Jump to content

All Together Now


Recommended Posts

  • Replies 2.1k
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

Top Posters In This Topic

Popular Posts

A expetativa da Cristina era isto.... mas saiu essa coisa amadora.    

Um comentário no Instagram da Cristina  "Estou desapontada com o programa por não passar na SIC Internacional"  As pessoas só gostam de criticar porque sim, não é?

Nada de jeito foi dito, parabéns.

1 minute ago, Samuel said:

Isso não quer dizer absolutamente nada. O Rising Star, por exemplo, foi um enorme sucesso em Israel e não funcionou noutros países, nomeadamente em Portugal. E a lista continua...

Acho que isto tem potencial, sobretudo se chamarem personalidades conhecidas das redes sociais e outros artistas de sucesso. Para além disso, a Cristina chama sempre algum público.

Nao é mentira. O A Tua Cara Nao Me É Estranha também funciona na Península Ibérica (e noutros países) e não funcionou no Reino Unido e nos EUA. 

Mas este formato é francamente mau. Não é o "The Voice", nem é o "A Máscara".

Link to post
Share on other sites
há 36 minutos, Leonardorebelo disse:

E se forem ecrãs em vez de pessoas ?

Acho que aí perde a graça. Mais vale esperar e estrear depois.

há 1 hora, RafaLopez disse:

É o que mais se tem feito aqui desde ontem, pouco se sabe de todos os programas, mas já crucificaram tudo e todos. 

Eu fartei-me de elogiar este programa. :ph34r:

Link to post
Share on other sites
há 6 minutos, JoãoCruz disse:

:haha: Como se A Máscara fosse um grande formato. Também o vendem por mais do que ele realmente é. O programa é monótono e torna-se saturante a curto prazo. 

The Voice segue sendo o melhor talent-show de sempre e não choca ninguém. Mas a RTP já o saturou também. 

Este ATN pode resultar se vier logo após a pandemia (esperemos que seja para o ano!), quando as coisas estiverem a estabilizar. Vai ser emocionante ter tanta gente junta, ainda por cima a cantar. Acho que pode beneficiar por aí.

Eu acho o Masked Singer e o All Together Now os melhores programas de entretenimento dos último 3/4 anos. 

Eu posso perceber as criticas a ambos, porque à primeira vista parecem dois programas básicos, mas são programas de entretenimento puro, um mais descomprometido (O MS) e outro mais emotivo (ATN). O meu único pé atrás é mesmo a produção que vai embrulhar o ATN. Espero que a Tina não se retraia e venha algo em bom.

E isto pode beneficiar do desgaste do The Voice e do efeito Cristina, acho. Aliás, se fosse à TVI começava os castings disto lá para Maio, para estrear em Setembro com um elenco de cantores com muito potencial.

Edited by Mar-Vell
Link to post
Share on other sites

Eu gosto do formato. E há muito que gostava de o ver adaptado pro cá.

Mas também depende do júri cabeça de cartaz, do carismo e tal dos restantes 99 jurados e, claro, dos cantores que lá forem. Terão que saber dosear os grandes talentos.

O espetáculo em si, por parte do estúdio e edição também irá contar.

  • Like 1
Link to post
Share on other sites
41 minutes ago, JoãoCruz said:

:haha: Como se A Máscara fosse um grande formato. Também o vendem por mais do que ele realmente é. O programa é monótono e torna-se saturante a curto prazo. 

The Voice segue sendo o melhor talent-show de sempre e não choca ninguém. Mas a RTP já o saturou também. 

Este ATN pode resultar se vier logo após a pandemia (esperemos que seja para o ano!), quando as coisas estiverem a estabilizar. Vai ser emocionante ter tanta gente junta, ainda por cima a cantar. Acho que pode beneficiar por aí.

The Voice: satura mas já liderou duas semanas consecutivas. 

A Máscara vai na quarta edição nos EUA. Na Austrália já vai para a terceira temporada. Na Alemanha vai na terceira e já confirmaram uma quarta temporada. Na Indonésia vai na quarta. Na Tailândia vai na décima. No Reino Unido estreou este ano e já tem temporada para o próximo ano em janeiro. No país de origem (Coreia do Sul) está no ar desde 2015. Portanto, contra factos não há argumentos. É um formato de sucesso. 

Eu percebo que vocês gostem do "All Together Now" e respeito a vossa opinião, obviamente. Mas em termos factuais não é um grande formato sendo que só no Brasil é que podemos falar de sucesso. No resto dos países teve uma ou duas temporadas, e numa parte desses países já foi cancelada. 

Eu não duvido que a estreia vai liderar. É novo, tem a Cristina. Mas o formato é cansativo. É a mesma coisa que se todo o "The Voice" fosse só as provas cegas, cansa rápido.

Edited by VTL
Link to post
Share on other sites

O Masked Singer, falando na minha experiência, acho cansativo. Vi as duas primeiras temporadas dos EUA e fiquei-me por aí. Acredito que isto seja do mesmo género, tem piada no início porque acaba por ser algo diferente, mas depois cansa.

  • Like 3
Link to post
Share on other sites
há 4 minutos, VTL disse:

The Voice: satura mas já liderou duas semanas consecutivas. 

A Máscara vai na quarta edição nos EUA. Na Austrália já vai para a terceira temporada. Na Alemanha vai na terceira e já confirmaram uma quarta temporada. Na Indonésia vai na quarta. Na Tailândia vai na décima. No Reino Unido estreou este ano e já tem temporada para o próximo ano em janeiro. No país de origem (Coreia do Sul) está no ar desde 2015. Portanto, contra factos não há argumentos. É um formato de sucesso. 

Eu percebo que vocês gostem do "All Together Now" e respeito a vossa opinião, obviamente. Mas em termos factuais não é um grande formato sendo que só no Brasil é que podemos falar de sucesso. No resto dos países teve uma ou duas temporadas, e numa parte desses países já foi cancelada. 

Eu não duvido que a estreia vai liderar. É novo, tem a Cristina. Mas o formato é cansativo. É a mesma coisa que se todo o "The Voice" fosse só as provas cegas, cansa rápido.

Compreendo tudo o que disseste, mas já se viu que ultimamente o que não resulta nos outros países, resulta cá dentro e vice versa. Alias, às próprias audiencias andam super incertas. Acho que isso do ser cancelado lá fora é relativo. Cá dentro até pode ser um sucessão e fazerem-se várias temporadas. Só saberemos quando estrear. 

Link to post
Share on other sites
1 minute ago, fscd said:

Compreendo tudo o que disseste, mas já se viu que ultimamente o que não resulta nos outros países, resulta cá dentro e vice versa. Alias, às próprias audiencias andam super incertas. Acho que isso do ser cancelado lá fora é relativo. Cá dentro até pode ser um sucessão e fazerem-se várias temporadas. Só saberemos quando estrear. 

Concordo e eu não disse o contrário. Até porque por cá o que é mau muitas vezes é premiado. Dá-se muitas vezes pérolas a porcos como se costuma dizer. Por isso sem dúvida que tudo pode acontecer. 

Estava só a defender a minha tese de que não é, de todo, um grande formato ou um formato de sucesso. Tenho para mim que vai ser um "Prémio de Sonho". O Daniel que aposte bem contra isto, qualquer dos formatos de sucesso da SIC darão uma coça a isto.

Link to post
Share on other sites

Eu concordo, isto faz lembrar o Masked Singer porque é um formato de canto mas com um twist. Os primeiros programas são muito engraçados mas depois cansa um pouco. 

Não falo de audiências porque as minhas previsões são sempre ao lado mas acho que pode correr bem. O sucesso vai depender da concorrência também. À partida, acho que o Hell’s Kitchen corresponde mais ao mercado português. Se for contra outra experiência social da SIC, tem tudo para brilhar.

Edited by Pedro MCT
Link to post
Share on other sites

Este formato é do género do Rising Star... Só que em vez do cantor estar tapado pelo ecrã e ser o público a votar, é um júri ligado à área da industria musical.

Falando em Rising Star... Isto com o confinamento, e tudo em casa, era capaz de resultar nesse aspeto. Outro formato com potencial, pela interação, mas que não vingou muito bem por cá.

  • Like 2
Link to post
Share on other sites
14 minutes ago, Hugo said:

O Masked Singer, falando na minha experiência, acho cansativo. Vi as duas primeiras temporadas dos EUA e fiquei-me por aí. Acredito que isto seja do mesmo género, tem piada no início porque acaba por ser algo diferente, mas depois cansa.

Sim, este formato vai cansar. 

O "Masked Singer" é um formato mais dinâmico e há sempre inovações. É possível criar dinâmicas e mutações diferentes de temporada para temporada. 
Este é o mais rudimentar de sempre, é um espetáculo de Karaoke semanal.... é mais um game show do que um talent show. 

Se a TVI tem a Operação Triunfo e apostou nisto... jesus.

Edited by VTL
Link to post
Share on other sites

Este programa, como já disseram, funciona muito a nível visual e, desse ponto de vista, terão que trabalhar muito bem a realização. 

Se vai cansar? Provavelmente, não há nenhum talent-show que não canse ao fim de meia dúzia de emissões, portanto, é tentar acertar bem esse ponto. 

  • Thanks 2
Link to post
Share on other sites
há 8 minutos, VTL disse:

Se a TVI tem a Operação Triunfo e apostou nisto... jesus.

Até parece que é o pior programa do mundo. E acho a OT uma seca de programa, compreende-se nunca terem feito uma nova versão. 

  • Like 2
Link to post
Share on other sites

O OT é péssimo, falei.

O All Together Now tem uma componente emocional muito forte. Eu adoro ver o júri em coro com o concorrente, dá um momento bem bonito. Se vai cansar, isso de certeza. Mas é como tudo.

Isto é programa para se ir fazendo de ano em ano, e se tanto. Não é para se saturar com o The Voice.

Link to post
Share on other sites

O formato é chatinho, mas com a Cristina vai ganhar outro brilho. 

Oxalá que a SIC não subestime isto e não volte a apostar em experiências sociais.

Edited by Gonzalo
Link to post
Share on other sites
há 52 minutos, msm0 disse:

E acho a OT uma seca de programa, compreende-se nunca terem feito uma nova versão. 

 

há 17 minutos, Mar-Vell disse:

O OT é péssimo, falei.

É seca pela forma como foi adaptada em Portugal. Em Espanha a OT funciona como um mix de talent show e reality show, em que se vai seguindo o dia-a-dia dos concorrentes na academia (com várias actividades e explorando as situações de humor, romance, etc). Nas galas (que ocorrem uma vez por semana) há as performances musicais e eles são expulsos ou continuam no programa com base do desempenho musical, mas muita da fandom deriva da componente de reality show. Diria mesmo que se fizessem isto aqui com concorrentes bons (tipo OT 2017) matavam dois coelhos de uma cajadada só e não precisavam de um Big Brother para nada! 

  • Like 2
Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

×
×
  • Create New...