Jump to content
Pic1mic

Ídolos

Recommended Posts

Nem vou comentar certos e determinados comentários, pois nem valem a pena!!! -.-

Share this post


Link to post
Share on other sites

Tava um sol lá dentro... que ele nem viu buraco. Grande momento... o que eu me ri. E logo de seguida, adorei ambos os duetos que fizeram com ele.

Que risada a queda do Abrunhosa! E o voo do Manzarra para o ajudar foi fantástico!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Se a petição fosse para irem o Carlos, a Diana e o Filipe, até assinava, agora para irem aqueles dois? Dos 15 nem sei se são os que têm mais interesse em ir. Acho que o Carlos é o que merecia mais, pois foi sempre o que demonstrou interesse em fazer carreira na música, como artista (e não como compositor ou produtor, etc.). Agora ou o Filipe ou a Diana vão porque é o prémio e vão usufruir dele, não é?

-- Terça, 09 Fev 2010 16:03 --

Prémio Luciana Abreu? :unsure:

Sim, pelo discurso de "eu sou muito puro"! Só faltou invocar Deus nosso Senhor! :rolleyes:

Share this post


Link to post
Share on other sites

O Momento da noite: A queda do Abrunhosa :rofl_mini: :rofl_mini:

O melhor momento da noite: Os 2 ultimos temas finais, simplesmente arrepiantes e brutais, cada um com o seu estilo e garra.

Prefiro que vença a Diana, acho-a fantástica, deve ter sido a unica que aproveitou as diversas galas trazendo registos diferentes e em diversas linguas e uma forte presença em palco

O Filipe é novo Bone português, tem uma voz poderosa que esconde a sua pouco habilidade em dançar ou se movimentar em cima do palco.

Mas acho que é altura de tirar a mascara de "pobre coitadinho".

O Vencedor com foi dito várias vezes na gala é uma questão de votos.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Acho muito bem que façam a tournée (acho que se via chamar "Idolomania"!). Sempre entra mais um guito para a SIC (se for com bilhetes), aproveitam do sucesso do formato e dão visibilidade aos cantores (muitos podem não ir longe como cantores a solo, mas sempre podiam criar bandas mistas, boysbands ou gilsbands; eu sei que já lá vai o tempo delas - típico dos anos 90! - mas podia-se retomar a essa fase! :laugh_mini: ).

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sim vai-se chamar Ídolomania. Os bilhetes para o concerto em Março no Campo Pequeno já estão à venda no ticketline

Share this post


Link to post
Share on other sites

Os bilhetes para o concerto em Março no Campo Pequeno já estão à venda no ticketline

E quanto vão custar, sabes?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Bem q polémicas... Tudo totalmente desnecessário.. Para quê isto tudo?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Já começam as polémicas parvas que tiram todo o brilho em programa.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Há sempre polémicas, se não há polémicas as revistas criam...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Já começam as polémicas parvas que tiram todo o brilho em programa.

É sempre assim...as revistas tem de vender!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sempre entra mais um guito para a TVI .

TVI???? Não será antes Sic

Ops, enganei-me. Vou corrigir! B)

Bem q polémicas... Tudo totalmente desnecessário.. Para quê isto tudo?

É surreal, sim, mas assim sempre se vendem mais uns exemplares! :mad_mini:

-- Quarta, 10 Fev 2010 14:05 --

Por onde vai passar a "Idolomania"?

Foi no passado domingo, duarante a emissão do "Ídolos", que ficámos a saber que os concorrentes da 3ª temporada vão estar em tournée pelo país. E se já sabíamos que a mesma vai começar no dia 13 de Março no Campo Pequeno, em Lisboa, agora são avançadas as cidades já confirmadas para os novos talentos musicais actuarem. São, no total, cinco as cidades já confirmadas para passar por lá a "Idolomania": Lisboa (13 de Março), Portimão, Ponta Delgada (31 de Março), Viseu e Évora.

Já há mais cidades a quererem que a "Idolomania" passe por lá, estando esse agendamento e planeamento a cargo de Moura dos Santos (um dos elementos do júri do programa da SIC). A tournée vai contar com 10 concorrentes, estando, segundo o jornal "24 Horas", os 15 concorrentes convocados. Sendo assim, sempre que um concorrente não possa estar presente num espectáculo, será substituído por outro, de modo a que sejam sempre 10 cantores em cima do palco. Os mesmos serão acompanhados por uma banda ao vivo.

O preço dos bilhetes, pelo menos no Campo Pequeno, variam entre os 5€ e os 25€. Resta saber se esta tabela é fixa ou se varia de cidade para cidade.

Share this post


Link to post
Share on other sites

idolosmanzarrahaiti.jpg

idolosmanzarrahaiti1.jpg

-- Quarta, 10 Fev 2010 17:01 --

idolosfinalfamosos.jpg

idolosfinalfamosos1.jpg

idolosduelofinale.jpg

-- Quarta, 10 Fev 2010 17:32 --

idolosfinale22h.jpg

Share this post


Link to post
Share on other sites

Final de Ídolos: Filipe canta Bush; Diana canta Jeff Buckley; GNR são convidados

Marcada para o próximo Domingo, 14 de Fevereiro, a gala final do programa Ídolos, da SIC, vai contar com a participação dos 10 finalistas do concurso e várias surpresas.

Disputada entre Filipe Pinto e Diana Piedade, a gala terá ainda a presença uma banda convidada: os GNR, que se encontram a preparar um novo disco de originais.

A BLITZ pode já adiantar que, na final, Filipe Pinto irá cantar "Letting The Cables Sleep", dos Bush, e Diana Piedade "Lover, You Should've Come Over", de Jeff Buckley.

Veja abaixo a lista de canções que os participantes do Ídolos irão cantar na final de 14 de Fevereiro:

Carlos Costa - "Papparazzi", Lady Gaga

Carolina Torres e Inês Laranjeira - "Big Spender", Shirley Bassey

Mel Pires e Mariana Tavares - "How To Save a Life", The Fray

Solange Hilário e Catarina Boto - "Respect", Aretha Franklin

Share this post


Link to post
Share on other sites

O Salvador vai faltar à final?!

Acho que não se perdia nada se estivessem também presentes os outros 5 que ficaram fora dos 10 finalistas.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Finalmente chegámos à final de Ídolos! Podia muito bem ter sido na gala passada, ou quando restaram os 3 finalistas, mas enfim...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Júri de Ídolos também é idolatrado

Concurso da SIC garante popularidade

Os quatro jurados do programa de talentos da SIC são estrelas tanto ou mais cintilantes que os concorrentes. O público pede-lhes autógrafos e tira fotos com eles.

Manuel Moura dos Santos, Roberta Medina, Pedro Boucherie Mendes e Laurent Filipe, jurados da terceira edição de ‘Ídolos’, que termina domingo na SIC, não ficam atrás dos concorrentes em termos de popularidade. Nas galas, há quem leve cartazes com frases como ‘Manuel Moura dos Santos, és o meu ídolo”. O jurado mais antigo de ‘Ídolos’ revela à Correio TV: “Sou abordado na rua desde a primeira edição. Mas há agora uma projecção que as outras não tiveram. Tenho dificuldade em lidar com todo o folclore à volta do programa.” O presidente do júri acrescenta: “Agora, perto do fim, aplaudem muito aquilo que eu digo e a minha frontalidade. Tenho algum feedback, em especial no Facebook.” Moura dos Santos conta ainda como é abordado na rua. “Pedem-me um autógrafo ou uma foto. Contam-se pelos dedos aqueles que me abordam para discordar ou para me criticar.” Para Roberta Medina, o que mudou desde que é jurada “foi apenas ter virado uma figura conhecida na rua. Em termos práticos, a vida não muda”. A jurada brasileira diz que “a abordagem do público tem sido muito positiva e carinhosa”. “Elogiam a minha bondade, o carinho com que falo e a minha postura leve no programa.” E diz: “As pessoas gostam de bondade e delicadeza.” Já Pedro Boucherie Mendes frisa: “Não sou muito abordado. As pessoas dizem que adoram, ‘assim é que é’, etc. Os portugueses gostam sempre de tudo. E eu digo qualquer coisa de circunstância.” Outro jurado, Laurent Filipe, afirma que “mudou a notoriedade e a visibilidade. As pessoas que me abordam são cordiais. E eu aplico a regra de ouro: fazer aos outros o que gostaria que me fizessem a mim”.

Também para Diana e Filipe, que disputam no domingo o duelo final desta edição de ‘’Ídolos’, a vida mudou. Para a jovem de Lagos, a experiência tem sido “uma loucura”, enquanto para o concorrente de São Mamede de Infesta “é tudo muito intenso”. Rever o vídeo desde os castings até agora fê-los sentirem-se nostálgicos e ficar com a ideia de que valeu a pena percorrer este caminho. “É incrível ver as pessoas, de qualquer idade, na rua, a darem-nos os parabéns. É tudo muito saudável, porque também vêm ter comigo a pedir para dar um beijinho ao Filipe, pois também gostam muito dele”,diz Diana. A semana que os separa da grande final tem sido, para Diana, “de muita nostalgia e nervos”. Na última gala, a dupla foi muito elogiada pelo júri, que garantiu ter sido aquela a noite em que ambos tiveram as melhores actuações. Os elogios, merecidos, levaram Pedro Boucherie Mendes a sugerir que os dois concorrentes ganhassem um semestre de estudos numa escola de artes em Londres. A verdade é que a ideia do jurado já deu frutos e circula na Internet a petição ‘Filipe e Diana a Londres’, que pode ser assinada em http://www.peticaopublica.com/PeticaoVe ... P2010N1203.

Os dois finalistas estão com os olhos postos no ‘passaporte’ que os levará à London Music School, apesar de muito apegados à família. Se ganhar, Filipe já tem tudo pensado: “A minha intenção, se tudo correr bem, é ouro sobre azul, acabar o curso – Engenharia Florestal – e depois ir para Londres. Se não for possível, acabarei o curso na mesma. É importante concluir uma etapa para começar outra. A família tem um papel fundamental na minha vida, assim como os amigos. Gostaria de os receber a todos.”

Os dois jovens há muito que compõem mas muitos desses projectos ficaram na gaveta. Diana considera que a tournée ‘Idolomania’ – que arranca a 13 de Março na Praça do Campo Pequeno, em Lisboa, e que se vai arrastar pelo Verão – pode ser uma rampa de lançamento para os trabalhos que ainda não viram a luz do dia (ver caixas). Filipe ainda não pensou na digressão. “Gostava era de cantar o que me faz sentir bem. O certo é que a tournée vai ser um momento em que podemos estar mais relaxados e conhecer-nos melhor, sem estarmos a competir. A competição é um bocado cruel, sobretudo para as crianças que vêem o programa, pois passamos uma imagem errada a uma geração tão nova. Mas, de alguma forma, todos nós escondemos a competição de um modo natural, e isso é muito bom para passar aos mais novos”, conta.

“Muito positiva” é como Roberta Medina classifica “a atitude dos miúdos que ficaram para a final”. A jurada diz: “Gosto de ver como eles são jovens bons e simples, que se têm apoiado sempre, sem nunca tentarem derrubar os outros. Há uma interacção ‘bacana’ na atitude deles. E dá um retrato social extremamente positivo do País. É algo raro e muito bom.” Roberta Medina conclui que, por vir de fora, nota “algum pessimismo nos mais velhos em Portugal. Mas os jovens portugueses, com a globalização, têm este olhar grande e ampliam as suas fronteiras.”

Pelo menos 100 mil euros é quanto podem render, até à última gala de selecção de ‘Ídolos’, no domingo, os telefonemas dos telespectadores para os números de valor acrescentado que permitem dar votos aos concorrentes do programa de talentos. No site da SIC, a página de ‘Ídolos’ tem um aliciante para os indecisos em gastar 72 cêntimos (60 cêntimos mais 20% de IVA) numa chamada. “Vota no teu ídolo preferido e ganha um Opel Corsa. Quanto mais vezes ligares mais hipóteses tens de ganhar”, é sugerido. A SIC não quis facultar os números precisos e Nuno Santos, director de Programas da estação de Carnaxide, justifica à Correio TV: “Nunca divulgámos esses dados mas os concorrentes sabem que eles estão à disposição – nunca nenhum quis fazer nenhuma verificação. Poderemos vir a fazê-lo neste domingo. Posso apenas dizer que em mais de 20 anos de actividade nunca dirigi um programa cuja expressão popular fosse tão avassaladora”. E conclui que ‘Ídolos’ “também é uma grande lição daquilo a que se chama, normalmente, a democracia televisiva”. O director do canal atribui também o sucesso do formato à escolha dos seus jurados: “Sou suspeito, claro, mas considero que foi um factor essencial para o êxito do programa. É um quarteto muito equilibrado em termos de conhecimento, percurso, personalidade e até ‘acting’ televisivo.” Nuno Santos salienta ainda: “Tínhamos um bom formato mas também uma equipa de produção muito competente, um óptimo júri, uma excelente dupla de apresentadores [Cláudia Vieira e João Manzarra], e, mais importante, candidatos com grande talento.”

Até terça-feira, o ‘Ídolos’ teve, no Sapo Vídeos, quase 12 milhões de visualizações. O vídeo mais visto foi a queda de Pedro Abrunhosa no palco (mais de 57 mil visualizações). Seguiram-se dois de Filipe: a cantar Nirvana (ver caixa) e o seu dueto com Pedro Abrunhosa.

QUEM SÃO OS JURADOS

BOUCHERIE

Pedro Boucherie Mendes é o director de Conteúdos Canais Temáticos da SIC. Tem 39 anos.

LAURENT

Laurent Filipe, trompetista, tem 47 anos. Filho de Sinde Filipe, é casado com Paula Castelar.

ROBERTA

Filha de Roberto Medina, a brasileira, de 30 anos, é responsável do Rock in Rio Lisboa e Madrid.

MOURA

Produtor, é casado com a tia de Diana. Manuel Moura dos Santos tem 49 anos.

DIANA PIEDADE: SEMPRE ESCREVI PARA MIM

“Sempre escrevi para mim mas nem sempre tive oportunidade de utilizar numa música as letras que faço, porque não toco guitarra... ainda (risos). Tenho que ir para a escola em Londres, para ver se aprendo”, diz Diana Piedade, de 24 anos. “Mas já escrevo há algum tempo. Espero que nesta tournée haja oportunidade de cantar um tema nosso. Se fosse só um já era muito bom. Acho que seria importante levar para a digressão não só o que cantámos no programa mas também um tema nosso, porque, ao fim e ao cabo, o que queremos é ser artistas e músicos”, acrescenta.

FILIPE PINTO: FAZ LETRAS EM PORTUGUÊS

“Antes do programa já tinha coisas minhas, em português. Sempre considerei importante a música portuguesa independentemente de haver bandas nacionais que cantam em inglês, facto de que não discordo”, refere Filipe Pinto, de 21 anos. “Mas eu gosto da minha língua. Acho que o inglês tem um lado mais expressivo, que é apaixonante e que cativa mais do que o português, mas se dermos a volta ao português alterando algumas palavras consegue-se. A minha inspiração é o quotidiano. Vivo das emoções e dos momentos. Compus mais na adolescência, naquela fase mais enérgica e atribulada, mais de revolta, de onde vem tudo”, revela o estudante de Engenharia Florestal.

Share this post


Link to post
Share on other sites

"Ídolos" sempre a somar

Concurso está a dar fama a jovens desconhecidos e alguns já tiram partido da visibilidade.

"Ídolos" termina hoje, mas a euforia vai continuar. Em Março, sai para a estrada uma digressão com todos os concorrentes do programa da SIC. Um ganho pela participação, ao qual se somam outras mais-valias e novos desafios profissionais.

Os 'castings' já tinham sido um sucesso e o programa não desiludiu. A terceira edição de "Ídolos" chega hoje ao fim e, se Filipe Pinto e Diana Piedade não sabem o que o concurso lhes reserva, os ex-concorrentes já começaram a tirar dividendos da participação.

Na luta pelo pódio, Carlos Costa foi o último concorrente a sair do programa. O madeirense só aponta pontos positivos à experiência: "Ganhei reconhecimento, notoriedade, experiência e algum respeito. Tenho recebido propostas de trabalho, para concertos e para gravar discos, da parte de editoras". Cada convite "tem que ser controlado pela produtora, a Fremantle", conta, ao JN, o jovem. Carlos também já teve um encontro com fãs numa discoteca de Gaia.

Carolina Torres participou em "Ídolos" para cantar, mas foi expulsa a meio. Um dia após ter sido preterida, recebeu o convite para apresentar "Curto Circuito"(CC), na SIC Radical. Aceitou de imediato, até porque "foi um óptimo prémio". A jovem estudante do segundo ano de Ciência da Comunicação, na Universidade de Trás-os- Montes e Alto Douro (UTAD), estreou-se no CC na passada quinta-f-eira, mas já antes se tinha tornado um rosto conhecido.

Mariline Hortigueira não tem dúvidas. A sua vida "mudou um bocadinho", até porque reconhece que o concurso "foi muito bom". "Estou a trabalhar no meu primeiro single com a Vidisco, que espero que saia em breve. Também já fui convidada para fazer outras coisas, entre as quais presenças", resume. Entre "as outras coisas", está o editorial que fez para a revista masculina FHM. "Se não fosse o concurso nunca me teriam escolhido para capa", reconhece.

A par de todos os ganhos já referidos, todos os participantes neste edição de "Ídolos" já sabem que vão participar numa digressão, o que acontece pela primeira vez. A tournée arranca no dia 13 de Março, no Campo Pequeno, e está confirmada passagem pelos Açores.

Prós e contras do concurso

Se os jovens da SIC ainda procuram um lugar ao Sol no panorama artístico, Tony Carreira já tem uma carreira consolidada. Para ele, "os concursos são positivos, pois é uma porta que se abre e a experiência é sempre uma mais-valia. Aquilo é apenas o início", avisa, acrescentando: "Muitas vezes, a ilusão está na ideia que de que basta aparecer para tudo estar feito, mas a realidade é que está tudo por fazer. Eu próprio apareci, em Portugal, no Festival da Canção. Não ganhei, mas acabei por fazer carreira".

"Surpreendido" é como se descreve Rui Reininho perante "o entusiasmo e as expectativas que as pessoas criam".

"O 'show business' é um negócio muito difícil e limita-se a momentos de antena. Ninguém vai à televisão para arranjar emprego, a não ser nos concursos, e é tudo efémero. Mas o amor também é efémero e eu não digo para as pessoas não se apaixonarem", assegura o vocalista dos GNR, banda que, curiosamente, é a convidada da gala de hoje. Sem hipocrisia, Rui Reininho não se sente no direito de "professorar" e até reconhece talento neste grupo de "Ídolos". Mas atenção: "É fácil ser conhecido em pouco tempo, mas difícil é manter esse estatuto para sempre, tornando a fama duradoura".

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


×
×
  • Create New...