Jump to content

Representatividade na Ficção


Free Live

Recommended Posts

há 8 minutos, BlueScorpion disse:

Também não sinto falta. Agora querem fazer quotas para a orientação sexual nas novelas? Lol

Obviamente os brancos sao a maioria no nosso pais, e os heteros tambem. Como maioria é  totalmente normal e compreensivel aparecerem mas nao signifca que nao possam dar o holofote secundario a outras realidades, e quem sabe um dia principal. A Unica Mulher por exemplo foi um bom começo

Edited by Dimitri
  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

há 1 minuto, BlueScorpion disse:

Mas vocês já deram vários exemplos aqui de personagens homossexuais e bissexuais em novelas recentes. Incluindo na SIC, que é aquela que pelos vistos representa menos . Por isso não estou a perceber. 

Se pegares 50 portugueses aleatórios, provavelmente 1 vai ter uma etnia ou orientação sexual diferente. Não é descabido que acontecesse o mesmo em todas as novelas.

Quem fala destas coisas, também fala de atores mais velhos. Já embirrámos bastante com Valor da Vida por causa disso aqui no fórum.

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

há 2 minutos, Dimitri disse:

Obviamente os brancos sao a maioria no nosso pais, e os heteros tambem. Como maioria é normal aparecerem mas nao signifca que nao possam dar o holofote secundario a outras realidades.

Eu gostava de ver um ator ou atriz negro como protagonista de uma novela. Seria interessante.

Link to comment
Share on other sites

há 1 minuto, Miguel S. disse:

Para quê ter um personagem secundária gay quando se pode ter um protagonista? Sonhem alto, amigos :clap: 

Também já pensei nisso. Mas os autores e os canais devem ter medo de arriscar.

  • Sad 1
Link to comment
Share on other sites

agora mesmo, D91 disse:

Eu gostava de ver um ator ou atriz negro como protagonista de uma novela. Seria interessante.

Já tiveste em A Única Mulher e Ouro Verde (mais ou menos).

A Sharam podia perfeitamente protagonizar uma das próximas, por exemplo. É bonita, cumpre bem e é "influenciadora", por isso presumo que cumpra os requisitos.

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

há 3 minutos, Miguel S. disse:

Para quê ter um personagem secundária gay quando se pode ter um protagonista? Sonhem alto, amigos :clap: 

E era algo que seria muito interessante. Eu aqui a pensar que a Catarina Rebelo em Amar Demais podia muito bem ser fufona.

  • Love 2
Link to comment
Share on other sites

Eu acho que não é obrigatório as novelas terem um LGBT ou uma pessoa negra só por terem para fazer boneco, como acontecia há uns anos onde representavam os gays, principalmente os homens, e pessoas negros  de forma exagerada, ou só para vir dar um apontamento sobre o preconceito e sem mais nada para além disto.

A inclusão destes personagens deve ter como pano de fundo a história, estar tudo perfeitamente integrado. Concordo que devam ter um papel consciencializador , acho isso fundamental, mas que sejam personagens com mais background e fora dos clichês habituais ocos. Por exemplo, umas das melhores representações que gostei de uma pessoa LGBT foi a protagonista de AT, onde era bissexual mas a sua história não rodava à volta disso.

  • Like 2
  • Thanks 1
Link to comment
Share on other sites

há 1 minuto, Free Live disse:

Já tiveste em A Única Mulher e Ouro Verde (mais ou menos).

A Sharam podia perfeitamente protagonizar uma das próximas, por exemplo. É bonita, cumpre bem e é "influenciadora", por isso presumo que cumpra os requisitos.

A Soraia Tavares tambem é linda e uma excelente atriz/cantora, aliás devia era estar em Amor Amor

Edited by Dimitri
  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

3 minutes ago, Dimitri said:

e Valor da Vida tambem teve uma representatividade gay terrivel, é daquelas coisas que era melhor nao terem feito

Acho que foi mais um deserviço à violência doméstica porque as personagens tinha uma história interessante mas tiveram um final péssimo.

Link to comment
Share on other sites

há 1 minuto, EFernando disse:

Eu acho que não é obrigatório as novelas terem um LGBT ou uma pessoa negra só por terem para fazer boneco, como acontecia há uns anos onde representavam os gays, principalmente os homens, e pessoas negros  de forma exagerada, ou só para vir dar um apontamento sobre o preconceito e sem mais nada para além disto.

A inclusão destes personagens deve ter como pano de fundo a história, estar tudo perfeitamente integrado. Concordo que devam ter um papel consciencializador , acho isso fundamental, mas que sejam personagens com mais background e fora dos clichês habituais ocos. Por exemplo, umas das melhores representações que gostei de uma pessoa LGBT foi a protagonista de AT, onde era bissexual mas a sua história não rodava à volta disso.

Exatamente, tal como o Rodrigo Trindade e o Frederico Barata em Na Corda Bamba que tiveram um mini plot por causa da bissexualidade mas ninguém se lembra disso porque a história deles era muito mais que isso.

Link to comment
Share on other sites

Onde Está Elisa tivemos a Paula Neves e a Jessia Athayde aliás tiveram cenas ousadissimas, acho que a homossexualidade masculina nunca teve nada do genero em Portugal. Mas claro que numa serie é normal ser mais ousado, engraçado que no formato original eram dois homens, em portugal mudaram para mulheres

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

×
×
  • Create New...