Jump to content
Snows

Melodifestivalen aTV

Recommended Posts

3ª semi-final:

 

Canção nº21

 

Todos nos lembramos de Valentina Monneta. A cantora deixou-nos uma recordação tão forte que muitos anseiam por mais um regresso dela - sim, visto que ela participou durante três anos consecutivos (2012, 2013 e 2014). Foi neste último que a são-marinense conseguiu passar à final, ficando em 24º lugar - algo já soberbo para o micro estado que nunca tinha conseguido atingir este patamar. Apesar do vício contínuo da cantora de Maybe em participar na Eurovisão, 2015 foi diferente; ela deu lugar a uma dupla - Michele Perniola & Anita Simoncini, com Chain of Lights, que foram escolhidos internamente. 

 
Quer um, quer outro já são experientes nestas lides eurovisivas - participaram no Junior Eurovision Song Contest, em 2013 e 2014, respetivmente. Será este factor, o da experiência, que lhes levará a chegar longe no Melodifestivalen? Serão eles uns seres uns iluminados, que simboliza a sua vitória? A luz costuma ajudar! Ou será que os votantes terão demasiadas saudades de Valetina Monneta e como tal, rejeitarão este proposta, o que levará São Marino a falhar?
 

 

li3wgRf.png

 

Canção nº22

 

O último lugar da Final de 2014, pertence à canção nº22. Os Twin Twin com os seus bigodes (Moustaches) não tiveram sorte nenhuma. Embora tenham trazido irreverência e diversão ao palco, os europeus não gostaram e apenas lhes deram 2 pontos, ficando no fundo da tabela e que também indicia um dos piores lugares franceses desde sempre. Para tentar que o cenário seja mais bonito, a Eurovisão em França mudou de canal: de France 3 para France 2, o que indica um maior cuidado para com o evento. A escolhida para representar a nação foi a veterana Lisa Angell, com N'oubliez pas, por via interna.

 

A cantora francesa já tem um monte de experiência a nível de canto - e é bem visíveis nas atuações emocionantes e soberbas ao vivo por parte da mesma. Será que a sorte estará do seu lado e não se esquecerá de vencer este Melodifestivalen e conseguir um grande resultado para terra dos croissants, que atualmente não padecido de grande ventura? Ou, então, por outro lado, ela lembrar-se-á sempre dos maus resultados e imitá-los-á?

 
vrp5AH4.png
 

Canção nº23

 

Uma canção dedicada à mãe, neste dia dedicado a elas, olha que curioso. No entanto, não é curioso saber o lugar belga do ano passado - um 14º lugar que poucos esperariam, com apenas 28 pontos que deixou a nação dividida em 2 na semi-final 1. Alex Hirsoux bem tentou, mas não correu bem. Contrariamente ao ano passado, em que os belgas usaram uma final nacional, este ano a seleção foi internamente, tal como em 2013. O eleito foi o jovem Loïc Nottet, 2º classificado do The Voice Belgium, e a canção eleita foi Rhythm Inside, feita por compositores internacionalmente conhecidos.

 

Contemporânea, orelhuda e irreverente são alguns das características que a cantiga possuí. No entanto, alguns argumentam que ela contém demasiadas parecenças com Royals da neozelandesa Lorde. Será o rapaz capaz de ultrapassar estas críticas todas e superar-se neste Melodifestivalen? Será que o ritmo está dentro da Bélgica, e assim sendo, a Eurovisão tem que se organizar, pressupondo que Bruxelas será a vencedora? Ou então - e como todos sabemos que acusações de plágio não são bem vindas -, a canção falhará e o ritmo fugirá?

 

4HlXuYg.png

 

Canção nº24

 

Atenção! Não, não é para atentar neste canção, é para referir o nome da cantiga lituana do ano que passou. Vilija foi selecionada, mas não foi além de um 11º lugar, com 36 pontos, que levou a nação do leste europeu a falhar a final. Embora isto, a cantora ficou na memória do ESC2014, só que não pelas melhores razões; a cantora oriunda da Lituânia foi eleita a mais mal vestida, ganhando o célebre Barbara Dex Award. Enfim, águas passadas não movem moinhos. Como consequência a LRT arrancou com mais uma final nacional, tendo eleito uma dupla - Monika Linkytė & Vaidas Baumila que interpretarão This Time.

 

Destaca-se das outras propostas por ser animada, de estilo country e muito querida. Conseguirão eles melhorar o resultado da Lituânia neste Melodifestivalen e honrar o seu berço? Será neste tempo, agora, neste sentido do já que os ex-soviéticos melhorarão a sua classificação? Esperemos que este tempo, ou seja, 2015, seja bastante proveitoso para eles! Ou então, serão que o seu comportamento será demasiado repentino que levará os votantes a dizerem não à proposta de Vilnius? 

 

6FrHxrP.png

 

Canção nº25

 

Este cantiga não está mesmo sozinha nesta 3ª semi-final - estão Not Alone, Not Alone, mesmo. Este título representou a sua canção em 2014, interpretada por AramMP3. Ele que conseguiu um grande lugar para Yerevan - um 4º lugar, igualando com 2008 em que Sirusho também ascendeu à mesma posição. Refira-se que também ultrapassaram os seus inimigos - os azeris - na classificação, o que valeu uma festa para os arménios e azia para a primeira dama do Azerbaijão. :cool: Enfim, em 2015 a nação apostam numa banda peculiar: elegeu 5 cantores que nasceram na Arménia, mas que viviam nos 5 continentes do nosso planeta Terra. Criaram os Genealogy, que cantarão Face The Shadow, antes Don't Deny.

 

Polémicas são o que não faltam a esta proposta, muito devido a Baku, que acusa esta canção de ser uma arma política. À parte disso, 5 vozes conjugam-se quase na perfeição e dão força e mote a uma forte e apelativa música. Conseguirão enfrentar a sombra dos últimos lugares e subir ao lugar cimeiro deste Melodifestivalen? Esperarão eles derrotar outra vez o seu inimigo, tal como o ano que passou? Ou será que o país não cairá no gosto de quem vota, que não vão negar as últimas classificações ao país do Cáucaso? 

 

MxSx5tK.png

 

Canção nº26

 

Altura da nossa nação, da Lusitânia cujos resultados, no ESC, não são grande coisa. Prova disso, e nem é preciso ir muito longe, é o 11º lugar de Suzy; Quero Ser Tua bem tentou à passagem ao evento de maior mais importância, mas eu vão. 1 ponto separou a cantora disso. Tal como os outros anos, a RTP decidiu apostar no bolorento Festival da Canção, em que 12 canções foram postas à mercê dos votos do público. A grande vencedora foi a jovem Leonor Andrade, que havia participado no The Voice, com Há um Mar que nos Separa - sendo composta por Miguel Gameiro.

 

Um pop-rock com tons de electrónica que conjuga na perfeição com a voz da cantora portuguesa. O concurso é português e como tal, serão os votantes patrióticos o suficiente para darem 1's a torto e a direito à novata? Conseguirão separar o mar que os separa de Leonor e atribuir-lhes essa pontuação toda? É permitido, não se preocupem, mas também não o é dar 10's... Plot twist: será o Mar, o nosso Oceano Atlântico, que quanto do teu sal são as nossas lágrimas, que separá a concorrente do 1ºlugar? 

 
O9N3pC5.png
 

Canção nº27

 

Este país é estreante - nunca participou; porém, teve sempre um grande interesse nesta Eurovisão. Partindo que os australianos são uns dos fãs mais acérrimos disto, a EBU decidiu convidá-los a participar em 2015. Para muitos é um choque - isto é a EURO, não o Worldvision, mas outros ficaram animados com esta boa nova, uma vez que a Austrália tem uma indústria musical de fazer inveja. Numa seleção interna, o eleito para "tirar a virgindade" às terras dos cangurus foi Guy Sebastian, um já reconhecido e experiente interprete, com Tonight Again - Esta Noite de Novo.

 

Um R&B puro com uma voz divinal é o que nos apresenta o país da Oceânia. Será este um Melodi conquistado pelos aussies e levarão eles lá a taça para o seu território? Muitos críticos da sua participação irão, certamente, torcer o nariz! Romperá esta música todas as barreiras e fará, noutra noite por certo, a sua segunda participação na Eurovisão, que simboliza a sua vitória? Ou então, experiências únicas traduz-se mesmo numa vez só e os australianos ficarão para sempre de penitência, sem nunca mais cá aparecer?

 

Cu70tZj.png

 

Canção nº28

 

Vamos fazer Boo?! Não, é melhor não que as Tolmachevy Sisters o ano passado já se fartaram disso e não os irritemos mais, que se não ainda atacam o fórum e isto acaba! Shine foi a proposta russa do ano que passou que ficou em 7º lugar - um lugar bom para a Mother Russia. As gémeas, no entanto, não tiveram um grande feedback do público; quando recebiam uma pontuação mais alta eram vaiadas, isto como consequência da ocupação russa na Ucrânia (um minuto de silêncio por este país não participar :( ). Apesar disto, Moscovo diz sim novamente em 2015 e opta por  seleção interna, escolhendo Polina Gagarina com A Million Voices. 

 

Uma balada forte, mas não vulgar, com um sentimento intenso é que nos oferece a terra liderado por Putin. Tal como Dima Bilan, conseguirão eles levar a taça outra vez para Moscovo e fazer um grandioso show? Pertencer-lhes-á a vitória, neste Melodifestivalen, também? Irão um milhão de vozes votar neles, o que se traduz, obviamente, em muitos votos? Não se esqueçam do júris, que contam 50%! Ou então, irão os europeus revoltar-se contra o país do vodka e nem lhes dar uma chance de conseguirem chegar ao topo?

 

8dj6Bdt.png

 

Canção nº29

 

Está certo ou está errado? Está a primeira, não se preocupem! Is It Right foi a proposta alemã de 2014, que não correu de feição, devido, especialmente, à voz fraca de Ela; um 18º lugar, com 39 pontos, foi insuficiente, mas sempre melhor que o 21º dos Cascada! Novamente por uma final nacional, a Alemanha escolheu Unser Song für Österreich cujo vencedor foi Andreas Kümmert. Porém, este desistiu no momento em que foi anunciado a sua vitória, passando a chance de representar o antigo país dividido em dois a Ann Sophie, com Black Smoke.

 

Uma proposta ousada, irreverente e diferente é o que nos presenteia o país de Angela Merkel. Terão capacidade de arrasar neste Melodifestivalen e levar o troféu para sua casa, junto daquele que ganharam no Mundial 2014? Tenham cuidado e não o partam como fez a Dana Internacional! O fumo deles será negro que será do agrado dos votantes e lhes levará a angariar 1's e assim, passar à grande final? Ou então, o fumo preto vai conseguir desvanecer a sua chance de vitória e falharão completamente? Eles dizem nein a isto!

 

lqdRdpd.png

 

Canção nº30

 

Altura de desfazermos de algo? Só se for das canções começadas por 2! Este próximo país é, sem dúvida, dos melhores no que toca nas lides eurovisivas e provou-o o ano passado. Sanna Nielsen, que tentou 7 vezes ganhar o ticket para a final, acabou no honroso 3º lugar, com 218 pontos, com Undo. O Melodifestivalen (não este :rolleyes: ) voltou a selecionar o artista sueco que vai representar o seu país, em Viena. Com um recorde de pontos, o grande ganhador foi Måns Zelmerlöw, que já havia tentado três vezes, com Heroes, numa atuação verdadeiramente surpreendente. 

 

Muito catchy, radio-friendly e com um grande instrumental, culminando com uma voz segura, é o que nos dá a Suécia, em 2015. Foi neles que me inspirei para inventar este Melodifestivalen e será que significa que eles triunfarão nisto, visto que estão como peixe no mar? Será Estocolmo, inclusive, a acolher a Eurovisão em 2015? Ele pode muito bem ser o herói das terras do IKEA! Ou então, será que os votantes estão fartos de ver o país no topo e assim sendo, espelhar-lhe-ão com muitos 10's para os suecos não conseguirem vingar? Olha que em 2010 fizeram um drama por não terem passado à final!

 

NxipMwa.png

 

 

 

O prazo, desta feita, é mais curto:

 

Quinta-feira, dia 7 de Maio, às 00:00! 

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

:O Que diferença! França, Alemanha, Suécia, Arménia, Austrália, Portugal... tudo junto?! É o apocalipse! :shok::mosking: Pelo menos já sei a quem vou por no 10º lugar. :cool:

Share this post


Link to post
Share on other sites

Tipo, a sério que a Bielorússia não passa? :S Há aqui tanta música overrated :rolleyes:

 

 

3ª semifinal mais equilibrada, a começar por San Marino :rolleyes:

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

O prazo para votarem nesta semi-final será alargado, para amanhã, às 17:00! Registem os vossos votos até lá.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Vamos conhecer quem são o 9º e o 10º lugar! Quem ficou nos últimos lugares e diz adeus definitivo à competição?

 

uYzaYiT.png

Michele Perniola & Anita Simoncini - Chain of Lights

Genealogy - Face the Shadow

 

Parece que a sorte não está ao lado de São Marino nem de Arménia (esta, a primeira dama adorou :cool: ):

 

Justo ou as canções foram subvalorizadas?

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

O 7º e o 8º lugar estão a sair do forno:

 

9GQ23J4.png

Lisa Angell - N'oubliez pas

Monika Linkytė & Vaidas Baumila - This Time

 

A francesa e os lituanos vão de mãos a abanar e nunca mais se esquecerão, decerto, desta experiência e deste tempo:

 

Com o coração partido ou felizes pela decisão dos votantes?

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Boas notícias para os próximos concorrentes!

 

ge6R9go.png

Para a final:

Guy Sebastian - Tonight Again

 

Para o 2nd chance:

Polina Gagarina - A Million Voices

 

 

Se bem que em patamares diferentes, a russa (a qual a polémica ajudou, certamente!) e o australiano carimbam passe para o 2nd chance e a Grande Final, respetivamente!

 

Imerecido ou era um crime estas músicas não passaram, ao menos, a uma fase seguinte?

 

Edited by Ana Maria Peres

Share this post


Link to post
Share on other sites

Boas e más notícias, a seguir:

l5NSpx0.png

Passa à final:

Måns Zelmerlöw - Heroes

 

 

Eliminado:

Loïc Nottet - Rhythm Inside

 

Contrariamente ao sueco, o belga perde... Já o da Suécia, que celebre! Está na grande final!

 

Isto é uma infâmia ou concordam?

 

 

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Portugal ou Alemanha? Qual irá ao 2nd chance e qual fica pelo caminho?

 

zTEzMRT.png

Passa à 2nd chance:

Ann Sophie - Black Smoke

 

Fica eliminada:

Leonor Andrade - Há Um Mar Que Nos Separa

 

Parece que o amor pela pátria anda fraco... Ann Sophie aproveita-se disso e supera-se!

 

De acordo ou não?

 

 

Eis a tabela geral:

zTEzMRT.png

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Uma vez que tive alguns problemas técnicos que tentei resolver até agora, não conseguirei meter a 4ª semi-final hoje, passando para amanhã! Não percam.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

4ª semi-final

 

Canção nº31

 

Altura de andarmos às voltas! Não, não vamos para uma festa popular andar de carrossel! Simplesmente relembremos Tinkara Kovac, com Round and Round, que não teve grande sorte; embora tenha passado à final, o país ex-jugoslavo totalizou 9 pontos, não indo além dum 25º lugar, onde apenas superou a França. Sempre é melhor que o último lugar de Hannah Mancini, em 2013! Já este ano, a RTVSLO voltou a confirmar a ida ao ESC, e por via do seu processo de seleção (EMA), selecionou os Maraaya, uma dupla que é casada, com Here For You.

 

Contemporânea, forte e extremamente orelhuda são características que se apontam, entre muitos claramente, à cantiga eslovena. Eles estão aqui para nós, para serem avaliados e julgados. Estará a dupla também aqui para o 1ºlugar deste Melodifestivalen? Estará a primeira classificação livre para aceitar a cantiga da Eslovénia? Olhem que atingi-lo é tramado! Por outro lado, será que os votantes estarão disponíveis, aqui e agora, para o duo? Caso não estiverem, o futuro avizinha-se negro para Ljubljana que desapontará os seus apoiantes e o seus conterrâneos!  

 

YZSS71F.png

 

Canção nº32

 

1º, 2º, 3º, 4º, 5º e 8º lugares são estes quase todos os lugares, na Eurovisão, de um país. Só que falta o registo de 2014, em que o cenário muda radicalmente. Dilara Kazimova tentou chegar às posições cimeiras com o seu Start a Fire. No entanto, falhou; a azeri não foi além de um 22ºlugar, com 33 pontos, o que causou bastantes revolta numa certa primeira dama. Depois da nação se ter recuperado deste desaire e da jovem cantora ter ido para a Sibéria, o Azerbaijão voltou a confirmar a sua participação em Viena. Elegeu um já repetente (que participou em 2008) Elnur Hüseynov, com Hour of Wolf, por via interna.

 
Intensidade e sentimento são condimentos que estão bem presentes nesta música, em que uma voz forte e poderosa completa na perfeição. Será este Melodifestivalen deles? Olha que a canção é feita por compositores suecos e eles percebem bem desse formato! Será a hora do lobo, o que significa que é a altura do país do Cáucuso arrasar nisto tudo? Eles são capazes disto e muito mais. Ou então, quem vota terá medo e receio dos lobos - um bicho perigoso -, e como tal, vai renegar esta proposta e não a incluir no seu lote de favoritos? Cuidado com a primeira dama, é um aviso sério!
 
5MtDJjz.png
 
Canção nº33
 
Este país não conseguia atinar no ESC. Era cada atuação mais pobre uma que a outra - desde índios a bandas brilhantes. Todavia, desde há 2 anos para cá tem atinado. Prova disso é o 9º lugar de Anouk e o 2º lugar do The Common Linnets. Esta banda surpreendeu qualquer eurofã com uma performance extraordinária que culminou com a medalha de prata. Em 2015, e a tentar levar o evento para Amesterdão, a TV holandesa decidiu, novamente, selecionar a intérprete internamente. Chama-se Trijntje Oosterhuis e cantará Walk Along - composta pela representante da Holanda em 2013.

 

Tem tanto de catchy como de irresistível - algumas qualidades da cantiga. Foi das primeiras a ser reveladas - em Dezembro, imagine-se! -, e quererá dizer que, como foi umas antecessoras, levará também o prémio deste Melodifestivalen? Os Países Baixos, quando querem, não brincam! Irão os votantes simpatizar com a cantora, fazer um passeio longo com ela e atribuir-lhes apenas 1's, ficando perdidamente apaixonados? Ou então, será que dirão não a esta proposta e quando a ouvem dizem ai, ai, ai, tirem-me deste filme, e toma um 10 para não te ouvir mais, vai passear longe de aqui? 

 

TvZOwIU.png

 

Canção nº34

Bolos, canções bonitas que foram um falhanço, rappers vestidos com papel de alumínio, loucas psicadélicas, o que é isto, perguntam. Prontamente vos respondo: foram os temas das canções letãs nos últimos anos. No mais recente, apostaram em Cake to Bake - Bolo para cozinhar - num clara troca de formato: ora eles pensavam que era o Masterchef e pronto, olhem, confusões acontecem! Não foram foi muito longe: Aarzemnieki ficaram em 13º lugar, na semi-final 1, com 33 pontos. Em 2015, decidir apostar num novo processo de seleção - o Supernova - cuja vencedor foi Aminata Savagodo com Love Injected. 

 

Uma forte, misteriosa e pouco vulgar cantiga é o que nos dá a Letónia este ano. O paradigma mudou completamente: em vez de joke entries, passaram a dar-nos música, no sentido mais estrito da palavra. Gostarão os votantes destas mudanças, oferecendo assim a taça deste Melodifestivalen ao país fronteiriço com a Estónia? Mudar é sempre bom, ao menos isso! Conseguirá Aminata, com o seu carisma, fazer com se injecte votos (não confundam com corrupção!) na música deles e assim, ela chegará longe? Ou então, será que quem vota tem medo de agulhas, não estando para isso, e o país báltico recolherá mais um falhanço?

 

9DJAmZI.png

 

Canção nº35

 

A quem pertence a próxima canção é dos países com mais sucesso no certamente europeu. Já ganharam uma vez e são presença assíduo nos 10 primeiros lugares. Menos no ano passado. Freaky Fortune feat. RiskyKidd com Rise Up não conseguiram suster as expectativas e não conseguiram mais que 35 pontos - ficando em 20º lugar -, um dos piores lugares gregos desde sempre. Neste presente ano, e tal como outros anos, a tv pública de lá decidiu convocar o Eurosong - a MAD show, sendo a ganhadora Maria Elena Kyriakou com One Last Breath, com apoio total dos jurados e do público.

 

Envolvente, poderosa são algumas das qualidades que se realçam mais com a voz de anjo da vencedora do The Voice grego. Comoverá ela quem irá votar para assim conseguirá levar para casa a taça do Melodifestivalen? Sabemos que a Angela Merkel não iria gostar muito, mas isso também não interessa nada! Causará ela um último suspiro de amor, de alegria e de paixão, inclusive, que levará todos a dar-lhe 1's? Comprem lenços, aconselho-vos! Ou então, será que tanta emoção levará os votantes a torcerem o nariz a Atenas, que levará os Helénicos a falhar as próximas fases de competição?

 

NAXDBZ7.png

 

Canção nº36

Antes de Viena, fomos à cidade dinamarquesa de Copenhaga! Foi lá que se realizou o ESC2014, graças a Emmelie de Forest, que havia vencido em 2013, e onde Conchita Wurst conquistou a taça. O país anfitrião até que pôde ficar contente com o seu resultado - Basim, com Cliché Love Song, ficou em 9º lugar, com 74 pontos, empatado com Ruth Lorenzo. A DR voltou a convocar a sua típica final nacional: o Dansk Melodi Grand Prix 2015, cujos vencedores foi a banda Anti Social Media, com The Way You Are, os quais tiveram o apoio dos júris, mas não do televoto.

 
Com um travo aos anos 70, a banda da Dinamarca certamente não veio para brincar, com certeza. Depois de terem triunfado em 2013, será que a sorte lhes toca outra vez, mas desta feita conseguem conquistar a taça do Melodifestivalen? Anti Social Media é, sem sombra de dúvida, um nome caricato. E levará este nome, especialmente aqueles que estão fartos da comunicação social, a atribuir-lhes uma grande pontuação, desta maneira deles serem? Ou então, a liberdade de expressão é algo inalienável, não gostando portanto da cantiga delas, dando-lhes muitos 10's?
 
xszE6Sm.png
 
Canção nº37

A primeira guerreira teve sucesso neste concurso. A georgiana conseguiu deixar ficar para trás os italianos, a espanhola, os austríacos, sem piedade nenhuma! Vamos, agora então, para a 2ª mulher de armas - a maltesa. Este país tem tido sorte: passa à final há três anos consecutivos. O ano passado foram representados pelos Firelight com Coming Home, que acabaram em 23º lugar com apenas 32 pontos. Numa extensa final nacional, com o nome Malta Eurovision Song Contest 2015, o pequeno arquipélago elegeu, com 12 do televoto e do júri, Amber com Warrior.

 

É a segunda guerreira e não pede clemência a ninguém. Com uma musica forte, um instrumental muito bom, e uma voz ainda melhor, são as verdadeiras armas que a cantora tem para triunfar. Armará ela uma guerra com todos os outros concorrentes, saindo vencedora, que significa a sua vitória neste Melodifestivalen? A rapariga não brinca em serviço, aviso-vos já! Considerarão os votantes a proposta maltesa umas potenciais vencedoras, dando-lhes votações frutuosas? Ou será que tanta guerreira já cansa e uma chega, não se precisando assim mais nenhuma, sendo a consequência óbvia a eliminação desta? 

 

Sp7Qwk9.png

 

Canção nº38
POWER TO THE PEOPLE, OH EH EH! Foi assim que se apresentou a cantora britânica de 2014. Molly apresentou aos europeus Children of the Universe que não lhe deram um grande lugar: posicionaram-a em 17º, só com 40 pontos, o que desiludiu muitos fãs que esperavam melhor dela. Porém, no concurso aqui no fórum atelevisão, ela foi a grande vencedora, o que demonstra que apesar do resultado, quem gosta dela continua a apoiá-la. A BBC, tal como outros anos, optou por uma seleção interna, elegendo os Electro Velvet com Still in Love with You - Ainda apaixonado por ti.

 

Muito divertida, retro e irreverente, mas que não descura nem a voz nem um bom instrumental, é o que nos dá a terra de Sua Majestade D. Isabel II. Conseguirão eles apaixonar o público, que continuará in love, dando-lhes a pontuação máxima que os levará a vencer este Melodifestivalen? Olhem que somos orgulhosos, o que vos poderá levar a complicar o processo, à pois é! Ou os votantes já partiram para outra, já estão completamente embasbacados por outra cantiga, e não querem saber mais deste amor tipicamente britânico? Rezemos para que não se tornem stalkers!

 

jsBr3OK.png

 

Canção nº39

Uma das atuações mais criticadas do ano que passou, conseguiu, afinal, vingar em Copenhaga. Os Pollaponk, com No Prejudice, bem chocaram, mas com uma performance bastante segura conseguiram dar uma chapada de luva branca em muitos haters. Ficaram em 15º lugar, com 58 pontos - algo que poucos esperariam. A eleita para ir a Viena foi, mais uma vez, eleita pela típica final nacional islandesa: Söngvakeppnin 2015. Chama-se María Ólafsdóttir e cantará Unbroken. Embora não tenha recebido o apoio total dos jurados, o que é facto é que o povo islandês quis vê-la a representar a sua bandeira.

 

Fofinha, querida, bonitinha - e outros adjetivos acabados em -inha -, são adjetivos que assentam que nem uma luva nesta proposta. Conseguirá a sua boa disposição e beleza encantar os votantes que lhe darão todos os pontos possíveis, a esta pequena menina? Levará ela o troféu para Reiquejavique? Ela espera bem que sim, porque se não ficará certamente intacta! Será que o título da canção - Unbroken, intacto em português -, se aplicará à Islândia que o ficará relativamente às pontuações mais baixas? Ou então, vai ser o primeiro lugar que irá ficar parado, para sempre, à espera dela, não o conseguindo conquistar?

 

CjcXxep.png

 

Canção nº40

Por fim, o último país! Uff, que canseira. Pertence a um país regressado, que já não participa desde 2009 e nunca passou à final, nem uma vez, ainda são virgens nisto. A República Checa fez a sua última participação no ano em que Rybak venceu e nunca mais cá pôs os pés. A lembrança era bastante negativa: na sua última participação ficaram em 18º em 18, com nenhum ponto, com os Gipsy.cz com Aven Romale. Até que em 2015, a televisão pública checa decide dar mais uma chance. Internamente, elegeram Marta Jandová & Václav Noid Bárta com Hope Never Dies - A esperança nunca morre.

 

Uma junção de vozes que ocorre muito bem, e instrumental super competente, é o que nos traz o país do centro da Europa. Apelarão eles à sua esperança - que é a última a morrer, tal como eles foram os últimos a serem apresentados -, para vencer este Melodifestivalen? Esperançosos em demasia, olhem que não é nada bom! Irão nesta ladainha checa, os votantes, e atribuir-lhes-ão grandes pontuações para ir Praga o evento maior pela primeira vez? Ou então, estão nem aí e querem é que esta canção morra do concurso, atribuindo-lhe uma pontuação fraca? Não importa se desistem!

 

Vhm1CLn.png

 

O prazo é até: 

Terça-feira, 12 de Maio! Não deixes de votar nesta semi-final!

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Apesar de não ter votado nas outras semi finais, posso votar nesta?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Apesar de não ter votado nas outras semi finais, posso votar nesta?

Sim, podes. :) Aqui não há inscrições, por isso qualquer pessoa pode votar quando quiser. :P

Share this post


Link to post
Share on other sites

Altura de sabermos os resultados da 4ª semi-final, que foi super renhida - a mais até agora!

 

Quem é o último classificado, com um mísero 10º lugar?

 

AFGZyqc.png

 

 

Electro Velvet - Still In Love With You

 

Ingleses, poucos estão interessados por vocês... Por isso, digam adeus à competição. Não te amamos mais, vai à tua vida!

 

Infâmia ou merecido?

Edited by Ana Maria Peres

Share this post


Link to post
Share on other sites

O 9º lugar, que também não é de grandes festejos, tem o cunho de...

 

NNnLhM3.png

Marta J. & Václav N. B. - Hope Never Dies
 
Filhos, a esperança, nesta competição, pode morrer - e foi o que aconteceu... 
 
Acham que eles foram subvalorizados ou não?
 

 

Edited by Ana Maria Peres

Share this post


Link to post
Share on other sites

O número par 8 esconde o oitavo lugar desta 4ª semi...

qwHc3aI.png

Maria Elena Kyriakou - One Last Breath

 

Maria, aproveita bem o último suspiro e a última respiração neste certame, porque já foste!

 

Justo ou ela merecia ter a oportunidade de respirar mais?

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Quem é o primeiro a levar o ticket para o 2nd Chance? Sim, alguém o conseguirá, agora!

LelVXbK.png

Aminata - Love Injected

 

Houve uma clara injeção de votos nela! Veremos se continuará nas próximas fases!

 

 

Justíssimo ou não?

 

 

 

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

7º lugaaar? Pronto? Então cá vais:

qwMy4Cr.png

Anti Social Media - The Way You Are

 

Parece que apenas o 6º lugar gosta de maneira dos dinamarqueses serem... Demasiado mau que este lugar não dê a passagem à final.

 

Foi má esta decisão, ou boa?

Edited by Ana Maria Peres

Share this post


Link to post
Share on other sites

Quem garante uma vaga na Grande Final?

hMsaR3q.png

Maraaya - Here For You

 

Os eslovenos estiveram mesmo aqui para os votantes e foi uma corrida de votos que nem vos digo nem vos conto!

 

Que completa perda de tempo isto ir para a Final ou ainda bem que foram?

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

O 6º lugar não demora mesmo mais tempo nenhum...

s1Oubdo.png

Amber - Warrior

 

A guerreira maltesa volta para casa, sem nada! A guerra, desta feita, não valeu de nada...

 

Decisão acertada ou errada?

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Mais um passe para o 2nd chance será dado, desta vez a...

 

9iTC1kP.png

Trijntje Oosterhuis - Walk Along

 

Todos quiseram dar um passeio longo com a holandesa que assim se vê na próxima fase!

 

Parabéns ou nem por isso?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Quem vai à final e quem fica pelo caminho?

Wo5IVYZ.png

Maria Ólafs - Unbroken - passa à final!

Já Elnur Hüseynov pode dizer adeus à competição.

 

A islandesa continuará intacta na final!

 

O azeri diz adeus à competição (medo da primeira dama!):

 

Justo ou claramente injusto?

 

 

A tabela geral:

Wo5IVYZ.png

Share this post


Link to post
Share on other sites

Não entendo o que a música da Eslovénia tem de especial, mas pronto :P Estou a torcer por duas músicas na 2nd chance :P

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


×
×
  • Create New...