Jump to content

Audiências de domingo [28/03/2021]


Ruben

Recommended Posts

há 4 minutos, thass_hot disse:

“Hell’s Kitchen” soma mais uma vitória em média para a SIC

O “Hell’s Kitchen” somou ontem mais uma vitória, em média, para a SIC. Apesar da liderança, o programa viu a TVI aproximar-se.

A maior competição de cozinha do mundo foi, mais uma vez, dividida em três partes. A primeira foi a que se viu mais incomodada pela quatro e fechou mesmo em perda.

O arranque do “Hell’s Kitchen” marcou, neste domingo, uma audiência média de 13.0, a que correspondeu 23.2% de share. Foram 1 milhão e 229 mil os espectadores que assistiram ao início da emissão de ontem.

Já com a liderança assegurada, o ‘Sob Brasas’ rendeu à SIC uma audiência média de 13.8 com 26.4% de share. Este bloco foi seguido por uma média de 1 milhão e 306 mil espectadores. O pico do formato  foi garantido nesta parte: 14.8/27.9%.

A última parte do “Hell’s Kitchen” também conseguiu colocar a estação de Paço de Arcos no topo das audiências. ‘A Eliminação’ foi vista por uma média de 1 milhão e 124 mil espectadores. O resultado deste último segmento do concurso de culinária foi de 11.9/25.9%.

Durante este período a TVI fechou em segundo lugar com o “All Together Now”. No início do confronto a vitória chegou mesmo a pertencer ao talent show musical.

Também com um concurso de talentos, a RTP1 fechou em terceiro lugar. A proposta da estação pública era o “The Voice Kids”, em direto, apresentado por Catarina Furtado.

Afinal o HK venceu o ATN? Não entendo.

Link to comment
Share on other sites

agora mesmo, Samuel disse:

Afinal o HK venceu o ATN? Não entendo.

Vê o meu comentário em cima. O ATN e o HK não começam e acabam à mesma hora. No período de confronto dos dois ganhou o ATN. No entanto o ATN perdeu em média no seu período de exibição porque ainda apanhou parte do RAP. O HK ganhou no seu período de exibição porque apanhou o início do BB na parte final da exibição. 

Link to comment
Share on other sites

Digam o que disserem a Cristina está a conseguir fazer frente a mais um dia fortíssimo da pseudo TVI. Ups... SIC! Sorry, longe de mim achar uma coisas destas, arre! 

Informação especialmente bem! É um dia para festejar em Queluz de baixo, mesmo perdendo.

HK merece continuar a descer, é uma piada de um programa em relação ao original: super extendido cheio de enche chouriços e narração desnecessária, incoerência de segmentos entre episódios, actividades low-cost ou falta delas, Ljubomir péssimo na extrapolação de situações e agressividade gratuita, tem muito ovo mal estrelado a comer para chegar ao nível do Gordon. 

Edited by dankilaa
  • Like 2
  • Love 1
  • LOL 1
Link to comment
Share on other sites

há 40 minutos, Pedro M. disse:

Isto É Gozar Com Quem Trabalha marcou 13,6% de audiência média e 22,6% de quota de mercado, com uma média de 1 milhão e 285 mil telespetadores. O primeiro segmento do programa só assumiu a liderança a meio, após o término do informativo de Queluz, que tinha passado a liderar após o fim do Jornal da Noite. 

Alguém tem os valores do J8 a esta hora, durante a entrevista ao Comendador Nabeiro? 

Link to comment
Share on other sites

há 25 minutos, o-V disse:

A meu ver, um exemplo de artigo bem escrito e nada tendencioso. Foi uma noite de liderança dividida e isso é mais verdadeiro do que anunciar que um volta a ganhar e outro volta a perder, o que é impreciso.

Foi escrito pelo Bernardo Ferreira. Pelo que leio dele costuma ser bastante imparcial. Se me é permitido fazer um pequeno OT, o mesmo não se pode dizer dos comentadores do podcast deles Fita Isoladora. São bem tendenciosos, mas isso é a minha opinião.

  • Thanks 1
Link to comment
Share on other sites

há 57 minutos, thass_hot disse:

Vê o meu comentário em cima. O ATN e o HK não começam e acabam à mesma hora. No período de confronto dos dois ganhou o ATN. No entanto o ATN perdeu em média no seu período de exibição porque ainda apanhou parte do RAP. O HK ganhou no seu período de exibição porque apanhou o início do BB na parte final da exibição. 

Pela notícia publicada depois do teu comentário, parece que foi por migalhas. Quer de um lado, quer de outro.

ATN bastante competitivo, a mostrar ser uma aposta consistente. A ver vamos como será com o desenvolvimento da competição. No zapping que fiz ontem, gostei da tensão que iam colocando aqui e ali. Acaba por agarrar o espectador.

No que toca ao HK, teve a meu ver o seu melhor episódio ontem, mas continuam os erros de programação e algumas inconsistências da própria adaptação. Os desafios têm sido fraquinhos e a duração dos episódios algo longa. No que toca aos números, aquém das expectativas mas bem.

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

“The Voice Kids” sobe e garante liderança das audiências no final

O “The Voice Kids” subiu face à passada semana e garantiu a liderança das audiências nos minutos finais da transmissão.
A segunda gala em direto garantiu mais 80 mil espectadores que o arranque desta fase. Ontem, 712.500 espectadores estiveram com a eliminatória do talent show.

Apresentado por Catarina Furtado, a escolha dos concorrentes a passar à fase seguinte da segunda temporada do “The Voice Kids” alcançou uma audiência média de 7.5, a que correspondeu um share de 16.6%.

O pico do caça-talentos musical foi de 9.8/17.2%, numa altura em que a RTP1 nem liderava audiências. O primeiro lugar chegou já com o “Hell’s Kitchen” (SIC) e “All Together Now” (TVI) terminados.

Durante este período, a TVI tinha no ar o concurso musical de Cristina Ferreira e o extra especial do “Big Brother – Duplo Impacto”. Em média, liderou.

A SIC tinha no ar o final do “Isto é Gozar Com Quem Trabalha”, a competição culinária da responsabilidade de Ljubomir Stanisic e a reposição de um dos episódios de “Terra Nossa” de César Mourão.

“Isto é Gozar Com Quem Trabalha” lidera tabela, com pico acima de 1,6 milhões

O “Isto é Gozar Com Quem Trabalha” liderou, neste domingo, a tabela de audiências com a entrevista a Carlos Moedas.

O programa apresentado por Ricardo Araújo Pereira não liderou de forma absoluta e teve mesmo um arranque em falso com a TVI a chegar à dianteira no início do confronto.

Apesar de ter arrancado em perda, o “Isto é Gozar Com Quem Trabalha” teve um pico acima de 1,6 milhões de espectadores. No melhor momento, o formato de análise política e social chegava aos 17.0/29.0%, ainda na primeira parte.

O primeiro segmento conquistou uma audiência média de 13.6/22.6% (1 milhão e 285 mil espectadores fidelizados). A entrevista a Carlos Moedas, candidato autárquico à Câmara Municipal de Lisboa foi mesmo o programa mais visto do dia ao registar 14.6/25.2% (1 milhão e 382 mil espectadores fidelizados).

A TVI liderou no início do confronto, ainda com o “Jornal das 8”, mas acabou por ficar em segundo lugar na totalidade do período de coexistência, também com o arranque do “All Together Now”.

O terceiro lugar ficou por conta da RTP1. O final do jogo ‘Portugal – Inglaterra’ a contar para o Euro 2021 sub 19 e o arranque do “The Voice Kids” foram os programas em confronto.

@Da ni el não diz o valor mas pelos vistos a entrevista ao Comendador ganhou ao RAP.

  • Love 1
Link to comment
Share on other sites

Outros destaques:

  • De manhã, a liderança também esteve dividida. A RTP1 começou a liderar com o Bom Dia Portugal (1,6%/19,1%), passando depois o Olhá SIC (3%/14,7%) a assumir a dianteira por cerca de 50 minutos. A estação pública ainda recuperou o primeiro posto com o final da Missa de Domingo de Ramos (2,9%/15,5%). Depois, foi a vez da Eucaristia Dominical (5,3%/18,5%) da TVI liderar, antes de Vida Selvagem (8,3%/23,9%), na SIC.
  • Ao início da tarde, o Fama Show voltou a marcar mínimos, tanto em audiência média como em quota de mercado (8,4%/20,4%), apesar de ter liderado. O resto da tarde foi assegurado pelo Domingão (7,7%/18,6%). O especial de Páscoa liderou confortavelmente com cerca de 729 mil telespetadores. Atrás, o Somos Portugal (6,3%/15,3%) era seguido por uma média de 598 mil telespetadores. Com o fim já anunciado, Hoje É Domingo! (2,3%/5,8%) bateu mínimos em audiência média e quota de mercado, com cerca de 220 mil telespetadores.
  • Emitido uma hora mais cedo devido à transmissão desportiva, o Telejornal (4,6%/9,9%) marcou mínimos em audiência média e quota de mercado. Em média, 433 mil telespetadores seguiram o informativo.
Link to comment
Share on other sites

há 1 hora, Ruben Fonseca disse:

O ATN a resistir bastante bem. Pensava mesmo que os resultados iam acabar por ser parecidos aos da semana passada daqui em diante, mas talvez me tenha enganado.

O HK não está mal, mas é como já disseram, criou-se uma expectativa de que ia liderar sem quaisquer dificuldades e não é isso que está a acontecer. Até achei o episódio de ontem o melhor. Por um lado, ainda bem: já está mais que na altura da SIC aprender a deixar as edições super retalhadas para trás. Se não o faz por iniciativa própria, que as coisas comecem a correr mal para o fazer.

Já nem falo no ridículo das divisões, porque isso não me afeta nada, quanto muito é só mesmo um mico; ou até mesmo na hora tardia porque se entende que queiram esticar o JDN/RAP porque dá audiências. Começar episódios a meio é que não beneficia ninguém, é só o Daniel Oliveira a ser ultra poupado como já o faz com as novelas com durações de sitcom. O HK acaba com expulsão, não acaba antes da cena do ovo estrelado em que deixa uma pessoa a pensar se aquilo já é o jantar ou não. Veremos se fica tudo direitinho a partir de agora ou se no próximo domingo o programa volta a acabar a meio como aconteceu na estreia. Sinceramente, aposto mais na última opção.

Por acaso ontem achei o episódio um pouco arrastado, houve muito enche chouriços naquela parte da preparação para o jantar/ovo estrelado, já para compensar, o jantar achei muito mais fluído e claro a terminar com a expulsão como deve ser. Na próxima semana, estou à espera de finalmente ver pela primeira vez o episódio montado direito, com princípio meio e fim. 

Link to comment
Share on other sites

há 3 minutos, DGA disse:

A tvi fica ali com um buraco por causa da missa, que não termina sempre a uma hora certa. É meio estranho! 

A Missa não é um programa de televisão em que o sacerdote está com um auricular para saber se pode levar mais ou menos tempo na homilia. Eu não sei como é que se organizam. Antes esse buraco não existia porque a TVI tinha um espaço de informação religiosa, o Oitavo Dia, que ocupava esse espaço. Não sei porque terminou. Também afundava nas audiências?

Link to comment
Share on other sites

há 18 minutos, Visky de Santa Cruz disse:

A Missa não é um programa de televisão em que o sacerdote está com um auricular para saber se pode levar mais ou menos tempo na homilia. Eu não sei como é que se organizam. Antes esse buraco não existia porque a TVI tinha um espaço de informação religiosa, o Oitavo Dia, que ocupava esse espaço. Não sei porque terminou. Também afundava nas audiências?

Antes o Oitavo Dia dava colado à Missa e o intervalo era entre o Oitavo Dia e o J1. E os resultados também não eram bons.

Aliás, o J1 sempre teve problemas aos domingos, mesmo quando liderava confortavelmente durante a semana.

  • Like 2
Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

×
×
  • Create New...