Jump to content

Maya

Membros
  • Content Count

    9,265
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    34

Maya last won the day on May 20 2016

Maya had the most liked content!

Community Reputation

13,582 Expost@ pela Ana Leal

About Maya

  • Rank
    Tenho um audímetro da GfK
  • Birthday 09/09/1992

Informações de Perfil

  • Género
    Mulher
  • Interesses
    Cinema; Televisão; Musica; Direito; Decoração.

Recent Profile Visitors

16,360 profile views
  1. Estava a referir-me à temporada que está prestes a estrear, mas obrigada na mesma. Quero muito ver a série, mas vai ser difícil conciliar com tudo o que já estou a ver!
  2. Pessoal sabem se a série já está disponível na RTP Play?! Não estou a conseguir entrar no site...
  3. Maya

    A Ama [brevemente]

    Eu adorava esta série quando dava na Fox Portugal aqui há uns anos. Tantas gargalhadas que dei à conta da atriz que fazia de Fran! A mãe da Fran e o mordomo também eram muito engraçados. Tomara que seja uma adaptação fiel ao original no que diz respeito aos personagens. É a Rita Pereira que vai protagonizar a série?! Sendo assim não devo ver...
  4. Maya

    Amor de Mãe

    Que texto tão bonito querida Lua. Ai que a lagrimita acabou por ascender ao canto do olho... Eu estou a achar tudo tão incrível! Aquelas 3 mulheres são simplesmente extraordinárias. A Lurdes é sem dúvida a mãe mais carismática do grupo. Uma verdadeira força da natureza, com espírito de sacrifício e capacidade de amar que transcendem os próprios significados destas tão nobres palavras! Uma leoa que "ruge" mal sente o perigo a aproximar-se das suas crias, e ao mesmo tempo uma mulher simples, sem vaidade ou qualquer tipo de ambição na vida, que vive somente em função da família. A Vitória seria a personagem com a qual melhor me conseguiria identificar. Ela lembra-me muito a minha mãe, no sentido em que ambas são extremamente focadas, determinadas e com aquele senso de responsabilidade sempre no comando das suas vidas, isto claro com as devidas distâncias. A Vitória é advogada, enquanto que a minha mãe é professora de história no secundário. Haja coração para os enormes desafios que ambas as profissões acarretam! Depois temos a mãe Thelma. Ela representa o instinto protetor da figura maternal. É aquela mãe capaz de suportar e dividir a dor da doença só com ela mesma, não partilhando o sofrimento com o filho por ter medo, pois não suporta a ideia de o ver sofrer nem o peso da responsabilidade por lhe vir a causar este "transtorno" devido a um problema de saúde que, na forma de pensar dela, é seu, e não dele. Uma mulher doce, ternurenta, que ama o seu restaurante e não se envergonha das suas origens, ao contrário do sanguessuga do irmão dela. Outras três atrizes que já estou a amar na novela são a Jéssica Ellen, a Ísis Valverde e a Malu Galli. A Camila está a ser uma verdadeira lição de vida. Gosto da forma como ela consegue captar a atenção daqueles alunos, de como os está a conseguir disciplinar através do diálogo, da compreensão, e não com aquela rigidez e intransigência muitas vezes necessárias em circunstâncias tão críticas como estas. A trama da Betina é uma das mais densas da novela. Estou curiosa para ver o que o futuro reserva a esta personagem, e torço para que a Manuela consiga caminhar nesta linha tão delicada, que representa o acontecimento trágico que tem unido mais ainda a Betina ao Magno nestes últimos episódios, sem nunca pisar fora do risco. Já a Lígia é aquela mulher psicótica e obcecada, que não suporta a ideia de ser traída pelo marido e preterida a uma mulher 20 anos mais nova do que ela. A Malu é uma atriz extraordinária. Já há muito que merecia uma oportunidade como esta de poder brilhar em grande estilo numa novela das 9.
  5. Maya

    Amor de Mãe

    Mas faz todo o sentido nesta. Toda a trama de 'Amor de Mãe' gira em torno desta figura parental. Eu, que inicialmente não contava ver, estou a amar a novela. Extremamente bem escrita, com interpretações para lá de soberbas, realização primorosa, emocional, maternal... e.t.c. e por ai a fora.
  6. Maya

    Amor de Mãe

    Eu ao inicio também estranhei. Agora já entranhei. "Tudo é incerto na vida... menos o amor de mãe".
  7. Esta novela de "sonífero" não tem nada Free. Por vezes o desenvolvimento de alguns núcleos pode tornar-se um pouco "lento", mas é um "lento" que sabe tão bem e que por vezes faz falta em algumas novelas, que também precisam de parar um pouco de vez em quando para que os próprios personagens sejam mais aprofundados. A autora da novela é a Lícia Manzo. 'A Vida da Gente' já é inclusive a terceira novela brasileira mais vendida de sempre.
  8. Maya

    O Programa da Cristina

    A decoração de natal está muito bonita, embora espalhafatosa. Creio que como este está a ser o primeiro natal da Cristina na sua nova "casa" ela tenha optado propositadamente por exagerar em alguns detalhes. Num computo geral está mais que aprovada.
  9. Quem nunca viu a novela e está a equacionar a possibilidade de lhe dar uma espreitadela, por favor vão em frente e chorem á vontade! A novela é das mais emocionalmente poderosas que a Globo já fez.
  10. Maya

    Amor de Mãe

    Eu acabei agora mesmo de ver o primeiro episódio e tenho a dizer-vos que chorei litros! Fiquei mesmo enternecida e perplexa com tudo o que acabei de ver, e mesmo que acabe por não dar continuidade á novela nos próximos episódios, no futuro irei com toda a certeza lembrar-me desta estreia de 'Amor de Mãe', nem que seja pela mestria e genialidade com que a autora e o realizador apresentaram a história ao público. Foi uma estreia para lá de emocionante, eletrizante e realista! Parecia cinema! Eu olho para a Lurdes de Regina Casé e as únicas palavras com as quais a consigo identificar são verdade, autenticidade, ternura... E não me refiro só à magnífica aula de representação que a Regina nos deu. A Lurdes só por si mesma já representa o verdadeiro significado da expressão "amor de mãe". Uma mulher que passou toda uma vida a sofrer e a trabalhar no duro, tudo em prol destes filhos (aparentemente) todos maravilhosos que reconhecem e são genuinamente gratos a esta mãe que tanto se sacrificou para que eles tivessem um futuro e uma vida melhor que a dela. Eu chorei as pedras da calçada com o discurso da Camila na formatura. O texto da novela é simplesmente maravilhoso! Faço também uma vénia ao brilhantismo e naturalidade com que a grande Adriana Esteves nos voltou a brindar neste primeiro episódio de 'Amor de Mãe'. A Taís Araújo esteve igualmente irrepreensível. A Lurdes, a Thelma e a Vitória parecem de facto ser personagens riquíssimas e cheias de sumo pronto a ser espremido! Deus queira que a Manuela Dias as consiga manter assim, complexas mas ao mesmo tempo verossímeis, até ao fim. Sei que ainda é muito cedo para me estender nas avaliações, mas que vêm ai grandes arrasos por parte da Jéssica Ellen e do Juliano Cazarré, sendo que este último curiosamente nunca foi um ator com o qual eu simpatizasse muito. O restante elenco ainda não teve oportunidade para mostrar ao que veio, afinal foi só o primeiro episódio e muitos dos atores ainda não apareceram.
  11. Maya

    Amor de Mãe

    Eu gostei muito das promos até agora divulgadas. Parece que vem ai uma novela de fazer chorar as pedras da calçada com mulheres fortes, determinadas e com histórias de vida inspiradoras. Tomara que a Manuela Dias não desiluda.
  12. Maya

    A Dona do Pedaço

    O final da Jô foi muito impactante! Eu por momentos achei mesmo que ela tinha mudado de verdade mas o Walcyr trocou-nos as voltas e de que maneira! Infelizmente acaba por retratar o que acontece também na vida real. Tanta gente que se aproveita da fé alheia para tirar dali dividendos!
  13. Maya

    A Dona do Pedaço

    Também acho que 'A Dona do Pedaço' regra geral ficou aquém de outras novelas do Walcyr, principalmente as das seis que como disseste e bem é o horário onde ele é rei e senhor por excelência. No entanto, e mesmo reconhecendo todos os erros e mais alguns que a novela possa ter tido, a história tinha uma sinopse muito forte: Uma tia em busca das sobrinhas desaparecidas, que vive em conflito com a filha que tem vergonha de ter uma mãe "boleira". Haviam outros personagens com tramas bastante interessantes. Eu não quero de forma alguma desmerecer o trabalho de autores como o João Emanuel Carneiro, o Benedito Ruy Barbosa ou o Aguinaldo Silva, mas o Walcyr tem lá em cima uma estrelinha muito especial que o ilumina e inspira na hora de escrever as suas histórias. Já percebi que temos opiniões divergentes relativamente à Maria da Paz. Eu sempre gostei muito dela desde o principio, mas percebo que muita gente não tenha tido com esta personagem a mesma empatia que eu tive, afinal não podemos gostar todos do mesmo. Ela por vezes irritava um pouquinho com aquele sotaque e também pelo facto de ser tão tapadinha em relação á filha, no entanto acho que houveram outros valores que falaram mais alto e fizeram da Maria uma protagonista acarinhada e admirada por tantos fãs.
  14. Maya

    A Dona do Pedaço

    Que canavial de emoções este último episódio. Os desfechos foram quase todos de encontro aquilo que eu já expectava, no entanto ainda houve espaço para algumas surpresas. algumas boas, outras nem por isso. Tenho a dizer que fiquei um pouco desiludida com o final da Vivi. O Camilo tornou-se um personagem tão repugnante que sinceramente não senti grande pena dele pelo fim que teve, mas não gostei do facto da Vivi se ter visto obrigada a abdicar de tudo o que tinha para viver como foragida, tudo por causa daquele verme! No entanto, devo dizer que gostei da última cena dela com o Chiclete, em pleno paraíso! A Vivi Guedes foi a alegria da novela e vou sentir mesmo a falta dela. A Fabiana até teve um final engraçado dentro da desgraça que acabara de provocar. Achei graça ao facto dela rezar cada vez que executa as "encomendas" que lhe são pedidas, com o seu bordão sempre super oportuno: "Eu fui criada num convento. Tenho que rezar pra pedir perdão". Sem dúvida que o nome dos Ramirez foi vingado através desta personagem. Ela foi a grande vilã da novela e o resto é conversa. Os casamentos deste último episódio foram todos muito bonitos, com os respectivos casais cercados por todos aqueles que mais amam e que lhes são mais queridos. Óbvio que o meu preferido foi o da Maria da Paz e do Amadeu, desta vez sem os fantasmas das duas famílias para os impedir de serem felizes. A Maria da Paz foi sem dúvida das melhores protagonistas que eu já tive a oportunidade de ver em novelas nesta minha mera existência. Forte, batalhadora, sempre de cabeça erguida, guerreira, e acima de tudo... MÃE! Também achei linda a cena em que o Rock convidou a dona Matilde para dançar. Que participação especial de luxo esta da senhora dona Laura Cardoso! E como o melhor deve ser sempre deixado para o fim, vamos lá comentar o desfecho totalmente inesperado (ou não) da velhaca da Josiane. O velho ditado "pau que nasce torto tarde ou nunca se endireita" podia aplicar-se na perfeição a esta peste que cometeu a heresia de se esconder atrás da religião para que, acima de qualquer suspeita, pudesse continuar a sua trajectória desmedida em busca da riqueza a qualquer custo- Tive muita pena do fim que o Walcyr deu ao Régis, mas aquela última cena dele com a Jô foi antagónica e serviu para que eu desse um valente salto do sofá de tão perplexa, e até assustada, que fiquei com aquele momento. Foi arrepiante aquela última cena da Jô! Eu que pensava que a novela do anti-Cristo tinha dado na Record... Em suma, 'A Dona do Pedaço' foi uma receita que deu certo, pois tinha todos os ingredientes necessários para condimentar uma boa refeição! A novela teve os seus percalços, e alguns dissabores pelo meio, mas já valeu pela esmagadora maioria das novelas que têm passado por aquele horário nesta última década. Parabéns ao nosso querido Walcyr Carrasco, por ter este dom de nos deixar presos ás suas histórias e a estes personagens tão especiais quanto o seu criador. Aplausos também para praticamente todo o elenco. Juliana Paes, Agatha Moreira, Paolla Oliveira, Nathalia Dill, Marcos Palmeira, Reynaldo Gianecchinni, Lee Taylor, Sérgio Guizé, Monica Iozzi (A Kim foi-me desiludindo gradualmente no decorrer da história, mas jamais por culpa da sua intérprete que é fantástica!), Nathália Timberg, Caio Castro, Malvino Salvador, Guilherme Leicam, Deborah Evelyn, Mel Maia (Que crescida que ela está! Foram lindas as últimas cena dela com o Agno e o Leandro!), Nathália Timberg, Betty Faria, Rosamaria Murtinho, Natália do Vale, Ary Fontoura, Tonico Pereira, Marco Nanini, Suely Franco, Nívea Maria, Rosi Campos, José de Abreu, Bruna Hamú, Glamour Garcia, Lucy Ramos, Rainer Cadete, Cadu Libonati... Enfim. Uns estiveram melhores que outros, mas o balanço final que faço não podia ser mais positivo! Vou ter saudades!
  15. Maya

    A Dona do Pedaço

    Eu amei a novela Daniel. A história teve os seus problemas, como o desenvolvimento "preguiçoso" de certas situações e alguns personagens que me decepcionaram ou deixaram muito a desejar. Mas no computo geral foi uma novela envolvente, com uma boa premissa e personagens que vão ficar para sempre no meu coração.
×
×
  • Create New...