Jump to content

O Protagonista


Diogo_M

Recommended Posts

  • 2 weeks later...
  • 4 weeks later...

0iMdYeF.jpg

Sinopse

Hugo e Simão são dois grandes amigos que se conheceram no secundário e certo dia Simão teve a ideia de começaram seguir a carreira de DJs. Hugo, meio receoso, acabou por aceitar a proposta do amigo. Esta decisão não foi bem aceite pelos pais do Simão, que queriam que ele fosse para a o ensino superior e seguisse medicina. Já os pais do Hugo diziam-lhe que ele poderia seguir o que quisesse desde que gostasse do que fazia, no entanto foram apanhados de surpresa com a decisão dele. Mas os dois amigos não desistiram e começaram a preparar as suas próprias músicas.

De início várias pessoas e produtores rejeitaram o trabalho deles, algo que os deixava bastantes desanimados e ao ponto de desistirem de seguir em frente com esta carreira. Mas certo dia houve um ponto de viragem: um dos DJs mais famosos do país ficou fascinado com eles e convidou-os para uma colaboração. Hugo e Simão aceitaram de imediato e a música acabou por ter um sucesso estrondoso, tocando em todos os bares e discotecas. Depressa começaram a chover convites para tocarem em todo o lado e propostas de produtoras para gravarem um disco com eles. Os dois reuniram-se e acabaram por escolher uma delas para realizarem então o seu sonho que era gravar um disco.

Estiveram dias e semanas fechados no estúdio até que passado dois meses, o disco estava finalizado, só faltava apenas editar e levar para o mercado de vendas... Até que Simão, que era uma pessoa ambiciosa, quis editar o disco apenas em nome dele. E fê-lo. Dias depois, em todas as lojas de música via-se “S”, de Simão Monteiro.

Hugo não quis acreditar naquilo que estava a ver e foi pedir justificações ao seu amigo. Mas este não lhe disse nada e ignorou-o, algo que deixou Hugo furioso ao ponto de lhe jurar que isto não iria ficar assim e que iria fazer o que fosse preciso para recuperar o que lhe era seu por direito, pois tinha tanto direito como o Simão a ter o seu nome no disco e a dividir os lucros e o protagonismo.

Esta é uma história de rivalidade e de ambição, onde cada um não irá olhar a meios e utilizar os seus métodos para vencerem. Afinal de contas, quem tem o direito a ser o protagonista?

Edited by Diogo_M
  • Like 7
Link to comment
Share on other sites

  • 3 weeks later...

8oNzWD3.jpg

 

Apresentação das personagens

 

Hugo Abrantes – É um rapaz humilde e amigo. Nunca recusar ajudar uma pessoa numa situação difícil mas por vezes revela alguma ingenuidade que lhe vai trazer muitos problemas.

 

Simão Torres – É o melhor amigo do Hugo. Uma pessoa brincalhona, mas por vezes egoísta e ambiciosa. Não desperdiça qualquer oportunidade que lhe apareça à frente e isso implica ir contra qualquer um, até mesmo contra o seu melhor amigo.

 

António Torres – Pai de Simão. Não tem uma relação propriamente boa com o filho e muitas das vezes acabam por discutir. Não irá aprovar a decisão do filho em seguir com a carreira de DJ.

 

Júlia Torres – Mãe de Simão. É uma pessoa reservada, que vive com medo do próprio marido, que não lhe deixar tomar qualquer decisão no seio da família Torres nem mesmo dar a opinião. No entanto Júlia esconde um segredo terrível que o marido nunca poderá vir a descobrir.

 

Tiago Abrantes – Pai de Hugo. Tem uma relação cordial com toda a família, e aceita as decisões que os filhões tomarem, mesmo que no princípio esteja reticente.

 

Raquel Abrantes – Mãe de Hugo. É uma mulher desempregada, que toma conta de casa e no tempo livre faz bolos para vender.

 

Pedro Abrantes – Irmão de Hugo. Ambos são muito semelhantes em termos de personalidades e isso é um dos motivos para manter a harmonia na família Abrantes.

 

Dinis Amorim – Produtor da Music Portugal e que irá ser o responsável por produzir o CD de Hugo e Simão. É um homem humilde mas que será traído pela ambição de Simão.

 

 

O primeiro episódio será publicado na próxima segunda-feira, dia 9 de março. Mas logo no dia seguinte, teremos o segundo episódio!

Edited by Diogo_M
  • Like 7
Link to comment
Share on other sites

Há aqui personagens interessantes! A história e fresh, diferente! :)

 

O título para mim e o grande destaque! O protagonista, e apelativo! :P Não pensaria num título assim tão bom!

 

Força com isso miguxo! Arrase com esta ficção!!! 

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

:O Adoro a sinopse. Ainda não tinha lido e estou chocado. :haha: Boa sorte Diogo, tenho a certeza que vai correr bem! :D

E obrigado por te teres lembrado de mim e teres dado o nome "S" ao álbum. :giveheart:

Nada convencido... :rolleyes:

É claro que me iria lembrar de ti, tás sempre no meu coração

:yes: Penso sempre em ti a toda a hora :giveheart::rolleyes:

Obrigado Miguel :P

Há aqui personagens interessantes! A história e fresh, diferente! :)

O título para mim e o grande destaque! O protagonista, e apelativo! :P Não pensaria num título assim tão bom!

Força com isso miguxo! Arrase com esta ficção!!!

Obrigado cabrito :rolleyes::P Edited by Diogo_M
  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

Uma história inovadora por cá, mas que acredito que vai surpreender, tem todos os ingredientes para isso! :D Quem será o verdadeiro Protagonista?  :cool:   xD

 

Boa sorte Diogo, irei acompanhar do segundo ao último capítulo.  :rolleyes:  :mosking: Não me apetece ler o primeiro.  :keeporder:

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

Uma história inovadora por cá, mas que acredito que vai surpreender, tem todos os ingredientes para isso! :D Quem será o verdadeiro Protagonista? :cool: xD

Boa sorte Diogo, irei acompanhar do segundo ao último capítulo. :rolleyes::mosking: Não me apetece ler o primeiro. :keeporder:

Então não leias, olha eu importado com isso 8)

Obrigado João :)

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

0iMdYeF.jpg

 

1º Episódio – O início de uma carreira

 

Uma pessoa encontrava-se a dormir no chão de uma rua deserta, com vários trapos envoltos em si. Parecia ser alguém que andava nestas condições há semanas ou até meses.

 

- Deixem-me paz. Não quero falar com ninguém! - ele estava desolado, sem um rumo na vida, perdido entre pensamentos vestidos de negro, tão negro quanto o estado do seu corpo ali deitado em plena rua.

 

 

Dois anos antes...

 

 

Era junho de 2010. Hugo e Simão estavam na última semana de aulas do 12º ano. Tanto um como o outro tinham escolhido seguir Ciências e Tecnologias, pois desde pequenos que eram fascinados por esta área, pelas novas tecnologias e andavam sempre a par das notícias. Desde aí se tornaram os melhores amigos e nunca mais se separaram. Hugo era alto, magro e moreno, usava cabelo curto, era um rapaz calmo e reservado, não se metia muito em confusões e evitava discutir com as pessoas. Tinha sempre algum conselho para dar quando alguém desabafava com ele. Já Simão era quase o oposto dele, era também alto e moreno, com cabelo encaracolado mas por vezes era arrogante e maltratava os colegas quando estava mal disposto.

No entanto Hugo era a única pessoa com quem nunca tinha tido conflitos e embora parecesse egoísta, nunca recusava ajudar alguém quando este precisasse.

 

Chegados ao último ano escolar, só lhes faltava passarem nos exames para poderem concluir o secundário e decidir se seguiriam para o ensino superior ou não. Hugo era dos alunos mais inteligentes da turma, nunca dera preocupação aos pais com as suas notas, ao contrário de Simão que sempre teve dificuldade a Matemática e a Física e Química. E isso preocupava os pais, que tiveram de lhe arranjar um explicador para subir as notas. Simão viveu os três anos do secundário preocupado com que não pudesse concluir as duas disciplinas, no entanto sempre conseguiu passar à tangente.

 

Mas hoje não era dia para preocupações. Os dois amigos encontravam-se descontraídos no intervalo da primeira aula da manhã e a pensarem no que fazer no futuro:

 

- Simão, tu já sabes o que vais seguir? – perguntava Hugo.

 

- Não sei. Eu gostava de seguir algo relacionado com música, sempre foi o meu sonho compôr algo e fazer sucesso por todo o lado. Mas não sei, os meus pais estão sempre a insistir para eu ir para o ensino superior e seguir medicina, mas eu já lhes disse que não tenho intenções de fazer isso.

 

- Já com os meus é diferente. Eles dizem-me para eu seguir aquilo que eu achar melhor e para fazer aquilo que eu quero.

 

- Fogo, quem me dera ter uns pais como os teus! Mas pronto, eu não vou fazer o que eles querem e fim de assunto. Se continuarem a insistir nisto saio de casa.

 

Hugo riu-se das ideias que o amigo às vezes tinha:

 

- Tu és doido! Vais ver que eles vão compreender e acabar por aceitar aquilo que escolheres. Se queres seguir música, não desistas e vai em frente com isso!

 

- Oh Hugo, tava aqui a pensar e podias juntar-te a mim e íamos trabalhar como DJs em discotescas e assim. Era brutal!

 

- Mas eu não tenho jeito nenhum para isso, acho que ia correr mal...

 

- Não custa nada, anda lá. Vamos falar com os nossos pais a verem o que acham da ideia, que tal?

 

- Hmmm, não sei não. Estou muito reticente a isso.

 

- É uma ideia fixe! Por favor...

 

- Pronto está bem. Eu vou falar com eles. – Hugo estava assustado com esta ideia que o Simão tinha tido.

Entretanto a campainha tocou e eles voltaram para a aula. Passaram o dia todo a falar um com o outro e a discutir o que haveriam de dizer aos pais e a planear o que fariam nos próximos tempos.

 

Ao final do dia, Simão chegou a casa e sem perder tempo disse aos pais que tinha algo para lhes contar:

 

- Estou a pensar em ir trabalhar para DJ e seguir uma carreira.

 

- O quê Simão? Mas tu estás maluco? É que nem penses ires agora fazer uma coisa dessas – dizia o pai António furioso.

 

- Oh pai, eu já te disse que não vou para medicina, escusas de insistir nisso porque não vale a pena. E não quero que vocês aceitem, eu vou fazer o que quero e gosto e ponto final. Não há nada que digam que me vá mudar de ideias.

 

- Ai queres fazer disso a tua vida? Então faz, mas não vais contar com o meu apoio e ajuda nem com o da tua mãe. Estás por tua conta e responsabilidade.

 

- Não te preocupes. – respondeu em tom arrogante.

 

Simão sempre tinha tido uma relação complicada com os pais, entravam sempre em desacordo, muitas das vezes pelo facto de não querer seguir o que o pai tinha sonhado para ele. Um dia, Simão ficou tão zangado que saiu de casa e não pôs lá os pés durante uma semana. Quando voltou, levou uma grande porrada do pai e ficou de castigo durante meses.

 

Do outro lado, Hugo estava à mesa a jantar com os pais e o irmão. Esta família era o oposto da do Simão. Os pais de Hugo sempre tiveram uma boa relação com os filhos e raras eram as vezes que se via alguém a discutir naquela casa.

 

- O que acham da ideia de seguir a carreira de DJ? – disse Hugo, meio amedrontado com a reação que os pais pudessem ter.

 

Tiago começou a engasgar-se com a comida mal ouviu o filho dizer aquilo.

 

- Ah?! Mas tu tens a certeza disso Hugo? Acho que não é algo que seja interessante de se fazer.

 

- Sim pai. O Simão convidou-me para nos juntarmos nisto e em princípio devo aceitar.

 

- Pronto, como já te disse tu fazes o que quiseres. Se é isso que queres, tudo bem nós aceitamos.

 

E assim começava o início de algo que iria mudar a vida de Hugo e Simão. No dia seguinte, ambos encontraram-se de novo na escola e começaram a trabalhar no projeto e a compôr algumas músicas para entregarem às produtoras.

 

Entretanto a última semana de aulas passou e os exames estavam a chegar à porta. Os dois já tinham composto uma música mas decidiram fazer uma pausa pois tinham de estudar. Combinaram ficar o verão todo a trabalhar nisto e no final irem então entregar todo o seu trabalho. Só que não correu bem. Chegou o final do verão e à primeira produtora, fecharam-lhes a porta na cara. Foram a outra que lhes disseram que não estavam interessados. E várias se seguiram, mas sem sucesso. Ninguém queria saber das músicas deles e isso deixou-os desapontados:

 

- Simão, eu disse-te que isto era uma má ideia. Ninguém gostou do que fizémos.

 

- Hugo não vamos desistir, é que nem penses! Vamos continuar, vai haver alguma produtora que estará interessada em nós.

 

De repente o telemóvel do Simão tocou. Era de um número que não conhecia:

 

- Estou? Quem fala?

 

Hugo estava a fazer sinal ao amigo que ia embora, mas este não o deixou ir:

 

- Espera Hugo! Oh Meu Deus, nem sabes com quem é que acabei de estar à conversa!

 

- Com quem?

 

- Era o Kura! Um dos DJs mais famosos daqui de Portugal, a dizer que queria fazer uma música conosco.

 

- Estás a falar a sério?

 

- Ya, meu. Vamos fazer uma música com ele.

 

Hugo e Simão começaram a festejar e decidiram ir para um bar beber. No entanto, quando estavam a chegar, ouviram gritos e um embate forte. Assustados, foram a correr ver o que se passava e encontraram uma pessoa deitada no chão com uma enorme poça de sangue à volta dela.

 

MgWqPi8.jpg

 

Quem será a pessoa que foi atropelada? Alguém muito próximo de Hugo ou Simão? Será que a vida dos dois irá mudar com este convite inesperado? Não percam amanhã o 2º episódio!

Edited by Diogo_M
  • Like 6
Link to comment
Share on other sites

0iMdYeF.jpg

 

2º episódio – Planos adiados

 

Hugo não queria acreditar no que estava a ver à frente: a sua própria mãe a esvair em sangue, após ter levado uma pancada forte de um carro que passava na rua a alta velocidade. Não perdeu tempo e correu para a beira dela a gritar:

 

- Por favor! Alguém que chame o 112! É a minha mãe, ajudem-me, por favor!

 

- Tem calma Hugo. A tua mãe há-de ficar bem.

 

- Como é que queres que eu tenha calma? Ela está aqui a sangrar e não reage. Mãe acorda, por favor, não me deixes! – Hugo gritava desesperado, e a chorar convulsivamente.

 

Passado uns minutos, a ambulância chegou e levou Raquel, acompanhada do filho. As horas que seguiram foram cruciais para o estado da mãe de Hugo. Este encontrava-se à entrada do hospital, acompanhado de Simão que entretanto tinha chegado para consolar o amigo.

 

- Já sabes notícias da tua mãe?

 

- Não, Simão. Ainda estou aqui à espera e nada.

 

Passado uns minutos, veio ter com eles o médico que trazia notícias boas e más.

 

- Pode começar pelas más, por favor! – respondeu Hugo.

 

- Bem, a sua mãe infelizmente vai ficar paraplégica e não há como evitar essa situação. O embate do carro foi muito forte e causou uma lesão muito grave na coluna. Lamentamos muito que isto tenha acontecido, se pudéssemos, teríamos evitado!

 

Hugo sentiu um desânimo enorme por não poder fazer nada que ajudasse a sua mãe, que teria de viver para sempre numa cadeira de rodas. Mas o rapaz iria estar sempre disponível para ela.

 

- Doutor, e as boas notícias? – perguntava.

 

- As boas notícias são que a sua mãe já acordou e poderá ir visitá-la se quiser.

 

Hugo esperou que o pai e o irmão chegassem e foram depois para o quarto onde estava a mãe:

 

- Raquel, o que é que aconteceu? Lamentamos tanto que isto tenha acontecido – dizia Tiago, preocupado com a mulher.

 

- Eu não sei. Estava a atravessar a rua e o carro ainda ia longe, de repente começa a andar mais depressa e eu não consegui fugir a tempo.

 

- E tu viste quem era?

 

- Não, não me preocupei em ver quem era a pessoa. Só queria correr rápido para o outro lado da rua.

 

A família Abrantes estava preocupada que alguém tivesse feito isso propositadamente e isso significava que todos corriam perigo.

 

- Nós agora temos de estar de olhos abertos. E tenham muito cuidado para não andarem sozinhos – Tiago falava firmemente, não querendo mostrar muita preocupação perante a família.

 

Simão do lado de fora esperava pelo amigo, pensativo:

 

- Só espero que isto não faça adiar todos os nossos planos. Não posso deixar que isso aconteça por causa do Hugo.

 

Entretanto Hugo e a família regressaram e Simão pediu a ele para falarem a sós:

 

- Olha, não te esqueças que amanhã temos a reunião com o Kura. Eu sei que o que aconteceu à tua mãe foi muito mau, mas não podemos perder esta oportunidade.

 

- Tu estás parvo, Simão? Eu agora quero ficar junto da minha família e apoiar a minha mãe, é a minha única prioridade. Mas não te preocupes, nós iremos ter outras oportunidades.

 

- Achas mesmo? É o Kura, é só um dos DJs mais famosos do país, não sei como é que podes achar que vamos ter outra oportunidade única como esta.

 

- Já tomei a minha decisão. Sempre podemos pedir a ele para adiar a nossa reunião. Tenho a certeza que ele irá compreender.

 

Simão começava a sentir por dentro irritado, mas não a queria mostrar à frente do amigo:

 

- Tudo bem Hugo, ligamos a pedir para adiar. Olha eu agora vou ter de ir embora, os meus pais estão à minha espera. As melhoras para a tua mãe!

 

- Obrigado por teres estado aqui. Adeus!

 

A expressão de raiva mostrava-se na cara de Simão quando este virou as costas ao amigo. À saída do hospital deu um empurrão a uma pessoa e nem sequer pediu desculpas:

 

- Agora que tivémos esta oportunidade, aquele gajo pede-me para adiar só por causa da mãe. Só espero que isto não estrague os meus planos!

 

 

MgWqPi8.jpg

 

Quais serão os planos de Simão? Será que poderão ser prejudicados pela decisão de Hugo? Não percam o 3º episódio na próxima segunda-feira!

Edited by Diogo_M
  • Like 5
Link to comment
Share on other sites

Ok, nunca pensei que fosse a mãe de um deles a ser atropelada! :O Novamente os mistérios dos pais envoltos nas histórias dos filhos.  :rolleyes: Gostei! :P

O Diogo vê muito PLL  :rolleyes:  :mosking:

 

Estou a gostar muito Diogo, estava curioso para saber como se dava a ruptura da amizade e já se começa a perceber porquê xD Continua! Fortíssimo :cool: 

  • Like 4
Link to comment
Share on other sites

Ok, nunca pensei que fosse a mãe de um deles a ser atropelada! :O Novamente os mistérios dos pais envoltos nas histórias dos filhos.  :rolleyes: Gostei! :P

 

 

O Diogo vê muito PLL  :rolleyes:  :mosking:

 

Estou a gostar muito Diogo, estava curioso para saber como se dava a ruptura da amizade e já se começa a perceber porquê xD Continua! Fortíssimo :cool:

A diferença é que PLL é só engonhar, aqui vai ser sempre ágil e surpreendente 8)

  • Like 2
Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

×
×
  • Create New...