Jump to content
Mr. Carter

Serviços de Streaming [Tópico Geral]

Recommended Posts

AT&T prepara plataforma OTT com conteúdos da Warner Bros, Turner e HBO

[IMG]

Depois de ter sido conhecidos os planos da Disney para lançar em 2019 uma plataforma OTT própria, é agora a vez de a WarnerMedia se colocar em rota de concorrência com o Netflix. A empresa, cuja nova designação foi adoptada na sequência da aquisição da Time Warner por parte da operadora de telecomunicações AT&T, servirá de base para um novo serviço de streaming de vídeo que juntará numa única plataforma filmes, séries e outros formatos de programação da Warners Bros., Turner e HBO. De acordo com o Wall Street Journal, a AT&T pretende desta forma capitalizar o investimento realizado na aquisição da Time Warner, estando a preparar o lançamento, no último trimestre de 2019, de uma plataforma OTT com três níves de serviço.

Embora não tenham sido revelados detalhes sobre a estratégia, o mesmo jornal avança que a plataforma contará com um nível de entrada destinado a um serviço de streaming de filmes, um segundo nível de serviço com programação original e um portfólio de filmes mais alargado e um terceiro nível que deverá passar por um bundle com conteúdos dos dois primeiros serviços aos quais se somarão filmes clássicos, formatos de comédia e programação infantil.

Fonte:http://www.meiosepublicidade.pt/201...orma-ott-conteudos-da-warner-bros-turner-hbo/

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Plataformas de streaming já são os principais produtores de séries nos EUA

adobestock-109426750-300x195.jpeg

Ao longo deste ano de 2018 foram produzidas no mercado norte-americano 495 séries, o que representa um crescimento face ao volume de produções em 2017. Pela primeira vez, de acordo com um estudo anual patrocinado pelo canal FX e divulgado pela Advertising Age, as plataformas de streaming como Netflix, Amazon Prime Video ou Hulu foram responsáveis por um volume de produção superior quer ao das televisões free-to-air quer ao dos canais cabo. No total, as plataformas de video on demand foram responsáveis por 160 produções em 2018, superando as 146 séries produzidas pelas estações em sinal aberto e as 144 produções a cargo de canais cabo. Os canais cabo premium, como HBO ou Showtime, foram responsáveis pela produção de 45 séries.

Apesar do crescimento de 7%, que coloca em 42% o aumento do número de séries produzidas nos últimos cinco anos (desde que o estudo é realizado), regista-se uma desaceleração já que o incremento do número de séries produzidas em 2017 comparativamente a 2016 tinha chegado aos 8%. Feitas as contas, as séries originais de plataformas de streaming representam já quase um terço da produção no mercado norte-americano (32%), enquanto as estações free-to-air representam 30% e os canais cabo 29%, aos quais se somam as séries produzidas pelos canais premium (9%).

Fonte:http://www.meiosepublicidade.pt/2018/12/plataformas-streaming-ja-sao-os-principais-produtores-series-nos-eua/

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Amazon reforça oferta nos serviços de streaming agora com publicidade

amazon-imdb-freedive.jpg

À plataforma over-the-top Amazon Prime Video, com um modelo por subscrição à semelhança do Netflix, o gigante online norte-americano junta agora um serviço de streaming gratuito sustentado em publicidade. Lançado através do IMDb, detido pela Amazon, o serviço agora lançado assume a designação IMDb Freedive e promete a possibilidade de os utilizadores verem filmes e séries de televisão gratuitamente ao mesmo tempo que abre mais uma fonte de receita publicitária enquadrada no âmbito da estratégia da empresa para captar maior investimento publicitário.

Para já, o inventário ainda é reduzido comparativamente aos serviços de streaming disponíveis no mercado, com episódios de algumas séries mais recentes como Heroes ou The Bachelor e outras mais antigas como Sem Rasto ou Fringe. No entanto, de acordo com o IMDb, a oferta deverá evoluir e será progressivamente alargada. Por enquanto, o serviço está também apenas disponível no mercado norte-americano.

Fonte:http://www.meiosepublicidade.pt/2019/01/amazon-reforca-oferta-nos-servicos-streaming-agora-publicidade/

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

NBCUniversal planeia lançamento de plataforma OTT em 2020

nbc-universalsvg-300x116.png

A concorrência no campeonato dos serviços de streaming promete continuar a intensificar-se com a NBCUniversal a anunciar a intenção de lançar a sua própria plataforma OTT em 2020. Após a chegada do serviço de streaming Disney+, prevista para o último trimestre deste ano, será a vez de a NBCUniversal se juntar ao lote de novas plataformas em rota para competir com Netflix, Amazon Prime Video ou Hulu. No entanto, a cadeia televisiva norte-americana promete uma abordagem diferente destas plataformas já que apostará num modelo semelhante ao do serviço de streaming de música Spotify, com a operação suportada por receitas publicitárias na plataforma e um segundo pacote premium para quem preferir uma experiência sem anúncios.

“As pessoas estão a consumir mais conteúdos premium do que nunca, mas querem flexibilidade e valor. A NBCUniversal está perfeitamente posicionada para oferecer variedade de escolha graças ao nosso profundo relacionamento com os anunciantes e parceiros de distribuição, bem como as nossas capacidades de targeting”, aponta a empresa, sublinhando que “a publicidade continua a ser um parte determinante do ecossistema de entretenimento e acreditamos que um serviço de streaming com anúncios limitados e personalizados permitirá uma melhor experiência ao consumidor”.

A plataforma OTT da NBCUniversal será gratuita para os 52 milhões de consumidores de serviços Comcast Cable e Sky, bem como para quem optar pela versão gratuita suportada por anúncios, havendo depois uma versão premium cujo valor de subscrição ainda não é conhecido. O serviço, que será lançado primeiramente no mercado norte-americano, chegará também aos mercados europeus através da equipa responsável pela implementação da plataforma OTT Now TV da Sky. Além dos conteúdos detidos pela NBCUniversal, a plataforma deverá avançar também para a produção de conteúdo original.

Fonte:http://www.meiosepublicidade.pt/2019/01/nbcuniversal-planeia-lancamento-plataforma-ott-2020/

Share this post


Link to post
Share on other sites

Viacom compra plataforma de streaming Pluto TV por 340 milhões

pluto-tv.jpg

Num negócio que terá envolvido uma verba na ordem dos 340 milhões de dólares, a Viacom anunciou esta terça-feira a aquisição da plataforma de streaming Pluto TV. Ao contrário de outras empresas de media que estão a apostar na criação das suas próprias plataformas OTT, casos da Disney e da NBCUniversal, o grupo que detém canais como MTV, VH1, Nickelodeon ou Comedy Central, avançou para a aquisição de uma plataforma com mais de 100 canais e que opera com um modelo gratuito suportado por receitas publicitárias.

O objectivo passará por impulsionar as receitas publicitárias do grupo, sendo que, de acordo com fontes citadas pelo Wall Street Journal, as previsões apontam para um crescimento das receitas da Pluto TV para os 150 milhões de dólares em 2019, sobretudo provenientes de publicidade digital. “Vemos um espaço por ocupar no mercado de streaming suportado por receitas publicitárias”, afirmou Bob Bakish, CEO da Viacom. O negócio deverá ficar concluído até ao final do primeiro trimestre.

Fonte:http://www.meiosepublicidade.pt/2019/01/viacom-compra-plataforma-streaming-pluto-tv-340-milhoes/

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Discovery prepara terreno para plataforma de streaming com aquisição de conteúdos da BBC

market.jpg

Num negócio que terá rondado os 350 milhões de euros, o Discovery chegou a acordo com a BBC para assumir os direitos de streaming dos conteúdos de história natural da estação britânica onde se incluem formatos populares como Planet Earth e Blue Planet. Nos planos do grupo norte-americano está o lançamento, previsto para 2020, de uma plataforma de streaming de vídeo on demand (SVOD) no segmento de conteúdos factuais que terá entre os pilares da sua programação os conteúdos produzidos pela BBC Studios, incluindo não só todos os conteúdos já disponíveis no portfólio da estação britânica mas também o desenvolvimento de novos conteúdos em conjunto no futuro.

O acordo agora estabelecido entre o grupo Discovery e a BBC terá uma duração de 10 anos, permitindo a distribuição dos formatos BBC na nova plataforma Discovery em todos os mercados mundiais com excepção do Reino Unido (onde a BBC terá a sua própria plataforma BritBox em breve), Irlanda e China, sendo descrito por Tony Hall, director-geral da estação britânica, como “o maior acordo de conteúdos que a BBC alguma vez concretizou”.

“A nova plataforma vai ser o primeiro serviço global direct-to-consumer com as propriedades intelectuais mais icónicas desta categoria, incluindo a série Planet Earth, futuras sequelas e spinoffs de todas as séries existentes, além de nova programação exclusiva nas categorias de história natural e ciência a desenvolver futuramente”, afirmou David Zaslav, CEO do grupo Discovery, em comunicado emitido sobre o negócio, onde considera que “há um tremendo valor de mercado para estas categorias de programação, que apelam a um público alargado e promovem um forte engagement multi-geracional, e esperamos preencher esse vazio no mercado global”. A plataforma a lançar em 2020 ainda não tem nome mas, segundo David Zaslav, poderá ter um custo de subscrição a rondar os cinco dólares por mês.

Fonte:http://www.meiosepublicidade.pt/2019/04/discovery-prepara-terreno-plataforma-streaming-aquisicao-conteudos-da-bbc/

Share this post


Link to post
Share on other sites

E depois da chegada do Disney + vai ser hora de cancelar a TV por cabo, se apenas com a Netflix já mal vejo televisão quando tiver a dupla Netflix e Disney + deixo de precisar da TV por cabo de vez.

  • Like 2
  • Love 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 4 horas, Cláudio. disse:

E depois da chegada do Disney + vai ser hora de cancelar a TV por cabo, se apenas com a Netflix já mal vejo televisão quando tiver a dupla Netflix e Disney + deixo de precisar da TV por cabo de vez.

Em Portugal não compensa não ter TV por cabo. As diferenças de valores para teres NET fixa, sem tv, são irrisórios. Por volta dos 4€. 

Eu tenho Netflix e HBO desde o dia 1 e tomara eu ter mais tempo para consumir os dois. Se em Portugal houvesse pacotes só de NET por 15€, eu também deixava a TV cabo de lado. 

  • Like 4

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 16 horas, Cláudio. disse:

E depois da chegada do Disney + vai ser hora de cancelar a TV por cabo, se apenas com a Netflix já mal vejo televisão quando tiver a dupla Netflix e Disney + deixo de precisar da TV por cabo de vez.

E programas culturais, noticiários, desporto...?

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 23 horas, ATVTQsV disse:

O lançamento será apontado para Novembro (espero que seja uma data internacional). No entanto, isto irá por em jogo os canais da Disney, pois o próprio Bob Iger tem uma filosofia de "mudar para o streaming". A Disney fechou a versão australiana do Disney XD e vai deixar de licenciar séries a canais extra-Disney para bem da plataforma deles.

Os canais Disney já tinham pouco investimento e agora vão praticamente deixar de ter qualquer tipo de investimento. O foco deles vai ser a plataforma de streaming. O Disney XD praticamente não tem séries novas originais da Disney, apenas reruns e séries importadas de outros canais. E não me admirava se descontinuarem o Disney XD e ficarem só com o Disney Channel (apenas para servir de flagship da Walt Disney-ABC Group).

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 7 horas, hugors disse:

E programas culturais, noticiários, desporto...?

Não vejo nada disso, notícias temos espalhadas pelas redes sociais. Aliás muita gente só está a manter a TV por cabo por causa de ter internet como disse o @Rafael A. infelizmente os preços de pacotes só com internet ainda não compensam. Mas acho que isso vai acabar por mudar.

  • Like 1
  • Love 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 30 minutos, Cláudio. disse:

Não vejo nada disso, notícias temos espalhadas pelas redes sociais. Aliás muita gente só está a manter a TV por cabo por causa de ter internet como disse o @Rafael A. infelizmente os preços de pacotes só com internet ainda não compensam. Mas acho que isso vai acabar por mudar.

exatamente. notícias vêem-se no google news ou no facebook. não entendo porque é que as operadoras em Portugal continuam a forçar as pessoas a terem de ter pacotes all-in-one, quando a qualidade da programação dos canais tem vindo a piorar de ano para ano. Canais de séries, praticamente só passam os mesmos filmes repetidos ao fim de semana, este modelo não vai ser sustentável durante muito mais tempo. algum dia, eles vão ter de perceber que muita gente só quer mesmo ter a internet. eu acho que fazendo pacotes mais baratos de internet, podiam na mesma ter altos lucros, pois as pessoas iriam aderir.

Share this post


Link to post
Share on other sites

São tantos os serviços de streaming, acho que podem vir a anular-se uns aos outros. E ainda há o da Apple...

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
On 13/04/2019 at 14:29, Forbidden disse:

São tantos os serviços de streaming, acho que podem vir a anular-se uns aos outros. E ainda há o da Apple...

O da Apple é mais um alojador de conteúdo. Como que uma plataforma que junta várias numa só. 

  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 3 minutos, Rafael A. disse:

O da Apple é mais um alojador de conteúdo. Como que uma plataforma que junta várias numa só. 

Sim, mas também vai ter séries originais e documentários, isto do que li.

Edited by Forbidden

Share this post


Link to post
Share on other sites

O truque é ir rodando as plataformas de streaming. Cancela-se uma, vai-se para a outra e quando a outra tiver umas coisas interessantes cancela-se a segunda e volta-se à primeira. 

  • Like 2
  • Love 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
agora mesmo, André disse:

O truque é ir rodando as plataformas de streaming. Cancela-se uma, vai-se para a outra e quando a outra tiver umas coisas interessantes cancela-se a segunda e volta-se à primeira. 

É isso que eu faço. um mês tenho Netflix, noutro Hulu (com VPN), noutro HBO. ;)

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 15 horas, Cláudio. disse:

Não vejo nada disso, notícias temos espalhadas pelas redes sociais. Aliás muita gente só está a manter a TV por cabo por causa de ter internet como disse o @Rafael A. infelizmente os preços de pacotes só com internet ainda não compensam. Mas acho que isso vai acabar por mudar.

Não vês nada disso fazes mal. 

Se acham que é através de séries e filmes que aumentam a vossa cultura... 

  • Like 1
  • LOL 3
  • Confused 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 1 hora, Gabriel disse:

Certamente também não será a espumar num fórum de televisão que vais aumentar a tua. :cryhappy:

Não se trata disso. Uma coisa é entretenimento outra é informação. Tudo é necessário, se não for na tv que seja nos livros, jornais, etc. A televisão não é fundamental, longe disso, mas fazerem crer que pode ser substituída pelos netflixs desta vida só me leva a concluir que só querem saber de séries/filmes. Mas cada um é que sabe.

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 8 horas, Cláudio. disse:

Sabes que o serviço de streaming tem um lado gigante só com documentário certo? Sabes que existe notícias por todo o lado no mundo digital certo? Ninguém nos dia de hoje está atenta aos telejornais para se manter informado a informação é nós apresentada de diversas formas, cada um escolhe como a absorver. 

isso do "ninguém", mesmo que seja uma maneira de dizer, é muito exagerado.

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


×
×
  • Create New...