Jump to content

Notícias TVI


Recommended Posts

  • Replies 22.4k
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

Top Posters In This Topic

Popular Posts

Felipa Garnel nova diretora de programas. Bruno Santos está out. Felipa Garnel assume Direção de Programas da TVI https://tvi24.iol.pt/sociedade/18-07-2019/felipa-garnel-assume-direcao-de-programas-da-tvi  

Isabel David Mais mentiras tenham vergonha já chega. Ontem a TVI teve todo dia uma programação especial, deixem se de mentiras, já ninguém acredita nesta televisão podem mudar o disco porque este já está riscado!!! Carmo Tomás Mentira não acredito Ana Maria Brito Pereira Ahahahah TVI sempre..... Quero lá saber das lideranças ,das audiências ,parem com isso já irrita..... Rita Costa Moreira TVI sempre e muito duvidoso as audiências da SIC..... Augusta Ribeiro Sempre TVI, já ch

há 1 hora, Mar-Vell disse:

Mesmo com ameaça da ERC, dona da TVI aprova nova administração, agora presidida por Mário Ferreira

Por “unanimidade”, todos os acionistas presentes na assembleia-geral da Media Capital deram luz verde à nova administração e aos novos estatutos. ERC tinha avisado que podia não reconhecer decisões tomadas. 

 

Com a deliberação desta terça-feira, Mário Ferreira, o representante do maior acionista da Media Capital (embora, com a posição de 30% do capital, a Pluris Investiments se assuma como minoritária), foi eleito presidente de um conselho de administração com nove membros. Como vogal, também surge a sua mulher Paula Dias Ferreira, que é também vice-presidente da Pluris.

O cargo de vice-presidente da administração da empresa que, além da TVI, é detentora das rádios Comercial e M80 e da produtora Plural, cabe ao empresário de Leiria Paulo Gaspar, que, através da empresa familiar Triun, é dono de 23% do seu capital. Paulo Gaspar é administrador do Grupo Lusiaves, presidida pelo seu pai, Avelino Gaspar, que também é proposto para vogal da Media Capital.

Da administração fazem parte ainda João Serrenho, o presidente das tintas CIN (dona de 11,2% do capital da Media Capital), e Rui Armindo Freitas, neste caso, da sociedade que junta vários empresários do norte do país, a Zenithodissey (10%). Miguel Araújo, há anos ligado ao grupo Sonae, também surge como um dos vogais do órgão de cúpula da Media Capital, onde consta ainda Cristina Ferreira, a apresentadora de televisão que é diretora de ficção e entretenimento da TVI (que, quando saiu da SIC, da Impresa, a dona do Expresso, já tinha prometida a passagem a administradora). A sociedade que tem com o seu pai, a DoCasal Investimentos, é proprietária de 2,5% da Media Capital.

O novo responsável executivo da Media Capital, um homem há muito ligado ao grupo, Luís Cunha Velho, também está no grupo de nove administradores. É ele que assume as rédeas da gestão diária da companhia, acima do diretor-geral Nuno Santos, depois da saída de Manuel Alves Monteiro.

https://expresso.pt/economia/2020-11-24-Mesmo-com-ameaca-da-ERC-dona-da-TVI-aprova-nova-administracao-presidida-por-Mario-Ferreira

Então era isto que a Cristina se referia hoje como um "marco pessoal e profissional"... 

  • Like 1
Link to post
Share on other sites
há 18 minutos, RenatoSimões disse:

Estão há uns 20 minutos a transmitir a conferência de imprensa do Mário Ferreira na TVI24, para quem se interessar.

Mort neles todos ali juntos :cryhappy: vem Covid-Capital

A Cristina a pisar na Cofina. Socorr

Ela a expôr tudo, mds

  • Love 1
  • LOL 1
Link to post
Share on other sites
há 6 minutos, Mar-Vell disse:

Mort neles todos ali juntos :cryhappy: vem Covid-Capital

A Cristina a pisar na Cofina. Socorr

Ela a expôr tudo, mds

MDS. Eu por acaso ainda há 10 minutos vi essa notícia, e eu assim, hum, Sábado, isto pertence à Cofina, já vem aí barraca.

E ela a barracar em direto. 

  • Like 2
Link to post
Share on other sites

Mário Ferreira acusa Cofina de"ameaças" e difamação a acionistas da Media Capital

O presidente da Media Capital afirmou hoje que "diversos acionistas" do grupo "têm sido alvo de ameaças" e difamação e acusou a Cofina, que lançou uma OPA sobre a dona da TVI, de estar por trás dos ataques.

"Fomos informados de que diversos acionistas têm sido alvo de ameaças e de campanhas difamatórias", afirmou Mário Ferreira, na primeira conferência de imprensa após ter sido eleito presidente do Conselho de Administração da Media Capital.

Quando questionado sobre o assunto, o gestor afirmou: "A difamação para quem lê comunicação social é relativamente fácil de ver, são alvos escolhidos, quase todos os presentes têm sido alvo de ataques do Correio da Manhã, da Sábado e menos, mas também, do Jornal de Negócios, não falando das revistas de especialidade colorida".

De acordo com Mário Ferreira, essas ameaças e difamação são "sempre originárias do mesmo grupo, sempre com a mesma intenção, sempre com mensagens de ou com tentativa de descredibilizar os acionistas ou os investidores de alguma forma".

E até ironizou com a situação: "Hoje disse à minha mulher, cá está o Correio da Manhã comigo com uma foto de um belo presunto".

Para o presidente da dona da TVI, trata-se de uma "uma tentativa de denegrir a imagem com fotografias não autorizadas, num ambiente familiar que as pessoas que conhecem não se inibem de tirar fotografias de menores e de publicar no Correio da Manhã, é inadmissível".

Sobre as ameaças, Mário Ferreira relatou que pessoas enviadas pelo Correio da Manhã "vão contactando algumas pessoas" a questionar se vão entrar no negócio, avisando que "é melhor não se meterem porque senão vão fazer parte da lista do que vai aparecer" no jornal.

"Temos que conviver com isso. Soube ontem [segunda-feira] de uma reunião de emergência do 'Estado-Maior' da Cofina onde foram dadas ordens específicas" para os títulos da Cofina preparem páginas no Natal "sobre a minha pessoa, o que é de lamentar", referiu Mário Ferreira, que tinha sido desafiado pelo presidente daquele grupo, Paulo Fernandes, a entrar no negócio da compra da Media Capital no ano passado.

"Várias pessoas aqui na mesa [membros do novo Conselho de Administração] têm enviado queixas à ERC [regulador dos media] sobre o que se tem passado, no nosso caso mais de 260 notícias elaboradas pelo grupo Cofina que até hoje, que se saiba, a ERC fez rigorosamente nada", disse, apontando que a intenção é "queimar em lume brando".

"Por acaso não contabilizei, mas ouvido o número das 260 noticias, o meu número deve triplicar em relação a essas notícias. Há certos orgãos que todos os dias têm três ou quatro relacionados com o meu trabalho, sempre de uma forma enviesada", acrescentou a diretora de entretenimento e ficção da TVI, Cristina Ferreira, acionista e desde hoje membro do Conselho de Administração da Media Capital.

  • Like 2
  • Love 2
  • Sad 2
Link to post
Share on other sites

A Cofina está desesperada deixaram cair o negócio da Media Capital com a Prisa e não aceitam que o seu ex parceiro de compra  Mário Ferreira tenha adquirido 30% da empresa e depois alguns meses passados tenha juntamente com a Prisa encontrado  novos investidores para os restantes 64% da Media Capital que eram da Prisa.

Parece que a Cofina é uma criança a fazer a birra de que a Media Capital é sua (mesmo depois de ter desistido da compra) e que não desistirá de fazer de tudo para ter uma empresa que eles queriam seja deles.

  • Like 2
  • Thanks 1
  • Sad 1
Link to post
Share on other sites

MÁRIO FERREIRA LANÇA OPA SOBRE 69,78% DA MEDIA CAPITAL

Pluris Investments, de Mario Ferreira, pede nomeação de auditor independente para determinar preço da oferta

A Pluris Investments, de Mário Ferreira, lançou uma Oferta Pública de Aquisição (OPA) sobre quase 70% da Media Capital, conforme deliberação da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários. 

Quanto ao preço das ações, a Pluris Investements pede que seja nomeado um auditor independente para estabelecer o preço adequado, acrescido de 2% e desde que não seja inferior a 0,67 cêntimos por ação.

A 12 de agosto, a Cofina lançou uma OPA sobre 100% do capital da dona da TVI, alterando a oferta de 21 de setembro, sendo o valor de referência proposto de 0,415 euros por ação, a que corresponde um montante total de 35 milhões de euros e considera um 'entreprise value' de cerca de 130 milhões de euros.

Entretanto, a CMVM considerou que houve exercício de concertação entre a Pluris Investments e a Prisa (Vertix) na Media Capital, determinando que o empresário Mário Ferreira lance no prazo máximo de cinco dias, que termina hoje, uma OPA obrigatória sobre 69,78% do capital da dona da TVI.

https://tvi24.iol.pt/economia/25-11-2020/mario-ferreira-lanca-opa-sobre-69-78-da-media-capital?utm_source=twitter&utm_medium=social&utm_campaign=ed-tvi24

 

  • Like 1
Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

×
×
  • Create New...