Jump to content

Recommended Posts

A TV Tupi foi o primeiro canal de televisão do Brasil, da América do Sul e também do hemisfério sul como todo. Foi criada pelo magnata da imprensa Assis Chateaubriand no ano de 1950 e era controlada pelos Diários Associados. A sua história dura quase trinta anos e foi considerada por muitos como "inigualável" e que nenhum outro canal, nem sequer a Globo, iria superar a Tupi. Como é que a Tupi conseguiu estes feitos e fechou? Basta seguirem a linha cronológica:

1944 - Assis Chateaubriand viaja para Nova Iorque e interessa-se pela descoberta da televisão, cujas emissões regulares arrancaram em 1941.

1946 - O governo do presidente Eurico Gaspar Dutra lança as primeiras concessões de televisão. O primeiro emissor foi construído no Morro do Pão de Açúcar, no Rio de Janeiro.

lossy-page1-200px-Senador_Francisco_de_Assis_Chateaubriand_Bandeira_de_Mello.tif.jpg

1949 - Assis Chateaubriand (o da foto) começa a importar equipamentos televisivos provenientes dos EUA para o Brasil. No mesmo ano, surge outro problema: o relevo montanhoso do Rio era insatisfatório para montar o primeiro emissor de televisão. A inauguração foi posteriormente transferida para São Paulo, para o canal 3, numa concessão detida na altura pela Rádio Difusora.

Junho de 1950 - Chegou, ao porto de Santos, o equipamento necessário para por a TV Tupi SP no ar.

18 de Setembro de 1950 - Entra no ar a TV Tupi, a primeira televisão do país, em São Paulo.

(É-me pouco provável que seja uma cópia verídica do separador de 1950, pois no fim aparece a mascote da TV Cultura (mais em baixo) que julgava ser egípcia :D, mas tudo bem, é do genérico do programa TV Ano 30 da TV Cultura, de 1980, quando ainda havia muita gente com "memória fotográfica" dos primórdios da Tupi.)

Devido à falta de equipamentos de gravação na altura, e também da falta da internet, a inauguração da TV Tupi está envolta em lendas urbanas que tornam o seu nascimento complexo. Uns relatam que a emissão começava às 22 horas, outros afirmam que foi às 17.

Relatos dizem que o frei mexicano José Mojica foi o primeiro a entrar na emissão, quando na verdade apareceu numa emissão experimental realizada a 3 de Abril do mesmo ano. O que se sabe é que a primeira voz foi do mestre de cerimónias Homero Silva, e cuja inauguração foi uma frase a dizer que era "o primeiro programa de televisão da América Latina", juntamente com uma rapariga de trajes indígenas a dizer que a TV Tupi jáe stava no ar. Porém, o facto de ser a primeira da América Latina foi completamente errónea, dado que duas semanas antes, a 3 de Setembro, deu-se a primeira emissão regular da América Latina no México, na XHTV, canal 4. É o que dá a falta de informação quando a internet era ficção científica :D

Quarta no mundo? Se nos EUA já existiam quatro cadeias de televisão (ABC - que já tinha acabado de nascer dois anos antes, CBS, NBC e DuMont), uma no México, uma no Reino Unido, uma na França e uma na União Soviética, é, Brasil, continuem com falta de informação, pois apesar da internet ter tornado as coisas menos complicadas ainda há gente a bater no ceguinho.

Outra lenda urbana é a de Assis Chateaubriand ter estragado uma das duas câmaras (tal era a excitação) o que fez com que a TV Tupi inaugurasse com metade da capacidade técnica.

Para ter uma vaga ideia de como uma televisão dos anos 50 funcionaria, em particular os programas, basta ver o exemplo da Amaral TV, 

O primeiro programa a ser emitido era o TV na Taba, que tinha uma alusão indígena no nome, tal como a mascote e os nomes de outras estações criadas por Assis Chateaubriand nos anos seguintes.

19 de Setembro de 1950 - Entra no ar o primeiro noticiário da televisão brasileira, o Imagens do Dia. Também foi emitido o primeiro desenho animado da televisão brasileira, um filme do Pica-Pau (Woody Woodpecker), com legendas. A dobragem só chegou em força no fim dos anos 50 e início dos 60. A personagem tornou-se famosa no Brasil mais do que nos próprios Estados Unidos.

20 de Setembro de 1950 - Entra no ar o Rancho Feliz, primeiro programa humorístico do Brasil, criado por Mazaroppi - o primeiro humorista caipira.

15 de Outubro de 1950 - Primeira prova desportiva emitida na televisão brasileira: São Paulo-Palmeiras.

29 de Novembro de 1950 - Primeiro teleteatro lusófono, A Vida Por um Fio, com Lia de Aguiar.

Outros programas que surgiram na altura normalmente tinham nomes dos patrocinadores, uma regra importada dos EUA e que foi abolida no dito país no início dos anos 60. Exemplos incluem a marca de cigarros Philip Morris a patrocinar I Love Lucy. No Brasil, a marca de utilidades para a casa Bombril (célebre tantos anos mais tarde por este tipo de anúncio) produziu o primeiro programa circense do país, o Circo Bombril.

94573133a00d42def2c7e3975844a035.jpg

20 de Janeiro de 1951 - Entra no ar a TV Tupi Rio de Janeiro, canal 6. Era para ser a primeira mas o relevo da cidade o impediu.

21 de Dezembro de 1951 - Entra ao ar a primeira telenovela brasileira, Sua Vida me Pertence, na TV Tupi SP, com dois capítulos semanais. Como era em directo (ao vivo, para brasileiros "culturados"), registos em vídeo não existem em nenhum arquivo, e até a tecnologia das cassetes era caríssimo, apesar de existir nos EUA onde já existia uma indústria mais consolidada.

 

1 de Abril de 1952 - O Repórter Esso, noticiário da rádio, entra na televisão, na TV Tupi RJ. O formato era dos EUA e, como o nome indica, era patrocinado pela empresa gasolineira americana Esso. O formato foi emitido nalgumas rádios e televisões locais durante os anos 50. Também existiram outros países da América Latina, em particular o Chile, que o adoptaram, por exemplo no Canal 13  chileno. Quando estreou nos anos 40 no Brasil, era propaganda americana que informava os brasileiros sobre o estilo de vida dos EUA. Finda a guerra passou a ser um noticiário banal.

3 de Junho de 1952 - A TV Tupi SP emite o primeiro episódio da sua versão do Sítio do Pica-Pau Amarelo, que mais tarde teve adaptações de sucesso na Globo.

17 de Agosto de 1952 - Estreia do TV de Vanguarda (não confundir com TV Vanguarda) que mostrava peças de teatro de grande escala. A primeira foi "Julgamento de João Ninguém".

28 de Setembro de 1952 - A TV Tupi SP começa a emitir às 11:30 da manhã, mas com regime de "dois períodos", como era em Portugal na "era croma".

17 de Junho de 1953 - O Repórter Esso passa a ser emitido na TV Tupi SP.

5 de Abril de 1954 - O IBOPE começa a medir as audiências televisivas em São Paulo, pois apareceram mais dois canais de televisão - a TV Paulista (canal 5) e a TV Record (canal 7). A TV Paulista actualmente é a Globo SP, que alegadamente "comprou" a frequência.

No mesmo ano a TV Tupi SP e RJ estreia a série Falcão Negro, com um herói parecido ao Zorro, que estava em alta na altura. A Record cria o Capitão 7 para concorrer. Vida Alves cria o primeiro programa interactivo da televisão brasileira, Tribunal do Coração, onde os telespectadores são os jurados, com direito a voto. Supostamente eles enviavam cartas para a sede da TV Tupi SP.

No ano seguinte surge O Céu é o Limite, com duas edições, uma com Aurélio Campos na Tupi SP e uma com Jota Silvestre na Tupi RJ.

1 de Setembro de 1955 - A TV Tupi e a TV Record de São Paulo emitem o programa Use a Cabeça simultaneamente.

8 de Novembro de 1955 - Entra no ar a TV Itacolomi, canal 4, em Belo Horizonte. Foi o primeiro canal de televisão a entrar no ar fora do chamado "eixo Rio-São Paulo".

Ainda no mesmo ano estreia o programa Pinga-Fogo na Tupi SP, que apesar de estar no ar durante cerca de 25 anos, só foi recordado por duas razões, a falar mais tarde.

img_2679.jpg?w=670

20 de Dezembro de 1959 - Entra no ar a TV Piratini em Porto Alegre. Foi o primeiro canal de televisão fora da região do Sudeste.

21 de Abril de 1960 - Inauguração da cidade de Brasília com a primeira emissão por satélite, para cobrir o evento. Para a cidade de Brasília, foram concedidas três licenças, duas privadas e uma para o governo. Quem emitia a TV Tupi para a nova capital foi a TV Brasília, canal 6. No ano anterior, Assis Chateaubriand comprou nove licenças, de modo a crescer a indústria televisiva brasileira.

4 de Junho de 1960 - Entra no ar a TV Rádio Clube (canal 6) em Recife, mas devido a um problema técnico, o canal costumava estar com escassez de programação e tinha uma fraca qualidade de imagem para a época. A concorrência na cidade era a TV Jornal (canal 2, hoje a emitir o SBT).

200?cb=20170614191620

20 de Setembro de 1960 - Entra no ar a TV Cultura, no canal 2. Semanas antes, a TV Tupi SP mudou-se para o canal 4 de modo a evitar interferências. A TV Cultura desta fase era tipo "complementar" à TV Tupi existente, pois era detida pelos Diários Associados - pensem no caso português onde a RTP 2 antigamente complementava a RTP 1.

19 de Novembro de 1960 - Entra no ar a TV Itapoan, canal 5, em Salvador.

26 de Novembro de 1960 - Entra no ar a TV Ceará, canal 2, em Fortaleza.

19 de Dezembro de 1960 - Entra no ar a TV Paraná, canal 6, em Curitiba. Era a segunda da cidade, pois a TV Paranaense já tinha sido inaugurada semanas antes e sem o aval da TV Tupi.

Em 1961 é emitida a primeira adaptação televisiva de Gabriela, Cravo e Canela, e a primeira a ser gravada em vez de ser em directo. A actriz principal, Janete Vollu, era desconhecida do grande público, ao contrário de quem a interpretou nas adaptações mais bem-sucedidas da Globo: Sônia Braga (1975) e Juliana Paes (2012).

7 de Setembro de 1961 - Entra no ar a TV Goyá, canal 4, em Goiânia.

30 de Setembro de 1961 - Entra no ar a TV Marajoara, canal 2, em Belém. Foi o primeiro canal de televisão na região Norte do Brasil e também dentro dos estados da Amazónia Legal.

16 de Dezembro de 1961 - Entra no ar a TV Vitória, canal 6 (a cara da gente).

TV%2BAlterosa%2B-%2B1962.jpg

13 de Março de 1962 - Entra no ar a TV Alterosa, segundo canal dos Diários Associados em Belo Horizonte. Não sei como tal foi possível, certamente era um arranjo parecido com o da TV Cultura. Nos anos 60, a programação era certamente complementar: por exemplo, num domingo de 1968, quando a Itacolomi estava a passar programas musicais, a Alterosa passava programação infantil, e à noite, quando a Itacolomi passava filmes, a Alterosa passava futebol.

9 de Novembro de 1963 - Entra no ar a TV Difusora, canal 4, em São Luís. Inicialmente independente, junta-se à Rede Tupi e à Rede de Emissoras Independentes em 1965, com as primeiras fitas enviadas para o local.

1964 - Antes do governo militar entrar em força, o programa de debates Pinga-Fogo emitiu duas entrevistas - entretanto apagadas do audiovisual brasileiro - emite debates com frases que iriam determinar o possível sucesso da futura ditadura: "Jango, eu cansei de dar conselhos a você, agora é tarde. Prepare as suas malas, pois você está no fim. Não se assustem se dentro de 15 dias tivermos um novo Presidente da República."

31 de Março de 1964 - Entra a censura federal, começa a haver mais vigilância na televisão.

7 de Dezembro de 1964 - É estreado o sucesso da altura, O Direito de Nascer, adaptado de uma obra para a rádio cubana. A novela foi inédita num sentido em que foi ao ar pela TV Tupi SP e pela TV Rio, que era das Emissoras Unidas (proprietária da TV Record SP).

14 de Março de 1966 - Entra no ar a segunda afiliada da TV Tupi numa cidade do interior, a TV Borborema, em Campina Grande, que na altura era uma cidade importante para a economia paraibana. A TV Coroados foi a primeira, em 1963.

4 de Abril de 1968 - Morre Assis Chateaubriand e a TV Tupi entra numa longa crise.

4nov13.jpg?w=410&h=559

4 de Novembro de 1968 - A TV Tupi estreia Beto Rockfeller, uma novela que quebrava com os padrões existentes. Foi a primeira novela cuja personagem principal era um anti-herói.

15 de Junho de 1969 - É estreado o programa Domingo Alegre da Bondade, apresentador por J. Silvestre. Foi emitido em cadeia pela TV Tupi SP e RJ e também em rede nacional. No mesmo dia a "nova" TV Cultura começa a emitir, desvinculando-se completamente dos Diários Associados

20 de Julho de 1969 - Juntamente com outras televisões, a TV Tupi emite a chegada do homem à Lua em directo.

1 de Novembro de 1969 - Entra no ar a TV Coligadas de Florianópolis. No ano seguinte passa a emitir a Globo, mas voltaria à Tupi em 1979 - por um ano, pois quando a Tupi fechou, voltou à Globo. Hoje abriga a NSC TV.

31 de Dezembro de 1969 - Deixa de ser emitido o Repórter Esso na televisão. No ano anterior, a versão radiofónica chegou ao seu fim com o apresentador a chorar. Daqui para a frente, a informação da TV Tupi deixava de ser "patrocinada".

18 de Janeiro de 1970 - Estreia do primeiro programa semanal em rede, Blota de Sete Léguas, apresentado por Blota Júnior. É emitido nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Paraná e Rio Grande do Sul.

2 de Junho de 1971 - A TV Baré entra no ar em Manaus. Era propriedade dos Diários Associados a partir de 1972, alegam certas fontes.

28 de Julho de 1971 - Chico Xavier foi convidado para participar num Pinga-Fogo, em rede nacional (coisa rara na Tupi). Era para ter durado uma hora, mas devido à popularidade do médium e à estonteante quantidade de perguntas vindas dos jornalistas (como a homossexualidade, o bebé-proveta e a pena de morte), acabou por durar três horas. Alegou ter uma audiência de 75%, algo quase impossível hoje em dia, mesmo com futebol no ar. O equivalente português disto seria a entrevista entre Mário Soares e Álvaro Cunhal (olhe que não!), na volta um Frost-Nixon português.

15 de Novembro de 1971 - Entra no ar a TV Sergipe como afiliada da Tupi. Em 1973 mudou-se para a Globo, que estava em rápida ascensão.

21 de Dezembro de 1971 - Chico Xavier regressa ao Pinga-Fogo com mais uma longa sessão de perguntas, num especial de fim de ano, devido ao êxito da sua participação. 20 milhões de telespectadores acabariam por ver.

250?cb=20160815205816

31 de Março de 1972 - A TV Tupi, juntamente com outras televisões, passa a ter emissões regulares a cores. A sua mascote indígena é abandonada e adopta um símbolo mais "apropriado" para as emissões a cores. No mesmo ano, para tentar travar o avanço do Jornal Nacional, a TV Tupi lança a Rede Tupi de Notícias, que estaria no ar até 1980.

1974 - A TV Tupi passa a ser denominada oficialmente de Rede Tupi de Televisão, de modo a tentar escapar da sua imagem decadente.

1 de Outubro de 1975 - A Viagem ajudou a Rede Tupi a devolver alguns frutos à audiência. Apesar do sucesso, dificilmente a rede saberia que iria continuar a ter os problemas que viriam a crescer depois.

1976 - A crise geral da TV Tupi força os Diários Associados a venderem a TV Paraná e a TV Coroados. A Rede Tupi mudou-se em Curitiba para a TV Iguaçu. Hoje a TV Paraná abriga a CNT e a TV Coroados integra a RPC, afiliada da Globo no estado.

249px-Silvio_Santos_em_1975.JPG

Agosto de 1976 - O Programa Sílvio Santos chega à TV Tupi, depois de ter sido expulso da Globo. Em Maio, conseguiu inaugurar a TVS no Rio de Janeiro, mas na altura não tinha meios suficientes para emitir o seu programa em rede nacional.

1977 - Mais afiliadas são vendidas: a TV Vitória e a TV Goyá, para tentar facilitar a situação económica. Mauro Salles assume a presidência dos Diários Associados, mas teve que sair ao fim de dois meses.

190px-Rede_Tupi.svg.png

1978 - No meio das reviravoltas dos Diários Associados, a TV Tupi muda o seu símbolo para ser mais "moderno". No ano passado tentou utilizar um catavento verde com seis hélices, mas não resultou.

1979 - A TV Tupi é alvo de uma nova greve, que chegou até a Brasília. Sílvio Santos contrata alguns dos empresários da Tupi para a TVS.

Fevereiro de 1980 - A TV Tupi cancela aquelas que viriam a ser as suas últimas novelas: Como Salvar o Meu Casamento (que estava perto do fim) e Drácula (que tinha começado).

16 de Julho de 1980 - A TV Tupi teve sete das suas concessões cassadas.

18 de Julho de 1980 - É extinta a Rede Tupi.

O QUE ACONTECEU ÀS LICENÇAS "CASSADAS"

Brasília: No dia 18 de Julho de 1980 às 08:30, o director-geral do Departamento Nacional de Telecomunicações - Dentel, Coronel Antônio Fernandes Neiva, ao receber o Diário Oficial da União que publicou os actos do Presidente da República o Sr. João Batista Figueiredo, considerando peremptas - não renováveis - as concessões de sete emissoras de televisão do Grupo Associado, expediu, via telex, ordem para os diretores regionais do órgão, onde se localizam essas televisões, para interromper imediatamente as transmissões e, consequentemente, o lacre de seus transmissores.
No começo da tarde, todas as sete emissoras estavam com seus transmissores lacrados. A TV Tupi, do Rio de Janeiro, foi última emissora, a ser lacrada, às 12:33 e TV Marajoara, de Belém, a primeira, às 09:20. O diretor-geral do Dentel informou que durante o processo do lacre não louve qualquer incidente, apesar do clima de emoção que a medida provocou. Disse que recomendou ao pessoal encarregado de executar essa missão que evitasse qualquer tipo de confronto, que usassem de máxima cautela e de urbanidade para evitar qualquer choque com os funcionários.

São Paulo: A greve: São Paulo - Os transmissores da TV Tupi, canal 4 de São Paulo, foram lacrados ontem de manhã, pelo Dentel, cumprindo decreto assinado pelo Presidente Figueiredo e formalizando o fim de emissora que foi a pioneira no Brasil e durou 30 anos. "Joguei flores quando foi inaugurada. Agora, jogo a pá de cal" disse o director da S.A. Rádio Tupã, Sr Mauro Gonçalves.Ele recebeu das mãos do agente fiscalizador do Dentel, Sr Carlos Alberto Almeida Campos, três cristais, peças fundamentais dos transmissores, e assinou termo de interrupção. Cerca de 40 funcionários assistiram ao ato de lacração, no 10º andar do prédio do Sumaré; alguns procuravam os cantos para esconder lágrimas. O superintendente administrativo, Sr Wilson considerou o desfecho da TV Tupi "natural pelo comportamento da direcção da empresa, mas extremamente chocante para quem foi dela funcionário".
A lacração: O ato de lacração foi rápido e, após a retirada dos cristais, agentes do Dentel, funcionários e directores da TV Tupi reuniram-se no 9º andar, para assinatura do termo de interrupção, em papel timbrado do Dentel - a diretoria regional de São Paulo, que levou o número 1/80. O documento diz que os transmissores não poderão ser deslacrados a não ser por autorização daquele órgão. O director da S.A. Tupá, Sr Mário Gonçalves, 62 anos e 45 de trabalho nos Diários Associados, depositário dos cristais, colocou as peças em cofre. "Só recebo honrarias", disse ele - "em meus 45 anos de empresa, a proteção foi meu esforço, algumas vezes reconhecido, outras desprezado. Tenho meu trabalho e meus filhos e luto com dificuldade. Mas sou católico, creio na ressurreição de Cristo e por isso também num milagre para que a emissora renasça".

Belém: 09:20 - A TV Marajoara nem chegou a entra no ar ontem: antes das 10h, quando um funcionário do Dentel chegou à emissora para lacrar seus transmissores, já encontrou a emissora sem funcionar. Roberto Jares Martins, seu director, tinha certeza que a portaria do Ministério -das Comunicações declarando a perempção da concessão do Canal 2 seria publicada no Diário Oficial de ontem e por isso ordenou que o canal não gerasse sua programação pela manhã, até que o Dentel definisse a situação. A emissora saíra do ar aos 17 minutos de sexta-feira, exibindo um filme, Tempos Difíceis. E não retornou mais.

Belo Horizonte: 10:27 - A direcção dos Diários e Emissoras Associados em Minas ainda não decidiu o que fará com os 300 empregados da TV Itacolomi, que ontem não chegou a entrar no ar. Por enquanto, nenhuma demissão foi anunciada e, ontem, em nova nota, o Sindicato dos Jornalistas de Minas exigiu que o Governo se responsabilize pelo reaproveitamento dos 300 demitidos.A decisão dos Associados sobre os funcionários só deve ser anunciada segunda-feira e, se demitidos, os optantes pela CLT serão indemnizados pela própria empresa, cabendo ao Governo pagar aos demais. A nota do Sindicato dos Jornalistas diz que "o Governo deve ser responsabilizado pelo destino dos empregados da TV, promovendo o reaproveitamento de todos pela nova concessionária, ou então pelas empresas estatais.
"DESOLAÇÃO - Ontem, após a retirada da emissora do ar, às 10:27, quando representantes do Dentel desligaram os dois cristais dos transmissores da Itacolomi, na Serra do Curral, o clima entre os funcionários, que já em de completa tristeza, chegou à desolação. A emissora não chegou a ir ao ar e foi retirada pelo Dentel quando restavam no vídeo as cores para a programação. Apesar disto, às 12 horas, repórteres da Itacolomi tentavam ouvir do Governador Francelino Pereira opinião sobre a crise na empresa.A operação de retirada do ar e lacre nos transmissores foi executada sob ordens do director do, Dentel em Minas, Coronel Fleury, e amparada por um batalhão de choque da de PM, que se deslocou até o prédio central da emissora. Durante todo o dia, uma guarnição da radiopatrulha permaneceu em frente ao local. O Sr Francelino Pereira disse estar atento ao problema e lamentou a decisão, que, afirmou, "ninguém esperava, tendo em vista seus relatórios e sua situação financeira".

Recife: 10:50 - Diante de 160 angustiados empregados da TV Rádio Clube de Pernambuco, três funcionários do Dentel, à frente a Sra Ana Maria Belfort, lacraram ontem pela manhã, às 10:50, os transmissores da emissora, uma das sete da Rede Tupi, cujas concessões foram cassadas pelo Governo.Mesmo avisados de que não poderiam filmar as derradeiras cenas da emissora, ainda chegou-se a transmitir para quatro Estados nordestinos - Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte e Alagoas - o pânico em que se transformou a televisão pouco momentos antes do lacre. O locutor Osório Romero, improvisado na função e um dos editores de jornalismo da emissora, ainda pôde chegar até a alguns metros dos transmissores com microfone à mão, para narrar o epílogo da TV Rádio Clube.Ele conseguiu dizer para os telespectadores, mostrando a angústia dos 160 funcionários da emissora - três minutos antes da retirada do cristal dos transmissores que era um grande momento para todos, "de expectativa, angústia, de sofrimento e de um misto de pânico e desespero".Afirmou, também, que "a nossa única dúvida é com referência a nossa sorte daqui para a frente. As nossas esposas, nossos filhos, nossos familiares encontram-se numa tensão emocional incontrolável. Nesta oportunidade, fazemos um apelo ao Excelentíssimo Sr Presidente da República para olhar por nós. Aos nossos telespectadores, o nosso agradecimento pela audiência, nossa gratidão pela solidariedade".Alguns funcionários chegaram a chorar. Todos estavam bastante comovidos e mostraram que estavam solidários uns com os outros. O cinegrafista Inaldo Lins, 37 anos, fundador da TV Rádio Clube, com 20 anos de empresa, não se conteve: "Estou aqui desde os 17 anos de idade. Comecei como laboratorista. e considerava esta empresa como minha casa, pois em aqui que vivia mais, muito mais que com a família. Não encontro uma maneira de me consolar." Próximo o astrólogo Gilvan previa: "Dentro de 30 dias voltaremos ao ar". Como, ele não sabia dizer.

Fortaleza: 11:19 - "Afinal chegou o momento". E em seguida a imagem do Canal 2 desapareceu do ar. Era uma equipe do Dentel, delegacia regional, que chegou às 11h19m e começou a lacrar os transmissores da estação quando estava diante das câmaras o animador de auditório, Augusto Borges. Ele ainda lia mensagens de pessoas que faziam apelos ao Presidente da República para que revogasse a medida de cassação dos canais da Rede Tupi. Um dos últimos a falar foi o cantor Fagner, que nasceu artisticamente no Canal 2, em seus programas de auditório, na década de 1970. "Isso tudo faz parte de um complô contra a criatividade brasileira. Eu estou pasmado e até chorando", disse Fagner, em uma fala que durou oito minutos, acrescentando que esta "emissora fala coisas que não são padronizadas. Eu nasci aqui. A gente deve brigar por isso. Espero que retomemos brevemente" e deu um abraço em Augusto Borges que acabam de chorar convulsivamente. Fagner citou Belchior, Ednardo, Petrúcio Maia, Teti, Rodger e muitos outros artistas que brilham pelo Brasil como "crias" da TV Ceará, Canal 2.No missa celebrada em um altar humilde apenas enfeitado por uma cruz branca de isopor, o Bispo-auxiliar de Fortaleza, D Raimundo de Castro e Silva disse que "vamos rezar para que Nossa Senhora de Assunção ilumine o nosso Presidente no sentido, de que ele encontre outro meio para salvar o trabalho de vocês. A Arquidiocese muito deve ao Canal 2 e aos seus integrantes. É aqui, que há muitos anos é rezada a Missa dominical para os doentes."

Porto Alegre: 11:55 - Às 11:55 de ontem (18 de Julho de 1980), a TV Piratini, Canal 5, interrompeu suas transmissões, saindo do ar depois de 21 anos de trabalho. Enquanto era transmitido um desenho animado dos criadores norte-americanos Hanna e Barbera, um Volkswagen do Dentel subia a rampa da televisão conduzindo três técnicos do órgão com ordem para lacrar os transmissores do Canal 5. Como estava na bom do almoço, alguns funcionários encontravam-se do lado de fora do prédio da emissora, ou na lanchonete, mas esquivaram-se da imprensa, alegando que não sabiam de nada. Poucos foram os que manifestaram sua tristeza pelo fechamento do canal e a esperança de que seu emprego fosse garantido pelo cumprimento da promessa do superintendente regional Associado, Sr Estácio Ramos, de transformar a TV numa Central Produtora de Comerciais.
POLICIAMENTO - Desde as 6h um Fiat do 1º Batalhão da Brigada Militar guardava a entrada da TV Piratini, "cumprindo ordens" como disse um dos PMS, acrescentando que a ordem era ficar até que a televisão fosse fechada. Às 11h, chegava outra viatura e uma hora depois uma terceira. As 11h25m, quando o carro do Dentel chegou à TV Piratini, três carros da Brigada Militar policiavam a área, retirando-se logo após a saída do Volkswagen do Dentel. Após o lacre dos transmissores a directoria da TV Piratini se esquivou de contactos com a imprensa, e entrar na emissora em impossível uma vez que a porta de entrada é controlada por mecanismo electrónico. O superintendente, regional dos Diários Associados, Sr Estácio Ramos, não fez nenhum comunicado sobre o fechamento da TV Piratini e manteve reuniões durante todo o dia, conforme sua secretária. Eram 10h45m quando o JORNAL DO BRASIL tentou um contacto com o Sr Estácio Ramos. Sua secretária informou que ele estava em reunião mas que "estamos todos bem, todos tranquilos, porque o impacto da notícia já passou e ninguém será prejudicado". As 11h55m, quando a imagem da TV Piratini saiu do ar, a mesma secretaria dizia não saber de nada, que talvez fosse consequência de um problema técnico.Os 140 funcionários da TV Piratini continuaram, ontem, depois de lacrados os transmissores, batendo ponto de entrada e saída, e em seus departamentos esperavam a decisão da emissora sobre o destino que seria dado a cada um. Abordados sobre o que estavam fazendo na emissora, os funcionários insistiam em, responder que estavam trabalhando "internamente", enquanto outros, admitiam estarem "olhando um pra cara do outro".

Rio de Janeiro: 12:33 - Eram 12:33 quando Wilson Gomes de Faria, fiscal do Dentel, se curvou sem cerimónia diante do painel cheio de visores e botões eletrônicos, puxou uma espécie de gavetinha metálica e, como quem cumpre tarefa de rotina, retirou calmamente, de dentro dela, um minúsculo cristal. Era o fim. Depois de 30 anos de actividade e com a transmissão derradeira do seu logótipo, saia do ar a TV TUPI. Na fria sala do prédio de transmissão que o outrora todo-poderoso 6 de televisão montara no Alto do Sumaré, tudo em melancolia mas ninguém chorou. Durval Cardoso Filho, técnico de manutenção há nove anos da Tupi e que recebeu, dos funcionário do Dentel o termo de lacração dos transmissores, olhou em frente depois de assinar quatro vias com a mão esquerda e disse sem muita convicção: "É chato mas a vida continua". Momentos antes, no principal estúdio da Urca, cerca de 200 funcionários, muitos deles chorando, olhavam as últimas imagens da emissora: o Papa rezando a missa do Parque do Flamengo. Ao fundo, a voz do locutor Cévio Cordeiro, apelando "ao outro João", o Presidente da República, para que "olhasse os funcionários desempregados".

Reportagem do Jornal Bandeirantes sobre o encerramento:

 

Separadores:

 

Paródia das ditas na Salt Cover:

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Vamos a algumas correções...

On 09/09/2019 at 18:14, ATVTQsV disse:

Quarta no mundo? Se nos EUA já existiam quatro cadeias de televisão (ABC - que já tinha acabado de nascer dois anos antes, CBS, NBC e DuMont), uma no México, uma no Reino Unido, uma na França e uma na União Soviética, é, Brasil, continuem com falta de informação, pois apesar da internet ter tornado as coisas menos complicadas ainda há gente a bater no ceguinho.

Na verdade, a TV Tupi sempre dizia que o Brasil era o quinto país do mundo a ter emissões regulares de Televisão. Aquela altura (setembro de 1950), apenas EUA, Reino Unido, França e México as tinham. A Alemanha retomou as emissões regulares em 1952 e a União Soviética também o fez nessa época, já que seus canais emitiam dia sim e dia não, ainda de maneira experimental.

Quanto ao atraso das emissões ocorreu não só pela inadequação do centro emissor do Pão de Açúcar e sim pela diferença de padrões elétricos entre Rio (50 hz.) e São Paulo (60 hz.) antes da unificação nacional ocorrida anos depois.
 

On 09/09/2019 at 18:14, ATVTQsV disse:

1944 - Assis Chateaubriand viaja para Nova Iorque e interessa-se pela descoberta da televisão, cujas emissões regulares arrancaram em 1941.

Assis Chateubriand era uma figura muito extravagante. Basta ler o ótimo livro "Chatô, o Rei do Brasil". Nessa visita, ele rasgou o contrato de aquisição de equipamentos de Televisão porque viu a demonstração experimental de um programa em cores. Ele pensou que estava sendo passado pra trás e que estavam vendendo equipamentos defasados.

Ele também tinha uma estranha paixão por artefatos e por toda a cultura indígena brasileira. Por isso que nomeou a maioria das suas estações de Rádio e TV com nomes indígenas: Borborema, Itacolomi, Paraná, Piratini, Goyá, Guarani, Itapoan, Coroados, Baré, Marajoara...
 

On 09/09/2019 at 18:14, ATVTQsV disse:

Também foi emitido o primeiro desenho animado da televisão brasileira, um filme do Pica-Pau (Woody Woodpecker), com legendas. A dobragem só chegou em força no fim dos anos 50 e início dos 60. A personagem tornou-se famosa no Brasil mais do que nos próprios Estados Unidos.

Na verdade, a emissão de Pica-Pau no Brasil sequer tinha legendas. Passado algum tempo, a TV Tupi passou a ter um locutor que narrava os acontecimentos em tempo real. Nenhum desenho animado exibido até o começo dos anos 60 era legendado, davam tudo em inglês. Legendados eram apenas os filmes que já foram exibidos no cinema. As emissoras não conseguiam emitir as legendas ópticas de maneira satisfatória: as cortavam e desfocavam, impossibilitando a leitura. Até que um realizador de um falido estúdio teve a ideia de dobrar as séries de TV e assim começa a predileção brasileira pela dobragem.

On 09/09/2019 at 18:14, ATVTQsV disse:

Inauguração da cidade de Brasília com a primeira emissão por satélite, para cobrir o evento. Para a cidade de Brasília, foram concedidas três licenças, duas privadas e uma para o governo. Quem emitia a TV Tupi para a nova capital foi a TV Brasília, canal 6. No ano anterior, Assis Chateaubriand comprou nove licenças, de modo a crescer a indústria televisiva brasileira.

Na verdade, a emissão "via satélite" era um curioso improviso: a TV Brasília emitia as imagens através de uma antena parabólica para dois aviões que sobrevoavam em círculos e de lá o sinal chegava ao solo, precariamente, à TV Tupi de São Paulo, que já era inteligada à TV Tupi do Rio por emissores e retransmissores terrestres em um raio de 500 km.

On 09/09/2019 at 18:14, ATVTQsV disse:

Entra no ar a TV Rádio Clube (canal 6) em Recife, mas devido a um problema técnico, o canal costumava estar com escassez de programação e tinha uma fraca qualidade de imagem para a época. A concorrência na cidade era a TV Jornal (canal 2, hoje a emitir o SBT).

A TV Rádio Clube foi inaugurado às pressas para não dar a primazia à TV Jornal do Commercio por um puro capricho de Assis Chateubriand, que queria ser o pioneiro em todo o país. A TV Jornal tinha uma estrutura invejável à época: um moderno prédio com 3 grandes estúdios, sistema de ar-condicionado central (em 1960!), caminhão de externas, 12 câmeras Marconi, um auditório luxuoso, um restaurante, uma loja de roupas, uma marcenaria, um depósito de cenários e até uma cidade cenográfica!

On 09/09/2019 at 18:14, ATVTQsV disse:

14 de Março de 1966 - Entra no ar a segunda afiliada da TV Tupi numa cidade do interior, a TV Borborema, em Campina Grande, que na altura era uma cidade importante para a economia paraibana. A TV Coroados foi a primeira, em 1963.

Na prática, a TV Borborema de Campina Grande foi inaugurada em 15 de setembro de 1963. Essa data acima foi o de registro na Junta Comercial de Campina Grande. A capital, João Pessoa, dependeria das repetidoras dos canais de TV do Recife até 1986.

On 09/09/2019 at 18:14, ATVTQsV disse:

31 de Março de 1972 - A TV Tupi, juntamente com outras televisões, passa a ter emissões regulares a cores. A sua mascote indígena é abandonada e adopta um símbolo mais "apropriado" para as emissões a cores. No mesmo ano, para tentar travar o avanço do Jornal Nacional, a TV Tupi lança a Rede Tupi de Notícias, que estaria no ar até 1980.

A emissão em cores foi implantada progressivamente e os programas monocromáticos ainda persistiram, a nível nacional, até fevereiro de 1977. As estações regionais ainda produziam programas em preto e branco até 1982.

On 09/09/2019 at 18:14, ATVTQsV disse:

1974 - A TV Tupi passa a ser denominada oficialmente de Rede Tupi de Televisão, de modo a tentar escapar da sua imagem decadente.

Tal denominação começou a ser adotada porque a Embratel (seria a versão brasileira da Portugal Telecom) concluiu a rede nacional de telecomunicações, que permitia chamadas telefônicas e emissões nacionais a nível nacional graças à uma extensa rede de emissores terrestres que partia do Rio de Janeiro e chegava aos confins da Amazônia. Com isso, as estações regionais deixaram de receber fitas de vídeo e passaram a receber as programações através dessa rede. As emissões via satélite começaram no final de 1982.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


×
×
  • Create New...