Jump to content

8: CM TV


Recommended Posts

img_222x147$2018_01_03_14_51_10_697763.png
É um canal de informação? É um canal generalista? Ainda ninguém sabe.

A CM TV é uma subestação curta, dado que o próprio canal teve bastantes reviravoltas nos últimos cinco anos, desde que o canal foi planeado em 2012. Mas primeiro recuemos uns bons vinte anos:

Em 1991/1992, como sabem, decorreu o processo de concessão dos canais privados. Três licenças para dois canais, ganharam a SIC de Balsemão e a TVI da Igreja. A TV1, projecto ambicioso de Proença de Carvalho e ligado à Presselivre (detentora do CM) que tinha um projecto ambicioso com uma grelha larga, que começava de manhã, e tinha uma grande fatia da sua programação feita em Portugal.

Volvidos vinte anos, o Correio da Manhã (agora parte da Cofina) anunciou a criação do seu próprio canal de informação, nome de código (por extenso) "Correio da Manhã TV".
Logotipo+-+Correio+da+Manh%C3%A3+TV.png
Nunca fui grande fã do jornal, tirando uma (e só uma!) página que praticamente é a única que leio: a dos media, só para ver se há alguma mudança de jeito no nosso mercado. A primeira grande contratação do canal (para não ter de usar o nome maçador por extenso) era o Francisco Penim, coordenador da SIC que viria ser o coordenador deste canal, cujo início estava inicialmente previsto para Fevereiro de 2013. Eventualmente atrasaram e foi lançado em Março. Foi neste período que tiveram a ideia peregrina de tornar o nome mais curto. Foi criada então a CM TV. 
large.jpg

O canal queria atingir a liderança até 2016. A grelha inicial consistia no seu programa da manhã, o Despertar CM, das 7 às 10, uma espécie de Gosto Disto que era o Mundo Louco, duas edições do CM Jornal que começavam ordeiramente às 13 e às 20, duas emissões diárias da Hora Record, um noticiário económico pelo Jornal de Negócios e o Flash! Vidas.

A emissão arrancou a 17 de Março. Lembro-me de perder porque naquele domingo os meus tios não estavam na casa deles (na altura tinham MEO). O primeiro dia foi marcado por imensos problemas técnicos e problemas de claridade. Nas primeiras semanas o canal teve também o seu símbolo na parte de baixo durante os noticiários. Também nas primeiras semanas tinha missas aos domingos e filmes portugueses de madrugada. E um programa sobre saúde que era o Médico de Família, que nada tinha a ver com a série da SIC Farmacia de Guardia (pus o nome espanhol só para evitar confusões). O verdadeiro início foi um pagode, supostamente por causa da temática do canal: generalista? De informação? Segundo a Cofina, "generalista de informação". Na altura estava longe de imaginar de que o canal iria ser o cúmulo do lixo televisivo.

Na altura seguia o Canal Q (que fora sido adicionado à ZON) e seguia o Posto de Comando da Ana Markl no Inferno semanalmente. Numa ocasião em que iria encontrar vídeos sobre a CM TV, ela deparou com um programa da manhã da Record da Paraíba (a TV Correio) que dava pelo nome de...

...Correio Manhã.

Saltemos as coincidências. O primeiro dia foi marcado por ligações em directo a autocarros, um parto e uma gala. Depois começaram a emitir filmes independentes (porque o orçamento e os direitos quer da RTP, quer da SIC, quer da TVI (que estava a comprar menos filmes) quer do Hollywood era tal que a CM TV estava com problemas na escolha dos filmes) aos fins-de-semana à tarde. O Falar Global, outrora da SIC Notícias, também foi transferido a este canal. Depois o canal quis fazer uma parceria com o SBT, sobretudo por causa de quererem vender novelas. A última novela do SBT emitida em Portugal até à primeira segunda novela deste canal foi Revelação, na RTP 1. Depois veio o interesse num canal para a TDT, que várias vezes foi considerada como "outro canal que não uma cópia do sinal por cabo da CM TV". A meio de 2013 a missa e os filmes portugueses de madrugada foram retiradas e começaram a passar fitas eróticas durante a madrugada, só para terem mais audiências. O primeiro (salvo erro) foi Emmanuelle. Entretanto seguiram-se outros títulos soft (e não hard porque já há um canal para isso, a HOT, e paga-se), na prática filmes do género que já tinham passado no extinto MGM com uma qualidade de imagem abominável. E também, esqueci-me daquele tal outro programa, o das manhãs, passou para as 9 e mudou para Manhã CM.

Em Setembro de 2014, durante a gala Sexy 20, foi anunciado o fim do contrato de exclusividade. Entretanto ultrapassou os canais de notícias em termos de audiência na MEO. E depois vieram os direitos da liga Prio (não é a segunda liga) e até a Maratona de Berlim! I kid you not!

Passam os anos e cresce o nível azeiteiro do canal. Em Dezembro foi anunciada a chegada do canal à NOS, efectuado a 14 de Janeiro. Como já estava disponível em dois operadores, finalmente compraram uma novela à Record: A Escrava Isaura, novela de 2004 emitida na RTP 1 durante cerca de meio ano em 2005/2006 mas a CM TV conseguiu esticar para uns quinze a dezasseis meses. Sim, o final inédito não foi táctica de marketing, gravaram cinco finais onde uma personagem matava uma outra. Depois veio Amor e Revolução, novela do SBT que estava na congeladora e ocupou o horário da Escrava que mudou para as 19 horas, onde foi criado o CM Jornal das 18 com algumas notícias lidas em estilo teleponto (Siga a Notícia). Nas primeiras semanas da Escrava Isaura, até o Flash! Vidas teve uma edição especial depois de cada capítulo onde também entravam em casas de telespectadores que viam a novela e faziam um resumo em estúdio. O Nuno Graciano foi suspenso.

O canal passou pelo escândalo do microfone em pleno Euro 2016, quando Cristiano Ronaldo atirou o microfone da CM TV ao lago em que os canais estavam entrevistá-lo. Ça c'était le moment le plus dégeulasse de cette chaîne et a eté inspiré plusieurs photo-montages:
CMTV-CR7-1.png
CMTV-CR7-8.png

Em 2018, o caso do Sporting arrecadou recordes nunca antes vistos de audiência para o canal, que em Agosto foi derrotado por uma margem reduzida pela Globo com Cheias de Charme.

E o canal continuou a fazer mais e mais conteúdo azeiteiro, está entre os dez mais vistos e não consigo imaginar um fecho para este canal. É impossível. O Correio da Manhã vive à custa de circulação e exclusivos e o povo compra. A CM TV vive à custa de audiências e exclusivos e o povo vê. É melhor terminar a THdS aqui, ainda por cima este canal já começou a ter avatares de velhos programas que tiveram sucesso na SIC.

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

×
×
  • Create New...