Jump to content
Pedro M.

Orgulho e Paixão

Recommended Posts

há 2 horas, João 94 disse:

:wub:

Combina muito com a novela a música tema de abertura.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Falem de mim

Segundo dados da Social Wit List, “Orgulho e paixão” foi o lançamento mais comentado nas redes sociais na América Latina em março. Há outras atrações brasileiras nessa lista: “Malhação”, na quarta colocação, e “Melhor da tarde com Cátia Fonseca”, da Band, na sétima posição. A Social Wit List ranqueia exclusivamente as estreias mais mencionadas na internet.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Estou amando esta novela. Leve, despretensiosa, lembra as novelas do Walcyr no horário. O elenco é muito bom, apesar que forma cênica é mais teatral, porém, é o que faz da novela ser o que é, leve e encantadora. Do elenco destaco a Grace Gianoukas, depois de fazer a Teodora Abdala de ''Haja Coração'', a atriz vem fazendo uma boa trajetória e Petúlia é um achado, o que eu me ri desta personagem, tem uma boa dobradinha com Alessandra Negrini, a vilã da novela. Até agora a novela vem me conquistando por tudo o que eu disse.

Edited by DanielNunes
  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Gabriela Duarte sendo muito elogiada. Não acompanho mas é bom ver como ela conseguiu provar que os haters que é boa actriz

Share this post


Link to post
Share on other sites
On 25/04/2018 at 13:47, skizzo disse:

Gabriela Duarte sendo muito elogiada. Não acompanho mas é bom ver como ela conseguiu provar que os haters que é boa actriz

Ela não é muitas vezes aposta. É por opção própria?

só me lembro dela em sete pecados.

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 10 minutos, Maciel disse:

Ela não é muitas vezes aposta. É por opção própria?

só me lembro dela em sete pecados.

Não sei não acompanho muito novelas brasileiras. O primeiro papel dela foi em Por Amor, teve de ganhar muitos anticorpos. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 4 minutos, skizzo disse:

Não sei não acompanho muito novelas brasileiras. O primeiro papel dela foi em Por Amor, teve de ganhar muitos anticorpos. 

A estreia de Gabriela Duarte em novelas foi em ''Top Model'', ela era filha do Nuno Leal Maia. E por incrível que pareça ela é par de Marcelo Faria em ''Orgulho e Paixão'', enquanto em ''Top Model'' eles eram irmãos, e ambos estrearam em novelas nesta mesma novela.

Edited by DanielNunes
  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Orgulho e Paixão tem se revelado uma ótima surpresa. Antes de acabar OOLDP eu não acompanhava com muita atenção, mas agora o meu tempo livre é quase dedicado a esta pequena maravilha, que junta as fantásticas personagens dos livros da Jane Austen, da qual só conhecia a obra Orgulho e Preconceito. 

A história  apresenta-nos uma família de peso e as irmãs Benedito fazem do Vale do Café um sítio bem mais alegre. Jane, Cecília e Mariana são três meninas muito especiais, já Lídia consegue detorpar um pouco a visão da mulher naquela época. A verdadeira figura de destaque é sem dúvida a mãe delas. Dona Ofélia é o furacão que faz virar aquela região do avesso.

Não pensem que me esqueci da irmã mais velha. Elizabeta ficou para último, assim como a sua amiga Ema, porque  têm lugares diferentes nesta minha visão dos factos. São ambas duas forças da natureza com as quais me idêntifico bastante. Até pode parecer contraditório pois as duas são bem diferentes, mas num espelho imaginário, Ema e Elizabeta refletem-se num "eu". Numa novela em que o poder da mulher é tema principal, estas duas personagem são por vezes a personificação de mim mesma . Revejo-me na persistência de Eliza e na sua luta contante para encontrar o seu lugar no mundo, porém  as raizes tradicionais e o medo do novo trazem à toma o meu lado mimado e sensível que Ema possui. Quando nos é arrancado o tapete debaixo dos pés e ficamos perdidos, o refúgio do lar parece ser sempre a melhor solução. Eu, apesar de viver numa cidade grande e de adorar ser independente,  tenho por vezes uma vontade enorme de voltar para casa.

Acho muito interessante que esta história retrate o poder feminino, porque numa época onde as mulheres nem tinham poder de decisão, é importante destacar aquelas que abriram caminho para o que conseguimos conquistar até hoje. Achei comovente a carta que a Nathália escreveu para a Elizabeta, emocionei-me várias vezes ao ler, porque ela tem razão: a Benedito queria mudar o mundo e ele hoje já está tão mudado, mas nem sempre para melhor. Aquela cede de progresso que Elizabeta tinha, nos tempos atuais pode-se tornar prejudicial se não for bem doseada. Além das constantes lutas, por vezes em vão, para que no mundo de hoje ainda não se consiga alcançar a verdadeira igualdade, pois ela encontra-se sempre encoberta por um machismo disfarçado. 

A cada episódio há uma visão diferente do século XX e mais um passo dado no empoderamento da mulher na sociedade. Um olhar romântico e por vezes cru, de uma realidade que já não nos pertence, mas que muitas vezes nos assombra. 

As personagens estão bem conseguidas. Numa novela onde o orgulho se rende sempre à paixão, não podia deixar de falar sobre os nossos queridos casais. Todos eles têm o seu elo de ligação. Há pares para todos os gostos. Inteligêntes e criativos como Cecília e Rômolo, os aventureiros  e fortes como Mariana e Brandão, os românticos e puros como Jane e Camilo, os irreverentes e teimosos como Elizabeta e Darcy e claro que não podia faltar os carismáticos e engraçados como Ema e Ernesto, que aliás, fizeram questão de roubar o protagonismo todo,  deixando parecer que os holofotes ficaram todos virados para a baronezinha e o carcamano. Gostava realmente de saber se a intensão era mesmo esta!? Pois, se bem me lembro no início, Ema iria se destacar ao lado de Jorge, como no livro. Contudo acabou por enredar por outro caminho. Será que estava planeado assim, ou foi uma feliz coincidência que acabou dando certo!?

Da minha parte  porem, não direi qual é o meu casal preferido, mas deixo escapar que, quando eles aparecem, fica sempre um gostinho bemmm "suculento"xD. Contudo isso não me impede de dizer que a Mariana é que ficou mais bem servida, pois quem tem um Malvino Salvador em casa, tem o paraíso na terra. 

Já tive oportunidade de ler o resumo das próximas semanas, vêm por aí grandes emoções. Que o nosso  autor nos continue a surprender, nesta enorme salada, com ingrediêntes bem agridoces.

 

 

Edited by luadpp
  • Love 3

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 12 horas, luadpp disse:

Orgulho e Paixão tem se revelado uma ótima surpresa. Antes de acabar OOLDP eu não acompanhava com muita atenção, mas agora o meu tempo livre é quase dedicado a esta pequena maravilha, que junta as fantásticas personagens dos livros da Jane Austen, da qual só conhecia a obra Orgulho e Preconceito. 

A história  apresenta-nos uma família de peso e as irmãs Benedito fazem do Vale do Café um sítio bem mais alegre. Jane, Cecília e Mariana são três meninas muito especiais, já Lídia consegue detorpar um pouco a visão da mulher naquela época. A verdadeira figura de destaque é sem dúvida a mãe delas. Dona Ofélia é o furacão que faz virar aquela região do avesso.

Não pensem que me esqueci da irmã mais velha. Elizabeta ficou para último, assim como a sua amiga Ema, porque ambas têm lugares diferentes nesta minha visão dos factos. São ambas duas forças da natureza com as quais mais me idêntifico bastante. Até pode parecer contraditório pois as duas são bem diferentes, mas num espelho imaginário, Ema e Elizabeta refletem-se num "eu". Numa novela em que o poder da mulher é tema principal, estas duas personagem são por vezes a personificação de mim mesma . Revejo-me na persistência de Eliza e na sua luta contante para encontrar o seu lugar no mundo, porém  as raizes tradicionais e o medo do novo trazem à toma o meu lado mimado e sensível que Ema possui. Quando nos é arrancado o tapete debaixo dos pés e ficamos perdidos, o refúgio do lar parece ser sempre a melhor solução. Eu, apesar de viver numa cidade grande e de adorar ser independente,  tenho por vezes uma vontade enorme de voltar para casa.

Acho muito interessante que esta história retrate o poder feminino, porque numa época onde as mulheres nem tinham poder de decisão, é importante destacar aquelas que abriram caminho para o que conseguimos conquistar até hoje. Achei comovente a carta que a Nathália escreveu para a Elizabeta, emocionei-me várias vezes ao ler, porque ela tem razão: a Benedito queria mudar o mundo e ele hoje já está tão mudado, mas nem sempre para melhor. Aquela cede de progresso que Elizabeta tinha, nos tempos atuais pode-se tornar prejudicial se não for bem doseada. Além das constantes lutas, por vezes em vão, para que no mundo de hoje ainda não se consiga alcançar a verdadeira igualdade, pois ela encontra-se sempre encoberta por um maxismo disfarçado. 

A cada episódio há uma visão diferente do século XX e mais um passo dado no empoderamento da mulher na sociedade. Um olhar romântico e por vezes cru, de uma realidade que já não nos pertence, mas que muitas vezes nos assombra. 

As personagens são bem conseguidas. Os casais têm sempre seu elo de ligação: os inteligêntes Cecília e Rômolo, os aventureiros Mariana e Brandão,  os românticos Jane e Camilo, os persistentes Darcy e Elisabeta e claro que não podia faltar os carismáticos Ema e Ernesto, que aliás, fizeram questão de roubar o protagonismo todo. Gostava realmente de saber se a intensão era mesmo esta!? Pois no início Ema iria ficar com Jorge, como no livro. Contudo acabou por enredar por outro caminho. Será que estava planeado assim, ou foi uma feliz ideia que acabou dando certo!? Escusado será dizer qual o meu casal preferido, não é verdade!? Sabemos porem que ele ainda irá dar muito que falar. Espero eu que continue como esteve até então: bem "suculento". 

 

No livro de ''Ema'' existiu um triângulo amoroso?, eu não li. Mas de certo Emma fica com Jorge no final do livro, pois não?

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 6 minutos, DanielNunes disse:

No livro de ''Ema'' existiu um triângulo amoroso?, eu não li. Mas de certo Emma fica com Jorge no final do livro, pois não?

No livro sim. Não sabia que tinha existido um triângulo amoroso, mas espero que o nosso autor dê um outro final à nossa querida baronezinha.

  • Love 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
On 09/06/2018 at 12:19, luadpp disse:

No livro sim. Não sabia que tinha existido um triângulo amoroso, mas espero que o nosso autor dê um outro final à nossa querida baronezinha.

Estou a achar que o autor será fiel ao livro, mesmo gostando do casal Ema e Ernesto, é bem capaz de Ema terminar com Jorge no final. 

Share this post


Link to post
Share on other sites

A história, elenco, guarda roupa e os cenários da novela são uma verdadeira obra de arte! No entanto, o que mais tenho gostado até agora de ver em 'Orgulho e Paixão' é sem dúvida os diálogos! As irmãs Benedito então parecem estar constantemente a recitar poesia:giveheart: Estou a ficar cada vez mais encantada com este enredo e curiosa de ver como é que o autor irá conduzir as tramas destes personagens tão ricos e cheios de carisma! È uma felicidade imensa para mim, enquanto fã e leitora das obras de Jane Austen, ver os seus livros, que espelham toda a sua sabedoria, ativismo e didatismo, servirem como fonte de inspiração para uma novela da Globo, mas por outro lado também gostaria (e espero) que o autor ouse e nos surpreenda com a sua liberdade criativa.

Os casais da novela também prometem e creio que vão dar muito que falar. A Elisabeta e o Darcy são aquele casal protagonista "tipíco" e "cliché" (no bom sentido claro) das novelas das 18h que ao início "estranhamos" mas que depois acabamos por ficar completamente arrebatados e/ou conquistados por eles! Já o "princípe" Camilo e a "princesa" Jane (perdoem-me a lamechice mas é mais forte do que eu) são aquele casal fofinho e adorável que não dá para não gostar, o meu favorito até agora! Ambos apaixonados e apaixonantes! :wub:

Também estou muito curiosa para ver como o triângulo Ernesto-Ema-Jorge vai ser desenvolvido. Gosto muito da Ema, independente das suas opiniões demasiado conservadoras e mentalidade antiquada, em contraponto com a forma de estar e de pensar da Elisabeta que é, nada mais nada menos, que a sua melhor amiga! Aqui está uma amizade verdadeiramente genuína e linda de se ver! Duas mulheres que, independente das diferentes formas de pensar, se amam como se fossem irmãs e respeitam-se acima de qualquer coisa! Sem dúvida que o mundo seria um lugar muito melhor se houvessem mais pessoas como elas!

  • Love 3

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 3 horas, Maya disse:

A história, elenco, guarda roupa e os cenários da novela são uma verdadeira obra de arte! No entanto, o que mais tenho gostado até agora de ver em 'Orgulho e Paixão' é sem dúvida os diálogos! As irmãs Benedito então parecem estar constantemente a recitar poesia:giveheart: Estou a ficar cada vez mais encantada com este enredo e curiosa de ver como é que o autor irá conduzir as tramas destes personagens tão ricos e cheios de carisma! È uma felicidade imensa para mim, enquanto fã e leitora das obras de Jane Austen, ver os seus livros, que espelham toda a sua sabedoria, ativismo e didatismo, servirem como fonte de inspiração para uma novela da Globo, mas por outro lado também gostaria (e espero) que o autor ouse e nos surpreenda com a sua liberdade criativa.

Os casais da novela também prometem e creio que vão dar muito que falar. A Elisabeta e o Darcy são aquele casal protagonista "tipíco" e "cliché" (no bom sentido claro) das novelas das 18h que ao início "estranhamos" mas que depois acabamos por ficar completamente arrebatados e/ou conquistados por eles! Já o "princípe" Camilo e a "princesa" Jane (perdoem-me a lamechice mas é mais forte do que eu) são aquele casal fofinho e adorável que não dá para não gostar, o meu favorito até agora! Ambos apaixonados e apaixonantes! :wub:

Também estou muito curiosa para ver como o triângulo Ernesto-Ema-Jorge vai ser desenvolvido. Gosto muito da Ema, independente das suas opiniões demasiado conservadoras e mentalidade antiquada, em contraponto com a forma de estar e de pensar da Elisabeta que é, nada mais nada menos, que a sua melhor amiga! Aqui está uma amizade verdadeiramente genuína e linda de se ver! Duas mulheres que, independente das diferentes formas de pensar, se amam como se fossem irmãs e respeitam-se acima de qualquer coisa! Sem dúvida que o mundo seria um lugar muito melhor se houvessem mais pessoas como elas!

Vais em que episódio!? 

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 5 horas, DanielNunes disse:

Estou a achar que o autor será fiel ao livro, mesmo gostando do casal Ema e Ernesto, é bem capaz de Ema terminar com Jorge no final. 

Não creio. Ema e Ernesto têm muito destaque até agora, para no fim não ficarem juntos. Em Ema e Jorge não existe intensidade, não há química e nada que abale uma paixão tão forte. 

Espero sinceramente que o autor não desiluda os fãs "Erma". Que hajam novos e bons desfecho na trama. Começo a achar que a Mariana vai ficar com o Luccino e o Brandão com Josephine. Digo que até não me importava, o italianinho é bem lindo e fofo!

Edited by luadpp
  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
8 hours ago, luadpp said:

Vais em que episódio!? 

Estou a acompanhar diariamente na Globo Portugal minha querida, mas se a novela se mantiver com esta qualidade daqui para a frente não sei se continuarei a resistir em ir espreitar alguns episódios na nossa "grande amiga" internet!

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 6 horas, Maya disse:

Estou a acompanhar diariamente na Globo Portugal minha querida, mas se a novela se mantiver com esta qualidade daqui para a frente não sei se continuarei a resistir em ir espreitar alguns episódios na nossa "grande amiga" internet!

Na Globo Portugal ainda vai muito no início. Eu ia no episódio 14 e em duas semanas cheguei ao 60.

Share this post


Link to post
Share on other sites
A novela tem tantos personagens excelentes, com tanto potencial! Sorte a dos atores que estão a ter aqui oportunidades de ouro para brilhar, isto para não falar da riqueza da narrativa e dos diálogos que permitem que o elenco só consiga extrair coisas boas do material com que é "presenteado" nos dias de trabalho!

Vou falar um pouco dos personagens que, para mim, mais se têm conseguido sobressair:

Elisabeta - Identifico-me tanto com esta personagem! Uma protagonista destemida, astuta, muito determinada em lutar pelos seus ideais que passam por defender os direitos das mulheres numa sociedade machista ao extremo, mas que ao mesmo tempo tem um lado mais frágil e não tem medo de expor as suas inseguranças. Não acho que o facto da Elisa se apaixonar pelo Darcy a torne "menos feminista" ou "menos revolucionária" como cheguei a ler pela internet fora, afinal o que seria da vida de uma mulher se não se pudesse apaixonar e viver uma linda história de amor?!

Ema - É precisamente o oposto da Elisabeta, mas não menos encantadora por causa disso. O que mais me encanta nesta personagem, para além da graça e espontaneidade que já lhe são características, é a sua disponibilidade incansável de ouvir e aconselhar aqueles que mais ama, mesmo que esses conselhos nem sempre sejam os mais assertivos ou oportunos. A Ema pode ser um tanto ou quanto retrógrada em muitos aspetos, mas acho que isso vem muito de ter sido criada por dois homens (o pai e o avô) num tempo e espaço ferozmente conservadores e pouco ou nada preparados para educar uma pessoa "pouco instruída" em certas questões.

Jane - Uma personagem que me tem surpreendido pela positiva e que não esperava de todo vir a apreciar tanto. A Jane é uma menina tão doce, carinhosa, meiga... a amiga que todos gostaríamos de ter! A história de amor dela com o Camilo tem sido a minha favorita até agora. Os dois foram tão feitos um para o outro que até já fico com o coração apertado quando vejo cenas como as do sarau, na qual tanto o Darcy como o Camilo se deixaram envolver nas intrigas da Susana, esta víbora que se aproveitou da ingenuidade da Lídia para fazer a folha ás irmãs Benedito-
Tenho a certeza que a Jane vai conseguir vencer a timidez e encontrar dentro de si a força suficiente para conseguir enfrentar os perigos e contornar as adversidades (Susana e Julieta mais precisamente) que lhe vão surgir pela frente!

 
Mariana - A minha "irmã Benedito número três". Gosto muito da Mariana, pois embora pareça dividida ou insegura entre duas paixões, creio que ela sabe muito bem aquilo que quer, aliás até me atrevo a dizer que ela é a mais decidida das irmãs, o que não quer dizer que também não tenha um lado mais de ingénua que por vezes faz com que não veja maldade em nada ou em ninguém. Mais uma personagem à qual depositarei a máxima atenção nos próximos episódios.
 
Camilo - Para mim o melhor personagem masculino da novela até agora! Um verdadeiro príncipe encantado, com todas as qualidades e encantos que tão bem definem um cavalheiro. Gosto sobretudo da sensibilidade e da inocência do Camilinho, tão pura que faz com que muitas vezes não seja confiante daquilo que quer e fique inseguro de si próprio. Outra coisa que me encanta nele é o senso de responsabilidade e a sua mente tão aberta , em contraponto com o Darcy que é mais tradicionalista nesse sentido.

Ofélia - O facto de viver obcecada com a ideia de querer casar as cinco filhas de uma só vez faz com que muitas vezes pareça irritante, e pior, distante face aos sentimentos das suas meninas, só que ao mesmo tempo dá para ver que a Ofélia é uma mãe amorosa, que só quer ver as filhas bem na vida, o que naquela altura significava "vê-las casadas com homens com status, com filhos e que fossem esposas dedicadas para com os respetivos cônjuges". É ao mesmo tempo uma personagem muito divertida, alegre e bem disposta. Vamos ver se manterei a mesma opinião que tenho sobre ela nos próximos episódios ou se esta vai mudar, algo bem possível de acontecer já que ainda não posso afirmar com grandes certezas que "amo" a personagem.

Há outros personagens dos quais também tenho gostado de ver, como a Cecília, Lídia, Ernesto, Randolfo, Barão Afrânio (o que eu me farto de rir com este homem!), Susana, Petúlia (outra que também é muito engraçada), Julieta, Coronel Brandão, Uirapuru, e.t.c, mas como ainda vou no início, prefiro esperar pelos próximos episódios para poder opinar mais sobre eles.
Edited by Maya
  • Love 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
On 13/06/2018 at 23:00, Maya disse:
A novela tem tantos personagens excelentes, com tanto potencial! Sorte a dos atores que estão a ter aqui oportunidades de ouro para brilhar, isto para não falar da riqueza da narrativa e dos diálogos que permitem que o elenco só consiga extrair coisas boas do material com que é "presenteado" nos dias de trabalho!

Vou falar um pouco dos personagens que, para mim, mais se têm conseguido sobressair:

Elisabeta - Identifico-me tanto com esta personagem! Uma protagonista destemida, astuta, muito determinada em lutar pelos seus ideais que passam por defender os direitos das mulheres numa sociedade machista ao extremo, mas que ao mesmo tempo tem um lado mais frágil e não tem medo de expor as suas inseguranças. Não acho que o facto da Elisa se apaixonar pelo Darcy a torne "menos feminista" ou "menos revolucionária" como cheguei a ler pela internet fora, afinal o que seria da vida de uma mulher se não se pudesse apaixonar e viver uma linda história de amor?!

Ema - É precisamente o oposto da Elisabeta, mas não menos encantadora por causa disso. O que mais me encanta nesta personagem, para além da graça e espontaneidade que já lhe são características, é a sua disponibilidade incansável de ouvir e aconselhar aqueles que mais ama, mesmo que esses conselhos nem sempre sejam os mais assertivos ou oportunos. A Ema pode ser um tanto ou quanto retrógrada em muitos aspetos, mas acho que isso vem muito de ter sido criada por dois homens (o pai e o avô) num tempo e espaço ferozmente conservadores e pouco ou nada preparados para educar uma pessoa "pouco instruída" em certas questões.

Jane - Uma personagem que me tem surpreendido pela positiva e que não esperava de todo vir a apreciar tanto. A Jane é uma menina tão doce, carinhosa, meiga... a amiga que todos gostaríamos de ter! A história de amor dela com o Camilo tem sido a minha favorita até agora. Os dois foram tão feitos um para o outro que até já fico com o coração apertado quando vejo cenas como as do sarau, na qual tanto o Darcy como o Camilo se deixaram envolver nas intrigas da Susana, esta víbora que se aproveitou da ingenuidade da Lídia para fazer a folha ás irmãs Benedito-
Tenho a certeza que a Jane vai conseguir vencer a timidez e encontrar dentro de si a força suficiente para conseguir enfrentar os perigos e contornar as adversidades (Susana e Julieta mais precisamente) que lhe vão surgir pela frente!

 
Mariana - A minha "irmã Benedito número três". Gosto muito da Mariana, pois embora pareça dividida ou insegura entre duas paixões, creio que ela sabe muito bem aquilo que quer, aliás até me atrevo a dizer que ela é a mais decidida das irmãs, o que não quer dizer que também não tenha um lado mais de ingénua que por vezes faz com que não veja maldade em nada ou em ninguém. Mais uma personagem à qual depositarei a máxima atenção nos próximos episódios.
 
Camilo - Para mim o melhor personagem masculino da novela até agora! Um verdadeiro príncipe encantado, com todas as qualidades e encantos que tão bem definem um cavalheiro. Gosto sobretudo da sensibilidade e da inocência do Camilinho, tão pura que faz com que muitas vezes não seja confiante daquilo que quer e fique inseguro de si próprio. Outra coisa que me encanta nele é o senso de responsabilidade e a sua mente tão aberta , em contraponto com o Darcy que é mais tradicionalista nesse sentido.

Ofélia - O facto de viver obcecada com a ideia de querer casar as cinco filhas de uma só vez faz com que muitas vezes pareça irritante, e pior, distante face aos sentimentos das suas meninas, só que ao mesmo tempo dá para ver que a Ofélia é uma mãe amorosa, que só quer ver as filhas bem na vida, o que naquela altura significava "vê-las casadas com homens com status, com filhos e que fossem esposas dedicadas para com os respetivos cônjuges". É ao mesmo tempo uma personagem muito divertida, alegre e bem disposta. Vamos ver se manterei a mesma opinião que tenho sobre ela nos próximos episódios ou se esta vai mudar, algo bem possível de acontecer já que ainda não posso afirmar com grandes certezas que "amo" a personagem.

Há outros personagens dos quais também tenho gostado de ver, como a Cecília, Lídia, Ernesto, Randolfo, Barão Afrânio (o que eu me farto de rir com este homem!), Susana, Petúlia (outra que também é muito engraçada), Julieta, Coronel Brandão, Uirapuru, e.t.c, mas como ainda vou no início, prefiro esperar pelos próximos episódios para poder opinar mais sobre eles.

Acho @Maya que você irá se surpreender com a Jane, depois que casar com Camilo e viver no cortiço junto com ele, os dois vão amadurecer nesta nova fase.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
On 15/06/2018 at 20:21, DanielNunes disse:

Acho @Maya que você irá se surpreender com a Jane, depois que casar com Camilo e viver no cortiço junto com ele, os dois vão amadurecer nesta nova fase.

Eu adoro a malta do cortiço: Elisabeta, Jane, Camilo, Ernesto, Ema e o Januário . Eles têm um espírito de família muito grande. 

Também adoro o Celília e a Mariana. As irmãs Benedito:wub::wub:

Edited by luadpp
  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Dona Ofélia e o Barão vivendo na mansão do parque é uma piada só. Adoro as caras que o Rômolo e o Edmundo fazem. São mesmo divertidos aqueles irmãos.

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

As cenas do jantar na mansão dos Bittencourt foram um misto de drama com comédia como há muito já não se via em novelas, possivelmente desde 'Etá Mundo Bom'. A Ofélia foi hilariante como só ela sabe ser, e a parte em que a Lídia acerta com o bolo em cheio na cara da Julieta foi a sobremesa ideal neste que foi um jantar absolutamente delicioso de consumir! :lol:

O pior foi que, como consequência, a víbora da Susana conseguiu acabar com o noivado da Jane com o Camilo. :crying:Depois deste jantar motivos não me faltarão para afirmar o quão eu detesto veemente esta personagem, mas depois ela tem todo aquele lado cómico que a torna irresistível, já para não falar da dupla carismática "Susana e Petúlia" que me têm feito dar valentes gargalhadas. :lol: A Petúlia a seguir o Camilo disfarçada de mendiga e com a cara toda suja foi um fartote! :lol:

Muito impactantes foram também as cenas de confronto entre a Elisabeta, Ernesto e Darcy na mina. Que os nossos meninos consigam sair dali o quanto antes!

Edited by Maya
  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Gosto de ver como pessoas mudam de opinião... Se antes da novela começar referiam os visuais das personagens como que uma paródia agora é só elogios... Vá lá.. Que a mudar de opinião é para melhor ? 

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 1 hora, CarlosTeixeira disse:

Gosto de ver como pessoas mudam de opinião... Se antes da novela começar referiam os visuais das personagens como que uma paródia agora é só elogios... Vá lá.. Que a mudar de opinião é para melhor ? 

Eu continuo com a mesma opinião kkk

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


×
×
  • Create New...