Jump to content

Sinopses [Tópico Geral]


Ruben

Recommended Posts

há 14 horas, MAM disse:

Há ali uma parte que não percebi muito bem mas gostei. Devias iniciar essa série cá no fórum

É normal. Como é uma história muito visual, é difícil conseguir explicar devidamente toda a mitologia só com palavras. Se não te importares de indicar o que não percebeste, eu posso especificar melhor. Mas obrigado :) 

Quanto a começar a série, epá.... no futuro, talvez. De momento não dá :P

Edited by Johnman
  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

  • 3 weeks later...
  • Replies 268
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

Sugestão Grande Novela 25 anos TVI:

Título:
Mal por Bem (sugestão)

Sinopse:
(2015)
Diogo Santos (Fernando Pires) viaja de férias com os filhos e a mulher da sua vida até Paris, França. No dia 23 de novembro de 2015, vão todos ver um concerto ao Centro de Espetáculos Bataclan. Estava a banda a tocar a 2ª música, quando tudo acontece. 5 homens entram na sala e começam a disparar contra todas as pessoas. 

A esposa de Diogo e dois dos seus três filhos faleceram imediatamente. Um outro filho, o Afonso Santos levou com um tiro mesmo ao lado do coração. E por isso teve de ser levado para o hospital, onde Margarida Marques (Núria Madruga) trabalha e onde estava de urgência. Afonso foi imediatamente alvo de tentativas de reanimação por Margarida, mas não sobreviveu. Margarida foi quem deu a notícia a Diogo, que ficou deseperado. A médica consolou-o e recomendou-lhe um psicólogo.
Diogo voltou para Portugal.

(Dois anos depois - 2017)
Depois de imensas tentivas de arranjar emprego, Diogo decidiu emigrar para França, com o objetivo de arranjar um novo trabalho.
Diogo foi trabalhar para um café em Paris, que coincidentemente ficava mesmo ao lado da casa de Margarida.

No primeiro dia de trabalho de Diogo, Margarida encontra-o e reconhece-o. E ao longo dos tempos eles vão recordando o que os "uniu" e apaixonam-se. Continuam a viver em Paris, mas agora juntos. Poucos meses depois a família de Diogo sabe do seu novo relacionamento amoroso e considera-o precoce perante os acontecimentos relativamente recentes. Ai a relação sofre um abalo, mas esta é muito forte e não acaba...

Durante a história a relação vai sofrer vários abalos. 

Temas: 
- terrorismo, 
- emigração, 
- emigração ilegal, 
- tráfico humano...

Núcleos:
2 Núcleos Principais
1 Núcleo Cómico
3 Núcleos Secundários

Elenco:
Fernando Pires (protagonista - 33 anos);
Núria Madruga (protagonista - 30 anos);
Alexandra Lencastre (Mãe de Margarida);
Diogo Infante (Pai de Margarida);
Fernanda Serrano (Mãe de Fernando)
Paulo Pires (Pai de Fernando)
Dalila Carmo (Irmã da personagem de Diogo Infante);
Sandra Faleiro (Irmã da personagem de Fernanda Serrano);
Rita Pereira (Irmã de Margarida);
Lourenço Ortigão (Irmão de Diogo);
Jéssica Athayde (colega de Margarida);
Pedro Barroso (esposo da personagem de Jéssica Athayde);
Sofia Ribeiro (colega de Margarida)
Kelly Bailey (Vilã);
Manuela Couto (Cabecilha do tráfico humano - Vilã);
José Wallesteyn (esposo da personagem de Manuela Couto)
Luís Esparteiro;
Paula Neves (núcleo cómico);
Pedro Lima (colega de Margarida - Vilão);
Eunice Munõz;
Helena Isabel;
João Perry;
Patrícia Tavares;
Etc...

  • Like 3
Link to comment
Share on other sites

há 33 minutos, Ana Maria Peres disse:

Estou mesmo a ver que a exorcista Naandah vai ser raptada pelo PAN. :cool: Com um saco feito só de materiais recicláveis, o partido Pessoas Animais e Natureza era capaz de a raptar para parar com a sua vingança e os seus planos. Mas terão os partidários daquela ideologia força para a parar? Rumores afirmam que buscam inspiração na plantas e as macumbas deles são muito fortes! Adiciono que a principal cara é Bebiana Cunha - para quem não sabe candidata à Câmara Municipal do Porto -,  que será uma grande oponente da nossa querida Naandah!

Hidden Content

    Sign in or sign up to see the hidden content.

(Sim, é mesmo a Bebiana, sabe-se lá a fazer o quê. :ph34r: Aposto que está a preparar um exorcismo contra a Naandah).

Podem mesmo ver que ela tem ar de quem também já teve em contacto com aliens. 

  Spoiler - mostrar conteúdo oculto

Hidden Content

    Sign in or sign up to see the hidden content.

Este é um episódio só para os fãs realmente empenhados. :acute:

Credo, parece mesmo que veio do além essa senhora. :ph34r:

Eu recebi há tempos um folheto do PAN na minha caixa de correio, em papel reciclado pois claro (cheirava tão bem :rolleyes:). Prometia parques caninos em todas as freguesias e chips para todos os animais, porque obviamente isto são as prioridades da cidade. :yes:

Btw, @SIM007, adorei a história, fico à espera da próxima parte. :P Inspiraram-se nisto por causa da tourada não foi? xD

 

  • Like 3
Link to comment
Share on other sites

Sugestão Episódio - Inspetor Max:

"Sangue de Deus"
Tinha acabado a missa das quatro no Cabo Espichel, as duas irmãs (Madalena e Elisabete) esperavam pelo Sr. Padre à porta do Santuário. Já passava 30 minutos do fim da eucaristia, quando as crentes decidiram ir à procura do Sr. Prior.
Entraram na sacristia e chamaram por ele, mas ninguém respondeu. Deram dois passos em frente e depararam-se com o Padre (António) a deitar espuma pela boca.
O Jorge, o Sérgio, o Tiago, a Helena e o Max foram para o local investigar. A Dra. Vera fez a peritagem do local e levou para a análise o "copo" que tinha sido utilizado na missa para o vinho.

Ambas as irmãs foram interrogadas e uma delas (Elisabete) revelou que havia uma queixa na PJ que dizia que o falecido padre tinha abusado de duas meninas menores, uma de 9 anos (Gabriela) e outra de 12 (Catarina). Um facto que o inspetor Afonso confirmou e investigou a fundo tendo conseguido chegar à identidade das crianças. As meninas que alegadamente tinham sido violadas foram interrogadas e voltaram a confirmar o crime. Os pais das duas raparigas também prestaram declarações e coincidentemente também tinham estado na última missa do falecido padre, pois essa eucaristia era em memória de uma prima em comum das famílias das duas menores.
No dia seguinte a Dra. Vera descobriu que o que tinha envenenado o padre era mesmo o que continha o vinho da eucaristia dominical. Apesar de o copo ter sido limpo, ainda existiam vestígios da composição do "sangue de Deus".
Cada vez mais tudo apontava para o pai ou para mãe de cada menina. O Padre morreu por causa do vinho estar envenenado, todos eles tinham lá estado e todos tinham razão para lhe querer mal.
Os inspetores estavam sem pistas, qual dos quatro teria morto o padre? Então, decidiram fazer todos os interrogatórios de novo. Quando interrogaram a irmã Madalena a segunda vez, esta disse aos inspetores que o pai da Gabriela no dia anterior à missa tinha estado na paróquia a discutir com o pároco e que o ameaçara de morte. Tiago e Sérgio ficaram surprendidos e perguntaram a Madalena, porque não lhes tinha dito isso mais cedo? A "beata" respondeu-lhes de que não se tinha lembrado.

A equipa do Max reuniu-se e deteram imediatamente Pedro (pai de Gabriela). Jorge foi para casa indignado, apesar de Pedro ter todos os motivos para ser o autor do homícidio, o diretor do departamento achava que o alegado arguido não o tinha feito. Pois o pai de Gabriela queria ficar com a filha e acreditava plenamente na justiça legal, não fosse ele advogado.
No dia em que Pedro ia ser julgado, Jorge foi até à paróquia e ficou a saber através de uma outra beata de que o Padre António tinha uma paixão pela irmã Elisabete que para sua infelicidade não o amava. Quem também tinha uma paixão era Madalena que amava António, mas este sempre a negou. E por isso a irmã Madalena envenenou o seu amor e posteriormente mentiu quando disse que Pedro tinha discutido com o Padre no dia anterior.

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

há 2 horas, joaop disse:

Sugestão Episódio - Inspetor Max:

"Sangue de Deus"
Tinha acabado a missa das quatro no Cabo Espichel, as duas irmãs (Madalena e Elisabete) esperavam pelo Sr. Padre à porta do Santuário. Já passava 30 minutos do fim da eucaristia, quando as crentes decidiram ir à procura do Sr. Prior.
Entraram na sacristia e chamaram por ele, mas ninguém respondeu. Deram dois passos em frente e depararam-se com o Padre (António) a deitar espuma pela boca.
O Jorge, o Sérgio, o Tiago, a Helena e o Max foram para o local investigar. A Dra. Vera fez a peritagem do local e levou para a análise o "copo" que tinha sido utilizado na missa para o vinho.

Ambas as irmãs foram interrogadas e uma delas (Elisabete) revelou que havia uma queixa na PJ que dizia que o falecido padre tinha abusado de duas meninas menores, uma de 9 anos (Gabriela) e outra de 12 (Catarina). Um facto que o inspetor Afonso confirmou e investigou a fundo tendo conseguido chegar à identidade das crianças. As meninas que alegadamente tinham sido violadas foram interrogadas e voltaram a confirmar o crime. Os pais das duas raparigas também prestaram declarações e coincidentemente também tinham estado na última missa do falecido padre, pois essa eucaristia era em memória de uma prima em comum das famílias das duas menores.
No dia seguinte a Dra. Vera descobriu que o que tinha envenenado o padre era mesmo o que continha o vinho da eucaristia dominical. Apesar de o copo ter sido limpo, ainda existiam vestígios da composição do "sangue de Deus".
Cada vez mais tudo apontava para o pai ou para mãe de cada menina. O Padre morreu por causa do vinho estar envenenado, todos eles tinham lá estado e todos tinham razão para lhe querer mal.
Os inspetores estavam sem pistas, qual dos quatro teria morto o padre? Então, decidiram fazer todos os interrogatórios de novo. Quando interrogaram a irmã Madalena a segunda vez, esta disse aos inspetores que o pai da Gabriela no dia anterior à missa tinha estado na paróquia a discutir com o pároco e que o ameaçara de morte. Tiago e Sérgio ficaram surprendidos e perguntaram a Madalena, porque não lhes tinha dito isso mais cedo? A "beata" respondeu-lhes de que não se tinha lembrado.

A equipa do Max reuniu-se e deteram imediatamente Pedro (pai de Gabriela). Jorge foi para casa indignado, apesar de Pedro ter todos os motivos para ser o autor do homícidio, o diretor do departamento achava que o alegado arguido não o tinha feito. Pois o pai de Gabriela queria ficar com a filha e acreditava plenamente na justiça legal, não fosse ele advogado.
No dia em que Pedro ia ser julgado, Jorge foi até à paróquia e ficou a saber através de uma outra beata de que o Padre António tinha uma paixão pela irmã Elisabete que para sua infelicidade não o amava. Quem também tinha uma paixão era Madalena que amava António, mas este sempre a negou. E por isso a irmã Madalena envenenou o seu amor e posteriormente mentiu quando disse que Pedro tinha discutido com o Padre no dia anterior.

Gostei! Quem é o Afonso?

Link to comment
Share on other sites

Sugestão Episódio - Inspetor Max

"Estória perfeita"
Amílcar (inspetor do núcleo de terrorismo da PJ) saiu do quarto e telefonou para a polícia alegando que tinha havido um assalto e que tinham ferido a sua mulher com um tiro, tirando-lhe os sentidos.
Os inspetores foram todos para o local acompanhados do Max e da Dra. Vera. Durante a recolha de provas não encontraram nenhum vestígio de arrombamento, mas as coisas estavam todas desarrumadas. O inspetor Sérgio falou com o seu colega Amílcar e este revelou-lhe de que a mulher tinha muitos inimigos, pois esta era jurista e como é óbvio negava as "queixas" falsas. Jaime investigou o historial do trabalho de Lurdes (vítima) e encontrou um caso em específico que lhe chamou muito à atenção.
Foi o caso de um primo direito do seu marido que na queixa apresentada alegou que tinha havido um assalto e que tinham roubado um fio de ouro de mil euros. Lurdes analisou o caso e durante a vistoria no local verificou que o fio não tinha sido roubado, apenas escondido noutro local da habitação e por isso deu um parecer negativo. Sendo que se ela tivesse confirmado a empresa de alarmes teria de pagar uma indemnisação à alegada vítima por o alarme não ter tocado.
Precisamente, nesse mesmo dia Lurdes acordou, mas não se lembrava do que tinha acontecido nas últimas semanas. O que não ajudou em nada a investigação.
Sérgio, Helena e Tiago foram até à casa do principal suspeito. Quando Alberto (primo direito de Amílcar) descobriu que os três indivíduos que estavam à sua porta eram da polícia, o primo do marido da vítima fugiu pelas traseiras e foi perseguido pelo Max e a sua equipa. Alberto chegou a uma estrada onde estava uma rapariga de 12 anos a ir para casa. Então pegou numa faca e ameçou matá-la exigindo aos inspetores prenderem o Max e deixarem-no fugir. O que valeu aos PJ's foi o inspetor Jaime ter ido noutro carro para o local e se ter enganado, indo parar à tal estrada onde tudo estava a acontecer. Conseguindo então impedir Alberto de ter magoado a menor inocente, mas não a si pois levou com uma facada no braço. O suspeito ainda tentou voltar a fugir, mas o Max conseguiu apanhá-lo.
Jaime insistiu em não ser hospitalizado, mas teve mesmo de ser. Pois a facada foi profunda e no lado esquerdo, ficando a três centimetros do coração.
Amílcar foi de novo chamado para declarações e revelou em resposta aos inspetores que não tinha conhecimento do seu primo ter a chave de casa e a única pessoa a ter acesso à casa para além do casal era a empregada.
Então, Margarida (empregada) foi prestar declarações e jurou que não tinha feito nada. E os inspetores "concordadaram" pois aparentemente não havia justificação para tal e haviam provas quase suficientes para terminar a investigação, pois o Alberto tinha um "forte" motivo e uma invulgar reação à presença da polícia.
Alberto foi levado naturalmente para interrogatório e confirmou ter apresentado uma queixa falsa, mas negou com claresa qualquer involvimento no assalto que vitimou Lurdes.
Passadas poucas horas, precisamente a Lurdes depois de ter tomado a medicação voltou a ter a sua memória recente e quis logo chamar os inspetores, assim que eles chegaram ela contou-lhes:
"Eu estava a dormir, quando bateram à porta. Era o meu marido que tinha chegado de mais uma noite de copos, completamente alcoolizado. Ele é da G.N.R. e por isso tinha uma arma. Nos últimos anos, a relação entre nós os dois piorou e resultou em vários episódios de violência doméstica. E naquela noite foi mais um. Eu abri a porta e perguntei-lhe porque é que estava a chegar tão tarde e ele respondeu aos gritos de que eu não tinha nada a ver com isso. E eu disse-lhe logo que não era preciso falar assim comigo e chamei-lhe de besta.
Então, ele não fez mais nada pegou na sua arma e desparou para o meu braço esquerdo e ao que parece com a pancada na cabeça da queda perdi o sentidos e a memória."
Amílcar foi detido e por fim admitiu os factos, sendo posteriormente preso.

Link to comment
Share on other sites

há 2 minutos, HugoMiguel disse:

Adorei tudo, desde a parte do Rufián à parte dos flashbacks ao som da Sia. :lol: muito bom! 

Diz que foi inspirado em alguém. :ph34r: Mas não vou admitir publicamente para não ter de te pagar o uso do teu nome. :smoke:

Link to comment
Share on other sites

Agora mesmo, D007 disse:

Ainda tens que estudar muito para ires a tribunal defender-te os teus próprios direitos de imagem. :smoke:

Os direitos de imagem pertencem ao direito de personalidade de cada um, direito de personalidade esse que nasce connosoco. Violou a lei vai ter que pagar. :yes:

  • LOL 1
Link to comment
Share on other sites

há 2 minutos, HugoMiguel disse:

Os direitos de imagem pertencem ao direito de personalidade de cada um, direito de personalidade esse que nasce connosoco. Violou a lei vai ter que pagar. :yes:

Hidden Content

    Sign in or sign up to see the hidden content.

A argumentar assim, não desejo a ninguém tê-lo como advogado. :ph34r:

há 2 minutos, アンドレ disse:

Gostei muito. Bom final. Boatos dizem que o ガタフンホス acabou com Safidona :heat:

Confesso que li isto ao som de Alive. Ficou com um bom efeito :haha:

Deixo aqui uma surpresa para todos :smoke:

  Ocultar conteúdo

 

 

 

Berro. Resulta mesmo bem! :O Sem música as imagens não despertam qualquer emoção, mas com a música da Sia ganham logo outra vida! A TVI ficou hipnotizada pela Sia, percebe-se bem porquê. :smoke:

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

×
×
  • Create New...