa do ano Casados à primeira vista

- A desilusão do ano O regresso do SOS 24/ novelas da noite 

- O injustiçado do ano A Teia

Já deu o que tinha a dar Dança com as estrelas (pelo menos, ao domingo)

PERSONALIDADES DO ANO

Cristina Ferreira e Manuel Luís Goucha 

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

PROGRAMAS (inclui novelas, talks, ...)

- O sucesso do ano: Casados à Primeira Vista

Para mim é indiscutível. Pegou num horário que andava na miséria a fazer 10% de share (em dias bons) com o Dr. Saúde há poucos meses e roubou a liderança aos pesos pesados "Apanha se Puderes" e "Preço Certo". Aos Domingos fez resultados honrosos contra o "Pesadelo na Cozinha" e agora lidera contra o "Dança com as Estrelas". O programa também parece ter forte impacto nas redes sociais. Para os padrões da SIC foi um enorme sucesso!

- O flop do ano: Alma e Coração

Uma novela que estreou com muleta da entrevista Cristina, fez 13% de rating e passado uns dias já andava pelos 9%. Não sei se a culpa é da estreia que não prendeu, da história ser pouco original e muito repetitiva ou da promoção que não foi a melhor, mas isto faz resultados muito fracos. Paixão - que era uma valente porcaria - fazia resultados bem melhores. Em termos de plot, penso que a novela teve um bom início mas foi perdendo o fôlego e eu fui-me desligando aos poucos e poucos. Desiludiu-me.

- A surpresa do ano (algum programa que nem davamos muito mas surpreendeu): Joker

Não sou telespetador assíduo, mas vi o programa numa das emissões iniciais e gostei bastante. Acho que é uma ótima alternativa às novelas e merece os bons resultados que tem feito. O Palmeirim também está ótimo na condução do concurso.

- A desilusão do ano (não sendo mau/flop, esperava-se mais): Valor da Vida

E se a concorrência foi o flop do ano, esta também fez pouco melhor. O plot é interessante e diferente do habitual, mas a novela não prendeu o grande público. Acho que a história peca por não ter protagonistas carismáticos, casal protagonista bem delineado e um fio condutor pouco definido.

- O injustiçado do ano (programa bom que foi um nao teve os resultados pretendidos): 5 para a Meia Noite

O programa tem bons resultados para os padrões da RTP, mas se desse noutra generalista teria muito mais sucesso! Não sou telespetador assíduo, mas gosto de ver alguns momentos do programa no Youtube e tenho pena que passe despercebido para muita gente.

- Já deu o que tinha a dar (o programa que nao deve continuar na grelha no próximo ano): The Voice Portugal

Vou ter de concordar com quem fala sobre o desgaste do programa. Gostei bastante das provas cegas, mas fui deixando de acompanhar e já nem tenho interesse suficiente para ver as galas! Está mesmo na altura de uma pausa.

PERSONALIDADES DO ANO 

Cristina Ferreira

Surpreendeu-nos a todos com a sua mudança de canal, uma das maiores de sempre da televisão portuguesa, que originou uma revolução em várias frentes e alterou o panorama da televisão portuguesa. Se por um lado é triste nos despedirmos da dupla Cristina-Goucha passados 15 anos, por outro é bom ver os canais finalmente a mexerem-se e muita tinta a Cristina ainda vai fazer correr em 2019.

Manuel Luís Goucha

Ver o Goucha a apresentar um reality show foi uma surpresa para muita gente! Embora não tenha sido perfeito e existam várias arestas a limar, fez com que eu voltasse a ganhar o hábito de acompanhar uma Casa dos Segredos. Com a saída da Cristina renovou contrato, reinventou-se, criou um novo programa na sua herdade e foi buscar uma nova parceira para ir à luta pelas audiências de day-time.

Filomena Cautela

Rainha da Eurovisão! Conquistou toda a Europa com o seu humor contagiante e mereceu todos os elogios que recebeu ao longo do concurso. Foi o ponto alto do ESC em Portugal.

Diana Chaves

Acho que a prestação dela nos "Casados" é realmente de louvar. Não é facil fazer o que ela faz, estar ali a espicaçar e dizer a coisa certa na hora certa! Não costumo acompanhar "Vidas Opostas", mas parece-me que a sua prestação na novela também não tem sido má e mostrou evolução. Vejo-a com um enorme futuro na apresentação.

  • Like 4
Link to comment
Share on other sites

PROGRAMAS

O sucesso do ano: Pesadelo na Cozinha

Os números falam por si.

O flop do ano: Alma e Coração

Não há muito a dizer. Há poucos meses parecia impensável uma novela do primeiro mal se aguentar no limiar dos 10%/22%... Alma e Coração consegue fazer pior que isso em muitos dias

A surpresa do ano: Casados à Primeira Vista

Aqui não consigo eleger outro. Foi a grande surpresa do ano, não só no que a audiências diz respeito, foi também uma surpresa pessoal minha. Nunca pensei vir a gostar, e é o programa de domingo que vejo com mais gozo desde sei lá quando. Já nem me lembro.

A desilusão do ano: Júlia

Apesar do programa estar bem construído e de ter as suas qualidades, eu esperava outra coisa. Não sei se é uma desilusão porque a Júlia Pinheiro está como peixe na água no programa, super dentro do que se pede e com uma postura muito agradável, mas gostava de ter visto um programa mais divertido.

O injustiçado do ano: Vidas Opostas

Para mim, no top 5 das melhores novelas portuguesas da década. Os números são a vergonha que se vê.

Já deu o que tinha a dar: The Voice Portugal

PERSONALIDADES DO ANO

Cristina Ferreira. Impossível eleger outra pessoa.

No patamar imediatamente abaixo, Daniel Oliveira, Manuel Luís Goucha e Filomena Cautela. O Daniel, por ter feito mexer a televisão portuguesa, em conjunto com a Cristina, de uma forma que não se via há muitos anos; o Goucha, pela renovação profissional que conseguiu ao longo do ano; a Filomena, pelo trabalho brilhante na Eurovisão.

  • Like 4
Link to comment
Share on other sites

O sucesso do ano: Casados à Primeira Vista | O Outro Lado do Paraíso

Indiscutível. Além de números vistosos ao domingo à noite que a SIC não via de forma consistente à muito tempo, fez um dos horários mais importantes do dia crescer em mais de 50% de audiência, levando a SIC do 3º ao 1º lugar no horário.

Pensei em destacar o Pesadelo mas é certo que ele não teve aquele "bumm" que teve na T1 e só mais na recta final começou a fazer valores que correspondessem às expectativas que se tinham para o programa.

O flop do ano: Alma e Coração | Valor da Vida 

A surpresa do ano: Casados à Primeira Vista

A desilusão do ano: Segundo Sol

Mesmo a novela sendo o que é, esperava-se que conseguisse um destaque melhor muito devido ao legado deixado por OLDP. Ok a estratégia para a estreia pode não ter sido a melhor, mesmo assim.

O injustiçado do ano: Vidas Opostas

Nunca vi a novela, mas as críticas de um modo geral são tão positivas que cedo o lugar à novela da SIC.

Já deu o que tinha a dar: The Voice Portugal | Dança com as Estrelas

Medalha de Mérito: Gabriela 

O trabalho que a novela tem feito é incrível. Merece um pequeno reconhecimento por isso.

 

PERSONALIDADES DO ANO

Cristina Ferreira e Daniela Oliveira

 

  • Like 2
Link to comment
Share on other sites

PROGRAMAS (inclui novelas, talks, ...)

- O sucesso do ano Pesadelo na Cozinha e Eurovisão, por serem os programas com mais audiência, tirando o futebol!

- O flop do ano Novelas em geral

- A surpresa do ano Casados à primeira vista, por ter tirado a SIC da lama

- A desilusão do ano O não despedimento do Bruno Santos

- O injustiçado do ano A Teia, muito por culpa da gestão da TVI

Já deu o que tinha a dar DCAE, SS, ATCNMEE, comprem formatos novos, please!

PERSONALIDADES DO ANO

Cristina Ferreira e Manuel Luís Goucha, a primeira por ser a transferência que foi e o segundo por todo hype que conseguiu também ter com a saída da primeira. 

Aqui tens querido @Maciel Vá lá que agora já nos entendemos bem :mosking: 

  • Like 1
  • Love 2
Link to comment
Share on other sites

PROGRAMAS 

- O sucesso do ano: Pesadelo na Cozinha.
Foi líder todas as semanas e o único programa este ano a ultrapassar os 14% rating de forma regular.

- O flop do ano: Vidas Opostas
Podia meter Alma e Coração e Valor da Vida, mas Vidas Opostas consegue ser ainda mais flop que as outras. 

- A surpresa do ano: Casados à Primeira Vista
Principalmente pelos resultados dos diários, que mais que duplicaram os resultados da SIC na faixa horária.

- A desilusão do ano: Alma e Coração e Valor da Vida
No caso da primeira, quando muitos pensavam que ia recuperar do fiasco de Paixão, ainda conseguiu baixar mais os resultados. No caso da segunda, não aproveitou nada a fragilidade da concorrência, nem a boa herança que recebeu da antecessora.

- O injustiçado do ano: A Teia
Para mim, o melhor produto de ficção deste ano. Merecia estar sempre acima dos 10% rating e 30% share. A má gestão da TVI tem sido prejudicial.

Já deu o que tinha a dar: Love on Top
Podia meter o The Voice, mas o Love on Top continuar no ar tantos meses seguidos devia ser motivo de vergonha para a TVI.

PERSONALIDADES DO ANO

Pela positiva: Cristina Ferreira: pela transferência que revolucionou e abanou com a televisão portuguesa. Manuel Luís Goucha: por se ter estreado na apresentação de um reality-show e recuperado esse mesmo reality que estava quase morto, e também pela forma como se tem conseguido reinventar após ter ficado sem a sua parceira de mais de uma década.

Pela negativa: Bruno Santos: por ter sido completamente incapaz de estancar a queda das audiências da TVI. Teresa Guilherme: foi um ano horrível para ela, desde ao seu afastamento da televisão, às polémicas com o Goucha e com as acusações de funcionários seus que a levaram a tribunal.

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

- O sucesso do ano:  "Pesadelo na Cozinha"

Sempre na liderança e a envergonhar os pobres resultados das mais-que-batidas novelas da noite

- O flop do ano:  Novelas de prime-time SIC e TVI

Este ano a SIC e a TVI tiveram o começo do 'reality check' que precisavam: os telespectadores portugueses estão enjoados com a dieta de novelas, novelas e mais novelas, e histórias recicladas, com elencos enormes e centenas de episódios. Uma dieta diversificada é sempre saudável a nível nutritivo, o mesmo se aplica ao consumo televisivo ;) 

- A surpresa do ano: "1986" (RTP1)

O que pensava que iria ser mais uma 'tentativa de série' da RTP, saiu-se uma série de excelente qualidade, com episódios e personagens memoráveis, escrita inteligente, imenso humor, adorável nostalgia, cinematografia de qualidade, tudo no ponto. Uma das melhores séries portuguesas de sempre, para mim. Parabéns novamente ao Nuno Markl pela genial forma a que se entregou a fazer esta série.

- A desilusão do ano: A grande maioria das séries da RTP e a péssima gestão das mesmas. Em cada dez séries, aproveitam-se duas. Será que ninguém naquela estação pára um minuto para comparar, por exemplo, com a qualidade das séries espanholas e para pensar "Bem, este argumento não tem grande qualidade, se calhar é melhor não produzir"? Não, no caso da RTP1, mesmo que a escrita não tenha grande qualidade ou ritmo ou algo empolgante, não importa, encomendam-se logo 20 e tal episódios. Dinheiro muito mal aproveitado!

- O injustiçado do ano: A série "1986" (RTP1).

Se tivesse passado na TVI em prime-time, teria sido um êxito. Série familiar muito bem escrita e com muito humor, com tudo para apelar ao grande público. Pura burrice da RTP1 o dia e horário para que programou a série.

Já deu o que tinha a dar: Uma lista demasiado grande :lol::lol:  Mas aqui ficam alguns: "A Tua Cara Não Me É Estranha", "Dança com as Estrelas", "Got Talent Portugal", "The Voice Portugal", "Masterchef" & "Masterchef Junior" & "Masterchef Celebridades", e claro o "Love on Top" a.k.a. "Porno on Top".

 

 

 

  • Like 3
Link to comment
Share on other sites

Sucesso do Ano: Pesadelo na Cozinha, pelo segundo ano consecutivo, a mostrar que um formato diferente ainda atrai público, mesmo não sendo novidade.

Flop do Ano: Vidas Opostas por ser a mais frágil de todas, embora sinceramente este ano, com excepção da Herdeira, todas poderiam ser candidatas.

Supresa do Ano: Casados à Primeira Vista, pensei que fosse mais um dos inúmeros flops da SIC, mas é bom ver que a SIC pode ser competitiva num horário que estava morto à anos

Desilusão do Ano: Valor da Vida, esperava valores superiores sinceramente, e apesar de estar um pouco desligado da novela nesta ultima semana, merecia mais. A&C também poderia ser candidata.

Injustiçado do Ano: SuperNanny, não merecia ter sido barrado da tv e tinha tudo para ser mais um Casados/Pesadelo em termos de audiência. Para além da Nanny ser queen dos gifs

Já deu o que tinha a dar: Love On Top, sim vários programas encaixam-se nesta categoria, mas acho que esta rasquisse porno ainda estar no ar sem qualidade e sem audiências, merece o 1º lugar, principalmente o degredo da temporada actual

Personalidade do ano: Daniel Oliveira, por ter revolucionado o panorama televisivo nacional este ano.

  • Like 3
Link to comment
Share on other sites

Sucesso do Ano: empate entre a Eurovisão (que liderou nos dias em que deu), realizada em Lisboa, o que mostra que o povo está farto de ver novelas, a segunda temporada do programa do Ljubo (da qual não vejo, nem tenho extremo interesse em ver, mas os números falam por si) e os Casados à Primeira Vista.

Flop do Ano: algumas novelas da SIC e da TVI, em particular Vidas Opostas. Até a Gabriela conseguiu ultrapassar os valores desta novela.

Surpresa do Ano: a repetição da Gabriela, segundo a SIC pelo 60º aniversário do livro. Uma grandiosa produção que, aos poucos, conquistou mais telespectadores.

Desilusão do Ano: o facto da RTP ter tratado Sara como série de segunda, ao passar na RTP 2.

Injustiçado do Ano: um dos primeiros programas que fez furor este ano, a Supernanny, uma arma que a SIC tinha para alavancar as audiências. Porém o formato chegou com dez anos de atraso e hoje em dia suscita mais polémica do que o dito formato faria em 2007, a um ponto que tiveram de levar com zaragatas da protecção dos jovens.

Já deu o que tinha a dar: Love on Top. O reality zombie da televisão portuguesa.

Personalidade do Ano: Daniel Oliveira. O substituto da malvada Imperatriz Gabriela Sobral.

Categoria bónus: Grande Acontecimento do Ano: a mudança da Cristina Ferreira para a SIC.

Edited by ATVTQsV
  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

@afonsogageiro Parabéns por tudo o que escreveste e pelos testes de uploads com o teu watermark. Deixa-me analisar o teu post ponto por ponto:

há 1 hora, afonsogageiro disse:

Como alguns sabem, chamo-me Afonso Gageiro, e possuo uma grande coleção de material gravado da TV. Algum já circula pela internet, mas a vasta maioria não (e o que circula é maioritariamente devido a trocas feitas com outros). For the record, nunca enviei nada para o LUSITANIATV (vi alguém a mencionar isso algures no fórum).

Acho que fui eu que disse, mas acho que era uma brincadeirinha. Sim, é certo que o LUSITANIATV tem um arquivo de tantas e tantas cassetes espalhadas por dois canais (LUSITANIATV e PORTUGALMETAL), mas pronto.

há 1 hora, afonsogageiro disse:

Antes de mais, queria só clarificar uma coisa: eu nunca fui um dos privilegiados que possuía um gravador nos anos 70/80, até porque não era nascido na altura (bem longe disso até). A minha família, apesar de ligada ao mundo do entretenimento (e também em grande parte ao televisivo) só aderiu à "moda" do vídeo por volta de 1987, com um VHS Mitsubishi. O material que tenho é fruto de muitas horas a pesquisar o OLX, feiras, lojas de antiguidades e até uma vez um Ponto Electrão!

Na internet, sei de uma pessoa que também tem este hobby: Rhys Marshall, natural da Tasmânia mas agora residente em Brisbane, o FLEMISHDOG, com um vastíssimo arquivo da televisão australiana, japonesa e um pouco de outras paragens. Ele coleccionou cassetes japonesas em leilões online. Até há meses tinha o seu espólio no YouTube mas o próprio teve a sua conta fechada pelo YouTube sem aviso prévio e decidiu mudar para o Internet Archive.

Ponto Electrão? Isto ainda existe? Já não via disto há anos. Mas obrigado pelas tuas buscas incessantes, pois este é um hobby que quase ninguém - a não ser o LUSITANIATV (ou Lusimito, como gosto de referir, por "mitar" e colocar anúncios que nem sequer estavam na net - recentes, até) sabe compreender no nosso país.

há 1 hora, afonsogageiro disse:

(E, aqui está a novidade para todos) - Cerca de 200 cassetes áudio com gravações áudio de programas inteiramente desaparecidos dos arquivos nacionais, entre 1969 e 1985! 

Nas cassetes de áudio (que também ainda não dei a volta) tenho por exemplo vários episódios da Visita da Cornélia previamente perdidos, importantes debates políticos, documentários e as semifinais do Festival RTP da Canção 1980, também previamente perdidas e com canções inteiramente desaparecidas.

Portugal ainda peca por não ter uma organização que preserve a história televisiva - no Reino Unido, existe a Kaleidoscope e há também um tal de Missing Believed Wiped, onde uns quantos viciados na televisão antiga deles (fruto de haver concorrência entre a estatal BBC e a privada ITV) descobrem gravações de programas há muito perdidos em qualquer formato, vídeo ou áudio.

há 1 hora, afonsogageiro disse:

-Telejornal RTP1 6 Janeiro 1983 + Fim de Emissão 1º Período
-Fim de Emissão RTP2 31 Dezembro 1982
-Continuidade + Anúncios + Telejornal RTP2 13 Setembro 1983 
-Continuidade + Anúncios RTP1 7 Julho e 6 Setembro 1983
-O mítico anúncio do Brise Contínuo com Herman José
-Vasco Granja (Um programa inteiro)
-RTP em vários momentos de dificuldades técnicas
-Blocos publicitários completos entre 1984-86
-Live Aid (os dois dias que a RTP dedicou à sua transmissão, o primeiro em direto e o segundo em diferido)
-Parte da estreia do Hermanias em 1984
-A única emissão 3D realizada em Portugal, a mítica transmissão do Monstro da Lagoa Negra! (Infelizmente, apenas o primeiro minuto da abertura)

No vídeo do encerramento da RTP 2 de 31 de Dezembro de 1982 (não sei porque é que o segundo canal não viu a meia-noite nos anos 80 com frequência nas passagems de ano) consegui ver um excerto minúsculo de uma aula da Telescola/do Ciclo Preparatório TV, da qual acredito que era da semana seguinte (com o Jornal da Tarde quase completo, o fecho e tudo), mas a preto e branco! Há também um intervalo de 1982 (Dezembro mais ou menos) mas está incompleto também, pois passa para o Thriller da ATV (falida no mesmo ano por não renovar a franquia). Havia também um outro com o anúncio da Maidenform mas como o vídeo tinha o encerramento da Abelha Maia, a Planeta Junior bloqueou o dito. Publicou o intervalo com base num excerto do canal da Aramco na base de Dhahran, na Arábia Saudita, o país muçulmano mais conservador onde não dava para passar o genérico dos Contos do Imprevisto tal como víamos, com as mulheres e a roleta.

há 1 hora, afonsogageiro disse:

Em VHS tenho como já disse cerca de 800 cassetes, com um pouco de tudo entre 1985 e 2011, muito mais do que consigo listar aqui, mas com material extremamente interessante, sejam diretos historicamente importantes (como a maratona de 8 horas de encerramento da Expo 98) ou blocos inteiros com publicidade, continuidade, fins de emissão, etc... 
Muitas também têm teletexto importante de preservar, como as primeiras emissões regulares na RTP, que tentarei recuperar segundo o método de Alistair Buxton.

Espero que ainda surjam algumas coisas que ainda não viram a luz do dia na internet: a abertura do Canal 1 completa com a mira a desmontar e a criar uma cidade, com uma silueta de um casal a correr, ou o seu antecessor, ou a abertura da RTP 2 de 1996 já sem o hino da RTP, o genérico do Jornal 2 de 2002, o de 2004 (completo), provas irrefutáveis de que o genérico de 2007 do Jornal 2 estreou antes de Março de 2007, grafismos de Natal perdidos dos quatro canais, o separador do globo de neve da RTP 1 e da RTP 2 de 2002, excertos de programas da SIC que são lost media como o À Sombra da Bananeira, alguns grafismos da grelha que a TVI dava ao abrir e encerrar emissões que estão em falta (alguns de 1995/1996), anúncios que não consegui encontrar na net, etc., e a lista continua, continua, quais pilhas Duracell.

Link to comment
Share on other sites

NJ@afonsogageiro,estou imensamente grato pela informação sobre as suas gravações que adequeriu mas tirar aqui umas duvidas:

É preciso esperar que chegue o material todo ou não importavas que publiquasses os conteúdos em beta que listaste? Se não podes mandar mais algumas imagens, especialmente do que mais me intressa: Genéricos, separadores e locuções, tirando assim dúvidas minhas como por exemplo as cores de alguns logótipos dos dois canais que até agora não vi senão a preto e branco. 

Edited by Vascof2001
Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

×
×
  • Create New...