Jump to content
EFernando

Na Corda Bamba

Recommended Posts

Eu por acaso não achei as cenas da Bárbara Branco tão boas assim. Se fizermos alguma comparação entre ela e a Júlia Palha, a última dá-lhe 10 a 0, em termos de interpretação, nesta novela.

  • Like 1
  • LOL 2
  • Confused 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Até o semáforo, tapou a câmara de vigilância, senhores. Esta Lúcia é o diabo! Espero ansiosamente pela São José, e ver a Lúcia a piar fininho :nerves:

Tenho pena da Teresa mas ela meteu se na boca do lobo. De resto, ainda estou em choque e sem palavras para este show de interpretação que acabei de assistir.  Esta novela é das mulheres. Não há como negar isso. 

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites

Fui ver a parte final do episódio depois de ler os vossos comentários. Por acaso achei a cena do atropelamento bem forçadinha. Lúcia Lobo a aprender com a Jô. :cryhappy:

De resto, cenas e interpretações muito boas!

  • LOL 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Tenha pena que a Lúcia esteja a ir neste caminho :/ Os crimes dela até agora eram justificáveis, de uma forma ou de outra (a morte do Filipe foi em autodefesa; o roubo das crianças foi para lhes dar uma melhor vida; as mentiras constantes para preservar a sua família), e isso fazia dela uma personagem inegavelmente mais real, alguém com quem podíamos não concordar, mas compreender até certo ponto. Homicídio puro e calculado numa fase ainda tão prematura, seguido por uma não-reação e aquele sorriso de vilão Disney... não sei o que achar mesmo. Acharia muito mais interessante se depois da Lúcia a matar, decisão tomada num ápice, sofresse com o seu ato, a víssemos com algum PTSD disso, sendo afetada emocionalmente e não se reconhecendo a si própria, passando por tooooodo um processo mental até, aí sim, finalmente acabar por decidir que fez o que, para ela, tinha de ser feito.

Acho que a personagem dela assim continuaria igualmente realista e multidimensional. E para mim, apesar de brilhantemente interpretado (Dalila Carmo fazendo escola todo o santo dia) e realizado, a escrita do episódio de hoje deixou um pouco a desejar (comparado aos padrões a que nos habituaram!) e estragou um bocado a complexidade e humanidade da Lúcia (que existe, não pode ser negado), tornando-a numa clássica Vilã Má de novelas do estilo Maria João Mira :ph34r:

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
6 minutes ago, Fabien S. said:

Não concordo. Acho que isto só lhe dá uma maior dimensão de vilã. Acho que já fazia falta uma personagem assim na nossa televisão. A lembrar uma Carminha ou uma Nazaré Tedesco. Nunca tivemos uma vilã tão louca, sádica e macabra como ela... Muitas das atitudes só me fazem pensar no Joker. Ela vai fazer de tudo para proteger a família que criou, mas se a pele dela estiver a cheque, ela vai derrubar quem for preciso. Eu gosto muito desta acidez, ironia, maldade, humanidade que ela tem. Só a faz ainda mais grandiosa e só nos faz querer que ela tenha uma rival à altura. Ela é realmente muito má, vê-se, mas no fundo estamos a torcer por ela... o Vilhena e a Dalila estão a conseguir isso na perfeição. 

Percebo completamente o que dizes (e concordo! Nunca quereria uma Lúcia heroína boazinha), pessoalmente não vi foi essa humanidade dela retratada com nuance hoje. Mas tirando isso, nada a apontar 

Edited by darkerglow

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 17 minutos, skizzo disse:

Grande episódio!

Tenho pena que a Teresa tenha morrido, gostava da personagem e a Vera esteve muito bem. 

A humanidade da Lúcia só sai à tona quando ela é a pessoa que está a sofrer nas mãos de outra pessoa, por exemplo na história da violação. De resto, é uma autêntica psicopata sem capacidade nenhuma de empatia - o amor que ela supostamente tem pelos filhos, é só porque são uma extensão dela, e uma projeção da família feliz que ela imaginou um dia ter. Ela não tem verdadeiro amor por ninguém a não ser por ela própria, não tenho a menor dúvida que se fosse preciso derrubar algum deles para se salvar, ela o faria.

Sem duvida. Aliás, ela ia abandonar a Alice quando esteve quase a fugir. 

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites

A Lúcia já matou o pai do namorado da filha, já matou a mãe da melhor amiga da filha, qualquer dia mata o pai da filha. 

há 1 hora, darkerglow disse:

Tenha pena que a Lúcia esteja a ir neste caminho :/ Os crimes dela até agora eram justificáveis, de uma forma ou de outra (a morte do Filipe foi em autodefesa; o roubo das crianças foi para lhes dar uma melhor vida; as mentiras constantes para preservar a sua família), e isso fazia dela uma personagem inegavelmente mais real, alguém com quem podíamos não concordar, mas compreender até certo ponto. Homicídio puro e calculado numa fase ainda tão prematura, seguido por uma não-reação e aquele sorriso de vilão Disney... não sei o que achar mesmo. Acharia muito mais interessante se depois da Lúcia a matar, decisão tomada num ápice, sofresse com o seu ato, a víssemos com algum PTSD disso, sendo afetada emocionalmente e não se reconhecendo a si própria, passando por tooooodo um processo mental até, aí sim, finalmente acabar por decidir que fez o que, para ela, tinha de ser feito.

Acho que a personagem dela assim continuaria igualmente realista e multidimensional. 

A Lúcia já tinha morto o Gaspar propositadamente, se bem que vimos um pouco de humanidade nessas cenas, principalmente quando ela está a trocar os comprimidos. Sendo esta a sua terceira morte, e a mais propositada das três, acho normal ela não ter sentido nada, afinal já é a terceira pessoa que ela elimina. Não gostei da morte da Teresa, tudo bem que ela podia ser bisbilhoteira, mas agora pareceu-me que ia apoiar a Lúcia após descobrir a "verdade", notou-se essa intenção. Acho que a Lúcia podia ter sido mais calculista, pois deu-me pena ver aquela família sofrer, ainda por cima alguém perder a mãe nestas circunstâncias

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 9 horas, Manu Tenry disse:

Minha nossa!! A Bárbara White até faz aflição quando chora :crying:Ela, a Vera e claro a Dalila foram os grandes destaques do episódio!

Tenho pena pela Vera Alves, a personagem era abelhuda demais mas não queria que ela saísse tão cedo da novela :( Espero que volte ser aposta em breve!!

Nem tenho palavras para definir a Dalila de tão avassaladora que foi! Eu só quero Simone loka a querer vingar a morte da mãe :threatenlumber:

A única vantagem da morte da Teresa, que era uma personagem que eu gostava muito, só mesmo para ter a Bárbara a dar um show de representação. Eu acho mesmo que ela é capaz de ser a melhor da sua geração/faixa etária. 

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Agora estou ansiosamente à espera da grande estreia do documentário. Cheira-me que vai ser épico. Já estou a imaginar o título: "Viuva Branca".

:clapping:

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 12 horas, Free Live disse:

Fui ver a parte final do episódio depois de ler os vossos comentários. Por acaso achei a cena do atropelamento bem forçadinha. Lúcia Lobo a aprender com a Jô. :cryhappy:

De resto, cenas e interpretações muito boas!

Certamente :mosking: 

Eu foi ver a cena e kkkkkkk.

A cara da Dalila Carmo, morto.:rofl:

Edited by Francisco D.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Só agora vi o episódio de ontem. Foi soberbo, as interpretações estiveram no ponto, até me emocionei! A Dalila Carmo arrasou com a fala que a outra ia ter com o pai do Edu e depois a fingir que não sabia de nada e etc! A Bárbara Branco arrasou, assim como o Luís Gaspar, primeiro ficou em choque, depois chorou desesperadamente quando estava com a filha, esteve ótimo mesmo.

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

eu não consigo imaginar como é que a novela se vai manter. A Alice está a uma acaso de saber que a Rita é neta dos Montenegro, e depois é só associar isso à morte da Teresa ... 

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 13 horas, JoãoCruz disse:

Eu adoro a Palha, mas é injusto compará-la com a Babie White. Esta última não tem metade do protagonismo e mesmo o próprio texto da Alice e toda a sua história à superior ao da Simone. A Bárbara esteve muito bem dentro daquilo que era pretendido e isso notou-se na cena com o polícia, que era péssimo. O contraste de ambas as prestações foi sofrível precisamente por ela estar super natural. Para não falar que, em cada episódio, ela mostra uma naturalidade muito acima da média. Acho que ela e a Palha estão ambas incríveis. 

Quando escrevi aquele post tinha acabado de ver o episódio, por isso a minha reação talvez tenha sido algo exagerada. Eu acho que a Bárbara Branco está a ter um bom desempenho, na novela! Não me interpretes mal. Só fiquei um pouco desiludido com a forma como ela reagiu à morte da Teresa, em determinadas partes. E principalmente em como deu a notícia ao pai. Achei-a demasiadamente branda e passiva. Mas por um lado, esta questão até pode ter mais a ver com o guião em si, do que com a sua interpretação.

No decorrer de momentos similares na história (embora não tão impactantes como a morte de um familiar direto), a Júlia Palha conseguiu transmitir a emoção que era preciso, em cada um deles, doseando-a perfeitamente. Coisa que não vi a acontecer aqui, por exemplo.

Espero ter conseguido fazer-me entender. :cool:

Edited by MerciMerci
  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 10 minutos, MerciMerci disse:

Quando escrevi aquele post tinha acabado de ver o episódio, por isso a minha reação talvez tenha sido algo exagerada. Eu acho que a Bárbara Branco está a ter um bom desempenho, na novela! Não me interpretes mal. Só fiquei um pouco desiludido com a forma como ela reagiu à morte da Teresa, em determinadas partes. E principalmente em como deu a notícia ao pai. Achei-a demasiadamente branda e passiva. Mas por um lado, esta questão até pode ter mais a ver com o guião em si, do que com a sua interpretação.

Em momentos similares na história (embora não tão impactantes como a morte de um familiar direto), a Júlia Palha conseguiu transmitir a emoção que era preciso, em cada um deles, doseando-a perfeitamente. Coisa que não vi a acontecer aqui, por exemplo.

Espero ter conseguido fazer-me entender. :cool:

nem foi ela que deu a notícia ao pai.

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 18 minutos, joanna disse:

nem foi ela que deu a notícia ao pai.

Pronto, quando reencontrou o pai na sala de reuniões da Diamond Homes. Era a esse momento que me referia. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 6 minutos, MerciMerci disse:

Pronto, quando reencontrou o pai na sala de reuniões da Diamond Homes. Era a esse momento que me referia. 

putz melhor momento do episódio ... 

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 17 minutos, Duarte disse:

putz melhor momento do episódio ... 

We agree to disagree. :rudolph:

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 37 minutos, MerciMerci disse:

Pronto, quando reencontrou o pai na sala de reuniões da Diamond Homes. Era a esse momento que me referia. 

o que é que esperavas que ela fizesse?

Edited by joanna

Share this post


Link to post
Share on other sites

A Teresa é atropela e as pessoas em vez de ligarem para o 112 ficam plantadas a olhar para ela como se tratasse algo de outro mundo.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


×
×
  • Create New...