Jump to content

6: A Vida nas Cartas - O Dilema


Recommended Posts

Hidden Content

    Sign in or sign up to see the hidden content.

Isto foi claramente obra de FADAS!
-Denzel Crocker, quando passou uma semana em Portugal

A Maria Helena tem uma varinha mágica. O Timmy Turner tem padrinhos mágicos. O Emanuel Bandeira tem uma folha de papel epolográfico.

Deixemos de lado a piada e concentremo-nos no programa em si. Convém dizer que a primeira fase (apresentada por Maya) é como as primeiras temporadas dos Padrinhos Mágicos e a fase com a Maria Helena é do tempo em que o Butch Hartman decidiu adicionar mais personagens e perder a piada. Mas aqui a verdadeira piada resume-se no programa inteiro e na qualidade da Maria Helena, a única apresentadora da televisão portuguesa que trata-nos como se fosse família de uma forma algo forçada (a Teresa Guilherme conta?).

O programa foi anunciado em Agosto de 2011. Fontes "de confiança" afirmavam que era inspirado num "formato espanhol". Noutros sites portugueses (fóruns, neste caso) ouvi dizer que o novo programa iria ser um programa "caça-bandidos". Afinal não. Mas sobre o tal "formato espanhol" arrisco dizer que nunca houve um programa espanhol nem na Antena 3, nem na Telecinco, nem nos canais autónomos que era de tal índole. O que sei é que houve um programa *cof* vários programas *cof cof* espalhados (agora sim) por canais piratas e FTA do Hispasat que se apanhavam nos descodificadores da ZON/NOS por satélite entre 2008 e 2012. Estes canais produzidos num orçamento bastante reduzido (de até cerca de cinco euros?) emitiam bastantes programas com tarot em directo. Alguns destes canais chegaram a emitir conteúdo adulto a partir das 23 horas portuguesas.

Inicialmente foi emitido das 8 às 9 e a SIC arranjava séries para encher a hora vazia entre as 9 e as 10 até ao Querida Júlia começar. Eventualmente mudou para o horário das 9 às 10 em pouco tempo. O programa em si, originalmente conhecido só por "Dilemas" (lembro-me que os primeiros nomes de vários programas eram sempre simples e directos, mas depois veio o exagero) até ter sido alterado pelo complexo "Cartas da Maya - O Dilema". O programa estreou a 23 de Setembro - ou seja - uma sexta-feira, ou seja - o início do outono, segundo a própria Maya. A Maya já não era novidade no canal, ela já trabalhou nas rubricas de tarot dos programas da manhã da SIC, o SIC 10 Horas e o Fátima. O programa de tarot da Maya ganhou audiências rapidamente. Eventualmente deu trabalho à Teresa do SS2. Não demorou tanto tempo até ser satirizado pela primeira vez pelo Estado de Graça que, no seu humor político um bocadinho para o forçado, chamou ao programa de "O Esquema".

Depois o programa passou a ter um mau lead-in, ou seja, a SIC Boutique, que estreou a meados de Janeiro de 2012 (porque atrasaram, ora!). Para quem se esqueceu, a SIC Boutique era um espaço de televendas de uma hora, daquelas televendas estrangeiras, algumas dobradas. Acabou por não resultar e passado alguns meses, o programa (então apresentado pela Maya) alargou aos poucos a sua duração.

Entretanto, a Maya assinou contrato com a CM TV para passar a integrar a equipa do programa da manhã do canal - e não só para fazer o tarot que costumava fazer, mas sim para fazer entrevistas fora do ramo principal dela, uma vez que a Maya nem sempre é taróloga, supostamente tem 1001 profissões. A Maya aparentemente não estava contente com os resultados mensais e o programa em si passou a ser apresentado pela Maria Helena. Anos antes dela ter chegado ao programa, aparecia nas páginas de horóscopo de alguns jornais. A Maria Helena já apresentou um programa parecido no extinto canal Viver (sim, porque nesta altura era só Viver e não Vivir Viver, e na sua última fase em que o canal recorria até a um stand de automóveis como já referi neste capítulo) e anteriormente no Olá Portugal da TVI. Nesta fase apareceram alguns tesourinhos deprimentes: num episódio do Altos e Baixos foi dissertado um programa em particular sobre um jovem que passou a ter extremo interesse naquilo que a Maria Helena pratica (e começou quando a Maya ainda apresentava), e em 2015 mostrou, pela primeira vez, a sua "varinha de "condão"". Chegou a ter concorrência na TVI mas não resultou.

Em 2016, o programa deixou de ser apresentado pela Vanda Maria Helena às sextas e passou a ter uma apresentadora secundária. Aproveitou também para fazer um spin-off para a SIC Internacional (e só para a SIC Internacional) chamado Ponto de Equilíbrio com Maria Helena. No mesmo ano, houve um caso chocante envolvendo uma vítima de violência doméstica. Tiraram o programa da grelha? Não. O programa continuou a somar queixa atrás de queixa e entretanto renovaram o cenário. Entretanto este ano já somo mais polémicas e queixas e a reputação da Maria Helena começou a cair por água abaixo. A cancelação já foi confirmada.

E pronto, já chega de tarots e afins. Fiquei feliz com esta decisão da SIC cancelar o programa mas não com alguns elementos da grelha (porque é que vão crescer a duração do Queridas Manhãs?). Depois de quase seis anos de tarots matinais, a SIC cancelou uma fraude. A televisão está exorcizada, qual pastor ganês neste filme.

  • Like 2
Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

 Share

×
×
  • Create New...