Jump to content

Ficção Nacional

Membros
  • Content Count

    440
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

547 Repórter de vacas bravas na CMTV

About Ficção Nacional

  • Rank
    A fazer o meu caminho

Recent Profile Visitors

The recent visitors block is disabled and is not being shown to other users.

  1. E lá pecaram os dois.. Fogo que padre aquele.
  2. Ficção Nacional

    Nazaré

    Também engravidava dele.
  3. Continuo a achar este produto do melhor da ficção da SIC, só mesmo a par de Mar Slagado. A música da Ala dos Namorados que embala o casal protagonista é linda. Mas já aconteceu tanta coisa em três semanas que fico-me a perguntar como é que isto aguentará o ritmo durante 280 episódios. Enfim, vamos ver. A Mariana Monteiro está linda, sempre de botas. E adoro a Luciana Abreu e o seu padre.. Os diálogos entre eles são demais.
  4. E eu adorei ver o corpinho sarado do Renato Godinho.
  5. - Abençoado seja o senhor. - Eu? - Hun Hun. - Ah pois, que o senhor esteja consigo? - O senhor padre veio beber um copo? - Sim, vim. Isto é um lugar decente não é? - Hun... É o melhor bar do distrito, agora decente... não é. - Porte-se bem menina. Com licença. -Eu olho para este padre e só me dá vontade de pecar. Estes dois prometem. Este João Baptista é mesmo um pecado fdx.
  6. Odeio que façam isso.
  7. Não filho. Simplesmente sou exigente. Não papo qualquer m*****. É novela. Novela tem de ser assim para ter episódios. Mas gostei muito daquela cena a 3 e depois a cena dos irmãos. A embalagem disto aliada à qualidade dos diálogos é top. Foi isso que mais me fez amar 'Mar Salgado' e é isso que vejo aqui em 'Terra Brava'. E daqui para a frente isto só vai melhorar. E não se esqueçam: 'Água Benta não lubrifica'.
  8. Já tinha mesmo tantas saudades de uma novela como esta. Se isto se mantiver assim, considera que 'Terra Brava' é a sucessora da última grande novela portuguesa, 'Mar Salgado'. Ainda só vamos no capítulo 8 e já a Beatriz está a ser forçada a manter o casamento sob pena de o irmão não ir parar à cadeia. E isto nem é o enredo principal, a vingança propriamente dita. Há tanta coisa ainda por vir... Meu Deus. Isto está bom demais. A novela é verdadeiramente viciante. E os núcleos cómicos são mesmo cómicos, recheados de cenas para rir... Adoro isto. Tinha uma vibe desde que isto foi anunciado e está a confirmar-se. 'Terra Brava' é a melhor novela da atualidade e a Inês Gomes cada vez mais a melhor autora de novelas portuguesa. Só não é perfeito porque a novela está cheia de erros de continuidade. É preciso melhorar isso.
  9. Esta primeira semana da novela foi tão redondinha... Tou a gostar bastante.
  10. Tão triste o nível de cultura geral dos participantes deste segundo programa...
  11. O Diogo não é nada à Beatriz. Eram amigos. O pai dele era amante da mãe dela. O Tiago não é filho da Eduarda. É irmão do Diogo, que foi dado em adopção após a morte dos pais e o do desaparecimento do Diogo. De qualquer forma isso só deve ser revelado mais tarde, se se confirmar de facto que assim é.
  12. O primeiro episódio foi exatamente tudo aquilo que esperava e que já sabia da novela: - o rapto e a destruição da família do Rodrigo/Diogo; a apropriação da Eduarda de tudo aquilo que era dele e dos seus pais; o virarem adultos; a vida dele nos comandos e o embate com a realidade; o vilão controlador da vida da mulher e o acidente, salvamento e conhecimento dos protagonistas; além do primeiro encontro entre o Rodrigo com a mulher responsável pela destruição da sua infância. A história principal da novela não é novidade na nossa televisão e, sinceramente, acho que é um pouco mais do mesmo. O diferencial, grande diferencial disto é ser mesmo ambientada no mundo rural, o que pode trazer um colorido a mais à novela. E a novela usa e abusa da belíssima fotografia do Alqueva, dos cavalos, de Rio Frio, etc. Acho que a Inês Gomes quis fazer uma história mais cliché e folhetisnesca, mas confesso que esperava algo mais interessante. Quando um episódio decorre da maneira que tu pensas que se vai desenvolver, sem tirar nem por, quer dizer que é mesmo mais do mesmo. E aqui só muda claramente a embalagem. Mas há muita coisa boa por explorar, até mesmo da história principal. A identidade falsa do Diogo, a vingança contra a Eduarda e o plano para lhe tirar tudo, o namoro com a Beatriz e a rivalidade com o Tiago, que é o seu irmão desaparecido, o parentesco com o filho da Eduarda e irmão da Beatriz, etc etc. Vai existir certamente bons embates. Não houve nenhuma interpretação que eu destacasse pela positiva. Já pela negativa destaco o Renato Godinho que já cansa ver interpretar vilões ou ainda o Fernando Luís, canastrão como sempre. Gosto mais da interpretação da Mariana Monteiro, mas ainda deu para ver pouco. Ponto positivo para a cena das prostitutas contra a miss 'Naftalina' que me fez rir imenso. A cena do cabaret podia ter sido mais executada tecnicamente, mas, sinceramente, achei aquele décor tão falso por ser tão pequeno. Houve falhas técnicas na novela, nomeadamente o duplo que se atira da ponte em que dá para ver bem que não é o João Catarré e a cena do acidente, porque àquela velocidade e batendo de trás, era impossível o carro capotar de tal modo que resvala e cai ponte abaixo. Muito mau. A passagem de tempo foi bem feita, muito bem feita, mas recordo que já em 2005 a TVI fazia algo muito bem do género em Dei-te Quase Tudo. Uma pergunta que não quer calar: como é que os raptores passam tão bem pela fronteira portuguesa em 1989, quando ainda não existia livre circulação de pessoas e as fronteiras eram bem patrulhadas e vigiadas, e percorre quase a Europa toda sei serem apanhados? Pois.. Vá-se lá saber. De 0 a 10 daria 6. Não me prendeu tanto como desejaria. Acho que até desiludiu mais face ao que esperava. Conto com o excelente desenvolvimento da Inês Gomes para isto. Que siga a cartilha 'Mar Salgado'. Fala do capítulo: - Onde é que tá o palhaço? - À minha frente.
  13. Acho esta série bem complexa, agora que vai dos anos 1950 a 2050, misturando personagens e séries. É bem complexa. Exige que se pense.
  14. Não acredito que isto vá para as 18h. Como é que se reformula algo em tão pouco tempo?
×
×
  • Create New...