Jump to content

Vanda [Opto SIC]


Pedro M.

Recommended Posts

há 30 minutos, Pedro M. disse:

Captura-de-ecr%C3%A3-2013-01-31-%C3%A0s-18.02.04.png

Título: A Viúva Negra

Produção: SP-i, SA

Realização: Simão Cayatte

Argumento: Patrícia Müller

Orçamento requerido: 468.000 €

 

Gosto da Patrícia nas séries, vamos ver o que sai daí.

A SP-i, a versão internacional da SP, foi a que fez a Auga Seca, que atualmente está na HBO.

  • Like 3
Link to comment
Share on other sites

há 1 hora, Televisão 10 disse:

A ter a SP-i como produtora, não será uma coprodução com outras emissoras de outros países?

Também foi aquilo que me veio imediatamente à cabeça. É uma forte possibilidade.

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

5 minutes ago, Pedro M. said:

Sara Leão (35 anos) é uma mulher feliz, casada, com dois filhos

Deve ser a Joana.:cleopatra:

 

7 minutes ago, Pedro M. said:

Sara Leão (35 anos) é uma mulher feliz, casada, com dois filhos, dona de um salão de cabeleireiro e com uma vida tranquila. Um dia apanha Alfredo, o seu marido, na cama com outra mulher e o seu mundo desmorona, até descobrir que Alfredo - gerente do seu salão - lhe roubou todo o dinheiro.

A Eva está de volta.  :adoro:

  • Like 3
  • Love 6
Link to comment
Share on other sites

Achei interessante. Vamos lá ver. Pela forma como a Patrícia Müller falou sobre isto ao Fantastic, suponho que a produção esteja assegurada desde já.

Isto é mesmo personagem a pensar na Joana Santos. Se bem que lembra a Eva de Vidas Opostas...

Edited by Pedro M.
  • Like 10
Link to comment
Share on other sites

A solitária, de 42 anos, conhecida por ‘Viúva Negra’ pela forma como se apresentava nos bancos, sempre toda vestida de preto, com uns grandes óculos escuros, confessou depois de ter sido apanhada que foram as dívidas acumuladas ao Fisco e à Segurança Social que a levaram a lançar-se na vaga de assaltos armados – a ex-empresária geriu uma empresa distribuidora de cosméticos que entrou em grandes dificuldades financeiras.


Entrava nas dependências com uma arma escondida e escolhia sempre o balcão de atendimento que tivesse uma mulher. Considerava-as mais frágeis, fazia-lhes ameaças e exigia o dinheiro. De abril de 2011 a outubro do ano passado esteve imparável. Ao todo, foram onze roubos consumados. A antiga cabeleireira caiu ao 12º assalto, no Banif de Entrecampos. O gerente desarmou-a, chamou a PSP – e a assaltante foi entregue à Unidade de Contra terrorismo da Judiciária. Acabou acusada pela Unidade Especial de Combate ao Crime Violento do DIAP.

 

Fonte: Correio da Manhã

 

 

  • Like 3
  • Shock 7
Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

×
×
  • Create New...