Jump to content

Ficção Nacional

Membros
  • Content Count

    480
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

609 Repórter de vacas bravas na CMTV

About Ficção Nacional

  • Rank
    A fazer o meu caminho

Recent Profile Visitors

The recent visitors block is disabled and is not being shown to other users.

  1. A novela tá com um ritmo muito lento... Esta história do assédio é só estúpida e serve para encher linguiça.
  2. Acabei agora de ver os primeiros cinco episódios e estou chocado com o desenvolvimento disto. Todos os episódios há barracada, escandaleiras e discussões como eu gosto numa novela. Tem um bom ritmo e gosto muito do entrosamento entre os 4 atores. Para mim, quem está a carregar esta novela às costas é o Pedro Teixeira, que faz de homem ressentido, vulgar, ordinário e sem escrúpulos. Um registo diferente e por isso destaca-se bastante. Só acho que a novela continua a ter uma embalagem algo low cost, praticamente toda gravada em estúdio. Mas pelo menos não enrola tanto como Terra Brava que, por ter tantos núcleos paralelos, não desenvolve a hstória central a bom ritmo. É pena mesmo é o genérico medonho disto. Vi o primeiro episódio e não achei nada de especial, mas a partir do segundo, do confronto entre o Pedro Teixeira e o Isaac Alfaiate e, depois do Pedro Teixeira e do Filipe Vargas, fiquei preso a isto. Dos 4 irmãos, o Pedro Sousa é claramente o mais fraco ator, mas julgo que terá um personagem bem complexo entre mãos, estilo sociopata. O que ele fez ao cão denuncia bem o que vem por aí. Preso a isto, god.
  3. A novela que se beneficie agora da quarentena, porque senão coitadinhos... Realmente a única que coisa que se aproveita são os 4 irmãos. De resto, tudo lixo.
  4. Ainda não houve nenhum barraco abissal nesta novela como a cena em que a Patrícia faz o escândalo na mansão em Mar Salgado. Aliás, esse é o melhor barraco das novelas portuguesas até hoje. Quase 10 minutos de barraco em que a casa literalmente vem abaixo.
  5. A única coisa que se aproveita são os gajos que fazem de irmãos, que são podres de bons e o Pedro Teixeira a fazer de porco e com um vocabulário vulgar e ordinário. De resto tudo lixo. Em 2020, estarmos a adaptar histórias da carochinha latinas já não lembra ninguém. Novela low cost, quase toda sem exteriores, atuações (especialmente da Sara Barradas) super exageradas, genérico lixo, e banda sonora algo nostálgica. O núcleo da Marina Mota super exagerado, especialmente o outro a chamar os patrões sempre de fascistas. Cenários algo pobres. Não fiquei fã, mas vou dar um olho ao desenvolvimento disto. Sempre parece ter premissa melhor, para mim, que o erro da televisão ao lado chamado Nazaré.
  6. Que genérico hediondo. Como é que em pleno 2020, a TVI cria novamente um genérico com fotos dos atores e flores como as primeiras novelas do canal? Depois a segunda parte parece um déjà vu de Feitiço de Amor... Coisa horrorosa.. Fora que a música não combina ali em nada.
  7. Vão matar um dos gajos mais gostosos da série? Fdx
  8. Esta T4 é só a decisão mais estúpida que alguma vez o Daniel Oliveira tomou.
  9. Ele disse Apoiador?? Não seria Apoiante??
  10. Belaventura teve uma história muito melhor que Deus Salve o Rei.. O problema foi a péssima produção, elenco e orçamento baixo da novela dele na Record.
  11. Amar Demais definitivo? Perfeito, gosto bastante.
  12. Este par da Margarida é podre de giro e de bom. God.
  13. Acredito que a manter-se assim ainda termine com 31 ou 32 de média geral. É uma audiência satisfatória. Neste momento, já tem quase 30 pontos de média geral.
  14. Será um thriller psicológico, à semelhança de A Favorita, mas com elementos de sucesso de Avenida Brasil. A sinopse é muito forte pelo que já se comenta na Globo. Vamos ver.
×
×
  • Create New...