Dnunes

Séries e Minisséries Brasileiras [geral]

145 posts neste tópico

Ligações Perigosas - Episódio 10 (Final)

Spoiler

Tal como eu estava à espera, terminou em tragédia. A Mariana e o Augusto morreram e a Isabel e o Filipe terminaram vivos, mas infelizes. Quem se deu bem foi a Cecília, que conseguiu enganar o banana do Heitor. Mal ele sabe que aquele filho é do Augusto.

Esta minissérie foi, sem dúvida, um produto de enorme qualidade. Texto, fotografia e elenco excelentes. Patrícia Pillar, Alice Wegmann e, principalmente, Marjorie Estiano brilharam durante este dez episódios. 

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Débora Falabella vive primeira estrela da televisão brasileira em 'Nada Será Como Antes'

Em nova série da Globo, que estreia dia 27/9, ela interpreta a atriz Verônica Maia

Débora Falabella e Alejandro Claveaux dão vida aos atores Verônica e Rodolfo em 'Nada Será Como Antes'. Na foto, a dupla é orientada pelo diretor José Villamarim. (Foto: Globo/Estevam Avellar)

Para a Débora Falabella as gravações de ''Nada Será como Era Antes'' trouxeram não só a oportunidade de contracenar, mais uma vez, com seu parceiro atual, Murilo Benício, como também a emoção de contar uma história da qual ela faz parte: a da televisão brasileira. A obra por Guel Arraes e Jorge Furtado mergulha nos dourados anos 50 e apresenta a trajetória do visionário Saulo Ribeiro, personagem de Benício.

Débora Falabella e Murilo Benício vivem o casal Verônica e Saulo, em 'Nada Será Como Antes' (Foto: Globo/Estevam Avellar)

Assim que escuta a voz marcante de Verônica Maia (Débora Falabella), locutora de uma rádio local, Saulo já tem a certeza de que ela é a mulher de sua vida. O talentoso vendedor de aparelhos radiofônicos promete tirar a amada da anonimidade e, ao levá-la para o Rio de Janeiro, a transforma na estrela dos comerciais da Rádio Copacabana. Mas ainda não é o bastante: Saulo acredita que chegou a hora da televisão ocupar o lugar do rádio e, para isso, procura Pompeu Azevedo Gomes (Osmar Prado) para financiar a abertura da primeira emissora de televisão brasileira, a TV Guanabara.

Em um cenário totalmente novo e incerto, Saulo não pode falhar. Ele precisa cativar o público e seu patrocinador, que se mostra incrédulo. Anna Karenina, um clássico romance russo, se revela como a grande ideia para uma primeira novela produzida pela TV Guanabara. Ao lado de Rodolfo(Alejandro Claveaux), que interpreta Conde Vronsky, Verônica Maia vira alvo dos holofotes ao viver a personagem que dá título à obra.


Verônica Maia (Débora Falabella) vira a estrela da TV Guanabara (Foto: Globo/Estevam Avellar)

Nada Será como Antes é uma série de Guel Arraes e Jorge Furtado, com redação de Guel Arraes, Jorge Furtado e João Falcão, e direção artística de José Luiz Villamarim.

 

 

 

 

 

Sandra gosta disto!

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
há 2 horas, Pedro M. disse:

Não tenho vontade de ver porque não gosto de estilo de direção do Luiz Fernando Carvalho.

:O:O Considero-o o realizador mais criativo do Brasil, é definitivamente o Tim Burton brasileiro. Mas claro, são gostos.:P

 

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Adorei "Nada Será Como Antes". Adorei, adorei, adorei! Talvez seja a única de 2016 que quero rever. Também gostei muito de "Liberdade, Liberdade". Tantas personagens e interpretações brutais, nunca esquecerei a Rosaquina, o Rubião, o Raposo, a Branca... Tantos! "Justiça" desiludiu-me um pouco ao longo do desenvolvimento das histórias, embora tenha sido boa.  E "Ligações Perigosas" também foi boa, adorei a vilã Isabel da Patrícia Pillar e a sofrida Mariana da Marjorie Estiano . Mas a que me surpreendeu mesmo foi a primeira. Que atuações! Nunca tinha gostado muito da Débora Falabella nem percebia bem o porquê do seu tanto sucesso mas agora entendo. Brutal desempenho! E que bem esteve a Bruna Marquezine! 

De "Sem Volta" vi o primeiro e não me prendeu. O mesmo se passou com "Mais Forte que o Mundo". Espero agora conferir a "Dois Irmãos". Não tenho tido paciência para novelas, mas tenho adorado as séries das 11 horas. Que continuem top!

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Gostei da estreia de ''Dois Irmão'', muito bem realizada, uma direção muito impecável, Luiz Fernando Carvalho é um direto de minisséries, ''Velho Chico'' foi muito bem em sua direção, mas, é nas minisséries que ele extrai todo seu talento de diretor. Gostei da estreia, apesar que seu inicio foi muito disperso, porém gostei bastante da minissérie, tem um grande potencial para ser sucesso. 

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Hoje vai ao ar o último Capítulo de ''Dois Irmãos'', o que dizer desta minissérie fora de orbita?,uma minissérie densa, dramática e cheios de interpretações fora do comum. Destaque vai Para Juliana Paes e Eliane Giardini pela Zana, as duas fizeram o mesmo papel e mesmo mudando de fase os gestos, as falas, o modo de agir de Zana se mantiveram iguais a minissérie toda, fez uma mãe tão obsessiva com os dois irmãos, preferindo o perverso Omar e rejeitando o outro, Yacub. Cauã Reymond foi o outro que se destacou com Yacub e Omar, como não amar Yacub e odiar Omar, anjo e demônio, até aqui foi o melhor trabalho de Cauã na TV, Antônio Fagundes um monstro de interpretação, Halim foi um pai não presente que amava incondicionalmente sua mulher, Zana ;e Irhandir Santos, foi o que narrou a minissérie, mas com poucas falas, fez de Nael uma grande personagem dentro da minissérie. Uma direção caprichada, mergulhada na forma de ver o livro, como se o espectador entrasse dentro do livro, mergulhado na forma que o autor, Milton Hatoum, tratou de construir todo o universo de ''Dois Irmãos''. Só posso dizer que valeu muito a pena assistir esta fabula de literatura, densa, dramática, que desconstrói o jeito de ver uma família toda desestruturada ao ver a briga entre dois irmãos, que se odeiam, Caim e Abel, o ódio desestruturou toda a harmonia que existia nesta família de tal forma, que mostra como a decadência familiar afeta todos a sua volta.

 

André Sousa gosta disto!

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Globo fará série sobre detetive

No ar em "Rock Story" (Globo), Vladimir Brichta começa a gravar em julho "Cidade Proibida", série baseada no livro "O Corno Que Sabia Demais". Com muito humor, a história seguirá os passos de um detetive que investiga a fidelidade do amante da própria mulher. No elenco estão nomes como Regiane Alves, Daniel Boaventura e Aílton Graça. O plano da Globo é estrear a produção em janeiro, às quintas-feiras.

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Já saiu o teaser da nova série da Globo: Vade Retro.

Estou super ansioso por esta série! A Fernanda Young é ótima nisto! 

Vade Retro vai ser uma série de humor e terror.

SIM e Tiago João gostam disto!

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Regista-te ou entra para comentar!

Para deixar um comentário é necessário estar registado. É muito fácil!

Criar uma conta

Regista-te e vem fazer parte desta comunidade! É fácil!


Registar-me

Entrar

Já estás registado? Entra aqui!


Entrar agora