Jump to content

Green Room


Bloody

Recommended Posts

Bulgária diretamente na final. Desta vez não me desiludiste, aTV!

Hidden Content

    Sign in or sign up to see the hidden content.

Maior surpresa positiva: Nenhuma
Maior flop: Grécia
País mais injustiçado: Israel
Finalista que não contava: Nenhum

Foi a semi mais previsível, não houve grande surpresa ou choque nos resultados. É pena. :cool:

Link to comment
Share on other sites

  • Replies 442
  • Created
  • Last Reply
há 1 hora, Yggdrasil disse:

Itália e Bulgária na final. Sérvia e Reino Unido no Second Chance. :yes:

Hidden Content

    Sign in or sign up to see the hidden content.

Notícia de última hora: segunda uma agenda estranha e pouco isenta, @Yggdrasil substituirá a Dona Maria Helena, quando ela estiver de férias, por ter acertado, de maneira exímia, nos resultados de um concurso de música acerca da Eurovisão. 

Link to comment
Share on other sites

Austrália, Holanda, Letónia, Albânia, Irlanda, Suécia, Finlândia, Malta, Polónia, Bielorrússia e Ucrânia são os países concorrentes desta última semifinal! Quem passará diretamente à final e quem fracassará nisso? 

É o que saberemos domingo! Dia esse, no qual acaba o prazo para votar: domingo, às 18:30! Prazo limite! 

Link to comment
Share on other sites

É altura de darmos entrada ao nosso 4º comentador e último: Júlio Isidro!

Hidden Content

    Sign in or sign up to see the hidden content.

Muito boa noite a todos. Eu sou o Júlio Isidro, ou, como muito me chamam, o Senhor Televisão. Este nome recorda-me, de maneira curiosa, um programa que fiz em meados dos anos 90, onde falava com jovens que queriam trabalhar neste ramo. Então, eu vim aqui avaliar as canções do Eurofestival de 1987, não foi? Ah! Estão-me a dizer que são as de 2017! Peço desculpa, avistei mal, foi um erro grosseiro da minha parte. Espero que não haja para aqui sons muitos modernaços e que todos cantem na sua língua materna ou, caso contrário, serei muito duro nas minhas avaliações, como fui no Festival da Canção! Sou danado e não é para brincadeira. Ahaha.

Com este trocadilho me apresento e, segundo o alinhamento excelentemente executado, vou avaliar as cantigas da Austrália, dos Países Baixos e da URSS. Ah, peço perdão, a URSS já não existe, estou a cometer erros dignos daquele bordel que dá na TVI à meia-noite! É a cantiga da Letónia.

|||

Austrália | O que anda a Austrália a fazer no Eurofestival? Isto é de loucos. Alguém precisa de remediar a situação! Eu estou profundamente chocado e sou contra esta participação, acho que usurpa o verdadeiro significado deste Festival. Bom, mas passemos à frente estes pormenores. Eu até não desgostei desta música: não me veio com um pop nem vem uma cantora barbuda, por isso está melhor que muitas das coisas que hoje em dia se ouve no Eurofestival. Ai, a juventude anda perdida. Tenho a confessar que até gostei, o rapaz tem uma boa voz, mas achei de sobremaneira grosseiro as suas expressões. Parece que está com dores e eu só gosto de coisas alegras, tal como a proposta que a querida amiga Lena D'Água nos presentou no Festival da Canção deste ano. Enfim, é uma música razoável e acaba por ser melhor que as modernices extravagantes. 
 

Holanda | Quanto a esta proposta dos Países Baixos tenho inúmeras coisas a apontar; em primeiro lugar, não cantam na sua língua materna, o tão bonito neerlandês? Não sei se sabem, mas eu já fiz um programa nessa língua em meados dos anos 80! Em segundo lugar, achei aquele vídeo muito exagerado; depois, há muita gritaria para o fim da canção. Confesso que o início não é mau, é algo que ouviria certamente a um domingo de manhã, mas para o final fica tudo muito mexido, muito moderno e eu, honesta e sinceramente, fiquei desiludido e até ligeiramente incomodado. Por esse motivo, recomendo as estas três irmãs gémeas que se dediquem a ouvir, por exemplo, a discografia da minha querida amiga Lena D'Água para aprenderem a compor melodias bonitas e letras cheias de significado. E não ousem cantar em outra língua, senão a vossa! 
 

Letónia | O QUE VEM A SER ESTA MODERNICE? Ai, eu recuso-me a avaliar esta coisa. É horrível: parece música daqueles programa do late-night que dão na Televisão Independente! Eu estou absolutamente chocalizado com esta proposta da Letónia, país esse que está perdido. Os jovens loucos tomaram conta da nação e fizeram uma revolução... Só assim é possível isto ter vindo ao mundo. Estou enojado com tamanha modernidade. Apenas quero dizer que são músicas que tiram a essência tão bela que o Eurofestival anteriormente tinha. Só queria recomendar o seguinte: caso o estimado telespectador quiser arriscar e ouvir esta pouca vergonha (sim, não há outras palavras para descrever esta ousadia irresponsável!), por favor, contacte-me. Eu vendo aparelhos na MiniSom nas minhas horas vagas, quando não estou na RTP Memória. Certamente necessitá-los-ão!  

|||

Com esta última loucura de proposta, acabo, por aqui, as minhas tão estimadas avaliações. Espero que tenham desfrutado das mesmas e também tenho a expectativa com concordem com as mesmas e façam as escolhas mais corretas possíveis. Eu agora vou para a RTP Memória organizar uns arquivos. Até amanhã.

Por fim, votem até DOMINGO, ÀS 18:30. Façam-nos, ou levarão com os meus trocadilhos maravilhosos até me apetecer. Adeus, caros foristas, adeus.

Hidden Content

    Sign in or sign up to see the hidden content.

Link to comment
Share on other sites

Já enviei as minhas apostas! Um pouco a medo, confesso, tenho receio de que amanhã, com os ensaios, tudo mude e os meus possíveis finalistas flopem, enquanto possíveis não qualificados arrasem. :yes: São vários tiros no escuro e espero, sinceramente, que corra tudo bem. :P

A pior semifinal foi mesmo a segunda: há vários borderline qualifiers, ou seja, países que podem ou não passar. Há uns fáceis de apurar, mas o restante é tudo bastante difícil para determinar. :haha: Depende muito da atuação ao vivo, da voz dos cantores e da atmosfera criada. A primeira, sem dúvida, que foi mais fácil de votar, ainda que tivesse, mesmo assim, algumas dúvidas, mas em menor quantidade relativamente à segunda.

Veremos como tudo se desenlaça. Esperemos é que seja para o melhor, é isso que quero. :yes: 

Link to comment
Share on other sites

Enviei agora os meus votos para a última semifinal. Creio que foi a semifinal que mais me custou a votar, porque coloquei países com uma "má" classificação e que mereciam um bocadinho melhor, comparando com os países que coloquei nessas posições nas outras semifinais. :S E colocar um certo país em 3 não sei se vai comprometer a passagem, pelo menos ao SC. Espero que não! :S 

Link to comment
Share on other sites

 Ele está de volta! Júlio Isidro volta a comentar mais 4 canções sobre o Melodifestivalen, em exclusivo aqui para o atv!

Hidden Content

    Sign in or sign up to see the hidden content.

Olá outra vez. Vim, novamente, avaliar estas cantigas de mais 4 países. Confesso que não estou com as expectativas elevadas; sei que provavelmente virão sons electrónicas, que me obrigarão, na próxima segunda-feira, a ir ao otorrinolaringologista. Nos meados da década de 70, lembro-me de uma entrevista que fiz, num programa matinal, onde fazia questões a profissionais desta área. Bons tempos áureos, no pós 25 de abril.

Recordar é viver, já dizia o outro. Mas bom, agora é altura de avaliar mais 4 canções; a da Albânia, a da Irlanda, a da Suécia e da Finlândia. Serei bastante profissional a fazê-lo!
|||

Albânia | Esta cantiga da Albânia tem demasiada gritaria. Lembra-me um programa de sessões acústicas que eu fazia, nos idos anos 80, com a minha grande amiga Lena d'Água. Para mais, acho que a música não fala de temas pertinentes. Falar do mundo? Deveria era de cantar sobre a importância da música nos anos 60 na capital albanesa, não apelar a temas internacionais! Aliás, aquela linguagem horrível em que esta menina canta, deveria de ser substituído para o belo albanês. Todos devíamos de fazer este esforço, é fulcral ouvirmos idiomas diferentes. Por fim, o nome da rapariga causa-me alguns tremores frios. Lindita? Mas a rapariga acha-se assim tão linda para colocar esse nome? Convencida!

Irlanda | Muito bem, um jovem rapaz a cantar na sua língua materna. Finalmente haja alguém que o faça. Tudo bem que preferia que cantasse em céltico, mas não se pode pedir tudo. O rapazito parece um jovem cheio de sonhos e nobres aspirações, o que gostei. Não é extravagante, não usa calças a ver-se as cuecas (essa pouca vergonha!), por isso tem a minha aprovação. A cantiga é bem composta, principalmente a parte inicial. É intimista, é algo que inclusivamente me emociona. Mas, tal como as gémeas da antiga Zelândia, considero a parte final muito mexida. Era uma balada de um beleza tal, que fica pior quando acaba... Honestamente, foi uma desilusão, ainda que melhor que muitas modernices.

Suécia | Eu abomino este país no Eurofestival. Presenteia-nos sempre com coisas pouco tradicionais, tudo muito sonoridade popular sem qualquer significado. A música de 2017 é mais um exemplo disso. Não tem qualidade qualquer: em primeiro lugar, a letra é absolutamente terrorífica. O rapaz necessita de algum juízo na cabeça e tem de entender que este certame musical serve para mostrar cantigas suaves, não poucas vergonhas. A canção é má: a batida é desinteressante e muito carregada, Jesus me valha. Enfim, lembra-me umas cantigas que eu recebia que num programa que eu apresentei na década de 90. Eram iguais: sem estilo nenhum, sem classe e sem a verdadeira essência do que a música é.
 

Finlândia | Os góticos invadiram o Eurofestival! Depois de uma banda de rock ter ganho em 2006, com aquela canção demoníaca, agora foi a vez dos uns góticos irem representar este país tomado por loucos, ou seja, a Finlândia. Eu não sei quem seleciona as cantigas, mas deve ser alguém insano. Quanto a esta canção, é muito sombria. Parece que estou a entrar numa gruta sem fim, sendo que tal não é positivo. Os looks da banda são absolutamente inestéticos e deveriam de contratar o alfaiate do querido Salvador Sobral. Por fim, acho o tema tão básico... Cantar sobre pássaros? Qualquer dia, com as modernices, até cantam sobre a Casa dos Segredos, Deus me livre! Deveriam de interpretar temas sobre a alegria e a tradição, isso sim!

|||

Fico-me por aqui e confesso que já estou cansado. Hoje deitar-me-ei muito tarde, que destrambelhado estou eu a ficar. Já deve ser do contágio destas modernices, Deus me livre e guarde de apanhar estas doenças.

Por fim, votem até DOMINGO, ÀS 18:30. Não se esqueçam de o fazer ou mando-vos para o arquivo da RTP Memória organizar ficheiros. Não iam gostar! 

Hidden Content

    Sign in or sign up to see the hidden content.

Link to comment
Share on other sites

Devo dizer que já enviei os meus votos e que achei esta a Semifinal mais fraca de todas as quatro. Fez-me até um bocado de confusão ter que dar 1 e 2 a certas músicas que, caso estivessem noutra semifinal que não esta não receberiam menos de 4 :S

Link to comment
Share on other sites

há 8 minutos, Filipe Luís disse:

Devo dizer que já enviei os meus votos e que achei esta a Semifinal mais fraca de todas as quatro. Fez-me até um bocado de confusão ter que dar 1 e 2 a certas músicas que, caso estivessem noutra semifinal que não esta não receberiam menos de 4 :S

Só li verdades neste post. :yes: 

Estou curioso pelos resultados amanhã (hoje), não tenho uma ideia de quais as 4 músicas que vão passar. Só tenho duas como certas na minha cabeça e infelizmente abomino uma delas. :yes:

Link to comment
Share on other sites

Vamo-nos despedir... :cray: Júlio Isidro deixará de dar os seus tão atualizados comentários... É uma pena. O apresentador da RTP não dará mais comentários e será a sua última vez.

Hidden Content

    Sign in or sign up to see the hidden content.

Boa tarde a todos! Hoje será a minha última vez a avaliar estas canções modernas, muito pouco refinadas, a meu ver. Haveria de haver uma regra que não permitisse as nações europeias de cantar no inglês, nessa língua maquiavélica! Perde todo o sentido e torna o certame mais pobrezinho. Enfim. É bom que hoje seja o último dia, confesso que não me consegui adaptar a este fórum, que também é muito modernaço para o meu gosto. 

Dito isto, fiquem com as minhas últimas avaliações. Pertencem a 4 canções; a de Malta, a da Polónia, a da Rússia e da Ucrânia. Disseram-me que a Rússia este ano não participa e que eu me equivoquei. Quem participa é a Bielorrússia. Que modernice é esta? Bielorrússia? Caros telespectadores, quando é que isto foi criado? Nunca tinha ouvido falar... Ora bem, espero que haja decência nesse país.

|||

Malta | Finalmente uma cantiga bonita. Uma música cheia de significado. A menina Claudia canta excelentemente bem; tem a voz excelentemente afinada. A cantiga, digo-vos, é uma das minhas predilectas. É cantada em inglês - uma das línguas oficiais do arquipélago maltês - por isso, estou radiante por terem realizado uma escolha sensata. Depois, é interessante ver a melodia. É bela. É cheia de significado. Sinceramente, fiquei muito agradado. Claro que há gritaria lá para o meio, mas, nesta canção tudo é feito com peso e medida, não como aquela loucura da URSS! Assim, rejubilo por saber que ainda há nações que trazem músicas clássicas, com muito bom gosto e que fogem a sete pés daquelas batidas comerciais, cheias de efeitos insanos. Só não gosto muito do vestido da senhora; considero demasiado abusivo para uma rapariga decente como ela. 
 

Polónia | Relativamente a este cantiga da Polónia, é terrível. E estou a ser simpático, confesso-vos. Para mim, não faz sentido. Primeiramente, lá vem à baila a mania de anglicizar tudo. Dementes. Em segundo, cantar sobre lanternas? Mas esta gente da do Leste é mentalmente equilibrada? Não cabe na cabeça de ninguém! A seguir, a música não me diz muito, é demasiadamente sombria, nossa Senhora. Aquilo que, porém, me choca é mais é pouca vergonha da nudez presente neste videoclip, que parece aqueles filmes que dão naquela vergonha de canal do Correio da Manhã! A menina Kasia deveria de mostrar respeito por si mesma, não andar a tirar a roupa! É estas modernices que tiram significado verdadeiro ao certame. São estes atos tresloucas, de mulheres completamente loucas, que fizeram decair este certame tão belo nos anos 70 e 80!  
 

Bielorrússia | Embora, como já foi dito, não tivesse a certeza que este país moderno existisse, fiquei muito impressionado. Finalmente alguém tem coragem para cantar noutra língua, neste caso o bielorrusso, que nunca tivera ouvido na minha já longa vida. Lembra-me um programa que fazia em meados dos anos 70, onde os concorrentes tinham de adivinhar a língua estranha das músicas eurovisivas, estas com muito mais qualidade de que as de hoje em dia. Enfim, é uma música alegre, bem composta, que fala de História. E quanto eu adoro história e histórias! Perceberam o trocadilho? Ainda bem, se assim for. Mas é das melhores este ano e vi-os a fazer um dueto com a minha querida amiga Lena D'Água. Indiscutivelmente que fariam uma canção bonita e que ouvira ainda no meu gira-discos, comprado na capital da antiga RFA, em meados dos anos 70.

 

Ucrânia | Podíamos ter terminado tão bem, com a proposta da Bielorrússia... E não, tenho de ouvir mais esta pouca vergonha. A MiniSom terá de usar esta para averiguar se os doentes têm bom gosto ou não. Caso gostarem, é caso para haver preocupação. É abominei esta cantiga: é horrível. Estes sons garridos, pouco trabalhos e agressivos dos rocks são absolutamente inaceitáveis num certame de música que deveria aspirar a mostrar o que de melhor se produz, sempre na língua materna, das nações europeias. Infelizmente, não é o caso. E esta cantiga corrobora aquilo que eu digo. Há algo que ainda me atormenta mais: é que esta pseudo-canção terá muitos votos vindos lá do Leste Europeu... Que gostam destas poucas vergonhas sem rei nem roque. É pena terminar desta maneira e não como um jazz de meados dos anos 50 interpretado num dialeto lá deste país.

|||

Caros telespectadores, hoje foi o meu último dia, como já anteriormente referido. Terei decerto algumas saudades, mas não serão muitas. Saudades a sério só dos Jogos Sem Fronteiras, isso sim, mostrava-se o recato de hoje em dia na Europa. Enfim, os tempos mudaram, como é óbvio, para pior. 

Posto isto, despeço-me e até um dia. Podem-me acompanhar na RTP Memória e também o poderão fazer para o ano, quando for jurado no Festival da Canção em 2018. Se estão a pensar em concorrer, lembrem-se: sempre em português, no nosso idioma tão bela e não inventem modernices loucas.

Por fim, votem até HOJE - DOMINGO -, ÀS 18:30. Não se esqueçam de o fazer, o prazo está praticamente a terminar. Caso não votarem, contar-vos-ei a história de um programa emocionado produzido no ano 1985, por mim e pela minha querida amiga Lena D'Água. Até lá!

Hidden Content

    Sign in or sign up to see the hidden content.

Link to comment
Share on other sites

Gostei muito dos comentários do senhor Isidro. Para mim foram os melhores! Gostava de ter visto a opinião em relação à música da Hungria :D será o que o senhor gosta do rap húngaro?

Espero vê-lo para o ano no "A Caminho de Lisboa".

Link to comment
Share on other sites

As médias estão calculadas. Os finalistas estão todos prontos. Os semifinalistas também o estão. Tudo está decidido e será mostrado hoje, às 21:30.

Vamos saber algumas curiosidades? 

Curiosidades da 4ª semifinal

  • Preparem-se para serem muito surpreendidos. Eu também o fui. :yes: 
  • Há um empate no 5º e no 6º lugar da semifinal, tendo de haver um desempate. Não foi é assim tão decisivo. :mosking: 
  • O 4º lugar está separado por escassas décimas deste empate. Foi por unha negra que o quarto classificado está na 2nd Chance, mas a vida é assim.
  • Uma das passagens à final é absolutamente surpreendente. Ninguém na minha vida o diria e confesso que, inicialmente, a música não reunia muito favoritismo.
  • Há dois grandes blocos de músicas; os primeiros 7 estiveram muito próximos (a diferença é de menos de 2 pontos entre o primeiro e o sétimo classificado, enquanto os 4 que ficaram no bottom ficaram muito longe destas canções.)
     

Não percam ainda hoje a colocação de duelos do 2nd Chance. 8 canções enfrentarão um despique muito aguerrido, que promete não deixar ninguém indiferente. Vamos a uma curiosidades? Eis-las:

Curiosidades dos duelos

  • Dois terceiros lugares de cada semifinal vão-se enfrentar, dando origem a um duelo, como dois quartos lugares o vão fazer;
  • Há um duelo que me parte o coração. :cray: Foi difícil de votar. :crying: 
  • Existe um duelo muito difícil e que talvez seja o mais complicado de votar. Pessoalmente, não é, mas penso que a nível geral... Preparem-se para desprezarem uma canção. :yes:

Em quem apostam? Quem passa à final na 4ª semifinal? Quem fica no 2nd Chance? E os duelos? Que conjunto de países NÃO gostavam que se enfrentassem? Digam-me! Eu preciso de saber. :yes: 

E não percam: mais uma votação escaldante vai sair. Mas esta é surpresa. :yes: 

Link to comment
Share on other sites

Final: Suécia e Austrália
2nd Chance: Não faço a mínima mas talvez Letónia e Finlândia, apesar de conseguir imaginar a Polónia aqui e uma possível surpresa da Holanda.
Bottom two: Irlanda e Malta

Quanto aos duelos, não quero nenhum constituído por dois dos seguintes países: Arménia, Azerbaijão e Sérvia. Nunca te pedi nada, @Ana Maria Peres. Espero que tenhas manipulado o random.org. :yes:

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

×
×
  • Create New...