Jump to content

Recommended Posts

agora mesmo, Maya disse:

Antes de tudo isso acontecer ainda houve outro barraco memorável entre ambas quando a Milena atirou à cara da mãe que o Atílio não a amava. A Branca ficou completamente tresloucada da vida e encheu a filha de bofetadas cada vez que esta última abria o bico para proferir as "palavras mágicas": "Ele não ama você!" :haha:

Tenho a certeza que aqueles tabefes que a Milena levou da Branca doeram bem menos do que a verdade irrefutável que esta última ouviu da boca da própria filha.

Esse é o meu preferido. Que grande facada que ela deu no coração e ego da Branca. Cada "Ele não ama você." e eu ouvia um tiro. xD

  • Like 1
  • Love 1
Link to post
Share on other sites
  • Replies 116
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

Top Posters In This Topic

Popular Posts

Branca, mesmo sendo apaixonada desde sempre por Atílio, é inteligente e tem exata noção de que se ele não a ama e não a "quer", a vida tem que seguir em frente porque não há nada a fazer. Guardou esse amor e preferiu manter o Atilio por perto. Casou, fez uma família, construiu um bom património e tenta manter algum controlo em relação a Atilio, iludindo-se que se conseguir que os romances dele forem pessoas inseridas no seu contexto não só continua com ele por perto como ainda "manipula"  essas

eu gostava muito de um dia ver esta novela.

Esse é o meu preferido. Que grande facada que ela deu no coração e ego da Branca. Cada "Ele não ama você." e eu ouvia um tiro. xD

Elas têm barracos memoráveis, nem dá para escolhr um, os diálogos sempre no ponto

Branca: Que vida mais inutil, andar para lá e para c´entre Rio e Angra.

Milena: Pontos de vista Branca. Para mim vida inutil é andar para baixo e para cima o dia todo com um dry martini na mão, remoendo num amor impossível.

**********************

  • Like 1
  • Love 1
Link to post
Share on other sites

Compreendo cada vez mais o porquê desta ser apelidada por muitos de "a novela dos barracos"... é com cada um que tem acontecido que uma pessoa até se benze! :rofl:

Não tenho gostado nada das atitudes do Marcelo ultimamente! Nestes últimos episódios tem-se verificado um crescente mau-estar entre ele e a Helena por causa do Marcelinho, que por consequente tem provocado inúmeras discussões entre ele e a Eduarda. Até conseguiria entender a posição dele em relação ao facto da Eduarda estar muito dependente da Helena por conta da amamentação do Marcelinho, mas a mãe dele volta e meia também está sempre metida lá em casa a opinar sobre todo e qualquer assunto que, seguindo a linha de "raciocínio" dele, só deveria dizer respeito aos respectivos donos daquelas quatro paredes. Já em relação ao comportamento da Helena não há muito que se possa dizer. Todos sabemos o porquê de ela agir como age em relação ao Marcelinho.

Aquele escarcéu que ele armou em casa da Helena foi para lá de deprimente! Ainda bem que o Atílio lá estava para lhe transmitir alguns valores e lhe meter juízo naquela cabeça oca, porque se depender daquele "doce de mãe" que é a Branca e até mesmo da própria Eduarda (viu-se quando esta última cedeu à fita do marido quando aceitou voltar com ele para casa) o Marcelo há-de continuar a fazer estas figuras até ao fim da novela!

Já vos tinha dito que estou a shippar imenso o Leonardo com a Cathy?! <3 Ele e a Laura não têm rigorosamente nada a ver!

Edited by Maya
Link to post
Share on other sites
agora mesmo, Duarte com D disse:

Eu amo a Branca e as suas tiradas, melhor vilã ever.

"Ai Milena. Viagens, colégios caros, uma educação esmerada, para quê? Se eu soubesse que era para acabar nos braços de um pé rapado, tinha criado você no quarto da empregada". :giveheart:

Como eu fico triste, minha filha. Triste e dececionada ao ver uma filha criada com tanto esmero, acabar nos braços de um qualquer. xD

 

Link to post
Share on other sites
há 2 minutos, FLP disse:

Como eu fico triste, minha filha. Triste e dececionada ao ver uma filha criada com tanto esmero, acabar nos braços de um qualquer. xD

"Que se passa? É o seu irmão, que hoje acordou com a leve sensação de existir. De estar no mundo. E decidiu me enfrentar. (risada) Vê se pode uma coisa dessas."

Link to post
Share on other sites
agora mesmo, Maya disse:

@FLP @Duarte com D e quando ela diz mais ou menos isto: "De pensar que eu pulei na piscina para salvar essa menina (Milena) quando ela estava se afogando na piscina... bem feita para mim" :haha:

Isso é o fim do maior ( literalmente) barraco da novela. 

O ápice da relaçao de mãe e filha.

De salientar que, numa cena dificilima, todos estiveram bem. Susana enorme, Carolina ferraz arrasadora ( até Susana deve ter ficado surpreendida com a desenvoltura da jovem), a expressao de Francoise  ( Meg) é perfeita e até a canastrona da Karina Perez ( Rose) esteve á altura.

 

 

  • Like 2
Link to post
Share on other sites
2 minutes ago, FLP said:

Isso é o fim do maior ( literalmente) barraco da novela. 

O ápice da relaçao de mãe e filha.

De salientar que, numa cena dificilima, todos estiveram bem. Susana enorme, Carolina ferraz arrasadora ( até Susana deve ter ficado surpreendida com a desenvoltura da jovem), a expressao de Francoise  ( Meg) é perfeita e até a canastrona da Karina Perez ( Rose) esteve á altura.

 

 

Já tinha visto essa cena num destes últimos episódios, inclusive cheguei a falar sobre a mesma neste preciso tópico. Cena antagónica, de facto. A Carolina Ferraz, de quem nunca fui particularmente fã (vi muito poucas coisas dela), e a Susana Vieira deram-nos aqui uma verdadeira aula de representação "gratuita". <3

  • Like 1
Link to post
Share on other sites
agora mesmo, Maya disse:

Já tinha visto essa cena num destes últimos episódios, inclusive cheguei a falar sobre a mesma neste preciso tópico. Cena antagónica, de facto. A Carolina Ferraz, de quem nunca fui particularmente fã (vi muito poucas coisas dela), e a Susana Vieira deram-nos aqui uma verdadeira aula de representação "gratuita". <3

Como não?! :) A maior promessa dos anos 90. Acabou por ter papeis aquém no decorrer da decada de 2000, sendo o periodo que seria determinante na carreira dela ( ali entre os 30 e os 40 anos) e ficou conotada como uma atriz banal. Mas ela tinha imenso potencial. EM HdA já tinha mostrado a que vinha e se dava  a sensaçao que poderia ser apenas mais uma atriz mediana  a fazer de futil e mimada, em Por Amor mostrou o contrario, estando ao nivel das veteranas Susana Vieira e Regina Duarte ( são de longe os 3 melhores papeis e as tres melhores interpretaçoes da novela). 

Posteriormente, acabou por ser escalada para a fraca Pecado Capital, que por si só já nao bombou por ai alem e ela teve ali uns ataques de vedetismo ( nomeadamente com a recusa em beijar Francisco Cuoco, causando um enorme problema na novela, pois seriam os protagonistas e par romentico) e, quando estava tudo pronto para ela brilhar de novo ao mais alto nivel ( foi pensada por Maneco para o papel de Capitu em Laços) acaba por ficar de fora. O regresso acontece com Estrela guia, que mesmo tendo sido um papel bem razoavel, os tres meses da novela das 6 não deram margem a muito destaque. 

Voltou a ser requerida por Maneco para Mulheres Apaixonadas, mas estando a ser disputada por ele, Carlos Lombardi e Ana Maria Morethzon, acabou por deixara decisao nas mãos da Globo, que decidiram que ela entraria a meio de Sabor da Paixão e de seguida faria Kubanakan, ficando de fora da novela do Maneco.

Depois, de lá para cá, nunca mais teve um papel de verdadeiro destaque numa produçao de sucesso.

  • Like 2
Link to post
Share on other sites
há 1 hora, Maya disse:

Compreendo cada vez mais o porquê desta ser apelidada por muitos de "a novela dos barracos"... é com cada um que tem acontecido que uma pessoa até se benze! :rofl:

Não tenho gostado nada das atitudes do Marcelo ultimamente! Nestes últimos episódios tem-se verificado um crescente mau-estar entre ele e a Helena por causa do Marcelinho, que por consequente tem provocado inúmeras discussões entre ele e a Eduarda. Até conseguiria entender a posição dele em relação ao facto da Eduarda estar muito dependente da Helena por conta da amamentação do Marcelinho, mas a mãe dele volta e meia também está sempre metida lá em casa a opinar sobre todo e qualquer assunto que, seguindo a linha de "raciocínio" dele, só deveria dizer respeito aos respectivos donos daquelas quatro paredes. Já em relação ao comportamento da Helena não há muito que se possa dizer. Todos sabemos o porquê de ela agir como age em relação ao Marcelinho.

Aquele escarcéu que ele armou em casa da Helena foi para lá de deprimente! Ainda bem que o Atílio lá estava para lhe transmitir alguns valores e lhe meter juízo naquela cabeça oca, porque se depender daquele "doce de mãe" que é a Branca e até mesmo da própria Eduarda (viu-se quando esta última cedeu à fita do marido quando aceitou voltar com ele para casa) o Marcelo há-de continuar a fazer estas figuras até ao fim da novela!

Já vos tinha dito que estou a shippar imenso o Leonardo com a Cathy?! <3 Ele e a Laura não têm rigorosamente nada a ver!

O Marcelo é um machista! Jamais passaria ileso se fosse construído hoje.

Link to post
Share on other sites
1 minute ago, FLP said:

Como não?! :) A maior promessa dos anos 90. Acabou por ter papeis aquém no decorrer da decada de 2000, sendo o periodo que seria determinante na carreira dela ( ali entre os 30 e os 40 anos) e ficou conotada como uma atriz banal. Mas ela tinha imenso potencial. EM HdA já tinha mostrado a que vinha e se dava  a sensaçao que poderia ser apenas mais uma atriz mediana  a fazer de futil e mimada, em Por Amor mostrou o contrario, estando ao nivel das veteranas Susana Vieira e Regina Duarte ( são de longe os 3 melhores papeis e as tres melhores interpretaçoes da novela). 

Posteriormente, acabou por ser escalada para a fraca Pecado Capital, que por si só já nao bombou por ai alem e ela teve ali uns ataques de vedetismo ( nomeadamente com a recusa em beijar Francisco Cuoco, causando um enorme problema na novela, pois seriam os protagonistas e par romentico) e, quando estava tudo pronto para ela brilhar de novo ao mais alto nivel ( foi pensada por Maneco para o papel de Capitu em Laços) acaba por ficar de fora. O regresso acontece com Estrela guia, que mesmo tendo sido um papel bem razoavel, os tres meses da novela das 6 não deram margem a muito destaque. 

Voltou a ser requerida por Maneco para Mulheres Apaixonadas, mas estando a ser disputada por ele, Carlos Lombardi e Ana Maria Morethzon, acabou por deixara decisao nas mãos da Globo, que decidiram que ela entraria a meio de Sabor da Paixão e de seguida faria Kubanakan, ficando de fora da novela do Maneco.

Depois, de lá para cá, nunca mais teve um papel de verdadeiro destaque numa produçao de sucesso.

Novelas em que ela entrou só vi 'O Astro' e 'Avenida Brasil', sendo que nesta última ela interpretava uma personagem super desinteressante.

Em 'Por Amor' ela tem sem sombra de dúvida um dos melhores personagens. A Helena e a Branca dominam a novela, mas ela também tem tido os seus momentos de ouro. <3

Link to post
Share on other sites
há 4 minutos, Lu Bloqueada até 03.08 disse:

O Marcelo é um machista! Jamais passaria ileso se fosse construído hoje.

 

há 4 minutos, Lu Bloqueada até 03.08 disse:

O Marcelo é um machista! Jamais passaria ileso se fosse construído hoje.

Totalmente. E a Eduarda é capaz de ser a minha personagem favorita :cryhappy: e volto a repetir pela milésima vez que, com tantos nomes ilustres, a Gabriela Duarte tem a melhor prestação da novela :cryhappy:

@Maya, nem sabia da existência deste tópico. No tópico da novela no Grupo Cabo eu escrevi há uns meses um texto gigante com várias análises da escrita do Manoel Carlos, da psicopatia da Helena, da evolução psicológica da Eduarda,... Agora estou a começar a embarcar em Laços de Família.

há 15 minutos, FLP disse:

Como não?! :) A maior promessa dos anos 90. Acabou por ter papeis aquém no decorrer da decada de 2000, sendo o periodo que seria determinante na carreira dela ( ali entre os 30 e os 40 anos) e ficou conotada como uma atriz banal. Mas ela tinha imenso potencial. EM HdA já tinha mostrado a que vinha e se dava  a sensaçao que poderia ser apenas mais uma atriz mediana  a fazer de futil e mimada, em Por Amor mostrou o contrario, estando ao nivel das veteranas Susana Vieira e Regina Duarte ( são de longe os 3 melhores papeis e as tres melhores interpretaçoes da novela). 

Posteriormente, acabou por ser escalada para a fraca Pecado Capital, que por si só já nao bombou por ai alem e ela teve ali uns ataques de vedetismo ( nomeadamente com a recusa em beijar Francisco Cuoco, causando um enorme problema na novela, pois seriam os protagonistas e par romentico) e, quando estava tudo pronto para ela brilhar de novo ao mais alto nivel ( foi pensada por Maneco para o papel de Capitu em Laços) acaba por ficar de fora. O regresso acontece com Estrela guia, que mesmo tendo sido um papel bem razoavel, os tres meses da novela das 6 não deram margem a muito destaque. 

Voltou a ser requerida por Maneco para Mulheres Apaixonadas, mas estando a ser disputada por ele, Carlos Lombardi e Ana Maria Morethzon, acabou por deixara decisao nas mãos da Globo, que decidiram que ela entraria a meio de Sabor da Paixão e de seguida faria Kubanakan, ficando de fora da novela do Maneco.

Depois, de lá para cá, nunca mais teve um papel de verdadeiro destaque numa produçao de sucesso.

A Carolina Ferraz diz que a sua personagem favorita é a Rubi de Kubanacan. E realmente é uma personagem muito boa. Cómica, machona, indiscreta,...

 

  • Love 2
Link to post
Share on other sites
2 minutes ago, Lu Bloqueada até 03.08 said:

O Marcelo é um machista! Jamais passaria ileso se fosse construído hoje.

É machista, conflituoso, possessivo... ele consegue reunir todos os defeitos que abominamos nos homens. Ás vezes dou por mim a desejar que a Eduarda sucumba aos encantos do César, mas já sei que é muito pouco provável que tal venha a acontecer.

  • Like 1
Link to post
Share on other sites
há 3 minutos, AGUI disse:

 

Totalmente. E a Eduarda é capaz de ser a minha personagem favorita :cryhappy: e volto a repetir pela milésima vez que, com tantos nomes ilustres, a Gabriela Duarte tem a melhor prestação da novela :cryhappy:

@Maya, nem sabia da existência deste tópico. No tópico da novela no Grupo Cabo eu escrevi há uns meses um texto gigante com várias análises da escrita do Manoel Carlos, da psicopatia da Helena, da evolução psicológica da Eduarda,... Agora estou a começar a embarcar em Laços de Família.

A Carolina Ferraz diz que a sua personagem favorita é a Rubi de Kubanacan. E realmente é uma personagem muito boa. Cómica, machona, indiscreta,...

 

Gostava que analisasses a psicopatia da Thelma de Amor de Mãe por contraposição da Helena.

Aliás, eu acho que Amor de Mãe é uma espécie de lado b desta novela.

há 39 minutos, FLP disse:

Isso é o fim do maior ( literalmente) barraco da novela. 

O ápice da relaçao de mãe e filha.

De salientar que, numa cena dificilima, todos estiveram bem. Susana enorme, Carolina ferraz arrasadora ( até Susana deve ter ficado surpreendida com a desenvoltura da jovem), a expressao de Francoise  ( Meg) é perfeita e até a canastrona da Karina Perez ( Rose) esteve á altura.

 

 

"Milena, espera!"

"NÃO ESPERA AÍ COISA NENHUMA!" Aposto que esta frase saiu de improviso xD E também tenho o feeling que isto saiu tudo de um take só. Está demasiado perfeito para ter saído só a uma segunda ou terceira tentativa.

Edited by Lu Bloqueada até 03.08
Link to post
Share on other sites
há 4 minutos, Lu Bloqueada até 03.08 disse:

Gostava que analisasses a psicopatia da Thelma de Amor de Mãe por contraposição da Helena.

Aliás, eu acho que Amor de Mãe é uma espécie de lado b desta novela.

Vi muito pouco de Amor de Mãe :cryhappy: e acho bastante diferentes os estilos :cryhappy:

Link to post
Share on other sites
Just now, AGUI said:

 

Totalmente. E a Eduarda é capaz de ser a minha personagem favorita :cryhappy: e volto a repetir pela milésima vez que, com tantos nomes ilustres, a Gabriela Duarte tem a melhor prestação da novela :cryhappy:

@Maya, nem sabia da existência deste tópico. No tópico da novela no Grupo Cabo eu escrevi há uns meses um texto gigante com várias análises da escrita do Manoel Carlos, da psicopatia da Helena, da evolução psicológica da Eduarda,... Agora estou a começar a embarcar em Laços de Família.

A Carolina Ferraz diz que a sua personagem favorita é a Rubi de Kubanacan. E realmente é uma personagem muito boa. Cómica, machona, indiscreta,...

 

Eu também cheguei a analisar neste tópico o perfil psicológico da Helena, quando se deu a troca dos recém-nascidos. Também evoquei esses traços psicóticos óbvios inseridos pelo autor na composição da personagem.

Esse texto que escreveste tem spoilers AGUI?! Se tiver, espera que eu termine a novela (estou a acompanhar a versão que tem 119 episódios, e já vou para o 45) para o ler e dar-te então o meu feedback. <3

  • Like 1
Link to post
Share on other sites
agora mesmo, Lu Bloqueada até 03.08 disse:

Gostava que analisasses a psicopatia da Thelma de Amor de Mãe por contraposição da Helena.

Aliás, eu acho que Amor de Mãe é uma espécie de lado b desta novela.

"Milena, espera!"

"NÃO ESPERA AÍ COISA NENHUMA!" Aposto que esta frase saiu de improviso xD E também tenho o feeling que isto saiu tudo de um take só. Está demasiado perfeito para ter saído só a uma segunda ou terceira tentativa.

A Simone de Olveira diz que este tipo de cena ou se faz à primeira ou não se faz mais, pq a energia dispendida numa cena assim esvazia os atores. 

Tb me parece que deva ter sido "de atacado", como tb foi a cena de Cassia Kiss com Susana quando foi recuperar as jóias. 

há 1 minuto, AGUI disse:

 

Totalmente. E a Eduarda é capaz de ser a minha personagem favorita :cryhappy: e volto a repetir pela milésima vez que, com tantos nomes ilustres, a Gabriela Duarte tem a melhor prestação da novela :cryhappy:

@Maya, nem sabia da existência deste tópico. No tópico da novela no Grupo Cabo eu escrevi há uns meses um texto gigante com várias análises da escrita do Manoel Carlos, da psicopatia da Helena, da evolução psicológica da Eduarda,... Agora estou a começar a embarcar em Laços de Família.

A Carolina Ferraz diz que a sua personagem favorita é a Rubi de Kubanacan. E realmente é uma personagem muito boa. Cómica, machona, indiscreta,...

 

Acredito que tenha sido, mas nao foi, de longe, a de maior sucesso nem  que ficou na memória coletiva. Até a outra que ela diz "Eu sou rica" marcou mais. xD

  • Love 1
Link to post
Share on other sites
há 4 minutos, Maya disse:

Eu também cheguei a analisar neste tópico o perfil psicológico da Helena, quando se deu a troca dos recém-nascidos. Também evoquei esses traços psicóticos óbvios inseridos pelo autor na composição da personagem.

Esse texto que escreveste tem spoilers AGUI?! Se tiver, espera que eu termine a novela (estou a acompanhar a versão que tem 119 episódios, e já vou para o 45) para o ler e dar-te então o meu feedback. <3

Provavelmente tem spoilers, sim.

Estás a ver a versão do VPVDN? Eu também acompanhei por essa. A qualidade de imagem e o genérico são superiores, além de ser muito bem editada. Apenas a reta final foi muito mutilada, aconselho-te a acompanhar os últimos episódios pela versão do Viva.

há 4 minutos, FLP disse:

A Simone de Olveira diz que este tipo de cena ou se faz à primeira ou não se faz mais, pq a energia dispendida numa cena assim esvazia os atores. 

Tb me parece que deva ter sido "de atacado", como tb foi a cena de Cassia Kiss com Susana quando foi recuperar as jóias. 

Acredito que tenha sido, mas nao foi, de longe, a de maior sucesso nem  que ficou na memória coletiva. Até a outra que ela diz "Eu sou rica" marcou mais. xD

Claro que não foi. A Milena foi das personagens principais de Por Amor. Palpite, a música tema do casal, virou hit. E a Rubi era mais coadjuvante, embora icónica, havia personagens mais memoráveis.

  • Like 2
Link to post
Share on other sites
há 17 minutos, Lu Bloqueada até 03.08 disse:

O Marcelo é um machista! Jamais passaria ileso se fosse construído hoje.

Mas as coisas sao vistas à luz dos tempos. Homens como Marcelo eram "normais" há 25 anos. E já na altura a personagem criava algumas ondas junto do público. Da mesma forma que personagens como a Eduarda nos dias de hoje tb nao passaria ilesa. Era uma mulher vincada nos conceitos da época. Queria casar e ter filhos, ser a "mulherzinha", que aceitava que o marido nao a deixasse trabalhar nem ter determinado tipo de comportamento e considerava isso normal. Só posteriormente mostraria alguma fibra, mas ainda assim foi um pouco como aqueles casos em que o marido se compromete a melhorar e nao voltar a agredir e tda a gente sabe que isso nao vai acontecer, menos a vitima. 

  • Like 1
Link to post
Share on other sites

Um aparte: o Marcelo é um estúpido e o César um chato. Aquelas cenas com a namorada ciumenta e os pais eram a parte mais secante da novela. Outro núcleo que não gostava era aquele núcleo "cómico"  da Magnólia que era o único distanciado do resto da novela, quase uma coisa à parte. Cheira-me que era escrito pela Letícia Dornelles totalmente, sem mão do Maneco, numa tentativa de ter algo de humor ou mais popular. Normalmente critico estes núcleos de humor de novela das 9h, porque são distanciados da história, são exagerados e destoam bruscamente do tom dramático da trama, ficando uma mistura nada homogénea (por exemplo, O Clone ou novelas do JEC). No entanto, este da Magnólia não foge tanto ao tom da restante novela, é de um humor mais comedido. Desnecessário e deslocado, contudo sem incomodar.

  • Sad 1
Link to post
Share on other sites
há 1 minuto, AGUI disse:

Um aparte: o Marcelo é um estúpido e o César um chato. Aquelas cenas com a namorada ciumenta e os pais eram a parte mais secante da novela. Outro núcleo que não gostava era aquele núcleo "cómico"  da Magnólia que era o único distanciado do resto da novela, quase uma coisa à parte. Cheira-me que era escrito pela Letícia Dornelles totalmente, sem mão do Maneco, numa tentativa de ter algo de humor ou mais popular. Normalmente critico estes núcleos de humor de novela das 9h, porque são distanciados da história, são exagerados e destoam bruscamente do tom dramático da trama, ficando uma mistura nada homogénea (por exemplo, O Clone ou novelas do JEC). No entanto, este da Magnólia não foge tanto ao tom da restante novela, é de um humor mais comedido. Desnecessário e deslocado, contudo sem incomodar.

Eu gostava xD

Por acaso, o pior caso da novela era o do casal da aldeia do dono do restaurante. Ele era um racista e nunca deixou de o ser...

Link to post
Share on other sites
há 15 minutos, Lu Bloqueada até 03.08 disse:

Eu gostava xD

Por acaso, o pior caso da novela era o do casal da aldeia do dono do restaurante. Ele era um racista e nunca deixou de o ser...

Que casal da aldeia era esse? :cryhappy:

Eu até gostava da trama do racismo. Não era muito entusiasmante, mas também essa parte da novela é mais parada. Depois com a virada acaba a história deles e eu incluo-os no núcleo da Magnólia (que, para mim, abrange tudo o que acontecia naquela praça :cryhappy:). 

Outro núcleo que era mais enche chouriços do que outra coisa era o da Vera Holtz. 

Os que eu achava femomenais eram os que abrangiam os cenários das casas da Branca, da Lídia, da Meg e da Eduarda. E os helicópteros davam um charme a mais :cryhappy:

  • LOL 1
Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

×
×
  • Create New...