Jump to content

O Futuro da Televisão


TheSecret

Recommended Posts

Agora mesmo, Forbidden disse:

E os portugueses vão mesmo pagar só pra ver séries da HBO... sim, claro. Viu-se o grande sucesso da Netflix por aqui, esta ainda vai ser pior :mosking:

Não entendo porque tentam reproduzir um modelo que pode ter dado certo no continente americano, mas que aqui em Portugal claramente não dará certo.

De toda a gente que eu conheço acho que são poucas as famílias que não têm Netflix. E tenho a certeza que muita gente vai pagar para ver séries da HBO. Mas claro que passar de conteúdos que podem ser vistos apenas na TV para passar a ver pela internet não é de um dia para o outro.

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

  • Replies 340
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

Top Posters In This Topic

Popular Posts

Forbidden

Sinceramente, a tv esta cada vez pior. E sempre a mesma coisa, nao ha programas diferentes! E so novelas, talk shows, talent shows, etc, não me admiro que que cada vez menos pessoas vejam as generalistas. Não há mais nada que possam fazer para além disto? Ha imensos reality shows que podiam fazer que ainda nao fizeram... e mesmo dentro da ficção esta na altura de fazer coisas diferentes, e sempre a mesma coisa (triângulos amorosos, vinganças, crimes...). Podiam fazer series ou novelas sobre os d

Ruben

Eventualmente não tenho grandes dúvidas que irão existir leis anti-monopolistas exatamente para evitar aquilo que está a acontecer com a Disney, Warner e outros. Basta olhar para redes sociais e para os processos que o Facebook tem andado a levar continuamente nos EUA, na UE, na Austrália e não só, e que muitos deles tencionam mesmo separar o Instagram e o WhatsApp do Facebook. O mundo dos streaming, tal como o mundo das redes sociais, ainda só está no seu início, está agora a explodir e ainda n

Mundo

É sim uma questão de fidelização, João. Repara que nunca mencionei questões de qualidade, uma vez que as séries cada vez se tornam mais próximas da qualidade cinematográfica. É impossível negar. Mas é um facto que o formato "novela" é muito mais vantajoso para um canal (principalmente na realidade portuguesa) e facilita a visualização em tempo real, pelo seu número de episódios. Numa série é fácil pores-te "em dia" na internet  e veres episódios atrasados, numa novela nem tanto. Aliás, se r

há 39 minutos, AGUI disse:

De toda a gente que eu conheço acho que são poucas as famílias que não têm Netflix. E tenho a certeza que muita gente vai pagar para ver séries da HBO. Mas claro que passar de conteúdos que podem ser vistos apenas na TV para passar a ver pela internet não é de um dia para o outro.

Não é isso que mostram as estatisticas...

há 33 minutos, ATVTQsV disse:

Nem eu nem os meus tios são assinantes da Netflix, estamos "fora".

Nem eu, nem tenho interesse algum em ter.

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

há 10 minutos, Forbidden disse:

Não é isso que mostram as estatisticas...

Nem eu, nem tenho interesse algum em ter.

E desde quando é que as vossas escolhas representam a tendência nacional? Não gostam do streaming, estão no vosso direito, não queiram é parar o progresso. lol 

https://ionline.sapo.pt/618553

No próximo mês de outubro, o serviço celebra o seu terceiro aniversário no mercado português e não para de somar conquistas: quando chegou a Portugal fez uma parceria com a Vodafone, de modo a ficar mais próximo da população. Mais recentemente juntou-se à Altice, também conseguindo chegar a mais pessoas através da oferta do serviço de streaming no pacote da operadora nacional.

O estudo a que o i teve acesso revela que são cada vez mais os portugueses que utilizam a Netflix: de todos os subscritores portugueses, 79% continuam ativos, 66% assistem às suas séries favoritas em qualquer lugar e 59% já deram gargalhadas em locais públicos.

 

Edited by Faded
  • Like 2
  • Thanks 1
Link to comment
Share on other sites

há 45 minutos, Mr. Robot disse:

E desde quando é que as vossas escolhas representam a tendência nacional? Não gostam do streaming, estão no vosso direito, não queiram é parar o progresso. lol 

https://ionline.sapo.pt/618553

No próximo mês de outubro, o serviço celebra o seu terceiro aniversário no mercado português e não para de somar conquistas: quando chegou a Portugal fez uma parceria com a Vodafone, de modo a ficar mais próximo da população. Mais recentemente juntou-se à Altice, também conseguindo chegar a mais pessoas através da oferta do serviço de streaming no pacote da operadora nacional.

O estudo a que o i teve acesso revela que são cada vez mais os portugueses que utilizam a Netflix: de todos os subscritores portugueses, 79% continuam ativos, 66% assistem às suas séries favoritas em qualquer lugar e 59% já deram gargalhadas em locais públicos.

 

Esta noticia já explica o que eu quis dizer:

" Os serviços de streaming de vídeo online, como a Netflix e a N Play da NOS, chegaram a Portugal em 2015, mas ainda são pouco utilizados. Apenas 2% das pessoas em Portugal com dez ou mais anos subscrevem ao serviço da Netflix, que permite ver um número ilimitado de séries e filmes na Internet através de uma assinatura mensal "

https://www.publico.pt/2017/02/17/tecnologia/noticia/servicos-de-video-por-assinatura-nao-conquistam-portugueses-1762416

 

 

Link to comment
Share on other sites

há 6 minutos, Forbidden disse:

Esta noticia já explica o que eu quis dizer:

" Os serviços de streaming de vídeo online, como a Netflix e a N Play da NOS, chegaram a Portugal em 2015, mas ainda são pouco utilizados. Apenas 2% das pessoas em Portugal com dez ou mais anos subscrevem ao serviço da Netflix, que permite ver um número ilimitado de séries e filmes na Internet através de uma assinatura mensal "

https://www.publico.pt/2017/02/17/tecnologia/noticia/servicos-de-video-por-assinatura-nao-conquistam-portugueses-1762416

 

 

https://www.google.pt/amp/s/www.jornaldenegocios.pt/empresas/telecomunicacoes/amp/servicos-de-streaming-aumentam-subscricoes-canais-premium-perdem-assinantes

Os serviços de streaming on demand, como o Netflix, Fox Play, NPlay (da Nos) ou Amazon Prime Video, continuam a atrair a atenção dos portugueses. No final de Setembro, 5,5% dos residentes em Portugal com 10 ou mais anos tinham aderido pelo menos a um destes serviços, o que traduz uma subida de 2,3 pontos percentuais face ao período homólogo.

  • Like 3
Link to comment
Share on other sites

há 2 minutos, jc_71189 disse:

Eu não duvido que o modelo de streaming resulte, aliás é o mesmo que o modelo do antigo videoclube mas trazido para a era digital. Agora não acho que o serviço da HBO ou da FOX resulte a longo prazo, mas sim a Netflix ou a Amazon. A razão é simples as pessoas procuram essencialmente coisas que facilitem a vida e tenham um bom custo-benefício. O que não acontece com os serviços de streaming específicos para os conteúdos de uma empresa.

A Netflix e a Amazon resultam bem nos outros países por serem plataformas que reúnem muitos e variados conteúdos e por um razoável preço e não estão limitados à empresa X ou Y. A maioria das pessoas não está interessada em ter a conta HBO, a conta FOX, a conta Disney, etc. Estão sobretudo interessados em ter uma conta, ou duas, em que tenham acesso a tudo ou quase tudo o querem ver.

Não sei. A HBO tem bué séries de sucesso. Vamos ter de aguardar para ver quem estava certo. Quanto à Disney, a plataforma deles vai ter sucesso, se colocarem séries antigas animadas e live action e filmes, para além de irem produzir séries exclusivas para lá, do star wars. é capaz de resultar. e o preço vai ser inferiorao da netflix.

Link to comment
Share on other sites

há 27 minutos, Mr. Robot disse:

https://www.google.pt/amp/s/www.jornaldenegocios.pt/empresas/telecomunicacoes/amp/servicos-de-streaming-aumentam-subscricoes-canais-premium-perdem-assinantes

Os serviços de streaming on demand, como o Netflix, Fox Play, NPlay (da Nos) ou Amazon Prime Video, continuam a atrair a atenção dos portugueses. No final de Setembro, 5,5% dos residentes em Portugal com 10 ou mais anos tinham aderido pelo menos a um destes serviços, o que traduz uma subida de 2,3 pontos percentuais face ao período homólogo.

Isso comparado com os assinantes do Cabo é uma ninharia.

Link to comment
Share on other sites

há 12 minutos, Forbidden disse:

Isso comparado com os assinantes do Cabo é uma ninharia.

Mas cresceu ou não?

A TV Cabo quando foi lançada, monipolizou logo o mercado? lol. O serviço está apenas há 3 anos em Portugal, um mercado difícil. É preciso mesmo explicar como o mercado funciona? Como a Cabo demorou a impor-se às generalistas, também o streaming demorará a impor-se à TV Cabo. Isto funciona por ciclos. 

  • Like 4
Link to comment
Share on other sites

há 1 minuto, Mr. Robot disse:

Mas cresceu ou não?

A TV Cabo quando foi lançada, monipolizou logo o mercado? lol. O serviço está apenas há 3 anos em Portugal, um mercado difícil. É preciso mesmo explicar como o mercado funciona? Como a Cabo demorou a impor-se às generalistas, também o streaming demorará a impor-se à TV Cabo. Isto funciona por ciclos. 

Mas se quando algo novo começa do zero, mau era se não crescia um pouco, certo? E tem que crescer muito para ser sequer uma ameaça ao cabo, e para as generalistas nem vejo como será uma ameaça (5% é muito pouco mesmo).

Link to comment
Share on other sites

há 6 minutos, Forbidden disse:

Mas se quando algo novo começa do zero, mau era se não crescia um pouco, certo? E tem que crescer muito para ser sequer uma ameaça ao cabo, e para as generalistas nem vejo como será uma ameaça (5% é muito pouco mesmo).

Ameaça a longo prazo. E o objetivo deles neste momento, nem é destronar o cabo, poderá vir a ser a longo prazo. Forbidden, porque é que gostas tanto de distorcer tudo? Achas que é em 3 anos que a Netflix iiria representar alguma ameaça? A longo prazo, talvez. Mas nem vale a pena o esforço.

@Ruben Fonseca. se puderes mover a conversa para o tópico do futuro da TV, agradecia. :)

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

há 20 minutos, Mr. Robot disse:

Mas cresceu ou não?

A TV Cabo quando foi lançada, monipolizou logo o mercado? lol. O serviço está apenas há 3 anos em Portugal, um mercado difícil. É preciso mesmo explicar como o mercado funciona? Como a Cabo demorou a impor-se às generalistas, também o streaming demorará a impor-se à TV Cabo. Isto funciona por ciclos. 

Não, em Braga, quando a TV Cabo foi lançada, havia também concorrência local, era a Bragatel.

Link to comment
Share on other sites

3 hours ago, Forbidden said:

Isso comparado com os assinantes do Cabo é uma ninharia.

Além do que já foi dito, as coisas não mudam de um dia para outro, além disso há várias razões para que a mudança ainda seja pequena.

Para as pessoas consumirem conteúdo através de streaming têm que ter um equipamento que o suporte e sendo a televisão o ecrã mais confortável requer que se tenha uma smart tv, ou um dispositivo que acrescente essa capacidade, e muita gente não tem. Os operadores "ajudam" nisso ao disponibilizarem os serviços nos seus descodificadores mas isso também impede a perda de clientes.

Depois, a televisão de acesso livre em Portugal é muito mais limitada em quantidade e qualidade do que noutros países e os consumidores encontram um bom complemento nos canais pagos, mas esses conteúdos ainda não estão nas plataformas de streaming, nomeadamente conteúdos locais e sobretudo de não ficção.

Há que ter também em conta que os preços/promoções dos pacotes sem televisão são pouco competitivos e divulgados e têm normalmente um preço muito semelhante aos pacotes com televisão paga, o que leva os consumidores a optar pela oferta mais completa.

E por fim é uma questão de hábito/descoberta/conhecimento, muita gente não sabe ou não conhece ainda essas plataformas, não sabe o que disponibilizam ou como as usar.

Edited by jc_71189
  • Like 3
Link to comment
Share on other sites

  • 10 months later...
On 27/07/2018 at 07:27, ATVTQsV disse:

Os EUA são os EUA e Portugal é Portugal. O cord-cutting não está na moda em partes do nosso continente. Temos de nos estar cientes da realidade cá do sítio.

Na verdade, o "cord-cutting" nem é tudo isso. Muitas pessoas que antes assinavam os serviços de cabo e satélite passaram para operadoras de IPTV (DirecTV Now, Playstation Vue, YouTubeTV, Sling Television) que ainda oferecem canais lineares com recursos avançados como o playback e o catchup. O sucesso deste tipo de serviço é o baixo valor da mensalidade e o novo modelo de empacotamento: existe o pacote essencial com os canais mais populares e o que passar disto é contratado à parte através de mini-pacote temáticos. 

Link to comment
Share on other sites

  • 1 year later...
há 41 minutos, D91 disse:

O que tem a dizer desta frase do Albano Jerónimo?

  Ocultar conteúdo

Hidden Content

    Sign in or sign up to see the hidden content.

 

nao concordo, dependendo se ele está ou nao a falar do objeto fisico televisao ou nao, as vendas de tvs smart tvs e isso aumentam de ano para ano

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

há 1 minuto, Dimitri disse:

nao concordo, dependendo se ele está ou nao a falar do objeto fisico televisao ou nao, as vendas de tvs smart tvs e isso aumentam de ano para ano

Acho que está a falar do objeto físico sim. Mas também acho que ele está a exagerar. Hoje em dia as televisões mais modernas já tem muitas funcionalidades.

Link to comment
Share on other sites

agora mesmo, D91 disse:

Acho que está a falar do objeto físico sim. Mas também acho que ele está a exagerar. Hoje em dia as televisões mais modernas já tem muitas funcionalidades.

eu vi isso numa reportagem da sic que os numeros de tvs vendidas aumentam de ano para ano, realmente acho que é apenas uma perceçao dele, nao sei em que se baseou mas enfim

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

  • 4 weeks later...
há 2 minutos, Tomás_RL disse:

As palavras do Nuno Santos são tão claras que não percebo como é que é possível dar-se-lhe outra interpretação que não a óbvia... Com o "optimista" ele está, como o Pedro Boucherie também costuma fazer muito, a dirigir-se aos que passam a vida a vaticinar o fim da TV. É isto. Só 

Eu também não acho que a TV vai chegar ao fim. Vai é sofrer mudanças como em todo o mundo. Mas só isso.

Link to comment
Share on other sites

On 12/04/2021 at 01:19, Tomás_RL disse:

Claro! Basta historiografar um pouco a história dos media e percebemos que aquando da emergência de um novo meio, as massas galvanizam-se no enterro dos tradicionais que já existem. Foi assim sempre. Quando surgiu a rádio, vaticinou-se a morte da imprensa. Quando surgiu a TV, vaticinou-se o fim da rádio (e veja-se como esta se reinventou e está aí para as curvas. Veja-se a estratégia da MCR). E, agora, com o streaming, vaticina-se o fim da TV. Todos os momentos de viragem e te aparecimento de novos meios são transformadores, mas o que normalmente ocorre é uma fragmentação do mercado devido a uma maior oferta. E o que a história nos mostra é que os meios tradicionais adaptam-se sempre aos novos players. Os jornais reiventaram-se com a concorrência da rádio (viraram-se mais para a análise, opinião, conteúdos de profundidade, investigação porque a rádio se revelou imbatível no imediatismo da notícia). A TV também se reinventa decerto. É óbvio que os primeiros tempos são conturbados, mas sempre assim foi em momentos como este, quando a disrupcao ocorre. Hoje ainda vivemos no mundo encantado do streaming, mas é uma questão de moda. Aliás, como o Pedro Boucherie diz, tanto na TV como na Netflix há coisas boas e más. Se formos olhar para o catálogo da Netflix, aquilo também está pejado de muita porcaria, não é tudo conteúdo de alta qualidade. Assim, como a TV ainda continua a passar conteúdos muito bons. Podia fazer aqui uma lista. Ainda anda tudo com a embriaguez do streaming... 

É por isso que os grandes estúdios estão todos a investir milhares de milhões no streaming. Quando surgiu a TV, a rádio não sofreu um desinvestimento expressivo. está mudança para o streaming é muito diferente. E vai marcar o futuro. Convençam-se disso.

Link to comment
Share on other sites

há 11 minutos, Tomás_RL disse:

São opiniões. "É por isso" que muitas das séries da BBC e da NBC estão nos catálogos da Netflix ou da Amazon PV ou da HBO. Curiosamente, muitas das séries novas que têm entrado no catálogo da HBO Portugal vêm diretamente da Sky. Eu continuo a achar que as pessoas optam pelo conteúdo. Se houver bom conteúdo na TV, acho que as pessoas continuam a ver. A questão é que os operadores de streaming entraram com bom conteúdo e com uma abordagem diferente. As TVs entraram em modo piloto automático durante algum tempo e a produzir conteúdo em rolo compressor. Mas não significa que não consigam abrir os olhos.

Sobre o "investimento", estás a pressupor que houve um desinvestimento na produção de conteúdos na TV. Curiosamente, a Sky anunciou "o maior 'line-up' de conteúdo original de sempre" em 2021.

Mas é só o que eu penso... Daqui a uns anos a História encarregar-se-á de contar como tudo aconteceu.

Olha para o que está a acontecer com a Disney, Warner, os maiores players do mercado.

A Disney vai investir 9 mil milhões de dólares no streaming até 2024. E vai fechar vários canais 

Link to comment
Share on other sites

há 2 horas, Faded disse:

 Quando surgiu a TV, a rádio não sofreu um desinvestimento expressivo. está mudança para o streaming é muito diferente. E vai marcar o futuro. Convençam-se disso.

Concordo no geral, mas em Portugal sofreu de desinvestimento e bem.Nos anos 2000 tirando as rádios informativas significava playlist repetitiva, tempo e transito. Só agora com a Visual Radio nas redes sociais e a enorme popularidade de programas como as Manhãs da Comercial é que ressurgiu.
Por outro lado, mesmo nessa altura a rádio nunca abandonou os mais jovens e a deixar públicos de fora como as generalistas estão a fazer, pode ser por aí a chave do que vai acontecer...

  • Like 3
Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

×
×
  • Create New...