Jump to content
Diana

Notícias SIC

Recommended Posts

Albarran fora da SIC

 

artur006-225.jpg

 

Depois de ter passado mais de cinco anos afastado da televisão, Artur Albarran regressou aos ecrãs mas mal conseguiu aquecer a cadeira de apresentador.

O programa que apresenta, "O Mundo é Pequeno", nas noites de sábado, já tem os dias contados: depois do Verão já não fará parte da grelha da SIC.

De acordo com uma notícia no "24 Horas", a SIC decidiu não renovar com a produtora do programa de Albarran, a JMC, por questões orçamentais.

O responsável pelo formato, José Cruz, contou à publicação que o canal se mostrou satisfeito com o programa, já que as audiências correspondiam às expectativas. Na hora de renovar o contrato, a SIC, entretanto, cortou-se, alegando que "o programa não se estava a enquadrar na estratégia que eles querem seguir".

Artur Albarran parece não ter ficado desiludido com a notícia, porque "ele sabe como isto funciona", afiança José Cruz.

Até ao momento, já foram para o ar oito programas. Há ainda cinco para serem exibidos, a relatar histórias-limite e mostrar imagens de insólitos.

FONTE

Share this post


Link to post
Share on other sites

Não acho particular piada ao senhor portanto... :unsure:

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu nem ao senhor, nem ao programa... acho q é uma grande seca :huh:

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sinceramente nunca vi... Mas tenho a sensação que foi a tentativa de aproveitar a célebre "A tragédia, o horror....", mas não deu grande resultado, pelo menos nunca mais transmitiram isto, apesar das razoáveis audiências...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Do antigo não tem nada... Ups afinal tem, o apresentador... O resto está uma verdadeira seca, já não para aguentar ver um programa completo.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Ricardo Pereira: Contrato de exclusividade

Actor assina pela SIC

Ricardo Pereira, que se encontra no Brasil a gravar a novela ‘Negócio da China’, para a Globo, acaba de assinar um contrato de exclusividade com a SIC. O actor junta-se assim a Cláudia Vieira nas fileiras da estação de Carnaxide que já conta com nomes como Soraia Chaves e Luciana Abreu, entre outros.

Na novela da Globo, escrita por Miguel Falabella, Ricardo Pereira integra o núcleo de portugueses e dá vida a ‘João’, filho da autoritária e metediça ‘Aurora’ (Maria Vieira). Na ficção, mãe e filho atravessam o Atlântico em busca de uma vida melhor ao lado do irmão de ‘Aurora’, ‘Belarmino’, um padeiro interpretado por Joaquim Monchique, casado com ‘Carminda’ (Carla Andrino). O autor também escreveu um papel para Teresa Guilherme que, mal termine de gravar os 13 programas de ‘Momento da Verdade’, viaja para o Brasil.

Ricardo Pereira é, nesta novela, um dos vértices do triângulo amoroso composto também pelas personagens de Grazi Massafera e Fábio Assunção. ‘Livia’ (Grazi Massafera) é casada com ‘Heitor’ (Fábio Assunção) e mãe de ‘Téo’, um rapaz de 11 anos. O casal vive uma relação conflituosa mas não consegue separar-se. Apesar de várias tentativas acabam sempre por voltar para os braços um do outro, até que ela conhece o português.

‘Negócio da China’ marca o regresso de Ricardo Pereira à Globo. O actor estreou-se nas novelas brasileiras em ‘Como Uma Onda’, em 2004, naquela estação. No ano seguinte, mudou-se para a Record onde gravou ‘Prova de Amor’, e em 2006 regressou à Globo para participar em ‘Pé na Jaca’.

A SIC aproveitou a estada do actor em terras de Vera Cruz para lhe incumbir uma nova tarefa: Ricardo começa já no sábado a apresentar reportagens e entrevistas em ‘Episódio Especial’, a partir do Brasil, enquanto Sofia Cerveira se mantém em Portugal. O programa será reforçado a partir de agora com Catarina Morazzo.

Miguel Domingues, que até agora fazia parceria com Sofia Cerveira, deixa o programa para abraçar novos projectos.

PERFIL

Ricardo Pereira nasceu em Lisboa a 14 de Setembro de 1979. Estreou-se como actor, em 2000, na peça ‘Real Caçada ao Sol’, sob a direcção de Carlos Avilez no Teatro Nacional D. Maria II. Destacou-se na novela brasileira ‘Como uma onda’, na Globo, fez ‘Queridas Feras’, TVI, ‘Jura’ e ‘Floribella’ (ambas na SIC) onde encarnava a personagem de ‘Conde Máximo’.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Acho bem que segurem o actor! ;) Tem feito inúmeros projectos na SIC (e Globo), portanto acho que é uma mais-valia! :)

Share this post


Link to post
Share on other sites

QUOTE(Diana @ 5-Sep-2008, 00:20) <{POST_SNAPBACK}>
Acho bem que segurem o actor! ;) Tem feito inúmeros projectos na SIC (e Globo), portanto acho que é uma mais-valia! :)

Completamente de acordo contigo! :)

Share this post


Link to post
Share on other sites

QUOTE(Diana @ 5-Sep-2008, 00:20) <{POST_SNAPBACK}>
Acho bem que segurem o actor! ;) Tem feito inúmeros projectos na SIC (e Globo), portanto acho que é uma mais-valia! :)

E com sucesso!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Comentário de Nuno Teixeira- in TV Cabo:

Subitamente a SIC despertou.

Balsemão percebeu o que estava errado.

Alguém lhe explicou que não se pode colocar um vendedor de publicidade como director-geral de uma estação de TV.

Levou tempo, mas chegou lá.

E então aí está um anúncio de que finalmente a SIC vai ter um administrador que administra.

Que não percebe de sabões nem de anúncios em Macau.

Um administrador que é jornalista e que salvou a RTP que estava falida e à beira de ser privatizada.

Luís Marques começou já a revolucionar Carnaxide.

Com Luís Marques a RTP tornou-se um case study com o plano de salvação económica que ficou a dever-se-lhe, com a venda das instalações e a fundação de um pólo tecnológico espantoso junto à Expo.

A recuperação foi fantástica.

Balsemão foi a tempo. Luís Marques começou logo por mostrar que sabe o que faz ao instaurar um processo de sindicância a algumas das inacreditáveis empresas associadas à SIC.

Luís Marques cortou a direito.

A este ninguém o consegue enganar.

Em vez da solução patética de Pedro Norton, Balsemão percebeu finalmente que o seu sucessor à frente do império que criou só pode ser Luís Marques.

Se o deixarem trabalhar, ele salva a SIC, tal como fez na RTP.

Fonte: Revista TV Cabo.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Não me parece que haja profissionais a quererem sair e a abdicar de certas regalias... Deveria era haver dinheiro para todos aqueles que têm contratos tivessem um bom programa no ar!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Até concordo com a vinda deste senhor.

Mas quando o Nuno Santos veio a conversa não era a mesma. "Salvou a RTP e vai salvar a SIC"?

Só faltaram mesmo os resultados (que por acaso é "só" o mais importante)!

Share this post


Link to post
Share on other sites

QUOTE(elrey @ 27-Nov-2008, 21:24) <{POST_SNAPBACK}>
Até concordo com a vinda deste senhor.

Mas quando o Nuno Santos veio a conversa não era a mesma. "Salvou a RTP e vai salvar a SIC"?

Só faltaram mesmo os resultados (que por acaso é "só" o mais importante)!

Elrey, desculpa lá, mas estás a confundir as coisas! Não estás a compreender a diferença enorme entre o papel que um bom director-geral pode exercer sobre um canal de televisão e a de um director de programas.

Na RTP existiu o trabalho conjunto de Luís Marques e o de Nuno Santos.

Sem o trabalho de Luís Marques, a quem coube escolher o presidente do canal público, apontando o seu amigo pessoal Almerindo Marques para o cargo, e tendo ele ficado com o pelouro da emissão, nenhuma recuperação se faria na RTP.

Ele foi o autor do programa de Governo para a área de Comunicação Social do Governo de Durão Barroso, foi jornalista do Tal e Qual e subeditor de Economia do Expresso, Editor de Sociedade e sub-director de informação da SIC.

Luís Marques já mostrou que sabe como se faz, pois ninguém o engana, começando a grande revolução.

Para já o Ricardo Costa passou a ser o sub-director do Expresso, ao mesmo tempo que é acessor de Luís Marques, deixando de existir o cargo que ele ( Ricardo Costa) desempenhava, o de sub-director-geral.

Balsemão conhece bem o excelente curriculo de quem escolheu para director geral!

Agora sim...a recuperação não tarda!

Como diz o Nuno Teixeira, na revista TV Cabo... se o deixarem trabalhar, ele que é um administrador que administra, o império SIC está em porto seguro!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Se calhar até foi o Nuno Santos, que sugeriu o Luis Marques ao Dr.Pinto Balsemão, sim pode ser que salve a SIC de dívidas mas de audiências, só se tiver um programa revolucionário, e aproveitar, como fez a TVI, quando teve o Big Brother(o grande culpado da SIC perder audiências)...E depois com muitas tentativas fracassadas a SIC acabou cada vez pior...

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest Templario

OPINIÂO

O caso de sucesso da RTP é o mesmo de um aluno que passou de 6 (numa escala de 1 a 20) para 9. De facto melhorou bastante mas continuou a ser um resultado mediocre.

Em 2007 a RTP teve que gastar em Grelha o mesmo que a SIC e a TVI gastaram juntas. Tem quase o dobro das pessoas que existem actualmete na SIC. A RTP fez investimentos em equipamentos que têm levado a comentário sobre suspeitas de dolo ou negligência . E ainda assim só conseguiu um segundo lugar quase em empate técnico com a SIC. O Moniz com o mesmo dinheiro teria posto a TVI com mais de 50%.

É preciso não esquecer que a SIC e a TVI não podem pedir ao contribuite para as ajudar a fazer boa figura.

Claro que com pouco dinheiro o Nuno Santos não teve as facilidades que tinha na RTP, aliás em 2007 qualquer pessoa teria feito na RTP o mesmo ou melhor.

Quanto a arrumar a casa na SIC, posso-vos dizer que neste momento está a maior das confusões, mesmo ao género politico, muita conversa mas as pessoas estão completamente desorientadas e não sabem o que é que têm de fazer.

Finalmente, digo-vos que o tempo irá demonstrar que a SIC afundará se não mudar de mãos.

Share this post


Link to post
Share on other sites

E a descida gradual da TVI nas audiências, apenas segura em novelas, que cada vez convencem menos...e nos futebóis que comprou a peso de ouro, irritada por não conseguir a Liga Sagres... não te diz nada?

A SIC pelo menos sobe... e embora não viva à custa dos contribuintes e dos dinheiros públicos como a RTP, não tem dívidas a pagar!

Share this post


Link to post
Share on other sites

QUOTE(Templario @ 15-Dec-2008, 00:35) <{POST_SNAPBACK}>
Finalmente, digo-vos que o tempo irá demonstrar que a SIC afundará se não mudar de mãos.

Mas a SIC já não está a mudar de mãos?!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest Templario

A IMPRESA só tem uma pequena divida de cerca de 230.000.000 €, tal como se pode verificar no passivo das contas publicadas.

O que será melhor : Um aluno descer de 18 para 16 ou subir de 6 para 9 na mesma disciplina ?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu preferia descer de 18 para 16!

Mas adiante...

A reestruturação que está a haver, nomeadamente com a entrada do ex-RTP (não me lembro do nome! :unsure: ) para altas funções da SIC não fará parte de uma estratégia de "mudar de mãos"?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


×
×
  • Create New...