Jump to content

98: NTV


Recommended Posts

Em tempos falei sobre o Canal de Notícias de Lisboa, um dos dois canais do suposto plano da TV Cabo de "regionalizar" a televisão mas que eventualmente acabaria por ser visto em todo o país e que passaria a ser um canal de notícias de uma das generalistas, tendo sido comprada forçadamente pela SIC. Hoje falamos sobre um caso único na televisão nacional, de maneiras que o canal foi uma iniciativa privada para começar e que depois foi "nacionalizado" e hoje é o único canal de notícias que toda a gente vê. Sobre as sucessoras da NTV fica para depois, mas a NTV merece ter a sua edição.

A NTV foi inicialmende baptizada de Porto TV. A primeira intenção foi noticiada pelo Expresso a 6 de Dezembro de 1997 com base nos planos da Câmara Municipal do Porto e da Lusomundo de criar um canal de televisão portuense, com vista a uma alteração à legislação vigente para permitir tais televisões. Em 1999, estava num duelo entre SIC e RTP para obter a concessão, falava-se numa emissão experimental a 23 de Junho do mesmo ano. No entanto, tal emissão experimental nunca foi concretizada e o canal passou por uma série de problemas parecidos com os do CNL e do Porto Canal que levaram a atrasos na sua abertura. O canal adoptou um nome definitivo em Abril de 2001, Norte TV, que por si só gerou o nome verdadeiramente definitivo, NTV. Por esta altura já o CNL foi consumido pelas chamas da SIC Notícias.

Hidden Content

    Sign in or sign up to see the hidden content.

Inicialmente com arranque previsto para Junho de 2001 (because São João), mais uma série de imprevistos ajudaram ao atraso no lançamento, que acabaria por ser a 15 de Outubro.

O vídeo em cima era o filme do canal, ou pelo menos uma versão condensada, criada pelo publicitário luso-brasileiro Edson Athayde (o tal do Anúncios de Graça), que tinha feito os grafismos da RTP 1 e 2 cinco anos antes. Curiosamente a RTP detinha 25% das acções, o que tornava o canal num investimento misto, dado que uma parte pertencia ao governo e o resto dividido entre investidores privados. Este tipo de accionariado é banal noutros sectores mas não na televisão, pelo menos na Europa.

Porém, a data de lançamento era pura e sumamente experimental, sendo que o Carlos Magno decidiu dizer que "daí a um mês é que não, tem de ser mais rápido".

A NTV tinha um vasto leque de programas de informação e temas mais generalistas, algumas das quais sobreviveram a passagem do canal para RTP N.

  • Notícias: jornais de síntese
  • nMundo: o principal jornal da NTV; tal como nos outros canais de notícias portugueses e na sucessora, era às 21:00
  • Trânsito: o trânsito na cidade do Porto, o Porto Canal nunca chegou a fazer algo parecido
  • Meteorologia: um serviço que o Porto Canal chegou a fazer também
  • Radar de Negócios: programa sobre economia, acho que era produzido pela Farol da Ideias. Foi um dos programas que sobreviveu a mudança para a RTP N
  • Cibermundo: programa sobre tecnologia apresentado por Pedro Teichgräber, actual correspondente desportivo da RTP. Tal como o de cima sobreviveu o fim da NTV e esteve no ar até 2008 pelo menos
  • N de Economia: programa de notícias económicas com Jorge Oliveira
  • Cumplicidades: programa de entrevistas com gente do Porto apresentado por Luísa Sequeira
  • MTT: emitido nas horas de mais afluência (manhã e fim de tarde) a cada meia hora, consistia em informações meteorológicas, o trânsito e os transportes no Porto
  • Apetites: breve apontamento culinário com Célia Monteiro
  • Avenida dos Aliados: debate da actualidade com Carlos Magno e três convidados
  • Zona N: programa para jovens inspirado no Curto Circuito da SIC Radical, que por sinal tinha sido estreado ainda no tempo da "suposta" concorrente CNL
  • Notícias de Desporto: o actual Desporto 3 mas inserido separadamente na grelha. Apresentado por Inês Monteiro
  • Notícias Amanhã: destaques da edição do dia seguinte do Jornal de Notícias
  • Roteiros: programa turístico. A SIC tinha um programa parecido em 2003 chamado de Roteiro
  • nDebates: supostamente era o sucessor do Avenida dos Aliados, que pouco tempo durou
  • Cinecidade: basicamente o mesmo que programas como o Cine BTV, Cinema Batalha (Porto Canal) e Janela Indiscreta (RTP), um programa dedicado às estreias do cinema
  • Agenda: o "Fora de Casa" quando a RTP acabou com a dita, mas só para o Porto
  • nMotores: programa sobre carros e desporto motorizado
  • nAmadores: programa da qual não existem registos, mas era o antecessor da Liga dos Últimos que viria a nascer já na RTP N

Infelizmente, da primeira fase da NTV já só resta pouco material. O vídeo mais célebre é o de um dos seus apresentadores a falhar no arranque de um sumário em Maio de 2002 e que acaba por tornar aquilo numa espécie de TV Maresol do norte a dizer asneiras que nem um portuense.

Excerto de um Zona N:

Cumplicidades:

Já em Fevereiro de 2002 a emissão era contínua, porém ainda havia uma falta de recursos técnicos. Em Outubro, foi anunciada uma integração da informação da RTP nos recursos da NTV, o que implicava o fim do seu percurso de jornalismo próprio.

Em Fevereiro de 2003, a RTP, que tinha assumido o controlo do canal em Agosto do ano anterior, mudou o grafismo da NTV, tornando o canal numa proto-RTP N. Muitos dos programas da primeira fase - nAmadores, nInsónias, nRuas, nTáxis e mais 420 programas com ou sem um n minúsculo antes de uma determinada palavra foram cancelados e a estrutura da informação também. As madrugadas passaram a ser ocupadas com um simultâneo com a Euronews - tal simultâneo acabava às 10 horas porque, vá se lá saber porquê, não podia emitir o Bom Dia Portugal em simultâneo com a RTP 1.

A faceta "portuense" do canal desapareceu (e ainda haviam telespectadores a queixarem-se do fim do nInsónias) e a hipótese da RTP era de criar, no seu lugar, uma RTP Regiões, que viria lançar junto com a RTP Memórias (sim, era para ser o nome do canal, até acharem que só RTP Memória em singular era suficiente). Porém, o plano de uma televisão com programas dos diversos centros regionais acabaria por ser o caos e passou a ser a RTP N. Não podiam ter adoptado um nome mais estrito para dizerem ao povo que é um canal de notícias?

Em Março de 2004, todos os canais da RTP (menos a RTP 2 que já tinha mudado para um grafismo próprio) adoptaram um grafismo temporário de mudança. Falava-se, inicialmente, do novo canal entrar no ar no dia 31 de Março, porém houve uma série de atrasos dentro da RTP e a RTP N só foi lançada a 31 de Maio. Eu vi o fim da NTV: o simultâneo com a Euronews não tinha DOG, assim que acabou a RTP N lançou praticamente sem cerimonia, pois já tinha os separadores do novo canal. Durante o grafismo temporário, acabaram com as imagems em directo do Porto no relógio - que salvo erro só chegou a ter um anunciante, o Millennium BCP (sobretudo na época natalícia).

Agora eu gostaria de imaginar se em vez da RTP N a RTP criasse o seu próprio canal de notícias na sede central em Lisboa e a NTV - se bem que com o símbolo da RTP colado ou a dizer "RTP Norte" - continuava a emitir com apoios de todas as delegações da RTP a norte do Douro. Em vez de ser estritamente um Porto Canal, seria uma "televisão do Norte" - com N grande - a meio termo entre o Porto Canal antigo e a RTV dos primeiros anos. Obviamente nunca seria viável, pois a tal "RTP Regiões" nunca descolou.

  • Like 3
Link to comment
Share on other sites

  • 1 year later...
On 14/10/2019 at 15:43, ATVTQsV disse:

Em tempos falei sobre o Canal de Notícias de Lisboa, um dos dois canais do suposto plano da TV Cabo de "regionalizar" a televisão mas que eventualmente acabaria por ser visto em todo o país e que passaria a ser um canal de notícias de uma das generalistas, tendo sido comprada forçadamente pela SIC. Hoje falamos sobre um caso único na televisão nacional, de maneiras que o canal foi uma iniciativa privada para começar e que depois foi "nacionalizado" e hoje é o único canal de notícias que toda a gente vê. Sobre as sucessoras da NTV fica para depois, mas a NTV merece ter a sua edição.

A NTV foi inicialmende baptizada de Porto TV. A primeira intenção foi noticiada pelo Expresso a 6 de Dezembro de 1997 com base nos planos da Câmara Municipal do Porto e da Lusomundo de criar um canal de televisão portuense, com vista a uma alteração à legislação vigente para permitir tais televisões. Em 1999, estava num duelo entre SIC e RTP para obter a concessão, falava-se numa emissão experimental a 23 de Junho do mesmo ano. No entanto, tal emissão experimental nunca foi concretizada e o canal passou por uma série de problemas parecidos com os do CNL e do Porto Canal que levaram a atrasos na sua abertura. O canal adoptou um nome definitivo em Abril de 2001, Norte TV, que por si só gerou o nome verdadeiramente definitivo, NTV. Por esta altura já o CNL foi consumido pelas chamas da SIC Notícias.

Hidden Content

    Sign in or sign up to see the hidden content.

Inicialmente com arranque previsto para Junho de 2001 (because São João), mais uma série de imprevistos ajudaram ao atraso no lançamento, que acabaria por ser a 15 de Outubro.

O vídeo em cima era o filme do canal, ou pelo menos uma versão condensada, criada pelo publicitário luso-brasileiro Edson Athayde (o tal do Anúncios de Graça), que tinha feito os grafismos da RTP 1 e 2 cinco anos antes. Curiosamente a RTP detinha 25% das acções, o que tornava o canal num investimento misto, dado que uma parte pertencia ao governo e o resto dividido entre investidores privados. Este tipo de accionariado é banal noutros sectores mas não na televisão, pelo menos na Europa.

Porém, a data de lançamento era pura e sumamente experimental, sendo que o Carlos Magno decidiu dizer que "daí a um mês é que não, tem de ser mais rápido".

A NTV tinha um vasto leque de programas de informação e temas mais generalistas, algumas das quais sobreviveram a passagem do canal para RTP N.

  • Notícias: jornais de síntese
  • nMundo: o principal jornal da NTV; tal como nos outros canais de notícias portugueses e na sucessora, era às 21:00
  • Trânsito: o trânsito na cidade do Porto, o Porto Canal nunca chegou a fazer algo parecido
  • Meteorologia: um serviço que o Porto Canal chegou a fazer também
  • Radar de Negócios: programa sobre economia, acho que era produzido pela Farol da Ideias. Foi um dos programas que sobreviveu a mudança para a RTP N
  • Cibermundo: programa sobre tecnologia apresentado por Pedro Teichgräber, actual correspondente desportivo da RTP. Tal como o de cima sobreviveu o fim da NTV e esteve no ar até 2008 pelo menos
  • N de Economia: programa de notícias económicas com Jorge Oliveira
  • Cumplicidades: programa de entrevistas com gente do Porto apresentado por Luísa Sequeira
  • MTT: emitido nas horas de mais afluência (manhã e fim de tarde) a cada meia hora, consistia em informações meteorológicas, o trânsito e os transportes no Porto
  • Apetites: breve apontamento culinário com Célia Monteiro
  • Avenida dos Aliados: debate da actualidade com Carlos Magno e três convidados
  • Zona N: programa para jovens inspirado no Curto Circuito da SIC Radical, que por sinal tinha sido estreado ainda no tempo da "suposta" concorrente CNL
  • Notícias de Desporto: o actual Desporto 3 mas inserido separadamente na grelha. Apresentado por Inês Monteiro
  • Notícias Amanhã: destaques da edição do dia seguinte do Jornal de Notícias
  • Roteiros: programa turístico. A SIC tinha um programa parecido em 2003 chamado de Roteiro
  • nDebates: supostamente era o sucessor do Avenida dos Aliados, que pouco tempo durou
  • Cinecidade: basicamente o mesmo que programas como o Cine BTV, Cinema Batalha (Porto Canal) e Janela Indiscreta (RTP), um programa dedicado às estreias do cinema
  • Agenda: o "Fora de Casa" quando a RTP acabou com a dita, mas só para o Porto
  • nMotores: programa sobre carros e desporto motorizado
  • nAmadores: programa da qual não existem registos, mas era o antecessor da Liga dos Últimos que viria a nascer já na RTP N

Infelizmente, da primeira fase da NTV já só resta pouco material. O vídeo mais célebre é o de um dos seus apresentadores a falhar no arranque de um sumário em Maio de 2002 e que acaba por tornar aquilo numa espécie de TV Maresol do norte a dizer asneiras que nem um portuense.

Excerto de um Zona N:

Cumplicidades:

Já em Fevereiro de 2002 a emissão era contínua, porém ainda havia uma falta de recursos técnicos. Em Outubro, foi anunciada uma integração da informação da RTP nos recursos da NTV, o que implicava o fim do seu percurso de jornalismo próprio.

Em Fevereiro de 2003, a RTP, que tinha assumido o controlo do canal em Agosto do ano anterior, mudou o grafismo da NTV, tornando o canal numa proto-RTP N. Muitos dos programas da primeira fase - nAmadores, nInsónias, nRuas, nTáxis e mais 420 programas com ou sem um n minúsculo antes de uma determinada palavra foram cancelados e a estrutura da informação também. As madrugadas passaram a ser ocupadas com um simultâneo com a Euronews - tal simultâneo acabava às 10 horas porque, vá se lá saber porquê, não podia emitir o Bom Dia Portugal em simultâneo com a RTP 1.

A faceta "portuense" do canal desapareceu (e ainda haviam telespectadores a queixarem-se do fim do nInsónias) e a hipótese da RTP era de criar, no seu lugar, uma RTP Regiões, que viria lançar junto com a RTP Memórias (sim, era para ser o nome do canal, até acharem que só RTP Memória em singular era suficiente). Porém, o plano de uma televisão com programas dos diversos centros regionais acabaria por ser o caos e passou a ser a RTP N. Não podiam ter adoptado um nome mais estrito para dizerem ao povo que é um canal de notícias?

Em Março de 2004, todos os canais da RTP (menos a RTP 2 que já tinha mudado para um grafismo próprio) adoptaram um grafismo temporário de mudança. Falava-se, inicialmente, do novo canal entrar no ar no dia 31 de Março, porém houve uma série de atrasos dentro da RTP e a RTP N só foi lançada a 31 de Maio. Eu vi o fim da NTV: o simultâneo com a Euronews não tinha DOG, assim que acabou a RTP N lançou praticamente sem cerimonia, pois já tinha os separadores do novo canal. Durante o grafismo temporário, acabaram com as imagems em directo do Porto no relógio - que salvo erro só chegou a ter um anunciante, o Millennium BCP (sobretudo na época natalícia).

Agora eu gostaria de imaginar se em vez da RTP N a RTP criasse o seu próprio canal de notícias na sede central em Lisboa e a NTV - se bem que com o símbolo da RTP colado ou a dizer "RTP Norte" - continuava a emitir com apoios de todas as delegações da RTP a norte do Douro. Em vez de ser estritamente um Porto Canal, seria uma "televisão do Norte" - com N grande - a meio termo entre o Porto Canal antigo e a RTV dos primeiros anos. Obviamente nunca seria viável, pois a tal "RTP Regiões" nunca descolou.

Lembras-te a que horas foi aquela transição?

logo de manhã, e a RTPN voltou ao Euronews?

Link to comment
Share on other sites

há 14 minutos, ELNOOB disse:

Lembras-te a que horas foi aquela transição?

logo de manhã, e a RTPN voltou ao Euronews?

Foi perto das 10 da manhã, durante a manhã a NTV/RTP N esteve sem DOG no canto do ecrã (costumava ter nos simultâneos com a Euronews)

Link to comment
Share on other sites

Só para acrescentar que mesmo após a aquisição dos 100% do capital da NTV pela RTP, o futuro do canal esteve bastante incerto até meados de 2003, com a possível venda em aberto:

https://www.publico.pt/2003/03/08/portugal/noticia/rtp-dispensa-25-jornalistas-da-ntv-283784

https://www.cmjornal.pt/tv-media/detalhe/rtp-nao-vende-ntv

Só após disso, já perto do verão é que a RTP dá um rumo definitivo ao canal.

https://www.cmjornal.pt/tv-media/detalhe/ntv-assume-ligacao-a-rtp-com-novo-nome

  • Thanks 1
Link to comment
Share on other sites

27 minutes ago, Guida said:

por onde andará o jornalista dos palavrões? 

O Bernardo Santos prosseguiu na RTP/RTPN, lembro-me de apresentar o Desporto 2 por exemplo, e depois foi da equipa fundadora da TVI24.

Saiu há uns 10 anos da televisão para ser formador na área da comunicação: 

https://potenciar.pt/2016/11/21/formacao-comunicacao-para-assessores/

  • Shock 1
Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

 Share

×
×
  • Create New...