Jump to content
João_O

Sociedade

Recommended Posts

há 36 minutos, srcbica disse:

@BBFF, adorei essa ideia. Acho muito pertinente a questão que colocas, porque eu não sei o que responder à tua pergunta. De facto, um assexual, pelos argumentos que escreveste, deveria ser birromântico sempre. No entanto, se calhar, pode ser considerado heterorromântico se a pessoa pura e simplesmente gostar muito mais da maneira de ser das mulheres, do jeito mais pacífico delas, menos territorial... Mas, lá está, também há gajos assim, não é? Outra coisa que me passou pela cabeça é que a pessoa pode não conseguir sequer imaginar-se com um homem na cama. Ela pode ser assexuada, mas o outro pode não o ser. E, não sendo o outro também assexuado, na relação deverá haver sacrifício de parte a parte. Para o sexuado, deverá haver o sacrifício de fazer sexo muito menos vezes e para o assexuado o sacrifício de fazer sexo umas poucas vezes. Eu parto do princípio que, sendo assexuados, isso seja um sacrifício. Então, um assexuado quiçá considera-se heterorromântico por achar que, para ele, o sacrifício seria maior se tivesse de dar a bunda.

Não me vêm, de momento, mais devaneios à cabeça.

Na novela "O Clone", penso que a viste se não estou em erro, a relação do Albieri e da Edna é assexuada... é uma relação platónica, nem beijos na boca dão. Eles vivem como um casal, só não existe sexo. Eu nem tinha parado pra pensar nisso, mas eu não sei se serão ambos assexuais ou apenas o Albieri, e a Edna se "sacrificou" (mas ela nunca se queixou dessa falta de sexo, então acho que não tem essa necessidade).

Edited by Forbidden
  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 32 minutos, Forbidden disse:

Eu não entendo muito do assunto, mas eu diria que em teoria um assexual é sempre birromântico. Porque se formos a ver, um assexual é atraído pela mente/personalidade da pessoa e não pelo seu corpo, então qual é a diferença entre ter um a relação com um homem ou uma mulher?! Poder-se-ia dizer que os homens e as mulheres pensam e agem de modo diferente, mas isso são generalizações, e em todo o caso as pessoas são diferentes, quer sejam homens ou mulheres. Enfim, não sei se isto responde à tua pergunta...

Exato. No fundo, é isso. Se a pessoa, simplesmente, se apaixona pelo carácter, não entendo a relação com o género. Porque, imagina, que um assexual valoriza X qualidades. Estas tanto podem ser verificadas em homens quanto em mulheres. Acho esta questão confusa, mas deves ter razão. Obrigado.

 

há 34 minutos, srcbica disse:

@BBFF, adorei essa ideia. Acho muito pertinente a questão que colocas, porque eu não sei o que responder à tua pergunta. De facto, um assexual, pelos argumentos que escreveste, deveria ser birromântico sempre. No entanto, se calhar, pode ser considerado heterorromântico se a pessoa pura e simplesmente gostar muito mais da maneira de ser das mulheres, do jeito mais pacífico delas, menos territorial... Mas, lá está, também há gajos assim, não é? Outra coisa que me passou pela cabeça é que a pessoa pode não conseguir sequer imaginar-se com um homem na cama. Ela pode ser assexuada, mas o outro pode não o ser. E, não sendo o outro também assexuado, na relação deverá haver sacrifício de parte a parte. Para o sexuado, deverá haver o sacrifício de fazer sexo muito menos vezes e para o assexuado o sacrifício de fazer sexo umas poucas vezes. Eu parto do princípio que, sendo assexuados, isso seja um sacrifício. Então, um assexuado quiçá considera-se heterorromântico por achar que, para ele, o sacrifício seria maior se tivesse de dar a bunda.

Não me vêm, de momento, mais devaneios à cabeça.

Obrigado. Eu ia deixar para a segunda temporada, mas, como não sei se a escreverei, deixo na primeira. Ah, ah, ah.

Pode ser por aí. Até porque, pelo que li, os assexuais não sentem necessidade nem vontade de ter relações sexuais, mas podem tê-las (para satisfazer o parceiro, por exemplo.) Mas o problema é que se uma pessoa é heterromântica porque é um sacrifício maior envolver-se sexualmente com homens, o assunto já envolve sexo. Bem, não tarda, a minha personagem, em vez de ser dos assexuais que não quer DE TODO ter relações sexuais, passa a ser daqueles que têm pouco interesse, mas têm. Assim, fica mais fácil, se bem que eu preferia manter a minha ideia. Obrigado, a propósito.

há 1 minuto, Forbidden disse:

Na novela "O Clone", penso que a viste se não estou em erro, a relação do Albieri e da Edna é assexuada... é uma relação platónica, nem beijos na boca dão. Eles vivem como um casal, só não existe sexo. Eu nem tinha parado pra pensar nisso, mas eu não sei se serão ambos assexuais ou apenas o Albieri, e a Edna se "sacrificou" (mas ela nunca se queixou dessa falta de sexo, então acho que não tem essa necessidade).

Na Malhação, já houve um rapaz assexual, mas a Globo (Portugal) ainda não chegou a essa temporada. Acho que a namorada da tal personagem acabou por aceitar não ter sexo com ela.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Agora mesmo, BBFF disse:

Exato. No fundo, é isso. Se a pessoa, simplesmente, se apaixona pelo carácter, não entendo a relação com o género. Porque, imagina, que um assexual valoriza X qualidades. Estas tanto podem ser verificadas em homens quanto em mulheres. Acho esta questão confusa, mas deves ter razão. Obrigado.

 

Mas pelos preconceitos da sociedade, um assexual deve se relacionar muito mais facilmente com o sexo oposto, até porque se se relacionar com alguém do mesmo sexo será visto como gay e vítima de preconceito...

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Agora mesmo, Forbidden disse:

Mas pelos preconceitos da sociedade, um assexual deve se relacionar muito mais facilmente com o sexo oposto, até porque se se relacionar com alguém do mesmo sexo será visto como gay e vítima de preconceito...

Ah, isso sim. Se bem que, na teoria, há heterromânticos, homorromânticos, arromânticos, birromânticos e panromânticos. Mas claro que fica menos complicado assumir o heterromantismo (não sei se esta palavra existe, mas tu percebes.)

Entretanto, descobri um novo termo - os lithromânticos. Estas pessoas apaixonam-se, mas não querem ser correspondidas.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 1 minuto, BBFF disse:

Ah, isso sim. Se bem que, na teoria, há heterromânticos, homorromânticos, arromânticos, birromânticos e panromânticos. Mas claro que fica menos complicado assumir o heterromantismo (não sei se esta palavra existe, mas tu percebes.)

Entretanto, descobri um novo termo - os lithromânticos. Estas pessoas apaixonam-se, mas não querem ser correspondidas.

É tantos termos, o ser humano complica não é?!

Também existem os demissexuais, que são pessoas que só tem sexo com alguém com quem tenham uma relação emocional (penso que ainda se enquadra na assexualidade, mas não tenho a certeza)

Share this post


Link to post
Share on other sites
Agora mesmo, Forbidden disse:

É tantos termos, o ser humano complica não é?!

Também existem os demissexuais, que são pessoas que só tem sexo com alguém com quem tenham uma relação emocional (penso que ainda se enquadra na assexualidade, mas não tenho a certeza)

É verdade.

E os solosexuais (em português, deve ter dois ss), que só se sentem atraídos por eles mesmos. E os sapiossexuais, que só se interessam pela pessoa por causa da sua inteligência. E, segundo li, há pessoas que só se sentem atraídas por quem não é cisgénero (que são as pessoas que se identificam com o seu sexo.) Ou seja, se nasceres homem/mulher e te identificares com o teu sexo, essas pessoas não se sentem atraídas por ti. Acho isto um pouco estranho, mas, claro!, aceito. Cada um é que sabe de si...

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 1 minuto, BBFF disse:

É verdade.

E os solosexuais (em português, deve ter dois ss), que só se sentem atraídos por eles mesmos. E os sapiossexuais, que só se interessam pela pessoa por causa da sua inteligência. E, segundo li, há pessoas que só se sentem atraídas por quem não é cisgénero (que são as pessoas que se identificam com o seu sexo.) Ou seja, se nasceres homem/mulher e te identificares com o teu sexo, essas pessoas não se sentem atraídas por ti. Acho isto um pouco estranho, mas, claro!, aceito. Cada um é que sabe de si...

Isso não seria narcisismo?

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 23 minutos, Forbidden disse:

Na novela "O Clone", penso que a viste se não estou em erro, a relação do Albieri e da Edna é assexuada... é uma relação platónica, nem beijos na boca dão. Eles vivem como um casal, só não existe sexo. Eu nem tinha parado pra pensar nisso, mas eu não sei se serão ambos assexuais ou apenas o Albieri, e a Edna se "sacrificou" (mas ela nunca se queixou dessa falta de sexo, então acho que não tem essa necessidade).

Não, "O Clone" ainda não vi.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 3 minutos, srcbica disse:

Não, "O Clone" ainda não vi.

Estava enganado então, pensei que tivesses visto...

O Albieri é uma personagem muito interessante, interpretada pelo grande Juca de Oliveira. Em termos de amor, as pessoas que ele amou foram uma noiva que morreu (ele não se chegou a casar, e fechou o coração por causa disso), depois, quando o Diogo nasceu (filho de um amigo dele) ele viu-o como um filho, e acho que o Diogo foi o maior amor que ele sentiu ( não amor em termos de romance claro, mas amor de pai), ele canalizou todo o amor pra ele, mas depois ele morre e ele volta a se fechar... depois entra a Edna, que sempre foi apaixonada pelo Albieri e lá conseguiu casar com o Albieri, mas sinceramente eu não sei se ele a ama realmente...

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 2 minutos, Forbidden disse:

Estava enganado então, pensei que tivesses visto...

O Albieri é uma personagem muito interessante, interpretada pelo grande Juca de Oliveira. Em termos de amor, as pessoas que ele amou foram uma noiva que morreu (ele não se chegou a casar, e fechou o coração por causa disso), depois, quando o Diogo nasceu (filho de um amigo dele) ele viu-o como um filho, e acho que o Diogo foi o maior amor que ele sentiu ( não amor em termos de romance claro, mas amor de pai), ele canalizou todo o amor pra ele, mas depois ele morre e ele volta a se fechar... depois entra a Edna, que sempre foi apaixonada pelo Albieri e lá conseguiu casar com o Albieri, mas sinceramente eu não sei se ele a ama realmente...

Ele só casou por casar, no fundo ele nunca amou Edna. Ele é daquelas pessoas que quando é fascinado por algo, prefere isso do que o amor de uma pessoa. Ele preferiu amar seus experimentos e sua clonagem humana. Sua vaidade o cegava e só via aquilo. No fundo Albieri se sentia um Deus ao criar o seu primeiro clone, no qual impedia de amar Edna.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 2 minutos, DanielNunes disse:

Ele só casou por casar, no fundo ele nunca amou Edna. Ele é daquelas pessoas que quando é fascinado por algo, prefere isso do que o amor de uma pessoa. Ele preferiu amar seus experimentos e sua clonagem humana. Sua vaidade o cegava e só via aquilo. No fundo Albieri se sentia um Deus ao criar o seu primeiro clone, no qual impedia de amar Edna.

Pois é, mas eu acho que ele sente algum afeto pela Edna, embora possa não ser amor... o Albieri não tem essa necessidade do sexo, então a relação dele com uma mulher seria diferente. Mas eu sinto da parte dele um amor muito maior pelo Diogo, acho que ele casou com a Edna pra tentar preencher o vazio que a morte dele deixou... que achas dessa minha "teoria"?

Edited by Forbidden
  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Agora mesmo, Forbidden disse:

Pois é, mas eu acho que ele sente algum afeto pela Edna, embora possa não ser amor... o Albieri não tem essa necessidade do sexo, então a relação dele com uma mulher seria diferente. Mas eu sento da parte dele um amor muito maior pelo Diogo, acho que ele casou com a Edna pra tentar encher o vazio que a morte dele deixou... que achas dessa minha "teoria"?

Está certo, Diogo era como se fosse um filho para ele, tipo ''alma gêmea'', no qual depois do falecimento de seu afilhado queria preencher este vazio e Edna era qual que ele mais admiráva depois deste. Mas, os vejo como um casal de amigos e não um homem e uma mulher. Ali só existia uma cumplicidade e mais nada. Depois que Léo apareceu tudo voltou a se encaixar em sua vida. A personagem é muito complexa vejo um Albieri um pouco egoísta, excêntrico e vaidoso. Não é atoa seu final como era de se esperar.  

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

McDonalds irá substituir totalmente o staff por quiosques self-service

img_797x448$2018_07_24_14_59_55_314490.j

"A cadeia de fast-food McDonald’s substituirá por completo o staff por ecrãs LED. Até 2020, todos os estabelecimentos McDonald’s nos EUA terão apenas máquinas de self-service.

Esta medida está a ser implementada noutras cadeias norte-americanas, incluindo marcas como os restaurantes Panera Bread e Chili's. Esta desumanização das cadeias alimentares é acompanhada pela criação do robot "Flippy" que é capaz de virar hambúrgueres. Outras ideias incluem restaurantes virtuais que eliminam a necessidade de um staff, sendo apenas preciso a entrega ao domicílio."

  • Sad 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Professora suspensa por assédio sexual, mas não acaba aqui a história

Avital Ronell é professora na Universidade de Nova Iorque e no próximo ano letivo estará por assédio sexual. Feministas condenam decisão.

https://www.dn.pt/vida-e-futuro/interior/professora-suspensa-por-assedio-sexual-mas-nao-acaba-aqui-a-historia-9718744.html

 

Oh feministas, onde anda a vossa igualdade de género?! Guardada na cave com certeza.

Achei particularmente surreal esta parte:

" Do outro lado da polémica estão os críticos que condenam os subscritores da carta, justificando que se trata de uma repetição de quem defende os homens poderosos das acusações de assédio por parte das mulheres. "

Que mente brilhante acha que a professora é que está na posição vulnerável e não o aluno, que é um "homem poderoso"?! Isto é demência pura.

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 3 horas, Forbidden disse:

" Do outro lado da polémica estão os críticos que condenam os subscritores da carta, justificando que se trata de uma repetição de quem defende os homens poderosos das acusações de assédio por parte das mulheres. "

Que mente brilhante acha que a professora é que está na posição vulnerável e não o aluno, que é um "homem poderoso"?! Isto é demência pura.

Interpretaste mal esta parte. A carta é em favor da mulher, logo quem está contra...
O que eles querem dizer é que estão a agir da mesma forma do que aqueles que não acreditam quando as mulheres fazem acusações a homens. 

Edited by joanna

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 30 minutos, joanna disse:

Interpretaste mal esta parte. A carta é em favor da mulher, logo quem está contra...
O que eles querem dizer é que estão a agir da mesma forma do que aqueles que não acreditam quando as mulheres fazem acusações a homens. 

Sim, mas porque é que as feministas estão a defender esta professora?

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 6 minutos, Forbidden disse:

Sim, mas porque é que as feministas estão a defender esta professora?

sei lá? lol. com certeza não serão todas e não são só feministas, pelo que percebi são vários académicos que subscreveram a carta, não devem ser só feministas. devem ser essencialmente colegas dela a defende-la? e nenhum movimento feminista?
estas tuas generalizações são sempre deliciosas.
já agora pelo que li, tendo a acreditar no homem.

agora acabou a conversa, porque só quis te mostrar que estavas a ler mal e tu vens logo com "acusações". não dá.

Edited by joanna

Share this post


Link to post
Share on other sites

Outro assunto:

https://sicnoticias.sapo.pt/pais/2018-08-16-Vereador-Andre-Ventura-constituido-arguido-por-assedio-etnico-e-discriminacao-racial

Isto é ridículo, e não tem nada a ver com racismo. É verdade sim que os media escondem a etnia dos bandidos de propósito nas suas noticias (por ser politicamente incorrecto), dizer as verdades dá cadeia?! Este mundo está a ficar perigoso.

há 7 minutos, joanna disse:

sei lá? lol. com certeza não serão todas e não são só feministas, pelo que percebi são vários académicos que subscreveram a carta, não devem ser só feministas. devem ser essencialmente colegas dela a defende-la? e nenhum movimento feminista?
estas tuas generalizações são sempre deliciosas.
já agora pelo que li, tendo a acreditar no homem.

agora acabou a conversa, porque só quis te mostrar que estavas a ler mal e tu vens logo com "acusações". não dá.

Que acusações? Só fiz uma pergunta, tu é que nem argumento tens e mandas "acabar a conversa" (típico de quem não tem argumentos e se acha superior aos outros). Tu tens a tua opinião, mas não tens direito nenhum de mandar calar os outros.

Share this post


Link to post
Share on other sites

O movimento feminista no mundo há muito tempo que é uma farsa, atualmente há certas coisas que são reenvidicadas e já se trata de um extremo. Eu conheço uma pessoa que está na organização e apoia e ela própria diz que a maior parte das coisas, agora, são de uma hipocrisia. Está ficar uma coisa igual ao machismo. É triste ver isto.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Agora mesmo, Fernandovisão disse:

O movimento feminista no mundo há muito tempo que é uma farsa, atualmente há certas coisas que são reenvidicadas e já se trata de um extremo. Eu conheço uma pessoa que está na organização e apoia e ela própria diz que a maior parte das coisas, agora, são de uma hipocrisia. Está ficar uma coisa igual ao machismo. É triste ver isto.

Transformou-se em misandria em muitos casos. O pior é que os media perpetuam isso.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Agora mesmo, Duarte com D disse:

Já estás a misturar alhos com bogalhos, mas isso tem mais haver com o facto da televisão americana e ocidental estar cada vez mais esquerdista, e a população geral ainda se rege muito pelos valores conservadores da direita.

Não acho que seja mistura, a media dirige-se apenas para um determinado público e ignora o restante, daí o seu enfraquecimento. Era aí que queria chegar. E quanto mais os media atacam uma pessoa mais ela parece ganhar força.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


×
×
  • Create New...