Jump to content

Audiências de 2ª feira - 15-06-2015


Pedro

Recommended Posts

Eu fico contente pelo "Queridas Manhãs" subir. O programa é bom e merece um dia conquistar a liderança.

Podem atacar-me, eu gosto do Goucha e da Cristina, mas eu acho que eles andam mais arrogantes e cheios de "não me toques". Eles podem falar de toda a gente mas ninguém pode falar neles. É a minha opinião e de mais pessoas...

Link to comment
Share on other sites

Eu fico contente pelo "Queridas Manhãs" subir. O programa é bom e merece um dia conquistar a liderança.

Podem atacar-me, eu gosto do Goucha e da Cristina, mas eu acho que eles andam mais arrogantes e cheios de "não me toques". Eles podem falar de toda a gente mas ninguém pode falar neles. É a minha opinião e de mais pessoas...

​Isto! Estava a ver que era o único a pensar nisto.

Fiquem Bem.

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

É mesmo de génio, dar os Pros e Contras mais cedo, ainda vai descer mais, então o programa de ontem fez logo eu ir para o Cabo, sem qualquer interesse. Parece que Lisboa é o centro do universo e o resto é paisagem. Os temas deste programa são desinteressantes, andam sempre à volta do mesmo, deviam era acabar com isto. Vão meter uma série às 23 horas, a ver se afunda mais que a novela angolana. Antigamente, a RTP1 fazia 15/16/17 agora já vai nos 13.3 e ainda vai descer mais, esta direcção percebe mesmo disto. Ainda vou ver a RTP1 nos 10 de share diário.

Hidden Content

    Sign in or sign up to see the hidden content.
/emoticons/ATV_negative.gif">

Link to comment
Share on other sites

É mesmo de génio, dar os Pros e Contras mais cedo, ainda vai descer mais, então o programa de ontem fez logo eu ir para o Cabo, sem qualquer interesse. Parece que Lisboa é o centro do universo e o resto é paisagem. Os temas deste programa são desinteressantes, andam sempre à volta do mesmo, deviam era acabar com isto. Vão meter uma série às 23 horas, a ver se afunda mais que a novela angolana. Antigamente, a RTP1 fazia 15/16/17 agora já vai nos 13.3 e ainda vai descer mais, esta direcção percebe mesmo disto. Ainda vou ver a RTP1 nos 10 de share diário.

Hidden Content

    Sign in or sign up to see the hidden content.
/emoticons/ATV_negative.gif">

O problema não é o horário do programa, mas sim o programa. 

Do horário já me queixei muitas vezes e acho que agora, finalmente, o programa está no horário certo. 22h é um bom horário e não interfere com o resto da programação, permitindo que o 5 ainda comece no próprio dia. Agora, se me disseres que o PeC esta gasto, que é uma seca, que os argumentos usados são um engodo e que os convidados estão cheios de pó, sim, é verdade, se disseres que a duração do programa é excessiva, também é verdade, assim como é o facto de os temas serem desadequados, mal escolhidos, excessivamente debatidos ou simplesmente desinteressantes para 2 horas de discussão.

Ja o disse em várias ocasiões. O PeC esta gasto, mas o formato de debate mais alargado é necessário é praticamente obrigatório num canal público. Já sugeri um programa noutros moldes, enfim.

  • Like 4
Link to comment
Share on other sites

O problema não é o horário do programa, mas sim o programa. 

Do horário já me queixei muitas vezes e acho que agora, finalmente, o programa está no horário certo. 22h é um bom horário e não interfere com o resto da programação, permitindo que o 5 ainda comece no próprio dia. Agora, se me disseres que o PeC esta gasto, que é uma seca, que os argumentos usados são um engodo e que os convidados estão cheios de pó, sim, é verdade, se disseres que a duração do programa é excessiva, também é verdade, assim como é o facto de os temas serem desadequados, mal escolhidos, excessivamente debatidos ou simplesmente desinteressantes para 2 horas de discussão.

Ja o disse em várias ocasiões. O PeC esta gasto, mas o formato de debate mais alargado é necessário é praticamente obrigatório num canal público. Já sugeri um programa noutros moldes, enfim.

​Exactamente. Está na hora da RTP apostar num novo programa, mais curto. Uma espécie de As Palavras e os Actos, mas com mais meia-hora de duração e público na assistência, a seguir ao Telejornal, à segunda-feira.

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

​Exactamente. Está na hora da RTP apostar num novo programa, mais curto. Uma espécie de As Palavras e os Actos, mas com mais meia-hora de duração e público na assistência, a seguir ao Telejornal, à segunda-feira.

Eu sugeri um tipo o Dilemma, que surge na série Borgen, mas sem a limitação de tempo (ou pelo menos com limites de tempo maiores). Para quem viu Borgen, por algumas vezes fazem surgir um debate, chamado Dilemma, onde os convidados têm, creio, 1 minuto e a palavra vai passando sempre a outro convidado e a assistência bate palmas de cada vez que um convidado "derrota" a posição de outro convidado. Tirando a parte dos aplausos, que é simplesmente irritante e desnecessária, e a parte de a palavra estar sempre a saltar, não permitindo um debate aprofundado sobre as matérias, eu acho que era este o caminho a seguir. Seria algo muito mais dinâmico e interessante do que é hoje 

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

O problema não é o horário do programa, mas sim o programa. 

Do horário já me queixei muitas vezes e acho que agora, finalmente, o programa está no horário certo. 22h é um bom horário e não interfere com o resto da programação, permitindo que o 5 ainda comece no próprio dia. Agora, se me disseres que o PeC esta gasto, que é uma seca, que os argumentos usados são um engodo e que os convidados estão cheios de pó, sim, é verdade, se disseres que a duração do programa é excessiva, também é verdade, assim como é o facto de os temas serem desadequados, mal escolhidos, excessivamente debatidos ou simplesmente desinteressantes para 2 horas de discussão.

Ja o disse em várias ocasiões. O PeC esta gasto, mas o formato de debate mais alargado é necessário é praticamente obrigatório num canal público. Já sugeri um programa noutros moldes, enfim.

Concordo com tudo aquilo que disseste. Vi um tema bastante interessante, na área das energias renováveis, sob as rendas excessivas, o défice energético e outros assuntos dentro desse tema, o tempo desse programa foi pouco ficou agendado que futuramente ia ser novamente debatido mais coisas e isto já foi há 1 ou 2 anos por aí e nunca mais vi esse tema novamente lá. Podiam fazer um debate sobre o Autoconsumo de produzir energia solar para o seu próprio consumo de energia, porque algumas pessoas querem mas não sabem como funciona nem a nova lei que saiu, porque não fazer um programa sobre isso. Há temas tão variados que podem ser debatidos e que são interessantes e chamaria público, agora temas como o último que mais parecia um programa contra o turismo, em que um morador de um prédio queixava-se do barulho do vizinho de cima e do lado e blá blá que interesse é que isso tem.

  • Like 2
Link to comment
Share on other sites

×
×
  • Create New...