Jump to content
João_O

Sociedade

Recommended Posts

há 9 horas, Ruben Fonseca disse:

 

Lula foi preso porque, tal como todos os outros que têm sido presos (e outros que irão assim que perderem o foro privilegiado), houve provas concretas para a prisão dele. Aliás, não deixa de ser engraçado que, quando o governo de Dilma já começava a dar os últimos sinais de vida e quando a investigação a Lula começava a apertar, este iria ser Ministro da Fazenda se não fosse impedido, o que significaria que iria ganhar exatamente esse mesmo foro privilegiado que impede que a justiça brasileira prenda Temer e outros tantos. Se estava assim tão seguro da sua inocência, acho que não precisaria de foro privilegiado. Mas claro, isso são pormenores que escapam a apoiantes do PT, do BE, do PCP, enfim, de todos aqueles de esquerda que vêem isto como um golpe porque não conseguem encarar a realidade que o Lula é um corrupto (nada de estranho dado que estes partidos só aceitam resultados que lhes são favoráveis). Foi condenado em 1ª instância, em 2ª instância, reconfirmado pelo Supremo Tribunal. São precisas mais provas?

 

Quanto a isso estás enganado, pelo menos quanto a mim. Sou totalmente contra a corrupção, e se o juiz e as várias instâncias judiciais determinaram a sua culpa (sim, porque o processo passou por vários recursos), foi com base em imensas provas certamente. E a polícia deu-lhe benesses que não daria a um cidadão comum, como não o algemar e dar-lhe tempo para ele se entregar voluntariamente (prazos que ele nem cumpriu).

A corrupção é um cancro que tem que ser punido, tanto seja de direita ou de esquerda, que me interessa isso? Quem é prejudicado com isso é a população! Pessoas morrem porque dinheiro é desviado de hospitais, são assuntos muito sérios.

E quanto ao que a Catarina Martins disse, não concordo com ela, mas já aqui disse que não vai haver nunca um partido (ou uma pessoa sequer) com a qual eu vou concordar a 100%, e isso é normal. Portanto esse tipo de generalizações não tem sentido.

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 1 hora, Forbidden disse:

Quanto a isso estás enganado, pelo menos quanto a mim. Sou totalmente contra a corrupção, e se o juiz e as várias instâncias judiciais determinaram a sua culpa (sim, porque o processo passou por vários recursos), foi com base em imensas provas certamente. E a polícia deu-lhe benesses que não daria a um cidadão comum, como não o algemar e dar-lhe tempo para ele se entregar voluntariamente (prazos que ele nem cumpriu).

A corrupção é um cancro que tem que ser punido, tanto seja de direita ou de esquerda, que me interessa isso? Quem é prejudicado com isso é a população! Pessoas morrem porque dinheiro é desviado de hospitais, são assuntos muito sérios.

E quanto ao que a Catarina Martins disse, não concordo com ela, mas já aqui disse que não vai haver nunca um partido (ou uma pessoa sequer) com a qual eu vou concordar a 100%, e isso é normal. Portanto esse tipo de generalizações não tem sentido.

Não disse o contrário, nem estou a fazer uma generalização, basta ver que as manifestações pró-Lula são, como seria de esperar, feitas por apoiantes de partidos como o PT ou PCdB. Casos que envolvem líderes partidários ou até mesmo presidentes/primeiro-ministros são sempre vistos de maneira diferente dos dois espectros políticos. Não é que seja toda a gente assim, mas é de esperar que uma pessoa de esquerda esteja mais inclinada a ver tudo isto como um "golpe" e uma pessoa de direita não.

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 1 minuto, Ruben Fonseca disse:

Não disse o contrário, nem estou a fazer uma generalização, basta ver que as manifestações pró-Lula são, como seria de esperar, feitas por apoiantes de partidos como o PT ou PCdB. Casos que envolvem líderes partidários ou até mesmo presidentes/primeiro-ministros são sempre vistos de maneira diferente dos dois espectros políticos. Não é que seja toda a gente assim, mas é de esperar que uma pessoa de esquerda esteja mais inclinada a ver tudo isto como um "golpe" e uma pessoa de direita não.

Sim, por um lado tens razão, claro que cada um puxa pela sua sardinha, quer seja direita, esquerda, centro, diagonal... eu gostava era que as pessoas entendessem que a corrupção é e um crime grave e que não pode ser tolerado, afeta de forma grave o país e toda a gente. E não vejo como possa ser considerado um "golpe", ninguém está acima da lei, o poder judicial tem que tratar de igual forma e com igual medida todas as pessoas. E isto não passou por 1 ou 2 pessoas, passou por muita gente e nenhuma instância judicial que desse razão ao Lula, se não houvessem provas dos crimes isso aconteceria? Existe uma conspiração contra ele?

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 11 minutos, アンドレ disse:

E os comentários dessa notícia são só deprimentes. :bad:

Pois é, por isso que muita gente não faz queixa...

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 2 horas, Forbidden disse:

Eu gostava de saber porque raio é que as pessoas deixam a situação chegar a este ponto. Será que não tem auto-estima nenhuma? Ou será que gostam de levar? É que só pode ser isso. Acho inadmissível uma pessoa continuar a namorar / continuar casado/a com alguém que já lhe bateu uma vez. Estas pessoas estarão assim tão desesperadas para se sujeitarem a isso? 

Share this post


Link to post
Share on other sites

@Manuel Silva - pelo que sei, em muitos casos, as vítimas continuam com os agressores devido a situações de dependência financeira (como é frequente com muitas mulheres vítimas de violência  doméstica) ou por dependência emocional. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 2 minutos, Manuel Silva disse:

Eu gostava de saber porque raio é que as pessoas deixam a situação chegar a este ponto. Será que não tem auto-estima nenhuma? Ou será que gostam de levar? É que só pode ser isso. Acho inadmissível uma pessoa continuar a namorar / continuar casado/a com alguém que já lhe bateu uma vez. Estas pessoas estarão assim tão desesperadas para se sujeitarem a isso? 

Não gostam de levar, como é óbvio. Existem vários motivos: baixa auto-estima, um ciclo que é criado, uma dependência que se cria com a outra pessoa, manipulação, chantagens emocionais, pode ser muita coisa... por algum motivo a violência doméstica é um crime publico, porque a vitima na maioria dos casos não está em condições pra sair daquela situação.

há 1 minuto, jgsantos disse:

@Manuel Silva - pelo que sei, em muitos casos, as vítimas continuam com os agressores devido a situações de dependência financeira (como é frequente com muitas mulheres vítimas de violência  doméstica) ou por dependência emocional. 

E existem ameaças e manipulações... "Se me deixas eu mato-te", ou ameaça matar-se a ele para agarrar a outra pessoa, e se houver filhos pior ainda. É uma situação complexa, mas pra algumas pessoas a pessoa fica porque "gosta de apanhar". Se a pessoa gostasse de apanhar estava numa relação bdsm, não era caso de violencia doméstica.

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 4 minutos, jgsantos disse:

@Manuel Silva - pelo que sei, em muitos casos, as vítimas continuam com os agressores devido a situações de dependência financeira (como é frequente com muitas mulheres vítimas de violência  doméstica) ou por dependência emocional. 

Ou isso ou medo do que lhes possam fazer (a maioria dos casos é assim) ou então por estarem a ser chantageadas.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 19 minutos, jgsantos disse:

@Manuel Silva - pelo que sei, em muitos casos, as vítimas continuam com os agressores devido a situações de dependência financeira (como é frequente com muitas mulheres vítimas de violência  doméstica) ou por dependência emocional. 

Normalmente a violência começa no namoro. Cabe a essas pessoas acabarem a relação antes de passarem à fase seguinte casar/ morar junto e começar a dependência financeira. Isso da dependência emocional é algo que não percebo: custa muito às pessoas estarem sozinhas?

 

As pessoas não são sacos de pancada e também não deviam deixar estas situações acontecerem. A primeira obrigação das vítimas devia ser: levavam a primeira e acabavam tudo. Com tanta gente "disponível no mercado" não há necessidade de se amarrarem a quem lhes faz mal. Se o agressor vier com ideias de chantagem deviam gravar uma conversa dele a ameaçar e mostrar à família e amigos para fazer pressão sobre o idiota. 

 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 5 minutos, Manuel Silva disse:

Normalmente a violência começa no namoro. Cabe a essas pessoas acabarem a relação antes de passarem à fase seguinte casar/ morar junto e começar a dependência financeira. Isso da dependência emocional é algo que não percebo: custa muito às pessoas estarem sozinhas?

 

As pessoas não são sacos de pancada e também não deviam deixar estas situações acontecerem. A primeira obrigação das vítimas devia ser: levavam a primeira e acabavam tudo. Com tanta gente "disponível no mercado" não há necessidade de se amarrarem a quem lhes faz mal. Se o agressor vier com ideias de chantagem deviam gravar uma conversa dele a ameaçar e mostrar à família e amigos para fazer pressão sobre o idiota. 

 

Se fosse assim tão simples como pensas não achas que as pessoas o fariam?

Além de que a relação não começa logo com uma das pessoas a bater na outra, isso vem depois.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Exacto, e os casos que me refiro são aqueles em que a vítima não tem trabalho ou se dedica exclusivamente ao lar (donas de casa). Como é que uma dona de casa (não tem rendimentos, porque não trabalha nem desconta), consegue sair de uma relação deste tipo (o agressor é quem contribui para as despesas)?

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 7 minutos, Forbidden disse:

Se fosse assim tão simples como pensas não achas que as pessoas o fariam?

Além de que a relação não começa logo com uma das pessoas a bater na outra, isso vem depois.

Nunca namorei com ninguém por isso não percebo como se desenrolam essas coisas. Mas conheço o caso de uma mulher que levou a primeira e ameaçou o marido com o divórcio. Quando levou a segunda vez chamou a policia e pediu o divórcio. Felizmente o homem morreu daí a meses e não houve divórcio mas não voltou a casa. 

há 1 minuto, jgsantos disse:

Exacto, e os casos que me refiro são aqueles em que a vítima não tem trabalho ou se dedica exclusivamente ao lar (donas de casa). Como é que uma dona de casa (não tem rendimentos, porque não trabalha nem desconta), consegue sair de uma relação deste tipo (o agressor é quem contribui para as despesas)?

Voltando para a casa dos pais ou de algum irmão e refazer a vida. Caso não saibas existem apoios para as mulheres nessa situação. Existem casas do estado para vitimas de violência doméstica.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 19 minutos, Manuel Silva disse:

Nunca namorei com ninguém por isso não percebo como se desenrolam essas coisas. Mas conheço o caso de uma mulher que levou a primeira e ameaçou o marido com o divórcio. Quando levou a segunda vez chamou a policia e pediu o divórcio. Felizmente o homem morreu daí a meses e não houve divórcio mas não voltou a casa. 

Voltando para a casa dos pais ou de algum irmão e refazer a vida. Caso não saibas existem apoios para as mulheres nessa situação. Existem casas do estado para vitimas de violência doméstica.

Ainda bem que ela conseguiu fazer isso, mas nem todas conseguem (por variados motivos), e a culpa não é da vítima.

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 1 hora, Manuel Silva disse:

Nunca namorei com ninguém por isso não percebo como se desenrolam essas coisas. Mas conheço o caso de uma mulher que levou a primeira e ameaçou o marido com o divórcio. Quando levou a segunda vez chamou a policia e pediu o divórcio. Felizmente o homem morreu daí a meses e não houve divórcio mas não voltou a casa. 

Que mulher abençoada. Dou-lhe os parabéns. Deviam ser todas assim.

Na novela "A Favorita", há uma personagem, interpretada magnificamente pela Lília Cabral, que no início da novela sofria de violência doméstica, mas deu a volta por cima. Sempre que o homem fica mais exaltado, ela ameaça logo com a polícia, mas ameaça de um jeito que fá-lo ver que ela não está para brincadeiras. Claro que é apenas novela, mas eu olho para o que o autor fez e não deixo de pensar que ele queria passar a mensagem de que qualquer uma pode dar a volta por cima.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 2 minutos, srcbica disse:

Que mulher abençoada. Dou-lhe os parabéns. Deviam ser todas assim.

Na novela "A Favorita", há uma personagem, interpretada magnificamente pela Lília Cabral, que no início da novela sofria de violência doméstica, mas deu a volta por cima. Sempre que o homem fica mais exaltado, ela ameaça logo com a polícia, mas ameaça de um jeito que fá-lo ver que ela não está para brincadeiras. Claro que é apenas novela, mas eu olho para o que o autor fez e não deixo de pensar que ele queria passar a mensagem de que qualquer uma pode dar a volta por cima.

O problema, pelo menos no nosso país, é que os agressores e agressoras são soltos/as. Fazem queixa, mas e depois? Pena suspensa... ficam livres para virem cá fora se vingar.

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


×
×
  • Create New...