Jump to content
Diana

Notícias SIC

Recommended Posts

Se calhar canta em inglês, porque em inglês consegue uma carreira muito mais abrangente que em português não conseguia.

Pois até pode ser isso mas acho que não devemos relegar a nossa língua em prol de o inglês e outras... eu adoro o nosso país e acho que devemos investir mais no nosso país e no que é nosso. Já agora vocês gostam de música portuguesa?

:|  Que incoerência. Primeiro dizes que não a queres como júri e depois dizes que é uma boa aquisição? Decide-te. Fiquei sem perceber o porquê de não a quereres.

Eu disse que se calhar pode ser uma boa aquisição porque parece que vocês gostam muito dela.

Edited by vhvhvjhf

Share this post


Link to post
Share on other sites

Pois até pode ser isso mas acho que não devemos relegar a nossa língua em prol de o inglês e outras... eu adoro o nosso país e acho que devemos investir mais no nosso país e no que é nosso. Já agora vocês gostam de música portuguesa?

 

 

Já deu para perceber que adoras o nosso país, talvez até demais... não, não gosto muito de música portuguesa (talvez, mesmo nada), mas já estamos a ficar off-topic, parece-me.

Share this post


Link to post
Share on other sites

A grande vantagem do "X Factor", para além da grande produção que tem, é o facto de obrigar a que os jurados sejam cantores profissionais/produtores, pois vão trabalhar com os concorrentes, tal como no "The Voice". Já o "Ídolos", como os jurados apenas avaliam, até apresentadores foram lá pôr (Bárbara Guimarães).

Espero que façam um palco tão bom como a versão internacional!

Share this post


Link to post
Share on other sites

A grande vantagem do "X Factor", para além da grande produção que tem, é o facto de obrigar a que os jurados sejam cantores profissionais/produtores, pois vão trabalhar com os concorrentes, tal como no "The Voice". Já o "Ídolos", como os jurados apenas avaliam, até apresentadores foram lá pôr (Bárbara Guimarães).

Espero que façam um palco tão bom como a versão internacional!

 

A diferença do THE VOICE e do X.FACTOR no que toca os jurados esta na simples parte em que no T.V. os jurados sao mesmo cantores e sao eles dao as aulas ... no X.F. podem ser produtores pq estes apenas dao auto estima e escolhem as musicas... e dao algumas dicas apenas...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu não arriscaria X-Fator em Setembro. Acho que tinha mais escances de ter boas audiências no início do ano.  

Na mesmo altura do Portugal tem Talento, talvez. 

 

E queria profissionais, não júris para a comédia. 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Se não querem X Factor em Setembro, querem o que? o Vale Tudo? para ser humilhado? a hipotese mais viavel é este programa! A SIC não vai apostar em realities pois não tá no genero dela, já o Peso Pesado não tem ainda capacidade de enfrentar a concorrencia! E como os realities já começam a cansar, tá na hora de fazer regressar talents como esse

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Se não querem X Factor em Setembro, querem o que? o Vale Tudo? para ser humilhado? a hipotese mais viavel é este programa! A SIC não vai apostar em realities pois não tá no genero dela, já o Peso Pesado não tem ainda capacidade de enfrentar a concorrencia! E como os realities já começam a cansar, tá na hora de fazer regressar talents como esse

Eu apoio a transmissão de X Factor em Setembro, mas até lá a SIC ainda encontra um programa bastante mais barato e com possíveis bons resultados.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu apoio a transmissão de X Factor em Setembro, mas até lá a SIC ainda encontra um programa bastante mais barato e com possíveis bons resultados.

duvido muito, mas puseram aqui um programa qualquer que mandavam as celebridades para uma ilha deserta e gostei!

Share this post


Link to post
Share on other sites

duvido muito, mas puseram aqui um programa qualquer que mandavam as celebridades para uma ilha deserta e gostei!

A versão da SIC acabaria por se mandar uma mãe cheia de celebridades para a Serra do Gerês xDD

Share this post


Link to post
Share on other sites

A versão da SIC acabaria por se mandar uma mãe cheia de celebridades para a Serra do Gerês xDD

probably  :cool:

Share this post


Link to post
Share on other sites

duvido muito, mas puseram aqui um programa qualquer que mandavam as celebridades para uma ilha deserta e gostei!

 

Survivor? Eu adoro.. Mas a TVI já fez a sua edição

Share this post


Link to post
Share on other sites

Survivor? Eu adoro.. Mas a TVI já fez a sua edição

Não, não é o survivor é um programa semelhante ;)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Então?

ah chamava-se Reality Queens of the Jungle produzido pela Eyeworks ;)

Share this post


Link to post
Share on other sites

ah chamava-se Reality Queens of the Jungle produzido pela Eyeworks ;)

Bem que podiam fazer esse programa pelo menos era algo diferente.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Bem que podiam fazer esse programa pelo menos era algo diferente.

Parece que as televisões tão mais preocupadas em copiar umas as outras do que fazer algo diferente como a RTP! Se a SIC apostasse numa série para os sábado e domingos ou apostassem em 1 novelas portuguesa, 1 serie e 1 concurso e alternar era fantástico e começava a construir o seu própria identidade podendo dar frutos! Sei que com essa estratégia provavelmente a TVI iria rebentar  :dry: mas depois no futuro quem iria liderar seria concerteza a SIC

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

SIC vai ter canal dedicado ao social em 2013. Será este canal realmente necessário? Não poderiam englobar este "canal dedicado ao social" na SIC Mulher? Além disso, o dinheiro gasto neste suposto novo canal, poderia ser canalizado para melhorar o daytime, que está uma autêntica miséria e é o que falta para a SIC finalmente arrancar a liderança que tanto deseja.

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

«A TVI está em negação», Pedro Norton arrasa a posição da estação de Queluz

Pedro-Norton-300x202.jpg

Pedro Norton, CEO do grupo Impresa, dona do universo SIC de televisão, explicou, numa entrevista ao jornal Público a atual guerra de audiências que opõe a RTP e TVI à GfK e contou ainda como começou todo o processo.

As estações abandonaram a CAEM há semanas e Pedro Norton aproveitou a entrevista para abordar o sucedido. «Temos estado muito calados sobre este tema, por duas razões: por postura, apostamos na autoregulação, que é onde se devem diminuir as querelas, que são naturais e temo-nos esforçado por fazê-lo no seio da CAEM; depois, por um exercício de rotação, exercemos a presidência [da CAEM] nos últimos dois anos e achámos que devíamos manter algum recato», explicou.

O responsável regressou ainda ao passado e lembrou como tudo começou: «Está na altura de se contar a história deste processo, que está a ficar esquecida. A contestação ao sistema de audimetria [medição de audiências televisivas] começou em 2009, quando a TVI estava na direção da CAEM – como esteve em oito dos últimos 10 anos. Em agosto de 2010, a TVI entrou em rutura com a audimetria da Marktest, acusou o sistema de ter entrado em total descrédito e pediu uma auditoria».

Na mesma resposta, o gestor adiantou ainda que «essa posição dura e violenta da TVI acabou por levar à abertura de um novo concurso para a prestação de um novo serviço de audimetria. A SIC alertou para os perigos de se abrir o concurso com a mudança de fornecedor que poderia causar disrupções no mercado. Mas não foi opinião maioritária. Nós respeitamos, abriu-se o concurso e a GfK foi escolhida depois de um processo de grande escrutínio».

O responsável que sucedeu a Francisco Balsemão na condução do grupo Impresa acha que tudo correu bem no processo de passassem entre Marktest e GfK: «Foi talvez o processo mais escrutinado dos últimos anos. Não me recordo de alguma vez tanta gente ter trabalhado na questão das audiências. No início de 2012 a GfK começou a partilhar com o mercado os resultados de um período de testes de três meses. Pouco depois de os dados serem conhecidos, a TVI volta a tomar posição pública. E, para grande espanto, afinal era a GfK que estava em total descrédito e a Marktest é que estava certa. Um do equívocos que se têm tentado construir é que é uma guerra da SIC com a TVI. Não: isto é uma guerra da TVI com o mercado».

Pedro Norton lembra ainda que «a única estação que mudou de opinião neste processo, ao sabor das conveniências foi a TVI. Isto é factual. Há uma relativa unanimidade em relação a este sistema. O que é que pensa a Zon? E a PT? E todas as agências de meios do mercado? E todas as agências de publicidade? O mesmo que a SIC. Ou a SIC é muito boa a fazer conspirações ou então alguém está a fazer filmes. Acho que a TVI está em negação».

A saída dos dois canais da CAEM é vista de maneira diferente pelo responsável máximo da Impresa. A RTP, para Norton, não devia ter alinhado nesta tomada de posição: «A um operador público devia exigir-se que tivesse uma ponderação especial e tenho pena que esteja a embarcar nesta radicalização de posições. Acho completamente incompreensível», disparou.

Quando questionado acerca da validade dos resultados, que a GfK está a produzir o CEO não tem dúvidas: «Disso não tenho dúvidas nenhumas [da validade dos dados], mas isso não é na minha opinião. É a opinião da esmagadora maioria do mercado», termina.

Zapping

 

 

 

 

 

Tudo dito...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Tópico Errado sorry :S

Edited by Cláudio D.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


×
×
  • Create New...