Jump to content

SIM

Membros
  • Content Count

    15,685
  • Joined

  • Days Won

    16

SIM last won the day on August 17 2018

SIM had the most liked content!

Community Reputation

22,829 Mais [email protected] que a Lulu Cambalhota

About SIM

  • Rank
    Percebo algo de VOSDAL

Informações de Perfil

  • Localização
    Palácio do Oriente - Alcatraz - Academia da Fama

Recent Profile Visitors

6,267 profile views
  1. Olá a todos os que estão a ler este texto. Não é de todo algo fácil de escrever, mas precisava de o fazer para finalmente poder libertar-me. Há um ano abandonei o fórum, devido a uma série de fatores. Entre a saturação e a falta de interesse pelo mundo televisivo, o facto de me apresentar como algo que não sou realmente foi o principal motivo. Muitos já o terão percebido, ou pelo menos desconfiado, porém ninguém por aqui sabe disto por minha parte. Eu não tenho a idade que queria fazer crer, nem as ocupações que contava ter. Tenho 18 anos e naturalmente ainda não fui sequer para a universidade. Durante os três anos que estive aqui fui fazendo a junção de factos da minha vida com os da minha irmã e era isso que mais me sufocava. A ideia de mentir para um série de pessoas que gostava deixava-me angustiado e uma possível revelação da verdade não estava sequer nos meus planos. Muitos não compreenderão, mas quando se é um adolescente, muitas das nossas opiniões não são tidas em conta. Porque somos jovens. Porque sabemos pouco da vida. Mas nós queremos sim expressar os nossos pontos de vista e julguei que só o conseguiria se tivesse 20 anos. Hoje percebo que não havia necessidade de tal atitude, porque as fraudes não levam a lado nenhum e só nos corroem por dentro. Além do mais, sentia que estava a tornar-me uma pessoa tóxica e um pouco afastada do mundo real. Saídas com amigos só para aniversários e qualquer conversa acerca de televisão aqui no fórum acabava comigo a dizer uma série de palavras caras sem sentido. E foi aí que percebi que não vale a pena continuar a tentar forçar as outras pessoas a acreditarem na nossa opinião porque isso só fará o outro a ficar cada vez mais retraído. Acaba por ser uma perda de tempo. Afastei-me da televisão portuguesa e descobri um verdadeiro mundo novo. Comecei a ver mais cinema e acabei por me dar conta que o texto português é aquilo de que muitos o apelidam, embora compreenda que numa novela com 200 episódios seja difícil manter a qualidade. A nível pessoal comecei a sair muito mais, arranjei um part-time, apostei na aprendizagem de coisas que sempre me interessaram e senti a minha vida dar uma volta de 180 graus. E sobretudo comecei a aceitar-me. Hoje, ainda não sei bem o que sou, do que gosto. Mas sei com toda a certeza que não sou heterossexual. E isto não é heterofobia. E não é, porque este conceito torna-se absurdo a partir do momento em que nenhum hetero foi morto devido à sua sexualidade. Em que nenhum hetero perdeu um trabalho devido à sua sexualidade. Em que nenhum hetero foi rejeitado pela família devido à sua sexualidade. Durante muitos anos eu e milhões de pessoas vivemos dominados por uma cultura que nos ensinava a ver com maus olhos tudo o que fosse diferente e talvez por isso tenha demorado tanto tempo para me aceitar como sou. E por isso acredito que a culpa de os homofóbicos o serem não é deles. Infelizmente é dos órgãos que continuam a espalhar esta cultura, como é o caso da TVI que acha engraçado dar voz a pessoas preconceituosas perpetuando atitudes desprezíveis. Um meio de comunicação tem uma responsabilidade social que não pode ser ignorada, devendo lembrar-se que milhões de pessoas vêem, lêem e ouvem os programas e os artigos que expõem. Imagino como se sentirão as milhares de crianças que sofrem todos os dias por causa da sua orientação sexual/sexualidade/identidade e quando ligam a televisão têm de assistir a declarações deploráveis por parte de homofóbicos. E sim, a liberdade de pensamento e sua expressão estão consagradas na constituição, mas o que também está bem explícito é que "a liberdade de expressão cessa quando se traduzir numa ofensa injustificada à integridade moral, ao bom nome ou à honra de outra pessoa". Por este motivo, qualquer projenitor que neste momento permita que os filhos vejam o Big Brother está a ser irresponsável e imprudente. Liberdade sim. Preconceito não. Por isso o dia de hoje precisa ser celebrado, para que não nos esqueçamos de todos os que numa tentativa de exercer livremente a sua vida acabaram discriminados e rejeitados pela sociedade. Isto não é um regresso. Quero apenas agradecer a todos pelos bons momentos aqui passados e justificar as minhas atitudes. Nunca esquecerei todas as pessoas interessantes que conheci quer nos concursos, quer nas mensagens. Foi sem dúvida um escape importante numa fase menos boa da minha vida e ajudou-me a superar estes momentos mais difíceis. Peço desculpa pelo texto, pelas mentiras, mas sobretudo por todas as vezes em que ofendi alguém ou tive uma má atitude. Vemo-nos por aí! "A maior felicidade é ser-se compreendido", António Botto
  2. SIM

    atvboard: Audiências

    Tentei ser o mais justo possível. Se tiverem dúvidas disponham, diretores.
  3. SIM

    atvboard: Audiências

    Eu não sei, baseio-me apenas nas outras edições. Apesar de serem todos generalistas, o Down era focado nos jovens, o Dá Mais no público jovem adulto, o UNI nem sei bem o que era, mas generalista não.
  4. Campanha bastante forte indo em todas as direções. Muito bem. As cores escolhidas são muito boas e conjugam bem que é o importante. Assim como ZOOM, ALL é um nome chamativo. No entanto, o slogan podia ser melhor, mas isso é irrelevante. Bom trabalho!
  5. Muito fixe a linha gráfica que desenvolveram. É simples, mas agradável, embora tenha pensado que fosse ser desenvolvida em tons de roxo. Além disso, adoro o facto de terem uma presença bastante marcada no digital e mesmo o site ficou giro. Agora, não se esqueçam que demasiada informação cansa. Bom trabalho. Ps: Zoom é um canal que eu não teria vergonha de dizer que vejo e isto é importante.
  6. A campanha é um pouco antiquada. No entanto acho giro o facto de apelarem à Portugalidade. O logo talvez ficaria melhor se não fosse tão brilhante e acho que somente o Atlântico ficaria bem como nome do canal. Boa sorte!
  7. Cartazes muito engraçados, mas o grafismo... Bom, não gosto lá muito de verde. Além disso, ASV não é assim um nome muito apelativo, mas adoro a brincadeira que fazem com a palavra visão. Boa sorte!
  8. Isto, não era suposto, só dei cá um salto para dar os parabéns ao AGUI. Mas já que estou aqui, desejo muita sorte para todos (mas sobretudo para dois canais em especial). Muah!
  9. SIM

    Cinema

    Sem querer tomar partidos, até porque apesar de gostar de ambos os universos, não sou fã em particular de nenhum deles, não me parece justo que passem a vida a comparar Marvel com DC, quando o caminho traçado por cada uma é diferente e começou em anos diferentes. Aliás, no outro dia vi no Twitter (acho) alguém a dizer que os 7 filmes da DC tiveram mais lucro que os 7 primeiros filmes da Marvel, fora campanhas de promoção. Não sei se é verdade, mas assumindo que é, não vejo onde está a grande diferença. Se a DC tem um Shazam, a Marvel também já teve um Hulk. Desculpem se estou a dizer alguma barbaridade
  10. SIM

    Valor da Vida

    Não é por nada, mas a Maria João deve estar a fazer as contas segundo os episódios de produção, que foram 200 e aí sim a novela acabaria para semana O que não deverá acontecer, dadas as paisagens.
  11. Eu acho é chato insistirem em chamar série a uma coisa que é novela. Para mim uma série nunca vai muito além dos 20 episódios, quando isso acontece é dividida em temporadas e por norma os episódios são fechados. E como se isto não fosse necessário, são os 30 atores que deverão assumir destaques equilibrados, os inúmeros plots que se desenvolverão ao logo de toda a novela, a história típica de novela. Lamento, mas se isto é suspoto ser a primeira série do canal em muitos anos, a missão não será cumprida. E se somente uma destas profecias não se concretizar, ficarei deveras contente, porque não é meu objetivo desvalorizar o trabalho do Daniel, mas sim poder ver um produto de real qualidade na televisao portuguesa. Porque acho que nós, que assistimos novelas de 300 episódios (e até 561) durante anos a fio, merecemos algo melhorzinho. Não é por dizermos que isto é uma novela que vai perder qualidade. Por fim, não é também por uma carroça ser vendida no OLX como se fosse um carro desportivo, que a vamos considerar efetivamente um carro desportivo.
  12. SIM

    O Programa da Cristina

    Já tem mais seguidores que a Maria Cerqueira Gomes
  13. SIM

    TVI em Direto

    Já tenho ódio de estimação por este gajo
×
×
  • Create New...