Jump to content

61: a Fadinha do Brasil


ATVTQsV

Recommended Posts

Em tempos, falei sobre um dos piores programas infantis que eu já vi na minha vida: a Quinta da Bicharada. O que me motivou a ver o dito foi à custa de ter descoberto um programa ao ver um vídeo brasileiro que era "Farinha do Vazio", que pode ser visto aqui (aviso: recomenda-se precaução se forem alérgicos a remixes do nada) para ver se a Quinta da Bicharada era mesmo fraca. Não fiquei desiludido. Mas o que é, na verdade, esta maravilha da televisão que só teve dois programas? Este primeiro post fala um pouco sobre o programa em si. Os próximos posts ao longo desta semana serão um acompanhamento ao minuto dos programas em si.

Primeiro temos de falar da verdadeira identidade da apresentadora, que é a Mulher-Pêra (ou Mulher-Pera, tanto faz). No Brasil, existe uma designação dada a dançarinas do funk carioca, a mulher-fruta. A mais famosa delas todas é a Mulher-Melancia, de seu nome real Andressa Soares, cujo grande salto à fama foi o de ser uma das bailarinas do Funk do Créu do MC Créu. A mulher-fruta que apresentou este programa, não é nada mais nada menos do que esta senhora:

image.jpeg.75333ae589d1b6699d9d1eb2c85fe69a.jpeg

Suellen Aline Mendes Silva não teve uma forte repercussão musical ao contrário da Mulher-Melancia por não ser uma bailarina do Créu, ou será que não? Ela ficou famosa por outros motivos: em 2010, candidatou-se ao cargo de deputada federal do estado de São Paulo, onde obteve 3136 votos, considerados "insuficientes" para conquistar uma vaga na Câmara Federal. Foi divulgado na imprensa que Suellen não conseguiu nenhum voto, no entanto o que ocorreu é que os seus votos tinham sido anulados pelo TRE por questões burocráticas.

Em 2012, ela candidatou-se à vereadora da cidade de São Paulo, pelo PT do B. Com 2.126 votos, não conseguiu ser eleita. Em 2013, fugida do bacanal (a aderência da política nacional), apresentou a  programa infantil em emissão vendida a terceiros na RedeTV!.

Uma coisa é certa: muitas televisões brasileiras vendem horários, e venda é que não falta na televisão deles. Normalmente há programas vendidos a seitas: o Show da Fé é um dos mais populares, no ano passado conseguiu a proeza de ser emitido em três canais em simultâneo. Porém a RedeTV! não sustenta pura e exclusivamente das seitas: da IURD à IIGD, até à Bola de Neve Church. Há todo um outro submundo das emissões concessionadas. Há até televendas com roupas da Galinha Morta (e não, não estou a inventar), programas da empresa Ultrafarma com um pouco de noção católica escondida (também dá na Gazeta), uma espécie de programa da Telemedia que é o Top Game e programas para PMEs. Mas no ano de 2013, um programa infantil mudou o rumo da produção independente. Aliás, raros são os programas infantis nestes moldes. No ano seguinte, uma outra empresa conseguiu uma vaga numa Band que emitia por satélite para algumas operadoras: um programa infantil gospel, o Programa da Milena, que descobri recentemente e é igual de mal comparado com a nossa Fadinha.

O programa estreou a 1 de Setembro de 2013, um domingo, e a sua segunda emissão foi no dia 8 de Setembro. O programa foi um dos poucos infantis a emitir aos domingos, já que historicamente os canais emitiram outros programas que não são de sumo interesse para a criançada (Siga Bem Caminhoneiro, por exemplo). Ainda pior: o programa dava por volta das 14 horas, já perto dos intermináveis programas de domingo na concorrência. Já ter um programa infantil em canal privado a esta hora de domingo era uma surpresa agradável. (talvez não tenha sido tão agradável)

Dentro de horas (ou dias), não percam o acompanhamento ao minuto da primeira parte do primeiro programa. E sim, vou fazer mais uns posts separados, uma vez que o primeiro programa tem tanto entulho por explorar e o segundo nem chega aos calcanhares do primeiro. Se reclamares levas com mais um anúncio do Arnaldo da Seiko. Também prometo que não vou revelar exactamente os detalhes deste suposto "programa infantil" até acabar o próximo post deste tópico. Até logo!

 

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

Muito obrigado pela análise, daqui a umas horas chega a primeira parte do "principal", mas não vou revelar nada por agora (spoilers).

Uma hora depois de completar o post introdutório fui à net e vi que, de acordo com publicações na net, o primeiro programa deu a 8 de Setembro e o segundo a 15 de Setembro. Na altura em que estreou, a Mulher-Pêra disse que mudou completamente para a sua nova personalidade - a Fadinha do Brasil - porque cresceu com a Xuxa.

Se reclamares levas com uma maratona de desgraças desde o Vaches da TV Maresol a uma nova temporada da Fadinha do Brasil, com passagem pelo Programa da Milena e uma emissão inteira do Show da Fé sucedido por uma repetição constante do anúncio da relojoaria Seiko. Juro que é bem melhor, pois a hipnose causada pela canção de abertura do Show da Fé e as músicas da Fadinha do Brasil curaram até os males que a IURD não sabe curar.

  • Like 2
Link to comment
Share on other sites

Sejam bem-vindos à análise ao minuto da Fadinha do Brasil. Primeiro vejam isto. Já falamos.

00:00: O programa começa. Onde é que eu já vi estas flores? Na RTP 2, mas não me lembro onde. O que me chama mais à atenção não é o genérico rasca, mas sim o locutor a arrancar o programa com muita depressão. "Atenção, crianças, recebam com muito carinho a Fadinha do Brasil", diz ele.

KJtvFXx.png

00:06: Afinal não. Segundo o locutor, o programa é a "Fadia do Brasil". Peço desculpa.

YOLOxpk.png

00:09: Eis que nos damos cara a cara com a Fadinha, que começa o programa a dizer que é um programa infantil de cariz "ecológico". "Ecológico" é o que vamos ver mais tarde, porque depois começa uma das partes mais aborrecidas do programa, depois de uma dúzia de segundos a debitar o programa em si.

P63Gmpi.png

Enquanto decorre a canção de abertura, aproveitamos para ver o "cenário" do programa, que é um uso horrível de chroma. Para já, porque é que temos uma canção de abertura que nada tem a ver com o cariz do programa? E o que é que está a fazer aquela televisão com ecrã protegido? Será que é um portal? E porque é que, apesar de vermos crianças a acompanhar a Fadinha, temos, no meio, uma mulher já com alguma idade?

OChYytj.png

A meio da canção, todos os elementos em "estúdio" começam a dançar à volta da Fadinha (e a própria canta o tema fora de sincronização qual telenovela mexicana versão brasileira Herbert Richers) como se fosse um ritual religioso qualquer com mais de dois mil anos praticado por uma tribo indígena algures num lugar pouco desenvolvido.

O grande destaque vai para esta carinha pouco satisfeita aos 02:22, pouco antes da canção acabar:

8YvUYkU.png

OAJBlyC.png

02:26: As crianças (e a adulta) voltam a ficar sentadas quando a Fadinha começa de vez com o programa. "Aqui a gente vai se divertir muito, e toda a criança tem que se vestir". Pois é, aos 02:34, a Fadinha cometeu uma tremenda gaffe. Só depois é que começa com o verdadeiro intuito do programa: os adultos andam a estragar o meio ambiente e as crianças precisam de dar exemplo aos adultos.

q2VkTMv.png

03:21: Entra o primeiro ajudante da Fadinha, o Robotron, que mais parece ter saído de um tokusatsu qualquer que dava na extinta Manchete. Para mostrar a incapacidade do cenário, resolvi colocar em cima o momento em que o Robotron passa por cima do cogumelo como que por magia.

03:32: Robotron afirma que voltou do futuro. "Tudo o que acontece no nosso planeta hoje, no futuro, é o reflexo", diz ele, um candidato a uma daquelas novas e novíssimas frases inspiradoras que brevemente irá entupir os Facebooks de muitas pessoas em Portugal e na CPLP. O futuro não é "nada bom". Passa imagens de desastres sacadas da net. O planeta é um "ser vivo" que está a reagir às agressões.

04:12: Em pleno programa infantil, a Fadinha começa a agir séria em reacção às "visões" do futuro vivenciadas na primeira pessoa pelo Robotron, ao que ele responde que "é só o começo", e que "mais coisas vão acontecer", a dizer que a raça humana corre o perigo da extinção. Que profundo.

7JQmMa8.png

04:52: Começa a segunda canção aqui mostrada, um dueto entre a Fadinha e o Robotron. É difícil acreditar que é mesmo o Robotron que anuncia o início do programa. A canção é deprimente, até uma das frases é "você é máquina e não dá". Dispenso.

06:09: Acabou a canção do Robotron? Que alívio!

OFziZO6.png

06:17: Tico e Teca? Ai credo. A música que eles cantam é uma cópia (o refrão, pelo menos) daquela música do "Danza Kuduro" que em 2012 estava em tudo o que era sítio, até tema da célebre novela Avenida Brasil, mas ainda mais rasca. A letra é deprimente para um programa infantil, até fala sobre relações e isso tudo. Que raio de palhaços são Tico e Teca? Palhaços depravados?

08:34: Até que enfim, aquela musiquinha chata e deprimente acabou. O que será que a Fadinha nos vai trazer pra nóis?

KbBtqog.png

08:45: As Borboletinhas, Nikki e Clara. Só não sei quem é a Nikki e quem é a Clara.

lN3xnTa.png

08:51: A Borboletinha mais alta (à falta de saber qual das duas é) diz um "oi, gente" pouco expressivo. Dá para notar o microfone de vigésima geração pois ainda se consegue ouvir a "grelhação" na dita. A mais baixa diz que está "muito feliz porque estar aqui", a cometer um errinho de português. A Fadinha disse que as Borboletinhas descobriram um caso "incrível" que juro que não vão perder. E, segundo a Fadinha, a Nikki é a mais alta e a Clara a mais baixa.

mvLuLiN.png

09:08: A Nikki chama a Fadinha do Brasil de "Fadinha Feliz": teria sido este o primeiro nome escolhido pela Mulher-Pêra para a sua Xuxa ecológica?

gG6tfKU.png

09:15: A acção passa para a Menina Verde, mais uma integrante do Grupo Fantástico, num cenário que parece mesmo saído da Amaral TV, o canal mais rasca do mundo e Açores.

sTKWpZA.png

09:26: A imagem passa para um vídeo feito em 16:9 (mas emitido em 4:3 letterbox) para uma breve reportagem/entrevista dela com o cantor sertanejo Frank Aguiar (reparem no autocarro dele). Mais alguém daqui sabe quem é que é? Eu não.

ZD48dve.png

09:35: A entrevista:

Menina Verde: Frank, como vai ficar a minha geração com essa destruição toda na Amazônia?

Frank Aguiar: Olha, você hoje tá realmente verde, você tá inspirada em temas que realmente nós temos que nos preocupar. Então se a gente permitir, aceitar, toda essa devastação, o futuro, para nós também acaba, não somente praquelas árvores porque nós dependemos, né?, daquele ar maravilhoso, daquele meio ambiente, saudável, o mundo todo respira, necessita daquela vitamina, aquele verde. Portanto, você também é uma das responsáveis que pode formar as pessoas para que sua geração tenha uma qualidade de vida bem melhor.

oslUZ4P.png

10:20: A entrevista acabou? Foi só um minuto, é só? Não me digas que vão preencher o resto do programa com músicas fatelas. Se bem que a Fadinha diz que vai introduzir uma outra cantiga, desta vez da Menina Verde.

vbl3Ffr.png

10:30: A cançãozinha sobre a Amazónia foi também feita em 16:9 e emitido nas mesmas condições. Teria sido feita pela própria Menina Verde, que também encabeça a canção? Ah, e o tucano chama a Menina Verde pelo seu nome verdadeiro. Ela é a Vicky!

latest?cb=20130125001514&path-prefix=en
Igual àquela babá malvada dos Padrinhos Mágicos, né?

xs6oT9Y.png

Como já aqui disse, a cantiga é da Menina Verde (Vicky mazinha, Vicky chatinha, etc.) e acompanhada por alguns elementos do Grupo Fantástico: a Fadinha, os palhaços depravados e o MC Pica-Pau, da qual já falarei depois. A cantiga é básica, fala sobre a "sustentabilidade do futuro da nação", numa mistura de imagens do Grupo Fantástico (sobretudo a Menina Verde) a cantarem e dançarem e umas imagens chocantes. Perto do fim, o Grupo Fantástico planta uma árvore.

11:34: A cantiga acaba do nada, basicamente como o início do Pe Cimpoi de Sandu Ciorba mas ao contrário e a Fadinha convida-nos a mais um momento musical com as Borboletinhas.

9wnvkjS.png

Perto do fim, a Clara parece estar barafustada por estar num programa infantil de péssima qualidade:

AGCm6Ox.png

Para acabar a primeira parte desta análise com chave de ouro, uma imagem da Clara antes de entrar noutro momento musical, ainda deprimida:

roO5wjP.png

Pois é, quis o destino que o YouTube dividisse a primeira emissão deste grandioso programa infantil em duas, por isso a segunda parte será feita ainda esta semana. Ou melhor: a análise toda desta desgraça vai ser feita ao longo da semana. Não percam a próxima parte porque nós também não! Voltarei depois desta nova sessão de terapias de programas brasileiros de emissão concessionada: vou começar com este programa e a seguir com um loop de oito horas do tema do Show da Fé até que se torne irritante demais. Boa noite, e até amanhã.

 

Link to comment
Share on other sites

Pessoal, afinal ainda há desentendimentos sobre o número de programas que o programa teve.

Já li em sítios como o Twitter que a Fadinha era para ter estreado a 1 de Setembro. Porém, as repercussões da Fadinha do Brasil só chegaram no dia 8/9, quando foi supostamente emitido o segundo programa.

Como o programa ainda foi programado para 15 de Setembro, era suposto haver uma terceira emissão da qual não existem registos.

Entretanto encontrei esta preciosidade que foi publicada no dia 23 de Julho de 2012:

Pois é, um espectáculo da Fadinha do Brasil com o Grupo Fantástico inteiro, pago por uma ONG e num parque ambiental. Isto pouco mais de um ano antes de estrear o seu programa. Continuarei a falar da "obra prima" amanhã.

Link to comment
Share on other sites

  • 1 year later...

Passou pouco mais de um ano desde a última vez que nos vimos com a análise da Fadinha do Brasil, que continua a ser uma lição sobre como não fazer televisão, Entretanto houve uma pá de eventos ecológicos, como uma cimeira onde uma adolescente escandinava e umas quantas sextas de protestos de tal índole. Entretanto desde que acabei a primeira parte, fiquei doente (aquela doençazinha de Setembro, sabe?), na altura o meu Surface parou de funcionar temporariamente (e aqui estou eu, a escrever esta edição no meu Surface de quatro anos) e tive de parar com a tua história de subestação em geral.

A nossa análise da Fadinha do Brasil retoma exactamente no ponto em que parei:

roO5wjP.png

00:00: A segunda parte do programa começa com o funk mais rasca de sempre, interpretado pela Clara, que reza assim: "Eu sou Borboletinha e gosto de andar/Porque meus amiginhos não sabem voar". Mais ou menos profundo, pois uma "borboletinha" que se preze não merece voar, borboleta só o nome e o vestido mesmo. As instruções da Clara são bem claras, "agora todo mundo desce" e depois "agora todo mundo tobi". Não se sabe exactamente o que quer dizer "tobi", mas quando ela repete a palavra na sua canção, provavelmente quer dizer "suba". Aos 33 segundos dá para ver a câmara que filmava a desgraça a entrar no chroma. Quem quiser ver esta obra prima da televisão pode ver aqui separadamente.

x4b5KOq.png

01:21: A canção acaba do nada e a Fadinha dá "um recado" do Guia Talentos Brilhantes. Sabem daquela táctica dos programas da manhã e da tarde em que disfarçam a mera natureza das telepromoções do VivaMelhor? Da Medicare? Onde chamam às telepromoções de "recadinhos", sobretudo na Júlia? Pois aqui é mais ou menos o mesno, se não há nada em falta na televisão brasileira são as telepromoções, e aqui, o programa em questão é de horário vendido, logo o dinheiro pago pela Talentos Brilhantes TV devia ser uma boa quantia.

Espere, afinal não. O recado é para as mães que estão a ver o programa poderem inscrever na Talentos Brilhantes TV. O que é que a Talentos Brilhantes TV faz? Tornar os sonhos das crianças: serem celebridades - em realidade. As crianças de hoje são influenciadas por músicas pouco adequadas, por estarem a tocar em todo o lado, e a música que ouvimos na promo é o Show das Poderosas. Lembram-se? Em 2013/2014 estava em todo o lado (até em Portugal)! E nós estávamos ainda nos últimos resquícios da era em que o sertanejo universitário estava em todo o lado (este género arruinou a reputação da Nove3Cinco a um ponto que achava que iria passar programas de seita). Com o Guia Talentos Brilhantes, vais ter contactos com agências de publicidade para ficares mais famoso e tal. "Venha brilhar com a gente", dizem eles. Eu acho que é um daqueles esquemas ilegais, tipo os castings da Disney que eram mesmo fake e que estavam em toda a parte em 2016.

d3rsUTm.png

03:15: Mais uma rubrica, desta vez do Professor Omar, que responde a perguntas que as crianças estão a fazer "via Skype". Como? Via Skype?

8ZRRxU2.png

03:24: Afinal não. "Skype" aqui deve ser calão para "perguntas que os integrantes que estão no chroma fizeram para depois falarem com o professor". Diz ela: "Por que é que as outras destroem tanto a natureza?". Apesar da dicção ser melhor do que uma criança com menos idade, não consegui entender só uma fracçãozinha do que ela estava a dizer.

dphmiTI.png

03:28: Este aqui é o tal Professor Omar, que anda com o microfone estourado e o chroma era o mesmo do estúdio. A resposta dele: "Destruímos mas o pensamento mudou. Com a ajuda de vocês, jovens e crianças, nós podemos mudar esse contexto e melhorar nosso planeta."

qEKbmJe.png

03:37: "Oi, Professor Omar. Por quê as companhias de pesca ainda caçam as baleias? Isso não é proibido?". Resposta dele: "É proibido. Hoje existem três países que praticam a caça à baleia. No Brasil, desde 1987, essa prática é proibida. Eu sou contra os maus tratos e a matança de animais. Vamos ver esse vídeo, que é muito legal?".

GZ87Cbs.png

Segue-se um vídeo maçador, no sentido em que é emitido na íntegra, porque quer é justificar o que o Professor Omar disse. E o que é que a criança de cima fala? Está a falar sobre animais "mortos" que a gente come e que não quer comer polvo. O argumento dura dois minutos e meio, até que:

kyWzK0D.png

Z1fG2Te.png

06:40: No meio do programa, aparece um anúncio do governo federal para o PARADA (Pacto Nacional pela Redução de Acidentes). Portugal, tome nota (numa altura em que há mais acidentes do que nunca e a Prevenção Rodoviária Portuguesa anda cada vez mais parada). Parece que fizeram mais ou menos o mesmo do que o vídeo da entrevista com o Frank Aguiar e da música da Amazónia na primeira parte, mas era em 4:3 encolhido.

ghCvVhc.png

07:10: "Professor Omar, o que é que vai acontecer quando não sobrar mais nenhuma árvore no planeta?" Resposta do Professor: "Isso não vai acontecer. Mesmo porque estamos a fazer acção do verde (?) em todo o país".

vULumXU.png

07:20: "Professor Omar, quando acabar toda a água potável do planeta, o que a gente vai beber?" Resposta do Professor: "Isso não vai acontecer (de novo). Vocês, crianças, precisam aprender a reciclar para não poluir os rios, economizar a água não deixam torneiras abertas, muito tempo o chuveiro ligado, conto com vocês!"

x7YEe5C.png

"Mais informações no meu site: "wwwprofessoromar.co..br", estou sempre à sua disposição."

Espera aí, qual é o nome dele? Omar? Osmar? Será que o S em Osmar aqui é mudo? Acho que nenhum dos sites do tal Omar funcionou na altura, logo nunca vamos saber o seu nome.

mf7J9TS.png

7:43: A Fadinha anuncia uma nova rubrica que concretiza o sonho dos telespectadores: um quarto com todas as personagens da Fadinha! Quem no seu perfeito juízo teria um quarto com um poster da Mulher Pêra, o Robotron a dizer que "o que fazemos agora, no futuro, é o reflexo", a música da Borboletinha em loop e a Vicky (Menina Verde) a falar com a pessoa mais aleatória possível (o Frank Aguiar) bem perto de casa? Ainda bem que o programa acabou tão precocemente (ao menos os arquivos do site - das quais vamos consultar mais logo - revelam mais uns dados sobre a carreira da Fadinha).

oFqTyL5.png

8:00: Mais música, desta vez da própria Fadinha! A música em questão chama-se "Se Beber Não Dirija" e foi composta para o Grupo Fantástico da Fadinha, e mais tarde acabou por ser lançado num CD da série Funkaxê, com o verdadeiro nome artístico dela - Mulher Pêra. Tal como algumas das canções daqui, não ultrapassa os dois minutos (e alguns segundos) de duração.

JVABxtz.png

10:08: A Fadinha do Brasil apresenta uma nova rubrica de perguntas "via Skype", mas desta vez é ela que lança as perguntas às crianças. Desta vez:

M6fh6yc.png

As crianças são apresentadas a preto e branco (no Skype as câmaras são todas a cor, não é?) e com imagem a 2 frames por segundo só para emular o Skype. A Fadinha falou sobre a poluição dos rios do Brasil, e a criança diz que se poluirem, só dá para beber água do mar.

rUBwSY9.png

A segunda pergunta é lançada a uma telespectadora de Manaus e é sobre os esforços para proteger a Amazónia e como é importante parar a destruição de árvores e tal.

gvTNku0.png

O último depoimento era do Maranhão. Basicamente o mesmo tema da criança de Manaus. Reparem como as "webcams" deixam uns cantos da televisão "destapada", pois ainda dá para ver o protector de ecrã (ou "portal"). E para piorar ainda mais, as crianças eram todas vindas de um estúdio, com o mesmo papel de parede de quando a Menina Verde fez a sua introdução. Pior: as crianças que supostamente estavam a falar longe do estúdio eram crianças que estavam à roda da Fadinha em pleno estúdio! Mais uma lição sobre como não fazer televisão.

JlfE97c.png

10:57: Apesar de ser introduzido na parte da Menina Verde, só no fim é que vemos o MC Picapau em todo o seu esplendor. A personagem desta criança é uma homenagem a Woody Woodpecker (nome lusófono Pica-Pau), uma personagem dos anos 40/50 que é mais popular no Brasil do que nos EUA. Num funk infantil, o próprio diz que o seu cachê é de bolacha, sorvete e amendoim. Que nem dos gajos que fizeram o programa.

eCMgTX0.png

12:38: A canção acaba do nada, que nem leite do zero (e não é a primeira vez, pois tenho a sensação de que todas as canções deste programa tiveram tal tratamento para poupar tempo) e todos os elementos do Grupo Fantástico (menos a Menina Verde) se reúnem com as crianças do palco. Por uns segundos, claro, pois passa ao anúncio da PARADA que já deu. Será que o governo foi o principal patrocinador do programa?

mMoRP9M.png

8FX9DVF.png

13:16: O programa chega ao fim (que alívio) com um agradecimento à RedeTV! por ter o programa, e despede-se até um próximo programa, "se Deus quiser". Teria sido uma profecia para ditar o fim do programa? Ninguém sabe. Mas para acabar o programa com chave de cobre (pois chave de ouro não chega), uma cantiga do Grupo Fantástico reunido, menos a Menina Verde. E com isto damos por concluídos 28:42 (soma das duas partes) de puro desgraçamento mental. Mas calma. Ainda não é o fim. Ainda há provas por pesquisar. Será que teve mesmo dois programas? Que fim teve o Grupo Fantástico e a personagem da Fadinha do Brasil? Quem é que começou a zoar com o programa e a achar que era tortura?

Link to comment
Share on other sites

  • 10 months later...

A minha intenção em 2018 era de falar sobre todas as edições da Fadinha do Brasil que foram produzidas, umas duas. Se o primeiro programa foi uma lição sobre como não fazer televisão, o segundo bateu no fundo. No fundíssimo.

Pelos vistos, este segundo (e talvez último) programa da Fadinha do Brasil foi feito no formato 16:9, porém o cartão visto no início, da IPROTV, está em 4:3 e tem um fundo do primeiro episódio. Um fundo que não vamos ver neste episódio, com muita pena minha. Pelos vistos passou a 8 de Setembro de 2013, o que leva-me a acreditar que o primeiro, o festival da desgraça, foi emitido no dia 1.

oQdXZCH.png

00:07 - E eis que o programa finalmente começa. Numa táctica de tentar conquistar o gosto dos telespectadores, o programa começou com uma baita imagemzaça de um bebé a dançar ao tema da Fadinha. Tudo bem. Mas e o genérico, aqueles templates, aquela roda de crianças, aquele chroma, aquele beijo? Não há.

xfYBUgH.png

No entanto, temos direito a um template rasca qualquer que encontraram por aí

RPbIWKU.png
HCu2Db2.png

seguido por imagens da Fadinha a dançar, intercaladas com imagens das crianças na plateia. E eram bem mais, comparada com a miserável roda da edição anterior:

P63Gmpi.png

ccgGx9E.png

01:47 - Enfim, o começo do programa. A Fadinha avisa que há novas rubricas, e entre as novidades, uma com vídeos recebidos da internet. Esta semana, "uma garota chinesa surda que gosta de tocar violino". Tente não chorar. E depois começa o vídeo, legendado no Sony Vegas. Tudo parece chinês, até que, aos 02:46, vemos uma matrícula tailandesa, e de seguida, pessoas a falar tailandês (tailandês e chinês são línguas que não aparentam ter semelhanças), portanto deve ter havido uma falha no research. O vídeo continua com os seus quatro longos minutos. Na verdade, era um anúncio "motivacional" da Pantene tailandesa, anúncios compridos estavam em voga por lá. Semanas depois deste programa ir ao ar, um anúncio comovente da True Move viralizou-se por todo o mundo e até chegou a ser notícia nos jornais da TVI (o típico paleio de fim de jornal). Depois a Fadinha dá a moral (porque, no packshot do fim do anúncio tailandês, a Pantene usava o slogan "tu podes brilhar").

Já estou a entender a razão pela qual o programa é inferior ao primeiro. Para já, o primeiro ponto contra é o facto de estarem a emitir vídeos compridos tirados da internet, sem nenhum tipo de corte (porque a produtora é minúscula), e nada de cortes abruptos do nada como no programa anterior.

xSCo5lq.png

07:00 - a premissa do "nunca desista dos seus sonhos" foi um mero pretexto para promover o Guia Talentos Brilhantes TV (que a avaliar pela posição, parece "Guia Talentos TV Brilhantes". Aqui em Braga há a Casa Zé das Solas e o logo parece dizer "Casa das Zé Solas" :P).

Certamente já ouviram falar da Talentos Brilhantes TV da análise do programa anterior. Resumindo porcamente, é uma agência que pretende recrutar crianças para aparecerem em anúncios, séries, telediscos e tal, mas na verdade é fraudulenta. Depois ela repete a música Se Beber Não Dirija (Eu quero passar, eu quero passar, pro vestibular...) que já ouvimos no programa anterior, onde a actuação em playback da Fadinha é intercalada com imagens da plateia, que parece estar visivelmente deprimida.

08:59 - E aí, pequenos e pequenas, gostaram da nova música da Fadinha?

Nova? Como se já ouvimos no programa passado?

Ainda há algumas provas relativas às datas em que isto passou que ainda não foram reveladas ao público, e vou teorizar depois. Anuncia na próxima semana a chegada de "artistas especiais", os palhaços Atchim e Espirro.

nb6gCRO.png

O vídeo deles começa aos 09:15 e é passado na íntegra. Os palhaços são acompanhados por chupas, gelados, brigadeiros e barras de chocolate antropomórficas numa canção que glorifica os doces (e avisa sobre "não lambuzar", termo técnico para  "não ficar obeso"). O vídeo é emitido na íntegra, com os seus 04:25 de duração (de maneiras que parece interminável). Acho que está mais do que na hora para fazer uma pausa. Vou ali dar um recadinho e já volto.

E depois deste recadinho que dei para vocês sobre a Baba de Urtiga do Brejo Sertanejo, passamos o anúncio da Talentos Brilhantes TV à frente (a produtora usou o mesmo anúncio em 4:3 do programa "anterior"), saltemos para o próximo ponto saliente do programa.

16:08 - Vamos pros nossos comerciais e não saia daí! A gente volta!

E num súbtil corte (nem deram tempo para acabar a frase), vemos o mesmo anúncio da PARADA do programa anterior. Dica à PRP - voltem a fazer campanhas de alto gabarito, nem que seja uma versão actualizada deste anúncio aqui.

WfayY2U.png

16:43 - A segunda parte do programa começa com este plano de uma criança enquanto a Fadinha canta uma nova música que não ouvimos no programa anterior, Geração Saúde. Os mais atentos vão poder ver a criança dos 7 segundos aos 17:32, a chuchar o dedo.

7x93b4T.png

19:08 - Há uma súbita mudança de planos sendo que a canção da Fadinha é cortada abruptamente e vemos este menino aqui fantasiado de Pica-Pau. Só agora é que me apercebi dele. Lembram-se do MC Pica-Pau do programa anterior?

JlfE97c.png

Igual (com pintura facial a menos). Ele já apareceu noutras vezes no programa, mas parece que não lhe deram o palco.

Isto serviu-nos de pretexto para a chegada da Repórter Verde - ou será da Menina Verde? - que já tem nova aparência:

mZk3Fyi.png

Desta feita ela fez uma entrevista com o vereador Gilberto Natalini sobre a plantação de árvores na cidade de São Paulo, que "nos últimos sete anos" (entre 2006 e 2013, ano em que foi emitido) plantaram 1,6 milhões de árvores. A entrevista foi rápida demais, não lhe deram tempo para mais perguntas. Deram era tempo para passar vídeos completos e cortar na grana do resto. Enfim.

go51Etw.png

20:26 - Até que enfim, uma pergunta, comprida demais em relação à primeira edição. Nada de Skype, era da plateia. Era sobre alimentos desperdiçados. Depois tiveram que botar um vídeo completo, do Prato Consciente, onde tiveram de criar pratos com um quinto cortado e a mensagem "porque é que desperdiçam 20% dos alimentos?". Uma experiência social de dois minutos. Daqui para a frente, vamos ter de comer tudo o que estiver no prato.

Já diziam os Netinhos do Avô em 2001, no refrão de Fast Food:

Ui, esta comida tem sabores divinais
U-u-u-u-ui, é de comer e chorar por muito mais.

Depois passam o tema do Grupo Fantástico que já ouvimos no fim do programa anterior. Por falar em fim, este programa está a chegar mesmo ao fim. Sinceramente, este segundo programa não tem ponta por onde lhe pegue.

8OAgvk0.png

24:30 - Yay! O MC Pica-Pau voltou! E com uma música nova! Onde fala sobre não ser Neymar mas ter dom de bola e tal e também do preço da fama. A fama, por incrível que parece, angaria o mulherio. Vida de artista.

A canção dura um minuto pois a Fadinha utilizaria uma parte do programa para dar um recado aos prefeitos para uma campanha de arborização e tal. E depois mais uma música - espera aí, não faltavam três minutos e pico de programa?

ThjFejc.png

Ah pois, era a Borboletinha. A Nikki. Com o tema do costume. Aos 26:41, ela anda a ligar o microfone.

Ainda bem que é playback, pois se não recorressem a tal, iriamos ver a desgraça que era o som estourado, que nem o Professor Omar do programa anterior. Dura um pouco mais porque a IRPOTV optou por dar mais tempo a ela.

28:20 - "É uma pena", para mim não é. Fica a dica: o próximo programa vai ser emitido no dia 15 de Setembro de 2013 às 14 horas, horário de Brasília.

O último minuto do programa consiste num excerto do Earth Song de Michael Jackson enquanto passa a ficha técnica. Segundo a dita, vemos que a Repórter Verde é a Thalita, e não a Vicky (com muita pena minha).

Análise do segundo programa por outra pessoa:

E agora vamos ao principal equívoco: porque é que eu disse que o programa tinha sido estreado a 1 de Setembro e não a 8, considerando que os media falaram disto na segunda e terceira semanas de Setembro?

Se forem à parte de cima do post, aquele slide da IRPOTV refere este programa mais baratucho como o segundo e datado do dia 8. Não sei se tal caracterização gera erros. No Twitter fiz uma pesquisa avançada por "fadinha do brasil" entre os dias 1 e 15 de Setembro de 2013. Fui para os tweets mais antigos e achei alguns que indiciavam provas de que o programa do chroma foi ao ar no dia 1 do mês:

Pelos vistos o programa teve pouca repercussão na semana em que estreou. No dia 8 ganhava mais notoriedade por Maurício Stycer, crítico de televisão, onde menciona coisas que passaram no segundo programa: https://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2013/09/08/mulher-pera-vira-fadinha-do-brasil-na-redetv/

O post foi actualizado dia 9: "Fadinha do Brasil" não foi bem em matéria de audiência. Segundo dados do Ibope, o programa registrou 0,2 ponto com pico de 0,5. Tecnicamente, como se diz no meio, deu traço.

A 15 foi emitido o terceiro e último programa, e a prova está aqui:

Acredito que no mesmo programa foram a dupla Atchim e Espirro, ou será que não?

Aparentemente o sucesso da Fadinha na internet gerou a opção da IRPOTV de criar um best-of dos programas já emitidos, mais a entrevista que foi cortada no programa anterior. Acho que não foi lá grande coisa. O segundo programa nem sequer tinha o Robotron (cadê o Robotron?) nem o Tico e a Teca (cadê eles?).

A 22 de Setembro o programa não foi ao ar. A venda da faixa da Fadinha acabou por trazer pouco lucro e acabou. No dia 23 foi postado um vídeo para cidades terem o interesse de ter uma actuação do Grupo Fantástico:

Vejam as crianças com ar confuso aos 18 segundos.

Depois do terceiro dos poucos programas ir ao ar, surgiu este vídeo satírico onde uma paródia do Dollynho acabaria por falar sobre a Fadinha e comparava com a Xuxa.

Aparentemente a Fadinha fora criada em 2012. Até então era uma banda (Grupo Fantástico) que era promovida por ONGs. O vídeo data de 23 de Julho de 2012 e já tinha as músicas base.

Mensagem da Fadinha a agradecer a todos os telespectadores que adoraram (e os que criticaram também).

Fuçando no site da Fadinha, achei umas pérolas:

logo.png
montagemfadinha1.jpg
banner-1.png
fadina-banner.png

Para terminar, a análise do primeiro programa do meu YouTuber brasileiro favorito, o Amdré Young. A segunda parte encerra com chave de ouro com depoimentos verídicos sobre quem esteve nas gravações.

Ele e o canal Diva Depressão acabariam por gerar um interesse renovado nesta obra sem igual do audiovisual infantil internacional. Por uns anos, o Brasil privou-se de programas de baixo carácter técnico.

Até que veio a Flavinha Cheirosa. Ela vai ter direito à sua crónica, aguardem!

Link to comment
Share on other sites

  • 1 year later...

Depois de ver um vídeo da TV Formosa sobre o estado actual da RedeTV!, lembrei-me que tinha uma verdade para postar na crónica e que meio que tem a ver com a situação.

Porque é que o primeiro programa da Fadinha do Brasil tem todos aqueles cortes toscos? É muito fácil, dado que como já falei anteriormente, é um programa de horário vendido. Como é de praxe, alguns destes programas sem serem de seitas tem que lidar com as limitações da quantia de tempo e no caso da Fadinha parecem ter filmado algo que dava para 45 minutos de programa, e infelizmente só dava para meia hora no horário que tinham assinado.

Também, quando a IURD tinha programas na SIC ao fechar a emissão, tinha de obedecer ao limite de quinze minutos à qual era imposta (eles tinham um de manhã e acho que durava o dobro). Uma vez há algum tempo estava a ver um programa deles num dos canais de estado da Nicarágua (o 6) e como estavam a fazer turno para trocar para outro canal (o 13) tinham de encher chouriços a passar imagens do principal templo deles no país (uma vez até ouvi um teste de microfone!) dado ter acabado antes do tempo.

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

×
×
  • Create New...