Jump to content

Canais Discovery


João
 Share

Recommended Posts

  • 2 months later...

Ontem achei estranho alguns programas estarem a ser transmitidos no Discovery Civilization e agora estive a ver alguns programas e o guia TV e tanto o Discovery Science como o Discovery Civilization, deixaram de transmitir os documentários mais antigos ou seja, os canais estão mais comerciais à semelhança do Discovery Channel.

A qualidade de imagem de ambos os canais melhorou consideravelmente embora se mantenham em 4:3 e com o áudio em espanhol nos intervalos (no caso do MEO). Com estas alterações mais a noticia que saiu sobre a publicidade da Discovery ser gerida pela NOS, não ficaria mesmo nada surpreendido que estes canais voltassem ao operador e que passassem para 16:9.

Link to comment
Share on other sites

  • 3 weeks later...
  • 2 weeks later...

O Discovery Science e o Discovery Civilization poderão passar brevemente para 16:9.

Ambos os canais são emitidos a partir da América Latina e neste momento lá estão a migrar os canais SD de 4:3 para 16:9:

http://www.tvmagazine.com.br/noticias/discovery-passa-a-transmitir-seus-canais-sds-em-169,27543

Edited by NEQ
Link to comment
Share on other sites

No caso do Discovery ShowCase HD, é apenas um simples rebranding (parvo, mas simples). Não tem nada a ver com o facto do canal ir parar as novos bouquets.

Fica Bem.

Mas pelo que li o rebranding vai ser bastante bom. Vai englobar uma variedade de programação superior à atual. Da parte do MEO só se forem parvos é que não colocam o canal. Anteriormente até podia compreender qualquer coisa devido aos conteúdos também darem por vezes (embora nem sempre) no Discovery Channel mas desta vez vai abranger mais conteúdos.

Link to comment
Share on other sites

  • 2 months later...

Desconfio que brevemente o Discovery Civilization vai mudar de nome para Discovery World.

O canal vai ser lançado no Brasil e duvido muito que mantenham o Civilization visto a programação ser semelhante para não dizer igual. Em Portugal como o canal é emitido a partir daquela zona...

http://www.tvmagazine.com.br/noticias/marco-discovery-efetua-mudancas-e-lanca-novos-canais,28153

Link to comment
Share on other sites

  • 8 months later...
  • 10 months later...
  • 10 months later...
  • 9 months later...

Investigation Discovery disponibiliza conteúdos em Portugal através de app do Meo

Hidden Content

    Sign in or sign up to see the hidden content.

Uma app em exclusivo através da box do Meo foi a forma escolhida pelo grupo Discovery Inc. para disponibilizar no mercado português os conteúdos do canal Investigation Discovery (ID). O canal, dedicado a casos de crime, mistério e investigações reais, passa a estar acessível gratuitamente aos clientes Meo ADSL e Meo Fibra através do botão azul do comando. “Estamos muito entusiasmados por ver o conteúdo do canal Investigation Discovery pela primeira vez em Portugal”, sublinha António Ruiz, director-geral da Discovery Ibéria”, assegurando que este canal “tem sido um grande sucesso em todos os países onde está presente”. “Acreditamos, portanto, que esta primeira amostra de conteúdo ID que chega à Meo não será a excepção, sendo o primeiro passo para a consolidação da marca no território português”, adianta o responsável.

Fonte:http://www.meiosepublicidade.pt/2018/05/investigation-discovery-disponibiliza-conteudos-portugal-atraves-app-do-meo/

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

  • 2 weeks later...

Discovery terá planos pós-Brexit para deslocalizar hub europeu de Londres

Hidden Content

    Sign in or sign up to see the hidden content.

O grupo norte-americano Discovery, que detém canais como o Eurosport ou o próprio Discovery Channel, estará a planear o encerramento do seu hub europeu em Londres, que funciona como plataforma de emissão de mais de 100 canais em toda a Europa. A informação é avançada pelo The Guardian, jornal que dá conta da existência de planos para deslocalizar o quartel-general do gigante televisivo norte-americano na Europa para Amesterdão ou Varsóvia. As duas localizações estarão em cima da mesa caso o processo de negociação do Brexit não inclua um acordo a nível europeu para a área da televisão/broadcasting, sendo que o encerramento do hub de Londres deverá afectar mais de 100 postos de trabalho, embora o grupo continue a empregar cerca de 1300 pessoas no Reino Unido, mercado onde produz programas e assegura a emissão de 16 canais para os telespectadores britânicos.

A mudança seria acompanhada pela passagem a um sistema de transmissão digital baseado nos Estados Unidos, pelo que o grupo justifica os planos garantindo que “isto é parte da nossa visão para avançarmos para um modelo tecnológico e operacional mais ágil”. “Isto não tem nada a ver com o Brexit, tem tudo a ver com o facto de a inovação tecnológica estar no centro da nossa companhia e da nossa marca”, assegurou uma porta-voz da Discovery em declarações ao The Guardian. No entanto, segundo o jornal, para lá da passagem a uma plataforma de emissão digital, o grupo estará a equacionar um novo local para o seu hub europeu, com opções em Amesterdão, onde também o Netflix tem o seu quartel-general na Europa, ou Varsóvia, sendo a Polónia o país de Kasia Kieli, profissional que assumiu recentemente o cargo de liderança da Discovery para a Europa.

Fonte:http://www.meiosepublicidade.pt/2018/05/discovery-tera-planos-pos-brexit-deslocalizar-hub-europeu-londres/
 

Link to comment
Share on other sites

  • 3 months later...

Canal Investigation Discovery lançado em Portugal através da NOS

Hidden Content

    Sign in or sign up to see the hidden content.

O grupo Discovery prepara-se para alargar o porfólio de canais com que está presente no mercado português ao dar início, no próximo dia 2 de Outubro, à emissão, em exclusivo na grelha da NOS, do canal ID – Investigation Discovery. O canal, que estará disponível na posição 74 da operadora, descreve-se como “mais do que um canal de crime e supense” com propostas que vão dos “mistérios da vida real e histórias de suspense a escândalos irresistíveis”. “Estamos muito entusiasmados por abrir mais um canal de grande qualidade e relevância em Portugal, principalmente por ser o Investigation Discovery, um caso de notório sucesso em todos os países onde está presente”, afirma António Ruiz, director-geral da Discovery Ibéria, dizendo acreditar que “será bem recebido pelo público em Portugal como foi em outros países onde o ID está já presente”. “É mais um passo para a consolidação da marca no território português”, conclui.

Sobre a aposta da NOS na exclusividade do canal, João Diogo Ferreira, director de conteúdos da operadora, recorda que “a NOS e o grupo Discovery têm uma longa história de parcerias de sucesso. Estamos certos de que este novo canal exclusivo irá enriquecer ainda mais a oferta de entretenimento da NOS, indo ao encontro das tendências de conteúdos internacionais e dos interesses dos nossos clientes”.

Para assinalar o lançamento do novo canal no mercado português, será levada a cabo uma acção de activação no Amoreiras Shopping Center entre os dias 5 e 7 de Outubro em que os espectadores são desafiados a vestir a pele de detectives. “Perante o cenário de um crime, o público terá seguir uma história, encontrar pistas e viver na primeira pessoa a experiência de ser um investigador, com o objectivo final de resolver um crime”, descreve o canal, antecipando uma experiência imersiva com acesso a kits forenses, lanternas UV e pistas com QR Code.

Fonte:http://www.meiosepublicidade.pt/2018/09/canal-investigation-discovery-lancado-portugal-atraves-da-nos/

Link to comment
Share on other sites

  • 2 weeks later...

“O alargamento do portfólio continua a ser o nosso objectivo”

Hidden Content

    Sign in or sign up to see the hidden content.

ID – Investigation Discovery é a nova aposta do grupo Discovery para o mercado português, lançado em exclusivo com a NOS. Este é o ponto de partida para a entrevista a António Ruiz, director-geral da Discovery Ibéria, sobre a estratégia do grupo para o mercado português.

Meios & Publicidade (M&P): No portfólio do grupo Discovery há ainda vários canais que ainda não estão disponíveis no mercado português. Porquê a aposta no Investigation Discovery?

António Ruiz (AR): O portfólio do grupo Discovery é de facto dos mais ricos a nível mundial, o que nos facilita bastante a nossa política de crescimento continuo nos países onde estamos. A aposta no ID Investigation Discovery está alinhada com a política internacional do grupo, uma vez que é um dos canais com mais sucesso em todos os mercados onde tem vindo a ser lançado. É um verdadeiro case study e uma aposta que tem dado bons resultados, desde que foi lançado neste formato, nos Estados Unidos, em 2006. Pareceu-nos um passo natural, no sentido de reforçarmos a presença do grupo Discovery em Portugal.

M&P: Consideram haver uma apetência do público português por este tipo de conteúdos ligados ao crime e à investigação?

AR: Não tem só a ver com o público português, desde sempre que por todo o mundo o tema de investigação, crime e suspense sempre foi um tema de interesse e sucesso. Acredito que todos nós precisamos de um escape e o género real crime oferece essas horas de evasão por que ansiamos. O público português tem vindo a mostrar, desde que o grupo Discovery está em Portugal, que é fiel aos conteúdos de factual de qualidade que oferecemos e com o ID Investigation Discovery estou seguro de que não vai ser diferente. O ID é um canal de crimes reais recheado de suspense e envolvência que deixam o público literalmente colado à televisão e ao canal.

M&P: Há já no mercado português outro canal com o mesmo tipo de oferta, o Crime+Investigation do grupo A&E Network. Há espaço para mais um canal neste segmento? O que diferencia o Investigation Discovery de forma a conquistar um target que terá um perfil semelhante ao desse canal concorrente?
AR: Estamos a falar de canais bem distintos. O ID Investigation Discovery é um canal de séries sobre crimes reais com o selo da qualidade Discovery e isto faz toda a diferença. A qualidade das nossas séries é, de facto, o que tem feito toda a diferença a nível internacional, nos países onde o canal está já em funcionamento. O sucesso é notório e mostra que o nosso público é muito fiel e que nos procura pela qualidade que sabe que oferecemos. Outro elemento curioso é que, analisando o ID noutros países, concluímos que o canal é tendencialmente feminino, o que o coloca num target bem diferente da nossa concorrência. O ID não se centra só na investigação criminal, mas também na parte psicológica do crime e do criminoso. E isto é altamente viciante e interessante, perceber quem cometeu o crime e ir mais longe e entrar na mente dessa pessoa, perceber os motivos, como pensava, acompanhar a sua história. Por outro lado, a oferta é distinta para o público uma vez que o ID estará no pacote básico da NOS sem qualquer custo extra para os clientes desta operadora.

M&P: O canal está em exclusivo na NOS, que já tem também a exclusividade do Crime+Investigation. Porquê esta estratégia?

AR: A estratégia do grupo Discovery foi de aumentar o portfólio em Portugal com o canal que neste momento está a ser o maior sucesso a nível internacional. Quando iniciámos a abordagem ao mercado e às operadoras tivemos esta proposta por parte da NOS, que é nossa parceira há anos e com quem o grupo Discovery sempre teve uma longa história de sucesso.

M&P: Há um investimento da parte da operadora para garantir a exclusividade do canal? Por quanto tempo?

AR: Não é a politica do Discovery revelar números comerciais.

M&P: Têm objectivos de disponibilizar o canal aos restantes operadores no médio prazo?

AR: Para já estamos centrados no lançamento do canal e em garantir que o ID tenha os melhores conteúdos para obter os melhores resultados possíveis. A médio prazo o nosso objectivo é que esta parceria com a NOS obtenha o sucesso e resultados que ambos queremos que tenha.

M&P: Quais são os vossos objectivos e expectativas para o canal ao nível das audiências?

AR: O lançamento de um novo canal requer algum tempo e habituação por parte do público, no entanto temos espectativas muito positivas já que temos como referência números internacionais muito animadores. Em França, por exemplo, nos primeiros seis meses, o tempo médio despendido a ver o ID foi de 1 hora e 47 minutos, tornando os espectadores do canal os mais fiéis da televisão por cabo.

M&P: A Discovery Inc. conta com vários canais em Portugal, desde o Discovery ao TLC passando pelos canais Eurosport. Qual a importância do mercado português para o grupo?

AR: O mercado português tem uma importância crescente no grupo e há uma relação de reciprocidade entre a Discovery e o público. Em Portugal, a penetração do cabo chega praticamente aos 90%, o que significa uma grande oportunidade. O mercado português é de facto um mercado muito interessante e um case study a nível internacional pelo facto de a penetração do cabo ter números tão elevados. Para uma empresa como a Discovery, com o grande portfólio de canais que detemos, e ainda mais desde a aquisição da Scripps com três novos canais no nosso portfólio, Portugal torna-se um mercado de grande interesse.

M&P: Ao nível das audiências, estão satisfeitos com o desempenho dos vossos canais em Portugal?

AR: Os canais do grupo Discovery em Portugal têm sido lideres das suas categorias em Portugal, o Discovery Channel é o canal líder em factual em Portugal já há vários anos e o TLC tem sido regularmente o canal factual feminino número um em Portugal, o que também revela a receptividade do público português aos nossos canais. O canal desportivo Eurosport tem um público muito fiel que segue de perto as nossas competições de ciclismo, snooker, ténis, automobilismo, atletismo, entre tantas modalidades do canal. A grande aposta do Eurosport nos próximos anos é sem dúvida o exclusivo dos Jogos Olímpicos até 2024, a maior competição do mundo.

M&P: Na sequência deste lançamento, é expectável o alargamento do vosso portfólio de canais no mercado português no médio prazo?

AR: Desde Março, com a aquisição da Scripps Networks, que a Discovery passou a ser a nova líder global de entretenimento da vida real. Este facto significou também um crescimento exponencial no número de canais em Portugal, uma vez que passámos a operar com um portfólio de oito canais, incluíndo o Discovery Channel, o TLC, o Eurosport (1 e 2), o ID e com canais temáticos na área da culinária (Food Network), viagens (Travel Channel) e decoração (Fine Living). Desta forma alcançámos uma maior diversidade de conteúdos, uma maior distribuição no mercado português e reforçámos a posição da Discovery como principal referência nos conteúdos de não ficção em Portugal. O alargamento do portfólio continua a ser o nosso objectivo, uma vez que o grupo detém ainda vários canais de grande qualidade que gostaríamos de poder ver representados em Portugal. Neste momento o Discovery é um dos grupos com o maior número de canais em Portugal, o que nos deixa muito satisfeitos e entusiasmados.

M&P: O lançamento da vossa plataforma de streaming DPlay no mercado português, onde têm já disponível o Eurosport Player, é algo que esteja nos planos do grupo?

AR: O desenvolvimento digital da empresa é um elemento chave na nossa estratégia para o futuro. O nosso projecto é fazê-lo através dos nossos parceiros no mercado português. O Eurosport Player e o DPlay serão protagonistas desta estratégia no futuro.

Fonte:http://www.meiosepublicidade.pt/2018/10/alargamento-do-portfolio-continua-objectivo/

Link to comment
Share on other sites

  • 10 months later...
  • 1 month later...
On 21/08/2019 at 15:10, diogosantos disse:

Devemos ter um novo grafismo e logo do Discovery (igual ao dos EUA) muito em breve. 

Já temos o novo rebranding do Discovery. A mudança ocorreu às 5 da manhã. As redes sociais assim como o site foram atualizados à meia noite. 

Edited by diogosantos
  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

 Share

×
×
  • Create New...