Jump to content
Titinha

Notícias TVI

Recommended Posts

há 27 minutos, PT 04 disse:

Que produção nacional tem a Netflix?

Nula.

Agora isto fez-me lembrar o tempo em que a TVI assinou parceria com a Microsoft para disponibilizar os seus programas na XBOX One, mas ninguém estava interessado.

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 55 minutos, PT 04 disse:

Que produção nacional tem a Netflix?

Não sei se ainda tem, mas já teve alguns programas da SIC (Lua Vermelha, Rosa Fogo, Sal...).

Vi agora que também há um espetáculo de stand-up do Salvador Martinha "Na ponta da língua" e esse não foi comprado a nenhum canal. Foi diretamente para a Netflix.

Edited by Colorida
  • Like 4

Share this post


Link to post
Share on other sites

Cofina lança OPA sobre a dona da TVI e garante que financiamento da operação "está assegurado

A operação avalia a Media Capital em 255 milhões de euros

img_920x518$2019_09_21_10_07_27_1604987.
  •  
  •  

• Foto: Vítor Mota

 

 

A Cofina afirmou este sábado que o financiamento para a compra das ações da Media Capital, dona da TVI, entre outros meios, "está assegurado através de crédito bancário já aprovado e da realização de um aumento de capital".
 
 
A dona do Correio da Manhã e Record, entre outras publicações, chegou a acordo com a espanhola Prisa para a compra da totalidade das ações da Media Capital, valorizando a empresa em 255 milhões de euros ('enterprise value').
 
 
"Caso a aquisição da referida participação venha a ser positivamente apreciada pelos reguladores, o seu financiamento está assegurado através de crédito bancário já aprovado e da realização de um aumento de capital", refere a administração da Cofina, liderada por Paulo Fernandes, num comunicado enviado à Lusa.

"Excluindo a percentagem de capital em 'free-float' [disperso em bolsa], o aumento de capital está garantido em mais de 50% pelos atuais acionistas de referência, sendo, no entanto, possível que entrem novos investidores com posições qualificadas", acrescenta.

"A criação de um grupo financeiramente forte é o melhor garante da independência editorial e da criação de valor para todos os 'stakeholders', incluindo colaboradores, acionistas, clientes, fornecedores e parceiros", prossegue.

"Como é timbre da Cofina, os nossos objetivos passam por ter um grupo de media tecnologicamente evoluído, capaz de gerar eficiências e com foco contínuo na liderança dos segmentos em que opera, assegurando a sustentabilidade dos conteúdos de língua portuguesa", sublinha.

A compra da dona da TVI "permite que, após alguns anos, um dos principais grupos de meios de comunicação social, volte a ter um acionista de matriz nacional", conclui a Cofina.

O grupo Cofina detém, além do Correio da Manhã e da CM TV, o Jornal de Negócios, a revista Sábado, o Record, entre outros títulos.

Por sua vez, a Media Capital conta com seis canais de televisão e a plataforma digital TVI Player. Além da TVI, canal generalista em sinal aberto que celebra 26 anos, conta com a TVI24, TVI Reality, TVI Ficção, TVI Internacional e TVI África.
 
 

A Media Capital tem também rádios, onde se inclui a Comercial.

Em 14 de agosto, a Cofina confirmou que estava a negociar com a espanhola Prisa a compra da Media Capital, depois da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) ter suspendido a negociação das ações da dona Correio da Manhã e do grupo Media Capital após uma notícia do Expresso que dava conta de um memorando assinado há três semanas para a exclusividade de negociações.

Em junho do ano passado, a Prisa desistiu da venda da Media Capital à Altice, na sequência da Autoridade da Concorrência (AdC) ter rejeitado os compromissos propostos pela operadora de telecomunicações Meo. A Altice tinha oferecido 440 milhões de euros pela dona TVI.

Fonte: https://www.record.pt/fora-de-campo/detalhe/cofina-lanca-opa-sobre-a-dona-da-tvi-e-garante-que-financiamento-da-operacao-esta-assegurado?ref=HP_BlocoColoridoSecçãoDestaque

OPA da Cofina à Media Capital. Estes são os grandes números da operação

Com o apoio do empresário Mário Ferreira e o banco Abanca, a dona do Correio da Manhã está próxima de fechar a compra da dona da TVI. A operação foi lançada este sábado no mercado.

O negócio de compra da Media Capital pela Cofina está mais próximo de ficar fechado. O grupo que detém o Correio da Manhã lançou este sábado o anúncio preliminar da oferta pública de aquisição (OPA) sobre a totalidade das ações da dona da TVI, em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

Para a operação — que conta com o empresário Mário Ferreira e o banco Abanca como novos parceiros — se concretize, há cinco condições principais que têm de estar cumpridas. Estes são os grandes números do negócio:

2,1322

A dona do Correio da Manhã propõem-se pagar 2,3336 euros por cada ação da dona da TVI que não é controlada pela Prisa e 2,1322 euros pelas mais de 80 milhões de ações que estão nas mãos do grupo espanhol.

255 milhões

Assim, a oferta global ascende a 180 milhões de euros. A Cofina vai ainda assumir a dívida da dona da TVI de 75 milhões de euros. Incluindo este montante de dívida (enterprise value), a operação de compra da Media Capital envolve cerca de 255 milhões de euros, como o ECO tinha avançado em primeira mão.

2,48

A 17 de setembro, a CMVM suspendeu a negociação das ações da Cofina e da Media Capital, à espera de novidades sobre as “conversações intensas” que anteciparam o anúncio da OPA. Antes desta suspensão, cada ação do grupo que detém a TVI valia 2,48 euros na bolsa de Lisboa.

170,6 milhões

Agora, a Prisa aceitou vender “a totalidade da participação que tem na sua filial Vertix” que, por sua vez, detém 94,69% da Media Capital. Nesta OPA, a avaliação da empresa em 255 milhões de euros “pressupõe um preço de 170.635.808,30 euros pela participação indireta da Prisa na Media Capital”.

76,4 milhões

Segundo as contas da Prisa, este montante traduz-se numa “perda contabilística estimada nas contas consolidadas da Prisa de 76,4 milhões de euros e nas contas individuais da Prisa de aproximadamente 77,4 milhões de euros”, refere o mesmo comunicado ao mercado.

50%

O sucesso do negócio aguarda por luz verdade da autoridade da Concorrência e da Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) mas também dos acionistas da Prisa. Mas depende também de um aumento de capital bem-sucedido na Cofina: o financiamento está assegurado através de crédito bancário já aprovado e da realização de um aumento de capital.

Excluindo a percentagem do capital em free-float, o aumento de capital está garantido em mais de 50% pelos atuais acionistas de referência, sendo, no entanto, possível que entrem novos investidores com posições qualificadas, como admitiu a Cofina.

270 milhões

A Cofina faturou 89,9 milhões de euros em 2018, dos quais mais de 12 milhões na CMTV e 76 milhões no segmento de imprensa, enquanto a Media Capital registou uma faturação de 181 milhões de euros, dos quais 151 milhões de euros da TVI. Face aos resultados de 2018, o novo grupo conjunto terá uma faturação acumulada superior a 270 milhões de euros.

 

Fonte: https://eco.sapo.pt/2019/09/21/opa-da-cofina-a-media-capital-estes-sao-os-grandes-numeros-da-operacao/

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 36 minutos, Magazine disse:

Esse edifício da CM na foto é real? Olha que parece bem moderno, já podem deitar o da TVI abaixo :angel:

É. É ao pé do estádio da luz e com um pingo doce no resto chão.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Agora às tantas ainda vão construir um mega edifício nos terrenos da Plural para albergar todo o grupo.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sou anti cofina mas a tvi nao ficara Pior do que estava com a Prisa.

  • Like 1
  • Love 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 1 hora, PedroTexas disse:

Eu acho que nos primeiros tempos não vai mudar quase nada. A única diferença deve ser o investimento que vai ser feito no canal, que será bem maior.

Tenho é medo de ver o que acontece se a TVI não subir os resultados ... Ainda vamos ter o Fiel ou Infiel às 21h30. :ph34r:

Adorava isso à meia noite.

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Citação

 

TVI adia a estreia da nova temporada de “Morangos Com Açúcar”

A informação foi adiantada pelo site “Fantastic TV”, um portal especializado em notícias e novidades sobre a televisão portuguesa, que terá chegado à fala com uma fonte da TVI que preferiu o anonimato.  À publicação, terá revelado que o novo capítulo da série juvenil foi adiado “por tempo indeterminado” e que, muito provavelmente, será devido à mudança de direção no canal que agora conta como Felipa Garnel como Diretora de Programas da estação.

“Os ‘Morangos Com Açúcar’ fazem parte de um conjunto de sinopses que a Filipa Garnel tem de avaliar. Estão a ser estudadas várias hipóteses para recuperar o horário das 19 horas. Entre elas está também uma série com a Rita Pereira e outras histórias não conhecidas”, revelou a mesma fonte à publicação.

 

Pelos vistos a série da Rita foi pedida para as 19h. E existem outras produções em cima da mesa para análise, inclusive os McA X. 

 

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 13 horas, Joel92 disse:

 

Pelos vistos a série da Rita foi pedida para as 19h. E existem outras produções em cima da mesa para análise, inclusive os McA X. 

 

Será que só chega com a entrada da Cofina?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Com isto a Cofina (embora na designação actual) volta às rádios. Nos anos 90 havia uma Correio da Manhã Rádio (CMR) onde trabalhou o Markl. E era longe de ser "melhor, primeiro", pois era uma rádio tipo a RFM e não uma TSF da desgraça.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Estou curioso para ver o que vão fazer com a TVI24.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Acho que em risco para além da TVI24 só está mesmo neste momento o MaisFutebol porque já existe o Record. De resto numa hipótese mais remota não sei se quererão duas rádios de nicho como a Vodafone e até a Smooth que não deverão dar prejuízo mas não têm praticamente publicidade.

Edited by canal5
  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 9 minutos, Franciscojrb disse:

Acham que deveria vir um BB2020 em setembro ou já em janeiro? Ou antes um Secret Story X? 

A vir um, eu preferia o SS. Percebo que o BB pudesse ter mais impacto por causa da nostalgia e de ser os 20 anos do BB1, mas eu acho o SS um formato superior e mais atrativo.

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 1 hora, canal5 disse:

Acho que em risco para além da TVI24 só está mesmo neste momento o MaisFutebol porque já existe o Record. De resto numa hipótese mais remota não sei se quererão duas rádios de nicho como a Vodafone e até a Smooth que não deverão dar prejuízo mas não têm praticamente publicidade.

Acho que estão voltados para públicos e meios diferentes. Eu, por exemplo, nunca leio a Record mas vou regularmente ao site do Mais Futebol. Não acredito que a Cofina acabe com as marcas pré-estabelecidas, mas acredito que acabe com alguns postos de trabalho que se tornarão redundantes.

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


×
×
  • Create New...