Jump to content

TekClub

Membros
  • Content Count

    2,036
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

3,035 Artista do Somos Portugal

2 Followers

About TekClub

  • Rank
    Comento crimes na CMTV
  • Birthday April 5

Informações de Perfil

  • Género
    Homem

Recent Profile Visitors

2,460 profile views
  1. TekClub

    Desporto RTP1

    Final da Taça da Liga muda-se da TVI para a RTP A transmissão em sinal aberto da final da Taça da Liga, que no último ano foi licenciada pela Sport TV à TVI, passou este ano para as mãos da estação pública. “A Sport TV licenciou a Allianz Cup (Taça da Liga) à RTP para ser transmitida em sinal aberto para todos os portugueses”, informa o canal desportivo premium em comunicado, onde sublinha que “prescinde, assim, da exclusividade que tinha na transmissão do jogo que opõe FC Porto ao SC Braga e que ditará o campeão de Inverno, abrindo caminho para que seja visto por todos os portugueses”. O encontro tem lugar este sábado, dia 25 de Janeiro, no Estádio Municipal de Braga. Fonte:https://www.meiosepublicidade.pt/2020/01/final-da-taca-da-liga-muda-da-tvi-rtp/
  2. TekClub

    S+

    Canal S+ chega aos comboios da CP e prepara internacionalização Os programas do Canal S+ passaram a estar disponíveis no circuito de televisão dos Alfa e Intercidades da CP. O canal temático de saúde estabeleceu uma parceria com a empresa de ferroviária, no intuito de divulgar os programas que integram a grelha, incluindo os conduzidos pela psicóloga clínica Joana Amaral Dias (programa Sete Vidas), Margarida Pinto Correia (programa “Raio X”) ou a jornalista Vera Lúcia Arreigoso (Check-Up). “Cada vez mais os conteúdos têm de viajar por diversas plataformas. E neste caso, vão mesmo viajar pelo país”, refere ao M&P Vasco Domingos, director de informação e conteúdos do canal. A CP mantém acordos de exibição de conteúdos com outros canais. Actualmente, o Canal S+ produz cinco horas e meia de conteúdos diários, em português. “Estamos muito satisfeitos com esta parceria que seguramente dará lugar a outras. O caminho da internacionalização do S+ será um rumo a trilhar muito em breve”, acrescenta o mesmo responsável, sem adiantar mais pormenores. O canal temático de saúde encontra-se nas distribuidoras NOS, Meo e Vodafone Portugal, emite desde Abril de 2018 e é detido pela produtora Mediapro. Fonte:https://www.meiosepublicidade.pt/2020/01/canal-s-chega-aos-comboios-da-cp-prepara-internacionalizacao/
  3. TekClub

    RTP3

    O NOS Studios pode dar esses filmes as horas que quiser porque e um canal premium tal como os TVCines que também fazem isso..
  4. Guerra do streaming já mexe com resultados do Netflix O crescimento do número de subscritores do Netflix ficou aquém das expectativas no último trimestre de 2019, período que marcou a chegada ao mercado dos concorrentes Disney+ e Apple TV+. De acordo com os resultados divulgados esta semana pela plataforma de streaming, foram conquistados 550 mil novos assinantes nos mercados norte-americano e canadiano, número que fica abaixo das expectativas dos analistas e investidores e contrasta com 1,7 milhões de novos subscritores adicionados nos mesmos mercados no trimestre homólogo em 2018. Analisando o número de assinantes a nível global, o Netflix alcançou 8,8 milhões de novos subscritores nos últimos três meses de 2019, valor em linha com o crescimento registado em igual período do ano anterior. “O baixo crescimento de assinantes, nos Estados Unidos e no Canadá, provavelmente foi causado pela recente mudança de preços e pelos lançamentos competitivos no mercado dos Estados Unidos”, admitiu o Netflix numa nota endereçada aos accionistas, onde assegura estar, “como sempre, a trabalhar para melhorar o serviço, combater esses factores e aumentar as assinaturas”. Recorde-se que estes resultados correspondem a um período que coincide com o lançamento da plataforma de streaming própria da Disney, que arrancou nos EUA, Canadá, Nova Zelândia, Austrália e Holanda no passado mês de Novembro, bem como a entrada da Apple na guerra do streaming com a aposta no serviço Apple TV+, já disponível também no mercado português. Para este ano, as previsões do Netflix antecipam um crescimento de 7 milhões de novos assinantes durante o primeiro trimestre, expectativa já ajustada à nova realidade uma vez que compara com os 9,6 milhões de novos subscritores que a plataforma conseguiu adicionar no trimestre homólogo em 2019. O primeiro trimestre de 2020 marcará a chegada do Disney+ a vários mercados europeus, com a disponibilização do serviço no Reino Unido, Irlanda, França, Alemanha, Itália, Espanha, Áustria e Suíça agendada para o próximo dia 24 de Março. Em Portugal, o Disney+ tem lançamento apontado para o Verão, numa segunda vaga de mercados europeus a receber a plataforma da Disney. Apesar do crescimento abaixo do esperado ao nível da base de assinantes, o Netflix registou nos últimos três meses de 2019 um crescimento de 30,6% nas receitas, fixadas em 5,5 mil milhões de dólares. Fonte:https://www.meiosepublicidade.pt/2020/01/guerra-do-streaming-ja-mexe-resultados-do-netflix/
  5. TekClub

    11

    Jogos do Santos de Jesualdo Ferreira no Canal 11 O Canal 11 assegurou os direitos do encontro que assinala a estreia de Jesualdo Ferreira aos comandos do Santos e deverá continuar a acompanhar a carreira do treinador português no Brasil com a transmissão de mais jogos, apurou o M&P. A partida entre o Santos e o Red Bull Bragantino, da primeira jornada da Série A1 do Campeonato Paulista, esta quinta-feira pelas 22h15, tem transmissão em directo assegurada pelo canal da Federação Portuguesa de Futebol (FPF). Contactada pelo M&P, a Federação não comenta se irá transmitir apenas este jogo ou se adquiriu os direitos dos jogos do Santos para acompanhar a carreira do Jesualdo Ferreira no Brasil. No entanto, o M&P sabe que este não será o único encontro do Santos cuja transmissão em Portugal será realizada pelo Canal 11, estando asseguradas mais partidas do Paulistão, campeonato estadual de São Paulo. Por determinar está ainda se será feito também o acompanhamento dos jogos do Campeonato Brasileiro, o Brasileirão, que apenas terá o pontapé de saída em Maio. Recorde-se que, na última época, o canal da FPF transmitiu igualmente os jogos do Flamengo treinado por Jorge Jesus. Fonte:https://www.meiosepublicidade.pt/2020/01/jogos-do-santos-jesualdo-ferreira-no-canal-11/
  6. Novos canais em teste: Russia Today HD posição 907 e Deutche Welle HD (inglês) posição 913.
  7. Novo recorde de audiência de um programa da CMTV: 413,1 mil telespectadores A semana 3 do ano é marcada por um aumento do consumo televisivo, este registou um crescimento de quase 14 minutos face à semana anterior. O tempo médio diário que cada indivíduo dedicou à utilização da televisão foi de 5h15m. Relativamente à repartição da audiência por canal, o share do Cabo desceu para os 37,0; e o da SIC para os 20,1%. A ganhar quota encontra-se a TVI, com a subida para os 13,9%; seguida de muito perto pela RTP1, que recuperou para os 13,6% de share. No que respeita ao ranking dos canais Pagos, entre os mais vistos destaca-se a presença dos infantis Disney Júnior e Cartoon Portugal, respectivamente no nono e décimo lugar, novidade face à semana passada. Nas restantes posições permanecem os mesmos canais, cabendo a liderança destacadamente à CMTV, com uma audiência de 84,8 mil telespectadores/dia. A Globo ocupa o segundo lugar, pertencendo a terceira posição ao Hollywood. Com 14,8% de audiência média o jogo da Taça de Portugal Placard/Benfica x Rio Ave revelou-se o programa mais visto na semana de 13 a 19 de Janeiro. Seguem-se no pódio a novela Nazaré e o Jornal da Noite. Pesadelo na Cozinha continua a ser o conteúdo mais visto do serão de domingo, e na programação global ocupou o quarto lugar, à frente do programa apresentado por João Manzarra, A Máscara, que actualmente conta com duas edições, uma ao sábado e outra ao domingo, sendo que a emissão de sábado foi a que reuniu mais audiência (12,6%). Na programação da oferta Pay TV registou-se um record, com 413,1 mil telespectadores: a edição de Golos/Sporting x Benfica foi até à data o programa mais visto de sempre dos canais auditados. Todas as restantes posições da tabela desta semana foram igualmente ocupadas por conteúdos CMTV. Fonte:https://www.meiosepublicidade.pt/2020/01/novo-recorde-audiencia-um-programa-da-cmtv-4131-mil-telespectadores/
  8. Chegada do Disney+ ao mercado português apontada ao Verão A chegada do serviço de streaming da Disney ao mercado português continua sem uma data concreta mas o grupo assegura agora, em comunicado oficial, que o lançamento está agendado para este Verão. A data para a disponibilização do Disney+ em Portugal era esperada para breve desde que foi anunciado o dia 31 de Março para a chegada da plataforma à Europa (a data foi agora antecipada para o dia 24), com uma primeira vaga de países onde não estava incluído o mercado português. Reino Unido, Irlanda, França, Alemanha, Itália, Espanha, Áustria e Suíça serão então os primeiros a ter acesso ao serviço, seguindo-se no decorrer do Verão uma segunda vaga que incluirá o lançamento em Portugal, que, segundo o mesmo comunicado, incluirá a disponibilização do Disney+ em todas as principais plataformas, desde os dispositivos móveis às Smart TV e consolas. Sobre a presença do serviço na oferta de operadores de telecomunicações, como acontece actualmente com o Netflix, HBO ou Amazon Prime, não é ainda conhecida a intenção da Disney. Além da janela temporal para a chegada do Disney+, sabe-se agora também quanto irá custar a o acesso ao serviço de streaming que junta conteúdos da Disney, Pixar, Star Wars ou Marvel. A subscrição mensal terá um custo de 6,99 euros, com a possibilidade de adquirir uma assinatura anual por 69,99 euros. Valores que colocam o Disney+ a meio da tabela de preços dos players concorrentes disponíveis actualmente no mercado português já que as subscrições da HBO e Apple TV têm um custo de 4,99 euro e o Amazon Prime de 5,99 euros (após um período de seis meses por 2,99 euros mensais), enquanto o Netflix disponibiliza vários pacotes de subscrição a começar nos 7,99 euros. O Disney+ foi lançado no passado mês de Novembro nos Estados Unidos, tendo chegado também à Austrália, Nova Zelândia, Canadá e Holanda antes da anunciada expansão à Europa, onde prevê chegar a todos os principais mercados no espaço de dois anos. O serviço junta filmes e produções clássicas aos catálogos da Pixar, Marvel ou Star Wars, portfólio que foi alargado novamente com a aquisição da 21st Century Fox, passando a Disney a deter também os direitos de outros produtos audiovisuais populares, como X-Men ou The Simpsons. Com os direitos sobre um catálogo vasto, a plataforma de streaming própria da Walt Disney Company prometia apontar de imediato aos fãs das sagas mais icónicas das suas propriedades intelectuais, tendo o arranque contado desde logo com uma série original integrada no universo Star Wars, The Mandalorian. Na calha estão ainda séries originais sob a chancela da Marvel, como Loki, protagonizada por Tom Hiddleston, o mesmo actor que dá vida ao vilão no cinema em todos os filmes da saga Vingadores, tal como The Falcon and The Winter Soldier, com Sebastian Stan e Anthony Mackie, ou WandaVision, com Elizabeth Olsen e Paul Bettany. O catálogo será reforçado ao nível do cinema com “blockbusters de 2019 em diante” e com a promessa de lançamento de mais de 25 séries originais e 10 filmes, documentários e especiais produzidos em exclusivo para a plataforma durante o primeiro ano. É o caso de um documentário sobre a produção de Frozen 2, um dos blockbusters que chegou aos cinemas em 2019, bem como novas séries da Pixar, caso de uma produzida com base no universo de Toy Story. Da saga Star Wars está também prevista uma série sobre Cassian Andor, baseada na era de Rogue One e protagonizada por Diego Luna, actor que integrou o elenco de Star Wars: Rogue One nas salas de cinema vestindo a pele do mesmo personagem, além de uma nova temporada exclusiva da série de animação Star Wars: The Clone Wars (actualmente exibida pelo Disney Channel). Aquando do lançamento, a Disney anunciou que o seu serviço de streaming terá atingido a fasquia dos 10 milhões de subscritores só no dia de estreia. Os dados foram avançados pela própria empresa, que não esclarece se estão em causa assinaturas pagas mensal ou anualmente, gratuitas ou com desconto para subscrição prolongada, sendo que em todas as subscrições há um período experimental gratuito de sete dias. Ainda assim, os números superaram as expectativas dos analistas, que apontavam um prazo de um ano como necessário para que o novo player do mercado OTT alcançasse a fasquia dos 10 milhões de subscritores. O objectivo está traçado: alcançar entre 60 e 90 milhões de assinantes até 2024. Fonte:https://www.meiosepublicidade.pt/2020/01/chegada-do-disney-ao-mercado-portugues-apontada-ao-verao/
  9. Governo vai reavaliar concurso dos dois novos canais de TDT O Governo vai reavaliar a questão do concurso de novos canais privados da TDT, que previa a atribuição de duas novas licenças aos operadores privados na TDT, um temático na área de informação e outro desportivo. “A nossa vontade de ocupar o espaço existente no primeiro multiplexer [bolsa de canais] da TDT é absoluta e total, ou seja, não faz sentido haver esse espaço e ele não ser ocupado”, afirmou Nuno Artur Silva, secretário de Estado do Cinema, Audiovisual e Media. A oferta da televisão digital terrestre “deve ser completa, aquilo que aconteceu é que houve, por um lado, um certo impasse na negociação da Altice [que gere a TDT] em relação a esta plataforma”, apontou esta segunda-feira no Parlamento, citado pela Lusa. “E agora, mais recentemente, uma mudança no panorama televisivo que é conhecido não só em termos nacionais, com a situação da TVI [que está a ser comprada pela Cofina], mas também em termos internacionais, com o aumento das ofertas de streaming”. “Parece-nos, e isso tem tido o acordo de todas as pessoas com quem temos falado, que esta nova situação dos media em Portugal e no mundo merece uma reavaliação da oferta da TDT em relação a esses dois canais”, considerou Nuno Artur Silva que assegura, citado pela Lusa, que “essa reavaliação será rápida”. Em Junho de 2016, o Conselho de Ministros aprovou o alargamento da oferta da TDT, o que previa dois canais da RTP sem publicidade e outros dois para os privados, estes últimos atribuídos mediante concurso. As emissões da RTP3 e da RTP Memória na TDT arrancaram a 1 de Dezembro desse ano. O Governo vai reavaliar a questão do concurso de novos canais privados da TDT, que previa a atribuição de duas novas licenças aos operadores privados na TDT, um temático na área de informação e outro desportivo. “A nossa vontade de ocupar o espaço existente no primeiro multiplexer [bolsa de canais] da TDT é absoluta e total, ou seja, não faz sentido haver esse espaço e ele não ser ocupado”, afirmou Nuno Artur Silva, secretário de Estado do Cinema, Audiovisual e Media. A oferta da televisão digital terrestre “deve ser completa, aquilo que aconteceu é que houve, por um lado, um certo impasse na negociação da Altice [que gere a TDT] em relação a esta plataforma”, apontou esta segunda-feira no Parlamento, citado pela Lusa. “E agora, mais recentemente, uma mudança no panorama televisivo que é conhecido não só em termos nacionais, com a situação da TVI [que está a ser comprada pela Cofina], mas também em termos internacionais, com o aumento das ofertas de streaming”. “Parece-nos, e isso tem tido o acordo de todas as pessoas com quem temos falado, que esta nova situação dos media em Portugal e no mundo merece uma reavaliação da oferta da TDT em relação a esses dois canais”, considerou Nuno Artur Silva que assegura, citado pela Lusa, que “essa reavaliação será rápida”. Em Junho de 2016, o Conselho de Ministros aprovou o alargamento da oferta da TDT, o que previa dois canais da RTP sem publicidade e outros dois para os privados, estes últimos atribuídos mediante concurso. As emissões da RTP3 e da RTP Memória na TDT arrancaram a 1 de Dezembro desse ano. Fonte:https://www.meiosepublicidade.pt/2020/01/governo-vai-reavaliar-concurso-dos-dois-novos-canais-tdt/
  10. Foi hoje adicionado um novo canal: TRT World HD posição 226.
  11. Estranho e o TV Series continuar em Africa, por isso o canal na Nos TV continuava estava com a emissão internacional depois e que trocaram.
  12. Biggs estreia formato de humor assinado pelas Produções Fictícias O humor é a nova aposta do Biggs, canal da Dreamia focado no target pré-adolescente, que se prepara para estrear um formato de sketches com assinatura das Produções Fictícias. Com estreia marcada para o próximo dia 27 de Janeiro, o programa GaG – Gargalhadas à Grande consistirá em 10 episódios com a duração de 12 minutos, promtendo em cada emissão “três sketches muito divertidos e relacionados com temas típicos da juventude”. “As rotinas escolares, o relacionamento com os pais ou com os amigos, a importância das redes sociais e as aventuras que fazem parte do dia-a-dia dos jovens” estarão entre os temas abordados pela série protagonizada pelos actores Madalena Aragão, Henrique Gil, João Gouveia, Madalena Veiga e Daniela Marques. O formato contará ainda com convidados em cada episódio, arrancando com a presença do actor Tiago Castro (Crómio na série Morangos com Açúcar) na primeira emissão e seguindo-se nomes como Custódia Gallego, Yolanda Tati, Joana Cruz, Inês Lopes Gonçalves, Susana Blazer, Manuel Moreira, Marina Albuquerque e Pedro Luzindro. Alguns dos episódios contarão ainda com um videoclip composto por uma música original da autoria do músico Gimba, além de bloopers que mostram os erros e takes falsos do programa com produção a cargo das Produções Fictícias. Fonte:https://www.meiosepublicidade.pt/2020/01/biggs-estreia-formato-humor-assinado-pelas-producoes-ficticias/
  13. Estranho e na TV o TV Series estar a dar destaques e na NosTV continua a dar series.
×
×
  • Create New...