Jump to content

R2: TV Guia, 26 de Setembro a 2 de Outubro de 1998


Recommended Posts

tSVU57o.png

(primeira parte)

Nasci em 1998. No primeiro trimestre do ano (nasci a 21 de Fevereiro) a televisão não trazia nada decente de novo, salvo estar nos Jogos Olímpicos de Inverno e, dias a seguir ao meu nascimento, termos a estreia de um programa "para anormais" com temática paranormal com Teresa Guilherme a apresentar. No entanto, é justificável dado que nós, portugueses, estávamos a preparar para o acontecimento do ano, a famigerada Expo 98, que arrancou na segunda quinzena de Abril e acabou precisamente na altura da revista que analisamos hoje.

A segunda metade do ano, contudo, tem alguns dos eventos mais mediáticos da indústria televisiva portuguesa. No verão, a TVI, que por dois anos era do grupo sueco SBS, foi vendida em triplo: à Lusomundo (também em tempos dona da TSF), ao Grupo Cisneros (dona da Venevisión) e ao empresário macaense Stanley Ho da STDM. Isto durou semanas e o canal fora vendido à Média Capital, onde ainda está.

Setembro, o mês da revista em si (se bem que a grelha acaba a 2 de Outubro :s) foi o palco dos eventos mais bombásticos. Ainda neste ano (no fim de Abril) tivemos o lançamento dos canais da Portusat, uma extinta subsidiária da Globosat destinada a explorar canais na TV Cabo. No fim de Abril e início de Maio, o GNT começou as suas emissões regulares seguido do Canal Brasil, para alegria de muitos e tristeza de outros. Por alegria, entenda-se o facto da Globo oferecer-nos o seu espectro colorido de know-how em todas as suas facetas, quase vinte e um anos depois de começar a vender para Portugal. Por tristeza, alguns assinantes que tiveram a TV Cabo só por canais com "elevado teor cultural" queixaram-se do facto destes novos canais roubarem os seus canais culturais. (até a gentalhada se queixava do Galavisión)

No entanto, a novidade era na frente premium. A Globo trouxe-nos dois canais Telecine (Portugal era pequeno demais para ter cinco como no Brasil) e o canal SexyHot, mais tarde, quase duas semanas antes da semana visada desta revista, nascia a SportTV (hoje escreve-se SPORT.TV, conforme rodapés que vi no canal desde a renovação de 2008). Ao mesmo tempo, ainda na primeira semana do canal, ocorreu o primeiro grande escândalo, a codificação da RAI Uno do jogo Sporting-Bolonha. Umas cinco pessoas sabiam qual era a verdadeira razão (o jogo era da Taça UEFA e os direitos eram negociados em cada país) e o resto queixava-se da codificação, mesmo sendo num canal numa língua semi-compreensível.

Cá por casa (e se tirarmos o início do igualmente famigerado Vivir Viver), João Baião ainda estava em alta com uma sitcom dele na SIC (Bom Baião) e, na RTP, supostamente devido a uma mudança que viria em Outubro, Terra Mãe estava a terminar.

fiTRE9F.jpeg

Na última vez que debruçámos as "revistas da gente", vimos uma Teleguia de 1994. Nos próximos dias, vamos à publicação mãe: a TV Guia, a promover ainda:

  • uma entrevista com Herman José (qualquer dia reformo-me), imagine a volta por cima com o HermanSIC que até teve grande sucesso nos anos 2000;
  • um mistério da série Médico de Família, que estava em alta;
  • os 140 filmes que os canais tinham para Outubro! Hoje num mês banal e sem feriados nem sequer chega aos 50! (contando com a RTP Memória, claro, que passa uns incríveis dois filmes por semana)

A TV Guia ainda era de pertença da TV Guia Editora (cujo logo aparece em ponto pequenino e com um visual pavorosamente anos 80). Já o logo da revista em si viria a ser aposentado com a venda à Cofina. Hoje diz ser a líder quando na verdade vejo que às vezes a TV 7 Dias é líder: será porque uma vende mais exemplares por ser do grupo do CM, que por si só tem o jornal com mais exemplares e o canal por cabo com mais audiência em Portugal? Ou será que a TV 7 Dias tem melhores exclusivos dos famosos? A questão da liderança é relativa ou não?

(continua)

Edited by ATVTQsV
  • Like 2
  • Love 2
Link to comment
Share on other sites

A capa dessa TV Guia com o final da Terra Mãe espelha um pouco o que foi o Portugal de 98 com a Expo-98, uma novela onde entravam bastantes personagens de países de língua oficial portuguesa.

Quando dizes a revista líder, a verdade é que a TV Guia foi a líder incontestável de vendas até 2000-2001. Antes disso a TV7 Dias e a TVMais lutavam pelo segundo posto, com uma vantagem da TVMais.

Um factor que a meu ver contribuiu para a passagem para a liderança da TV7Dias foi desde o 1º minuto ter apostado em conteúdos do BB (seja o resumo do que se passava na casa, como também histórias paralelas, depoimentos de familiares e amigos dos concorrentes,...), mas sobretudo por causa do suplemento de receitas que vinha todas as semanas na TV7 Dias (aproveitando o espólio da sua colega de grupo 'Segredos de Cozinha') que fazia com que muita gente comprasse a revista pelo suplemento - hoje uma revista de TV sem este suplemento ñ existe simplesmente.

Quanto ao logo, só uma correcção: no final de 2001, ainda a TVGuia era da TV Guia editora e o logo já tinha sido reformulado (as páginas de programação e novelas já tinham sido reformuladas no início de maio desse ano!). Mas se me permitem a minha opinião, foi o logo que mais gostei e o que durou mais tempo - 15 anos entre 1986 e 2001.

  • Like 2
Link to comment
Share on other sites

há 1 hora, thass_hot disse:

A capa dessa TV Guia com o final da Terra Mãe espelha um pouco o que foi o Portugal de 98 com a Expo-98, uma novela onde entravam bastantes personagens de países de língua oficial portuguesa.

Quando dizes a revista líder, a verdade é que a TV Guia foi a líder incontestável de vendas até 2000-2001. Antes disso a TV7 Dias e a TVMais lutavam pelo segundo posto, com uma vantagem da TVMais.

Um factor que a meu ver contribuiu para a passagem para a liderança da TV7Dias foi desde o 1º minuto ter apostado em conteúdos do BB (seja o resumo do que se passava na casa, como também histórias paralelas, depoimentos de familiares e amigos dos concorrentes,...), mas sobretudo por causa do suplemento de receitas que vinha todas as semanas na TV7 Dias (aproveitando o espólio da sua colega de grupo 'Segredos de Cozinha') que fazia com que muita gente comprasse a revista pelo suplemento - hoje uma revista de TV sem este suplemento ñ existe simplesmente.

Quanto ao logo, só uma correcção: no final de 2001, ainda a TVGuia era da TV Guia editora e o logo já tinha sido reformulado (as páginas de programação e novelas já tinham sido reformuladas no início de maio desse ano!). Mas se me permitem a minha opinião, foi o logo que mais gostei e o que durou mais tempo - 15 anos entre 1986 e 2001.

Qual foi a última revista de TV a apostar no suplemento de receitas?

Também outro facto curioso foi nos anos 2000, durante algum tempo, a TV Guia e TV Mais imitaram o caderno de telenovelas da TV 7 Dias.

Link to comment
Share on other sites

(segunda parte)

Como diria a Geana Soares: "vamos agora, yeah, agora, agora, amor comigo vem".

cHFknKT.jpeg

À esquerda: quandos anos é que a Nivea teve aquele grafismo nos anúncios? Aquilo suscitou-me recordações de infância. À direita, o índice de sempre, com um grafismo da qual tivémos um cheirinho no tópico das audiências antigas. A APCT continua com aquele logo "pavorosamente anos 80" e acho que as outras associações deixaram de existir.

Nesta crónica vou tentar introduzir uma nova abordagem. Primeiro o início e o fim e, como diria um Herman José da vida, "let's save the best for last", as páginas da programação.

4hrfaU2.jpeg

Comecemos então com uma crónica das telestórias de subestação, assinada por Rita Ferro. O título: surpresas com barbas. O conteúdo: ai que eu não gosto da comidinha americana, prefiro ir a um McDonalds, KFC ou Pizza Hut. Sobretudo a pizza. Como é claro, na altura ainda havia a moda das revistas incluírem correspondência de modo a que as celebridades nacionais e internacionais recebessem fan mail num tempo longe dos Twitters e dos Facebooks.

No entanto, as críticas à RTP tem sido bem positivas nesta página do Correio. Uma telespectadora diz gostar de Terra Mãe porque "é a única novela portuguesa de jeito". Outro gosta da série Passagem pelo Purgatório, a dizer que a "RTP 2 não brinca em serviço". Hoje a RTP 2 brinca por causa da Teresa Paixão. No entanto, um pedido foi feito para que "os quatro canais" passassem um filme sobre Anne Frank, célebre pelo seu diário e na vida num anexo entre 1941 e 1944, a fugir ao domínio Nazi que tinha anexado a Holanda na altura. Em 1998, a boa televisão já era escondida de madrugada. As pessoas da alta classe que se estavam a queixar das constantes saídas do Arte da TV Cabo em detrimento de um GNT estavam a passar pelo mesmo.

À direita: um anúncio à Belcor com uma mulher com pouca roupa. Não sei o que era ao certo, mas pode ter sido uma marca de soutiens. Mesmo se procurar só por "Belcor Alfragide" aparecem anúncios do OLX a soutiens Belcor vendidos em Alfragide o que complica as coisas. Hoje, a Belcor é a marca de soutiens e lingerie do El Corte Inglés.

3AF6xq4.jpeg

Uns Ecos levam-nos a uma série de flashes das estrelas internacionais:

  • está a ser planeado um telefilme cujas personagens principais são "um cowboy numa maré de azar" e "uma actriz em crise";
  • um filme sobre uma banda de swing;
  • Prince e a sua mulher "passarão a ser mais vistos no sul da Europa", na célebre cidade turística de Marbella;
  • Tyra Banks posa nua para a Swatch na Expo (que terminou a 30 de Setembro);
  • Dannii Minogue (irmã da australiana de residência britânica Kylie Minogue) lançou o seu calendário para 1999 na HMV de Londres.

ev0uFPj.jpeg

  • A Expo recebeu a visita do príncipe belga Laurent para depois participar no Contrato Global da Água (o tema era os oceanos para coincidir com os 500 anos da chegada de Vasco da Gama à Índia - no ano seguinte surgia também o "irmão mais novo" do Colombo com o seu nome);
  • Vivienne Westwood apresenta ao público a sua fragrância (Boudoir);
  • Com os 30 anos do filme Yellow Submarine, um museu londrino abre uma exposição sobre o filme;
  • Vince Gilligan, um dos autores dos Ficheiros Secretos, planeia o filme Home Fries, sobre o crime da morte de uma amante de uma jovem grávida.

À direita, um anúncio da Garnier a promover o Synergie C com uma mulher que parecia ter saído de um daqueles anúncios pintados à mão (ou talvez não) dos EUA nos anos 50.

gUQR0pJ.jpeg

Gostei/Não Gostei. Acho que era a versão portuguesa do Cheers and Jeers da TV Guide americana. A visada desta semana é a Alexandra Fernandes.

  • Vejo sempre os telejornais e, mesmo quando os posso não ficar a ver, por andar pela casa, gosto de os ouvir. Vejo mais o Jornal da Noite, da SIC, mas, de vez em quando, também vejo o Telejornal, da RTP 1. ▲
  • Gosto muito dos Ficheiros Secretos, da TVI, uma série que acaba de ser reposta. ▲
  • E também gosto do Médico de Família, da SIC, uma série muito bem feita e que está ao nível do que de melhor se faz lá fora. ▲
  • De todas as telenovelas em geral. São muitas e perdi-lhes o interesse. Antigamente, acompanhava uma ou outra; mas, agora, as histórias confundem-se todas... ▼
  • Do excesso de violência nos desenhos animados para crianças. ▼

Pois, os anos 90 (e parte dos 2000) eram a nata da violência, dos animes ao slapstick puro e duro, como todos nós gostamos. Certo? Certo. Em 2014 mostrei cenas de Cow e Chicken à minha mãe (porque mudaram o Cartoon Network) e ela mudou a sua pose face à série. Se na minha infância a minha mãe gostava, agora acha politicamente incorrecto.

Acompanhar novelas em excesso? O máximo é acompanhar uma ou duas que estejam em emissão. No entanto o meu pai continua "agarrado" às novelas das 18 às 23 mais ou menos, vê todas as da SIC e a da faixa das 8 da Globo (actualmente Bom Sucesso, que está a acabar).

Médico de Família ao nível do que se faz lá fora? Ouve lá, tu por acaso não sabes que Médico de Família é uma adaptação do Farmacia de Guardia? E há outro factor, ao ser uma adaptação de uma série espanhola, não pedinchem rapidamente os direitos do formato para que esteja na OPTO.

  • A 3 de Outubro, a TVI estreia Sétimo Céu. Não sei quantas temporadas foram emitidas cá nem sei se foi emitido posteriormente no cabo, mas uma coisa é certa: durou 243 episódios, 11 temporadas e sobreviveu a mudança da WB para a CW (a última temporada foi emitida lá);
  • A Mandala já tem lugar para filmar o segundo spin-off do Contra Informação, O Bar da Liga, sendo que a equipa do Contra e do boneco Toneca Guterres foi almoçar com o António Guterres;
  • Marina Mota, com incertezas face à continuação em Bom Baião, não tem tempo para contar mais nada;
  • O Dinheiro Vivo, de Paulo Fidalgo, passará a gravar um programa por mês no estrangeiro;
  • Carlos Rodrigues entra no elenco de Polícias à Solta na SIC;
  • em Outubro veremos Canções da Minha Vida na RTP 1;
  • As Lições do Tonecas ultrapassa os 100 episódios! Parabéns!

qqlEXWG.jpeg

  • A Dra. Quinn (que chegou a ser emitido no saudoso people+arts) regressa à SIC no dia 4 de Outubro;
  • Christina Fernandes está em Portugal para filmar cenas de uma interpretação de Sherlock Holmes onde os criativos ambientaram a história no Brasil;
  • Mais celebridades a queimarem os últimos cartuchos da Expo;
  • Danton Mello escapou ileso a um acidente de aviação quando estava a gravar uma reportagem no Monte Roraima para o Globo Ecologia;
  • Camacho Costa (que viria a falecer quase meia dúzia de anos mais tarde) vai ver os Ficheiros Secretos e Os Donos da Bola.

Escovas Twin da Bosch. Agora o seu carro não faz barulho na hora de limpar os vidros da frente.

RKKTjf0.jpeg

  • A TVI estreia um novo programa de análise de campeonatos internacionais de futebol, o Golo, à meia-noite. Bem próximo dos programas que a TVI 24 tem hoje com a Eleven Sports, com os resumos das ligas.
  • Num tempo em que as televisões portuguesas passavam os espectáculos de beleza - a SIC emite a Miss Mundo Portugal 98. Este tipo de programa ainda vinga nalguns países como partes da América Latina ou as Filipinas.
  • "In the end, there can be only one.": estava em fase terminal a série dos Imortais, um clássico do syndication americano, com a sua sexta e última temporada. Actualmente a RTP comprou a série, e muita sorte a nossa, pena não traduzir em números saudáveis de audiência (porque às 21 não começam as novelas).
  • Uma série documental sobre Betty Boop na RTP 2. 22 anos mais tarde, com a estreia de outra Betty (a Feia em Nova Iorque), a RTP comprou um documentário mais recente de uma hora. Não direi que era táctica de concorrência mas sim mera coincidência com os nomes.
  • Depois dos Cinco terem uma série na era croma, a extinta produtora Zenith North criou uma nova em 1995, com uma emissão mais limitada no Reino Unido, antes de ser emitida na CITV à escala nacional em 1996 era emitida na Tyne Tees e na HTV, co-produtoras da série, nas suas respectivas regiões. Alguns episódios desta versão estão disponíveis no YouTube ("Famous Five 1995"). De notar os nomes em inglês - suponho que "a Zé" é a Georgina.
  • Eu é que sou o presidente da junta! No Crossfire debate-se a regionalização, da qual não foi à frente.
  • E mais umas estreias avulsas na RTP 2.

jKXlIct.jpeg

Este ano só o Porto chegou à Liga dos Campeões. Este ano o Sporting não passou das qualificatórias da Liga Europa e o Benfica perdeu um play-off. Ao menos o Braga já não está sozinho! No entanto em 1998 (tal como em 2018) ainda o Benfica e o Porto qualificavam à fase de grupos da Champions com facilidade. Porto na RTP 1, mas não o Benfica.

Lembram-se de ter falado sobre o escândalo da RAI Uno com o Sporting-Bolonha? Pois a segunda mão foi jogada na tarde do dia 29 de Setembro, às 15 horas (ainda a Taça UEFA tinha cerca de metade dos espectadores que a actual Liga Europa), desta vez na RTP 1.

As aparências enganam: isto é uma garrafa de azeite ou é vinho? Este anúncio do Condestável lembra-me mais um anúncio a uma marca de vinho - supostamente pela cor dominante, tipos de letra e tal.

Q3JkQph.jpeg

A primeira das duas partes do banquete cinematográfico de Outubro de 1998. Numa altura em que a televisão passava mais filmes do que hoje, e nem sequer a RTP Memória tem lucro para passar filmes antigos. Este verão deu a louca na RTP, passaram filmes mais recentes na RTP Memória e "cinema clássico" na RTP 1. Misericórdia.

gDUOPpk.jpeg

A segunda parte. Mesmo no Dia das Bruxas não havia nada de especial.

NVFqrIW.jpeg

Depois do fracasso da Expo Nubenta e Séite e do Partido Nacional da Região Norte, Herman José regressa ao Porto para antecipar a regionalização ao salientar que nove dos quinze programas do Herman 98 são gravados no Porto, uau! Estava também na calha uma participação de cinco a dez minutos num dos canais da Globo no Brasil, acho que não chegou a ser concretizado.

XyzgIQL.jpeg

O que se passou na cabeça da Sílvia Queirós, a "falecida mulher" de Médico de Família? Quer seguir um curso de teatro, sendo que ainda vai entrar na próxima telenovela da RTP 1, Os Lobos. A filha dela, a Karina, posa com Henrique Mendes (do Ponto de Encontro) para interpretar o papel da criança e do avô do novo anúncio da Boca Doce, em regime 007.

s1Uh7PE.jpeg

Com o fim da Expo no dia 30, chega ao fim o Cais do Oriente na RTP 1.

URY6mav.jpeg

A fama é relativa. Tiago Retrê e Susana Jordão, tinham cruzado em duas edições do Natal dos Hospitais. Contudo, Tiago apareceu sozinho pela primeira vez no Mini Chuva de Estrelas uns anos antes e entrou em programas da SIC a pedido de Ediberto Lima. Os dois apresentavam a rubrica Olá, Princesa, que teve "a pior entrevista de sempre" onde o Tiago pediu à Jéssica para pedir um disco de Natal, para grande confusão do povo.

svTAmwJ.jpeg

Recém-acabada de nascer, a Optimus demonstrava a sua rede forte com duas crianças e um céu esverdeado (para fazer alusão à cor da operadora?).

A Optimus acredita que para falar mais, é preciso ouvir melhor. Por isso, oferece-lhe o último grito em telecomunicações móveis: produtos mais simples e inovadores, tarifários justos e transparentes, serviços fáceis de entender e de usar por todos. Tudo isto suportado por uma rede digital mais moderna e totalmente livre, com um som de alta fidelidade, acessível a todos.

aUzVs24.jpeg

Solteiros do Brasil (menos a Sofía Aparício que é portuguesa). Acreditam que ter uma relação é difícil. Será que vão dar a volta por cima?

VMUANGE.jpeg

Mais casos de celebridades que ficaram solteiros, à direita a Cortefiel que ainda usa o mesmo logo em pleno 2020. A Cortefiel é como o vinho, quando mais antigo melhor. Na época contava com seis lojas, todas em Lisboa e no Porto - já as cadeias de hipermercados de bens de primeira necessidade abriram fora destas regiões antes!

TyXYZPg.jpeg

E agora uns flashezinhos do Brasil:

  • Sílvio de Abreu regressa a Torre de Babel para mudar o rumo da sua personagem;
  • Lima Duarte regressa a Meu Bem Querer;
  • Fernanda Montenegro será a mãe de Chico Anísio (uns até podiam escrever Anýsio) na série Mãe, Só Há Uma;
  • Óscar Magrini, também de Torre de Babel, recorreu a uma cirurgia "espiritual" para resolver os seus problemas de saúde;
  • Luiza Tome fica à espera do regresso à televisão já que ela esteve ausente porque os filhos são o mais importante.

08QLWQx.jpeg

Entramos agora na secção das telenovelas. O thass_hot salientou que Terra Mãe, ao ser emitido no período da Expo, tinha pessoas de diversos países da CPLP, mais como uma maneira de aperfeiçoar as nossas relações entre os países da jovem organização. A novela acabou no dia 7 de Outubro.

gwPQJj6.jpeg

Entremos em força no Projac (hoje é Estúdios Globo, misericórdia) e nos acessórios da novela Torre de Babel: como a Globo prepara os adereços a tempo das gravações e quem as faz.

Vamos ao resumo para não sobrecarregar isto com mais texto:

5pbpKGN.jpeg

RiGufrc.jpeg

ENgFMY7.jpeg

rfn5SiL.jpeg

5SREg0p.jpeg

iRXmSTF.jpeg

Conforme prometido, vou deixar a programação para sábado, dá-me um tempo, até eu preciso de descansar.

Porquê sábado? Mais logo, na terceira parte, vou começar pelas capas da TV Guia da semana e deixar a verdadeira jóia da coroa para último, conforme combinado.

Hoje deixo-vos com uma surpresa, já que nesta altura tinham começado a surgir os primeiros canais premium, a TV Cabo aproveitou para colocar a Zee TV europeia na sua grelha, mas só para a Grande Lisboa. Hoje trago-vos um anúncio que passava nas versões internacionais do canal mas era mais destinado aos proprietários de hotéis. O resto do vídeo contém mais anúncios da diáspora indiana no UK, mas o anúncio de que falo é, por si só, a jóia da coroa do vídeo, postado pelo utilizador americano Helical Atrophy.

 

Edited by ATVTQsV
  • Like 3
  • Love 1
Link to comment
Share on other sites

@D91 penso que a última em estrear o suplemento de receitas foi mesmo a TVMais, mas definitivamente foi a TV Guia. Eu explico. A TV7 Dias começou já no final de 98 com o suplemento de receitas e até hoje se publica.

A TVGuia em setembro de 2000 começou com um suplemento que se chamava 'À Roda do Tacho' com o Chef Vitor Sobral, mas uma vez acabado este (durou 17 semanas, tendo acabado no início de 2001), ñ voltou a publicar suplemento de receitas até ao início de 2003, quando mudou o grafismo totalmente (reduziu o tamanho passando para A4). Nesta altura publicou um suplemento de receitas que dura até hoje.

A TVMais começou a publicar no verão de 2002 um suplemento de receitas que se mantém até ao dia de hoje.

@ATVTQsV só uma pequena correcção: a Terra Mãe acabou a dia 9 de outubro e a título de curiosidade, esta novela foi a primeira de Rui Vilhena, autor de êxitos como 'Ninguém Como Tu' e 'Tempo de Viver' e colaborador com Aguinaldo Silva de 'Fina Estampa'.

  • Thanks 1
Link to comment
Share on other sites

(terceira parte)

Na semana passada, na edição da Teleguia de Abril de 1994, era para ter feito as partes depois da programação em segundo lugar. Como estamos no domínio dos chamados três grandes (TV Guia, TV Mais, TV 7 Dias) eu decidi por a programação em último.

RI5NB5Y.jpg

Comecemos no domínio dos filmes franceses. Para promover Os Visitantes optaram por fazer uma espécie de biografia de Jean Reno por causa do seu trabalho em Godzilla (que tinha acabado de sair). Em mais de 40 anos de carreira (21 na altura da revista) já colaborou em produções dos EUA, diversos países europeus e também no Japão (onde também participou em anúncios da Toyota com personagens do Doraemon em imagem real), para além de ser dobrador nalgumas ocasiões. Na calha está um projecto com uma actriz americana que quer deixar no segredo dos deuses.

Tal atribuição é dada aos outros actores que aparecem nas duas páginas, o Brian Dennehy e a Rosie Perez. Dificilmente uma web do primeiro escalão faria "artigos" desta índole hoje.

1xOfCrt.jpg

Ainda hoje, as revistas conseguem alguma entrevista exclusiva com um actor internacional. John Hurt "não é um animal", é "um ser humano" e teve uma carreira muito comprida em cerca de trinta anos. Acho que os triângulos indicam os filmes onde ele participou que iriam dar na semana ou no mês.

ASkHwhG.jpg

Vamos às audiências (e peço desculpa ao thass_hot se ele já as publicou), com o tempo poderemos mostrar a tabela de audiências no respectivo tópico separadamente. O grafismo não é novo, já o vimos algumas vezes.

O programa mais visto era a série que todos viam, Médico de Família, seguido da novela mais vista, Torre de Babel. A RTP 2 tinha sido retirada do mapa das audiências e a RTP 1 e a SIC estavam a dominar a malta. Hoje a RTP 1 "mal consegue andar" porque até o canal está nas mãos de um director de programas que é constantemente criticado por alguns membros cá do fórum. As páginas da programação seguiam os canais ímpares (RTP 1 e SIC) primeiro e depois os canais pares (RTP 2 e TVI) - lembro-me que, quando era pequeno, a programação dos quatro canais na Nova Gente estava alinhada deste jeito (e acho que ainda hoje está, com duas míseras páginas).

Os programas mais vistos de cada canal entre os dias 6 e 13 de Setembro eram:

  • RTP 1: Telejornal
  • SIC: Médico de Família
  • RTP 2: Horizontes da Memória
  • TVI: Ficheiros Secretos

Hoje em dia o desafio é encontrar, na SIC e na TVI, um programa que lidere que não seja do mesmo tipo. Também estávamos na última fase da "TVI das séries" - daí a algum tempo, partes da programação em horário nobre viriam a ser preenchidos por programas sobre futebol e tal e outros temas.

Em décimo lugar na TVI (vicissitudes do horário em que dava) estava Seinfield - primo menos afastado da série Seinfeld, mas ao que tudo indica, não passava de uma mera gralha. Em Maio de 1998 o Markl mostrou a sua raiva ao dizer que, depois de um telefilme, fecharam a emissão e nem sequer davam o episódio do Seinfeld que aparecia em todas as grelhas imagináveis, até no primeiro site do canal.

Davam também as audiências do mesmo período em 1993. A Globo dominava a RTP 1 enquanto que a SIC era forrada por programas de entretenimento, dois "da casa" e um italiano (A Brincar A Brincar = Scherzi a parte). A TVI tinha como programa mais visto um filme português :sarcastic: (só mencionaram o nome da faixa) e o TV2 Desporto ainda estava na sua grandiosa omnipotência audiométrica ao fim-de-semana.

MoqRsyB.jpg

Programa das festas para o fim da festa - a Expo estava nos seus últimos cinco dias. Depois da meia-noite na entrada no dia 1 de Outubro, os Silence 4 fecham o estaminé.

À direita: os novos finíssimos da Nobre, "com os melhores ingredientes de sempre".

NuernvR.jpg

  • António-Pedro Vasconcelos regressa às filmagens depois de uma sabática de sete anos. O tema do seu novo filme é o trabalho infantil;
  • Um documentário sobre Lisboa emitido no Canal+ espanhol em Abril, quando abriu a Expo, participou no festival de San Sebastian;
  • Roman Polanski está em Sintra para filmar The Ninth Gate (O Nono Portão ~ ou A Nona Porta quando o filme saiu);
  • Antes de vencer o Prémio Nobel da Literatura, Saramago foi premiado com um prémio de comunicação e relações públicas na cidade de Gerona (embora oficialmente se usa Girona em português);
  • A Associação de Imprensa Não-Diária, da qual a TV Guia era membra, realizou um congresso entre os dias 22 e 25 de Setembro no Funchal;
  • Os Silence 4 receberam um voto de louvor do município de Leiria, sendo que o município juntava-se à cerimónia do disco de platina.

O Lancia Y é tido como a outra metade do consumidor. Foste feito para o carro, o carro foi feito para ti.

CkeDGVi.jpg

Entre os novos lançamentos em vídeo, As Faces de Harry. O vídeo favorito de José Boavida é A Loucura do Rei Jorge (hein? aparece George na capa).

Com meio mês no ar, a SportTV promovia as suas emissões exclusivas da Primeira Liga. O slogan sobreviveu à multiplicação de canais e a duas mudanças de grafismo, porém caiu em desuso. Mais SportTV na parte de baixo das próximas páginas.

yZhNHki.jpg

Na crónica de Avik Gilboa, falamos sobre a história dos robôs em Hollywood, coisa que começou na Broadway para depois saltar ao cinema em 1926.

"Segundo um assistente de realizador, se as coisas continuarem assim, em breve teremos robôs a realizarem filmes, com os humanos como assistentes." Estamos quase lá, gente.

JWCvXv8.jpg

Empresas e Produtos - a TV 7 Dias tem uma página semelhante hoje (acho que se chama Shopping), com as novidades dos produtos.

  • a Sumol (sim, estamos a falar da diversificação dos produtos deles) lança a NécPLUS em resposta a um número crescente de consumidores que estava a passar por um estilo de vida cansativo e stressado;
  • a Lever (hoje Unilever) lança os Skip Tablets;
  • O Boticário lança a fragrância UOMINI Sport;
  • a Rita Brochado venceu um concurso da Coca-Cola ligado à Expo que lhe valeu uma viagem pelo Oceano Árctico;
  • uma estética oriental domina os novos produtos da Estée Lauder.

O Herman voltou, mas como ele mesmo e não umas 400 personagens como na Enciclopédia do Hermano. Para já e como já dei na parte anterior, mais de metade dos programas do Herman 98 foram emitidos a partir do Porto. Há mais um anúncio da RTP 1 que iremos analisar na quarta e última parte que segue a mesma estética. Contudo, para estes símbolos da RTP 1 e 2, faltavam semanas para dar uns retoques.

f4sTjPc.jpg

Hein? Porque é que os cupões do Casa Cheia ainda tinham o logo anterior da RTP? Estamos em 1998 e os cupões estavam parados em 1991? Ao menos temos um anúncio ao concurso A Última Chance, da qual sobrevive pouco ou nada, e que é recordado por 0,1% da população.

À direita: o Campo Pequeno é o lugar de mais uma tourada organizada pelo CM.

6pOYZt1.jpg

  • duas exposições artísticas;
  • quem for ao King vai ver o filme lituano A Casa (que tinha o Francisco Nascimento na lista dos actores), caso contrário opte por ver Instantes Decisivos;
  • mais um concerto dos Kussondulola.

Ainda circulam alguns Hyundais Atos (o plural de Hyundai é Hyundais? Pelo andar da carruagem dizemos Renaults, Nissans, Kias, Citroëns, etc.) com mais de vinte anos aqui em Braga. É a versão imprensa deste anúncio aqui que teve uma cena filmada no Colombo, o último grito (e que, para mim, continua a ser).

h1XWBZ6.jpg

Acho incrível que em duas páginas de música, a única referência aos Silence 4 está no Top 10. Mas tudo bem. Temos direito a novidades do ramo e mais uma letra impressa.

Z0EZ8rv.jpg

Adriana Calcanhotto (sou eu, assim sem você) lançou o seu quarto álbum. De seu nome Maritmo, fala sobre as influências e o porquê de concentrar noutras coisas que não sejam a música.

Porcelana luso-chinesa? Só no banco. Dois dos três bancos (só o Totta é que foi vendido ao Santander) acabaram por ser engolidos pelo BCP. Tida como uma homenagem à Companhia das Índias por razões que já aqui falámos (1498, chegada de Vasco da Gama à Índia).

4Hb9Zkf.jpg

Horóscopos de Paulo Cardoso. À direita: e se ainda assim lhe pedirem um aumento de semanada, desconfie. Justifique o seu aumento de semanada em croissants de chocolate da Dan Cake.

QlwFMMU.jpg

Consultório:

  • o psicólogo Luís Miguel Neto fala sobre os problemas que os pais podem ter com o primeiro filho (correspondência de uma emigrante no Luxemburgo);
  • o pneumologista José Manuel Reis Ferreira avisa-nos sobre os problemas da tosse (correspondência a alguém que está a fumar aos 33 anos).

A Telecel salientava a sua "grande cobertura" portuguesa, mostrando imagens de casas tradicionais. Na televisão, a campanha tinha Herman José à frente de uma série de anúncios ambientada em aldeias (recentemente surgiu o making of da campanha).

XKKeljb.jpg

Hoje, conforme já foi dito, duas das revistas (as concorrentes) tem suplementos de culinária (a actual da TV 7 Dias, O Melhor da Cozinha Portuguesa, é da "Cozinha Experimental Impala" - volta e meia vão estar responsáveis pela criação de outros 4000 pratos). Na altura era só uma receita, e esta semana foi uma sopa. No entanto a Lúcia Moniz gosta de um prato açoriano, a alcatra.

JlsMFaH.jpg

Jean Louis Scherrer (morreu em 2013) esteve ausente da semana da moda em Paris.

zJdLi0p.jpg

  • A exposição Musicians as Artists mostra-nos que os músicos chegam a ter outras valências, especificamente na questão da arte;
  • James Caan participará em Poodle Springs;
  • Anthony Hopkins doou 300 mil contos para comprar a montanha galesa de Snowdon;
  • Sandra Bullock odiava as bruxas até ler o argumento de Practical Magic;
  • Glada Desideri integra o elenco da primeira das duas adaptações do Inspector Gadget em imagem real da Disney.

TvsjBTI.jpg

Com este artigo temos a ideia de que a Tânia Couto, futura comentadora portuguesa de Wimbledon na SPORT.TV, era a primeira cara a aparecer no então canal único. No entanto ela dirá que o trabalho dela não se limitará ao ténis. Curiosamente referem ao canal em masculino como a TVI 24 nos primeiros tempos, hoje é "a" SPORT.TV. Dificilmente veríamos alguém a dizer "viste ontem o jogo do Braga no SPORT.TV 1?" em 2020.

x8bccXT.jpg

Realize os seus sonhos. Quer uma cozinha mais chique? Fale com a Pedro & Mantovani (hoje só Mantovani).

Amanhã levantamos o véu da programação.

Edited by ATVTQsV
Link to comment
Share on other sites

há 9 horas, ATVTQsV disse:

 

Médico de Família ao nível do que se faz lá fora? Ouve lá, tu por acaso não sabes que Médico de Família é uma adaptação do Farmacia de Guardia? E há outro factor, ao ser uma adaptação de uma série espanhola, não pedinchem rapidamente os direitos do formato para que esteja na OPTO.

Ah? Tu por acaso não sabes que Médico de Família é uma adaptação de... Médico de Familia (Telecinco)?

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

(quarta parte)

há 15 horas, rwd disse:

Ah? Tu por acaso não sabes que Médico de Família é uma adaptação de... Médico de Familia (Telecinco)?

Aaaaaah! Mais uma vez fui troslado pela minha própria mente! Tinha a ideia de que era uma série da Telecinco mas acabo por trocar tudo!

Contudo, graças ao que postaste, deparei-me com uma curiosidade: na Catalunha na altura da segunda metade da série havia um programa na TV3 chamado Malats de tele (Doentes de/da Televisão) e reza a lenda que, quando o capítulo de Médico de Família acabava na Telecinco, o apresentador dizia "Bem-vindos aos telespectadores do Médico de Família, os doentes não vão ao médico" sendo que o programa também fazia sketches (Malalts de sèries) a meio a gozar com séries espanholas e internacionais, entre as quais uma do Médico de Família. Eles também fizeram um programa inteiro que era um 1, 2, 3 catalão.

Posto isto, vamos então ao centro da revista, o posto das decisões de todo o santo leitor, as páginas da programação! Abriremos a caixa de Pandora e já!

iRXmSTF.jpeg

E saca só a sobrecarga de destaques na página introdutória, um incrível número de doze destaques. Hoje, a TV 7 Dias tem uns quatro (é o reflexo daquilo que temos agora, mais canais e pouca oferta). Em grande destaque está o GP do Luxemburgo em Fórmula 1.

3tPEmpw.jpg

Conforme prometido, o outro anúncio da RTP 1 na revista, a seguir a fórmula da do Herman 98. Para promover uma série ambientada nos anos 60, anos de opressão e de censura, nada melhor do que umas míseras barras de cores com uma fechadura, qual porta, e a "bola no canto do ecrã". Se não prestassem atenção à parte de baixo (Vidas Proibidas - Ballet Rose) iriam dizer que era uma campanha para um canal para adultos, mas não. O anúncio foi concebido por Edson Athayde, apresentador do Anúncios de Graça, que fez os grafismos dos dois canais em 1996 (e cheira-me que fez o indicativo de A Fé dos Homens também, com as imagens do presépio e aquela cortina azul). Ainda temos alguns destaques para quinta (a revista saía à quinta, mas a programação começava no sábado) e sexta. Hoje a TV 7 Dias sai à sexta e a grelha começa no sábado.

KK7pk6S.jpg

Uma versão compactada da grelha dos quatro canais com os principais destaques. Tudo o que era azul eram os filmes do dia.

E vamos agora ver a grelha em si, a seguir a ordem do domínio televisivo vinham a RTP 1 e a SIC primeiro, depois a RTP 2 e a TVI, conforme mencionado (primeiro os ímpares e depois os pares). Nos lados, partes das grelhas dos principais canais a cabo portugueses da altura.

nkdcNAE.jpg

Agora já podemos tirar mais ilações sobre o percurso dos Simpsons na RTP. Ouvi dizer (acho que foi nos comentários da promo à série na conta do extinto ToXicPortugal) que a RTP 1 passava inéditos e a RTP 2 reposições. Nas reposições posteriores a RTP 2 só podia passar duas ou três temporadas de modo a que siga as regras dos direitos que tinham sido estipulados com a FOX. Assim, podemos dizer que a RTP ainda estava na sexta temporada, a não ser que seja repetida. Sendo este o décimo primeiro episódio, o principal tema é a Marge a ultrapassar o medo de voar, porém depois da experiência teve traumas. Na altura os programas da lotaria tinham de obrigatoriamente incluir os quadrados para depois por os números: Há Horas Felizes era o programa da lotaria de sábado. O destaque em horário nobre vai para Nós os Ricos. A RTP 1 já tinha televendas de madrugada, e aparentemente era só aos fins-de-semana, numa tentativa de tentar começar a emitir 24/24.

O Super Buéréré (ou SuperBuéréré ou segundo o genérico, Buéréré Super) tinha como convidados Deborah Blando, Rui Sá Jr. e os Paparazzi. A tarde tinha dois filmes com duas séries entre eles. Num sábado sem novelas (impensável em 2020, nem mesmo no próprio Brasil) o Big Show SIC conta com Maria Rivas, Micaela, Fortinho e Delirium.

A RTP 2 trazia cultura em dose dupla (Ópera em Marionetas, Música Maestro) depois do clássico dos sábados, a Universidade Aberta, o Desporto 2 ainda tinha alguns resquícios do antigo TV2 Desporto e que depois não teriam cabimento no formato actual (resumos da Fórmula 3000, resumos de futebol, etc.) e dois filmes. As faixas de documentários já não existem, sendo que o Sinais do Tempo continuou por uns anos na RTP N com o mesmo genérico e foi provavelmente substituído pelo DOC 3.

Animação na TVI: depois de perder a Hanna-Barbera, o principal fornecedor passou a ser a Mondo TV, do Orlando Corradi (falecido em 2018). A ele devemos o anime da "Cinderela da TVI" e muitas outras animações que passaram na RTP. Tal como a SIC, a TVI tinha três filmes, sendo que os "Casos da Vida" (não, não são os da TVI) eram telefilmes tipo Lifetime Movie of the Week.

No cabo, salientava-se o facto dos canais lusófonos terem DP para as dobragens e LP para as legendagens.

  • O Cartoon Network estava a mostrar com muito orgulho as suas primeiras séries de produção própria, apesar da dependência nos estúdios Hanna-Barbera. Em 2001, com a morte de William Hanna, os antigos estúdios foram "desmantelados" e a Cartoon Network Studios passou a funcionar a 100%;
  • Num dia "lento", o primetime do DSF era preenchido pelos magazines próprios e WCW;
  • Só o Teddy Ruxpin na grelha parcial do Panda era dobrado, misericórdia, e a todos os leitores que dizem "e o Doraemon?", calma, quem tinha os direitos na TV paga espanhola na altura era o canal Club Super 3 (nada tem a ver com o canal Super 3 actual), apesar deste canal ter sido fundado pela TVC era em espanhol, só em 2000 é que o Panda tinha os direitos;
  • A TV Cabo ainda tinha dois Travels: o europeu (que viria a sair da operadora mais tarde) e o latino-americano (posteriormente rebaptizado de people+arts), sendo que o europeu era em inglês e o latino em português. Inicialmente em brasileiro, mais tarde passou a português de Portugal, quando a Discovery na Península Ibérica era gerido pela equipa da América Latina;
  • O Vivir Viver (a timidamente esconder o Íntimo), com quase meio ano de emissões regulares, tinha uma grelha extremamente prosaica, com crianças futebolistas, estilo de vida, como se fazem os produtos, o que vestir, etc;
  • Spoiler para os telespectadores portugueses: a Rai 1 estava avançada com os Giochi senza frontiere e estava mesmo na recta final! A RTP teve que atrasar a emissão para evitar conflitos com o mundial em Junho;
  • Até 2000 (salvo erro), a BBC Prime emitia um noticiário da BBC World produzido para o canal;
  • O horário nobre da RTL tinha Die 100.000 Mark Show, concurso que esteve no ar entre 1993 e 2000. O concurso era o irmão do holandês Staatsloterijshow, que dava na congénere holandesa RTL 4. Em 2008 a RTL regressa com o Die 100.000 Euro Show mas não vingaria;
  • A RTP Internacional emitia o Sub 21, acho que era exclusivo do canal. Uma vez o José Veras foi lá.

IctiVIi.jpg

Domingo de Fórmula 1 implica um Jornal da Tarde às 12:30. Mais séries à tarde e depois em horário nobre o Assalto à Televisão.

Os convidados do Super Buéréré são os IRS e os Água na Boca. Conforme prometido, a última temporada dos Imortais chegou à SIC. A faixa de futebol chamava-se Os Donos do Estádio (e curiosamente acabo sempre por trocar os outros donos, Os Donos do Jogo e Os Donos da Bola), um Benfica-Marítimo. Em horário nobre, a série Polícias à Solta, Ficheiros Clínicos e um filme (às 22:30, um luxo em 2020).

Mais resumos no Desporto 2, o Jornal 2 já dava aos fins-de-semana e a missa ainda dava no canal. Prioridade à RTP 1 e às suas manhãs infantis.

Só uma série animada na TVI, o Conde Pátula (mais tarde Patrácula só para complicar) antes das obrigações católicas que tinha acesso (o canal ainda dava o Encontro apesar de deixarem de produzir novos programas). Nem tiveram tempo para mostrar qual seria o jogo do campeonato italiano, provavelmente tínhamos dois à mesma hora (e nós com isso?) e a TVI estava com problemas de escolha.

  • A nossa amada DSF passava programas de futebol americano. Em 2007, a DSF de dia nem sequer parecia um canal desportivo, tinha até call TV (ui);
  • Reza a lenda que a TV Cabo na altura tinha o Cartoon Network e o TNT 24/24, porém com a reformulação e chegada da marca TCM à Europa, voltámos ao timesharing;
  • Os responsáveis da grelha da Rai acabavam por tratar o TG1 de Telegiornale (já era assim nos tempos da Rai 1 na ZON), mas TG2 era TG2;
  • Segundo este jornal holandês, Le Monde de TV5 era tipo uma noite temática. Primeiro era emitido Le Dossier B., docudrama televisivo de 1995 e depois um documentário geral sobre Bruxelas;
  • A RTL faz uma edição especial conjunta do programa do Der Spiegel e do Nachtjournal para dar os resultados das eleições alemãs;
  • Como no Brasil as novelas descansam ao domingo, o GNT passa comédias.

YSr7ASW.jpg

A Praça da Alegria começava às 11, sendo que a actual primeira hora era composta por reposições de Malha de Intrigas. A Sessão da Tarde era na RTP 2, a RTP 1 tinha a Matiné (resquício da 1ª Matiné dos tempos do Canal 1). Destaque ainda para o segundo episódio de Ballet Rose.

O Buéréré agora passou a ser exclusivamente de manhã, contudo ainda tinha alguns excertos em estúdio com Ana Malhoa. A tarde tinha três novelas seguidas da Globo (Vidas Cruzadas ainda com genérico próprio) sendo a quarta a de horário nobre. Às 22 horas, o programa do ano, a Roda dos Milhões, que na minha cabeça parece uma versão "cara chapada" da Roda da Sorte com elementos da lotaria. Pepsi Chart com José Figueiras "agora em novo horário", próximo do fecho da emissão.

A RTP 2, durante a Expo, cedia cinco horas à televisão do evento, que até emitia de vez em quando em PAL Plus. Agora só havia uma faixa infantil, que começava com o Sherlock Holmes canídeo de Hayao Miyazaki (financiada em parte pela Rai) e o Babar, seguido do Caderno Diário, do concurso Hugo (na sua primeira fase) e a série Fantasma Escritor. A RTP 2 pode ter proibido jogos de futebol segundo o formato estabelecido em 1995 (ainda na TV2) mas ainda passava o Remate e o Jogo Falado. Duckman encerrava a emissão.

A TVI destaca Soldados da Justiça (e não da Fortuna, nem mesmo o Esquadrão Classe A) para o horário nobre. Curiosamente o resumo do futebol ficava para tarde, bem mais tarde do que Seinfeld.

  • O Cartoon Network UK/europeu na altura emitia umas séries bem estranhas no fim da manhã e de madrugada: Blinky Bill, a versão britânica improvisada (na sua narração) do Carrocel Mágico e The Fruitties, animação espanhola. Lembro-me que em 2004 eles davam Gadget Boy, às 5 da manhã;
  • Gente? A SKY News invadiu a grelha da CNN International?;
  • O horário nobre da RTL é forrado com o filme Apollo 13, de tal maneira que deram um programa especial logo a seguir, que nem a TVI com os Ficheiros Secretos ainda em Setembro;
  • Alguns programas do Discovery são dobrados.

2inBGvb.jpg

O Herman 98 terá um convidado especial a ser entrevistado, Maria Rueff interpreta Manuela Moura Guedes e uma banda italiana vai estar no programa. Grandes tempos das vacas gordas. Adivinhem lá quem vai estar também? Os Silence 4!

Em Médico de Família, as obras de recuperação da casa dos Melo começam.

Na estreia da série documental de Betty Boop, quem foram os criadores e quais as fontes de inspiração.

Seinfeld bem mais cedo, às 23:30, no "canal das séries". O Golo estreia à meia-noite (rica hora).

  • Agora sim, o problema do CNN está resolvido.
  • Sempre tive a ideia que o debate Porta a Porta da Rai dava na segunda faixa. Pelos vistos, este programa ainda estava na primeira, antes de se lembrarem de encher a primeira com mais séries e concursos da Rai.
  • Pelos vistos, o noticiário das 18:30 sempre era da TSR - no fim-de-semana à custa de uma noite temática, era o da RTBF. Hoje o da RTS passa às 22;
  • Nada de exageros na duração do Cais do Oriente.

AXLIaai.jpg

No último dia do evento do ano, o Ajax joga contra o Porto.

Antes do Crossfire, o Furor. Na equipa masculina, Pedro Miguéis, Cândido Mota, Gabriel Leite, José Carlos Soares e Pedro Ribeiro. Na equipa feminina, Margarida Martins, Glória Carreira, Eveline, Ana Bastos e Dulce Guimarães. Perto da uma hora, as Conversas Secretas, menos recordadas em comparação com os Monólogos Secretos.

O destaque da RTP 2 acaba por ser um documentário sobre os Beatles.

Primazia ao conteúdo estrangeiro (como sempre) na TVI, sendo que um magazine de novidades do cinema feito cá teve de ser puxado para depois da uma da manhã.

  • Em alternativa, pode optar pela RTL e pelo Bayern-Manchester. Acho que só contavam a partir do programa a meio das duas partes. Na Holanda fazem tal divisão, sobretudo nos canais da NPO, para obedecer às leis da Ster.

MG1fU2G.jpg

As Lições do Tonecas são sobre o Ribatejo e há um médico metido no barulho.

A Miss Mundo Portugal 98 é comparável com o Festival da Canção face à Eurovisão. A 26 de Novembro o certame era organizado nas Seicheles. O desfile era apresentado por Jorge Gabriel.

Murphy Brown, já quase à beira do fim, foi "despromovido" para a RTP 2.

E claro, TVI dos anos 90 não é TVI sem os Ficheiros Secretos.

  • Se a Rai estava com problemas em enviar o nome dos filmes às revistas estrangeiras (mesmo se estivessem codificadas fora de Itália), a Rai já sofria do problema do "programa a designar", maleita frequente na RTP 1 do Fragoso.

FScDDWe.jpg

Agora sim, a RTP 1 está quase a acabar os Jogos Sem Fronteiras, que nos últimos anos eram sempre na Itália (onde participavam todos os anos sem falta) por questões logísticas. Esta semana, a equipa portuguesa escolhida foi a de Mafra.

E é justo conseguir o momento do reencontro... já sabem o resto, pois não? O horário nobre de sexta tinha o Ponto de Encontro, esta semana com:

  • o paradeiro de uma amiga com quem perdeu o contacto há 30 anos;
  • uma outra que gostava de rever um primo;
  • uma outra que deseja saber notícias de sua irmã.

Ainda sem Britcom, a RTP 2 já dava O Riso ao Poder/The Fast Show (entre muitas outras). Aposto que ainda era um episódio da segunda temporada, pois nenhuma ultrapassava os 10 episódios. Deve ter sido o quarto da segunda. Até há uns anos dava para ver episódios no YouTube com facilidade, mas os copyrights da BBC Studios é que nos impediram.

E ainda mais séries na TVI.

  • Resumos da Bundesliga 2 no DSF. Agora à hora em que escrevo isto o 11 já está a passar jogos daquilo há um par de semanas, licenciados pela Eleven Sports, e quem ganha é a Eleven, pois durante e depois dos jogos passam anúncios deles;
  • Às sextas a TNT mostrava uma pequena ruptura do habitual para passar wrestling da WCW.

ICxvbGH.jpg

Programação infantil - acho que isto foi descontinuado entre 2002 e 2004, sei lá...

Dá para ter uma ideia daquilo que a SIC enfiava no Buéréré, fora as séries da Saban. Os Teletubbies davam a meio (lembro-me de em 2001 isto dar cedo demais), numa versão portuguesa da QueVídeo (produtora também do Portugal Radical). Por outro lado, a RTP tinha a sequela do Willy Fog - aquela que o Markl diz que nunca passou e eram duas - esta aqui era uma série champô 2 em 1 (tu aine one, segundo Lauro Dérmio), contrariando o que o Markl disse na Caderneta de Cromos (a achar que eram duas séries separadas), combinando Viagem ao Centro da Terra na primeira metade com 20.000 Léguas Submarinas na segunda, estreada em Espanha em 1993. O Slow (e não Snow) Norris, ou na dobragem portugesa Nocamolinho, é uma obscura série britânica de fantoches que saiu no Reino Unido em 1995. Saber é Poder é a série AJ's Time Travelers, não se sabe se era dobrada ou legendada (eu há dois anos encontrei episódios disto, com legendas em hebraico e árabe, gravados da extinta Televisão Educativa de Israel - um deles era sobre o Canal do Panamá, links nesta frase). Nos EUA foi um fracasso devido a um litígio com uma escritora infantil. Um financiamento do conglomerado indonésio Bakrie foi obtido para produzir 40 episódios.

YgeGRaA.jpg

E para os nossos leitores das regiões autónomas, as grelhas da RTP Madeira e Açores. Só a RTP Madeira emitia o Telejornal em directo, a RTP Açores é que não pois tinha o seu e o acesso à RTP 1. De salientar que, conforme eu já postei em 2018 no tópico da RTP Madeira/Açores, a RTP Açores tinha um breve noticiário em inglês (será que era por causa dos militares nas Lajes?).

UJGqoGn.jpg

Alguém que avise os editores que a TVE já tinha "cortado a perna" em 1991. A TVE 1 já emitia 24/24 desde 1996 mais ou menos, depois usou algumas horas da madrugada para um simultâneo com o Canal 24 Horas. Por outro lado, a TVE 2 aos poucos começava a abrir mais cedo e aos poucos deixava de fechar a emissão. Estava a acabar a Vuelta na 1. Por outro lado, a 2 emitia a popular comédia mexicana El Chavo (Chaves para os brasileiros) na faixa das tardes Hyakutake. Ah, e os dois sabores do Corazón (obrigado ao thass_hot por esclarecer). Ainda na altura o primeiro canal estava com o 1 tricolor. Com uma renovação em 1999, cerca de um ano depois desta revista, o canal passaria a usar permanentemente a cor azul para a identificar, cor ainda usada.

E ainda: "tarjetas" destacáveis para colar na lombada da cassete!

XsRLDPF.jpg

Filmes da semana.

wjeHekh.jpg

Para os fãs da história da rádio, um anúncio a promover os 20 anos de liderança da Renascença, com o seu logo clássico.

mRqVjsx.jpg

Top 10 dos canais de cabo, anúncio à Becel Extra Magra.

Para terminar, temos duas videocapas da TV Guia: uma para um filme que iria dar na RTP 1 e TVE 1 e outra para um da SIC.

nbG253U.jpg

Chegámos ao fim da segunda crónica, e nos próximos meses vamos revisitar a TV Guia, sobretudo na fase entre 2001 e 2003 - última renovação por parte da TV Guia Editora/RTC, que por sua vez acabaria por vender em 2002, sendo que nesta fase falaremos sobre uma parte crucial na história da revista, quando aos poucos passou a ser "uma revista de mexericos".

Edited by ATVTQsV
  • Like 2
  • Love 2
Link to comment
Share on other sites

há 7 minutos, D91 disse:

Tens mais TV Guias dos anos 90?

O que era o Grande Animação que dava na RTP1?

O thass_hot tem umas de 1995 no espólio de Barcelona.

Grande Animação era a faixa onde eram emitidas séries animadas da WB, como Animaniacs. Tentaram outra vez em 2002 com a Hora Warner.

Link to comment
Share on other sites

há 7 minutos, ATVTQsV disse:

O thass_hot tem umas de 1995 no espólio de Barcelona.

Grande Animação era a faixa onde eram emitidas séries animadas da WB, como Animaniacs. Tentaram outra vez em 2002 com a Hora Warner.

Tinha apresentador ou era só um bloco de desenhos animados?

Já vi esse espaço mencionado em várias programações mas não sabia mesmo o que era.

Da Hora Warner lembro-me bem.

Link to comment
Share on other sites

agora mesmo, D91 disse:

Tinha apresentador ou era só um bloco de desenhos animados?

Já vi esse espaço mencionado em várias programações mas não sabia mesmo o que era.

Da Hora Warner lembro-me bem.

Acho que não tinha apresntador como a Hora Warner. O único programa deles na altura que era em estúdio era o What's Up, Doc, por volta de 1993 na ITV britânica. Sucessivos programas aos sábados de manhã na mesma faixa e canal continuaram com a emissão de desenhos animados da Warner mesmo sem ter o envolvimento directo deles na produção.

  • Thanks 1
Link to comment
Share on other sites

há 4 horas, ATVTQsV disse:

Chegámos ao fim da segunda crónica, e nos próximos meses vamos revisitar a TV Guia, sobretudo na fase entre 2001 e 2003 - última renovação por parte da TV Guia Editora/RTC, que por sua vez acabaria por vender em 2002, sendo que nesta fase falaremos sobre uma parte crucial na história da revista, quando aos poucos passou a ser "uma revista de mexericos".

Nessa fase, eu comecei a gostar mais da TV7 Dias do que da TV Guia - muito por conta do grafismo (algo que a TV Guia já não renovava tanto por esta altura) + das páginas de programação (por esta altura, achava que a TV Guia não estava a fazer o melhor serviço no que tocava à programação)...

Adorava rever edições entre Março 1996 e final de 1996 ou princípio de 1997 da TV Guia (para além de edições mais antigas que essas, claro) - para mim, uma das melhores fases da revista. Nessa altura, eles davam uma grande porção de páginas à programação (era como se fosse uma versão semanal da Tele Satélite ou da Guia TV Cabo)

Edited by LAboy 456
  • Like 3
Link to comment
Share on other sites

Só uma outra curiosidade: nesta altura (e desde que me lembro de ter 8-9 anos) a TV Guia saía à 4ª feira. E a TVMais saía à 6ª feira.

Tinha a programação de 5ª e 6ª provavelmente para quem ñ a comprava no próprio dia em que saía. Aliás, até meados de 2000 a data da revista era ao sábado - a partir daí começou a ser à sexta, mas sempre a chegar às bancas na 4ª feira.

Lembro-me que posteriormente em 2002, já com o novo grafismo, continuava a sair à 4ªfeira, mas a programação ia de 4ª a 3ª e lembro-me de ver algumas cartas publicadas de assinantes a queixarem-se de que como a revista ñ lhes chegava ao correio na 4ªfeira, perdiam 1 ou 2 dias de programação. Portanto, penso que o desfasamento entre o dia de sair nas bancas até ao dia de iniciar a programação fosse para precaver situações dessas.

Tenho uma ideia de no final dos anos 90, a TV7 Dias (antes depublicar o suplemento de receitas), sair à 6ªfeira, mas ñ tenho certeza, porque me passava muito ao lado. Para mim era só a TVMais e TV Guia. Mas lembro-me que no tempo do 1ºBB saía à 4ªf junto com a TVGuia e a TVMais continuava a sair à 6ªf (já vinha a reportagem d@ expuls@ do BB - a gala era à 3ª).

Entretanto, a data de saída das revistas já deu tantas viravoltas que já me perdi, mas actualmente a TVMais sai à 4ª, a TVGuia e TV7 Dias à 6ª.

Ainda puxando um pouco mais atrás o fio da memória lembro-me de no final dos 90s e início dos 00s à 2ª sair Nova Gente, Maria, Telenovelas e Lux; 3ª Vip; 4ª TV Guia, Caras; 5ª Ana; 6ª TVMais.

Link to comment
Share on other sites

Eu fico fascinado com as histórias das novelas mexicanas e venezuelanas exibidas nos horários da tarde, e como elas sumiram rapidamente da grelha na virada da década, como se fossem usadas por conveniência, apesar dos resultados positivos. Hoje nem há um nicho para as novelas latinas como existe no Brasil. Nem mesmo as turcas, que são tão mais chiques e sóbrias, tiveram uma chance propriamente dita.

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

há 6 minutos, pedrovinsky disse:

Eu fico fascinado com as histórias das novelas mexicanas e venezuelanas exibidas nos horários da tarde, e como elas sumiram rapidamente da grelha na virada da década, como se fossem usadas por conveniência, apesar dos resultados positivos. Hoje nem há um nicho para as novelas latinas como existe no Brasil. Nem mesmo as turcas, que são tão mais chiques e sóbrias, tiveram uma chance propriamente dita.

A última telenovela mexicana emitida em Portugal foi "Carita de Anjo" em 2002 na RTP1.

Link to comment
Share on other sites

On 29/10/2020 at 01:58, D91 disse:

A última telenovela mexicana emitida em Portugal foi "Carita de Anjo" em 2002 na RTP1.

Lembro-me perfeitamente dessa telenovela. E ao mesmo tempo (ou possivelmente um pouco mais tarde) dava na TV Galiza dobrada em galego. Ou seja, cheguei a assistir dobrada em português e em galego. Penso que essa novela sumiu da RTP assim que o Rangel se foi embora. Ou estou confundido?

Link to comment
Share on other sites

On 29/10/2020 at 00:50, pedrovinsky disse:

Eu fico fascinado com as histórias das novelas mexicanas e venezuelanas exibidas nos horários da tarde, e como elas sumiram rapidamente da grelha na virada da década, como se fossem usadas por conveniência, apesar dos resultados positivos. Hoje nem há um nicho para as novelas latinas como existe no Brasil. Nem mesmo as turcas, que são tão mais chiques e sóbrias, tiveram uma chance propriamente dita.

Se a moda pegasse, provavelmente em meados dos anos 2000 viríamos as primeiras telenovelas colombianas emitidas cá. Até agora só vi um produto infantil (Chica Vampiro, dobrada em PT-PT) e adaptações da Betty ou de outras obras (Coração Malandro). Novelas colombianas a 100% nunca vimos.

E provavelmente os programas da tarde não teriam uma duração superior a duas horas, como era nos tempos desta revista (programa Fátima Lopes que era um mero talk-show inspirado nos americanos, ao contrário dos programas da manhã e da tarde de hoje onde enfiam doze formatos num). É incrível comparar qualquer ponto dos anos 90 (e do início dos 2000) com o que temos hoje, sendo que a TVI está praticamente dominada por conteúdo português (tirando as televendas da Galeria às 5 da manhã) de uma ponta a outra do dia, num dia laboral.

Link to comment
Share on other sites

há 1 hora, thass_hot disse:

Lembro-me perfeitamente dessa telenovela. E ao mesmo tempo (ou possivelmente um pouco mais tarde) dava na TV Galiza dobrada em galego. Ou seja, cheguei a assistir dobrada em português e em galego. Penso que essa novela sumiu da RTP assim que o Rangel se foi embora. Ou estou confundido?

Sim foi, nunca entendi porque é que ele fez isso. Até porque nem era uma novela com muitos episódios. Regressou um ano depois em 2002 e nessa altura já a transmitiram completa.

Link to comment
Share on other sites

há 1 minuto, D91 disse:

Sim foi, nunca entendi porque é que ele fez isso. Até porque nem era uma novela com muitos episódios. Regressou um ano depois em 2002 e nessa altura já a transmitiram completa.

Ah então foi ele que a tirou do ar e regressou com a sua ida? Pensava que tinha sido ele que a trouxo. Tendo em conta o número de novelas que a SIC tinha quando ele lá estava...

Link to comment
Share on other sites

há 1 minuto, thass_hot disse:

Ah então foi ele que a tirou do ar e regressou com a sua ida? Pensava que tinha sido ele que a trouxo. Tendo em conta o número de novelas que a SIC tinha quando ele lá estava...

Sim, foi mais ou menos isso. Quando ele chegou à RTP, já deviam ter comprado os direitos da novela ou já estaria em exibição. Mas nessa altura, em 2001, a RTP1 tinha muitas telenovelas em exibição.

Link to comment
Share on other sites

agora mesmo, D91 disse:

Sim, foi mais ou menos isso. Quando ele chegou à RTP, já deviam ter comprado os direitos da novela ou já estaria em exibição. Mas nessa altura, em 2001, a RTP1 tinha muitas telenovelas em exibição.

Quando ele chegou à RTP a Rosalinda devia estar a acabar. Aliás Carita de Angel seria para a substituir. E depois em HN tinha a Senhora das Águas que estreou no mesmo dia do Anjo Selvagem e Filha do Mar. Por falar nisso...

spacer.png

  • Like 2
Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

×
×
  • Create New...