Jump to content

A Última Oportunidade (em Janeiro)


Rodolfo
 Share

Recommended Posts

A ÚLTIMA OPORTUNIDADE

[5º episódio]

 

 

- Espero que isto não se volte a repetir, tanto um como outro tem que respeitar as diferenças. Podem sair – disse a diretora da escola. No final da conversa esta decidiu ligar à mãe de Rodrigo e contar o sucedido, de modo a que Carolina conversasse com o seu filho para o proteger da discriminação.

 

Rodrigo e Mariana conversam no corredor da escola.

 

- Eu estou farto! Não percebo porque sou atacado só porque danço ou por gostar de rapazes.

- Infelizmente ainda nem toda a gente acompanha o processo de modernização do mundo. Há pessoas que ainda veem com maus olhos algo que é muito natural como é o caso da homossexualidade. Tens de ser forte amigo! Eu vou estar sempre aqui para te apoiar.

 

Ambos se abraçaram nesse momento e provam mais uma vez que a sua amizade é mais forte do que tudo.

 

- Já está na hora de irmos para o exame – disse Mariana.

 

Após um longo dia Rodrigo chega a casa cansado e vê que a mãe está à sua espera no quarto para conversar. Rodrigo estranhou …

 

- Mãe o que se passa ?

- Nós precisamos de ter uma longa conversa meu filho, chegou a hora!

 

Rodrigo ficou assustado mas rapidamente se sentou disposto a ouvir a mãe. Ele sabia que assunto seria falado, então já se estava a preparar.

 

- Hoje a diretora do teu colégio ligou-me e contou-me que te envolveste numa cena de pancadaria. Sei que o que fizeste foi numa atitude de defesa mas isso não está correto, não é assim que se resolvem as coisas Rodrigo.

- Mãe … eu estava farto. Foram anos e anos a ser discriminado, a levar com bocas dos outros colegas, olhares, tudo. Eu não quero isto para mim.

- Porque é que nunca me contaste isto filho ? Porque é que nunca fizeste queixa desses rapazes ?

- Mãe isso me iria obrigar a revelar a razão pela qual eles me discriminam.

- E qual é a razão ? Não é por andares na dança pois não ?

- Não …

 

Neste momento Carolina e Rodrigo olham nos olhos um do outro intensamente e as lágrimas correm pelo rosto de ambos.

- Eu sou gay mãe … podes-me não me aceitar, não gostar mais de mim, mas eu sou gay e decidi que não vou esconder mais isto de ninguém, chega! Sou como qualquer outro rapaz e tenho direito a uma vida normal e sem ter de ser discriminado mãe.

- oh meu filho, eu vou sempre gostar de ti da maneira que tu és, como é que podes pensar o contrário ? Eu amo-te Rodrigo!

 

 

1192byr.jpg

 

(Rodrigo e a mãe Carolina)

 

 

Nesse momento mãe e filho abraçam-se e Carolina diz a Rodrigo que pode contar com o seu apoio para tudo.

 

- Apesar de não ser fácil para mim também, eu vou estar sempre aqui, só quero que sejas feliz. Eu sempre soube.

- Soubeste ? Como ? - perguntou Rodrigo com alguma admiração.

- As mães sabem sempre quando se passa algo com os filhos e muitas das vezes eu percebia os teus sinais, não sei explicar. O teu jeito mais delicado de ser, as tuas brincadeiras, a tua amizade com o João …

- Mãe o que tem o meu jeito ? Estás a pensar errado porque qualquer rapaz hetero poderia dançar ou ter uma grande amizade ou até mesmo andar rodeado de raparigas. É uma ideia pré concebida essa.

- Sim tens razão, desculpa filho. E a tua amizade com o João, é so invenção minha ?

- Eu era pequeno, não sabia bem que tipo de sentimento era aquele, mas sim era algo especial. Ainda hoje é. Desde que ele foi para Lisboa que sinto imensas saudades – disse Rodrigo triste.

- Nunca mais se falaram ?

- Não.

- Lamento meu filho. Agora mudando de assunto, como vai ser com o teu pai ?

- Ele não pode saber, de maneira alguma. Ele nunca me iria aceitar, não vês as coisas que ele diz sobre a homossexualidade quando estamos à mesa ou juntos na sala ?

- Sim, eu sei que o teu pai não aceita bem isto ma ele um dia vai ter de saber Rodrigo, é teu pai.

- Pois mãe, talvez um dia … agora vou passear um bocado e ter com a Mariana. Vai-me fazer bem.

- Vai meu filho, e já sabes, a mãe está sempre aqui e adora-te.

 

Rodrigo ligou a Mariana e foram passear até ao centro da cidade.

 

15zflzn.jpg

 

(Rodrigo e Mariana sentados num muro)

 

- Finalmente!

- Finalmente o quê ? Notei-te estranho ao telemóvel, o que se passou ? - questionou Mariana.

- Contei à minha mãe que sou gay.

- A sério ? E então como foi ?

- Foi pacifico, ela aceitou super bem. Estou bastante feliz e sinto que tirei um peso de cima. Já esperava isto mais dia menos dia.

- Oh melhor amigo fico tão contente por ti, acho que já estava na hora. Sabes que também podes contar comigo sempre! E o teu pai ?

- Ele nunca poderá saber da verdade, nunca me iria aceitar.

- Pois, é provável que não mas não vamos pensar mais nisto. Hoje é sexta, vamos sair para nos divertirmos e esquecermos o que se passou no colégio e aquele maldito exame ?

- Boa ideia, mas onde ?

- Eu estive a pensar, porque não variamos e vamos a algo diferente ?

- Como assim ? - perguntou Rodrigo.

- Alguma vez foste a uma discoteca gay ?

- Não, aqui em Viana não existe e também nunca sei como é esse mundo.

- Por isso mesmo Rodrigo. Vamos ao Porto hoje, existem lá algumas. Ouvi falar no Pride e no Zoom.

- Sim, vamos então a isso amiga. Vai ser brutal!

 

PRÓXIMO EPISÓDIO : SEXTA

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

Estou a acompanhar e a gostar de ler os episódios e gostava de dar uma sugestão que iria dar uma reviravolta na história.
Que tal o melhor amigo João nestes anos que teve em Lisboa se ter tornado um rapaz completamente homofóbico pra esconder e reprimir aquilo que sentiu pelo Rodrigo enquanto eram crianças, visto que o meio em que ele vivia era rodeado de pessoas homofóbicas...
Claro que depois eles vão ficar juntos 4ever mas foi só uma sugestão que achei engraçado :)

Link to comment
Share on other sites

Estou a acompanhar e a gostar de ler os episódios e gostava de dar uma sugestão que iria dar uma reviravolta na história.

Que tal o melhor amigo João nestes anos que teve em Lisboa se ter tornado um rapaz completamente homofóbico pra esconder e reprimir aquilo que sentiu pelo Rodrigo enquanto eram crianças, visto que o meio em que ele vivia era rodeado de pessoas homofóbicas...

Claro que depois eles vão ficar juntos 4ever mas foi só uma sugestão que achei engraçado :)

Sem dúvida que é uma ótima sugestão Tiago mas os episódios já estão praticamente todos escritos, faltam os 2 últimos. Quem sabe se não vais ter uma surpresa bem melhor em relação ao João ;) isto se ele algum dia voltar ...

Link to comment
Share on other sites

Rodolfo, não percebi uma coisa - não era a mãe do Rodrigo que não "gostava" da atracção do filho pelo melhor amigo, e agora compreende o filho? :dontknow:  :dontknow:  :dontknow:

 

A mãe nunca teve nada contra, simplesmente desde infância se foi apercebendo que o filho gostava de rapazes e com isso foi ficando receosa do futuro dele devido à discriminação. Claro que ela como mãe ao início não queria que o filho fosse assim, mas depois acabou por aceitar e agora vai apoiar o filho em tudo :) 

 

Afinal de contas todos merecem uma "Última Oportunidade"  :rolleyes:

Só tenho um reparo: acho os capítulos por vezes demasiado pequenos.

Mas continua, i am a fan !

 

Se forem muito extensos torna-se cansativo para algumas pessoas ler "testamentos" e depois a história acabava muito rápido. Há que ir com calma e episódio por episódio devido às 3 fases que a história tem : infância de Rodrigo, adolescência de Rodrigo e vida adulta de Rodrigo.

  • Like 2
Link to comment
Share on other sites

A mãe nunca teve nada contra, simplesmente desde infância se foi apercebendo que o filho gostava de rapazes e com isso foi ficando receosa do futuro dele devido à discriminação. Claro que ela como mãe ao início não queria que o filho fosse assim, mas depois acabou por aceitar e agora vai apoiar o filho em tudo :)

 

Afinal de contas todos merecem uma "Última Oportunidade"  :rolleyes:

 

Se forem muito extensos torna-se cansativo para algumas pessoas ler "testamentos" e depois a história acabava muito rápido. Há que ir com calma e episódio por episódio devido às 3 fases que a história tem : infância de Rodrigo, adolescência de Rodrigo e vida adulta de Rodrigo.

Claro que apesar de serem pequenos, ajuda serem publicados três episódios por semanda :D

Mas continua que estou a gostar

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

A ÚLTIMA OPORTUNIDADE

[6º episódio]

 

 

- Quem sabe e não arranjas um boy hoje – disse Mariana.

- Eu, nada disso parva – disse Rodrigo envergonhado.

- Passo por tua casa pelas 22h pode ser ?

- Sim, vou só falar com a minha mãe a dizer que vamos sair.

 

Mariana e Rodrigo deixaram Viana do Castelo e lá foram a caminho do Porto.

 

Chegados ao Porto …

 

2zp5rx5.jpg

 

 

- Esta cidade é lindíssima! Já não vinha cá algum tempo …

- Vamos curtir tanto Mariana, mas agora vamos tomar café a um sítio. Ouvi falar no “Costa Coffee” na zona dos Clérigos, bora ?

- Ah sim, o famoso Costa do Porto, o único em Portugal. Vamos claro!

 

01h30

 

- Vamos indo ? - perguntou Mariana

- Já sabes onde vamos ?

- Sim, vamos para o “Zoom”, a maior discoteca gay do Porto. Tem um ambiente super agradável e a decoração é um estilo vintage. Discreto mas potente, pelo menos foi o que me disseram. Vais gostar amor!

 

Os melhores amigos dirigiram-se para a Avenida dos Aliados em direção ao “Zoom”. Rodrigo sentia-se um pouco nervoso pois nunca tinha estado numa discoteca gay. Este era um passo muito importante para ele após se assumir perante a mãe e os amigos. Era acima de tudo a sua aceitação plena e afirmação como pessoa na sociedade. Todos os medos e vergonhas tinham ficado em Viana.

 

Rodrigo e Mariana entram no “Zoom” e aos poucos vão-se habituando ao ambiente. Rodrigo sente um misto de sensações ao ver centenas de rapazes a falarem abertamente de tudo, a dançarem da forma como querem, a vestirem-se como querem e alguns aos beijos. Ele estava a adorar todo aquele mundo novo.

 

2i1oaqx.jpg

 

 

- Não estás mesmo habituado a isto pois não ? - perguntou Mariana.

- Se eu beijasse um rapaz em Viana quase que era preso – afirmou Rodrigo na brincadeira – esta cidade é de facto livre. Para o ano gostava de vir estudar para aqui.

- Eu também, é um dos meus objetivos. Espero conseguir entrar na faculdade de medicina, a do Porto é das melhores da Europa.

- Bem, isso depois vê-se, vamos é curtir a noite. Vamos beber ?

- Boraaaa – gritou Mariana.

 

Depois de estarem a dançar, Rodrigo repara que está um rapaz mais velho a olhar para ele, acabando os dois por trocarem olhares várias vezes. Rodrigo acha-o lindo e há qualquer coisa no olhar dele que o atrai.

 

- Está ali um rapaz a olhar para mim há imenso tempo. Ai ele é tãoo lindo, parece um deus grego.

- Vai lá, vai ter com ele parvo!

- Achas mesmo ? Que vergonha!

 

 

262um3m.jpg

 

 

Rodrigo e Francisco continuam a dançar e a olharem-se intensamente até que ambos acabam por se dirigir ao bar e Francisco mete conversa.

 

- Vejo que te estás a divertir, que tal uma bebida ?

 

Rodrigo ficou um pouco embaraçado mas acaba por aceitar.

 

- Ai desculpa, nem me apresentei. Chamo-me Francisco Albuquerque.

- Não faz mal! Sou o Rodrigo.

- És novo por aqui não és ?

- Sim, é a primeira vez que venho cá. Sou de Viana do Castelo, vim com a minha melhor amiga.

 

Rodrigo e Francisco continuaram a conversar e foram-se conhecendo ao longo da noite. Rodrigo estava maravilhado com Francisco. A sua forma meiga e atenciosa de falar, os seus olhos negros e brilhantes, o seu tom de pele quente e moreno e o seu sorriso rasgado tinham-no conquistado desde o início. Ambos acabaram por ir dançar juntos e Francisco foi abraçando Rodrigo, que se deixava levar por aquela magia até que o primeiro beijo não tardou. Apesar de estar sozinha, Mariana estava feliz pelo melhor amigo mas ao mesmo tempo preocupada por este estar-se a deixar levar demasiado depressa.

 

- Tu és fantástico sabias ? - disse Rodrigo.

- Oh, não sou nada, tu sem dúvida é que és a surpresa da noite e uma das melhores pessoas que conheci na minha vida.

 

Enquanto se beijavam e dançavam agarrados, Francisco pede algo a Rodrigo.

 

 

riw6dv.jpg

 

 

- Vamos sair daqui, vamos para um lugar mais calmo para falarmos mais à vontade, que achas ?

 

Rodrigo estava um pouco reticente pois não queria deixar Mariana sozinha e estava nervoso com o pedido, mas acabou por aceitar.

 

- Mariana, vou com o Francisco a outro sitio, prometo não me demorar.

- Amigo não achas que estás a ir rápido demais ? - disse Mariana ao ouvido de Rodrigo – daqui a duas horas precisamos de voltar para Viana, espero que estejas aqui.

- Sim, não te preocupes e desculpa te deixar sozinha.

- Oh, não faz mal, também já fiz amigos por aqui. Tem cuidado contigo!

 

 

Francisco levou Rodrigo para o seu apartamento e assim que chegaram puseram-se à vontade e foram para o quarto. Rodrigo sentia-se cada vez mais nervoso e o seu coração batia mais forte.

 

- O que se passa ? Estás nervoso ? - perguntou Francisco – vá deita-te aqui à minha beira que eu acalmo-te.

 

Passados alguns minutos Rodrigo e Francisco começam a tirar a roupa e envolvem-se a uma velocidade louca.

 

o881uv.jpg

 

(Rodrigo chega ao apartamento de Francisco e ambos beijam-se e tiram a roupa)

 

- Espera! - ordenou Rodrigo.

Os nervos tomaram conta de Rodrigo por esta ser a sua primeira vez.

 

- O que se passa ? Não me dias que é a …

- Sim, é a minha primeira vez.

- Isso torna este momento ainda mais especial então.

- Quero-me recordar desta noite para sempre.

 

Rodrigo entregou-se a Francisco e aconteceu … ambos se beijavam loucamente, juntando os seus corpos quentes e soados um ao outro. O prazer tomou conta dos dois naquelas horas.

 

2nsxpu9.jpg

 

(Rodrigo e Francisco fazem amor)

 

 

- Onde é que se meteu aquele rapaz que não me atende o telemóvel ? - disse Mariana preocupada com a demora de Rodrigo.

 

 

PRÓXIMO EPISÓDIO : SEGUNDA

  • Like 2
Link to comment
Share on other sites

Ja li o capitulo 6, que vida louca  :rolleyes:

 

Claro que no proximo capitulo o Rodrigo vai ficar muito desiludido por o outro o ter enganado, e so ter querido sexo. Que ingenuidade  :|

 

É esse o problema de muitos, ser ingénuos quando começam a descobrir o mundo da noite  ;)

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

A ÚLTIMA OPORTUNIDADE

[7º episódio]

 

 

Na casa de Francisco o telemóvel de Rodrigo fartava-se de tocar mas ele tinha adormecido juntamente com Francisco. Entretanto este acorda e apercebe-se que a melhor amiga lhe estava a ligar e decide acordar Rodrigo.

 

2wmgwvs.jpg

 

 

- Rodrigo, acorda!

- Que horas são ?

- Acho que está na hora de ires embora, a tua amiga está farta de te ligar.

- Oh meu deus, são quase 7h da manhã, tenho de voltar para Viana. A Mariana deve estar muito preocupada comigo.

- É o melhor a fazer.

- Quero que brevemente nos voltemos a ver, foi uma noite tão especial para mim e quero-te na minha vida a partir de agora.

 

Rodrigo estava muito feliz por ter conhecido Francisco mas este fez uma cara de quem não ficou agradado quando ouviu o que Rodrigo disse. Ambos se despediram e Rodrigo foi ter com a melhor amiga.

 

- Mariana desculpa a demora, a sério, perdi a noção do tempo.

- Já viste as horas, temos de ir a voar para Viana, os nossos pais vão-nos matar.

- Eu sei, desculpa. Bem vamos la que agora não há trânsito e numa hora estamos em Viana.

- Sim mas pelo caminho vais-me contando tudo o que se passou e explicar-me esse sorriso parvo de felicidade.

 

Rodrigo começou por contar as conversas que ambos tiveram e posteriormente o que aconteceu no apartamento de Francisco.

 

- Ai ele é fantástico, é lindo, é meigo, é perfeito amiga, o meu deus grego. Um homem de verdade.

- Meu deus Rodrigo, tu ficaste mesmo apanhadinho por ele. Tudo isso numa noite ?

- Ele mostrou-me tudo de bom que tem numa noite.

- Fico contente por ti – disse Mariana reticente, esperando que o amigo não saísse magoado daquela ilusão e ingenuidade toda.

 

Ambos seguiram caminho enquanto falavam sobre a noite especial de Francisco. Chegaram a Viana por volta das 8:15 da manhã. Os pais de Mariana ainda se encontravam a dormir e não deram conta da sua chegada, mas a mãe de Rodrigo já se encontrava no sofá à espera do filho. Rodrigo entrou silenciosamente em casa mas nesse momento Carolina aborda-o.

 

- Por onde é que andaste para chegares a estas horas ?

- Mãe fui sair com a Mariana e perdemos a noção das horas, agora posso ir dormir ?

- Tu por acaso foste a algum lugar diferente, especial ?

- Mãe, por favor, eu tenho sono, estou cansado e agradecia que não te metesses na minha vida nesse aspeto. Amanhã falamos!

 

Carolina ficou triste pela agressividade demonstrada pelo filho e percebeu que este lhe estava a mentir.

 

No mesmo dia, à tarde, Rodrigo acordou a pensar em Francisco e recordou toda a sua noite anterior. Para ele tinha sido a mais importante da sua vida. Depois de tomar o pequeno almoço Rodrigo decide sair de casa e ir ter com a melhor amiga.

 

- Mariana eu acho que estou apaixonado pelo Francisco.

- Porque é que isso não me admira ? Mas não entendo como te conseguiste apaixonar por uma noite.

- Ai não sei, ele tem qualquer coisa de especial, fez-me sentir um verdadeiro principe ontem. Eu quero voltar a estar com ele, quero ir ter com ele.

- Mas ele é do Porto, agora é impossível.

- Nada é impossível!

- O que queres dizer com isso Rodrigo ?

- Vou ter com ele ao Porto agora! Vou apanhar o comboio.

- Tu estás louco ? E os teus pais ?

- Ai ela não precisa de saber, eu à noite já estou aqui e digo que fiquei a jantar em tua casa.

- Vai lá todo, isto ainda vai dar para o torto. Tem cuidado contigo e vai-me avisando.

 

Rodrigo apanhou o comboio para o Porto para ir ao encontro de Francisco. Quando chegou dirigiu-se à casa do mesmo. Francisco abriu a porta ensonado e deparou-se com Rodrigo.

 

- Olá, quem és ?

- Oh para com isso, não brinques bebe.

- Desculpa ?

- Sou o Rodrigo, o rapaz que conheceste ontem à noite, lembras-te ?

- Ah, tenho uma vaga ideia …

- Vim ver-te.

 

Rodrigo estava a ficar desiludido com o que Francisco lhe estava a dizer, pois este tinha-se da noite entre eles.

 

- Uau, sinto-me lisonjeado por te não te esqueceres de mim. Vá, entra lá.

- Tu não te lembras mesmo de nada ?

- Vagamente ...

 

Rodrigo ficou com as lágrimas no rosto no momento em que viu que nada significou para Francisco na noite anterior.

 

 

PRÓXIMO EPISÓDIO : QUARTA

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

 Share

×
×
  • Create New...