Jump to content

Cavalos de Corrida [brevemente]


miguelalex23
 Share

Recommended Posts

Se a rtp não abrir mais horários para dar séries não sei onde é que vai enfiar tanta produção. Já vimos que no conjunto de séries gravadas para 2020 e 2021 ainda vão sobrar algumas para depois do verão provavelmente, com a quantidade que se grava neste momento e as que estão projectadas para os próximos meses espero que haja alguma mudança da grelha para se focar mais na ficção. Lembrando que o Conta-me ainda voltará em Outubro.

 

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

há 46 minutos, Robalinho disse:

Se a rtp não abrir mais horários para dar séries não sei onde é que vai enfiar tanta produção. Já vimos que no conjunto de séries gravadas para 2020 e 2021 ainda vão sobrar algumas para depois do verão provavelmente, com a quantidade que se grava neste momento e as que estão projectadas para os próximos meses espero que haja alguma mudança da grelha para se focar mais na ficção. Lembrando que o Conta-me ainda voltará em Outubro.

 

As 4 que estão em gravação vão ser exibidas no início de 2022 apenas. Não há nenhum engarrafamento. A próxima será Chegar a Casa e depois dessa deverá vir Capitães do Açúcar e Glória, com Auga Seca a “fechar o ano”. Entram as outras quatro depois, sendo que Evadidos, Sombra, Linha de Água e O Ano da Morte deverão ter horários específicos ao fim de semana por exemplo, seguindo os recentes exemplos.

Crimes Submersos e Boundless deverão ter um tratamento semelhante a 3 Caminos, parece-me.

Edited by Ricardo
  • Like 2
  • Thanks 1
Link to comment
Share on other sites

há 1 hora, Robalinho disse:

Se a rtp não abrir mais horários para dar séries não sei onde é que vai enfiar tanta produção. Já vimos que no conjunto de séries gravadas para 2020 e 2021 ainda vão sobrar algumas para depois do verão provavelmente, com a quantidade que se grava neste momento e as que estão projectadas para os próximos meses espero que haja alguma mudança da grelha para se focar mais na ficção. Lembrando que o Conta-me ainda voltará em Outubro.

 

Mas é normal que assim seja. As produções têm de ser preparadas com antecedência. 

Preferiam tudo feito em cima do joelho?

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

5 minutes ago, Televisão 10 said:

Mas é normal que assim seja. As produções têm de ser preparadas com antecedência. 

Preferiam tudo feito em cima do joelho?

Em cima do joelho não, mas são mesmo muitas séries, numa lógica do que temos vistos a ser exibido dá para os proximos 3 anos pelo menos. Temos produtoras a fazer várias coisas ao mesmo tempo, depois ficam paradas um ou dois anos porque a rtp já não vai precisar durante um grande periodo? Acho que há aqui uma estranha estratégia do 'produzir o máximo que se puder e depois logo se vê o que se faz na grelha'

Talvez possamos ver no próximo ano alguma estratégia nesse sentido, mas por agora parece-me que se está a exagerar.

 

Link to comment
Share on other sites

há 28 minutos, Robalinho disse:

Em cima do joelho não, mas são mesmo muitas séries, numa lógica do que temos vistos a ser exibido dá para os proximos 3 anos pelo menos. Temos produtoras a fazer várias coisas ao mesmo tempo, depois ficam paradas um ou dois anos porque a rtp já não vai precisar durante um grande periodo? Acho que há aqui uma estranha estratégia do 'produzir o máximo que se puder e depois logo se vê o que se faz na grelha'

Talvez possamos ver no próximo ano alguma estratégia nesse sentido, mas por agora parece-me que se está a exagerar.

 

Há uma estratégia de pensar nos produtos com antecedência, o que acontece em qualquer emissora televisiva com séries.  

A RTP não tem de ser o único sustento das produtoras nem tem de gerir as mesmas. Se uma produtora tem capacidade para produzir mais do que uma série simultaneamente, não é a RTP que vai dizer "Alto lá! Produzam só uma série de cada vez!". Se bem que não sei a que produtora te referes, já que mesmo a Ukbar produz uma de cada vez, se não estou em erro.

Link to comment
Share on other sites

há 1 hora, Robalinho disse:

Em cima do joelho não, mas são mesmo muitas séries, numa lógica do que temos vistos a ser exibido dá para os proximos 3 anos pelo menos. Temos produtoras a fazer várias coisas ao mesmo tempo, depois ficam paradas um ou dois anos porque a rtp já não vai precisar durante um grande periodo? Acho que há aqui uma estranha estratégia do 'produzir o máximo que se puder e depois logo se vê o que se faz na grelha'

Talvez possamos ver no próximo ano alguma estratégia nesse sentido, mas por agora parece-me que se está a exagerar.

 

Acho que não tens noção das séries que estão realmente em andamento. Engavetadas tens apenas 3, que nem são engavetadas, são apenas parte do alinhamento previsto. 
 

Tens menos de 10 séries prontas. Três na verdade são as únicas completas, de três produtoras diferentes e produzidas entre o último trimestre de 2020 e o início de 2021. E isto para ocupar lugares à segunda, quarta e sábado/sexta. Penso que devias ler com um pouco mais de atenção as datas para não tirares ilações que não são reais.

A única que está a produzir em simultâneo é a Ukbar com a série Cavalos de Corrida e os telefilmes (que são dez). A Ukbar produz muito cinema, eles não ficam parados por causa do investimento da RTP, não te preocupes.

Edited by Ricardo
  • Like 1
  • Thanks 1
Link to comment
Share on other sites

há 2 horas, Robalinho disse:

Bolas ou eu escrevo chinês ou então devo ter algum problema em me explicar. não vou repetir o que disse, voltem a ler e boa noite.

O que disseste não faz sentido algum. Falaste que algumas séries iam sobrar para depois do verão quando as que estão em filmagens são para o primeiro semestre de 2022. Dizes que têm de abrir outros espaços na grelha explicámos que há três lugares cativos. Falas em engavetamentos quando a RTP não tem, até agora, nenhuma série engavetada, tem quatro por estrear tendo em conta que Auga Seca está em pós-produção, que Glória depende do calendário da Netflix, e que Chegar a Casa e Capitães de Açúcar já têm datas agendadas. Excluindo as derivadas de filmes que sabemos muito bem porque é que ainda não chegaram ao ecrã. Dizes também que tem a ver com as produtoras que ficam depois sem trabalho quando já mais que uma pessoa te disse que não é assim que funciona e inclusive te dão exemplos, e ainda escreves que produzem mais que uma série ao mesmo tempo quando isso não está a acontecer. Neste momento a RTP tem em diferentes fases de produção 14 séries e a Ukbar e a Arquipélago são as únicas repetentes. Em termos de Séries (exclusivamente), tens a Cavalos de Corrida que já está a gravar, a Força de Viver que ainda está em fase de escrita e a segunda temporada de A Espia que só vai arrancar em 2022 no segundo semestre para estrear em 2023, isto na Ukbar. Na Arquipélago já gravam Causa Própria e arrancaram agora os primeiros trabalho de pré-produção de Matilha, que não vai arrancar já e que terá outro realizador ao leme da produção. No fundo acho que estás a ser crítico com pouco conhecimento de causa.

Este ano (2021) ainda não estreaste nada que tenha sido interinamente gravado este ano, assim como não será no próximo ano e provavelmente no ano seguinte. Basicamente tens a produção feita e planeada com um ano de antecedência encaixando-se depois tudo num único calendário. E olha que este ano a RTP já lançou várias produções de ficção.

Edited by Ricardo
  • Like 2
  • Thanks 1
Link to comment
Share on other sites

E aliás saberes que um projeto existe não significa, de todo, que ele vai arrancar amanhã até porque há muitos títulos que são conhecidos porque entraram no concurso do ICA e desses concursos saem aprovados projetos com uma grande frente de produção. Tens um exemplo recente com Prisão Domiciliária que está em desenvolvimento desde 2018/19 e só em 2021 é que estreou.

Edited by Ricardo
  • Like 2
Link to comment
Share on other sites

On 30/05/2021 at 01:06, Ricardo disse:

O que disseste não faz sentido algum. Falaste que algumas séries iam sobrar para depois do verão quando as que estão em filmagens são para o primeiro semestre de 2022. Dizes que têm de abrir outros espaços na grelha explicámos que há três lugares cativos. Falas em engavetamentos quando a RTP não tem, até agora, nenhuma série engavetada, tem quatro por estrear tendo em conta que Auga Seca está em pós-produção, que Glória depende do calendário da Netflix, e que Chegar a Casa e Capitães de Açúcar já têm datas agendadas. Excluindo as derivadas de filmes que sabemos muito bem porque é que ainda não chegaram ao ecrã. Dizes também que tem a ver com as produtoras que ficam depois sem trabalho quando já mais que uma pessoa te disse que não é assim que funciona e inclusive te dão exemplos, e ainda escreves que produzem mais que uma série ao mesmo tempo quando isso não está a acontecer. Neste momento a RTP tem em diferentes fases de produção 14 séries e a Ukbar e a Arquipélago são as únicas repetentes. Em termos de Séries (exclusivamente), tens a Cavalos de Corrida que já está a gravar, a Força de Viver que ainda está em fase de escrita e a segunda temporada de A Espia que só vai arrancar em 2022 no segundo semestre para estrear em 2023, isto na Ukbar. Na Arquipélago já gravam Causa Própria e arrancaram agora os primeiros trabalho de pré-produção de Matilha, que não vai arrancar já e que terá outro realizador ao leme da produção. No fundo acho que estás a ser crítico com pouco conhecimento de causa.

Este ano (2021) ainda não estreaste nada que tenha sido interinamente gravado este ano, assim como não será no próximo ano e provavelmente no ano seguinte. Basicamente tens a produção feita e planeada com um ano de antecedência encaixando-se depois tudo num único calendário. E olha que este ano a RTP já lançou várias produções de ficção.

Por acaso, tem uma engavetada. O Feitios. Mas também não sei se será uma série ou uma sitcom. 

Link to comment
Share on other sites

há 3 minutos, DoAudiovisual disse:

Por acaso, tem uma engavetada. O Feitios. Mas também não sei se será uma série ou uma sitcom. 

Já foi exibida no late-night às quintas-feiras.

Era uma sitcom, péssima péssima péssima.

Percebeu-se porque demorou tanto tempo a sair da gaveta e o seu horário :ph34r:

  • LOL 2
Link to comment
Share on other sites

há 2 minutos, VascoSantos disse:

Já foi exibida no late-night às quintas-feiras.

Era uma sitcom, péssima péssima péssima.

Percebeu-se porque demorou tanto tempo a sair da gaveta e o seu horário :ph34r:

Obrigado. É que nem me apercebi, nem promoção deve ter tido e não foi parar à RTP play 

Link to comment
Share on other sites

há 3 minutos, DoAudiovisual disse:

Obrigado. É que nem me apercebi, nem promoção deve ter tido e não foi parar à RTP play 

Sim, penso que não foi promovida, nem nunca esteve na RTP Play.

Conselho de amigo: nem vale a pena procurares de tão mau que aquilo foi.

  • LOL 2
Link to comment
Share on other sites

Just now, Fernando said:

Acho que chegou a estar, eu lembro-me de ter visto para de um episódio e penso que foi na RTP Play :haha: E, sim, é péssima :clap:

eu lembro-me que esteve mas só tipo uma semana ou alguns dias a seguir à exebição ... quando fui para ver os episódios só apanhei o ultimo ou um dos ultimos Era mau demais... um dia é capaz de aparecer na rtp memória de manhã cedo para ninguém ver...

Link to comment
Share on other sites

há 35 minutos, VascoSantos disse:

Já foi exibida no late-night às quintas-feiras.

Era uma sitcom, péssima péssima péssima.

Percebeu-se porque demorou tanto tempo a sair da gaveta e o seu horário :ph34r:

Era tão mau, que nem em HD estava. 

Aliás, nessa altura, as quintas foram ocupadas por dois programas engavetados: a série Feitios e O Artesão. Quanto a este último, não se entendeu a não aposta aos sábados, como o Deusdado tinha pensado.

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

Albano Jerónimo, Alba Baptista e Margarida Vila-Nova também estão no elenco. 

 

“Cavalos de Corrida" é uma grande aposta da Ukbar Filmes e da RTP 1, com distribuição prevista nas grandes plataformas de streaming.  A série irá evidenciar o ambiente tradicional da Figueira da Foz, o património arquitetónico e natural da cidade, das praias circundantes e da serra da Boa Viagem, tendo a oportunidade de levar aos espectadores do prime time da RTP 1 a envolvência de uma cidade de sol e mar, de gastronomia e de artesanato, de cosmopolitismo e qualidade de vida, com a praia e a atmosfera atlântica do concelho em cenário de fundo.

 

https://www.noticiasdecoimbra.pt/figueira-da-foz-e-cenario-da-serie-cavalos-de-corrida-com-estrelas-da-ficcao-nacional/

 

 

  • Like 4
Link to comment
Share on other sites

3 hours ago, Lusitana said:

Albano Jerónimo, Alba Baptista e Margarida Vila-Nova também estão no elenco. 

 

“Cavalos de Corrida" é uma grande aposta da Ukbar Filmes e da RTP 1, com distribuição prevista nas grandes plataformas de streaming.  A série irá evidenciar o ambiente tradicional da Figueira da Foz, o património arquitetónico e natural da cidade, das praias circundantes e da serra da Boa Viagem, tendo a oportunidade de levar aos espectadores do prime time da RTP 1 a envolvência de uma cidade de sol e mar, de gastronomia e de artesanato, de cosmopolitismo e qualidade de vida, com a praia e a atmosfera atlântica do concelho em cenário de fundo.

 

https://www.noticiasdecoimbra.pt/figueira-da-foz-e-cenario-da-serie-cavalos-de-corrida-com-estrelas-da-ficcao-nacional/

 

 

A Margarida Vilanova anda muito solicitada, elas tem feitos séries umas seguidas às outras e ainda há mais projectos nos proximos meses...

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

 Share

×
×
  • Create New...