Jump to content

Alma e Coração


Recommended Posts

há 3 minutos, Pedro M. disse:

Vai haver simultâneo. Os sites já publicaram o resumo de Paixão da semana de 17 a 23 e aquilo não é última semana. 

Já era de esperar...

Paixão ainda não está nos últimos episódios sequer...

Se tiverem 1 semaninha de simultâneo não acho mal... a última semana de Paixão há-de subir os valores, penso eu.

Link to post
Share on other sites
  • Replies 4.6k
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

Top Posters In This Topic

Popular Posts

AAAAA   georginapinto21Muito bom ?. Só tenho pena que tivesse saído da TVI?. É tão boa atriz. Bj [email protected] continuo boa actriz, na SIC! Em setembro,@almaecoracao!

Página 100 do tópico, a novela faz 10 de rating no dia 10 de outubro.  Coincidência? Não sei. Destino? Talvez. Hotel? Trivago.

Ontem fez 5,8%/12,3%.

.....desde que mandem Vidas Opostas a dar uma volta nessa semana (Paixão que ocupe o segundo horário, pode ser que com as últimas vença Jogo Duplo..... mas não façam sanduíche, por amor aos céus), pode ser que não seja uma coisa aberrante.

  • Like 1
Link to post
Share on other sites

As promoções estão muito boas sem dúvida. Já há muito tempo que a SIC não tinha assim promos tão chamativas. Diria que desde Coração d'Ouro com aquelas primeiras promos, ou mesmo Mar Salgado.

Mas do que vale ter boas promoções, se estas passam uma ou duas vezes na antena? A SIC anda a falhar e muito na promoção. O conteúdo é excelente, mas o número de vezes que passa é muito baixo. Ainda me lembro nas outras novelas, a promoção era tão insistente que até irritava. 

Espero que o Daniel Oliveira melhore isto e comece a aumentar a promoção das suas novelas, e não só na antena mas também nas ruas e noutros meios sociais.

Edited by jj299
Link to post
Share on other sites
há 45 minutos, jj299 disse:

As promoções estão muito boas sem dúvida. Já há muito tempo que a SIC não tinha assim promos tão chamativas. Diria que desde Coração d'Ouro com aquelas primeiras promos, ou mesmo Mar Salgado.

Mas do que vale ter boas promoções, se estas passam uma ou duas vezes na antena? A SIC anda a falhar e muito na promoção. O conteúdo é excelente, mas o número de vezes que passa é muito baixo. Ainda me lembro nas outras novelas, a promoção era tão insistente que até irritava. 

Espero que o Daniel Oliveira melhore isto e comece a aumentar a promoção das suas novelas, e não só na antena mas também nas ruas e noutros meios sociais.

As promos passam em todos os intervalos praticamente. 

Para além dos separadores com os atores... 

  • Like 3
Link to post
Share on other sites
há 6 minutos, VascoSantos disse:

As promos passam em todos os intervalos praticamente. 

Para além dos separadores com os atores... 

Pronto se o dizes. Mas em termos de promoção de ruas e redes sociais está pobre.

Link to post
Share on other sites
há 2 minutos, jj299 disse:

Pronto se o dizes. Mas em termos de promoção de ruas e redes sociais está pobre.

Isso é outra coisa, que não tinhas referido. 

A SIC já se sabe como é nas redes sociais. Se bem que têm utilizado muito o Instagram. 

Nas ruas só mesmo perto da estreia. Ainda não há confirmação sequer do dia da estreia. Ainda é cedo. 

Link to post
Share on other sites

Acho inevitável, talvez, não haver simultâneo. Isto porque pela vontade do Daniel acredito que não houvesse, mas se Paixão ainda dura até dia 23 a dar episódios de 50 minutos é porque ainda têm muito para dar e ia ser muito complicado dar episódios muito maiores para a despachar a tempo. Dado que ao ritmo normal chega até dia 29 (ou perto disso, ao fim da semana que começa a 23), pelo menos, seria arriscado estrear Alma e Coração dia 30, por ser muito tarde, e nem sabemos se a eterna Paixão conseguia acabar até 29. 

Link to post
Share on other sites
há 9 horas, tjspy disse:

Acho inevitável, talvez, não haver simultâneo. Isto porque pela vontade do Daniel acredito que não houvesse, mas se Paixão ainda dura até dia 23 a dar episódios de 50 minutos é porque ainda têm muito para dar e ia ser muito complicado dar episódios muito maiores para a despachar a tempo. Dado que ao ritmo normal chega até dia 29 (ou perto disso, ao fim da semana que começa a 23), pelo menos, seria arriscado estrear Alma e Coração dia 30, por ser muito tarde, e nem sabemos se a eterna Paixão conseguia acabar até 29. 

Dia 30 é domingo, seria arriscado. Para estrearem na segunda, já era outubro, mais precisamente dia 1.

Link to post
Share on other sites
há 18 horas, Pedro M. disse:

Esta novela terá dois grandes pesos, duas grandes "referências de marca": as imagens da Cova da Moura e as imagens circenses.

Que sejam bem doseadas, bem cuidadas, e dêem à novela uma identidade forte e apelativa! (Que é o que falhou a Amor Maior e Paixão, não tinham/têm qualquer identidade diferenciadora. E que é onde A Herdeira brilha... apesar de ser uma bosta, tem uma identidade do caraças.)

Voltando ao circo, go Cláudia?

  • Like 1
Link to post
Share on other sites
há 1 hora, Kandinsky disse:

Esta novela terá dois grandes pesos, duas grandes "referências de marca": as imagens da Cova da Moura e as imagens circenses.

Que sejam bem doseadas, bem cuidadas, e dêem à novela uma identidade forte e apelativa! (Que é o que falhou a Amor Maior e Paixão, não tinham/têm qualquer identidade diferenciadora. E que é onde A Herdeira brilha... apesar de ser uma bosta, tem uma identidade do caraças.)

Voltando ao circo, go Cláudia?

Amor Maior tinha aqueles separadores com pessoas aos abraços e aos beijinhos, acho que deu um toque característico à novela.

  • Like 2
Link to post
Share on other sites

Promoção de que têm falado dividida em duas partes.

há 18 minutos, Free Live disse:

Amor Maior tinha aqueles separadores com pessoas aos abraços e aos beijinhos, acho que deu um toque característico à novela.

Eu detestava esse toque característico, não é por nada. Era tão estranho...

  • Like 1
Link to post
Share on other sites
há 25 minutos, Johnman disse:

De todos os defeitos que eu podia apontar a AM, esse não é um deles. A novela tinha uma identidade bem marcada - era claramente uma "novela do povão", com um estilo artístico semi-histórico através do foco nos azulejos/paredes azulejadas, as ruas elegantemente degradadas de Alfama, as festas populares e os ínfames separadores com turistas a acenar que parecia que duravam 5 minutos cada um. Era basicamente uma Somos Portugal versão novela, só faltava lá a pimbalhada na banda sonora. Mas concordo com Paixão, essa não tem identidade nenhuma... era suposto usar as praias e as vistas paradisíacas do Algarve, mas 1) não faz nada para se distinguir de quaisquer outras novelas que também usaram praias como a sua identidade... como por exemplo Saber Amar, uma novela de há 15 ANOS ATRÁS, que usou os mesmos truques - um romance impossível, o Zoomarine, muitas praias, etc. - com melhor efeito; e 2) as praias estarem lá e não estarem é a mesma coisa e podiam ser substituídas por qualquer outro exterior, porque nada disso é usado nem mesmo para a sua própria vantagem no que toca à narrativa. A novela é quase toda passada dentro de um resort, qual praias ou lá o caneco :lol:

Esta deixa-me curioso pelo circo e pela Cova da Moura, que parecem ser dois elementos muito atraentes no que toca tanto à cenografia (se aquela promo bombástica das três protagonistas mostrou), como às cenas lá passadas. O potencial é muito, muito grande. Coração D'Ouro - outra novela do Pedro Lopes - soube aproveitar bem o seu setting do Porto e da região do Douro, com exteriores do mais bem feito que pode haver (Sérgio Graciano arrasou nessa novela..... aparte de alguns décores interiores que eram um bocadinho dark e industriais demais), portanto tenho fé que esta siga esse caminho.

De facto, é uma pena a novela Paixão não mostrar mais do Algarve nas suas cenas. Ainda bem que os espaços interiores têm muita luz, dando ideia que estamos numa região com muito Sol, porque de resto não mostram quase nada da região, a não ser naquelas transições que certamente foram pagas pelas Câmaras Municipais. Além disso, há uma fraca noção de espaço. Dá ideia de que os vários concelhos algarvios são encostados uns aos outros. Basta ver que houve uma altura que a Bé vivia com o Tiago em Vila do Bispo, concelho que fica na ponta oeste do Algarve e ainda a uma distância considerável da zona onde está a herdade, que suponho que seja na zona de Loulé e esta ia à herdade como se Vila do Bispo fosse logo ali ao lado.

Dado que nesta novela o bairro foi recriado nos estúdios da SP, penso que podemos esperar mais cenas exteriores, ainda que não sejam exteriores de facto.

  • Like 2
Link to post
Share on other sites
há 39 minutos, Televisão 10 disse:

De facto, é uma pena a novela Paixão não mostrar mais do Algarve nas suas cenas. Ainda bem que os espaços interiores têm muita luz, dando ideia que estamos numa região com muito Sol, porque de resto não mostram quase nada da região, a não ser naquelas transições que certamente foram pagas pelas Câmaras Municipais. Além disso, há uma fraca noção de espaço. Dá ideia de que os vários concelhos algarvios são encostados uns aos outros. Basta ver que houve uma altura que a Bé vivia com o Tiago em Vila do Bispo, concelho que fica na ponta oeste do Algarve e ainda a uma distância considerável da zona onde está a herdade, que suponho que seja na zona de Loulé e esta ia à herdade como se Vila do Bispo fosse logo ali ao lado.

Dado que nesta novela o bairro foi recriado nos estúdios da SP, penso que podemos esperar mais cenas exteriores, ainda que não sejam exteriores de facto.

O problema da noção de espaço é uma praga em todas as novelas - em Vidas Opostas eles pulam entre Sintra e Amarante como se fosse uma viagem de 2 minutos, quando a distância entre as duas é quase a mesma que a de Lisboa e Porto :lol: Mas sim, Paixão peca por não se esforçar em utilizar o lifestyle e o estilo geral do Algarve em mais do que transições às duas chapadas e super simplórias ao ponto de serem sem sal. O Algarve é meramente a localização da novela e nada mais do que isso. Onde estão os exteriores? Porque é que não vemos mais do que algumas casas, algumas ruas e, de vez em quando, alguém na praia ou a jogar golfe em transições? Até VO, que mostra se calhar ainda menos exteriores do que Paixão, utiliza o seu ambiente de Sintra melhor do que Paixão com o Algarve, para além de ter um estilo e uma atmosfera que condizem bem com a natureza rústica da vila propriamente dita, enquanto que Paixão é uma novela que podia facilmente ser em Lisboa mas que insiste que se passa no Algarve só para variar um bocadinho.

O facto que aquele bairro que vemos nas promos e nas redes sociais é um décor montado pela SP é impressionante. Espero que o Pedro Lopes aproveite o enorme potencial que ele tem nas mãos entre o bairro e o circo, que são dois elementos interessantíssimos e diferentes do costume. É aquilo que me dá mais esperança que AeC seja mais do que apenas uma Dancin' Days 2.0.

Edited by Johnman
  • Like 2
Link to post
Share on other sites
há 1 hora, Johnman disse:

De todos os defeitos que eu podia apontar a AM, esse não é um deles. A novela tinha uma identidade bem marcada - era claramente uma "novela do povão", com um estilo artístico semi-histórico através do foco nos azulejos/paredes azulejadas, as ruas elegantemente degradadas de Alfama, as festas populares e os ínfames separadores com turistas a acenar que parecia que duravam 5 minutos cada um. Era basicamente uma Somos Portugal versão novela, só faltava lá a pimbalhada na banda sonora. Mas concordo com Paixão, essa não tem identidade nenhuma... era suposto usar as praias e as vistas paradisíacas do Algarve, mas 1) não faz nada para se distinguir de quaisquer outras novelas que também usaram praias como a sua identidade... como por exemplo Saber Amar, uma novela de há 15 ANOS ATRÁS, que usou os mesmos truques - um romance impossível, o Zoomarine, muitas praias, etc. - com melhor efeito; e 2) as praias estarem lá e não estarem é a mesma coisa e podiam ser substituídas por qualquer outro exterior, porque nada disso é usado nem mesmo para a sua própria vantagem no que toca à narrativa. A novela é quase toda passada dentro de um resort, qual praias ou lá o caneco :lol:

Esta deixa-me curioso pelo circo e pela Cova da Moura, que parecem ser dois elementos muito atraentes no que toca tanto à cenografia (se aquela promo bombástica das três protagonistas mostrou), como às cenas lá passadas. O potencial é muito, muito grande. Coração D'Ouro - outra novela do Pedro Lopes - soube aproveitar bem o seu setting do Porto e da região do Douro, com exteriores do mais bem feito que pode haver (Sérgio Graciano arrasou nessa novela..... aparte de alguns décores interiores que eram um bocadinho dark e industriais demais), portanto tenho fé que esta siga esse caminho.

Por acaso quando me referi a "identidade" era mais no sentido "identidade narrativa", e não tanto "identidade visual". A Herdeira é a novela dos ciganos! Mar Salgado era a novela dos pescadores! And so on. As novelas que caem no goto têm uma génese narrativa muito bem identificada. Amor Maior tinha uma "identidade narrativa" flat (apesar de, sim, visualmente ter estado francamente bem, talvez das novelas visualmente mais agradáveis dos últimos tempos; mas a longo prazo isso interessa muito pouco quando a narrativa é o equivalente a um caldinho de arroz morno), Paixão então tem uma "identidade narrativa" flat ao cubo.

Esta tem de ser trabalhada (narrativa e visualmente) para entrar no inconsciente das pessoas como a novela do Circo e da Cova da Moura.

  • Like 3
Link to post
Share on other sites

Eu também não sou fã desta moda nova, agora quase todas as novelas têm personagens que nem são boas nem são más, de vez em quando, ok, agora sempre, não gosto nada. Também gosto de pessoas que sejam realmente más, que me façam prender ao ecrã.

  • Like 2
Link to post
Share on other sites
há 17 minutos, Televisão 10 disse:

No E-Especial, a Cláudia disse que nesta novela nenhuma personagem é totalmente boa nem totalmente má, como acontece na vida real.

Completamente novo e original. Só que não.

Eu até não ateimo contra a ideia de retratar pessoas reais, mas agora isso já se tornou um cliché em si. É só isso que se ouve: "personagens que não têm um alinhamento definido entre bom e mau". Cansa sempre o mesmo discurso. Até na vida real existem pessoas que são totalmente boas e totalmente más. Enfim, podem ser o que quiserem desde que também sejam bem escritas. Isso é o que mais importa.

  • Like 4
Link to post
Share on other sites
há 25 minutos, Johnman disse:

Completamente novo e original. Só que não.

Eu até não ateimo contra a ideia de retratar pessoas reais, mas agora isso já se tornou um cliché em si. É só isso que se ouve: "personagens que não têm um alinhamento definido entre bom e mau". Cansa sempre o mesmo discurso. Até na vida real existem pessoas que são totalmente boas e totalmente más. Enfim, podem ser o que quiserem desde que também sejam bem escritas. Isso é o que mais importa.

Dá a sensação que os autores nacionais descobriram a pólvora com o anti-heroi, figura que tem séculos de existência :mosking:

Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

×
×
  • Create New...