Jump to content

68: A Triste Sina da Leopoldina


ATVTQsV
 Share

Recommended Posts

Este é um especial de Natal da tua história de subestação. Dá-lhe.

Mais um Nataaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaal, cheeeeeio de luuuuuuuuuuuuuuuuuuz, a subestação celebra o nascimeeeeeento de Jesuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuus... Ou se calhar não. Para quê um especial de Natal em pleno Novembro, se bem que isto será terminado no início de Dezembro?

Ora, por uma razão simples: ganância. Os tempos mudam e os avisos de que o Natal estão próximos mudam também. Se eu tivesse o dobro da idade que tenho agora, obviamente iria fazer uma tua história de subestação alusiva aos anúncios de Natal dos anos 80, como sinal de que a minha chegada à idosidade está próxima, como o anúncio das Fantasias de Natal, ou o das Bom-Bokas (não sobreviveram os anos 80 porque alegam ter chegado a um mínimo de procura por parte de quem as fez, e para a minha mãe que tanto gostava era degradante), ou até o antigo da Coca-Cola, aquele adaptado do americano com pessoas a segurarem em velas e a gostarem de viver num alegre lugar com a chamada "água suja imperialista". Mas como não consumo água suja imperialista que serve para desentupir canos (melhor do que causar cancro pelo seu consumo repetido), opto pelo seu sinal equivalente dos anos 90. Não, não mete camiões, é basicamente um anúncio a um hipermercado.

Ora, como uma tua história de subestação sobre o Continente é uma obra grandiosa que requer milhões de páginas para a procura dos materiais, vou fazer uma breve resenha através dos seus anúncios de Natal. Mas antes, um pouco de história.

Hidden Content

    Sign in or sign up to see the hidden content.

O Continente nasce em Dezembro de 1985 em Vila Nova de Gaia em terrenos que eram de pertença da Igreja (o que faz sentido, pois este tipo de sítio é um lugar onde possamos rezar ao deus Consumo) e um par de anos mais tarde teve uma segunda abertura na Amadora. O de Vila Nova de Gaia, que agora está integrado no Norteshopping (tipo o antigo Feira Nova com o Braga Parque) foi alvo de excursões vindas de todo o país - até dos meus pais (quando eram mais novos), tal era a novidade daquilo e o chamavam de "Gigantão Baratão" (ou "Gigantão! Baratão!"). Do anúncio da altura e da campanha de marketing com Júlio Isidro não encontro nada, mas pronto.

À medida que os anos avançavam, mais e mais Continentes abriam no país, como os dos empreendimentos da própria Sonae - o Colombo, o Vasco da Gama, o GuimarãeShopping, etc. Até 2008 o Continente mais próximo de Braga era o de Guimarães porque nós só tínhamos dois hipermercados: um Feira Nova e um Carrefour, da qual irei dedicar uma THdS em breve. Recordaremos então o seu último anúncio antes de sair de Portugal e nunca mais voltar.

[zuca mode ON] Você vai passear agora, junto com a gente, pelos anúncios que marcaram os 20 anos da carreira da avestruz mais seguida de Portugal. Além, é claro, de grandes aberturas como a abertura do Continente em Braga. [zuca mode OFF]

A Leopoldina foi criada no ano de 1992 por um tal de Murilo que era apelidado de "O Cinzento". Não é só a única criação dele, também criou o Mico, mascote da Micolândia, aberto em 2001 (o Murilo faleceu algures durante a década?

Hidden Content

    Sign in or sign up to see the hidden content.

e também de um baralho de cartas do McDonald's português. Na sua primeira aparição televisiva, num anúncio que nem sequer tinha um pingo de referências natalícias, a Leopoldina era apanhada no seu habitat natural a correr para um Continente português para comprar brinquedos para os filhos.

Vamos por partes: a Leopoldina surgiu um mês depois da SIC. Será que a mãe representa a RTP e os filhos o bacanal que era o nascimento da SIC?

Deixemos de lado as teorias estúpidas. Certamente muitos de vós estão a perguntar: "óh ATVLKDFJGHKUISDFHGTUIKJERDH, então a Leopoldina não falava? Não havia aquela canção?"

Calma. Ela terá a sua vez. A primeira aparição num anúncio à Feira de Brinquedos do Continente deu à Leopoldina o estatuto de domesticação. No ano seguinte, ainda sem o dom da fala, a Leopoldina fez a sua segunda aparição, e a primeira com crianças de imagem real. Acho que também era para uma feira de brinquedos qualquer tal como a do ano anterior. Pouco se sabe sobre o que aconteceu aos filhos, mas uma coisa é certa: dificilmente ela iria ver a sua triste sina como clone avestruz da Lara Croft.

Em 1994, nascia a música lendária que marcou os Natais da minha era croma.

Bem-vindos ao Mundo Encantado do Brinquedos,
Onde há reis, princesas, dragões
Heróis de banda desenhada, pulos, saltos,
E muitos trambolhões
O mundo dos brinquedos é está no Continente, onde tudo tem mais fantasia
Brinquedos, brinquedos, eles são a nossa maior alegria!

E sim, inicialmente a letra era "está no Continente", uns anos mais tarde iriam mudar para "é no Continente". Aproveitaram para mudar um pouco a métrica.

OK, agora não estou a perceber. Como é que, em dois anos ensinaram português correctamente à Leopoldina? E como é que uma avestruz, que tem mais de 100 quilos, passou a ter a capacidade de voar, ainda por cima com a chamada cartoon logic de enfiarem um propulsor na "traseira"?

Não consegui encontrar nada de 1995, a meu ver. Em 1996 tinhamos esta super-produção cinematográfica:

Qual Carlos Cruz, qual quê? A Leopoldina aparece nos vossos sonhos à noite! E o tal Mundo Encantado dos Brinquedos recebeu um upgrade, agora era uma espécie de aldeia do Pai Natal, onde a Leopoldina era a estrela.

De reparar o marketing conjunto para o Modelo e Continente (que ainda por cima estragava um pouco a métrica), que ainda teria os seus próprios anúncios de Natal e que iria gerar a hipopótama mais famosa de Portugal, à frente do Panças do Canal Panda. Mas calma. Ela terá a sua vez.

De que ano será isto? 1997? 1998? Anúncio natalício filmado à luz do dia (ou pelo menos parte dele), pois aqui o Mundo Encantado dos Brinquedos mudava a cada ano e desta feita era uma espécie de bosque mágico.

Em termos de anúncios da Leopoldina dos anos 90, é tudo. Também é difícil encontrar mais exemplares anteriores a 2004, mas se calhar estão escondidos no maralhal do LUSITANIATV.

Na segunda parte: a Leopoldina até à fase do 3D e quem é a hipopótama que passaria a ter anúncios em nome dela?

Edited by ATVTQsV
  • Like 1
  • Love 2
Link to comment
Share on other sites

Adoro! Nunca tinha visto essa Leopoldina! Eu só a "conheci" a partir de 2004, se não me engano, quando tinha 3 anos :haha: 

Adorava os CD's e filmes e livros e etc... Mas depois, de ano para ano, começou a perder a grandiosidade, acho que o último que tive foi só um crachá ou assim. xD

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

há 3 minutos, tjspy disse:

Adoro! Nunca tinha visto essa Leopoldina! Eu só a "conheci" a partir de 2004, se não me engano, quando tinha 3 anos :haha: 

Adorava os CD's e filmes e livros e etc... Mas depois, de ano para ano, começou a perder a grandiosidade, acho que o último que tive foi só um crachá ou assim. xD

Eu tenho 20 anos e só me lembro da música antes de 2004, não me lembro de como eram os temas de 2002 e 2003 (os primeiros que consiga lembrar), pois também não estão na internet.

De qualquer maneira, para mim só ouvi a canção com "é no Continente" e não "está no Continente". Algum ancião daqui que esclareça, pois do fim dos anos 90 até 2004 resta quase nada.

Link to comment
Share on other sites

Ao longo da segunda metade dos anos 90 e primeira metade dos anos 2000, o anúncio da Leopoldina desdobrava-se em temas. Infelizmente durante esta fase, anúncios dela são difíceis de encontrar.

Não cliquem, OK? Mas sério, este é um "balanço do ano" feito pelo Continente e emitido na passagem de ano, a entrar para "o ano do Euro". Do anúncio só conseguimos ver as crianças espantadas pela Leopoldina astronauta e parece que ela já tinha uma aparência 3D.

Ora, nesta fase, o consumo de filmes de animação 3D tem estado a crescer em massa, fruto das constantes inovações da Pixar. 2001 também foi o ano do Shrek, que foi a resposta da Dreamworks à crescente aposta da Disney neste tipo de animação. Pois aqui parece que os anúncios, por mais que ainda tenham a Leopoldina em 3D, ainda tinham crianças em imagem real - ou pelo menos nos cinco anos que se seguiriam.

Do pouco que consegui encontrar, o tema de 2001 era o "Planeta Encantado dos Brinquedos". As provas estão nesta revista da Sonae (que infelizmente não mostram imagens do anúncio) e é mencionado no curriculum vitae de Ana Rita Machado.

2004 foi o último natal com o símbolo clássico do Continente, e parece que para o render da Leopoldina trabalharam muito mais do que nos softwares open source da Linux que a Dreamworks usava para o rendering das personagens. Tudo bem, porque Leopoldina is love, Leopoldina is life.

O tema deste ano era um tema náutico, inspirado nos Descobrimentos com uma pitada estética de tesouros escondidos. Neste anúncio de dois minutos (que entretanto fora reduzido com as passagens mais importantes) as crianças e a Leopoldina viajam para o fundo do mar, e deparam com uma baleia, sereias cliché e uma lula gigante que, num momento digno da infindável saga A Idade do Gelo, entra no cio e fica descontrolada quando vê uma fémea.

Este ano até estragaram a métrica, por ser o Oceano Encantado dos Brinquedos, e a última vez em que "está" no Continente, ao contrário de "é" no Continente.

Ainda antes da renovação do Continente, a Leopoldina regressa para uma nova campanha, numa tentativa falhada de se expandir para uma outra altura que é o deleite das crianças: a Páscoa.

Hidden Content

    Sign in or sign up to see the hidden content.

Infelizmente não consigo encontrar o anúncio, mas lembro-me de o ter visto e tinha a mesma letra do hino, mas adaptada à Páscoa (Guloseimas, guloseimas, elas são a nossa maior alegria!). Pelo que vi quem fez o anúncio foi a mesma produtora que fez o primeiro genérico do Zig Zag, em uso até às primeiras semanas de 2007 (ainda antes da mudança da RTP 2) e alguns anúncios de Natal do Modelo, ainda antes da Popota passar a ser uma superstar.

Já em Outubro de 2005, o Continente mudou o símbolo para aquele que ainda hoje se usa.

Para o primeiro Natal com a nova marca, acabou-se a fase inicial das crianças espantadas com a chegada da Leopoldina. A partir de agora, todo e qualquer anúncio de Natal da Leopoldina era já ambientado no Mundo Encantado dos Brinquedos, que em 2005 era representado por um vulcão que espirrava brinquedos.

Já no ano seguinte, o tal mundo era mais uma ilha, que tinha uma nuvem adormecida, pois fazia muito frio, e logo tinham de vir uns pássaros para a acordar. Reciclaram o vulcão do ano anterior. Também gerou uma série de CDs e até um desenho animado sustentado pela extinta Missão Sorriso, da qual tinha também a função de mascote. Eis o dito, pena estar incompleto.

Porém nem só o Continente tinha os seus anúncios de Natal. Antigamente, o Continente era para os hipermercados (que antes do fecho do Carrefour eram escassos) e o Modelo era para os supermercados. Em Braga, antes da saída do Carrefour, o único supermercado da Sonae que tínhamos era o Modelo de Real/Frossos, que ainda está de pé como Continente Modelo. Hoje, temos dois hipermercados Continente, um Continente Modelo e uns três Continente Bom Dia (antigo Modelo Bonjour).

Nesta parte dos anos 2000, o Modelo publicitava-se com um camião, e obviamente, por altura do Natal, a estética ganhava outro tom. Infelizmente desta fase só encontro o anúncio de 2006, o último antes da súbita mudança da fórmula. Trago-vos duas versões do mesmo anúncio, a da produtora e a que dava na televisão com a canção legendada.

Infelizmente o fim do anúncio, com o Pai Natal no camião do Modelo, nesta parte dos anos 2000, metia-me imenso medo, pois num anúncio de um ano anterior (cuja letra terminada em "que se pode festejar") ainda estava na estrada, e de repente começa a voar e desaparece assim do nada, como se morresse. Assim de repente, quando formulei esta frase, veio-me o último anúncio do Segata Sanshiro, a promover o jogo Shinken Yuugi, onde ele morre, isto numa altura em que a Dreamcast estava prestes a chegar, e a personagem titular dos anúncios da Sega Saturn morre num anúncio extremamente emotivo que passou na televisão japonesa em 1998.

A Popota era menos popularucha quando teve as suas primeiras aparições em anúncios ao Modelo, e chegou também a aparecer no Preço Certo, numa edição especial de Natal, quando ainda usava óculos e não era uma artista de música cover. Os seus amigos eram alguns brinquedos clichê e a Popota supostamente representava os peluches. Ela era a mascote do extinto Clube Modelo, juntamente com o Rescue, clone do Buzz Lightyear do Toy Story com influências de outros super-heróis que as crianças tanto gostam.

Mas no ano seguinte, a Leopoldina e a Popota passaram por mais alterações profundas na estética dos seus anúncios. Por um lado, os anúncios dela passaram a ser inteiramente em 3D mais reles que o do Shrek, ou de Madagáscar, ou da Idade do Gelo. Se pagassem metade do ordenado iríamos ter uma desgraça como o filme Joshua and the Promised Land, que foi feito com um orçamento reduzido. Mas uma coisa é certa: a Popota deixou de lado o Rescue e passou a viver num mundo habitado por hipopótamos, que, mais tarde, iria descobrir que não estava sozinha quando fez um dueto com um camelo. Foi aqui que a Popota passou a ser a hipopótama mais famosa de Portugal, à frente do Panças que conseguiu tentar destronar os hipopótamos do Tragabolas. Mas isto já é outra história, que coincide com a queda da Leopoldina.

  • Like 1
  • Love 1
Link to comment
Share on other sites

Ai @ATVTQsV  não tens noção do prazer com que estou a ler este artigo! Só memórias!!! 2004, 2005, 2007 (2006 por acaso não me recordo xD), lembro-me disso tudo quando tinha 3-6 anos, apanhei mesmo a fase de conversão em 3D da Leopoldina e quando o investimento dela estava no auge, com CD's por todo o lado, livros, um filme até. Amava de coração e todos esses anos (e os seguintes) a minha principal preocupação era ir ao Modelo buscar o mais recente artefacto da Leopoldina!! :wub: Ainda ontem, porque me lembrei ao ler isto, fui ouvir um CD que ainda tenho sobre a reciclagem que deve ter saído no fim da década passada, com músicas catchy, por acaso :haha: Ainda há cá mais um ou dois CD's além desse, houve um jogo de tabuleiro do mesmo ano que já deve ter desaparecido, e os livros anteriores já se deterioraram com o tempo. Tenho de ver o que ainda há cá, mas já deve ser pouca coisa. Alguns CD's perdi ou riscaram-se (era um puto :stick: ) e o DVD também já não sei se tenho. Enfim. Mas ainda há uns restos de Leopoldina cá por casa :wub: 

Aguardo a próxima parte! 

  • Love 1
Link to comment
Share on other sites

2007: o ano da mudança. A Leopoldina passou a ter os seus anúncios inteiramente em 3D, ainda no seu auge.

Como eu já aqui disse, por causa da influência do Toy Story, do À Procura de Nemo, da Idade do Gelo, do Shrek, de Madagáscar, etc., direi apenas da influência da escola Pixar que gerou a escola Dreamworks que gerou outras esciolas de animação em 3D em seis dos sete continentes (não estranha termos baratuchos filmes de animação 3D vindos da Rússia ou da Coreia), os anúncios da Leopoldina deixaram de ser misturas com planos em imagem real. Uma pena, pois adicionava um realismo "palpável" que a animação 3D não conseguia emular.

Quanto à qualidade das personagens humanas do anúncio, arrisco dizer que parecem vindas de uma série francesa que deu na RTP 2 ou no Canal Panda. Lembram-se do Adibou Aventure (já não me lembro do título português) onde uma personagem de softwares educativos dos anos 90 aparecia numa série de episódios de cinco minutos alusivos ao corpo humano? Ainda bem que a última série da saga Era uma vez com temática ecológica, em 2009, não recorreu a este tipo para fazer 90% da animação. Ou do Pequeno Nicolas, que é a correspondência mais próxima que pude imaginar? Se o leitor confuso ainda ficar cheio de "sinais" da chamada "influência francesa" há que notar que a marca surgiu em França como Continent uma dúzia de anos antes de chegar a Portugal e saiu na viragem do milénio.

Mas sobre o anúncio em si, a trama é basicamente a mesma, mas já tiraram a parte das crianças a descobrirem a Leopoldina. Agora os anúncios começavam já com a Leopoldina e nada de descobertas estonteantes da sua existência. Desta vez o tal mundo encantado dos brinquedos estava numa floresta mágica, depois ia-se numa passagem secreta. Os anúncios deixaram de ser especiais, mas o jingle é que importa.

Porém, em 2007, não foi só o Continente que mudou. O Modelo mudou imenso. Os anúncios de Natal com os brinquedos a criarem o camião de Natal do Modelo para o Pai Natal já acabaram. Até àquele Natal, só poucas pessoas sabiam quem era a Popota, e quem sabia o nome dela era um dos poucos prestigiados do Clube Modelo - um clube que nunca chegou a ter a mesma popularidade do clube Rik e Rok do Jumbo (só para avisar que não mete douradinhos e que este vai ser o último Natal do Jumbo, pois para o ano vai passar a Auchan. #JeSuisRikeRok) Ainda tiveram de tirar o tal do Rescue e mudar a ambientação da Popota: ela agora vivia num mundo de hipopótamos. Só mudavam a cor (e o sexo :P) mas o que importava é que a Popota passou a ser a diva das 1001 covers. O princípio do fim dos anúncios de Natal dos supermercados da Sonae?

Só ontem (dia 28 de Novembro, à data da elaboração deste post) é que soube que era uma cover do Perfect Escape, porém durante tantos anos eu julgava que era uma música 100% de raiz como as músicas da Leopoldina. Obrigado, @FraisesSucrées! Porém quando apareceu a Popota tinha era saudades dos anúncios anteriores, pois imprimiam uma estética mais infantil e, se quiserem, natalícia, coisa que nos próximos anúncios não vemos nem um segundo.

Depois de mais de uma década a trazer crianças para o Mundo Encantado dos Brinquedos, a Leopoldina começou a descer em qualidade. O anúncio dela em 2008 passou a ser uma desgraça, pois a estética já não era a mesma, a Leopoldina limitava-se a fazer um desfile para levar os brinquedos a uma maqueta muito bem elaborada do Continente. A escola "não é Blue Sky mas sim tipo francesa" continuava presente nestes anúncios da Leopoldina.

Um dado curioso: a partir deste ano, a Leopoldina foi passar por uma cirurgia para ter o peito de uma mulher. Ou isto ou era por causa do render, mas não seria uma espécie de antecâmara da personagem Margaret do Regular Show, que estrearia um par de anos mais tarde.

O que será que a Popota nos reservou em 2008?

A Popota faz um dueto com Tony Camelo, o Tony Carreira do mundo dos hipopótamos onde mora a Popota. Quando o anúncio estreou eu tinha a ideia de que o Tony Camelo não era um Tony Carreira hipopótamo mas sim um camelo antropomórfico. Tony e Popota protagonizam cenas cinematográficas fantasiadas: Titanic, Cinderela, até o Tarzan! Porém o anúncio em si tinha uma música que remetia mais ao filho, o Mickael Carreira (ou mais tarde o David Carreira).

O anúncio da Leopoldina de 2009 teve duas versões, eu é que as consegui colocar lado a lado. Atentem na música.

Já em 2009 a Leopoldina integrou a Ordem das Asas, quando deixou de ter asas mas sim mãos humanas. Basicamente a personagem passou a ser uma avestruz tipo Mordecai e Margaret, onde os corpos são anatomicamente humanos e não sabem voar. Mesmo sem estar a prestar atenção à Leopoldina com seios, já o conceito da Ordem das Asas para mim era uma desgraça. Pior, uma desgração (desgraçona?). Whatever, era uma desgraça das grandes. Mas pronto. O pior ainda estava para vir (e ver).

Popota regressa às covers, e desta vez com uma cover bem portuguesa, dos Buraka Som Sistema. Mas eu também achava este anúncio como uma desgraça na altura em que passou.

2010. "Com as suas mamas ainda mais desenvolvidas, a Leopoldina voltou!"

A Leopoldina passou a mostrar o seu verdadeiro traje de uma mulher-avestruz, que de avestruz só tinha a cor e a cabeça, e um corpo de mulher. Este anúncio ditou o fim dos anúncios da Leopoldina por razões que daqui a pouco vou explicar. Mas até o anúncio em si era uma desgraça. O anúncio passou a ser mais para a geração jovem da altura do que para as crianças, e a tendência actual tem sido "vamos piorar os ainda mais jovens com os YouTubers". E pronto, fez-se a desgraça. Forte em chocolate!

Porém esta cover era forte em outra coisa, e ter de terminar com um rapzinho a interromper a cantiga era uma má ideia. Curiosamente uma parte da letra dizia "neste ano, no Natal, acabam-se os segredos". Teria sido uma mensagem subliminar alusiva à primeira Casa dos Segredos? Ou será para fazer rima?

"Agora aberto aos domingos e feriados todo o dia." Yeah, lembro-me de quando os supermercados todos fechavam aos domingos às 13, não sei porquê (talvez descanso), mas a procura passou a ser elevada aos domingos que eles até nem dão dias de descanso. Ainda me lembro de ver a SIC a fazer um directo dentro de um Jumbo (salvo erro) quando a lei foi alterada, numa edição dominical do Primeiro Jornal.

Ai mas que desgraça de anúncio é esta? Preferia mais a do Jaimão. (aviso: linguagem forte. Também está como link para poupar no excesso de vídeos)

A triste sina chegaria a nós a 15 de Março de 2011. Ao que parece, alguém da Sonae teve a brilhante ideia de unificar todos os estabelecimentos comerciais sob a marca comum do Continente: o Continente normal para os hipermercados, o Continente Modelo para os supermercados e o Continente Bom Dia para as lojas de conveniência, outrora Modelo Bonjour (porque é que passaram da finesse de ter um nome em francês para aportuguesar o nome?). Como a mudança aconteceu nem o ano tinha chegado a meio, restava uma questão: quem é que iria ser a mascote dos anúncios de Natal, se considerarmos que o Continente passaria a publicitar exclusivamente a todas as marcas debaixo do mesmo tecto? A resposta: Leopoldina confinada para a Missão Sorriso (tiveram de mudar a letra também) e Popota para os anúncios em geral. O verdadeiro princípio do fim do Continente.

Eu, com treze anos, não aguentava este anúncio nas generalistas, numa fase em que via religiosamente Phineas e Ferb e Os Fixóis e encontrava refúgio no Cartoon Network onde estava livre destas pragas. Mas tudo bem. Desde então que os seus anúncios perderam piada, e a triste sina tem sido a de repetir um anúncio por um segundo ano. Se bem que ainda na fase da Popota eles tiveram de fazer um anúncio sobre a história dela desde a infância à prestação do Got Talent Hipopótamos, em 2017.

E este ano passámos a ter, pela primeira vez em mais de uma década, imagem real nos anúncios da Popota:

Mas não importa. O Continente deixou de ser uma espectacularidade. Desde que passou a uma banalidade que o dito passou a ter anúncios mais e mais cringe, até a escolha musica dos ditos é igualmente desgraçada. Também a Leopoldina perdeu a sua espectacularidade, mais de um quarto de século depois da criação, e nem sequer apareceu na Missão Continente ultimamente.

Hidden Content

    Sign in or sign up to see the hidden content.

Felizmente, a Leopoldina não está sozinha. Passou a ser a Margaret do Regular Show, mas numa avestruz portuguesa. A Leopoldina ainda não teve o mérito de trabalhar num café e num noticiário. Se calhar será o futuro da nossa avestruz. Mas não. Deixo-vos com o vídeo que dá nome a esta edição da tua história de subestação. Boa noite e bom Natal antecipado.

 

  • Love 1
Link to comment
Share on other sites

  • 2 weeks later...
On 23/11/2018 at 23:40, ATVTQsV disse:

O Continente nasce em Dezembro de 1985 em Vila Nova de Gaia

 

On 23/11/2018 at 23:40, ATVTQsV disse:

O de Vila Nova de Gaia, que agora está integrado no Norteshopping

Correcção: O primeiro Continente abriu na Senhora da Hora, em Matosinhos, onde hoje ainda está lá, anexado ao Norteshopping.

On 29/11/2018 at 23:56, ATVTQsV disse:

 

O locutor deste anúncio, é o mesmo do do canal Cinemundo. Alguém sabe o nome dele?

Link to comment
Share on other sites

O locutor deste anúncio, é o mesmo do do canal Cinemundo. Alguém sabe o nome dele?
Acho que é o Pedro Marques que esteve muitos anos nas rádios do grupo Media Capital e saiu para a Luna FM, esteve também no programa Lingo e em alguns programas dos sorteios da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa.
Link to comment
Share on other sites

  • 1 year later...

Apesar de ter acabado em 2018 com cara de "acabou, já não há volta a dar", a Leopoldina regressa para os 35 anos do Continente.

Como é de praxe, este era para ser o décimo Natal consecutivo onde a estrela era a Popota, depois da unificação das marcas que fará dez anos em Março. Até que se aperceberam de que este ano era o trigésimo quinto aniversário do Continente e tinham de dar a volta por cima.

No fim-de-semana passado, uma versão extremamente reduzida deste anúncio passou nos ecrãs portugueses, onde pudémos observar alguns brinquedos cliché, sendo que à esquerda temos uma princesa Barbie/Disney cliché e à direira uma nova versão do Rescue, antiga colega da Popota nos anúncios do Modelo quando ela tinha óculos. É-lhe servida um bolo cujas duas velas são o 35 comemorativo. A Popota "fala" pela primeira vez desde, sei lá, quando mudaram a conjectura dos anúncios natalícios do Modelo para concentrar mais no showbiz internacional que muitos portugueses sonhariam em ter (e ser). Até que...

Credo, quem pôs as texturas mais flat? Aquilo parece o plágio georgiano dos Simpsons, mas bem mais elaborado. Eis que, pela primeira vez desde 2010, somos brindados ao jingle de Natal do Continente, do tempo em que a marca era exclusiva dos hipers. Uma hipopótama roxa, da qual não sabemos se é mãe ou amiga da Popota, chora ao ver a Leopoldina. As duas metem-se em discos e começam-se a aproximar uma da outra. A Popota depois começa a cantar até inevitavelmente acabarem o hino juntas. Crossover do século. A Marvel aos pés da Popota e da Leopoldina é uma criança.

Depois regressamos ao plano inicial. O locutor diz que vai trazer de volta o Mundo Encantado dos Brinquedos. O desejo da Popota foi concretizado. Já não era um sonho, era realidade. A Leopoldina entrou. Pelos vistos, continua a ser aquele híbrido de avestruz com corpo de mulher.

O aniversário do Continente é já daqui a um mês, portanto o anúncio veio mesmo a calhar! Génios! Até que enfim um regresso digno!

  • Like 1
  • Love 1
Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

 Share

×
×
  • Create New...