Jump to content

"os Escolhidos" - 6ª Semana


David
 Share

Recommended Posts

Hidden Content

    Sign in or sign up to see the hidden content.

Muito boa noite! São três, os concorrentes que esta semana vão competir para chegar à final dos Escolhidos. Significa isto que, dos quatro ainda em prova, um deles irá abandonar esta rubrica hoje. Saiba quem é, já a seguir!

Votação do público:

Inês Moreira Santos - 99 votos (50 + 49) - 4 pontos

João Rodrigo - 74 votos (29 + 45) - 3 pontos

Rúben Baía - 50 votos (36 + 14) - 2 pontos

André Costa - 27 votos (14 + 13) - 1 ponto

Votação do júri:

Inês Moreira Santos - 13 pontos - 4 pontos

André Costa - 10 pontos - 3 pontos

Rúben Baía - 10 pontos - 3 pontos

João Rodrigo - 5 pontos - 1 ponto

Somatório da votação do público com a votação do júri:

Inês Moreira Santos = 4 + 4 = 8 pontos

Rúben Baía = 2 + 3 = 5 pontos

André Costa = 1 + 3 = 4 pontos

João Rodrigo = 3 + 1 = 4 pontos

Depois do somatório das votações, verificamos que há um empate! André Costa e João Rodrigo obtiveram ambos quatro pontos. Neste sentido, anunciamos nesta sexta-feira dois finalistas: Inês Moreira Santos e Rúben Baía! Parabéns aos dois! Isto significa que esta semana, apenas estarão em jogo dois comentários, de modo a que na próxima sexta-feira um dos seus autores seja apurado finalista deste concurso.

João Rodrigo: É já um dado adquirido que, em Setembro, a SIC terá um novo programa à tarde. Segundo a imprensa, este será apresentado por Nuno Graciano e Rita Andrade. O que tens a dizer sobre esta dupla? O que terá este formato que ter para se diferenciar da concorrência e, assim, devolver o exito às tardes de Carnaxide? (concorrente a votos)

Existiam algumas hipóteses para a apresentação do novo programa, e foi com alguma surpresa que li a notícia da dupla Nuno Graciano e Rita Andrade. Surpresa porque seria mais obvio ser Merche Romero, Vanessa Oliveira ou até Rita Ferro Rodrigues. Mas até penso que pode resultar, lembro-me da Rita Andrade na apresentação do “Mundo dos Recordes” e esteve bem.

Penso que ela nunca fez dupla com o Nuno, daí ser difícil ver os dois juntos, mas penso que se vão adaptar bem um ao outro. Quanto ao formato, e com vista a devolver o êxito às tardes da SIC, penso que deveria ser um programa diferente do que existe na concorrência, e não bater de frente e fazer igual ao que já existe, ou seja, deve ser um formato leve e com conteúdos apropriados para a tarde, nada de histórias longas e pesadas. O programa tem de ter um ar jovem, divertido, irreverente e animado, sem esquecer a inovação, pois esta pode ser a chave do sucesso. Fazer com que os espectadores se sintam bem ao assistiram durante a tarde ao que lhes é oferecido, e claro ser apelativo, ao nível dos passatempos por exemplo, convidar bandas musicais, trazer boa música ao programa para animar as tardes de Carnaxide podem ser ingredientes para constituir o novo formato.

André Costa: Ao que parece, as gravações de "Malmequer" arrancaram, finalmente, esta semana. Depois de sucessivos atrasos, parece que desta é de vez. A questão que se coloca é, "e a estreia"? Com "Meu Amor" perto do final, o mais certo é que seja a sua substituta. Mas, de Queluz chegam notícias de que a partir de agora a estação só terá duas telenovelas em horário nobre. Irá a TVI fazer com "Malmequer" o mesmo que a SIC fez com "Perfeito Coração", ou seja, estrear com muito tempo de gravações de corrido? Ou haverá espaço na grelha para três telenovelas mais o diário de "Secret Story"? (concorrente a votos)

Esta “brincadeira” começou há já 4 anos! As novelas em jeito de overdose surgiram quando a SIC se lembrou de pôr a “Floribella” em horário nobre, quando já tinha duas novelas à noite. E, a TVI, para responder, já que não podia ficar atrás, trouxe a “Doce Fugitiva”. De lá para cá, houve muitas alterações desde que a novela juvenil deixou as noites da SIC… mas, na TVI, o cenário foi outro.

Portugal deve ser o único país do Mundo onde a televisão líder tem uma grelha tão monótona na faixa do dia onde há mais público a ver televisão! Três novelas em pleno horário nobre é um abuso. E não estamos a falar em “ficção”, onde se englobariam as séries, as sitcom’s, os “enlatados” e outros que tais. Não! Estamos a falar de única e exclusivamente de novelas, ou seja, o mesmo formato durante três a quatro horas.

O André Cerqueira parece querer mudar este cenário, mas “Malmequer” já começou a ser gravada. Será que vai ficar a aguardar que duas novelas terminem para que, em horário nobre, só fiquem duas novela mais o diário do “Secret Story”? Gostaria que a resposta fosse afirmativa, mas se tal acontecer, será uma decepção para o autor e para os actores. Estou a ver que vamos ter novelas até às 00h30m ou uma da manhã!

Rúben Baía: Chegou ao fim, na passada sexta-feira, a segunda série de "Depois da Vida". Com resultados bastante agradáveis, pensas que faz sentido uma segunda edição? Caso contrário, que projecto deverá ser concedido a Iva Domingues?

Tendo em conta os bons resultados alcançados pelo programa, parece-me ser uma boa aposta uma nova edição, todavia, com alguns retoques e não para já, mas daqui a algum tempo, como por exemplo no inicio de 2011. É preciso que os telespectadores “chamem” pelo formato.

Acima de tudo, penso que a aceitação que tem tido se deve à diferença que faz. Ou seja, o facto de ser um formato diferente daquilo que foi feito anteriormente concede a “Depois da Vida” uma posição privilegiada. Toca em assuntos pouco falados e que, aos olhos da maioria dos telespectadores da TVI, desvenda algo ainda muito enigmático.

Para além disto, há que ter em conta a grande quantidade de pessoas a quererem concorrer, o que por si só seria já um aliciante para bons resultados audiométricos.

No entanto, conforme já disse anteriormente, seria conveniente alguns retoques no programa, para que o mesmo não caia no banal, até porque os telespectadores têm mais facilidade em aceder ao que ainda não foi muito “esmiuçado”. Quando as coisas já não são novidade, já não são tão bem aceites.

Concluindo, parece-me que este programa deveria continuar, com a brilhante Iva Domingues à frente, mas com alguns aperfeiçoamentos. Já se sabe que, quanto mais pinceladas um quadro tiver, mais completo fica!

Inês Moreira Santos: Conceição Lino foi a escolhida para conduzir o substituto de "Vida Nova". Jornalista de excelência do canal de Carnaxide, ganha agora uma nova função. O que pensas desta aposta. Conseguirá Conceição fazer o mesmo percurso que Rita Ferro Rodrigues, que abandonou a informação e se tornou numa das caras mais conhecidas do entretenimento?

Conceição Lino é certamente uma das caras mais conhecidas da estação de Carnaxide. Para além dos noticiários, quem não se recorda da apresentadora de “Casos de Polícia” e de “Nós por Cá”?

Acredito que Conceição Lino vá estar à altura das suas novas funções nas tardes da Sic. Não será claramente uma nova Fátima Lopes mas também não é isso que se quer. A jornalista é uma excelente comunicadora e acho que conseguirá conquistar o público com o seu toque pessoal. A cara de “Casos de Polícia” esteve sempre associada à informação, e estou certa de que o programa que irá conduzir terá, de alguma forma, uma componente informativa, não descurando, obviamente, a forte concorrência (não esqueçamos que Fátima Lopes passou para a TVI). Como tal, o novo programa das tardes da Sic não poderá fugir muito aos formatos a que se está habituado.

Apesar de acreditar que Conceição Lino se adaptará muito bem às novas funções, não me parece que vá abandonar totalmente a informação e o jornalismo. Acredito mesmo que poderá ser uma solução temporária para a Sic. O caso de Rita Ferro Rodrigues é um pouco diferente. Deve notar-se que Rita é muito mais jovem e tinha menos experiência na informação.

Contudo, só os próximos tempos poderão ditar qual será o futuro de Conceição. Se estará como peixe na água no entretenimento ou se voltará para o jornalismo.

Vote agora no seu concorrente preferido. André ou João? Um deles fará parte da final da terceira temporada de Os Escolhidos.

Link to comment
Share on other sites

 Share

×
×
  • Create New...