Jump to content

"os Escolhidos" - 3ª Semana


David
 Share

Recommended Posts

Hidden Content

    Sign in or sign up to see the hidden content.

Muito boa noite. A terceira fase de Os Escolhidos já está em linha. Nesta sexta-feira, dizemos adeus a mais um concorrente! Um dos sete foi o menos votado com o somatório das votações do júri e dos leitores do Televisão-Opinião/TV Universo.

Explicado o método da votação final na semana passada, procedemos agora ao somatório da mesma.

Votação do público (1 a 7)

Inês Moreira – 53 votos – 7 pontos

João Rodrigo - 23 votos - 6 pontos

João Pedro - 23 votos - 5 pontos

Rúben Baía - 22 votos - 4 pontos

André Costa - 11 votos - 3 pontos

João Carvalho - 10 votos - 2 pontos

Xavier Pinto - 5 votos - 1 ponto

Votação do júri (composto por Pedro Esteves, Pedro Vendeira, Sónia Caeiro e Tiago Henriques. Votação de 1 a 7, sendo que o máximo de pontos que um concorrente poderá alcançar com o somatório dos votos do júri nesta secção são 28 pontos, e o mínimo 4 pontos)

André Costa - 28 pontos - 7 pontos

Inês Moreira – 16 pontos – 6 pontos

João Carvalho - 16 pontos - 6 pontos

João Pedro - 15 pontos - 4 pontos

Rúben Baía - 15 pontos - 4 pontos

João Rodrigo - 12 pontos - 2 pontos

Xavie Pinto - 10 pontos - 1 ponto

Somatório das duas votações:

Inês Moreira - 7 + 6 = 13 pontos

André Costa - 3 + 7 = 10 pontos

João Pedro - 5 + 4 = 9 pontos

João Carvalho - 2 + 6 = 8 pontos

João Rodrigo - 6 + 2 = 8 pontos

Rúben Baía - 4 + 4 = 10 pontos

Xavier Pinto - 1 + 1 = 2 pontos

Neste sentido, o segundo candidato a abandonar Os Escolhidos é..

Xavier Pinto.

Após a segunda expulsão, é necessário iniciar a terceira fase deste concurso. São oito os comentários que poderá ler e apreciar esta noite. Fique agora com três deles:

Inês Moreira Santos - SIC e RTP possuem grandes nomes no entretenimento, e a TVI é característica pela sua forte aposta na ficção. No entanto, parece que por Queluz de Baixo o futuro poderá vir a passar por esta área. Tendo em conta que Merche Romero ou Isabel Angelino vieram recentemente a público manifestar alguma insatisfação pelo canal por onde passaram nos últimos tempos, pensas que André Cerqueira as poderá chamar, ou abordar outras estrelas?

Acredito que a TVI possa apostar mais no entretenimento mas nunca descurando, obviamente, a ficção, que tão bons resultados lhe tem trazido. Se, aliados aos grandes nomes da representação com que já trabalha, a estação de Queluz conseguir reunir também grandes nomes do entretenimento (e repare-se que já conta com Fátima Lopes), aí sim, o sucesso será mais do que garantido.

Merche Romero e Isabel Angelino quiseram provavelmente aproveitar esta onda de “tranferências” televisivas (onde já nada me espanta) para mostrar o seu descontentamento e relembrar o seu valor. Apesar de nunca ter sido grande fã da segunda, reconheço que tanto ela como Merche Romero são excelentes comunicadoras, cada uma ao seu estilo.

De entre as duas, penso que André Cerqueira optaria mais facilmente por Merche, pelo seu à vontade e simpatia. Seria ideal para um programa onde pudesse interagir com o público ou telespectadores como nos “velhos tempos” dePortugal no Coração ou mesmo para uma novela. Já Isabel Angelino, mais formal, poderia ser uma óptima escolha para um concurso como o Quem Quer Ganha, contudo, não me parece que esta “cara RTP” seja uma possibilidade para o director de programas da TVI.

João Pedro - A adaptação de "Secret Story" está a chegar à TVI. Persiste ainda a incerteza no que toca ao apresentador escolhido para conduzir o formato. Para ti, qual seria o mais indicado?

Com tantos excelentes nomes para a apresentação do programa fica complicado escolher o melhor.

Na verdade, a escolha deve recair em apenas uma pessoa. Uma dupla em, que ambos teriam o 'papel principal' neste formato não iria resultar. Teria de haver uma enorme coordenação entre os apresentadores. O formato apresentador principal + jornalista seria o ideal.

Por um lado, temos as inexperientes neste tipo de formato: Cristina Ferreira e Fátima Lopes. A Cristina tem capacidades para apresentar este programa sozinha. A Fátima precisaria de ser mais incisiva, mais frontal e muito menos transparente.

Por outro lado, os veteranos Manuel Luís Goucha, que nunca apresentou um reality show, mas faria um trabalho excepcional de certeza e Júlia Pinheiro e Teresa Guilherme, super experiente e as escolhas mais acertadas para o formato. Ambas fariam um brilhante trabalho apesar de eu preferir a Teresa, afinal ela é a cara do Big Brother em Portugal. O formato serve-lhe que nem uma luva.

André Costa - Já foi apresentada a nova telenovela da SIC, "Laços de Sangue". Com pompa e circunstância, divulgou-se que esta produção vai ser mais cara que "Perfeito Coração", apesar de ser em parceria com a Globo. Será que é este o caminho que a SIC deve tomar, ou seja, produzir o mesmo que a TVI mas melhor? Ou é necessário criar a tal alternativa que a RTP1 está a construir com "Quem Quer Ser Milionário" ou "Super Miúdos"?

Pronto! Foi apresentada à imprensa “Laços de Sangue”. Não, não, não… A nova novela portuguesa da SIC não vai estrear na próxima semana e, muito menos, daqui a duas semanas! A verdade é que parece moda, lá para os lados da SIC e da RTP1, apresentar os projectos muito antes de estrearem. Depois, alguém se lembrará?

Se este é ou não um bom projecto, só daqui a algum tempo o poderemos dizer… agora, podemos questionar se este é ou não o caminho a seguir. Com programas de cultura geral na RTP1 e novelas na TVI, por onde deverá (ou deveria) ir a SIC? Parece que não há muitas hipóteses… Se a SIC fosse na onda da RTP1, quanto a mim, não iria longe; aquele tipo de programa está enraizado na estação pública e a SIC nunca ganharia vantagem. Por outro lado, sempre houve ficção na SIC (quer em português de Portugal ou do Brasil). Agora que estão mais virados para as novelas (é um facto!) e “Laços de Sangue” será a produção nacional mais cara da SIC (no que se refere, pelo menos, às novelas), o que se espera que a estação de Carnaxide faça em relação à TVI é que não produza melhores novelas… o que se espera, então, é que façam novelas diferentes. Esse, sim, é o caminho a seguir: o da diferença!

Rúben Baía - Vida Nova com José Figueiras continua sem dar resultado. Nos últimos dias o programa tem estado cada vez mais fraco, apesar da forte antecedência de A Armadilha. Qual será a melhor aposta da SIC para Setembro?

Desde os últimos tempos, quando Fátima Lopes ainda conduzia o "Vida Nova" que os maus resultados do programa vinham a tornar-se numa realidade. No entanto, desde que José Figueiras assumiu a sua condução estes têm sido ainda piores. Na minha opinião, este tipo de formato não é o adequado para o eterno "bombeiro de Carnaxide", apesar de lhe dar todo o mérito em ter aceite o desafio da direcção de programas.

Por isso, são claramente necessárias mudanças com a chegada do mês de Setembro. A meu ver existem duas hipóteses: ou um programa completamente novo com uma dupla de apresentadores, mais próximo de “Contacto” ou “Às duas por três” (Nuno Graciano e Patrícia Henrique ou Sofia Cerveira poderiam tornar-se numa dupla interessante) ou uma nova vida para o "Vida Nova", que passaria sobretudo por uma mudança de estúdio, apresentadora, e uma renovação de conteúdos. Quem sabe Adelaide de Sousa não faria esquecer a antecessora? Ou uma nova cara para Carnaxide, como por exemplo Tânia Ribas de Oliveira? Eu apostaria mais na hipótese “Vida Nova” com Adelaide de Sousa!

João Rodrigo - "Achas Que Sabes Dançar" acabou neste domingo. Para a semana inicia-se novo talent-show (Á Procura do Sonho). Conseguirá este formato voltar ao sucesso que foi Ídolos?

Em primeiro lugar, gostaria de salientar a diversidade da oferta da SIC ao nível do entretenimento, nomeadamente aos Domingos à noite. Pois foi Ídolos, depois Achas Que Sabes Dançar? e agora este novo talent-show Á Procura do Sonho.

Na minha opinião, apesar de achar que vai ser um programa interessante penso que este novo formato não vai conseguir alcançar o sucesso que foi o Ídolos. Julgo até que não conseguirá obter os mesmos resultados que o seu antecessor Achas Que Sabes Dançar?

São vários os factores que podem contribuir para que isto aconteça, apesar do tipo de programa ser benéfico nesta altura do ano, existem alguns condicionantes, pois em Agosto o consumo televisivo baixa estando muitos dos espectadores em férias dando assim menos atenção à televisão. Por outro lado, deve-se ter em atenção a dupla de apresentadores, Vanessa Oliveira tem alguma experiência televisiva, é conhecida do público e pode dar um bom contributo a este formato, já Pedro Guedes para mim é uma incógnita. Será que ele se vai adaptar bem ao programa? Será que a dupla com a Vanessa vai resultar? E quanto ao júri, será que vai ser polémico? No que diz respeito aos candidatos, haverá muitos dos chamados cromos? Todas estas questões começam a ter resposta já no próximo dia 1 de Agosto, na estreia de Á Procura do Sonho na SIC.

João Carvalho - A RTP decidiu trocar as voltas à imprensa e estreou Projecto Moda no passado domingo. O que pensas da versão portuguesa do formato? Terá a estação pública feito uma boa aposta ao emitir o primeiro programa nesta data?

Nunca imaginei ver ‘Project Runway’ ser adaptado pela RTP, por ser um reality-show e pelo seu público-alvo. É mais a cara da SIC Mulher ou mesmo da generalista. Contudo, a RTP fez bem em apostar num formato que divulga outros talentos que não o canto e a dança. Além disso, a RTP soube fugir à intimidade e às intrigas que neste tipo de programa costumam ganhar maior destaque e que não são serviço público.

Quanto à versão portuguesa em si, teve pontos positivos e negativos. A apresentadora Nayma Mingas, apesar da sua beleza e graciosidade, não nasceu para a apresentação. Na estreia esteve muito presa e colada a frases feitas, porém o seu papel é muito reduzido no programa, pelo que não causa grandes danos. Por outro lado, o programa ganhou em dinamismo, pela realização e montagem modernas, sendo desta forma capaz de captar um público mais jovem.

A estratégia de anteceder em uma semana a estreia do programa prevista pela imprensa, sem que tenha havido uma promoção atempada e eficaz, originou um resultado bem modesto, idêntico ao de Domingos anteriores naquele horário. Não foi, de todo, positivo para o programa que merecia melhores audiências.

As votações estão abertas. Vote nas suas opiniões favoritas!

Link to comment
Share on other sites

 Share

×
×
  • Create New...