Jump to content

Fusão Disney e Fox [Disney Channel/Fox/Fox Life]


ATVTQsV
 Share

Recommended Posts

Como tem sido visto um pouco por todo o mundo, mais regiões estão a dizer sim à fusão entre a Disney e a Fox, e foi aceite na União Europeia há alguns meses. Mas como será que a nova gestão da Disney sob os canais da Fox irá correr em Portugal?

Actualmente a Disney opera dois canais em Portugal: o Disney Channel e o Disney Junior. Ocasionalmente há um terceiro que é em regime de pop-up em certas alturas do ano na MEO. A Fox tem nove em português que acabam por sucumbir à Disney: FOX, FOX Life, FOX Movies, FOX Comedy, FOX Crime, 24Kitchen, BabyTV, National Geographic Channel, Nat Geo Wild e mais dois canais indianos premium que estão incluídos no pacote da fusão: Star Plus e Star Gold, que chegam a Portugal para assinantes Vodafone.

Actualmente a Disney detém o canal infantil mais visto do cabo, o Disney Channel, mas até a Disney tem sido uma desgraça de gestão dos dois lados da fronteira. O Disney Junior (e o Disney XD, mas fora de Portugal infelizmente) sucumbiu a uma estranha política da Disney de unificar as grelhas de todas as versões europeias e ficou ainda mais "pobre". Já a Fox, empresa que tem mais expertise com um catálogo mais variado de canais, detém os canais de séries mais vistos: a FOX e a FOX Life que, por sinal, estão bem geridos. Obviamente com a fusão, a Disney irá reforçar a sua posição de liderança com três dos seus canais entre os vinte mais vistos.

O que é que a fusão trará às duas empresas? Será que a gestão da Disney sobre as novas chegadas ao catálogo da empresa irá melhorar ou irá trazer as suas maleitas de má gestão e preguiça à espanhola? Ou será que a Fox vai dar uma lição à Disney, sobretudo em mercados mais desenvolvidos como o nosso?

Está aberta a discussão.

  • Like 4
Link to comment
Share on other sites

  • 1 month later...
On 20/01/2019 at 19:53, Rafael A. disse:

Vai ficar tudo igual... Lamento :haha: 

Infelizmente vai ser pior do que igual, já que a Disney anda a poupar nas operações televisivas para mudar-se para o streaming. Infelizmente nem toda a gente terá acesso a plataformas como a Disney+.

Link to comment
Share on other sites

Disney-Fox: fusão dos gigantes de Hollywood já tem data marcada

A Disney anunciou quando será finalizado o acordo de fusão com a Fox.

Hidden Content

    Sign in or sign up to see the hidden content.

20 de março é a data anunciada para se tornar efetiva a fusão histórica entre a Disney e a Fox.

A união entre os dois estúdios gigantes de Hollywood deverá tornar-se oficial à 00h02 (fuso horário de Nova Iorque).

Num comunicado oficial, a Disney revelou estes prazos já que o acordo foi aprovado pela entidade reguladora do México, a última que faltava após a do Brasil ter chegado no final de fevereiro.

Agora, os acionistas da 21st Century Fox têm até à próxima quinta-feira para escolher a quantidade de dinheiro e ações da Disney que querem receber no âmbito da fusão de 71,3 mil milhões de dólares [60,6 mil milhões de euros].

Segundo o acordo, os acionistas da 21st Century Fox vão receber 38 dólares por ação, em dinheiro ou ações da "Nova Disney", ficando no final da operação financeira com 17% a 20% dessa "holding" que vai juntar a Disney e a Fox.

Entre outros ativos, a "Nova Disney" ficará com o estúdio de cinema 20th Century Fox, atualmente o terceiro maior de Hollywood, bem como o estúdio que produz as séries de TV e o vasto catálogo de títulos de ambos, canais por cabo como a FX e a National Geographic, bem como 30% da plataforma "Hulu".

A Marvel, detida pela Disney, voltará por exemplo a tomar posse dos direitos da saga "X-Men".

Segundo as projeções, além da redução da produção de filmes da Fox, mais de quatro mil empregos serão perdidos na eliminação das estruturas e recursos que agora existem em duplicado.

A 19 de março nascerá a Fox Corporation, a nova entidade que juntará os ativos que a Disney não irá comprar ao magnata Rupert Murdoch, como o canal nacional Fox e as suas 28 estações, além dos canais por cabo Fox Sports e o controverso Fox News, bem como jornais de influência como o Wall Street Journal, New York Post, Times of London, além de vários títulos na Austrália.

A fusão vai abanar o mundo do entretenimento e dos media no importantíssimo controlo de conteúdos e distribuição, num momento em que vários estúdios se preparam para uma competição intensa no "streaming".

Fonte:https://mag.sapo.pt/cinema/atualidade-cinema/artigos/disney-fox-fusao-dos-gigantes-de-hollywood-ja-tem-data-marcada

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

agora mesmo, guilhermefmcar disse:

Obrigado! Fiquei confuso com isto da fusão, porque o canal FOX e os FOX News/Sports ficaram na FOX Corp. e pensei que as "delegações" pudessem ficar ao serviço da empresa-mãe.

Há países onde operam ESPN e FOX Sports. Tipo a América Latina. Especulava-se que iríamos ter um crescimento dos canais ESPN mas afinal optaram por vender a FOX Sports, da mesma maneira que optaram nos EUA por vender toda uma série de canais de desporto regionais.

A STAR India também está nos activos. Porém na Índia existem canais Sony ESPN. A própria STAR opera a STAR Sports. A marca ESPN vai ficar numa situação ainda mais confusa na região. De salientar que antes, a Disney comprou a UTV Software - que também já detinha canais de televisão e uma produtora de filmes.

No sudeste asiático a FOX Sports era a ESPN antigamente, e parece que vai voltar a ser.

  • Like 2
Link to comment
Share on other sites

  • 1 month later...
  • 3 weeks later...
 Share

×
×
  • Create New...