Jump to content
Snows

Eurovisão - Top 40aTV

Recommended Posts

Gosto imenso da duas. :) A de Isreal não me cativava ao início, mas depois de várias vezes a ouvir viciou-me! Será que vai melhorar os resultados de Israel no ESC? :P Veremos. :P

Já a da Islândia é gira e tem algum potencial, veremos! :)

Share this post


Link to post
Share on other sites

A Islândia traz uma proposta interessante e que gosto. A música é envolvente e transmite um sentimento de superação; apesar disso, é fofinha, bonitinha e muitos adjetivos acabados em -inha. Gosto do instrumental, é poderoso, assim como da voz da Maria. Pelo lado negativo, o inglês dela tem de melhorar; na final nacional esteve um pouco aquém na pronunciação das palavras. Também refiro a repetição - ai, que isto repete tantas vezes os mesmos versos... Acaba por cansar. :S De resto, creio que a ilha tem todas as chances de conseguir passar à final e acho um pouco inconcebíveis quer as comparações à Let It Go, quer à Only Teardrops. Melhorou significativamente desde os Pollaponk, isso é evidente.

Já Israel traz o guilty pleasure deste ano. Músicas destas são a cara chapada da Eurovisão e fazem falta, num ano em que abundam baladas. O instrumental é tipicamente oriental, o que me agrada bastante e me faz lembrar os birrentos turcos. A voz não me parece nada mal para a performance, que se requer animada. O vício que esta canção cria é o do melhor que ela tem, assim que a ouvimos não dá para a esquecer. Comparativamente a 2014, creio que houve um melhoramento muito pequeno. Eu gostava da Same Heart, mas não mais que esta. Por fim, que se faça justiça para Israel; esta nação já merece passar desde 2013 e, quase inexplicavelmente falha. Que seja desta! 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Mais dois países hoje...

 

Itália e Letónia!

 

jDIIVDv.jpg

A Itália este ano voltou a usar o mesmo método pelo qual é conhecido: o festival Sanremo, que teve a sua 65ª edição. Os vencedores foram os Il Volo, um trio constituído por Piero Barone, Ignazio Boschetto e Gianluca Ginoble. Eles cantaram a música Grande Amore, e a mesma música será a que vai representar o país em Viena, após uma confirmação do trio.

 

 

Depois de três anos no top 10, a Itália no ano passado descambou para o 21º lugar com Emma Marrone. Terão os Il Volo capacidade de levar a Itália à glória? Sendo parte dos Big 5, o país já está qualificado para a final… falta esperar!

 

iYwrhOn.jpg

 

Aminata Savadogo tem 22 anos, e é a representante do país. Ganhou o bilhete para Viena após ganhar o Supernova 2015, programa que tinha participado no ano passado, mas sem sucesso. Canta a música chamada Love Injected, que é parcialmente composta por ela.

 

 

Quem não se lembra do convite do ano passado deste país, para cozinhar bolos? Cake to Bake foi a aposta do ano passado, que, infelizmente, não passou da semifinal. Terá Aminata a força para passar? Iremos descobrir na segunda semifinal, ao lado de Portugal. 

 

---

 

Venham daí as novas opiniões! :)

 

Itália: 16,4. Letónia: 15

Edited by Bloody
  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

A música da Itália simplesmente não me cativa muito.... Acho-a muito secante e só no refrão é que se torna em alguma coisa. :S

Já a da Letónia denota claramente algum poder mas não é das minhas favoritas. :S

Share this post


Link to post
Share on other sites

Itália, cá está a fã nº1 pronta a comentar aquela atuação estupenda! Só que não. Credo, esta canção é super sobrevalorizada, tal como o francês o foi em 2011 (se bem que gostava mais da de França). Cá para mim, a história vai-se repetir: todos amam, mas depois chega o dia e falha. Não sou astróloga (infelizmente, que este negócio agora dá) para prever com exatidão se isto acontece ou não, mas dar-me-ia um gozo tremendo. :cool:  Prosseguindo, é tão overrated - a melodia é básica e chata, nada que se lhe pegue, as vozes deles confesso que são boas; porém, a sua conjugação é tão cliché... Não me cativa minimamente e parece que já ouvi isto em qualquer lado (vulgo Il Divo). Pior que o ano passado - ao menos na studio - porque ao vivo deve ser sempre melhor que uma louca a andar de gatas e a fingir que canta. Enfim, eu a ser do contra e sim, se acharem isto um desplante e me quiserem oferecer uma consulta em qualquer centro auditivo, eu aceito prontamente, há que rentabilizar recursos. :rolleyes:  :cool:

Letónia - a surpresa deste ano. Depois de rappers, depois de bolos, depois de canções bonitas trazem-me a Aminata e arrasam com tudo! O instrumental é meio estranho, mas muito poderoso e com um sentido rítmico quase perfeito. A voz da dita cuja também é bem gira, ela acerta em bastantes notas. Contudo, aconselho cuidado nos mais agudos. Aminata, tu por favor não nos presenteis com um Straight Into Love 2.0! A atmosfera é claramente de referir: sombria e perfeita. Em síntese, foi o país que mais me surpreendeu, realmente. Uma vasta diferença relativamente ao ano passado, é óbvio que existe. Quero que chegue o mais longe possível - e que ao menos chegue à final (o que me acredito que aconteça, estou a ver os jurados a votarem nisto).

Edited by Ana Maria Peres

Share this post


Link to post
Share on other sites

Estes três dias que passaram foi-me impossível vir ao Fórum para publicar novas músicas da Eurovisão, tanto que hoje publicarei as seis que restam, para fechar esta terceira semana! Então, é mais que tempo para descobrir quais são elas...

 

Para primeiro, temos... Lituânia e Macedónia! Vamos lá ver as suas músicas!

 

QAWNoe3.jpg

 

GKkc2dy.jpg

 

O que acham delas? Gostam? Deixem a vossa opinião... e votação! Haverá mais canções ao longo da noite de hoje.

 

Lituânia: 13,1. Macedónia: 7,4.

Share this post


Link to post
Share on other sites

A música da Lituânia ao início amava ouvi-la mas depois cansou um bocado. :/

Já a da Macedónia, até a acho gira, mas nada por aí além. :P

Share this post


Link to post
Share on other sites

Mais dois países para hoje! Quem serão eles...

 

Malta e Moldávia!

 

gDZxKvq.jpg

 

 

0OVpUfN.jpg

 

---

 

Malta: 13,3. Moldávia: 5,1.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Outra warrior. :rofl:

Acho a Warrior da Malta fantástica e a música em si no refrão é muito boa. :D

Da Moldávia não é simplesmente do meu agrado. :S

Share this post


Link to post
Share on other sites

Quais serão as últimas duas música de hoje, e que fecham a terceira semana? Sem mais demoras, elas são de...

 

Montenegro e Noruega!

 

FnEqy7m.jpg

 

xOcWeV9.jpg

 

E assim termina mais uma semana! Segunda começa a última... e a revelação dos resultados não faltará muito! Até lá! :)

 

Montenegro: 15,4. Noruega: 18,2.

Share this post


Link to post
Share on other sites

O Montenegro tem uma música que nos apaixona  :blush: mas que depois quer chegar a um pico e tudo se desmorona :S Apesar disso é excelente! :D

A Noruega tem este ano uma excelente canção também e que pode dar que falar em Viena!! :P

Share this post


Link to post
Share on other sites

Noruega a Nº1 :giveheart: My favorite <3

 

:party: Finalmente algo semelhante contigo Tiago 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Aviso: Para melhor ordenação dos votos, quem quiser votar em TODOS os países, pode começar a fazê-lo. Depois, para divulgação dos resultados, é mais rápido.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Cá vão as minhas opiniões:

 

Lituânia - até gosto. O instrumental é do tipo country, algo que cativa em relação às outras músicas e que gosto. A voz da Monika é um pouco irritante, não consigo gostar muito. Já a do Vaidas é melhor. Se este último cantasse sozinho, provavelmente a minha avaliação seria maior. A atmosfera é muito bonita, viver um amor agora e já, sermos apaixonados, mas a letra não é grande coisa. Se é melhor que o ano passado? Um pouco, sim, pois eu gostava da Attention, embora ao vivo aquilo descarrilasse. Acredito-me na passagem lituana; músicas deste género costuma cair no gosto dos europeus, em especial dos juris - veja-se Malta em 2014.

 

Quando a ouvi a primeira versão da canção macedónia, até gostei. Só que não retive e por isso metia-a constantemente nos últimos lugares. Achava-a old fashioned. Tudo mudou, no entanto, quando a versão em inglês ficou disponível. De sem sal passou a agradável - com um ar muito mais atual e o instrumental muito mais cativante. As mudanças para outra língua costumam ser o tudo ou o nada; e esta foi o primeiro. Gosto do instrumental, creio que seja o melhor na música. Isto não quer dizer que não gosto da voz do Daniel - que até a considero muito bonita. Equipara-se em muito, na versão studio, à Tijana, mas ao vivo creio que será muito melhor. Em relação ao passar... Acho difícil. :S

 

Guerreira maltesa. <3 A outra, como muitos dizem, mas esses não sabem que ela foi a primeira escolher. :cool: Estou a brincar, claro. Contudo, é giro ver estas guerrinhas entres os fãs das guerreiras. Esta cantiga - tal como a da Macedónia -, nunca me agradou muito, pelo menos na primeira versão. A Amber gritava muito, era uns berros desenfreados, Jesus. Lá decidiram mudar e fizeram-no muito bem. Devo ser das poucas que adoram esta nova versão, muito mais forte e não tão esganiçada. O instrumental é mesmo muito bonito - aliás foi a parte que melhorou mais. A voz também é do meu agrado. Melhorou desde 2014 -  os Mumford&Sons malteses não tinham a metade da graça.

 

Moldávia, o meu guilty pleasure. É daqueles casos que é tão mau que se torna bom. De facto, a cantiga é muito antiquada - mesmo a anos 90. Porém, é este travo que remete ao passado que me faz adorar e que se nota particularmente no instrumental. A voz dele é fraca no live, se bem que no studio até fica bem. Estou a prever um desastre ao vivo, assim como o foi na Final Nacional e não vejo os jurados a darem mais que 10 a isto, mas pronto, eles podem estar meios avariados da cabeça ou o dinheiro do Eduard pode-os sabotar :cool: (para quem não sabe, ele é milionário - até o acusarem de ter comprado o júri da Final Nacional, bem como alguns televotos). Não é melhor que o ano passado, ainda assim. 

 

Montenegro, que seca. O instrumental é lindíssimo e poderoso - é a única coisa que se safa nesta música, se bem que no final fique a saber a pouco. Relativamente à voz, eu creio que o Knez não se adequa nada à música. Era preciso alguém mais sério, creio. Não que seja má, simplesmente creio que não se adequa. Depois, apesar de ter dito que o instrumental é belíssimo, este supera-se em relação à voz, na medida em que se dá uma relevância maior ao instrumental, o que é pena. De resto, a atmosfera até é boa, mas o final é completamente decepcionante. Quando se esperava o clímax, cortam-lhes as pernas... Enfim. A Moj svijet era tremendamente melhor... :crying:

 

Por fim, a Noruega tem de ter motivos de orgulho. Quando ouvi pela primeira a proposta norueguesa, não achei grande piada, muito parada. Mas, ao mesmo tempo, parece que vicia e quis a ouvir a segunda vez e comecei a gostar mais e mais. E hoje é das minhas favoritas. Um instrumental soberbo, o 2º melhor, apenas superado, a meu ver, pelo da Estónia. As vozes também são muito boas, em especial a da Debbrah. Refira-se ainda a atmosfera que é quase perfeita: sombria, misteriosa e muito forte! Gosto muito e quero que alcance o TOP10 - o que considero possível. Creio que houve um melhoramento, em relação a 2014, se bem que gostava bastante da Silent Storm.

Edited by Ana Maria Peres

Share this post


Link to post
Share on other sites

São os últimos dias de divulgação de músicas! Ou seja, as votações estão praticamente a terminar... pois a Eurovisão está a chegar! Hoje, mais cinco músicas irão a votações - incluindo a nossa - para darem lugar às últimas cinco sobreviventes, que amanhã terminarão a pequena divulgação. Ainda podem ser submetidos votos, ou quem quiser mudar, até sábado, pela 23 horas. Domingo serão revelados os resultados! Vamos então conhecer os países de hoje:

 

Logo em primeiro vem Polónia.

 

GsSTqhS.jpg

 

 

E um deles é... Portugal!

 

SjzSZB9.png

 

 

---

 

Polónia: 14,5. Portugal: 15,1.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

A música da Polónia acho-a muito doce. :P E gosto de ouvir. :P

Já a de Portugal é sem dúvida uma boa música e a Leonor tem uma excelente voz! :P

Edited by Jtv

Share this post


Link to post
Share on other sites

Continuamos com o Reino Unido e a República Checa.

 

eDjVXaL.jpg

 

cYVT5Wc.jpg

 

 

---

 

Reino Unido: 11. República Checa: 8,4

Share this post


Link to post
Share on other sites

E terminamos, por hoje, com a Roménia!

 

Jzc2t7j.jpg

 

 

---

 

Roménia: 3,5. Impressionante como o país desceu tanto no meu gosto ao longo destes anos recentes.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Hoje vêm os últimos cinco países! Finalmente iremos dar por terminada esta divulgação dos 40 países que este ano constituem a Eurovisão. Os votos, até agora, estão bastante renhidos, especialmente os primeiros lugares! Terão estas últimas músicas a força necessária para acabar com isso, ou ainda aumentar mais? Vamos lá ver quem começa hoje a contagem decrescente...

 

Rússia e São Marino!

 

gLpvoKb.jpg

 

 

jz4dbCs.jpg

 

 

---

 

Rússia: 16,5. Melhor descrição do vídeo: um spot publicitário para um creme de rosto.

:mosking:

São Marino: 3,7. Uma música de Natal...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Música do Reino Unido até é boa mas aquela "eletrónica" no meio estraga um bocado. :/

República Checa, não me aquece nem arrefece. :|

Roménia, gosto imenso do refrão, quando à restante música não acho nada de especial.

A música da Rússia está boa mas nada de extraordinário na minha opinião. :P

A do São Marino é muito sem sal e não gosto muito :S

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

E mais um país se junta à nossa corrida final! Quem será?

 

É a Sérvia!

 

Z1pkH6u.jpg

 

 

---

 

Devo ser dos únicos que simpatiza com a música...

:S 15,4

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

E terminamos com as últimas duas músicas...

 

Suécia e Suiça!

 

kzLwNvf.jpg

jQujrH3.jpg

 

---

 

Suécia: 18,2. Suiça: 16,8

Share this post


Link to post
Share on other sites

As 5 músicas iniciais, todas no limiar do razoável, credo, não há nada que se destaque.

 

Começando pela Polónia, eu creio que seja a música mais eurovisiva de todo o concurso. O género já se ouviu 129401240, o tema já foi abordado 194194094 e a atmosfera também já sentiu umas 9249105. Enfim, nada cliché. O instrumental é muito morno, apesar de gostar dos toques mais rocks que lá para o final tem, que é a minha parte favorita. A voz da Monika é que é um pouco estranha; contudo, tirando isso ela até canta bem. Em suma, é agradável, nada de perder a cabeça. Claro que a sua condição física vai atrair votos - é a parte que contará mais e não deveria ser. Eu creio que, a nível de arriscar, a Polónia perdeu pontos, relativamente ao ano passado. Mas a nível de presença, melhorou... A ver vamos.

 

Portugal, eu até nem desgosto da música. Confesso que até é bonita e perceber a letra faz com que sinta mais empatia com a música - e isto é mau, visto que quase nenhum europeu percebe a letra disto. O instrumental é razoável, nada demais, sendo a pior parte o refrão. A sério, aquele coro tribal é tão mau... Gosto muito mais dos versos que antecedem ao refrão. A voz parece-me boa, se bem que a Leonor tenha de ter mais calma a atuar, é que na Final Nacional parecia estar a ter um ataque. Claro que melhor em relação à Suze com a Quero ser Pimba Tua, perdão. :rolleyes: Não passa, ainda assim - não consigo depositar nenhuma esperança, apesar de ser portuguesa, de voltar a ver isto na final. Mas milagres acontecem, rezemos que hoje é 13 de Maio, para a sorte estar no nosso lado.

 

O Reino Unido, enfim. Um país que tem uma indústria musical de fazer inveja, manda-me isto... Credo. Então é assim: o instrumental é é do meu agrado, MENOS as partes computorizadas. Ai, o que é isto... Isto é contra senso tão grande... Ora então, se bem me parece, isto é para ser retro, a imitar os loucos anos 20, e metem-me assim umas partes que parecem sair de um instrumental dum filme de ficção científica lá pelo meio... :S Também acho a voz do homem irritante, enquanto que a da mulher até não é má. A Molly estava a anos luz disto. É que nem há termo de comparação... Depois de uma canção boa, manda isto. Os últimos lugares estão sequiosos do UK, sem dúvida.

 

República Checa, eu gosto muito, até. Sei lá, será da voz, o que sei é que me consegue tocar. O instrumental é divinal: muito bonito, adoro o piano e a subida de tom é fenomenal. Agora as vozes compreendo quem diga que não se conjugam na perfeição. Eu não acho isso - creio que há um pouco equilibro, mas frágil. Tirando isto, quer um, quer outro interpreta muito bem e têm duas vozes fortes - muito fortes, até. Muito, muito, muito melhor que em 2009 - aquele Gyspy.cz eram assustadores e é a melhor proposta checa desde sempre. A passagem? No lo sé, mas até gostava de ver a Czech Republic na grande final.

 

Já a Roménia, que coisa mais feiinha. Eu não gosto mesmo da proposta de Bucareste... :S A melodia é bonitinha, suave, até; contudo, não é grande coisa na sua raiz. Um rock normal, algo que já ouvi, parece-me. A voz é, efetivamente, o pior. Não gosto da voz do vocalista - aliás, detesto. O seu timbre mete-me arrepios na espinha e também não é completamente afinada. Aquilo que valorizo mais é a letra. A mensagem em si, de facto, é o melhor. O resto é muito insípido. Ah, saudades dos miracles <3. Apesar daquilo ao vivo ser pior que sei lá mais o quê, isto consegue pior. E sim, ao vivo também não será grande espingarda, quase que aposto. Roménia, tu que nos ofereceste tantas coisas boas, decidiste desatinar... :dry:

 

Vamos para a Mother Russia, que como sempre não é nada hipócrita - aliás, eles nunca o são. :rolleyes: Como isto é um concurso de música e não político, vamos lá à avaliação da canção em si. O instrumental não só é poderoso, mas também é muito bonito, fofinho até. O clímax nota-se muito bem e faz falta a uma balada como esta. A voz dela, é, no entanto, uma das melhores coisas. É aquilo que a distancia dos restantes e que a faz afirmar perante as outras baladas. A Polina tem uma voz belíssima, perfeita. Melhor que as gémeas com-cabelo-amarrado, sim. 

 

São Marino - o desastre, o terror. Jesus, isto é simplesmente mau. Só não é pior que a Finlândia - se fosse, seria muito mau sinal. O instrumental é uma mescla, uma grande embrulhada sem rei nem roque. Ora eu não entendo; o início é dramático, assim uma coisa misteriosa. Só que a partir do meio da canção, o cenário muda radicalmente para uma mensagem de esperança. Não entendo mesmo aquilo. As vozes deles irritam-me - sou franca, principalmente a do rapaz, se bem que a da rapariga não seja muito melhor. Enfim, uma miséria. Pior, muito pior, que a Diva Valentina. <3 Aquela mulher dava tudo de si, era uma grande artista e manda muitos beijinhos. A qualidade são-marinense decresceu TANTO...

 

Sérvia, bah. Um regresso aquém - muito aquém, aliás -, das expectativas. Esperava eu, na minha eterna inocência, uma balada fortíssima, com elementos balcãs e vêm-me com isto. Desilusão. O instrumental até o consigo valorizar, até um certo ponto. O início é bom, mas perde-se no meio. Veicula ainda mais no facto de haver uma parte de dubstep toda rafeira lá no meio. E isso mete, meus amigos, medo porque desconecta-se completamente do resto da canção. A voz dela não me parece má. O tema também já foi abordado muitas vezes e ainda estou chateada por causa da mudança de língua, que piorou em muito. Que pena. Fica-se no mesmo nível que as Moje3 - nem melhor, nem pior.

 

O próximo país nunca falha, é impressionante. Certas vezes quero que eles tenham um percalço, assim só para ver outra vez a azia deles. :cool: Em 2010, choveram rennies lá para terras da marca Volvo. :rolleyes: Bem, mas a Suécia volta a não desiludir com uma canção super moderna. Confesso que o instrumental não é nada demais e parece que já ouvi isto, mas é muito bom, a canção é envolvente e muito orelhuda. A voz do Mans, ao vivo, surpreendeu-me - é excelente. Saliento ainda o maravilhoso palco e a grande presença do sueco - algo que temos de ter em conta. Um possível vencedor, sem dúvida. Melhor que a Undo? Não diria que sim. Manteve-se no mesmo nível - excelente. Mesmo à Suécia.

 

Suíça. <3 Desde que ouvi pela primeira vez que gostei dela. Foi amor à primeira vista. Pode não ser a melhor música do mundo - que não é; no entanto, passa uma mensagem bastante boa. O instrumental é bom, principalmente onde se houve a flauta - adoro esse toque! O refrão também é forte. De negativo, tenho a referir os coros que parecem assim ali colocados à sorte. :S A voz dela é muito boa - forte. O que distingue, a meu ver, esta das outras é a sua atmosfera e a mensagem, especialmente a primeira. Adoro, adoro mesmo. Melhor que o Sebalter, apesar de no ESC até ter achado piada. Mélanie, tu irás brilhar em Viena! Eu desejo-o e quem sabe se não tens um voto meu. :cool:

Edited by Ana Maria Peres

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


×
×
  • Create New...