Jump to content

144: Séries do Cartoon Network na televisão portuguesa


ATVTQsV

Recommended Posts

Com os 30 anos do Cartoon Network nos Estados Unidos (da qual há quatro anos fiz uma crónica sobre o canal em Portugal, sobretudo no passado), decidi fazer uma crónica sobre as escassas séries do "Cartoon" que deram dobrados em português de Portugal, nos três grupos que controlam a televisão terrestre.

RTP

Apesar da RTP ter o catálogo da Warner, uma grande parte do catálogo do Cartoon Network estava inacessível. Só entendi anos mais tarde quando percebi que, antes do SBT ter os direitos das séries do canal, as séries da Warner (algumas) passavam na Globo e as primeiras do Cartoon Network, na Record. Só recentemente é que, com a absorção da Turner na WarnerMedia (hoje WBD), as séries passaram a estar sob o mesmo tecto, apesar da WB Animation e da Cartoon Network Studios serem entidades diferentes. (Também por alguma razão que Deus sabe como, o Cartoon Network que tínhamos não passava séries da Warner nos anos 2000, mas o Boomerang a partir do fim dos anos 2000, sabe-se lá como).

As primeiras séries do CN a passar na RTP eram Um Carneiro na Cidade e Samurai Jack, já em 2002. A primeira passava na Hora Warner da RTP 1 (e por sinal a única série do Cartoon Network) e a segunda na RTP 2. Ambas as séries tiveram repetição na RTP 2 e mais tarde na RTP Açores e RTP Madeira, onde iam os enlatados em fase terminal. As dobragens das duas estão perdidas e julgo que não cobriram as séries inteiras. A primeira série só teve a primeira temporada dobrada dado que a segunda ainda estava em fase de emissão nos Estados Unidos (teria sido caro demais pagar para dobrar a segunda em 2003?). Do pouco que me lembro, o Angry Scientist era o Cientista Fulo, o Ranting Swede era o Sueco Rezingão (aproveitando a deixa "rezinga" devia ser "rant" em português) e a Oxymoron, o conglomerado fictício que produzia tudo, era a Boi Mongo (eram duas palavras ou era uma só: Boimongo?). Quanto a Samurai Jack deduzo que foram dobradas três das temporadas, emitidas até depois da mudança para a 2:, deixando a última temporada por dobrar.

Antes da chegada em força dos guardiães morais em meados dos anos 2000 (já havia mas em escala mais reduzida), a Teresa Paixão já era a directora dos conteúdos infantis da RTP. Mas o aumento considerável das repetições do Noddy (que nesta versão toda 3D meio lisa dava desde 2003) e a chegada com atraso do Ruca (entre outras pragas como a série de animação stop-motion Bob, o Construtor) já pouco tempo depois da criação do Zig Zag fez com que a RTP, na sequência de uma crítica de uma deputada em 2003 face à violência de alguns animes soltos que a RTP comprava no início dos anos 2000 (citando Yamazaki, que era uma comédia), fez com que a RTP deixasse de comprar séries com demasiada "violência gratuita". Ora eis que apesar das acusações de não incluir séries com violência gratuita, ainda compraram algumas séries (europeias e americanas) que cabiam na categoria.

Em Novembro de 2006, mais mês menos mês, quando a RTP 2 tinha um proto-Kaboom! sem nome, Jovens Titãs foi substituído por Hi Hi Puffy AmiYumi, criada em 2004 com o sucesso da série anterior, da qual a banda Puffy fez o tema da série supracitada. Mas agora esta série era uma série do Cartoon Network pago por uma outra animadora (a Renegade) enquanto que a outra era uma série da DC Comics e, por sua vez, da WB Animation. Só foi dobrada a primeira temporada (o Cartoon Network que tínhamos não deu a terceira salvo erro, e os últimos episódios da dita só se viram na Austrália em 2009). A série foi mais tarde reposta no Zig Zag aos dias de semana ao meio-dia e também (salvo erro) na RTP Açores.

Outra série original do CN veio pouco tempo depois: era As Aventuras Horripilantes do Beto e da Mena. Por alguma razão aparente, só lhes venderam a partir do episódio do triciclo, o primeiro da terceira temporada, onde os capítulos já não tinham sete minutos de duração e sim onze. (O Cartoon Network em inglês passava sempre o mesmo genérico e a cena da Mandy vinha deste episódio. Passavam os episódios em ficheiros invidivuais) Isto fez com que não se dobrassem as duas primeiras temporadas e os segmentos do Evil Con Carne, que incluía o piloto do Beto e da Mena, onde vemos como descobriram o Ceifeiro (pelo que li este era o nome da dobragem). Ainda me lembro de ver o episódio dos palhaços com o Beto a repetir a mesma frase vezes sem conta.

Curiosamente, nenhuma das dobragens da RTP do Cartoon Network vieram parar ao canal em português. O Cartoon Network recebeu uma nova dobragem a começar do mesmo episódio (uma das razões pela qual odiei o Cartoon Network em português, por não ter todas as temporadas dobradas, o que era secante). Recebeu um novo nome, Billy e Mandy tiveram os seus nomes originais que já víamos em inglês no cabo outrora, mas o Grim Reaper passou a Caveira na tradução (efeito Madrid, já que recebeu este nome na dobragem castelhana).

A última série do Cartoon Network dobrada para a RTP era uma co-produção europeia, Herói: 108. Achava a série meio secante (como algumas séries europeias da altura) mas dou um desconto nesta porque o Cartoon Network que tínhamos em inglês também dava em 2011.

As Powerpuff Girls Z, que a RTP adaptou como Super-Poderosas!, nunca deram no Cartoon Network que tínhamos em inglês (vá, a série não era muito boa). Passou em 2009 e outra vez em 2013 (por milagre) e a dobragem era bastante aportuguesada. Agora imagina se dessem as Powerpuff Girls originais e usassem os mesmos nomes :P A dobragem foi feita com base na dobragem ocidental da série, feita na Ocean Productions, estúdio de Vancouver que dobrou muitos animes para o inglês americano, para os mercados dos EUA e Canadá.

E finalmente dou um desconto a uma série da WB Animation do início dos anos 2010 e que era tão "do seu tempo", a série MAD. Embora a série não deu inteira, a RTP 2 foi um dos poucos canais fora dos Estados Unidos a ter o privilégio de emitir a série, e alguns sketches com raras referências a séries do Cartoon Network foram dobradas também, entre as quais Avenger Time. E eu estava expectante que a RTP comprasse a série para usar o nome "Tempo de Aventura" usado na dobragem, mas quando veio o Cartoon Network português trouxe-nos "Hora de Aventuras" (literalmente o mesmo nome que há em Espanha, efeito Madrid de novo) e com uma dobragem abaixo da média.

Há também um caso curioso, falando em co-produções europeias, com duas séries francesas, uma das quais era das minhas preferidas, e que são da mesma produtora de uma série da qual a RTP participou, Gawayn (como mecanismo da UER). Estas séries são Spaced Out e Robotboy e talvez o facto de serem co-produções com o Cartoon Network europeu eram um provável entrave. Porém apraz dizer que o criador do Aprendiz do Pai Natal, Jan Van Rijsselberge, também foi o criador de Robotboy (e olhe que até deu na TV dita pública do Azerbeijão, sabem, aquela que vai à Eurovisão e talz). Estas séries são da Alphanim, produtora parisiense comprada pela Gaumont há cerca de quinze anos, e entretanto mudou o nome para Gaumont Animation, nome que ainda está em uso. A RTP emitiu muitas séries delas desde os tempos da Alphanim pré-compra (lembram-se do Cozinhar a Brincar?), porém algumas delas simplesmente nos escaparam ao lado. Talvez porque Spaced Out era uma crítica ao capitalismo e as suas mazelas (só percebi enquanto crescido, sendo que a série passa-se numa estação espacial operada por uma empresa monopolizadora) e a outra é sobre um robôzinho? Ou será que a RTP achava estas duas caras demais? Ninguém sabe. Também desta produtora há algumas séries que não se viram cá tipo Dude, That's My Ghost! e Atomic Puppet, ao passo que nunca iremos ver ou chegarão com um ridículo atraso à SIC K.

A RTP nunca foi um terreno fértil para as produções do Cartoon Network. Também, se queriam séries das grandes produtoras, ou tinham que ter um fundo moral ou tinham que ser pré-escolares. Também, a RTP deu mais Dora a Exploradora que a SIC e vê-se que teve mais sucesso do que o SpongeBob. Quando o lucro não chegava nem para ter um produto francês bom, ou esperava-se uma quantia de anos ou iam a outros mercados, como o italiano. Hoje o Zig Zag caiu praticamente para os "correctinhos morais".

TVI

A TVI já tinha uma relação com a Turner desde que eles já eram donos do Cartoon Network, e inicialmente deram alguns dos clássicos da Hanna Barbera com dobragens brasileiras quer seja dos tempos em que Lima Duarte era dobrador na sua efémera carreira antes da ditadura militar (tipo Top Cat ou Manda-Chuva, que na dobragem era em Brasília) ou já depois disso (Scooby-Doo, cujas primeiras séries estrearam e foram dobradas no Brasil em plena ditadura). A TVI nos inícios era o paraíso das dobragens brasileiras, que conseguia reunir nomes tão diversos como a AIC (a mais antiga e já fechada), a BKS e o mito, o clássico dos clássicos dos arquiclássicos, a Herbert Richers.

Contudo, as séries do Cartoon Network já vinham dobradas, algumas ou muitas delas na Nacional Filmes.

A primeira série que veio à mente é Cow e Chicken, dava no Batatoon e no Sempre a Abrir, e da qual teve pelo menos três temporadas dobradas, incluindo os episódios do I.M. Weasel. O Weasel teve direito a série própria (quinta temporada) mas foi ao ar junto com repetições de episódios anteriores (no Cartoon começava da quinta temporada e depois ia para a primeira em ordem cronológica). Se na versão original o Charlie Adler deu a voz às três personagens basilares da série (a vaca, o galo e o diabo das 1001 profissões), em Portugal tinham dobradores individuais, sendo a vaca dobrada por Horácio Madeira.

Em 2014 um canal leakou um par de episódios da dobragem perdida e as personagens apareceram como Cow e Chicken, embora lembro-me de serem Vaca e Galinha. Teria sido assim na terceira temporada? Será efeito Mandela?

Time Squad foi uma das poucas séries do Cartoon com dobragem completa, e só me lembro de um episódio solto. Acho que dava nos tempos do Sempre a Abrir antes do Diário da Manhã. Só me lembro do bordão do Buck Tuddrussel (It's go time!) traduzido como "Está na hora!". Depois descobri que as duas temporadas foram dobradas, embora ainda não há provas online da dobragem.

As Powerpuff Girls deram "jusqu'au bout", tirando o especial de Natal (que nunca deu) ou o do décimo aniversário, mas o filme foi dobrado e emitido nos canais Lusomundo e mais tarde lançado em DVD e repetido no Cartoon Network no contexto do especial que saiu pouco depois dos 15 anos da série.

Acho que dava no Batatoon, mas as minhas memórias são exclusivamente das manhãs da TVI. Como dito anteriormente, foram dobradas as seis temporadas (que não tinham a mesma quantidade de episódios cada). Só não sei quando estreou, pessoas alegam que começou por volta de 2002, a série deu até 2006 no mínimo.

De igual forma a dobragem foi resgatada (ou quase) pelo Cartoon Network português, só que com as primeiras quatro temporadas e um episódio solto da sexta (onde a Bubbles descobre a triste verdade de um programa infantil que quer o dinheiro dos telespectadores). Este mesmo pacote também foi ao ar na Nova TV da Bulgária nos anos 2000. Infelizmente, ao contrário da TVI, não se podia ouvir o tema original dos créditos (que maçada) nem sequer a ficha técnica da dobragem.

Também alegam que a quinta e sexta temporada foram dobradas em 2013, embora a TVI já tinha os direitos. Tenham noção.

Pelo menos, a voz da Bubbles ganhou uma sobrevida impressionante naquela série do Noddy que foi repetida até o talo até ao fim dos anos 2000.

E não falo do Transformers: Animated porque não conta. Era da Hasbro e, por conseguinte, o Cartoon Network que tínhamos não tinha os direitos.

A TVI investiu menos em séries do Cartoon Network, infelizmente, e isso também representa a lenta queda da programação infantil do canal, antes da SIC fazer o mesmo. Mas se há um canal que ainda "resistiu", tinha que ser a concorrente mesmo:

SIC

O primeiro produto da Turner era 2 Stupid Dogs, da qual a SIC passava a dobragem brasileira que na TV local passava nos tempos da união entre CNT e Gazeta (que tinha também um Hugo). Mas falemos agora estritamente de séries do Cartoon Network.

Por anos, a base de dados de actores teatrais Klassikus afirmava que a SIC passava Cow e Chicken no início dos anos 2000, mas era um engano, dado que a série deu na TVI.

Aproveitando actores da dobragem das séries do Dragon Ball, a SIC estreava em 2001 O Laboratório do Dexter. Infelizmente, só as duas primeiras temporadas eram dobradas, na altura em que dava, tipo o que aconteceu com Um Carneiro na Cidade, estava já a ser produzida e posteriormente emitida a terceira temporada da série, sendo as duas últimas temporadas feitas por uma personagem bastante controversa da animação americana: Chris Savino, que entrou em polémica durante a produção de Loud em Casa e causou alterações na série e tal. Meio que off-topic, eis um pequeno artigo sobre Chris Savino no âmbito de Loud em Casa da TV 7 Dias em 2016 que fotografei na altura, onde menciona o seu trabalho anterior, e o nome original da série (The Loud House) aparece erroneamente como The Loud Family. (artigo na grelha o autor)

Como já disse em situações anteriores: era caro demais comprar as duas temporadas em falta (provavelmente já depois de 2002)? Ou o vendedor achava que o último da segunda temporada (que tinha uns incríveis 39 episódios) era o último da série? (Na verdade era, mas o sucesso fez com que o Cartoon Network encomendasse mais duas temporadas, perdendo aos poucos o charme: a quarta era o supra-sumo do pior)

Outra dobragem recuperada pelo Cartoon Network português, que só emitiu as mesmas duas temporadas, "como é de praxe".

Outra série que dava no início dos anos 2000 era Johnny Bravo. Num grupo sobre animação em Portugal contaram-me que a SIC emitiu a segunda temporada (havia uma primeira com estrutura diferente. A segunda foi marcada pela chegada de personagens como Pops e Carl que, segundo o dono do blog Ainda sou do tempo (que entretanto virou um Vale a Pena Ver de Novo com reposições de posts antigos) estragou o charme da série, embora para mim estragaram o charme na última temporada, onde quiseram tentar imitar a primeira).

Sucede que isto também passou com a HRT 2 na Croácia, o que quer dizer que a dobragem croata também começou com o primeiro da segunda temporada. Não se sabe ao certo quando é que a dobragem parou.

E depois veio um interregno nas séries do Cartoon Network até 10 de Outubro de 2009. Pouco antes, a SIC anunciava a estreia de Ben 10, série que julgo que a RTP vetou por causa de não querer animações que geram rios de dinheiro em merchandising. A SIC, esperta que nem um rato, comprou os direitos da série quer na televisão terrestre, quer uns meses mais tarde no seu canal infantil, a SIC K, que começou como exclusivo MEO. A série estreou no canal "em inglês" a 3 de Setembro de 2006 e mesmo quando a sua segunda série já estava em produção, ainda havia muito a dobrar. Tanto que a primeira série do Ben 10 teve dobragens em praticamente todas as grandes línguas nacionais da Europa, incluindo dobragens em línguas sem CN localizado como checo, sérvio e macedónio. Na altura da estreia da dobragem aumentou-se consideravelmente o número de merchandising. Nalgumas regiões mas sobretudo na América Latina, havia uma sobredosagem de merchandising do Ben 10, tanto oficial como ilegal. Depois veio Alien Force, a segunda série, é assim que se fala!

Em 2012, no âmbito dos 20 anos da SIC, o Boa Tarde deu uma visita guiada ao edifício da SIC e pudemos ver a cabine onde planeavam o que iria passar nos canais temáticos do grupo, e na parede aparecia a logo da série Ben 10: Ultimate Alien. Isto implicaria que a SIC e a SIC K iriam passar a série brevemente, mas entretanto nada saiu do papel. Também nesta altura o Biggs passava séries da WB Animation e eu ansiava (mais alguns utilizadores do Facebook) que colocassem séries do CN na grelha. Bastava repetir o primeiro parágrafo?

Menção honrosa a Tower Prep que nunca deu no CN "africano", mas Portugal teve o privilégio de emitir a única temporada deste tempo em que o CN americano queria conquistar audiências adolescentes com uma série de bastante intriga. A série deu dobrada no Tween Box (lembram-se? A primeira vez que vimos legalmente H2O foi aqui) aos domingos e mais tarde foi repetida no outono de 2012 antes das Cartas da Maya. Eis que (apesar da série não ter ficha técnica da dobragem) a verdade veio ao de cima quando, depois de dois segundos de ecrã preto a seguir ao separador da Cartoon Network Studios (que supostamente aprovou a série), aparecia o separador da Sony Pictures Television. Posso dizer que Tower Prep pode ter dado de boas no AXN Black, mas é o que há. (deram Unnatural History mais ou menos na mesma altura)

Infelizmente, com o Cartoon Network em português e a falta de dobragens (o Cartoon Network dobrado só emitiu certas dobragens feitas para outros canais, às quais juntaram-se dobragens feitas exclusivamente para o canal) das séries mais antigas, não há maneira legal de ver muitos desenhos animados da nossa infância, e mesmo muitas das dobragens das séries referidas em cima passaram a lost media.

Também, nos anos 2000, havia muito por dobrar. Courage the Cowardly Dog, Mike, Lu and Og, Ed, Edd n Eddy (o supra-sumo), Foster's Home for Imaginary Friends, Megas XLR, The Life and Times of Juniper Lee, Chowder, The Marvelous Misadventures of Flapjack, entre outros. Muitas séries só se viram em inglês em Portugal e pecaram por nunca ter dobragem. Se em meados dos anos 2000 não tivéssemos os guardiões morais a apregoar as mensagens do tipo "vejam o Noddy/Ruca/Bob, o Construtor/Dora a Exploradora, é muito mais construtivo", e se a SIC e a TVI continuassem com programação infantil à tarde, algumas destas séries teriam pelo menos uma temporada dobrada.

Vá, ao menos com Ed, Edd e Eddy, aprendi como enganar pessoas para ganhar dinheiro.

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

  • 3 months later...

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

×
×
  • Create New...