Jump to content
DanielNunes

Séries Internacionais SIC

Recommended Posts

Eu coloquei esse tópico para falar dos seriados que estão sendo exibidas atualmente no Brasil e também em Portugal.

 

 

Eu gostei muito da estreia da série ''A Cura'', escrita pelo João Emanuel Carneiro (autor de Da Cor do Pecado, Cobras & Lagartos e A Favorita), estrelada por Selton Mello, Andréa Horta, Ary Fontora, Caco Ciocler, Carmo Dalla Vecchia e Nivia Maria, entre outros. Conta a história de Dimas que retorna a Diamantina em Minas Gerais, depois de 20 anos longe. Na infância, foi acusado de matar um colega, passou por diversas clínicas psiquiátricas e, formado em medicina, então começa a trabalhar no hospital da cidade. Lá, ganha fama por fazer diagnósticos difíceis e promover curas que nem a ciência explica. O problema é que, após recuperarem a saúde, seus pacientes aparecem mortos. E a dúvida se levanta: Ele cura ou mata? Ele é santo ou demônio?. Em paralelo, conta a história, passada no século 18, de Silvério, um cruel antepassado de Dimas, que foi para a região atrás de ouro e diamantes. Ele tem uma trajetória de dor e desespero até encontrar o menino Ezequiel, conhecido na região como um pequeno curandeiro. O destino de Silvério e Dimas, claro, estão entrelaçados. O autor da série explica que'' A Semente da história é essa terrivel dúvida quanto a indole do nosso protagonista. Quero criar um universo com a mitologia própria''. A Série vai ao ar sempre as Terças- feiras, ás 22h30 e terá nove episódios semanais.

 

6baad426a4f83490f545f6bb8e26a1c6.jpg

Share this post


Link to post
Share on other sites

Já que abriste este tópico lembrei-me de te perguntar por curiosidade: como se portou em termos de audiências aí no Brasil a série "Carga Pesada" da Globo que cá foi (não tenho a certeza se ainda está a ser) emitida pela RTP.

É que cá é um grande flop...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Já que abriste este tópico lembrei-me de te perguntar por curiosidade: como se portou em termos de audiências aí no Brasil a série "Carga Pesada" da Globo que cá foi (não tenho a certeza se ainda está a ser) emitida pela RTP.

É que cá é um grande flop...

Bota flop nisso!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sim continua a passar, de madrugada. Não percebo porque, podiam aproveitar e passar filmes antigos, creio que dariam mais audiencia.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Carga Pesada aqui no Brasil foi um sucesso mais ou menos teve médias de 24 pontos, nas noites de Sextas- feiras, só acabou por que o Stenio Garcia e o Antonio Fagundes tiveram trabalhos paralelos, mas pelo que vi em uma entrevista com Antonio Fagundes, ele deseja a volta da série.

Share this post


Link to post
Share on other sites

É que cá é um grande flop...

Foi um flop da primeira vez que deu, e agora é ainda pior. Eu vi algumas vezes e até gostava, não é das séries que me cole ao ecrã sempre que dá, mas é um bom remédio para as insónias.laugh_mini.gif

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu vi um pouco de "Carga Pesada" e achei muito parada, muito maçadora. Salvava as paisagens e toda a produção da Globo.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Os Normais e A Diarista foram já exibidas aí em Portugal. Os Normais aqui no Brasil é uns dos queridinhos dos telespectadores, que desejam a volta deste seriado,eu mesmo dei muitas gargalhadas durante a sua exibição.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Nem "Os Normais", nem "A Diarista" passaram por cá. Acho que a SIC os adquiriu, mas nunca exibiram...

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest guilhermecarvalho

Meu povo, estreou semana passada A Cura, de João Emanuel Carneiro, e torço que a SIC transmita-a um Dia. Ma squem sabe?Enfim, foi bom, eu assisti uma parte, mas de repente faltou energia, e eu nao vi todinho. Amanhã não tem aula e hoje assistirei. Quem quiser me acomopnhar, mesmo de longe, vai ter de ir ao Megacubo e assistir, pelo o menos os portugueses. Cá está a melhgor crítica que achei para esse seriado que aposta em paranormalidade para conquistar o públlico

streia da Globo na semana última terça-feira, “A cura” pareceu acenar com a solução de uma equação que aflige a TV brasileira: a da equivalência com a qualidade dos seriados americanos, mas com personalidade, sem copiar. Ambientado em Diamantina e com forte sotaque mineiro (na fala, na luz, no ambiente), o primeiro episódio eletrizou, para dizer o mínimo.

João Emanuel Carneiro (que trabalhou com Marcos Bernstein) e Ricardo Waddington, parceiros de “A favorita”, deram um passo à frente na sua sintonia. O resultado foi um texto bem-construído e interpretado com ritmo e direção de atores exata. Os temas — suspense e paranormalidade — são armadilhas em si, pedem uma leitura precisa para que a história não se arraste nem seja breve demais e sacrifique a compreensão. Isso aconteceu.

O elenco é outro forte. Selton Mello, econômico, mas sem afetação, não sobe um degrau para viver Dimas, personagem que parece explodir de angústia. Andréia Horta já provou, em “Alice” da HBO, do que é capaz e, de novo, brilhou. O mesmo vale para Nívea Maria, Caco Ciocler, Ary Fontoura, Carmo Dalla Vecchia e Inês Peixoto, atriz espetacular que faz Edelweiss.

“A cura” foi original ao eleger a fofoqueira da cidade, Nonoca (Eunice Bráulio), para apresentar a trama. E arriscou ao expor os interiores humanos com uma elegância impressionante. Promete, como aconteceu com “A favorita”, trazer algo realmente novo para a televisão.

A estreia fez 21 pontos de média.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest guilhermecarvalho

Olhem a crítica à Estreia de A CURA

Estreia da Globo na semana última terça-feira, “A cura” pareceu acenar com a solução de uma equação que aflige a TV brasileira: a da equivalência com a qualidade dos seriados americanos, mas com personalidade, sem copiar. Ambientado em Diamantina e com forte sotaque mineiro (na fala, na luz, no ambiente), o primeiro episódio eletrizou, para dizer o mínimo.

João Emanuel Carneiro (que trabalhou com Marcos Bernstein) e Ricardo Waddington, parceiros de “A favorita”, deram um passo à frente na sua sintonia. O resultado foi um texto bem-construído e interpretado com ritmo e direção de atores exata. Os temas — suspense e paranormalidade — são armadilhas em si, pedem uma leitura precisa para que a história não se arraste nem seja breve demais e sacrifique a compreensão. Isso aconteceu.

O elenco é outro forte. Selton Mello, econômico, mas sem afetação, não sobe um degrau para viver Dimas, personagem que parece explodir de angústia. Andréia Horta já provou, em “Alice” da HBO, do que é capaz e, de novo, brilhou. O mesmo vale para Nívea Maria, Caco Ciocler, Ary Fontoura, Carmo Dalla Vecchia e Inês Peixoto, atriz espetacular que faz Edelweiss.

“A cura” foi original ao eleger a fofoqueira da cidade, Nonoca (Eunice Bráulio), para apresentar a trama. E arriscou ao expor os interiores humanos com uma elegância impressionante. Promete, como aconteceu com “A favorita”, trazer algo realmente novo para a televisão.

Nem "Os Normais", nem "A Diarista" passaram por cá. Acho que a SIC os adquiriu, mas nunca exibiram...

Meu Deus, que perdição é esta emissora!Depois dizem que o final da Globo é que vai ser triste. E como não faliu, coitadinha, esta SIC?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Acho que o está no contrato da sic é só pra exibir acho que novelas.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Acho que o está no contrato da sic é só pra exibir acho que novelas.

Sim, a SIC só tem que exibir as novelas. Em relação às séries, só as exibe se as adquirir. Se não as adquirir, qualquer estação portuguesa as pode comprar. Talvez foi por isso que comprou "A Diarista" e "Os Normais" (se é que comprou mesmo estas séries!): para as pôr na gaveta e evitar que alguém as compre. Foi por isso que a RTP transmitiu "Carga Pesada": porque a SIC, que tinha preferência, não quis a série.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Globo define quais serão os próximos artistas homenageados em "Por Toda Minha Vida"

A TV Globo já se prepara para a nova temporada do programa “Por Toda Minha Vida”, que homenageia grandes nomes da música e da TV. A atração, comandada por Fernanda Lima, produzirá edições especiais dedicadas aos compositores Toquinho e Nelson Cavaquinho.

toquinho.jpg

Cantor e compositor do clássico "Aquarela" será homenageado pelo programa

Divulgação

A princípio, a Globo pretendia homenagear apenas artistas já falecidos, entretanto, devido ao sucesso de crítica e de audiência do programa, a rede resolveu dar continuidade à atração e contar a trajetória de artistas que estão vivos.

Além de Toquinho e Nelson Cavaquinho, a nova temporada do programa, ainda sem data para estrear, contará com episódios dedicados às bandas RPM e As Frenéticas e aos sambistas Cartola e Adoniran Barbosa.

“Por Toda a Minha Vida” estreou em dezembro de 2006. Desde estão, recontou as histórias de Elis Regina, Chacrinha, Mamonas Assassinas, Renato Russo e Cazuza, entre outros.

Esta série documentário é muito querida pelo público brasileiro, conta a vida de seus artistas, a maior média do programa foi o episósio dos ''Mamonas Assassinas'' que marcou 29 pontos e também indicada ao Emmy como o de melhor Documentário.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Assisti agora mesmo aos 2 primeiros episódios de 'A Cura'. Adorei, tem um ritmo excelente, a história parece-me muito bem construída, grandes interpretações, fiquei fã.

Deixo aqui o início do primeiro episódio para aguçar a curiosidade a quem ainda não viu:

http://www.youtube.com/watch?v=1OxUz0ZiDB8

Share this post


Link to post
Share on other sites

Primeiro 'ato' entra em produção da Minissérie de Canções de Chico Buarque

"Amor em quatro atos” — série inspirada em cinco canções de Chico Buarque que vai ao ar na Globo em janeiro — começará a ser gravada mês que vem em São Paulo. Serão quatro episódios, o primeiro, dirigido por Tadeu Jungle, o segundo, por Roberto Talma e os dois últimos, por Bruno Barreto.

...e ainda

As músicas escolhidas são “Ela faz cinema” e “Construção”; “Mil perdões”; “Folhetim”; e “Vitrines”. Todas as gravações acontecerão em São Paulo, a cargo da Margarida Filmes.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Globo: Deborah Secco grava as série "As Cariocas"

98d84db4814febb69469a268513474be.jpg

Deborah Secco será Alice no episódio "A Suicida da Lapa", da série As Cariocas, de Daniel Filho. Com estreia prevista para outubro, a nova atração da Rede Globo conta com 10 episódios independentes, inspirados na obra de Sérgio Porto. Adaptada por Euclydes Marinho, a série traz diferentes histórias sobre a mulher.

Em "A Suicida da Lapa", Deborah Secco encontra Roberto, personagem de Cassio Gabus Mendes, em uma festa de firma no Natal. Alice também vai aparecer em cenas no Reveillón e no Carnaval e, por isso, usará várias perucas diferentes.

A atriz Cíntia Rosa, que também está na série As Cariocas como a protagonista Gleicy do episódio "A Internauta da Mangueira", posa com Preta Gil, que será Glaucia, sua irmã na série. Junto delas, está Cris D'Amato, que dirigiu o episódio ao lado de Daniel Filho.

Já no episódio "A Vingativa do Méier", Adriana Esteves, que interpreta a Celi, grava com a atriz Bárbara Paz.

Além de Deborah Secco, Cíntia Rosa e Adriana Esteves, As Cariocas também terá a participação de Paola Oliveira em "A Atormentada da Tijuca", Angélica em "A Traída da Barra", Alinne Moraes no episódio "A Noiva do Catete", Alessandra Negrini em "A Iludida de Copacabana", Grazi Massafera em "A Desibinida do Grajaú", Sônia Braga no episódio "A Adúltera da Urca" e Fernanda Torres em "A Invejosa de Ipanema".

Share this post


Link to post
Share on other sites

Benedito Ruy Barbosa apresenta sinopse de minissérie à Globo

7bf95686bba585100d96fb86a427793a.jpg

O jornal Agora São Paulo publicou nesta terça, 29/09, que o autor Benedito Ruy Barbosa apresentou um novo projeto à Rede Globo. Trata-se de uma minissérie sobre o poeta Castro Alves (1847-1871).

"Pelo que estou sabendo, eles leram e gostaram. Mas, agora, preciso aguardar uma resposta", avisa o autor.

O último trabalho de Benedito foi a novela "Esperança", em 2003. Em 2006, ele sofreu um AVC (acidente vascular cerebral). Há quatro anos ele supervisiona os trabalhos de suas filhas Edmara e Edilene Barbosa.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Parece que ele está reservado para a próxima das oito depios da novela de João Emanuel Carneiro.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu estou fascinado pelo seriado ''A Cura'', nunca vi uma série brasileira tão caprichada tão redonda do que esta. No Penútimo Episódio da série mostrou qual é a verdadeira identidade de Oto, parece que ele é a reencarnação de Silverio e o Dimas a reencarnação de Ezequiel. Foi adrenalina pura, agora quero saber como vai ser o Último Episódio desta magnifica série, que parece que não vai ter a sua 2ª temporada.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest Guilherme C. Bettancourt

Parecia série americana, a estrutura, rapidez do texto, ambiente. Ontem deu o último ou peńúltimo episódio?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Parece que vai ter 2ª temporada da série, a Rosangela acordou do coma, será que o Dimas vai matar o Oto, se ele matar o Oto, os dois vão voltar de novo.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest Guilherme C. Bettancourt

Então é pra breve. Não deixariam uma trama sem resolução, assim.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


×
×
  • Create New...