Jump to content

Sharp Objects [HBO]


Duarte
 Share

Recommended Posts

Camille Preaker, a crime reporter recently discharged from a psychiatric hospital after years of self-harming, returns to her hometown of Wind Gap, Missouri, to investigate the murders of two young girls. The assignment takes her back to her childhood home under the critical eye of small-town socialite Adora, which forces Preaker to confront some personal demons. 

Estreia em Julho de 2018, é uma série limitada baseada no livro de Gillian Flynn (autora do épico Gone Girl), e envolve ainda o mesmo produtor do Get Out e o diretor de Big Little Lies. 

  • Like 2
Link to comment
Share on other sites

  • 3 weeks later...
  • 1 month later...

S01E01

Gostei bastante! Fiquei intrigado com a história e com o passado da Camille, quero saber mais sobre isto tudo! A introdução à história e às personagens foi bem feita, e já dá para ver que a Amy Adams vai arrasar :yes: O Emmy no próximo ano vem :yes: 

A produção tbm está excelente, HBO a não desiludir mais uma vez :D

E aquela cena [do corpo da outra rapariga todo mutilado e já em estado de decomposição] meteu-me bué impressão :S Que creepy :S

 

Promo 1x02

 

Edited by Diogo_M
Link to comment
Share on other sites

  • 3 weeks later...
há 7 horas, Diogo_M disse:

A série irá se manter como limited series e não terá uma possível segunda temporada, por decisão da Amy Adams, que não o quer fazer :P

Ainda bem, porque ninguém aguenta uma segunda temporada disto. :priest:

Link to comment
Share on other sites

há 11 minutos, HugoMiguel disse:

Vi o primeiro episódio e adormeci a meio, voltei a ver e percebi o porquê de ter adormecido. Ainda tentei ver o 2º, mas não tive coragem.

Eu até tenho gostado, já estava à espera que a série fosse "slow burn", até porque os críticos já o tinham dito.

Link to comment
Share on other sites

  • 4 weeks later...

Esta série é talvez a melhor "nova" série do ano, a par de Killing Eve, pelo menos para mim. Direção, elenco, história, tudo feito ao pormenor e extremamente bem. A HBO está a portar-se bastante bem nesta vertente de série "simples" mas com uma história linear e que surpreende muito. Espero que tenha o sucesso que BLL teve, pois merece, principalmente a Amy Adams. Que papel extremamente difícil de fazer e ela assenta que nem uma luva. 

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

há 3 minutos, Bloody disse:

Esta série é talvez a melhor "nova" série do ano, a par de Killing Eve, pelo menos para mim. Direção, elenco, história, tudo feito ao pormenor e extremamente bem. A HBO está a portar-se bastante bem nesta vertente de série "simples" mas com uma história linear e que surpreende muito. Espero que tenha o sucesso que BLL teve, pois merece, principalmente a Amy Adams. Que papel extremamente difícil de fazer e ela assenta que nem uma luva. 

A coisa melhorou? É que vi o primeiro episódio e gostei tanto que nem tive vontada de ver o segundo. 

Link to comment
Share on other sites

há 1 hora, HugoMiguel disse:

A coisa melhorou? É que vi o primeiro episódio e gostei tanto que nem tive vontada de ver o segundo. 

A série mantém o "slow burn" até ao 6º/7º episódio. Depois tem uma revelação que não estás mesmo nada à espera e só ficas pasmado a ver a cena. :P 

Link to comment
Share on other sites

Há um ou dois anos não teria continuado a ver uma série com o ritmo desta. Ao terceiro episódio, posso dizer que tem sido uma ótima experiência. O ritmo é lento, mas o ambiente de cada cena é tão intenso que continuo entusiasmado. Para além disso, algumas das personagens são magníficas, sobretudo a Camille, a mãe e a meia irmã. De notar também que cada "flashback" (memória) aparece sempre no momento certo e dá uma camada extra à série. Uma história muito simples, mas uma forma algo inovadora de se fazer uma série policial.

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

há 6 minutos, Samuel disse:

Há um ou dois anos não teria continuado a ver uma série com o ritmo desta. Ao terceiro episódio, posso dizer que tem sido uma ótima experiência. O ritmo é lento, mas o ambiente de cada cena é tão intenso que continuo entusiasmado. Para além disso, algumas das personagens são magníficas, sobretudo a Camille, a mãe e a meia irmã. De notar também que cada "flashback" (memória) aparece sempre no momento certo e dá uma camada extra à série. Uma história muito simples, mas uma forma algo inovadora de se fazer uma série policial.

se há coisa que a história não é, é simples :haha:

 

Edited by Duarte
Link to comment
Share on other sites

S01E08 (series finale)

Spoiler

aaaaaa foi a Amma que matou as raparigas :shok: Não estava nada à espera, mas por outro lado sempre achei que ela tivesse um lado de psicopata:mosking: Boa cena final com a revelação da verdade e a Amma a dizer à Camila "Don't tell mama" :cool:  Pode ter acabado de forma bruta, mas por outro lado foi diferente e ao mesmo tempo deu closure, se bem que teria gostado de ver as consequências e a justificação para as ter matado :P E para quem não tenha reparado, durante os créditos mostram as cenas em que ela mata as raparigas com a ajuda das amigas, e são bem violentas :unsure: 

Para mim já era bastante óbvio que a Adora não era a assassina, tendo em conta a revelação do episódio anterior :P Mesmo assim mereceu ser presa pela morte da Marian e por aquilo que fez :P  

De uma maneira geral, embora a série seja bastante slow burn, vale bem a pena por causa da história e das interpretações fantásticas de alguns atores. Espero que o Emmy seja da Amy Adams no próximo ano, seria totalmente merecido :P 

Edited by Diogo_M
Link to comment
Share on other sites

Para mim, esta foi uma daquelas séries em que o importante nem foi a revelação final do(a) assassino(a) ?, mas sim a genialidade dos pequenos detalhes. As pequenas nuances, os cortes da Camille que não só dão nome aos episódios mas contam narrativas, a atmosfera visual, a música (quem diria que juntar blues e LCDSoundsystem daria qualquer coisa de coerente), a realização/edição brilhantes (os mini-flashbacks são f*da). Foi uma série muito "sensorial", daquelas em que o espectador quase que sente/toca o mesmo que as personagens.

Algumas coisas irritaram-me no último episódio: alguma passividade da Camille (se bem que entendo, ela juntou a vontade de defender a irmã à incapacidade de se defender totalmente da mãe) e a rapidez/facilidade com que a polícia chegou à casa para o desenlace final (também entendo, já que aquelas cenas são exclusivamente sob o ponto de vista subjetivo da Camille, vemos somente o que ela vê). Ainda assim...

Por outro lado, gostei da rapidez do twist final. Sem grandes explicações para o espectador, de modo a obrigar este a procurar uma justificação para os crimes (e é tão fácil achá-las).

On 27/08/2018 at 22:22, Diogo_M disse:

S01E08 (series finale)

  Ocultar conteúdo

E para quem não tenha reparado, durante os créditos mostram as cenas em que ela mata as raparigas com a ajuda das amigas, e são bem violentas :unsure: 

 

Spoiler

E não só, vê-se também ela a fazer qualquer coisa (depreendo que a assassinar) a nova amiga (a negra) de St. Louis.

 

Edited by Kandinsky
Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

 Share

×
×
  • Create New...