Jump to content

A Marquesa de Alorna [brevemente]


Lusitana

Recommended Posts

Série produzida pela Ukbar Filmes e realizada por Tiago Alvarez Marques.

 

Após a sua família ser acusada de regicídio, Leonor de Almeida Portugal é presa num convento durante dezoito anos. Enclausurada, através da poesia torna-se "Alcipe" e encontra, em Carlos Augusto, o amor e a liberdade. Mas o passo da sua vida fica marcado pelo terramoto de 1755 e, desde esse dia, a terra nunca mais parou de tremer. Desde o fim da vida luxuosa em Viena à fuga de França, até à perda de dois filhos, Alcipe nunca desiste e volta sempre a reerguer-se dos escombros.

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

há 5 minutos, AndreRob disse:

Estas séries da Ukbar Filmes estão indicadas no site mas a maioria ainda é só projecto não sei se estão totalmente garantidas as produções. Quase todas têm o financiamento inicial para o desenvolvimento de projectos do ICA mas não ainda para a produção.

Pois, é que são tantas as séries..

Ainda por cima muitas de época. Podiam variar.

Link to comment
Share on other sites

  • 5 months later...

Esta série foi uma das escolhidas para financiamento de produção pelo ICA das propostas de 2021 no valor 500 mil euros.

Além desta também Finisterra, da Take it Easy e Casa Abrigo, da Fado Filmes foram contempladas.

 

Edited by AndreRob
  • Like 1
  • Thanks 1
Link to comment
Share on other sites

há 12 minutos, Marta90 disse:

Será que é baseada no livro com o mesmo nome, da autoria da Maria João Lopo de Carvalho?

Espero que seja porque os livros dela são altamente ricos em pormenores destas figuras históricas, aliás se em vez de adaptarem livros da Patricia Muller adaptassem os dela iam sair sagas muito interessantes...

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

  • 1 year later...

Alguns locais aparece referido que é filme mas no site da Ukbar aparece como série seja como for tem um fundo de apoio de 650.000,00 € pelo fundode apoio ao turismo.

Deverá assim confirmar-se como uma das próximas grandes produções de época da rtp.

ao que se junta o apoio do ICA que já tinha sido atribuido o ano passado de 500 mil euros... ou seja em conjunto a série tem mais de 1 milhão de euros de investimento destes dois organismos. Se isto não foi em grande não sei o que será.

Edited by AndreRob
  • Like 3
Link to comment
Share on other sites

há 12 horas, AndreRob disse:

Alguns locais aparece referido que é filme mas no site da Ukbar aparece como série seja como for tem um fundo de apoio de 650.000,00 € pelo fundode apoio ao turismo.

Deverá assim confirmar-se como uma das próximas grandes produções de época da rtp.

ao que se junta o apoio do ICA que já tinha sido atribuido o ano passado de 500 mil euros... ou seja em conjunto a série tem mais de 1 milhão de euros de investimento destes dois organismos. Se isto não foi em grande não sei o que será.

Deve ser os dois. Existem várias produções que estreiam como Filme e depois desenvolvem em série (ou vice versa).

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

  • 2 months later...

A série terá 6 episódios de 50 minutos e está prevista ser produzida no primeiro semestre de 2024. A expetativa é que consigam gravar em portugal, espanha, frança e austria.

Aqui mais informações em inglês.

https://variety.com/2023/tv/global/ukbar-filmes-the-marquise-of-alorna-1235743040/?fbclid=PAAaadmlLPIN3mX3Vreb4mQzSvNfYQ8O2HJ1gK0g8dqc7uuvGYfASN5ZEH3X4_aem_AQDE1W9lUANYO3gm6F2FXzduaQ2LxRtq_wcYQFtwU1vzmZPJxKpo7SWfE7VUSErm-ks

 

  • Like 3
Link to comment
Share on other sites

há 8 minutos, AndreRob disse:

A série terá 6 episódios de 50 minutos e está prevista ser produzida no primeiro semestre de 2024. A expetativa é que consigam gravar em portugal, espanha, frança e austria.

Aqui mais informações em inglês.

https://variety.com/2023/tv/global/ukbar-filmes-the-marquise-of-alorna-1235743040/?fbclid=PAAaadmlLPIN3mX3Vreb4mQzSvNfYQ8O2HJ1gK0g8dqc7uuvGYfASN5ZEH3X4_aem_AQDE1W9lUANYO3gm6F2FXzduaQ2LxRtq_wcYQFtwU1vzmZPJxKpo7SWfE7VUSErm-ks

 

Portanto, em princípio é esquecer isto antes de 2025.

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

É impressionante, como em Portugal, 250 mil por episódio, faz uma enorme produção e estamos a falar de menos de metade do preço de um episódio do Cuentame, do Ministério ou da Casa de Papel. Por exemplo, na temporada de 2022, cada episódio do Cuentame custou 675000€, e só o Imanol Árias e a Ana Duato levavam juntos 95000€, que é e já com uma produção de excelência, o custo médio de um episódio de série em Portugal. 

  • Like 3
Link to comment
Share on other sites

há 7 minutos, Luís Dias disse:

Está história não está relacionada com o histórico "Processo dos Távoras"?

De certa forma sim é neta das familias acusadas na tentativa de regicidio... é uma especie de sequela.

Quase de certez que a historia da série deve começar por aí já que ela em criança chegou a estar presa com a familia durante algum tempo.

Edited by AndreRob
  • Thanks 1
Link to comment
Share on other sites

há 1 minuto, AndreRob disse:

De certa forma sim é das netas dos Alorna que eram também uma das familas acusadas no processo dos Távora...

Bem me parecia que estava relacionado!

Sim os Alorna foram envolvidos no processo juntamente com os Aveiro, os Atouguia e claro os Távora, esta última família considerada a grande mentora do pressuposto atentado contra o rei D. José I. 

Link to comment
Share on other sites

há 19 minutos, Luís Dias disse:

Está história não está relacionada com o histórico "Processo dos Távoras"?

 

há 16 minutos, AndreRob disse:

De certa forma sim é neta das familias acusadas na tentativa de regicidio... é uma especie de sequela.

Quase de certez que a historia da série deve começar por aí já que ela em criança chegou a estar presa com a familia durante algum tempo.

 Muito bom, bem que podiam repetir a serie O Processo dos Távoras antes desta serie A Marquesa de Alorna 

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

A Marquesa de Alorna foca-se na história de Leonor de Almeida Portugal, mais conhecida como Marquesa de Alorna, uma poetisa, tradutora e professora, a quem é atribuído o título de ser a primeira e mais proeminente feminista portuguesa. Sobrevivente do infame tremor de terra de 1755, e da Revolução Francesa, esta marquesa tornou-se na grande pioneira da educação para mulheres.

 

Autoria de Mário Cunha, Cláudia Clemente e Rafael Afonso.

  • Like 4
Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

×
×
  • Create New...